Golpistas em pânico: queda de Cunha pode anular impeachment

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

cunha capa

 

Conforme o ministro Teori Zavascki ia explanando as razões pelas quais aceitou (com quase cinco meses de atraso) a moção do procurador-geral da República, feita em dezembro último, pelo afastamento do agora ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, muitos dos que assistiram àquela cena podem ter se surpreendido.

Enquanto os golpistas babam ódio contra Dilma Rousseff e Lula, acusando-os de tudo e mais um pouco, a Casa dos Representantes do Povo jazia paralisada pela ação de Cunha, eximindo-se de votar matérias de interesse da nação em benefício único e exclusivo do agora já defenestrado ex-presidente daquela Casa.

Nesse sentido de usar a Presidência da Câmara para se proteger, Cunha também tomou atitudes condizentes com a pecha de “gangster” que lhe é invariavelmente pespegada por tantos quantos têm vergonha na cara. A conduta dele mais concernente a esse conceito certamente foi a intimidação de parlamentares que ameaçavam fazer andar o processo de sua cassação.

Para terminar, Cunha ainda usou o cargo para impedir investigações contra as duas centenas de deputados que o apoiam, entre os quais o famigerado parlamentar que atende pela alcunha de “Paulinho da Farsa Sindical”.

A mídia se surpreendeu e se estarreceu com a decisão tempestiva do STF de pôr fim à farra de Cunha e seus 200 picaretas. Afinal de contas, Valdir Maranhão (PP-MA), o 1º vice-presidente da Câmara, quem irá assumir o lugar de Cunha enquanto a Câmara não lhe cassar o mandato, votou contra o impeachment de Dilma e certamente colocará fim à paralisia legislativa e aos golpes contra o governo Dilma.

Em caso de impeachment de Dilma, provavelmente Maranhão não dará guarida a Michel Temer, contra quem há pedidos de impeachment tramitando na Câmara.

Além de tudo isso, para desespero dos golpistas a lei favorece o questionamento de todos os atos de Eduardo Cunha durante o exercício da Presidência, entre os quais – e à frente de tudo – a decisão dele pela abertura do processo de impeahcment de Dilma Rousseff.

Para completar o quadro de intranquilidade pelos golpistas, a defenestração de Cunha pelo STF em peso cria uma situação nova para a Corte que lhe permite, em tese, analisar o mérito do impeachment para poder decidir se o ato do ex-presidente da Câmara de abrir o processo é ou não passível de anulação.

Enquanto escrevo este texto, assisto a Globo News. Surpreende – pero no mucho – o semblante de abatimento dos repórteres e apresentadores. Quem se lembra do abatimento deles a cada eleição que o PT vencia não se surpreende por apresentarem o mesmo sintoma em um momento em que o golpe ameaça subir no telhado.

*

Leia, também, Um golpe belo, recatado e do lar

 

Tags: , , ,

137 Comentário

  1. Eduardo, bela analise, sem apoio ou julgamento a penas os fatos. Mas quem vai assumir o lugar de Cunha? Espero que seja uma pessoa menos golpista.

    • Valdir Maranhão (PP-MA)é o substituto interino e ficará no cargo até Cunha renunciar ou ser cassado. Maranhão votou contra o golpe

      • Waldir Maranhão não é só investigado na Lava Jato. Ele está até o pescoço na Operação Miquéias.

        Deve durar menos que o Temer

  2. Eduardo, para de sonhar.
    Tudo isso é mais um teatro que faz parte do golpe. O golpe já foi concluído. O que resta agora é a realização das etapas do golpe como já escrevi algumas vezes nesse blog. Está bem claro que o gangster Cunha já fez sua parte e agora a direita fascista não precisa mais dele e por conseguinte ele é carta fora do baralho. É bom não confiar no substituto do Cunha na câmara.

    • À saída é a rua. O Maranhão não é confiável, além disso o golpe está no Senado, e o STF só julgou Cunha depois que ele prestou o serviço. Também é um poço de incertezas devido à pressão violenta dos coxinhas. Neste momento só a rua salva.

      • CONCORDO!!!

      • Também penso que, infelizmente, o golpe está sacramentado e abençoado pelo STF covarde. Mesmo que “revertam” o golpeachment (créditos do amálgama ao articulista Paulo Kliass), a ideia é “sangrar” Dilma, Lula e o PT.
        E aí a esperança é a esquerda se unir de verdade e ir para as ruas.

    • O governo, o PT, os movimentos sociais estão seguindo o script da Globo : manifestações e festinhas,que eles escondem.É mais forte a imagem de vinte pneus queimando na Paulista do que manifestações igual essa do dia primeiro. Porque não ocupam o Senado, igual os estudantes fizeram na Alesp? Será que o republicanismo chegou nos movimentos? Hoje, por incrível que pareça, quem está mostrando mais determinação é a presidente.

  3. Edu, não podemos confiar em STF ou Globo, estão todos sintonizados e trabalhando para o golpe; eles fazem seus teatros para nos enganar. Sinceramente creio que somente o povo ocupando o Senado e o STF para barrar esse golpe. Estamos proibidos de acreditar nesses golpistas que continuam rindo de nossas caras. Só estão manipulando a midia alternativa para que a rede esgoto continue a definir as pautas e as narrativas falaciosas. Somente o povo nas ruas, desobediência cívica e atos em todo o Brasil poderá salvar a democracia. À luta !!

