Cadê os paneleiros hipócritas, mentirosos e desavergonhados?

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

paneleiros

 

Apoiar quem está no governo é extremamente penoso, a menos que você esteja entre os que são beneficiados pessoalmente por seu governismo. Como esse nunca foi o caso deste blogueiro – tanto nos governos do PT como nos anteriores –, estou amando ser oposição de novo, em um momento em que os ex-oposicionistas têm que mostrar a que vieram.

Ser governo implica em o governista ter que explicar por que defende aquele projeto político-administrativo – e, convenhamos, durante 11 dos 13 anos de governos do PT nunca foi muito difícil explicar meu apoio aos governos Lula e Dilma.

Até 2014, quando me perguntavam por que eu apoiava o PT eu mandava quem me questionasse ir vasculhar o site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A perscrutação do referido site revela que os governos Lula e Dilma civilizaram o Brasil. A pobreza, a miséria, a desigualdade e o desemprego despencaram e dispararam a renda média do trabalhador, os empregos formais, o ingresso no superior, enfim, subiu muito o padrão de vida dos brasileiros de todas as classes sociais.

A vida melhorou mais, obviamente, entre os mais pobres, entre os que mais precisavam melhorar, entre aqueles que era justo que melhorassem antes. E aí estava a razão para o topo da pirâmide social querer tirar o PT do poder.

Agora, porém, ficou claro que a gritaria da elite, da grande imprensa e de partidos políticos oposicionistas contra os governos do PT, sob alegação de que aquele comportamento era “combate à corrupção”, nunca passou de balela.

Desde a madrugada de segunda-feira 23 de maio, os fatos desmascararam hipócritas que, ao longo de uma trinca de anos, com suas manifestações desavergonhadas vinham vendendo a teoria de que não toleravam nenhum tipo de corrupção. Balela. Não toleram corrupção – ou suposta corrupção – dos outros, mas amam a dos amigos, sócios, parentes, aliados ou mesmo dos políticos que vociferam “ideias” e “ideais” com os quais concordam

Se tivessem um pingo de ética, um pingo de decência, o mínimo que os paneleiros deveriam fazer, após a gravação de Jucá desmascarar o golpe, seria repudiar a armação que resultou no afastamento da presidente da República.

Senão, vejamos: um dos artífices do processo que culminou no afastamento de Dilma é flagrado em escutas nas quais confessa que esse afastamento é uma trama destinada a atrapalhar investigações policiais contra quem a tirou do cargo. Precisa de mais o quê para entender que o impeachment fez uma pessoa inocente ser punida em troca da impunidade dos culpados?

Seja como for, no primeiro dia útil desta semana caiu uma infinidade de máscaras. Além das máscaras dos golpistas e dos paneleiros das varandas gourmet, caiu máscara da mídia golpista, a comandante do golpe.

A Globo resistiu o dia todo a divulgar a gravidade do caso envolvendo o agora ex-ministro do Planejamento Romero Jucá. Na noite da última segunda-feira, porém, ela teve que se render ao cataclísmico noticiário na internet e, assim, o Jornal Nacional teve que fazer barba, cabelo e bigode sobre fatos que comprovaram, cabalmente, que o golpe era mesmo golpe.

O JN teve que divulgar um verdadeiro linchamento público dos tucanos, feito por Romero Jucá, enquanto este reinventava o conceito de “boi-de-piranha” (bode expiatório)

 

 

O JN teve que mostrar Temer sendo chamado de golpista

 

 

O JN teve até que noticiar elogios de Temer a Romero Jucá, que acaba de ser flagrado planejando um golpe de Estado com a finalidade de obstruir a Justiça

 

O noticiário da Globo sobre o surgimento da prova de que o golpe é golpe, por sua vez, não foi voluntário; foi, digamos assim, coercitivo. A emissora pretendia manter o clima “banal” que Jucá tentou conferir às próprias declarações criminosas, mas não colou.

O noticiário sobre Jucá foi jogado para o fim do Jornal Nacional porque foi feito às pressas, após o ministro “renunciar”. Isso é o que explica o telejornal ter anunciado a matéria sobre o caso em sua “escalada” – apresentação das manchetes do dia, no começo da edição do telejornal –, mas só ter veiculado a matéria no fim da edição.

O fato é que, com liberdade de informação e opinião, é muito difícil, se não impossível, sustentar a versão de que um golpe não é golpe.

Em termos históricos, já é cabalmente impossível manter a versão de que o impeachment de Dilma foi um ato legal. A avalanche de fatos que desmascaram o golpe não deixa a menor possibilidade de os livros de história negarem que em 2016 o Brasil sofreu um golpe de Estado engendrado e perpetrado por setores do Judiciário, grupos de mídia e partidos de oposição.

