“Casa Grande” surta com estudante negra que passou em 1º na Fuvest

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

estudante capa

 

Segundo matéria da Folha de São Paulo publicada na segunda-feira 6, “Foi com uma frase provocativa estampada em uma rede social que Bruna Sena, 17, primeira colocada em medicina da USP de Ribeirão Preto, carreira mais concorrida da Fuvest-2017, comemora e passa um recado de sua conquista: “A casa-grande surta quando a senzala vira médica”.

Negra, pobre, tímida, estudante de escola pública, criada apenas pela mãe, que ganha R$ 1.400 como operadora de caixa de supermercado, Bruna será a primeira da família a interromper o ciclo de ausência de formação superior em suas gerações. Fez em grande estilo, passando em uma das melhores faculdades médicas do país.

A mãe, Dinália Sena, 50, que sustenta a casa desde que Bruna tinha nove meses e o pai deixou o lar, está entre a alegria e o pavor. Tem medo que a filha seja hostilizada. ‘Por favor, coloque no jornal que tenho medo dos racistas. Ela vai ser o 1% negro e pobre no meio dos brancos e ricos da faculdade’.

Já a filha mostra-se tranquila. Acredita que será bem recebida e tem na ponta da língua a defesa de sua raça, de cotas sociais e da necessidade de mais oportunidades para os negros no Brasil. “Claro que a ascensão social do negro incomoda, assim como incomoda quando o filho da empregada melhora de vida, passa na Fuvest

(…)

Segundo Bruna, que mora em um conjunto habitacional na periferia de Ribeirão Preto, vários de seus colegas de escolas nem “nem sabem que a USP é pública e que existe vestibular para passar”.

Com ajuda financeira de amigos e parentes, Bruna fazia kumon de matemática, mas o dinheiro não deu para seguir com o curso de inglês. “Tudo na nossa vida foi com muita luta, desde que ela nasceu, prematura de sete meses, e teve de ficar internada por 28 dias. Não tenho nenhum luxo, não faço minhas unhas, não arrumo meu cabelo. Tudo é para a educação dela”, declara a mãe.

Ainda segundo Dinália, “alguns conhecidos ajudaram. Uma amiga minha sempre dava livros para ela. Uma vez, essa amiga colocou R$ 10 dentro de um livro para comprarmos comida e escreveu: ‘Bruna, vence a vida, não deixe que ela te vença, estude’

Bruna nem começou o curso de medicina e já teve sua primeira grande experiência com o que vai enfrentar daqui para frente. Como sabe qualquer pessoa que estuda as condições sociais brasileiras, a forma mais comum de racismo nos dias de hoje se expressa através da negação do racismo, e foi isso que se viu na chamada para a matéria sobre Bruna colocada na página da Folha no Facebook.

Com 111 mil curtidas, mais de 20 mil compartilhamentos e quase 8 mil comentários, o que se viu nessa postagem foi uma horda de gente branca criticando mãe e filha negras por dizerem que existe racismo no Brasil e que os negros não têm as mesmas oportunidades que os brancos.

estudante 1Os milhares de comentários racistas são mais ou menos todos iguais. Todos acusam a moça de ser racista por sua mãe dizer que tem medo de que ela sofra racismo e todos dizem que Bruna, por ter passado no vestibular, prova que cotas “raciais” são dispensáveis – como se muitos negros fossem capazes de superar as dificuldades econômicas imanentes à etnia e passassem no vestibular de medicina da Fuvest.

estudante 2Será mesmo que essas pessoas acreditam que muitos negros conseguem se formar em medicina? Ao dizerem que Bruna é a prova de que “basta negros estudarem para passar no vestibular sem precisarem de cotas”, não estão dizendo que negro não se forma em medicina por não gostar de estudar?

Será que essas pessoas nunca leram estudos como o divulgado pelo Estadão não faz tanto tempo que mostra que apenas 0,9% dos médicos formados em São Paulo são negros apesar de o Estado ter 37% de habitantes que se declaram negros ou pardos?

Será que esses comentaristas brancos do Facebook que surtaram com a vitória de Bruna e negaram o racismo no Brasil não sabem que a mãe da moça tem medo de que ela sofra racismo por fatos como os mostrados em matéria do portal IG sobre ataques racistas nos banheiros na USP, reproduzidos na foto abaixo ?

estudante 3Bruna será um sucesso na vida. É linda, inteligente e corajosa. Porém, como mostra essa postagem da Folha de São Paulo no Facebook, ela, que diz não conhecer direito o racismo – até porque, em seu meio social segregado todos são como ela –, vai conhecer racismo muito de perto. E vai vencê-lo, mas, como mostram esses milhares de racistas que a criticaram, nem como médica logrará curar o Brasil dessa doença.

Tags: , , , , , ,

83 Comentário

  1. nossa ?! ..quer dizer que como NEGRA – tipo como nos EUA – ela era impedida de estudar ..de prestar vestibular ..de acessar universidade pública ?!