  4. Eduardo não pare de sonhar. Algo que não consigo entender, é a ação do ministro Teori de madrugada dar liminar ao pedido do procurador Janot, depois de 125 dias sentado na solicitação da PGR. Não me iludo com a ação do STF, contudo quero lembrar que essa liminar só foi possível, com a solicitação do ministro Marco Aurélio de Melo ao presidente do STF, para colocar quinta-feira a votação o afastamento do Cunha. O ministro devagar quase parando, mais conhecido como 125 dias, resolveu dar a liminar e afastar o ladrão Cunha. Teve 125 dias para agir, mas vendo-se atropelado pala ação do ministro Marco Aurélio, resolveu de madrugada agir.
    Assim falou Wadi Damus, os governos Lula e Dilma erraram quase tudo em indicações para o STF, sem falar na PGR.
    Seu leitor assíduo.

    • Concordo, Preocupado, errar nas indicações ao STF foi o primeiro tiro no pé.

      Mas o problema é que quando havia algum ministro com um mínimo de honra no STF, depois de algum tempo vivendo as benesses do cargo, mudava de lado.

      Agora foi um recorde, o Fachin, assim que foi empossado, com defesa ferrenha da Dilma, como primeiro ato, encaminhou o pedido de impeachment sem pestanejar.

      Trairagem, machismo, homofobia, etc., já são moeda corrente no parlamento e não é de hoje.

      O problema foi termos chegado ao limite da palhaçada, simbolizada pela figura do Tiririca.

      Um STF acovardado não vai colocar ordem no galinheiro, muito menos o bando de venais do Senado vai reverter a vergonha que iniciou dia 17 de abril de 2016.

      Passividade, dentro e fora do governo foi o nosso grande erro e pode ser fatal.

    • Hoje lí, que o juizinho Lewan……?, quer que o $TF não entre em férias, porque ele mesmo quer dar o “chega pra lá”na Dilma. Ele ficou impressionado quando recebeu uma reação, dos coxinhas, porque foi contra o Joaquim Barbosa, na época do mensalão. Agora, como ele diz, quer limpar a barra imptimando a Dilma, antes que seja trocada a presidência do $TF, em outubro. Este “HOMEM DO BEM”prova que a justiça brasileira é conveniência do mais forte. Nem bordel chega a tanto.

  5. Prezado Eduardo,

    O Fernando Brito já abordou o tema. Segundo ele, “… os fundamentos de cautelar são, como se sabe, o “periculum in mora” (perigo na demora) e este tanto havia que, em seis meses, Cunha iniciou e praticamente concluiu o ‘crime do século': a deposição de uma presidente eleita; e o “fumus bonis juris” (fumaça do bom direito), isto é, sinais convincentes de que as acusações procediam.”.

    Ou seja, se Teori aceitasse a tese do “perigo na demora” e a da “fumaça do bom direito”, e assim tivesse expedido a liminar (que só agora emitiu) não teria havido nenhuma ação de Cunha que repetisse os crimes relatados por Teori em sua sentença.

    Dai que a teoria de que tudo o que Cunha produziu nesse período, entre dezembro/2015 – quando o PGR pediu a liminar – e hoje, deve ser ANULADO DE PLENO DIREITO. Porque do contrário a demora e o cuidado de Teori apenas beneficiou um “delinquente”, nas palavras do PGR, e de um criminoso contumaz conforme entendimento do próprio Zavascki.

    Não é inteligível, e muito menos aceitável pela lógica das consequências, que ações de um delinquente possam prevalecer como válidas se o Supremo, por unanimidade, entendeu que precisava de um remédio muito amargo, fora do que está estipulado na Constituição da República, que foi a de suspender do mandato o Cunha. E afastá-lo da Presidência da Câmara. Quem não pode o menos, não pode o mais. Quem não pode exercer a presidência e nem o mandato, não pode produzir decisões que afetam sobremaneira os rumos da eleição de uma presidente eleita pelo povo. Senão será uma transgressão estúpida e indecente. Por isso me vinculo à tese de que todos os atos de Cunha, desde dezembro passado, estão nulas de pleno direito.

    E pra esclarecer melhor ainda, a decisão de Teori Zavascki, e que foi referendada pelo pleno do STF, por unanimidade, a decisão foi sobre o pedido do PGR de dezembro de 2015. Logo, não se trata de fato novo, de agora, mas sim de um fato apresentado ao Supremo em dezembro do ano passado. Portanto, a demora da expedição da liminar se deu, entre outras coisas, porque o próprio Teori informou ao plenário do STF que ele precisou obter informações de um funcionário da Câmara, o diretor-geral, porque Cunha teria sabotado qualquer pedido. Foi quando Marco Aurélio Mello comentou: “a que ponto chegamos”. Estão comprovados os males produzidos por Cunha. E suas decisões desde o final de 2015 estão contaminadas pelos crimes que cometeu, inclusive o de chantagear deputados para seguir as instruções de Cunha, conforme relatou o próprio ministro-relator do afastamento.

    Concluindo, não há como permanecer de pé as ações de Cunha – um delinquente!

  6. Toda pressão em cima do atual presidente Maranhão, que votou contra o Impeachment, e é mais sensível do que o psicopata Cunha, para anular a admissibilidade do impedimento aprovado na CD.

  7. A suspensão de tudo de ruim que esse psicopata fez ao país seria muito bom para ser verdade.

  8. Edu, acho também que essa é apenas mais uma etapa do golpe que já foi dado mas ainda não consolidado. Cunha – a meu ver – não está “aborrecido”… tudo, pra mim, é jogo de cena. Teori e tantos outros do STF estão no golpe, seja por ação, seja por criminosa omissão. Entretanto, gostaria de colocar aqui minha preocupação:

    PORQUE LULA ESTÁ CALADO? Porque Lula não chama uma coletiva com a imprensa nacional e – principalmente – a internacional e denuncia a perseguição que Janot, Moro, PF(e outros cães pagos pela CIA) fazem a ele? Isso é uma tortura, Edu. Tortura agonizante. Essa é a prática da psicologia comportamental adotada pelos EUA. Prática covarde, canalha, rasa, mas eficiente. Trabalham com estímulos e alterações de comportamentos a fim de dominar as variáveis na massa e na consciência de quem quer dominar.

