STF ficou incomodado com perseguição de Moro contra Eduardo Guimarães

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

stf moro

 

 

Para entender o recuo do Juiz Sergio Moro na última quinta-feira.

Da coluna de Monica Bergamo na Folha de São Paulo

stf moro

 

Tags: , , , , ,

13 Comentário

  1. O pequeno rei de Maringá está descobrindo, a duras penas, que ele não é a reencarnação de Mussolini, apesar do gosto pelas camisas pretas.

    • O moro é agente da cia como demonstro o wikileaks. Só isso. Ops, além disso foi filiado ao psdb até 2015 (o que é vedado a um juiz) em pleno vazamento da vaza a jato e, a mulher dele, presta serviços jurídicos para subsidiária da shell no Brasil. Ou seja, faz parte de uma quadrilha de piratas de nossos riquezas. É pouco? https://wikileaks.org/plusd/cables/09BRASILIA1282_a.html

  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, deve ter sido o Lewandoswisk, o integrante do Supremo que fez aquela cagada jurídica ao separar as penalidades, que estavam juntas na Constituição, a Dilma. É um juiz que não goza do mínimo respeito e prestígio junto à comunidade jurídica séria do Brasil !

    • Acredito que você sequer sabe quem foi o relator da Ação Cautelar.
      Os demais ministros seguiram o relator, exceto Marco Aurélio.

      http://www.conjur.com.br/2006-nov-16/stf_garante_exercicio_jornalismo_diploma

    • No processo contra o mandato da presidente Dilma, o Senado decidiu pela separação das penas, a mesma posição adotada no processo contra o ex-presidente Collor. Não inovou em nada. Além do mais, professores de Direito Constitucional, como Gilmar Mendes e Michel Temer, defendem em seus livros a mesma tese da separação das penas em caso de impeachment, apesar de recentes declarações do ministro sobre o assunto. No caso em tela, o ministro Lewandowisk apenas presidiu a sessão do Senado da República em que os senadores decidiram pela preservação dos direitos políticos da presidente Dilma, momento em que o ministro nem direito a voto tinha.

  3. Marcos de Oliveira, imagino que para um entendido em leis e justiça como você, ministro de respeito e prestígio junto a comunidade jurídica séria do Brasil, seja Gilmar Mendes…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Mas tem leitor “orelhudo” e desinformado hein!!!!
    Lewandowski não é um dos mais antigos.

  5. É muita ousadia do Juiz da Republica de Curitiba em afirmar que um blogueiro que está há 12 anos no AR informando, trazendo matérias de qualidade superior a muitos que estão em grandes canais de comunicação, não é jornalista. O que me resta é a revolta.

  6. Bem que Lula sabia que o STF estava acovardado essa que é a definição da atual postura desse pessoal que deixa de representar a investidura lhe é atribuída ,qual seja de fazer a dua função garantindo s constituição. Caso assim não fosse poderia agir de forma a retirar esse moro do papel que esta fazendo. Saudações a Eduardo e minha solidariedade a extensiva a toda sua família.

  7. O STFdoSDB ficou incomodado??? Estranho!

  8. Eduardo, você está bem? Firme amigo … Deus em sua Plenitude te Ilumine e dê sabedoria e paciência para suportar as agruras de bandidos de toga … FORÇA e FÉ … contra a FARSA …

  9. Então ainda há um resquício de decência e legalismo no STF, bom saber

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.