Trapalhada de Temer & cia. pode pôr Brasil na rota do terrorismo

insegurança

 

Minority Report é um filme de ficção científica lançado em 2002, estrelado por Tom Cruise e dirigido por Steven Spielberg. O roteiro é baseado no conto com o mesmo nome de Philip K. Dick.

A trama ocorre em Washington no ano de 2054. Uma “divisão pré-crime” acaba com a criminalidade no mundo; a polícia usa pessoas paranormais, os precogs, para preverem o futuro, localizar e prender futuros culpados antes que cometam crimes.

A metáfora é perfeita para definir a trapalhada marqueteira de mais um ministro “exótico” de Michel Temer, o tucano Alexandre de Moraes, quem, em lugar de combater a organização criminosa Primeiro Comando da Capital  (PCC), em São Paulo, quando foi secretário de Segurança, advogou para a facção.

O desempenho de Moraes na luta fracassada do governo paulista contra o PCC parece ter-lhe subido à cabeça. O histriônico ministro agora quer usar suas fórmulas fracassadas para o enfrentamento de uma organização radical que vem desafiando – e até vencendo, algumas vezes – as grandes potências ocidentais: o dito “Estado Islâmico”.

A organização é conhecida por “Estado Islâmico do Iraque e do Levante” (EIIL), ou “Estado Islâmico do Iraque e da Síria” (EIIS). É uma organização jihadista islamita que opera no Oriente Médio e que vem sendo combatida por grandes potências do Ocidente por razões controversas que não vêm ao caso neste texto, que não pretende julgar os conflitos no Oriente Médio, mas atos do governo brasileiro que podem envolver este país nesses conflitos.

Às vésperas das Olimpíadas, com as ações do Estado Islâmico se radicalizando mundo afora, o governo Temer resolve promover um show de marketing usando aparato de segurança como a Polícia Federal, que tem se notabilizado por ações de cunho político contra inimigos políticos de grupos radicais de direita, ou seja, contra o Partido dos Trabalhadores e seu governo federal recém-deposto por um processo que, mundo afora, vem sendo chamado de golpe por grandes meios de comunicação estrangeiros, por governos, celebridades, intelectuais etc.

O Show

A duas semanas da Olimpíada, a Polícia Federal prendeu na quinta-feira (21) dez brasileiros ditos “suspeitos de simpatizar com grupos terroristas”.

As forças de segurança do governo federal vinham monitorando cem pessoas no país que, segundo o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, manifestam simpatia ao Estado Islâmico. Os dez presos compunham os 10% que mais despertaram atenção das forças de segurança. Eles ficarão presos por 30 dias, prorrogáveis por mais 30.

Esta foi a primeira ação anti-terror da PF depois da aprovação da lei que tipificou os crimes dessa natureza, mas que recebeu uma leitura totalmente descabida do governo Temer.

Pelo texto sancionado pela presidente afastada Dilma Rousseff, o terrorismo é tipificado como a prática, por uma ou mais pessoas, de atos de sabotagem, de violência ou potencialmente violentos “por razões de xenofobia, discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia e religião, quando cometidos com a finalidade de provocar terror social ou generalizado, expondo a perigo pessoa, patrimônio, a paz pública ou a incolumidade pública”.

Os suspeitos presos pela PF foram enquadrados nos artigos 3º e 5º.

> 3º — promover, constituir, integrar ou prestar auxílio, pessoalmente ou por interposta pessoa, a organização terrorista;

> 5º — Realizar atos preparatórios de terrorismo com o propósito inequívoco de consumar tal delito.

Ocorre que essas pessoas que foram presas não cometeram nenhum ato concreto que permitiria às autoridades enquadrarem-nas nos artigos da nova lei antiterrorismo, exigência feita ao Brasil para receber as Olimpíadas.

Não há um único registro de contatos diretos das pessoas presas com terroristas. Segundo a imprensa, um dos suspeitos teria chegado a entrar em contato com uma empresa de armas para comprar um fuzil AK-47, mas a compra nunca se concretizou e mesmo a tentativa de efetuar a transação nunca foi confirmada.

Aliás, vale perguntar: que tipo de terrorista é esse que compra armas por meios legais, no próprio nome? Um membro do grupo Estado Islâmico precisaria fazer tal transação para obter arma por um meio que seria tão fácil de rastrear?

Já os outros presos teriam “feito juramento de lealdade ao Estado Islâmico por meio de um site que oferece uma gravação do texto que deve ser repetido a quem deseja fazer parte do EI”. Mesmo se isso fosse verdade, porém, não há lei que proíba uma pessoa de simpatizar com o que quer que seja.

Invadir residências de cidadãos por crimes que eles possam vir a cometer tem tudo que ver com o filme hollywoodiano supracitado. E é muito ridículo.

A tal A Operação Hashtag, deflagrada na quinta-feira (21) pela Polícia Federal, deveria ser sigilosa. Mas recebeu grande publicidade no mundo inteiro. Seria extremamente simples surpreender essas pessoas e levá-las para depor sem alarde, mas o caráter marqueteiro da operação, com entrevista espalhafatosa do ministro da Justiça, é claro.

A inépcia é tanta que os envolvidos tiveram seus nomes divulgados:

Alisson Luan de Oliveira

Antonio Andrade dos Santos Junior

Daniel Freitas Baltazar

Hortencio Yoshitake

Israel Pedra Mesquita

Leandro França de Oliveira

Leonid El Kadre de Melo

Levi Ribeiro Fernandes de Jesus

Marco Mario Duarte

Mohamad Mounir Zakaria

Oziris Moris Lundi dos Santos Azevedo

Valdir Pereira da Rocha

Vitor Barbosa Magalhães

É desoladora a trapalhada do governo Temer. E preocupante.

Pelo seguinte: o EI é realmente uma organização que está promovendo um tipo de luta contra os excessos das grandes potências que comete crimes inomináveis sob o pretexto de combater o imperialismo. Porém, essas ações de grupos radicais islâmicos não são empreendidas aleatoriamente e contra quem não os incomoda.