    Lula tem que mostrar e distribuir para a imprensa – principalmente a internacional – cópia de todas as suas palestras, dizer quem pagou e o registro de todas.

    Mais, Edu: Tem que mostrar para a tela toda a sua declaração entregue a Receita e dizer que vai processar a Globo por mentiras, calúnias e difamações. E, na linguagem do povo, dizer: “Olha aqui, Globo, olha aqui Janot… todas as minhas declarações que vocês sabem… vocês sabem que minha vida é ilibada, que todas as provas são para mostrar que sou honesto. Não roubo o povo brasileiro. Parem de me intimidar, de ficar me acusando e envenenando o povo contra mim que sempre estive ao lado do povo!”. “Senhor Sergio Moro, juiz de primeira instância: O Senhor não é o dono do Brasil, se estivéssemos num país sério, o senhor já teria sido preso por condenar sem julgar e prender para torturar através de delações onde se não falarem que o culpado sou eu, a pessoa mofa numa prisão totalmente desumana. Pessoas presas sem qualquer prova e que tem que dizer o que o senhor quer”, “infelizmente o senhor produz essas ilegalidades além de grampear ilegalmente e continua aí posando de moralista, quando o maior escândalo que esse país conhece – o do Banestado, onde se desviou bilhões – o senhor era o juíz e não teve um preso! Até porque, não tinha ninguém do PT”.

    No dia seguinte, Edu… no trem… na boca do povão… vão ter comentários: “Viu o Lula?! Caramba, escrachou a globo, desafiou esse Janot… aí… o cara mandou bem. Se tivesse rabo preso não ia falar isso!… quero ver a globo provar…”; “e do Moro? Viu lá ele esculachando?… não sabia que ele tinha sido o juiz dum escândalo que não deu em nada?”… “Esse Moro também… é verdade, só prende se for petista”.

    Não é isso que iremos ouvir nos trens, nos butecos… Isso vira o jogo, Edu! Será que ele não sabe disso? Dizer que a mídia vai esconder, é desculpa. Lula tem que ir p´ra jugular deles! Pois se eu te acuso de corrupto, bandido, ladrão, pixuleco, safado… e você, Edu, manda notinhas de “não sou não”… “você não prova”… Ah, Edu… eu vou te atropelar todo o dia nos meus meios de comunicação e acabar com você. Ou Lula reage e ataca ou acredita em papai-noel. Ou tem rabo preso!… É o que eu pensaria.

    Tem que denunciar o golpe da CIA (esse é o modus operandi deles há muito tempo), que cooptou não os militares, mas parte bastante considerável do aparelho do Estado. É o novo golpe, Edu.
    É o Estado contra um Governo, é o Estado contra um partido, é o Estado contra um homem, é o Estado(s unidos) contra um povo e um país.

    Tem que ser divulgado isso, Edu! Não deixemos que a saída de Cunha nos alimente a ilusão que a justiça esteja sendo feita. O alvo é Dilma, é Lula.. é o petróleio! Por isso a encomenda que o Janot tem que entregar é a prisão de Lula. Denuncie, Edu. Às ruas e às redes, companheiro!

    • “Lula tem que mostrar e distribuir para a imprensa – principalmente a internacional – cópia de todas as suas palestras, dizer quem pagou e o registro de todas.””

      É mais fácil achar agulha num palheiro …

    • Leonardo,LULA já fez toda sua defesa completa à PGR e a Imprensa Nacional e Internacional,veja no site do Instituto Lula!

    • Lula decepciona com seu silêncio.
      E me pergunto por que o blogueiro insufla esperança citando ‘fontes’ se já está tudo perdido e o golpe consolidado?
      Vivemos uma página tristíssima da nossa história. É o fim do povo.

    • Não adianta o LULA provar. Já está decidida a sua prisão bem como da DILMA. O JANOTAZINHO mandou, ontem, para o $TF, investigação sobre a nossa presidenta. Os dois vão em cana, bem como o Wagner, o Berzoine, o Haddad, o governador de Minas. TODA A CABEÇA PENSANTE do PT VAI EM CANA. Não vai ficar só nisso, os blogs sujos serão condenados por qualquer coisa, com multas altíssimas, que eles não poderão pagar.

  9. Edu, sonhando ou não o Golpe está dado. Só o povo nas ruas poderá fazer barulho e diminuir os danos do Golpe. Não podemos confiar no STF. Ele é sempre rigoroso com uns e bem tolerante com os verdadeiros ladrões da nação. Pensei que poderíamos contar com a justiça e principalmente com a sobriedade dos nossos supremos magistrados, porém só Marco Aurélio Melo falou em momentos onde a Democracia precisava de vozes. Porém acredito no imponderável. E as forças estão em ebulição tudo pode acontecer para o bem ou para o mal. Já existem notícias que o Jarbas Vasconcelos está cotado para substituir o Cunha. Não sabemos como está se dando a disputa nas forças golpistas todos querendo um quinhão do butim. Tudo isso diante de uma população anestesiada, surda. O crime do PT fazer lei anticorrupção, ser democrático nas escolhas do PGR, STF… Não abastecer a mídia com dinheiro público. Entre outros… que os Tucanos sabem bem usar e abusar. (Até a TV Cultura SP foi aparelhada pelo PSDB). Acreditar que a Democracia venceria a podridão autoritária. Como eu, muitos, não acreditaram que o Golpe uniriam tantas forças que deveriam proteger a Constituição, mas preferiram sucumbir. Agora é lutar e lutar, pois não haverá trégua, e nos espelhar na garotada. O verdadeiro alvo é aniquilar o Partido dos Trabalhadores, prender o Lula e Dilma, para que o golpe pareça uma transição democrática.
    Abraços