    Claro que não né ?! ..então

    Admitiria qq tipo de correlação por seus sucesso se feita referente a pobreza da menina e aos recursos que a ela foram disponibilizados (como aos demais POBRES deste país)

    ..se pela cor, como alude a matéria ..TUDO BOBAGEM RACISTA dessa turma que insiste em tentar “se fazer de diferente” pra depois vir falar de igualdade e pedir por vantagens que lhes facilitem

    se pra um pra todos (os pobres) ou pra ninguém

    • Vou tentar quase que “desenhar” pra ver se você entende…

      Nos EUA (exemplo que vc cita, creio que exemplificando os anos anteriores à 1970) existia legalmente a SEGREGAÇÃO, creio não ser necessário explicar que é o preconceito racial na forma prática exacerbada. Logo antes de teclar bobagens, observe se não estás comparando alhos com bugalhos…

      Você confunde intencionalmente (ou não – pode ser ignorância mesmo) preconceito (ojeriza) de classe com preconceito (ojeriza) racial, o 1º é mais fácil de resolver, os 12 anos de governo do PT estavam cuidando disso quando por preconceito de classe, resolveram dar o GOLPE, o resultado esta aí, pra todos ver…
      Já o 2º é muito mais difícil, pois o problema é cultural, depende de Pais (acredito que vc seja um) que ensinem aos seus filhos, que no Brasil, existiu escravidão por quase 500 anos e que nós brancos, herdeiros, sucessores e beneficiários daqueles escravocratas, temos uma ENORME DÍVIDA para com aqueles nosso irmãos negros, seus herdeiros e sucessores de infortúnios. Para deixar bem claro, eu e vc (ou nossos pais, avós, biz…não importa), herdamos fazendas, lojas, indústrias etc… e vc acha que filhos, netos e bisnetos de escravos herdaram o que??? contas na Suíça??? faça-me um favor… Não dá pra comparar as oportunidades que nós brancos temos, mesmo sendo pobres, com as pessoas negras, até porque a grande maioria dos pobres também são negros.

      Agora se depois dessa explicação vc continuar achando que é tudo uma bobagem racista, vá ler MILTON SANTOS ( Negro, Doutor em Geografia) e Darci Ribeiro (Branco, Doutor em Sociologia) que estudaram e entendiam muito mais desse assunto do que eu ou vc, ou vá se catar…

      • humm, melhor desenhar .quem sabe

        Se vc ta devendo problema seu ..eu não devo nada ..e não admito receber esta tal pena “hereditária” por pecados de gente morta por crimes que nunca cometi

        Não é de hoje que o país garante amplo acesso indistinto, em direitos básicos, a seus cidadãos

        Esta menina é prova do que falo ..fossemos um país racista como muitos querem nos rotular, ela não teria chegado aonde chegou

        ..e não chegou aonde chegou por ser negra ..mas sim dedica e esforçada, apesar de concorrer – por questões sócio econômicas – em absoluta desvantagem com pessoas mais abastadas (…mas isso é outra questão)

        • Trabalho na Universidade de São Paulo desde 1989, mas especificamente no Instituto de Biociências. Em todos esses anos somente tivemos um docente negro, dos mais de 100 que aqui trabalham. Também posso dizer que os alunos negros e/ou pardos que aqui passaram conta-se com os dedos das mãos. Isso é fato. Eu analiso esse fato, como reflexo da nossa total falta de Democracia (com d maiúsculo, pois a nossa é com d minúsculo e olhe lá) e, claro, do nosso passado de séculos de escravidão. Quem quer ver vê, quem não quer não vê mesmo. Faz de conta que não é assim. Além disso, costumo ir à praia do Guarujá, em São Paulo, e lá vejo a mesma coisa. Os negros estão trabalhando com vendas na praia e a maioria esmagadora de brancos deitados ou sentados em suas cadeiras de praia… Esse é o Brasil!

    • Sou negro, nasci pobre e sem oportunidade porem sempre corri atras dos meus objetivos e com todo respeito a luta alheia eu nunca fiquei preso a esse lance de casa grande e senzala, simplesmente ignorava a cara feia da turba de racistas e seguia em frente, me relaciono normalmente com pessoas de todas as cores tanto no campo amoroso como no campo social gritos e caras feias não me assustam no minimo me dão ataques de riso.

  2. Caro Eduardo Guimarães, no seu afã de tentar desqualificar a “elite” como você fala, estás cometendo deslizes, as críticas referem-se ao que a estudante falou, não à estudante em si.

    Mas entendo você, a angústia por ver seu herói lula sendo desmascarado, seu outro herói Dirceu já encarcerado o levam a cometer todo tipo de deslize, e você tem cometido vários por aqui. Uma reflexão profunda e honesta, caso consiga, talvez lhe ajude a resolver esta cegueira (a palavra é outra, mas…..).

    • A moça que usou a expressão “alma sebosa” parece ser bem racista e, por não ter lido a matéria, criticou as cotas e até o ENEM. Sem saber que a vestibulanda passou por mérito próprio, ela foi espumando.

      O termo Casa Grande é usado por quem tem consciência política. A reação a isso foi maior do que com o fato de ela ser negra, porém a intolerância é nítida! Será que essas mesmas pessoas condenaram o que aqueles médicos brancos e de classe média alta fizeram com Dona Marisa? Será que falaram também que “falta amor”, será que se perguntaram que tipo de médicos eles são, como perguntaram sobre essa garota, de que tipo ela será? Duvido.