Na prática, o Brasil vive hoje uma ditadura judiciária. Romero Jucá revelou ao mundo que houve um golpe no Brasil, denunciou a Justiça brasileira, disse que ela pararia a Lava Jato se o governo Dilma fosse derrubado.

Enquanto o Judiciário e a própria Lava Jato não prenderem aqueles que Jucá disse que acabariam sendo presos pela Operação se Dilma não fosse derrubada, restará intocada a suspeita (agora) escandalosamente disseminada de que a presidente foi derrubada para interromper investigações que poderiam atingir inclusive a oposição e, quem sabe, até a própria mídia oposicionista.

A derrubada de Dilma tira o PT de cena e coloca o PMDB e o PSDB. Viraram vidraça. Não adianta acharem que poderão começar a berrar “Lula”, “Dilma”, “PT” quando forem cobrados ou quando começarem a surgir denúncias.

Diante das gravações envolvendo Romero Juca que mostraram que Dilma foi derrubada para interromper a Lava Jato, é ensurdecedor o silêncio das varandas gourmet, onde as panelas, antes tão eloquentes, agora permaneceram silentes, cúmplices de Cunha, Jucá, Temer e do resto da quadrilha golpista que estuprou a democracia rasgando 54 milhões de votos.

Não foi só o golpe que foi desmascarado, foram desmascarados os grupos que pregaram o impeachment e, assim, foram cúmplices de um crime.

Tags: , , ,

131 Comentário

  1. Edu, volto a lhe avisar, que se por acaso preparar no futuro alguma homenagem a um juiz como fez com o polaco, vai ouvir.

    • Acho um absurdo isso. Todo mundo apoiou Lewandowski pelo que ele fez no julgamento do mensalão. Lutou arduamente pela Justiça. Votou corretamente apesar da gritaria da mídia. O apoio foi dado a ele por isso

      • todo mundo não

        • Eu também não. No caso do Teori Zavascki, a minha resposta foi essa, lembra????

          Eu não apoio o juiz. Apoio e exijo que a lei seja cumprida de forma igual para todos. Como já disse alguém: “Não basta todos serem iguais perante a lei, é preciso que a lei seja igual para todos”. Abomino e tenho muito medo desse justicialismo de Moro e outros togados, de parte do MP e da PF.
          Os lobos que estão indo para as ruas uivar contra o ministro Teori Zavascki e outros líderes nada mais são do que instrumentos dos golpistas. Defendo punição para quem ameaça e agride a integridade de qualquer pessoa.
          Solidarizo-me com o ministro Teori Zavascki e com todos que, de uma forma ou de outra têm sido vítimas de abusos, de arbitrariedades e de injustiça de qualquer natureza.
          Não vou defender o ministro porque sei que ele pode, mais à frente, cometer uma injustiça tão grande como as que cometeram os colegas, Gilmar Mendes, Rosa Weber, Luiz Fux, Joaquim Barbosa, etc.

          De qualquer forma, continuo te admirando muito Edu, Conte sempre com a minha amizade

      • Caro Eduardo.
        Sua homenagem e apoio foram oportunos e justos.
        Aliás, todos assinamos.
        Sempre corremos o risco de acontecimentos parecidos.
        Ainda tenho o Ministro em alta conta, mas é claro, todos podem mudar de opinião, inclusive ele.
        Se merecer um novo apoio para combater o que for errado, merecerá nova homenagem.
        Isso é democracia.
        Mesmo que alguns de seus internautas não tenham maturidade suficiente para entender dessa forma.
        Então eu diria ao amigo Antonio aí acima, que todos nós estivemos naquela homenagem.

        • Meu apoio foi dado o Lewand, na época, porém, hoje, não dá para acreditar num homem, principalmente juiz, em conluio com o cu-nha, um criminoso, para receber aumento do judiciário que a Dilma brecou. A moral dessa gente parece o himem de mulher que se rompe conforme a conveniência.