  10. Não há mais como reverter o impeachment, o trem já saiu da estação. Acabou pra Dilmal, Lula e o PT.
    Agora resta à esquerda socialista recompor sua militância, tornar-se uma oposição forte ao governo Temer e tentar aglutinar a população para manifestações e greves.
    Entretanto acredito que a esquerda socialista e o PT perderam muito da sua credibilidade, pois só foram capaz de distribuir a riqueza enquanto o dinheiro jorrava pra dentro do país, sendo incompetentes para reformar o estado e preparar o país para o tempo de vacas magras. Além de terem tido sua imagem de vestais da moralidade demolida completamente pela corrupção generalizada do estado.
    Pra mim é o fim da utopia socialista, que prega que é possível distribuir uma riqueza que não é produzida.
    Fim da Dilma com certeza, fim do PT provavelmente, e por conseguinte fim de Lula.
    Já a esquerda socialista voltará ao lugar que ocupou por muito tempo no Brasil: oposição intransigente, destrutiva e hidrófoba, com compromisso apenas a seus ideais anacrônicos.

  11. Gostaria muito, mas não creio.
    Voltar atrás com o processo de impeachment simplesmente não vai acontecer.
    INFELIZMENTE !

  12. Preocupado-rj

    06/05/2016 – 12h48

    Eduardo. A obviedade ululante que caracteriza este “golpe”contra uma Presidenta eleita democraticamente é uma vergonha nacional descarada praticada por parlamentares que envengonham a natureza do gênero homem na face da Terra. Ela é fruto da “cultura machista” universal que é a mais permersa, a mais opressora, a mais depravada e a mais desigual que todas as outras culturas. Desde priscas eras Ela subjuga o gênero Mulher que é o único Ser predestinado pela nossa Mãe Natureza para a preservação da Vida humana e só Ela, e nunhum outro Ser, dentre eles, o gênero homem que foi predestinado também pela nossa Mãe Natureza para ser um mero coadjuvante de todas as Mulheres. Para subjugar o gênero Mulher , esta cultura precisou criar primeiramente as religiões, depois, a figura da “traição” e, ainda, a colocação da moral de todas Elas entre suas próprias pernas. Acontece e sempre aconteceu que a nossa Mãe Natureza não dá saltos e, quando é contrariada e violentada sempre de maneira imbecil provocados pelo gênero homem, e nunca pelo gênero Mulher, cujas consequências são imprevisíveis e geralmente trágicos para todos os Seres vivos e até mesmo para os inanimados, Ela também provoca desvios comportamentais físicos, mentais e psíquicos inumerávies em todos “machistas”, principalmente os do homossexualismo e o da pederastia, sem exceção., todos eles enrustidos de seus familiares e de todos os que os cercam. Freud, o criador da psicanálise, explica de maneira objetiva, didática e irrefutável estes fenômenos desviantes, incluindo os sexuais de tipos diversos e com suas características proprias em cada um, citados acima. É como uma ferida escondida no interior de cada machista e que nunca cicatruzará, enquanto ele não perceber que estas doenças sociais vêm do fato dele não valorizar o gênero Mulher sobre todos os outros Seres, incluindo o gênero homem, que, como dito acima, é um mero coadjuvante. Muito embora o “machista” não perceba este fenômeno que é óbvio e ululante, tem e terá como castigo que carregar todos estes desvios comportamentais, todos eles, enrustidos, até o fim de sua vida.
    Este preâmbulu tem tudo a ver com os nossos Parlamentares , comprovadamente todos eles “machistas”, incluindo os da Comissão do Impeatchment, que há pouco tempo, votaram por unanimidade a nulidade do ato praticado pelo Presidente do Senado Áureo de Moura Andarade quando injustimente declarou a vacância da Presidência da República durante o “golpe militar” de triste memória. Hoje, este mesmo Senadores, não tiveram a hombridade de declarar a nulidade da sessão, chefiada pelo Deputado Cunha que aceitara uma petição totalmente sem amparo legal à semelhante do citado . O nosso grande Dramaturgo Nelson Rodrigues sempre diz; “…se todos os homens conhecessem a intimidade sexual de cada qual, ninguém se falaria”. E acrescenta ainda, “…se os fatos provam tudo isso (citados acima), pior para os fatos!. O “machismo” dos nossos Parlamentares brasileiro venceu mais uma vez! Todo “machista” é e será sempre “um mentiroso”. Nenhum deles sabem quantos filhos biológicos têm. Só citam os que eles criam ou criaram. Todas as “Mulheres” sempre sabem e souberam quantos filhos biológicos têm ou tiveram, mesmo os que foram originados com o relacionamento sexual com os “machistas”, todos “mentirosos que negam a existência deles cotidianamente.

  13. O GOLPEACHMENT já estava decidido, desde que a direita não ganhasse as eleições. Só o PT, Dilma não acreditaram!!!

    http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/Se-nao-anular-o-impeachment-o-STF-sera-cumplice-do-Cunha/4/36080

  14. Bom dia Eduardo!

    Seria factível este questionamento se tivéssemos uma Corte jurídica. Não é o caso. mesmo! Essa turminha de togas pretas são os guardiões do poder absoluto dos ricos e bilionários. São eles que garantem o atraso civilizatório do Brasil. Mantendo privilégios dos bem nascidos e dos enriquecidos e sabemos como… 50 % das terras tem documentos ilegais. Caso de um banco que invadiu terrenos e, com a ajuda de “jipes cheios de gandolas”, desalojou dezenas de moradores na Rio-Santos me foram relatado em 1979, no Rio. Mas quem me contou o caso disse que conseguiu registrar o terreno que estava na família desde o seu avô. Ele “conversou” com quem para regularização o terreno que há mais de 4 décadas estava na família? Com quem se conversa nesses interiores? Com o “badanha, né?
    “Eu sou do povo, eu sou um Zé ninguém, aqui em baixo as leis são diferentes”… Só ouvindo Biquini Cavadão, mesmo!