A França, por exemplo, tem sido alvo de atos de terrorismo em retaliação a suas ações contra o EI no Oriente Médio. E todos sabemos que ações das grandes potências econômicas e militares no Oriente Médio cometem tantos abusos e crimes quanto os grupos radicais que praticam atos de terror em retaliação.

Que o diga o Wikileaks, que denunciou que em 12 de julho de 2007 um helicóptero Apache da Força Aérea dos Estados Unidos fazia o patrulhamento em Bagdá e a tripulação resolveu fazer uma “brincadeira de tiro ao alvo”, como se aquelas pessoas fossem reses para o abate.

Sete iraquianos desabaram mortos no chão, com os corpos perfurados de bala. O repórter Namir Noor Eldeen, da agência de notícias Routers, e seu motorista, Said Chmag, estavam no local fazendo uma matéria e foram atingidos pelos disparos.

Se o grupo radical Estado Islâmico não tinha razões para atacar o Brasil, após a ação destrambelhada do governo Temer passou a ter. Simpatizantes do grupo e do islamismo foram tratados de uma forma que pode estimular fanáticos a retaliarem o Brasil. A decisão do governo Temer comprou uma briga que não era nossa.

PS: se tivéssemos um governo com cérebro, ele exortaria o Estado Islâmico a não praticar atos contra o Brasil, pois não nos metemos nos conflitos no Oriente Médio.

Tags: , , , ,

62 Comentário

  1. É todo mundo doido nesse Ministério do Temer. Cada dia dia ficamos sabendo de alguma gafe cometida por esse Ministério do Temer que, segundo a blogueira Helena Sthephanowitz do site http://www.osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br, mais parece uma “casa de repouso”. Imperdível o post publicado no site sob o título “Governo Temer está imovel e não é cobrado a se mexer”.

    http://www.osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2016/07/governo-temer-esta-imovel-e-nao-e.html

    • Dilma demitiu 7 ministros.
      Ah ! Já sei, foram todos acusados injustamente pelo pig.

      • Vamos continuar Sperandio honestidade intelectual de coxinhas como você. A Dilma ter demitido 7 ministros em cinco anos de governo é um número muito grande em relação aos demitidos (por clara ligação com corrupção) em menos de três meses de governo golpista de Temer!

        Sperandio os trouxinhas deixarem de ser trouxinhas. Provavelmente isto não acontecerá, você é um exemplo disto.

  2. Lembrete: TODO GOLPISTA É FASCISTA E TODO FASCISTA É CANALHA

    Os atos de terrorismo no Brasil que eu me lembro.

    1. bomba no Rio Centro para culpar os comunistas. Bomba colocada por militares do exército brasileiro.

    2. cargas de dinamite que iam ser postas no gasoduto no Rio de Janeiro para provocar um grande caos e destruição e culpar os comunistas. Iam ser colocadas por militares da FAB. O ato não aconteceu porque um grupo de militares da própria FAB – comandada na época por um capitão do PARASAR( apelidado pelos amigos de capitão macaco, devido ao seu espirito brincalhão) recusou-se a cumprir as ordens do comando e por isso sofreu punição.

    3. O senhor Michel Temer ser informante da CIA e hoje ocupar a presidência do Brasil.

    4. golpistas fascistas destituir uma presidenta eleito com 54,5 milhões de votos

    5. terrorismo econômico praticado diariamente pela grande mídia a serviço do capital financeiro-parasita e especulativo com o objetivo claro de paralisar e destruir a indústria nacional.

    • Lembrete: TODO GOLPISTA É FASCISTA E TODO FASCISTA É CANALHA E TODO CANALHA É ELEITOR DO PT.

    • Muito importante e oportuna a lembrança, em particular, do capitão Sérgio Ribeiro Miranda de Carvalho, cap. Sérgio Macaco, o paraquedista que evitou um banho de sangue ao recusar a ordem do terrorista brigadeiro João Paulo Moreira Burnier, que queria explodir o gasômetro do Rio de Janeiro, dinamitar uma represa e jogar 40 líderes políticos no oceano.

      Poucos anos antes daquela fatídica reunião com o terrorista Burnier, o capitão Sérgio Macaco tinha conseguido impedir um conflito entre os índios Txucarramães, Jurunas e Kaiabis, ao saltar de paraquedas entre guerreiros, no Xingu.

      – O senhor tem quatro medalhas por bravura, não tem?, perguntou o brigadeiro Burnier, na quarta-feira, 12 de junho de 1968, no 11º andar da avenida Churchill, 157, no Rio de Janeiro, onde funcionava o Ministério da Aeronáutica.

      – “Sim”, respondeu o capitão paraquedista Sérgio Ribeiro Miranda de Carvalho.
      – “Pois a quinta quem vai colocar no seu peito sou eu”, disse o brigadeiro, antes de emendar a segunda pergunta. “Capitão, se o gasômetro da avenida Brasil explodir às seis horas da tarde, quantas pessoas morrem?”
      – “Nessa hora de movimento, umas 100 mil pessoas” – respondeu o capitão Sérgio, trabalhando com a hipótese de uma catástrofe.
      – “É, vale a pena para livrar o Brasil do comunismo” – concluiu o brigadeiro.

      Com seis mil horas de voo e quase 900 saltos em missão, o capitão Sérgio era um dos mais qualificados homens do Para-Sar, unidade de elite da Força Aérea Brasileira (FAB), formada por paraquedistas especializados em busca e salvamento em condições inóspitas. Entre os colegas de farda, muitos o chamavam pelo apelido de Sérgio Macaco. Entre os índios da Amazônia, ele era mais conhecido como “Nambigua caraíba” (Homem branco amigo).
      “O Capitão Sérgio nos faz lembrar Rondon, com uma vantagem. É alado”, resumiu certa vez o sertanista Orlando Villas-Bôas, comparando o paraquedista com o marechal Cândido Rondon, que desbravou o interior brasileiro e inspirou a criação do Serviço de Proteção ao Índio (SPI). Mas, na quarta-feira 12 de junho de 1968, o que estava em jogo no encontro entre o brigadeiro Burnier e o capitão Sérgio não tinha nenhum vínculo com as missões humanitárias do Para-Sar. Prestes a completar 38 anos, o capitão havia sido convocado pelo superior para ser submetido a uma mescla de doutrinamento e humilhação.