      Foi ótimo ela ter usado CASA GRANDE, porque já entra com voadora. No mínimo, se ela não faz esse protesto, os comentários da direita que mal lê a porra da matéria seriam racistas sem a menor vergonha e atacando as cotas que ela não usou.

      • Se estes/estas pessoas que criticaram a garota (cabeça maravilhosa, a dela!) não leram a reportagem é porque são o que são, como Romanelli (sempre ele, o iletrado, apedeuta) ou Luiz. Não admitem que exista uma negra linda, cabeça pensante, QI alto (os “professores” e ‘filósofos” do século XIX classificavam o negro como animal), e alguns negros/pobres quebraram a regra como José do Patrocínio, Machado de Assis, Antônio Gonçalves Dias e outros. Antes de qualquer silogismo a ser detalhado, entro com uma única afirmação: a inveja mata.

        • Ortiz, desculpe, eu apenas sou dos que tem ABSOLUTA certeza que o BRASIL não é um país institucionalmente racista ..que nossas Instituições não são de há muito tempo (muito antes de todos aqui deste fórum terem nascido) um país RACISTA ..nem nossas leis

          Nós não somos um EUA, Austrália ou Africa do Sul por ex

          Sou dos que pensa que nossos problemas são de origem sócio econômica ..o país é pobre, falta pra todos ..mais pra quem não tem escolaridade, família, ambiente, urbanidade

          ..e que sim, existem sim racistas entre nós, mas dou uma banana pra eles (eles que ganharam notoriedade com esta internet) ..aliás, inclusive negros que discriminam brancos

          No mais, tb tenho certeza que o Grande Egito, berço da nossa cultura ocidental (antes mesmo da Grécia e da europa darem certo) foi construído à época por Negros, faraós negros

          ,.e pra ajudar na sua lista de brasileiros

          -Chica da Silva – dispensa apresentação
          -Chico Rei – dono de MINAS de ouro em Vila Rica
          -Francisco Félix de Souza (Xaxá) – o MAIOR negociador de escravos
          -Fernão Carneiro Leão (BB) – 1o presidente do Bco do BRASIL
          -Gê Acayaba de Montezuma
          -Manuel Francisco Lisboa – O Aleijadinho – artista e cidadão RICO de Vila rica
          -Machado de Assis – dispensa apresentação,não ?
          -Golçalves Crespo – advogado
          -André Rebouças – engenheiro
          -Cruz e Souza – poeta, pai do simbolismo
          -José do Patrocínio – farmacêutico, jornalista e escritor
          -Luís Gama – Advogado, jornalista e escritor
          -Theodoro Fernandes Sampaio – engenheiro geógrafo e historiador
          -Candido Fonseca Galvão – militar
          -João Candido – militar
          -Juliano Moreira – Médico e psiquiatra
          -Afonso Henrique de Lima Barreto – escritor

          ..nota – tudo gente da época da escravidão ..negros ..pra vc ver como o tema é complexo …

          Não bastasse, veja este filme que diz da história de 3 negras que trabalharam na NASA na década de 60 ..vale a pena

          “estrelas além do tempo”

          nf – sou contra cota racial ..defendo a cota SOCIAL e a reserva proporcional de vagas em universidades publicas entre alunos de escolas públicas x particulares

          • Você conseguiu listar apenas 17 nomes de personagens negros que viveram em diferentes épocas. Se fossemos um país sem racismo o nome de milhares de negros estariam nos livros de história, estariam ilustrando as páginas das sessões de economia, de política nas páginas dos jornais e de revistas do nosso país. Teríamos milhares de nomes de ruas, de praças, de viadutos de importantes personas negras.. Protagonistas negros estariam em novelas, filmes e seriados, teríamos apresentares(ras) negros(as), modelos estampando páginas de revistas e outdoors. Teríamos um grande número de pessoas negras frequentando bares e restaurantes, salas de aulas. Seriam muitos negros ocupando cargos de juízes, promotores, professores, médicos. Teríamos uma legião de publicitários(as) negros (as). Nos bairros nobres haveria uma divisão entre negros e brancos e os clubes seriam igualmente frequentado por negros e brancos.

      • As vezes fico pensando, se existe racismo nas faculdades, porque Joaquim Barbosa, Gloria Maria e outros negros notáveis conseguiram concluir o curso superior em suas respectivas áreas? lembrando que naquela época o racismo era bem mais casca-grossa do que hoje em dia.

    • Lula desmascarado de quê? Ele nunca usou máscara, amigo. Tente ser um pouco mais objetivo e pare de falar mal de quem discorda de suas ideias. O fato de um presidente ter vindo do povo, não ter diploma e ter voz estranha não faz dele um bandido. Há muito bandido de terno, diploma e voz linda solto por aí! Desprenda de seus estereótipos, Luiz!

    • Vade retro, racista adorador de aécio et caterva. Vivemos numa ditadura disfarçada de democracia, por isso que Dirceu foi preso, Lula é perseguido e sua turma de bandidos fica solta.

      • Este Sávio gosta do blog do Eduardo porque o Eduardo aprova todos os comentários dele, por mais que ele ofenda e despeje palavrões. Tá à vontade né? O blogueiro lhe dá guarida. Qualquer outro palavrão aqui ele corta pela raiz, mas o seu passa livre.