    Zé Ninguém

    Quem foi que disse que amar é sofrer?
    Quem foi que disse que Deus é brasileiro?
    Que existe ordem e progresso
    Enquanto a zona corre solta no congresso
    Quem foi que disse que a justiça tarda mas não falha?
    Que se eu não for um bom menino, Deus vai castigar

    Os dias passam lentos
    Aos meses seguem os aumentos
    Cada dia eu levo um tiro
    Que sai pela culatra
    Eu não sou ministro, eu não sou magnata

    Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém
    Aqui embaixo as leis são diferentes
    Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém
    Aqui embaixo as leis são diferentes

    Quem foi que disse que os homens nascem iguais?
    Quem foi que disse que dinheiro não traz felicidade?
    Se tudo aqui acaba em samba
    No país da corda bamba, querem me derrubar!
    Quem foi que disse que os homens não podem chorar?
    Quem foi que disse que a vida começa aos quarenta?
    A minha acabou faz tempo, agora entendo por que

    Cada dia eu levo um tiro
    Que sai pela culatra
    Eu não sou ministro, eu não sou magnata

    Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém
    Aqui embaixo as leis são diferentes
    Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém
    Aqui embaixo as leis são diferentes
    Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém
    Aqui embaixo as leis são diferentes
    Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém
    Aqui embaixo as leis são diferentes

    Os dias passam lentos
    Os dias passam lentos

    Cada dia eu levo um tiro
    Cada dia eu levo um tiro
    Eu não sou ministro, eu não sou magnata

    Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém
    Aqui embaixo as leis são diferentes
    Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém
    Aqui embaixo as leis são diferentes

  15. O ex-presidente da OAB, Marcello Lavenère, que foi um dos advogados que assinou a denúncia com pedido do impeachment contra o ex-presidente Fernando Collor, afirmou nesta terça-feira (3) que o “cérebro” da armação do impedimento sem crime de responsabilidade da presidenta Dilma Rousseff está fora do País, não está só nas FI do Brasil(Fiesp, Firjan etc) ou atrás dela.

  16. GOLPEACHMENT cronometrado, sincronizado, ensaiado no submundo da politica.

    sexta-feira, 6 de maio de 2016Queda de Cunha não livra STF da vergonha
    Por Bepe Damasco, em seu blog:

    Tudo é feito de forma cronometrada e sincronizada para jogar lenha no fogueira do golpe. Cada instituição cumpre à risca seu papel ensaiado no submundo da política.

    É forçoso reconhecer a precisão desse sistema de inteligência montado no Brasil, mas que conta certamente com ramificações internacionais.

    Desde que foram capturadas pelos que se insurgiram contra a quarta derrota eleitoral consecutiva, as peças golpistas incrustadas no Estado brasileiro sempre se moveram no momento mais favorável ao objetivo de roubar os 54 milhões de votos e o mandato da presidenta Dilma.

    Qualquer notícia positiva do governo ou relacionada à campanha em defesa do regime democrático sempre foi imediatamente respondida pelo Estado Maior golpista com uma delação de um criminoso, a prisão espetacular de alguém ligado ao governo ou ao PT, ou uma nova acusação sem provas contra um governista.

    Agora, no último capítulo desse enredo, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o verdadeiro comandante do golpe, dá o tiro de misericórdia, denunciando Lula e Dilma, às vésperas da consumação do quartelada parlamentar no Senado.

    Claro, faz todo o sentido. Para o serviço ser completo, Lula não pode ficar solto. De que adiantaria estuprar a Constituição brasileira se Lula puder concorrer em 2018. Eles sabem que, no voto, não têm a menor chance.

    Acabo de saber que Cunha, finalmente, foi afastado do mandato e da presidência da Câmara dos Deputados por decisão liminar do ministro Teori Zavascki referente ao pedido de Janot feito em dezembro, isso mesmo, dezembro do ano passado.

    Se honrassem minimamente suas togas, os ministros da Suprema Corte sentiriam vergonha de só julgar Cunha depois que o bandido cumpriu sua parte no jogo sujo da burguesia brasileira para derrubar a presidenta.

    Todos os ministros do STF têm conhecimento de que impeachment sem crime de responsabilidade é golpe, que pedalada não é crime ( e mesmo se fosse não poderia servir como pretexto para o golpe porque refere-se ao mandato anterior e a decisão do TCU sequer foi apreciada pelo Congresso).

    Não podem ser levados a sério como guardiões da Constituição magistrados que assistem de forma conivente a sórdida violação da lei maior do país. No grampo criminoso do qual foi vítima, o ex-presidente Lula disse que o STF está acovardado, o que provocou a ira de suas excelências.

    Quem dera se o problema do STF se limitasse ao acovardamento. O buraco é muito mais embaixo. Desgraçadamente para o Brasil, o Supremo aderiu a um golpe de estado.
    Postado por Altamiro Borges

  17. Nossos inimigos dizem – Bertolt Brecht

    Nossos inimigos dizem: A luta terminou.
    Mas nós dizemos: ela começou.

    Nossos inimigos dizem: A verdade está liquidada.
    Mas nós dizemos: Nós a sabemos ainda.

    Nossos inimigos dizem: Mesmo que ainda se conheça a verdade
    Ela não pode mais ser divulgada.
    Mas nós a divulgamos.