      Naquele encontro, realizado na presença do brigadeiro Hipólito da Costa, Burnier começou a falar de um plano definitivo para acabar com “o perigo comunista” no Brasil. O capitão Sérgio tentou argumentar: “Nós temos um governo militar, o presidente é o marechal Costa e Silva…”. Burnier interrompeu o subalterno: “Costa e Silva, não. Bosta e Silva”. Em seguida, dirigindo-se ao colega de patente, arrematou: “Olha, Hipólito, o Sérgio virou filho de Maria, bichona”. O brigadeiro referia-se à queixa feita pelo capitão Sérgio ao comandante da Escola da Aeronáutica, contra o uso de 15 homens do Para-Sar numa operação ilegal, no centro do Rio:
      Com a morte do estudante Edson Luis de Lima Souto, no dia 28 de março de 1968, durante a invasão do restaurante estudantil no Calabouço, no centro do Rio, a preocupação das autoridades era a adesão dos funcionários de escritórios do centro da cidade, que vinham tomando posição a favor dos manifestantes, jogando das janelas, pesos sobre os policiais encarregados da repressão. Na madrugada do dia quatro para o dia cinco, o major Gil Lessa levara a equipe de plantão no Para-Sar — Serviço de Salvamento da FAB — para as ruas, com roupas civis e uma ordem: ”Localizar as janelas de onde atiram objetos nos policiais, subir e liquidar com quem estiver lá.”
      Depois da missa, os homens do Para-Sar ficaram nos lugares para os quais foram destacados. Estavam em missão contrária às que os tornaram conhecidos como Anjos do Espaço. Sem farda nem identificação, carregavam armas automáticas com numeração raspada. Apenas um grupo chegou a invadir um prédio da avenida 13 de Maio, de onde teria sido atirado um saco plástico com água. Lá, os repressores tentaram interditar um andar, justamente o que servia de sede para o Conselho Nacional do Petróleo. Acabaram enxotados pelos generais e coronéis que comandavam o órgão. Na ocasião, o capitão Sérgio estava de férias, em Manaus.

      Ao voltar para o Rio e tomar conhecimento da operação criminosa, ele reclamara contra o uso da unidade que ajudara a fundar.

      Conheçam mais desse valoroso, corajoso e exemplar capitão da FAB:
      http://brasileiros.com.br/2014/03/o-paraquedista-que-evitou-um-banho-de-sangue/

  3. Sobre o PS, é bom lembrar que ERA assim, ou seja, o Brasil não se metia nos conflitos no Oriente Médio, pois, com o governo dos golpistas corruptos e lacaios, isto já mudou quando José Serra, o ministro do Itamaraty e da Chevron, há pouco tempo mandou embaixador votar, na ONU, CONTRA OS PALESTINOS e A FAVOR DA ISRAEL do genocida Netanyahu, liquidando com a neutralidade brasileira de dezenas de anos nesta questão.

  4. Olá, Eduardo, concordo plenamente com o seu artigo. Por exemplo, a pessoa daqui de João Pessoa que foi presa, trata-se de um pobre coitado que vive às custas do pai e age como se fosse um adolescente irresponsável, tendo, inclusive, histórico de viciado em drogas. Tata-se como afirmaram as autoridades de um “porralouca”.

  5. Eduardo, me desculpe por fugir ao assunto do tópico, mas penso que você deveria divulgar em seu blog a tentativa absurda de praticamente criminalizar os professores com a desculpa de evitar “a propaganda ideológica” através do projeto “Escola sem Partido” (que inclusive foi uma das reivindicações do “especialista” Alexandre Frota em sua visita ao “ministro da Educação”). O Senado está fazendo uma consulta pública sobre o tema, penso que devemos nos mobilizar para evitar que essa excrescência seja aprovada.

    https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=125666

  6. com todos os problemas que temos neste país: golpistas corruptos, mídia manipuladora, judiciário fascista, PCC, porra loca de esquerda supostamente radical, uma direita que acha que tirar foto como pato donald, tendo o castelo da cinderela ao fundo é o máximo, pobres de direita, fundamentalistas religiosos neopentecostais(que rezam por casa na praia, apartamento de luxo e carro importado)…como não bastasse tudo isso..ainda teremos homens e carros bombas, caminhões com motoristas assassinos, sequestro de aviões, explosões, tiros em shopping…esse será o legado da direita golpista ao Brasil e seu povo????

  7. Qualquer coisa mandamos a Dilma ir lá dialogar com eles…

    Ah Edu! Até parece que o Estado Islâmico está preocupado com o que o Temer faz ou deixa de fazer…

  8. Esse terrorismo que se supõe capenga, é um instrumento comandado pelos eua, como fizeram com o povo americano que trocou sua cidadania, com a perda de seus direitos, pela segurança. Portanto, não considero um fato isolado deste governo. Alguém se lembra das bombas do Rio Centro? O que foi aquilo? Em “As Origens do Totalitarismo”, Hanna Arendt explica que a via totalitária depende da banalização do terror, da manipulação das massas e a exploração da solidão organizadas das massas. Não é, exatamente, o que nos está acontecendo?

  9. Edu, a coisa funciona assim: se ocorrer algum ato terroristas, eles dirão “bem que agimos” ou coisa parecei e se não ocorre nada ele dirão ” foi por causa das ações preventivas”. Mas pode está ocorrendo de estarem de olho em ajuda financeira do EUA para combate ao terrorismo!!

    • Sim. O terrorismo, de fato ou criado, dá lucro. É o que vem por aí. Reino de Mamon. Lembra do drone de 32 milhões que jamais será usado e suspeito que não houve nem treinamento.