        • É, Luiz, seu problema é um só: você não tem raciocínio próprio, parece de uma criança que repete o refrão de um jingle de propaganda. Vou perguntar prá esclarecer. Não precisa responder: você lê? Livros, principalmente. Recomendo Umberto Eco (hum, acho que não, exige muito raciocínio! Tá bom tentemos José Mauro de Vasconcelos. Depois vá evoluindo. Não vale ler livros desses caras que elogiam Moro, matam Lula. Não levará você a nada. Revista, não leia Veja, Época, Isto É. Tornam seu cérebro uma pasta marrom mal cheirosa que passa pelo intestino e depois se dá a descarga. Leia Carta Capital, Brasil Atual, Caros Amigos. Tenho mais sugestões, mas em último caso, leia bulas de remédios, principalmente os diazepínicos, que você ganha mais. Sinto muito. Caetano e Gil que perdoem a você, pela ignorância.

        • Que palavrão eu soltei, vc está vendo coisas. Se vc se sente incomodado, vai pro blog do tio Rei de vcs. Lá, ele só deixar passar os comentários de vcs.

        • Engraçadinho vc, chega aqui ofendendo, e depois não quer ser ofendido. Bateu, levou…

    • Quem deve estar surtando é gente como Lula e o blogueiro e demais esquerdopatas que apesar de terem bom nível sócio-econômico não conseguiram produzir um único e mísero filho que conseguisse cursar medicina !

      • Vou explicar para vocês por que estou publicando esse comentário. Gente como essa existe aos milhares, ou dezenas ou até centenas de milhares na internet. São pessoas com evidentes problemas mentais. Quem, em sã consciência, diria que se a pessoa é de esquerda seus filhos não conseguem cursar medicina? Não me preocupo com o blog. Pode escrever aqui qualquer bobagem. Ninguém vai dar bola. Eu mesmo deleto imediatamente, em fração de segundo. Mas minha tese é que alguém assim é uma pessoa perigosa. Que outro tipo de perversões comete gente assim? É um óbvio sociopata. Penso que é dever de cidadãos responsáveis expor quem faz esse tipo de coisa. Estou criando um novo blog com um sistema para rastrear comentários assim. Vou criar uma sessão para expor autores de comentários pervertidos. Em certos casos, pretendo descobrir quem é a pessoa e colocar a foto e demais dados no ar, talvez até avisar a família, empregadores etc. Denunciar um maluco desses pode salvar vidas.

    • Vá postar estas asneiras nos blogues da sua turma. Aqui não dá você, Luiz. Cai fora. Interpretou bem estes texto? Então vá falar com os bobocas do seu grupo.

  3. Racismo, preconceito e burrice é o que não falta na nossa população e tudo isso incentivado pela chamada mídia, tudo de forma velada e às vezes nem tão velada mas, escancarada.
    Vejam a “preciosidade” e a burrice ou má fé de um chamado colunista de Campo Grande-MS no site http://www.campograndenews.com.br do dia 03.02.2017:

    “DONA MARISA’ Os petistas vitimizam Lula e culpam a Lava Jato pela morte da ex-primeira-dama do País. ‘Esquecem’ o seu histórico; fumo e sedentarismo. Nem ao supermercado ia. E farão política demagógica na doação de seus órgãos. Os petistas se agarram ao que sobrou. É… o poder não produz eternidade.

    É PRECISO separar a mulher que bordou a primeira bandeira do PT, da ex-primeira-dama do país por 8 anos. Ela não promoveu ações inerentes ao posto. Não visitou uma creche e nem promoveu uma rifa beneficente. Querem canonizá-la agora? Menos.

    CONVENHAMOS Qual o legado que a ex-primeira-dama Marisa Letícia deixa ao país? A intenção não é compará-la a ex-primeira-dama Ruth Cardoso, pois seria uma imensa covardia pela diferença de estatura social e cultura entre ambas. Paramos aqui.”

    Haja estômago para ler isso senhores.

    • O legado que ela deixou foi estar sempre ao lado de Lula ,no melhor e no pior,cara pãlida ,acha pouco?
      Se ela nada deixou como primeira dama foi escolha dela.

    • Como bem disse Celso Bandeira de Mello:
      Escória

    • O legado de dona Marisa foi justamente demonstrar a essa elite tacanha do Brasil que “primeira-dama” não é cargo público e que política de assistência social é trabalho a ser planejado e executado por profissionais, não essa bobagem de “obra de caridade”. E digo mais: Ruth Cardoso, se quiser honrar a própria formação acadêmica, teria abdicado desse lugar impregnado de machismo, mas preferiu criar o “Comunidade Solidária”…

  4. Prezado Eduardo:

    Você imagina a dificuldade que essa menina passou, passa e vai passar em sua luta par se formar médica. Mas, pelo visto, vai superar, para desespero da dita “classe alta dominante” que não admite ser invadida na sua seara por pessoas, na concepção dela classe, “pessoas inferiores, pobres, negros”.

    Todos tem o direito de sonhar. Lembre prezado Edu que o maior incentivador dessa ascensão social do mais pobre, com o oferecimento de oportunidades tem um nome, muito criticado por criar oportunidades para os mais desassistidos: LUIS INÁCIO, UM TAL DE LULA.