    É a véspera da batalha.
    É a preparação de nossos quadros.
    É o estudo do plano de luta.
    É o dia antes da queda
    De nossos inimigos.

    Bertolt Brecht
    (1898-1956)

  18. Video emocionante, verdadeiro, do cidadão agricultor Reginaldo Santana.

    http://coletivizando.blogspot.com.br/2016/04/video-emocionante-do-agricultor.html

  19. Edu,

    Estou cada vez mais certa que o chiconCUNHA não tem mais utilidade e antes que Temeroso assuma ele foi descartado. Afinal não fica bem um marginal desfilando no meio da mafia tucana e genericos.

  20. Fernando pimentel, governador daqui de Minas, pelo PT é o próximo que vão tentar derrrubar. ANOTEM

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/05/1768568-pgr-oferece-denuncia-contra-governador-de-minas-ao-stj.shtml

  21. LIÇÃO: NUNCA ENTREGUE AS DUAS CASAS DO CONGRESSO AO MESMO PARTIDO DO SEU VICE-PRESIDENTE.

  22. LIÇÃO: JAMAIS ESCOLHA UM VICE QUE SEU PARTIDO TENHA UM BANCADO IGUAL OU MAIOR A SUA.

  23. ALERTA GERAL

    O Deputado Waldir Maranhão, novo Presidente da Câmara, Postou em sua página do Facebook foto de uma Urna e está defendendo o Valor da Eleição e dos Votos dados.

    Ele tem o poder de anular este Golpe que o Brasil está sofrendo. Quase 1.000 pessoas já pediram a ele que anule este processo vergonhoso.

    Vamos lá gente, espalhem a notícia e incentivem os demais a fazerem o mesmo!!!!

    DEPUTADO WALDIR MARANHÃO, ANULE O GOLPE!!!!!!

    Abçs,

    Sérgio

  24. .:.
    :
    : * * * * 19:13 * * * * .:. Ouvindo A Voz do Bra♥♥S♥♥il e postando: Viva o PT ! ! ! ! Viva o BraSil ! ! ! !
    .:.
    * 1 * 2 * 13 * 4
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !
    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  25. Não se iludam. A ação do STF é maquiagem. Vai ter golpe. O script esta sendo seguido, conforme Mino Carta. Infelizmente.

  26. Caríssimo Eduardo,

    Anulação do impeachment? Seria tão bom! Mas a condenação do Cunha pelo STF por onze a zero faz parte da pantomima, que começou lá atrás, com o dito mensalão. Note que que o acima citado só foi defenestrado após o serviço sujo por ele concluído. Tudo combinado! Tudo dominado! A direita, mais uma vez, venceu!

    Abraços.

    Reynaldo Motta.

    • Nossa vcs são muito pessimista! Quem disse q a direita e isso tudo?kkkkkkkkkk so pode estar querendo q nos acredite ne? Pois eu confio no Supremo sim , e tbm na força do povo vai ter luta e os golpistas vao ser envergonhados para sempre.

      • Como disse Einstein, só existe uma coisa maior que o Universo: a estupidez humana. Essa é um exemplo. Deve assistir as novelinhas da globosta e seus noticiários.

  27. Nao consigo enviar comentários

  28. Não consigo postar

  29. Só existe uma forma do STF salvar a democracia brasileira e salvar a si próprio da total desmoralização: anular o processo de impeachment iniciado pelo gangster Eduardo Cunha. Qualquer outra ação ou omissão vai resultar num fracasso para o Brasil dos de baixo, em muita revolta e na ruptura com a frágil democracia brasileira. Quem deseja isso, além da Globo, da Fiesp, dos dirigentes do PSDB e afins, dos Bolsonaros, Malafaias e Felicianos?

  30. Entrem na fã page do Waldir Maranhão e “incentivem-no” a ser um democrata, é um grão de areia mas é mais um. #AnulaMaranhão

  31. A cada dia a situação do PT e Dilma fica pior e você Eduardo, continua dizendo que amanhã aparecerá algo milagroso.
    Não vai! tira isso da sua cabeça, Dilma será cassada e muitos do PT irão para a cadeia na melhor das hipóteses, pois na pior serão mortos pois há gente do próximo governo se organizando pra criar uma mega agencia de inteligência e policial, dai vem a pergunta pra que? obvio pra “despetizar” o Brasil, vejam o Pimentel em minas logo estará preso, Gleisi Hoffmam e Marido também, Lula já sumiu, muitos petistas sabem qual será seu fim , pois o dia que Temer assumir vai abrir os armários e gavetas e descobrir muita coisa.
    Então tira da sua cabeça que haverá um milagre para salvar Dilma, comece a pensar numa boa explicação o por que você defende gente corrupta e criminosa, pense numa boa resposta.

    Att,
    José M.B

    • Esse sujeito vem aqui fazer ameaças e acusações achando que vão instalar um ditadura no Brasil que retirará os direitos civis daqueles que não compactuar em com o novo regime. Porém, se fosse tão valentão e estivesse tão por cima da carne seca por que usariam email falso? O email que ele declara é josemb.adv@hotmail.com. Só que é falso. Dá pra levar a sério um verme desses?

  32. Um fio de esperança

    http://www.marceloauler.com.br/o-supremo-suas-contradicoes-e-duvidas-suspendera-o-impeachment/

    O Supremo, suas contradições e dúvidas: suspenderá o impeachment?
    6 de maio de 2016

    Marcelo Auler

    Plenário da Câmara diante do afastamento de Cunha. Foto Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

    A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) na tarde de quinta-feira (05/05) suspendendo o exercício do mandato parlamentar de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e, consequentemente, afastando-o da presidência da Câmara, ainda que atendendo uma vontade quase unanime da sociedade brasileira, guarda mistérios e contradições, que só o tempo mostrará a que serviram e porque foram adotado.