  10. Governo golpista tabajara!

  11. Houve uma época em que a idiotice do blogueiro me comovia; hoje em dia ela me faz rir. Quem lê as idiotices que o blogueiro escreve julga que as forças de segurança , a cada ação, pedem autorização ao presidente ou ao ministro da justiça. Fosse no governo Dilma o resultado seria absolutamente o mesmo. Trapalhada grande mesmo foram as praticadas por Dilma e Cia nas contas públicas. Trapalhada das grandes que a levou para fora do governo. Isso sim é uma trapalhada que nos interessa !

    • Pior do que o pecado é a divulgação do pecado. Fosse no governo Dilma até o Ministro Zé não sairia para os holofotes divulgando uma investigação Tabajara. O Ministro Aragão certamente faria balançarem os responsáveis.
      Se Dilma estivesse mesmo sendo julgada pelas suas “trapalhadas” não estaria fora do Governo. Tudo de que foi acusada está sendo reavaliado e a conclusão é de que não há qualquer crime. Isso é divulgado até na grande imprensa, a maior incentivadora do golpe.
      Se você parar de ler as “idiotices” do blogueiro nos poupará de ler as suas, estas sem aspas.

    • Este comentário do Evaldo é mais um que vai com a classificação de idiotices coxinhas. Coxinhas que se esforçam muito em defender o indefensável governo golpista de Temer e suas ações atabalhoadas contra os direitos sociais.

      Ou seja, ficaremos Sperandio anos e anos a lucidez entrar nas cabecinhas coxinhas. Provavelmente isto nunca ocorrerá.

  12. O Congresso Americano condena o Golpe. E o Congresso brasileiro dá Golpe. Será teatro da Broadway? Ou seria porque as empresas americanas aqui instaladas correm riscos?

    A Veja desembarcou do Golpe.

    • Com o golpe não terá mais volta. Quando um novo governo de esquerda assumir, não poderá ter nenhuma dúvida: rever imediatamente todo o processo de privatização, desde o finado FHC, nacionalizando (de preferência nas mãos do Estado, já que a maioria da iniciativa privada da grande burguesia nacional preferiu o golpe). Se eles, golpistas quebraram os contratos com o golpe. Nenhum STF covarde poderá agir em nome da segurança jurídica, pois não pensou na segurança jurídica neste momento. Da mesma forma empresas multinacionais estrangeiras vão pensar várias vezes em assumir empresas nacionais, pois se hoje elas ganham com a quebra da segurança jurídica, em nome dessa mesma segurança jurídica quebrada, eles poderão perder tudo o que conseguiu no Brasil.

  13. Causa-me profunda admiração que você não esteja satisfeito com a Lei Antiterrorismo – sancionada por Dilma Rousseff, a lei data de 16 de março de 2016 e conta, portanto, com a assinatura da presidenta afastada.

    Alexandre de Moraes só está a bancar o inspetor Clouseau, do filme Pantera Cor de Rosa, por Dilma ter sancionado essa Lei, a qual permite que a polícia federal brinque de Minority Report da forma que melhor lhe apeteça.

    Parabéns aos apoiadores da Lei Antiterrorismo. Eles são tão responsáveis quanto o ridículo Alexandre de Moraes pela palhaçada que estamos a assistir.

  14. Por que temos essa Lei Antiterrorismo?

    Por Dilma não a ter vetado. Pelo contrário. Gente do PT brigou pela Lei Antiterrorismo. Nunca entendi o porquê.

    Por quais cargas d’água o governo do PT sanciona uma Lei Antiterrorismo que, claramente, cedo ou tarde, será utilizada contra movimentos sociais de cunho esquerdista – MST, sobretudo? Viram a palhaçada de Alexandre de Moraes falando no JN, ontem, sobre os terroristas criadores de galinha que a PF prendeu? Pois é. Amanhã serão sindicalistas, ativistas sociais etc. Parabéns ao PT por ter criado, aprovado e brigado por essa Lei Antiterrorismo…

    O fato é que, graças a essa lei, Alexandre de Moraes e sua PF poderão prender quem quiserem – inclusive a oposição política.

    • Muita gente lutou contra o texto da lei, a bagunça semântica, e não contra a lei.

      Já deu o primeiro resultado, de um lado os apressados dizendo que são terroristas, mas ha até juristas famosos dizendo que não.

      Poderiam ter feito o monitoramento e interrogatório das pessoas como é feito nos EEUU. Por que não fazem? Por que supostamente queriam gerar um fato pitoresco pré olimpíada e pró-golpe.

    • “O fato é que, graças a essa lei, Alexandre de Moraes e sua PF poderão prender quem quiserem – inclusive a oposição política.”

      Será que eles vão copiar o Maduro na Venezuela?

      • Você gosta da Venezuela? Pergunto porque eu não tenho qualquer interesse naquele país. Vivo – e pretendo viver para sempre – cá no Brasil. Não conheço a Venezuela, nem pretendo ir para lá a passeio, tampouco me debandar até ali para tocar a vida (Deus me livre de tal desgraça). Chávez morreu sem me chamar a atenção e Maduro não me diz respeito. A Venezuela não me preocupa. Ando mais interessado no Brasil. E temeroso. Nosso presidente não permite respirar em clima tranquilo. E Alexandre de Moraes, secundado por Raul Jungmann, resolveu botar as asinhas para fora em cadeia nacional (os paulistas já sabem que ele é). Tenho mais com o que me preocupar no Brasil. A Venezuela que se resolva por si.

        • Isso é o que eu penso também: a Venezuela que se resolva por si, os países africanos que se ajudem por si, Cuba que se ajude por si, o Haiti que se ajude por si… o Brasil não precisa ficar ajudando financeiramente eles, emprestando dinheiro, perdoando dívidas, enviando (e pagando) missões de paz, etc.