    Atenciosamente,

    Cláudio Augusto

  5. É óbvio que sofrerá racismo.

    E que diante desse crime hediondo haverá cara de paisagem da justiça.

    Esse filme vemos todos os dias, várias vezes ao dia.

  6. Desejo que ela realmente tenha forças para enfrentar todo esse rascismo, que começa aqui fora, simplemente por não aceitarem que uma negra pobre tenha conseguido ocupar um espaço que a casa grande pensa lhe pertencer.
    Esse povo que diz não existir rascismo e diz barbaridades como os comentários na folha, para mim, se equivalem aos estúpidos que negam o genocídio judeu.

  7. Edu, o termo crítica não é adequado nesses casos, o que essa escória perfumada faz são ataques, ataques tão infantis quanto covardes.

  8. Parabéns Bruna Sena. Lute pelos seus sonhos. O Brasil escancarou a falsa cordialidade. Somos uma população preconceituosa e mentirosa. Estas respostas dissimuladas demonstram como nossa sociedade é falsa. Merece o presente atual político e econômico.

  9. Que existe racismo no Brasil não há dúvida, mas nesses comentários que vc postou o que vejo mesmo é INVEJA…

  10. As informações estão incompletas. Ela também declarou que fazia cursinho da USP que é facilitado ao estudantes de baixa renda e as aulas são ministradas pelos próprios estudantes, aqueles que ela chama de Casa Grande. Uma ingrata. Na minha opinião falou sem pensar e duvido que vá sofrer preconceitos maiores. De um ou outro elemento de cabeça mal formada, que existe em qualquer classe.

  11. Quanto racismo, meu Deus.
    Essa jovem é para ser exaltada.
    Eu o faço e digo VIVA LULA, que criou essa oportunidade para pobres estudarem.
    Negros ou não; POBRES…
    Eduardo, estou ”levando” ao facebook seu texto com o devido crédito.

  12. Morei em Ribeirão Preto vários anos, tive alguns amigos que estudaram medicina aí na USP, hoje são todos Coxas, todos votaram no Aécio e participaram das manifestações do povo de amarelo.
    Eu acho a USP horrível, tucana até o caroço.
    Em seis meses a USP converte essa moça.

    • Discordo, na USP a esquerda é mais representada do que no resto da sociedade.

      Em qualquer protesto na USP vc vê o “progressista”, o cara de óculos Ray Ban e camiseta de marca, aquele que vive de mesada, que repetiu um monte de matérias e é contra a PM no Campus para que se possa fumar maconha. Aquele que junto com outra dúzia de iguais a ele invadiu a reitoria, depredou e impediu que outros dois mil alunos tivessem aula. E quando a polícia apareceu reclamou que sofreu perseguição política.

      Sobre o post, com essa frase a própria menina se colocou na “senzala” e depois reclama que sofre racismo?

      • Seu comentário é racista, é bom que saiba disso. Negar o racismo é a forma brasileira de ser racista

        • Aonde meu comentário foi racista? Concordo que desdenhei do “progressista”, mas progressista não é raça.

          Deixei clara minha crítica contra a frase da garota, forçando a barra talvez até contra a garota em si, não quanto a raça dela.

          Eduardo você é caucasiano e eu sou mulato e você quer me dar aula sobre racismo?

      • “Em qualquer protesto na USP vc vê o “progressista”, o cara de óculos Ray Ban e camiseta de marca, aquele que vive de mesada, que repetiu um monte de matérias e é contra a PM no Campus para que se possa fumar maconha. Aquele que junto com outra dúzia de iguais a ele invadiu a reitoria, depredou e impediu que outros dois mil alunos tivessem aula. E quando a polícia apareceu reclamou que sofreu perseguição política.”

        Sempre fui de esquerda, nunca fumei maconha e nem fui contra a PM no Campus por esta causa. Quem depedra mais a educação é o seu amado governo, este sim causa um estrago danado. A polícia de Alckmin, a gente sabe que gosta de provocar e de prender sem razão quem é de esquerda. Nas manifestações contra o golpe sempre foi assim.

  13. Elles não sabem viver sem privilégios! Por isso ,o ódio a Lula e ao PT e a tudo que representa DEMOCRACIA : Igualdade de

    oportunidades Para Todos.

  14. Edu, estava quase desistindo da minha autorização para ser doador de corpo para a a faculdade de medicina. Solicitei há mais de 4 anos os formulários necessários, e os deixei até aqui em compasso de espera. Porém agora, com pessoas batalhadoras como a srta.Bruna, estou revisando minha decisão. Vou ser doador sim.

  15. A conquista dessa menina deve ser exaltada, pois demonstra cabalmente que a cor da pele não necessita privilégios, mas sim que, em condições adequadas de estudo, qualquer pessoa, de qualquer etnia ou nível social, consegue sucesso no vestibular.

    Essa estudante teve a seu favor um curso pré-vestibular gratuito, organizado por alunos da FMUSP-RP, pois só com o cabedal trazido da péssima escola pública ela nada conseguiria. Ou seja, se nosso ensino público não estivesse na situação falimentar em que se encontra, o nível de competitividade no vestibular seria o mesmo para todos. Há 40 ou 50 anos atrás os colégios públicos eram excelentes, e muitos alunos pobres tinham acesso à universidade. Hoje em dia os governos chegaram à conclusão de que a pobreza, o racismo, o analfabetismo funcional, são campo fértil para fazer prosperar as políticas de cotas, bolsas, e outras que tanta popularidade e tantos votos garantem aos medíocres que conduzem nossos destinos.