    Aparentemente, a primeira e, provavelmente a maior das possíveis contradições estaria no fato de o ministro Teori Zavascki esperar cinco meses para conceder uma liminar. Para a demora, há muitas explicações sendo uma delas a de que ele temia levar ao plenário o afastamento de Cunha, antes de a admissibilidade do processo do impeachment passar pela Câmara, sob o risco de ver seus colegas do STF não o apoiarem na decisão. Já a opção por uma liminar, pode esconder um jogo de bastidores.

    É preciso, inicialmente, registrar que os ministro mudaram sua posição, a se considerar o que narrou a reportagem de Carolina Brígido – Afastamento de Cunha ainda está longe de ser julgado no STF –, em O Globo, aqui abordada, em 22 de abril, na reportagem STF cruza os braços e Cunha pode estar armando sua absolvição. Nela, a jornalista especializada na cobertura do STF admitiu que

    “os ministros não se convenceram de que existe um motivo jurídico forte o suficiente para tirá-lo da cadeira. Adiar a análise do caso foi a solução encontrada para não precisar declarar oficialmente que Cunha pode permanecer no cargo. Uma decisão desse tipo daria ainda mais poderes ao parlamentar nesse momento de crise – e isso o tribunal quer evitar“.

    Logo, se houve a decisão de afastar Cunha, adotada por unanimidade, pode-se concluir que mudanças ocorreram no pensamento da corte. O mais provável é que a repercussão no exterior, com as criticas ao golpe que está sendo armado para derrubar uma presidente eleita pelo voto popular que não cometeu crime de responsabilidade. tenha acordado os ministro, que permaneciam em uma situação de expectativa. Basta ver o que disse Zavascki:

    O estado de suspeição que paira sobre a figura do atual ocupante da presidência da Casa Legislativa – formalmente acusado por infrações penais e disciplinares – contracena negativamente com todas essas responsabilidades, principalmente quando há, como há, ponderáveis elementos indiciários a indicar que ele articulou uma rede de obstrução contra as instâncias de apuração dos pretensos desvios de conduta que lhe são imputadas”.

    A liminar de Zavascki garantiu o afastamento de Cunha, mesmo que alguém no plenário pedisse vista do processo. Foto: Nelson Jr. SCO/STF

    A liminar de Zavascki garantiu o afastamento de Cunha, mesmo que alguém no plenário pedisse vista do processo. Foto: Nelson Jr. SCO/STF

    Mônica Bérgamo, jornalista talentosa e bem informada, na sua coluna de quinta-feira (05/05), na Folha de S. Paulo – Teori ficou enfurecido com decisão de Lewandowski e decidiu dar liminar – noticiou que Zavascki “enfurecido com o anúncio feito nesta quarta-feira (4) pelo presidente da corte, Ricardo Lewandowski, de que pautaria nesta quinta a ação da Rede que pedia o afastamento de Eduardo Cunha do cargo de presidente da Câmara”, decidira dar a liminar no pedido que estava na gaveta há cinco meses. A ação do partido de Marina Silva foi colocada na pauta a pedido do relator da matéria, ministro Marco Aurélio Mello.

    Nesta sexta-feira, outros jornais seguem nesta direção. Há, porém, uma versão dos bastidores do Supremo que explicaria a liminar, cinco meses depois de pedida, quando o plenário poderia, após todo este tempo, analisar de imediato o mérito do assunto.

    A ação de Mello, proposta pela Rede, levada a plenário, poderia não ter o efeito necessário, isto é, o afastamento de Cunha. Bastava, por exemplo, que um ministro pedisse vista do processo e sentasse em cima. Gilmar Mendes já fez isto várias vezes.

    É aí que entra Zavascki concedendo uma liminar pela manhã e levando a julgamento o caso à tarde. Mesmo que alguém pedisse vista do processo, a liminar estava concedida e Cunha afastado de presidência da Casa. Por esta tese, que o tempo poderá ou não confirmar, Zavascki não se conflitou com Mello e Lewandowski. Jogou junto.

    A suspensão do mandato – Há um segundo detalhe que pode parecer contradição. Cunha, na verdade, sofreu a mesma acusação feita em novembro aao senador Delcídio do Amaral: obstrução da Justiça. No caso do presidente da Câmara afastado, pesou também a tentativa de obstruir o Conselho de Ética.

    Em novembro, Zavascki, assumindo as dores dos seus colegas que se sentiram atingidos nas falas do senador gravadas por Bernardo, filho de Nestor Cerveró, determinou a prisão dele, depois confirmada a unanimidade pela 2ª Turma. Mas não houve suspensão do mandato. Tanto assim que o ex-preso permanece senador até que seus próprios colegas do parlamento o cassem. Cunha não foi preso, mas como resume o acórdão do julgamento:

    “o Tribunal, por unanimidade e nos termos do voto do Relator, referendou o deferimento da medida requerida, determinando a suspensão do exercício do mandato de deputado federal do requerido, Eduardo Cosentino da Cunha, e, por consequência, da função de Presidente da Câmara dos Deputados. O Tribunal também determinou que se notifique o Primeiro-Vice-Presidente da Câmara dos Deputados, ou, na sua ausência, o Segundo-Vice-Presidente (art. 18 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados), do inteiro teor da presente decisão, a fim de que a cumpra e faça cumprir, nos termos regimentais próprios”.

    Teoricamente, o Supremo poderia ter apenas afastado Cunha da presidência, cassando-o do cargo por não poder exercer o papel de presidente das República interino, como prevê a Constituição já que pela função é o segundo na linha sucessória. Afinal, responde a processo no próprio STF e, como tal, não pode ocupar a presidência da República.