          • Isso é uma balela. O Brasil não ajudou ninguém. Vocês acreditam nas próprias invenções

          • Acredito nas palavras de um Celso Amorim quando fala sobre isso. Em linhas gerais, ele explica que o Brasil buscou parcerias estratégicas, interessantes inclusive do ponto de vista comercial, com esses países. Os Estados Unidos mesmo, por exemplo, quando de sua conveniência não tiveram maiores pruridos na hora de se aliar a Saddam Hussein nos idos de 1980 – aquele, que seria por eles executado, anos mais tarde. No contexto da Guerra Fria, os EUA terminaram por dar apoio logístico, treinamento, fornecimento de armas etc. a pessoas como Osama Bin Laden e cia. ltda., que estavam no Afeganistão lutando contra o império soviético. As relações internacionais são permeadas por um realismo que escapa, no mais das vezes, à nossa pouca sabedoria de homens comuns. Não foi de graça que o Brasil se aproximou de países africanos, Cuba e Irã. Nosso país tinha nosso interesse nisso. Inclusive o de levar nossas empreiteiras para fazerem negócios por lá. Coisas que o Tio Sam pode fazer, mas a qual é interditada a nós, por uma certa linha de pensamento que existe por aqui – e que parece prevalente, na marra, com a tomada do poder por Michel Temer e a consequente ida de um José Serra para o ministério das relações exteriores.

  15. Você mesmo cita o grande problema da Lei Antiterrorismo: pela forma que foi escrita – artigos 3º e 5º, por você transcritos – tudo que as autoridades de persecução penal quiserem poderá ser enquadrado como atos de terrorismo. São tipos penais abertos a interpretações quase ao infinito. Era a advertência que especialistas em direito penal faziam, quando da – quase inexistente – discussão sobre a lei. Dilma sancionou essa lei a toque de caixa. Certamente a esquerda política pagará por isso, sendo ela própria, em breve, encartada como terrorista. Você duvida mesmo que, um dia, o PT venha a ser considerado organização terrorista por um Alexandre de Moraes da vida? O MST, então? Nem se fala! É lamentável que o PT tenha sujado as mãos assinando essa malsinada lei. Não o fez por falta de advertência. Fê-lo por absoluta inépcia no trato de questões jurídicas. O Brasil pagará o preço – a esquerda, idem.

  16. Avisos nunca faltaram sobre a lei antiterrorismo (a qual foi sancionada por Dilma Rousseff):

    ONU critica aprovação do projeto da Lei Antiterrorismo pelo Congresso

    (http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/02/1743863-onu-critica-aprovacao-do-projeto-da-lei-antiterrorismo-pelo-congresso.shtml)

    A ONU (Organização das Nações Unidas) criticou, nesta sexta-feira (26), a aprovação do projeto da Lei Antiterrorismo pelo Congresso brasileiro.

    Em nota, o Escritório para a América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos afirmou que o projeto inclui definições “demasiado vagas e imprecisas, o que não é compatível com a perspectiva das normas internacionais de direitos humanos”.

    “Essas ambiguidades podem dar lugar a uma margem muito ampla de discricionariedade na hora de aplicar a lei, o que pode causar arbitrariedades e um mau uso das figuras penais que ela contempla.”

    O projeto foi aprovado na quarta (24), após apelo do Planalto e em meio à ameaça de organismos internacionais de aplicar sanções ao país por conta da proximidade da Olimpíada do Rio de Janeiro.

    O texto, que tipifica o crime de terrorismo no Brasil, com penas de 12 a 30 anos, precisa de sanção da presidente Dilma Rousseff (PT) para começar a valer.

    O projeto define terrorismo como a prática, por uma ou mais pessoas, de atos de sabotagem, violência ou potencialmente violentos “por razões de xenofobia, discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia e religião, quando cometidos com a finalidade de provocar terror social ou generalizado, expondo a perigo pessoa, patrimônio, a paz pública ou a incolumidade pública”.

    Para o Alto Comissariado da ONU, os dispositivos do projeto não garantem que a lei não seja usada contra manifestantes e defensores de direitos humanos.

    “A estratégia mundial contra o terrorismo deve ter como pedra angular a proteção dos direitos humanos, as liberdades fundamentais e o Estado de Direito”, conclui o texto da organização.

    EXTREMISMO POLÍTICO

    Para evitar que as manifestações políticas de rua fossem enquadradas, deputados excluíram o “extremismo político” como caracterização do terrorismo.

    Além disso, a Câmara também retomou, por pressão de partidos de esquerda, um artigo que deixa clara a exclusão dos movimentos sociais e políticos do escopo da nova lei.

    Para a Anistia Internacional, a ressalva que visa proteger movimentos sociais, sindicatos e manifestações “não é garantia de que a Lei Antiterrorismo não será usada contra esses grupos”.

    “Na atual conjuntura brasileira em que leis totalmente inadequadas ao contexto de protestos foram usadas na tentativa de criminalizar manifestantes em protestos desde 2013, é muito grave a aprovação de um projeto de lei ‘antiterror’ que poderá aprofundar ainda mais o contexto de criminalização do protesto em geral”, disse a Anistia, em nota.

    A entidade pede o veto integral de Dilma ao projeto.

    O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) também repudiou a aprovação da Lei Antiterrorismo no Congresso.

    “Ao invés de enviar projetos de lei que reforcem a escalada conservadora legislativa, o governo poderia começar por retirar do ordenamento jurídico entulhos autoritários como a Lei de Segurança Nacional que, vez ou outra, serve para criminalizar legítimas lutas sociais”, afirmou a MST, em nota.

    O Greenpeace, a ONG Conectas e o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) também se manifestaram contra a lei.