    • Hermes, pessoas preconceituosas como você são muito fácil de ser desmascaradas. A sua primeira sentença está em frontal contradição com a longa e confusa segunda sentença. Fica evidente que você se protege das críticas com afirmações simpáticas para depois descer o cacete mostrando todo o seu preconceito e ódio de classe. Vai estudar, seja lá você quem for, tolo!

      • José Romero, em essência, o que tentei demonstrar foi que, se nosso sistema educacional fosse oferecido no mesmo nível de excelência, para ricos, pobres, não importa a etnia, qualquer jovem, a exemplo da menina a quem o post é dedicado, poderia enfrentar o vestibular com sucesso, sem necessidade de auxílio extra. Se voce notou algum traço de racismo no que escrevi, aceito humildemente a crítica, e procurarei estudar, seguindo seu conselho.

    • “A conquista dessa menina deve ser exaltada, pois demonstra cabalmente que a cor da pele não necessita privilégios, mas sim que, em condições adequadas de estudo, qualquer pessoa, de qualquer etnia ou nível social, consegue sucesso no vestibular.”

      O problema de vcs de direita é que vcs usam a exceção como regra.

    • Há 40 ou 50 anos, as escolas públicas eram “excelentes” porque não eram universalizadas. O Brasil só assumiu o desafio de ampliar a oferta de ensino público a todos os estudantes na década de 80. O desafio agora é manter essa população dentro da escola, optando por terminar os estudos e tendo tempo para estudar (e não abandonar os estudos porque precisa trabalhar). Desconfio que o sucateamento (inclusive da infra-estrutura) da escola pública sirva para denegrir a auto-estima dos estudantes de baixa renda que lá estudam.
      E outra, não basta ter oferta de ensino público: é preciso renda, é preciso ter tempo para estudar ao invés de trabalhar, ao invés de ajudar os pais. Ninguém estuda sem comer. É por isso que o bolsa família é tão importante: ele não é mera distribuição de renda; ele é condicionado à matrícula e frequencia da criança na escola.

  16. Comentário do Luiz das 10:11, o cara cita o Lula que não tem nada a vê com o texto.
    Essa sua obsessão por Lula pode acabar, aproveite que Dna. Marisa faleceu e o
    Lula está viúvo.

  17. Chamemos os racistas de racistas eles ficam furiosos, hahahahaha. Vão ter que engolir essa menina. PARABÉNS GAROTA!

  18. hahahahaha, os racistas odeiam serem chamados pelo nome, assim como os coxinhas, claro.

  19. Mudei meu nome para não ser confundido com um outro Fabio, fico feliz pela moça mas triste pela pouca divulgação disto, sinal que o preconceito ainda é muito forte contra pobres e negros neste país.

  20. Nao sei quanto tempo faz, mas um estudante de medicina coreano morreu afogado numa piscina, por conta do preconceito, como relataram alguns estudantes, de quê mesmo? MEDICINA. Ninguém foi preso e muito menos condenado. Que ela tenha muito cuidado.

    • Verdade! Eu concordo com você! Eu temo pelo que a playboyzada de medicina possa fazer com ela lá!

    • Era chinês. E não foi precinceito. Fossem matar todos os orientais da med usp matariam metade da sala.

      Foi sim um daqueles ridículos trotes. Jogaram todo mindo na piscina mas ele não sabia nadar. Mais um crime sem resolução.

  21. Pena que estudo no campus Butantã. Mas, o pessoal da “perifa” que estuda em Ribeirão Preto vai estar unido na defesa do seu direito a educação. Ela vai ter preocupação apenas com a pesada carga de disciplinas. Não vamos tolerar que os racistas “cresçam para cima” dela não.

  22. Parabéns, jovem Bruna. O seu sucesso é um exemplo do empenho dos governos Lula e Dilma em acreditar no futuro da juventude brasileira. Sem os investimentos feitos em Educação até 2016, você jamais conseguiria alcançar o seu sonho. Vá em frente, acredite em um novo Brasil! Dona Marisa Letícia estará lá em cima e protegendo e abençoando a sua trajetória!

  23. Tentarão cooptá-la e, sem sucesso, vão discriminá-la, sim!
    Parentes no Rio Grande do Norte e ex-colegas, ditos, brancos, evitam pegar sol por lá…Para não ficarem morenos! Há discriminação sim.
    Frequentadores de clube da elites no Ceará me contaram quando disse que estavam “mais brancos” do que quando moravam em São Paulo.
    Num certo Tribunal de Santa Catarina, uma funcionária loira foi passar férias em Salvador.Voltou com rastafari no cabelo. A chefia a chamou e pediu que tirasse. Ela negou-se e perdeu a gratificação que recebia…
    São casos reais que vivi. É assim que agem boa parte desse Sul de merda, onde, infelizmente, nasci e moro, espero que por pouco tempo.
    A iracundos não tem fim!