    Com isso, como lembrou o JornalGGN, “apesar de estar afastado do exercício de seu mandato como deputado federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) mantém seu salário e outros benefícios dados aos deputados, em um total de mais de R$ 160 mil mensais. Além disso, ele continua com garantias previstas para um presidente da Câmara, como a residência oficial, carro oficial e ter à sua disposição um jato da Força Aérea Brasileira e uma equipe de segurança. Isso ocorre porque Cunha foi suspenso temporariamente do cargo, e não perdeu seu cargo”.

    Mas, se o afastasse do cargo, ele continuaria deputado e, como tal, seus processos no Supremo deixariam de ser analisados pelo plenário e passariam para a 2ª Turma, onde políticos são julgados nos processos da Lava Jato. Ali, como explicamos na já citada matéria de abril – STF cruza os braços e Cunha pode estar armando sua absolvição – Cunha poderia contar com o beneplácito de, pelo menos, dois ministros, para acabar absolvido das acusações. Bastaria ser julgado na ausência de um dos ministros da turma; ocorrendo o empate, ele favoreceria o réu, como falamos em abril.

    Assim, ao destoar totalmente da jurisprudência do próprio STF que jamais suspendeu mandatos de políticos, Zavascki fez isto para, certamente, ao manter Cunha como deputado e presidente da Casa suspenso, garantir que seus casos sejam analisados no plenário, afastando-se o risco dele ser inocentado.
    Após a suspensão do mandato de Cunha, o STF serás que surpreenderá suspendendo o processo do impeachment de Dilma Rousseff? Foto: reprodução JornalGGN

    Após a suspensão do mandato de Cunha, o STF serás que surpreenderá suspendendo o processo do impeachment de Dilma Rousseff?
    Foto: reprodução JornalGGN

    Divergências internas – As informações que nos chegaram é que na véspera do afastamento de Cunha, ou seja, na quarta-feira, “o pau quebrou” entre alguns ministros. A confirmar-se tal fato, mostra que há uma divisão interna. A mesma fonte fala de uma ala dos ministros do STF que estaria disposta a”zerar o processo de impeachment”.

    O que pode acontecer até quarta-feira, quando o plenário do Senado decide sobre a abertura do processo. A tese está no voto de Zavascki, o “desvio de função de Cunha”.

    Nada impede, também, que seja uma decisão tomada mais tarde, respaldada, por exemplo, em alguma “ilegalidade”.

    Sabe-se que os três ministros acima citados, Zavascki, Mello e Lewandowski, têm uma linha de pensamento a favor da legalidade. Faltariam três votos, para somar maioria. Ou dois, no caso da ausência, intencional ou não, de um dos ministros. O empate, no caso, favoreceria o réu, no caso, Dilma.

    Cabe lembrar que, embora tenha ditado o rito deste processo no Congresso, o Supremo não debateu o mérito do mesmo. Luís Nassif, no JornalGGN, aborda esta possibilidade de o STF melar o processo do impeachment, embora alerte que é muito difícil, na reportagem: Respingos da queda de Cunha no impeachment de Dilma, Vale transcrever trechos:

    Assim, os governistas têm duas alternativas: ou uma atuação independente de Waldir Maranhão, aprovando o retorno do processo à Câmara, ou a expectativa de uma medida “contra o tempo” do Judiciário, com o Supremo mais uma vez assegurando as linhas democráticas do processo.

    Apesar de viáveis, nenhuma das duas opções são fáceis. A iniciativa do STF, mais especificamente do ministro Teori Zavascki, de agir pelo afastamento de Cunha – uma figura já timbrada pela população como corrupto e também pouco afeito dos grandes meios de comunicação, já foi traduzida na sessão desta quinta-feira (05) como algo completamente “excepcional” e destoante.

    Uma decisão que interferisse no andamento do impeachment, que constitucionalmente é de responsabilidade do Legislativo, é vista pelos ministros com temor. Apesar de em seus julgamentos, o presidente do STF Ricardo Lewandowski destacar que a Corte está atenta aos acontecimentos e a serviço da democracia, dificilmente a decisão alcançaria a maioria dos posicionamentos do Supremo.

    Ou seja, plagiando Roberto Carlos, certamente ainda viveremos “fortes emoções”.

  33. Pode ser bobagem mas, mandei essa mensagem para o deputado.

    Olá Deputado Waldir Maranhão, tudo bem?

    Desejo que estejas bem.
    Sei que é muito difícil estar na sua posição.
    Em razão de sua coragem, de ter apoiado a nossa
    Presidenta Dilma, porque acreditas que o que está sendo
    feito, o golpe do impedimento, está errado e é injusto, é que
    venho pedir esse grande favor para nosso país.
    A vida é curta, não sabemos qual será o nosso dia de amanhã,
    vamos fazer o melhor que pudermos.
    A Dilma é uma pessoa correta, ela merece o nosso respeito.
    Por favor, seja justo e humano. Anule esse golpe.

    Um grande e carinhoso abraço,
    Que Deus vos abençoe.
    Dilma Coelho

    Que tenhas um ótimo e abençoado dia!

  34. Duvido que o STF anule o impeachment. Tudo leva a crer que o STF faz parte do golpe. Só afastaram o Cunha depois que o golpe foi dado.

  35. Dilma Coelho,

    Eduardo deu palpite certo e parece que seu pedido deu certo!

    Nossa Senhora das Reviravoltas tá a mil!

  36. cara, a base do impeachment foi essa patuscada aqui. Uma vergonha q vai manchar pra sempre a camara.
    Vou te contar… só com muito humor, mesmo. Olha o VT da patuscada:
    Badauê #5 – “Carnaimpeachment”
    https://www.youtube.com/watch?v=loDJnaXzNEg

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.