  17. A PF, A JUSTIÇA, O JUDICIÁRIO, O LEGISLATIVO, O EXECUTIVO ESTÃO INFILTRADOS DE CORRUPTOS E APOIADORES DA ELITES SONEGADORAS QUE PAGAM MUITO MAIS QUE OS EMPREGOS PÚBLICOS E NÃO PRECISAM COMPROVAR NO IMPOSTO DE RENDA, É TUDO POR FORA, SONEGAÇÃO E LAVAGEM DE GRANA ROUBADA DO ERÁRIO.
    VEJAM UM CASO EM QUE SE A POLICIA NÃO FOSSE CORRUPTA, JÁ ESTARIA AGINDO E PRENDENDO UM MONTE DE CORRUPTOS DO LEGISLATIVO E DO EMPRESARIADO.
    MAS A PF SÓ ESTÁ INTERESSADA EM PRENDER O LULA E A DILMA E ESTÁ HÁ MAIS DE 8 ANOS TENTANDO ISSO E NÃO CONSEGUE UMA SÓ PROVA, ENQUANTO OS VERDADEIROS BANDIDOS ESTÃO AÍ, AGINDO LIVREMENTE SOB OS OLHARES COMPLACENTES E LENIENTES DO DOUTOR MORO E SEUS CUPINCHAS,
    **** RODRIGO MAIA (DEM RJ), PRESIDENTE DA CÂMARA, ADMITE ACORDO PARA ENTERRAR CPI QUE INVESTIGA EMPRESAS (CPI DO CARF). Ele é filho de César Mai e já mostra no inicia de seu mandato tampão, seu DNA de político corrupto.
    Decisão de Maia sobre CPI do Carf livra todos empresários suspeitos de fraude fiscal.http://www.redebrasilatual.com
    Para deputado do Psol Ivan Valente, novo presidente da Câmara foi eleito já tendo feito acordo com PSDB para barrar investigações. é tomada no momento em que a CPI e a operação Zelotes estão em pleno funcionamento, e uma semana após o representante da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) no conselho do Carf, João Carlos de Figueiredo Neto, ter sido preso, flagrado chantageando o banco Itaú.
    “Rodrigo Maia já deixa sua marca de blindador das grandes empresas ao cancelar a prorrogação da CPI do Carf. Certamente tem acordo com o PSDB e outros partidos. O Psol denunciará manobra que visa proteger fraudadores da Receita Federal, que deveriam ser multados em bilhões de reais, muitos dos quais já estão indiciados e até denunciados”, afirmou o deputado Ivan Valente (Psol-SP).
    O partido já havia apresentado na CPI do Carf diversos requerimentos convocando empresários envolvidos em escândalos da Operação Zelotes, inclusive André Gerdau (do grupo que leva seu sobrenome), e Luiz Carlos Trabuco (Bradesco). “Outras empresas que estão sendo blindadas com a medida de Maia são Safra, Santander, RBS e algumas montadoras de veículos”, diz a nota.
    A Zelotes começou investigando fraude fiscal de uma série de empresas grandes, incluindo filiadas da Rede Globo, mas acabou direcionando parte dos seus trabalhos para apurar caso de corrupção envolvendo as empresas do filho do ex-presidente Lula.

  18. Muito bom.
    Espero que o EI tenha consciência de que se trata de um ‘governicho’ usurpador, aloprado que quer aparecer nem que seja com o sangue inocente. Não duvido que esses ‘inteligentes de orelha grande’ não estejam preparando algo que nos lembra o caso “Rio centro” criado pela ditadura afim de incriminar a esquerda de então.

    • Na verdade o atentado na Rio Centro foi uma tentativa para os milicos justificarem que deveriam ficar mais tempo e endurecer novamente o regime militar e tentaram incriminar a esquerda neste atentado e no final foi uma faca de dois gumes: o regime começou a ruir de vez a partir deste atentado!

  19. Pra mim é só para distrair o brasileiro do verdadeiro ato terrorista que é o impeachment. Na verdade golpe mesmo. É fácil controlar a sociedade quando se infunde medo. Logo logo, vão prender alguém dos movimentos sociais baseado nessa mesma lei.

    • São pessoas levianas e mentirosas como o Lula e a Dilma que desmoralizam a democracia.

      Eugênio José Alati
      23/07/2016.
      NÃO CENSUREM. OS PETISTAS, SEUS CAUDATÁRIOS, IDEM.

  20. São pessoas levianas e mentirosas como o Lula e a Dilma que desmoralizam a democracia.

    Eugênio José Alati
    23/07/2016.
    NÃO CENSUREM. OS PETISTAS, SEUS CAUDATÁRIOS, IDEM.

  21. Alexandre Moraes é um advogado de porta de delegacia a serviço do PCC. Ele é o homem ideal para ser o ministro da justiça do golpista Temer, fazer atrapalhadas é algo comum nesse representante do PCC, que assim, vai beneficiando corruptos, banqueiros e outros pilantras, sempre com prejuízos e cortes de direitos do povo.

  22. ♫ E por falar em trapalhadas, o Pelé foi cotado para acender a tocha olímpica na abertura dos jogos. Caso seja mesmo escolhido, ele deve aproveitar o foguinho para acender novamente a própria broxa…

  23. Esse Desgoverno vagabundo só faz besteiras .Não tem Política pública inovadora alguma. Só repete (e de forma deficiente) os programas do PT (Bolsa-Família, Prouni, FIEs etc) Agora, querem TORRAR as RESERVAS que o brasil tem…Cambada de corruptos e incompetentes…

  24. Com o objetivo de tentar manchar a honra do nosso honorável e honestíssimo governador Geraldo Alckmin , os petistas golpistas da Folha e da UOL estampam hoje como primeiro destaque da primeira página a manchete abaixo:

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/07/1794753-alckmin-perdoa-dividas-de-r-116-mi-de-acusada-de-cartel.shtml

    Golpistas!