  24. Caro Eduardo Guimarães, bom dia

    Sugiro uma nova coluna para o seu blog. Já fiz essa sugestão também em outros blogs e acho que isso é uma coisa muito importante. Temos que expor cada vez mais os fascistas. Nessa sua postagem, teria sido ótimo se o nome completo e o perfil de quem emitiu as postagens fascistas fossem colocados, não somente nos printscreens, mas no corpo do texto. Isso é importante para que os nomes deles sejam relacionados pelo Google, na hora da busca.

    Temos que começar a botar medo nessa gente que tem se manifestado dentro e fora da internet. Inclusive muitos comentam aqui completamente à vontade e acham que estão abafando.

    Que queiram ser racistas, fascistas, canalhas e golpistas, o problema é deles. Precisam começar a arcar com as consequências disso. Que tenham seus nomes e fotos expostos, numa espécie de galeria permanente. Essa gente se aproveita das sombras e da nossa mansidão para fazerem e acontecerem. Imagina só, ver o seu nome no Google associado a uma postagem racista ou fascista.

    Lembrando que são sempre coisas que eles mesmos dizem. Ninguém os está difamando ou caluniando. Somente dando visibilidade maior àquilo que já estão dizendo em público, em meio de divulgação social.

    Saudações e parabéns pelo texto. Parabéns à Bruna Sena também, não só pelo desempenho no vestibular e pela conquista, mas também pela coragem em colocar no dedo na ferida e incomodar a nossa classe média fascista e escravocrata. Tem mais é que deixar essa gente incomodada mesmo. O país não tem que aguentar esse tipo de coisa aí passivamente.

  25. A elite podre e cucaracha de nosso país,sempre usa essa Manobra Diversionista, muito usada por Hitler e Goebbles , de criticar com a mesma crítica,só que oposta, do adversário político.
    Por exemplo:
    -Aécio é defensor da moral e da honestidade, mas está em todas as listas de corrupção e ladroagem,e bate em mulher até em público. E chama os opositores de corruptos.
    -A globo,rouba na copa de 2002 e todas as outras, no campeonato brasileiro, seus proprietários possuem dinheiro em paraísos fiscais, não paga multa por lavagem de dinheiro, possui mansões em áreas de reserva florestal, derrubam presidentes etc….Mas em seu jornal o apresentador todo afetado e nervosinho, faz caras e bocas contra o governo, parecendo um bipolar, sempre reclamando de corrupção, mas sempre na condicional com “seria”, “estaria”, “poderia”, todavia dando um tom de verdade absoluta.

    No caso da estudante, é a mesma coisa, chamam ela de racista e pobre de espírito, quando eles é que são.

  26. Vídeo de Lula mostra testemunhas de acusação que o inocentam

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/279355/V%C3%ADdeo-de-Lula-mostra-testemunhas-de-acusa%C3%A7%C3%A3o-que-o-inocentam.htm

    “As testemunhas de acusação do Ministério Público no processo movido contra Lula e sua esposa, Marisa Letícia, sobre o triplex no Guarujá (SP) contrariaram, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, a principal tese acusatória dos procuradores da Lava Jato”, diz texto publicado na página do ex-presidente, que traz trechos dos depoimentos de Nestor Cerveró, Paulo Roberto Costa e Pedro Barusco, ex-diretores e ex-gerente da Petrobras; segundo a denúncia, os executivos teriam tratado com Lula, quando era presidente da República, o recebimento de vantagens ilícitas fornecidas pela OAS em troca de facilitações para a construtora fechar 3 contratos com a estatal, fato que eles não confirmaram em depoimento; assista

    Moro fará audiência contra Lula na data da missa de 7º dia de Marisa

    A defesa do ex-presidente Lula pediu ao juiz Sérgio Moro o adiamento de audiências que estavam marcadas para os próximos 15 dias, em decorrência do falecimento da ex-primeira-dama Marisa Letícia; o recurso traz o argumento de que, por motivos pessoais relevantes, está prejudicado o contato entre Lula e seus advogados, o que impede que a defesa possa se preparar para as audiências; Moro, porém, indeferiu o pedido e fará audiência de instrução nesta quinta-feira 9, quando acontece a missa de sétimo dia de Dona Marisa; no despacho, chamou o falecimento de Marisa de “trágico e lamentável acontecimento

    Blogueira espalha notícia falsa e provoca assédio contra filha de Nassif

    Jornalista Joice Hasselmann, ex-Veja, postou de modo provocativo – e sem checar – nota sobre participação de estudante homônima de Luiza Nassif em ato contra Moro em Nova York; Luiza Nassif, de 29 anos, estudante de Economia da New School, porém, era apenas uma homônima; a notícia falsa foi uma das origens de uma onda de ataques e ameaças desferidas por grupos da direita em redes sociais à filha de Nassif

  27. O que era para ser uma coisa boa- uma grande conquista pessoal e da família da moça- se transfromou em mais um show de blenorragia esquerdopática…

    Ela disse por aí que a meritocracia é falácia. Que teve ajuda.
    Ora, ela ralou para estudar, ela entrou no cursinho dado pelos alinos da própria USP, que nada cobram pelo serviço(ah esses coxinhas)…. teve ajuda? Claro- o apoio da mãe. Quem não precisa de apoio?? Isso não minimiza o mérito. Isso É mérito! De ambas.