  25. Tenha certeza de que a ação do ditador Temer e do seu psicopata amestrado, que ocupa o Ministério da Justiça, foram realizadas para agradar o “patrão” que os colocou nos cargos que ocupam ilegalmente, ou seja, para puxar o saco dos EUA. E tem mais, O AS “INFORMAÇÕES” USADAS DE FORMA ABOBALHADA PELA PF FORAM REPASSADAS PELA NSA, AQUELA AGÊNCIA DE “SEGURANÇA”(ESPIONAGEM) DOS IANQUES, QUE ESPIONOU DILMA, A PETROBRÁS E TAMBÉM “FORNECE” DADOS PARA MORO, OS DÉBEIS MENTAIS DO MP E A POLÍCIA FEDERAL SABOTAREM O PROJETO DE DESENVOLVIMENTO NACIONAL BRASILEIRO, DESTRUÍREM O PT E PRENDEREM LULA. . Embora o Estado Islâmico seja patrocinado pelos EUA, para derrubarem o Governo da Síria, conseguindo assim sufocar a Rússia militar e economicamente, também contra o EI os ianques usam o mesmo jogo duplo que praticam há muito tempo em suas relações internacionais(como fizeram contra Saddam Hussein, outra criação do imeprialismo )e ao mesmo tempo em que o armam, combatem o EI; permitindo que a plutocracia da indústria de armas que controla o país lucre duplamente; e criando, um pretexto perfeito para seu intervencionismo no mundo árabe , sustentado pelo desculpa hipócrita de “combate ao terrorismo”, quando na verdade o deseja é apossar-se do petróleo daquela região, mesmo motivo que os levou a patrocinar o golpe de estado no Brasil(não tenham dúvida, os ianques estão por trás de tudo, desde a farsa do julgamento do “mensalão”, passando pelas “manifestações” dos mauricinhos em 2013, chegando a Moro, MP e PF, e por último o golpe parlamentar). Quanto ao assunto abordado nesse texto, SÓ A O DESEJO FANÁTICO DE AGRADAR OS IANQUES, E CONSEGUIR MAIS APOIO AO GOLPE, ALIADO ÀS FAMOSAS BURRICE E TRUCULÊNCIA DA DIREITA BRASILEIRA, PODEM EXPLICAR AÇÃO TÃO DESASTROSA. Prender pessoas sem qualquer vinculação com o terrorismo, a sustentando-se as tais prisões com o argumento imbecil de “participação” em sites de simpatizantes do EI, uma atitude que no máximo indica que esses sujeitos possuem uma perversidade imatura)é, além de uma desastre investigativo óbvio(eles no máximo deveriam ser monitorados, para que se procurasse descobrir se somente ficavam na “perversidade imatura”, como apontava sua atitude de participar de sites de simpatizantes do EI, ou de fato havia alguma ligação concreta entre elas e algo ou alguém que realmente fosse terrorista, o que jamais se saberá agora, pois os “peixes grandes” do terrorismo, se existiam, e eu acho que não existiam, sumiram graças ao “aviso” dado pro Temer e sua anta de estimação); também serviu” a palhaçada do ditador como uma maneira cretina de vincular o Brasil à truculência dos EUA, despertando sobre o país o ódio de organizações de fato terroristas, como o Estado Islâmico, que nunca mexeram com o Brasil e poderão sentir na “ação” de Temer e do seu lacaio uma declaração de hostilidade que poderá ser respondida. OU SEJA,, O GOVERNO DO DITADOR ACABOU DE FAZER O POSSÍVEL PARA ARRUMAR UM INIMIGO PARA O BRASIL, ALGUÉM QUE PROVAVELMENTE NEM SABIA QUE EXISTÍAMOS, COM A ÓBVIA INTENÇÃO DE FAZER MARKETING, AGRADAR OS EUA E INCHAR SUA VAIDADE BE PRIMÁRIA.

  26. Quem começou a bandalheira foi Serra.

  27. Caro Eduardo,

    Este é o cenário atual desse governo golpista com viés de ditador. Com certeza, coisa pior ainda virá. O nosso país tornou-se uma verdadeira esculhambação, com a degradação das nossas instituições. O Poder Judiciário de hoje, é o maior exemplo dessa baderna. Hoje atua como um partido político e é submisso à mídia brasileira, comandada pela rede globo.

  28. E o meu blogueiro favorito insiste em indicar o Kotscho, nem tudo é perfeito!

    http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/por-que-dilma-nao-acaba-logo-com-essa-agonia/2016/07/23/

    • O Kotscho talvez peça para alterar o seu nome para Kot$cho a serviço da evangélica Record New$. O que esse jornalista fez foi se tornar uma pena de aluguel para o PIG. Já a TV Record se tornou rapidamente uma espécie de Rede Golpe de Televisão, além do que os donos da Record pensaram de forma evangélica: $$$$$ e se tornaram donas de um dos ministérios do governo golpista de Temer.

  29. Pra quem curte
    Ha un texto conspiratório no GGN sobre

    O mesmo fotografo fotografou os dois atentados, na França e Alemanha, 800 quilômetros de distância e oito dias separando. Um verdadeiro caçador de atentados. Esse é o perigo.

  30. “Alexandre Moraes dividiu-se entre o ridículo e a irresponsabilidade.”

    “Ministro da Justiça inclui Brasil no mapa do terror – (http://www1.folha.uol.com.br/colunas/janiodefreitas/2016/07/1794784-terrorismo-a-brasileira.shtml)

    Os nossos terroristas não se assemelham aos que atacam a França, os Estados Unidos, a Inglaterra, agora a Alemanha, e outros comprometidos em ações bélicas no Oriente Médio, na Ásia e na África. Os nossos terroristas não matam pessoas inocentes para fazer mal a cada país inimigo. Mas os nossos terroristas fazem certo mal como os terroristas armados.

    Com a diferença de que atingem um só país. O seu. O nosso.

    Nenhuma das mazelas de que somos íntimos é exclusividade brasileira. Todas estão pelo mundo afora, em graus e concentrações variáveis. Nada, muito menos as mazelas alheias, justifica ou compensa as nossas. Embora possamos dizer, e deveríamos dizê-lo muito e alto, que não andamos por aí massacrando povos e destruindo cidades alheias, tomando terras, roubando riquezas. Exclusividade nossa, parece, é o vício de nos alimentarmos de nossas mazelas, de usufruí-las em um enorme gozo nacional, que faz do nosso um país patético.

    Desde 2008, o mundo todo é corroído por crise econômica. Consequência de patifarias no sistema financeiro dos Estados Unidos muito maiores do que o ocorrido na Petrobras. Cada brasileiro vive ainda, de algum modo, efeitos daquele estouro, mas só uma parte ínfima da população tem ideia aqui do se passou lá, e de como nos atingiu. Explica-se: apesar dos milhões de norte-americanos que perderam suas casas ou suas economias, o problema foi tratado publicamente com cautela e sobriedade pelas instituições oficiais e por imprensa e TV.

    No Brasil, o sensacionalismo é a regra. A veracidade é secundária, ou nem isso. A preocupação com os efeitos do espalhafato inexiste. O escândalo gera escândalo, e passa ele a ser um escândalo –não mais interno, apenas, mas o Brasil escandalizando o mundo. É o terrorismo contra si mesmo, é o nosso terrorismo.

    Se esse terrorismo não ataca a vida humana em ação direta, não deixa de fazê-lo por outros meios. O período dos altos índices de inflação legou um exemplo claro. A par de outros fatores, o escândalo feito com a inflação, a cada taxa nova ou hipótese de taxa, levava a imediato aumento dos preços e a inflação para mais alto.

    Os efeitos sociais negativos dispensam referências.

    O exemplo se atualiza com a Petrobras. Na combinação de razões corretas e muitas leviandades, o escândalo da bandalheira de menos de meia dúzia de sujeitos, na maior empresa brasileira, atingiu em cheio não só a Petrobras, mas também a riqueza brasileira do pré-sal. A crise da estatal alcança as finanças dos estados e milhares de empregos. O papel do pré-sal no futuro do país é rebaixado a objeto de negócios com que cobrir alguns buracos nas contas de hoje. Por suas proporções anormais até para escândalos, o da Petrobras escandalizou o mundo e expõe à sanha da cobiça internacional.

    A Olimpíada não poderia escapar. A caça ao escândalo não teve o êxito esperado das contas e dos prazos descumpridos, tradicionais fornecedores. O terrorismo, sim, afinal teve um ato positivo: entregou-se como pretexto. A imprensa e a TV faziam o possível, até indicaram, inclusive com mapa, o que serão os pontos mais atraentes ou vulneráveis para a ação de terroristas. Veio, porém, do próprio governo o embalo do sensacionalismo. Por intermédio de quem mais deveria combatê-lo: o ministro da Justiça.

    Alexandre Moraes dividiu-se entre o ridículo e a irresponsabilidade, ao se apresentar a propósito da prisão de dez talvez terroristas futuros. Com informações logo contestadas por um juiz e, de objetivo, um mínimo indício a ser verificado, aos ouvidos do mundo o ministro da Justiça incluiu o Brasil no mapa do terror. Quando estrangeiros cuidam de sua viagem para o Brasil da Olimpíada.

    No nosso terrorismo, o ministro Alexandre Moraes é mais eficiente do que os seus dez presos.

    Somados.”

  31. :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: Também acho (que isso pode por o Brasil na rota do terrorismo) mas isso é exatamente o que os irresponsáveis querem: não estão nem aí para nada, os canalhas direitistas. Isso é mais uma jogada, outra articulação da direita escrota mundial & Cia. A grande mídia (mérdia) é composta por sabujos sujos a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria) dos canalhas direitistas… …

    .:.
    * 1 * 2 * 13 * 4
    *************
    .:.
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

    • NOTA DO EDITOR: comentários servem para divulgar idéias e opiniões, não insultos

      • NOTA DO ALTAIR: e quando a opinião diz exatamente a mesma coisa há anos com a mesma “estrutura” e sempre martelando a mesma coisa? E em tempo: o blogueiro quando lhe convém também insulta postadores, chamando eles de canalha, fascista, imbecil, etc. Mas tudo bem… afinal, o blog é seu! 😉

        • Quem vem aqui provocar ou insultar leva o troco, ora. E o que eu digo é meu direito dizer. Você pode vir aqui dizer sua opinião sem fazer considerações sobre mim ou meus leitores e não terá problemas, mas quem vem aqui provocar, leva o que merece

  32. Bom dia Edu!

    Situação super preocupante esta! Sinceramente estou com muito medo de um ataque do Estado Islâmico aqui no Brasil, eles são tão sem noção e cruéis que matam civis sem motivo nenhum, por pura maldade! Este texto também me despertou ver esta possibilidade do ISIS atacar aqui porque prenderam 10 pessoas que declararam jurar fidelidade ao grupo terrorista! Agora o governo golpista deu corda para o ISIS vir atacar o Brasil devido à Polícia Federal fazer a Operação Hashtag, ao fazer uma ação muito divulgada pela imprensa! O resultado disso tudo? Dará moral ao governo golpista de aumentar a repressão ao povo em um estado de exceção!

    Um abraço!!!

  33. A bem da verdade os Jogos Panamericanos (que vim levou a Vila Esportiva? E as instalações esportivas? Por que não foi usada depois?) a Copa do Mundo (com estádios caríssimos, superfaturados e alguns abandonados/às moscas atualmente), e os Jogos Olímpicos (adivinhem qual será o destino da Vila Olímpica e das instalações esportivas após os jogos?) não deviam ter acontecido/acontecer aqui. Simples assim! temos copisas mais importantes para resolver no nosso país. Foi uma soberba sem tamanho o governo (não me importa de qual partido! SEMPRE fui contra!) achar que tínhamos “bala na agulha” para isso…

  34. Para descontrair um pouco (Fonte: The Piauí Herald):

    “Estado Islâmico reclama de falta de estrutura para o terrorismo no Rio

    CIDADE OLÍMPICA – Assustados com os problemas estruturais da Vila dos Atletas, membros da delegação do Estado Islâmico protocolaram uma reclamação oficial. “Não há energia elétrica para gravarmos vídeos. O Whatsapp é bloqueado a toda hora. A cidade está infectada pelo zika. Além disso, as ciclovias desabam sozinhas, sem interferência de explosivos”, reclamou Abadila Yousseff. “Assim não dá para fazer terrorismo de primeiro nível!”

    Inspirado pela resposta de Eduardo Paes à delegação australiana, Yousseff prometeu que o prefeito acordará amanhã com uma cabeça de canguru em sua cama. Logo depois, batucou na mesa: “E.I. me usou o tempo inteiro / Com seu jeitinho sedutor / Eu fiz serviço de pedreiro / De bombeiro, encanador / Não era terror, ô, ô / Não era / Não era terror, era
    cilada”.

    Quando descobriu que Anitta cantará na cerimônia de abertura dos Jogos, ​Yousseff decidiu voltar imediatamente para a Síria. “Não tem como competir com esses brasileiros”, bufou.”

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.