    Será que aquela filha que nos deixa orgulhoso por se dar bem no exterior não tem mérito?? Tem. E o pai também. Como sempre uma boa família estruturada é o maior alicerce.

    Mas ela teve outra ajudinha: o bônus na nota. Sem esse bônus ela não passaria. Mas tudo bem-, vá lá. Eu sou CONTRA- mas ao menos é um bônus por vir da escola pública. Há argumentos aceitáveis. Não é cota racial (isso sim é racismo).

    Essa frasezinha de “casa grande surta x senzala” virou clichê. Uma pena.

  28. Coxinhas são um nojo. O que esperar deles além de inveja exibicionismo e outras merdas?

  29. INACREDITÁVEL? NADA DISSO, ACREDITÁVEL SIM!
    É UMA MERDA! EITA 5% DE BRANCOS DE MERDA!
    TEM NADA NÃO, O DIA DELES AINDA CHEGARÁ…
    AINDA PRECISARÃO DA MÉDICA NEGRA PARA TRATAR DE SUA MAZELAS!

    CANALHAS!

    Assim é. País sem pudor! TERIA SIDO UM GOLPE? TERIA SIDO UM GOLPE COMANDADO PELOS PODERES DA REPÚBLICA, SOB DOGMAS DOS PODEROSOS MULTI-NACIONAIS E GOVERNOS EXTERNOS?
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2017/01/05/assim-e-pais-sem-pudor-teria-sido-um-golpe-teria-sido-um-golpe-comandado-pelos-poderes-da-republica-sob-comando-dos-poderosos-internacionais/

    “TERIA SIDO UM GOLPE? TERIA SIDO UM GOLPE COMANDADO PELOS PODERES DA REPÚBLICA, SOB DOGMAS E PATROCÍNIO DOS PODEROSOS MULTI-NACIONAIS E GOVERNOS EXTERNOS?

    O que você acha? Você ainda tem dúvidas?
    Não as tem? Está convencido de que foi um golpe? Está convencido de que não foi um golpe?
    Em qualquer dos dois casos pouco ou, no segundo caso, nada esta crônica poderá acrescentar. …”

  30. Bom dia Edu!

    Esta menina mostrou que todos podem ter o potencial de vencer na vida! Porém, eu temo muito pela vida dela, uma vez que a turma universitária de medicina é a mais reacionária e racista de todos os cursos universitários!

    Um abraço!

  31. E digo mais: mesmo se ela não provocasse com a afirmação: “A casa-grande surta quando a senzala vira médica” ela iria sofrer discriminação por lá do mesmo jeito, e a foto das pichações no banheiro da faculdade de medicina que foi publicada aqui comprova isso!

  32. Não tem problema não, esses racistas estão deslumbrado com a cor que nasceram nesta encarnação, e estão cometendo crimes de racismo, em algum momento irão morrer, como todos nós seres vivos, essa é a única certeza que temos, apenas não sabemos quando, portanto, ao morrerem, após longo tempo na escuridão, serão recolhidos, depois terão nova oportunidade para nascer, aí nascerão negros para sentir na pele o que eles estão fazendo, lei da ação e reação.

  33. Brunas Senas, continuem vencendo. Vençam os invejosos, os preconceituosos, os privilegiados; não deixem que eles lhes vençam, lutem sempre! Façam como o ex-operário, nordestino, filho da analfabeta Dona Lindú, Luis Inácio LULA da Silva.

  34. Sö queria dizer que eu sou branco, descendente de europeus pelos dois lados (portugueses e poloneses). Sou membro da classe média e estudei em universidade pública (2 graduações e um mestrado). E ADOREI ESSA NOTÍCIA! Me incomodava muito, nos anos 1990 e 2000, ver tão poucos negros e pardos estudando na universidade q eu amava. Sempre me perguntei o que fazer para que TODOS tivessem mais chance. Quantos talentos, quantos possíveis cientistas, pesquisadores e profissionais estavam sendo perdidos por falta de oportunidades.

    Por isso que eu sempre disse, inclusive em sala de aula (sou professor hj em dia) que meritocracia é uma falácia inacreditável, q esse é um discurso cruel e desumano, que TODOS tem que ter oportunidades iguais. Sou a favor de cotas raciais SIM, sou a favor de cotas sociais SIM, sou a favor de inclusão na universidade, sou a favor de ter mais gente tendo oportunidade e fazendo limonadas e caipirinhas com esses limões.

    Em 2016, inclusive, discuti em sala de aula com um aluno (idiota) que defendia (estupidamente) tal pensamento (patético), da meritocracia. No final da aula, ganhei um abraço de uma aluna que pensa que nem eu: “Brigado, fessô!” E continuamos na luta, mostrando pra Casa Grande que sim, seus dias estão contados. Por um Brasil mais justo, esse é o meu desejo.

    PS: Adorei a foto dela, linda!

    PS 2: Tenho um ex-aluno que está cursando o mestrado numa universidade pública, com bolsa… E vem de uma área carente na Zona Oeste do Rio. Como ele me enche de orgulho!

  35. Parabéns a Lula e a Dilma pela inclusão social que promoveram. Infelizmente com o Brasil governado por uma quadrilha com apoio do STF e mídia nojenta , o que vai sobrar? destroços.

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.