        • Juiz,
          Que a homenagem e apoio foram oportunos, é fácil de aceitar. Justos?! Eu, quando aceitei fazer parte da homenagem ao Lewandowisk, não o fiz porque achasse justo — principalmente porque, um juiz tem o dever de agir de acordo com a lei, e por isso, ele tem que ser honrado, probo, honesto — mas pensei: como no Brasil temos uma justiça de faz de conta, achei que seria um incentivo à manutenção da sua conduta. Meu colega, eu, você, e inclusive os ministros, enquanto cidadãos comuns, podem mudar de opinião. Mas nesse caso, está absurdamente fora, de uma mera questão de opinião. O comportamento dos ministros do supremo e seu presidente Ricardo Lewandowisk, em todo o processo de impedimento da presidenta Dilma, tem sido criminoso, é crime de lesa-pátria. Ministros e juízes não ocupam cargos para dar opinião, ter opinião, em assuntos de tal gravidade, mas para obedecerem à Constituição, à revelia de seus gostos e opiniões pessoais. É por essa razão que as Instituições que os abriga leva o nome de justiça federal. E é crime de lesa-pátria porque não prejudica alguns, mas todo o corpo social, isto é, o Estado de Direito. Porque a presidenta está fora do cargo?! Porque não houve respeito às leis, que deveriam ser protegidas por eles. Ao contrário, se todos não corroboraram os atos corruptos e criminosos dos políticos de oposição, juntamente com a mídia patronal, todos, sem exceção, sem calaram, foram e continuam a ser omissos. Num País civilizado o cumprimento do dever, como: honra, honestidade, probidade e respeito às leis que garante a segurança das Instituições, não são, nem devem ser objeto de homenagem, porque todos entendem que é a atitude certa para uma existência democrática e civilizatória. Se eu, já não tinham a “justiça” em alta conta, agora, me dou conta de que, infelizmente, estava certa, pois ela, está na conta de débitos do desrespeito das leis as quais deveriam respeitá-las, porque, por elas são pagos, para serem seus guardiãs. E se para você, ser imaturo e antidemocrático é se recusar, caso haja outra oportunidade de homenagear, seja que ministro for, eu prefiro ser imatura e antidemocrática. Porque entendo que, continuar a homenagear um servidor público, porque esse cumpriu com seu dever, é um monstruoso desrespeito a mim, ao que acredito, e, principalmente, garantir a ele o direito de, segundo você, mudar de opinião!
          Abraços
          Maria Antônia

          • Cara Maria Antonia.
            Seu comentário e posição enriqueceram nosso debate.
            Me permita um contraditório.
            Se não dermos à todas as pessoas o direito a mudarem sua opinião, independentemente do cargo que ocupem, estaremos vivendo uma ditadura em todos os sentidos.
            Por outro lado, vemos por exemplo, o Juiz Moro recebendo homenagens até de fóruns internacionais, apesar de, segundo você coloca, estar cumprindo com sua obrigação.
            Nem todos concordamos com Moro, mas muitos outros sim.
            Se não aceitarmos mudança de opinião, então DILMA já estará literalmente liquidada.
            Espero sim, que muitos Senadores mudem de opinião e salvem nossa frágil e pseudo democracia.
            Um grande abraço Maria Antonia.
            E vamos continuar sempre por aqui, onde ainda se pode praticar a verdadeira democracia.
            Ou viver a Pátria livre, ou morrer pelo Brasil.

        • Também apoiei a atitude do ministro Lewandovsky. Ele pode não mudar os votos dos demais integrantes do STF, mas ele poderia colocar em pauta o mérito do impeachment, obrigando os seus pares golpistas, covardes e omissos a declararem seus votos a favor do golpe.

          Portanto, para mim, todos os integrantes do STF teriam que ser impedidos, pois mostraram que não tem condições de defenderem a Constituição, pois permitiram o golpe e jogaram o Brasil numa instabilidade jurídica.

      • Concordo Edu, mas, tal como mereceu apoio naquele momento, agora merece o nosso repúdio! Totalmente decepcionante a negociação com cunha por aumento de salário na véspera do golpe e totalmente inaceitável a omissão e o silêncio covarde, cúmplice e criminoso de agora!!! Eu acho que você deveria solicitar aos seus leitores – como da outra vez – que mandassem mensagens para o referido juiz, cobrando dele a defesa da Constituição – os com xingamentos e outras bobagens podem ser deletados. Questionamentos sérios e uma cobrança para que o referido ministro volte a ter compromisso com a lei e não se apequene mais sendo cúmplice dos crimes que estão sendo cometidos contra o povo brasileiro. Seria importantíssimo sim!!!

      • O ministro RL mostrou que é fraco. Fraquíssimo. Não estou querendo que ele tenha a ousadia dos canalhas, igual o Gilmar Mendes. Mas como presidente do STF e do CNJ poderia ter espinafrado em alto e bom som o juiz Sérgio Moro quando este afrontou a CF no episódio dos vazamentos dos áudios para a Globo. E, mais uma pergunta: a quantas andam tuas ações no STF e no CNJ? Sumiram?

        • Muito decepcionante a presidência do STF neste período do ministro Lewandowski. Para quem não acompanha a rotatividade na presidência do Supremo, deve deduzir que Gilmar Mendes é o presidente do momento. A ausência de Lewandowski na atuação do juiz Sergio Moro, grampeando uma presidenta da República, é algo inadmissível, pois o referido ministro ficou calado se omitindo do seu dever de juiz. Nos EUA, se um juiz tivesse a petulância de grampear o Obama, seria preso imediatamente. O presidente do STF, não está para a defesa da Constituição, apesar de dizerem que os onze ministros são a salvaguarda da mesma. Exista CNJ para quê? Não acredito em justiça, simplesmente por que sou pobre.

      • Não apoiei nenhum juiz, mas concordo com vc no caso do RL na AP 470. Agora fiquei penalizado com a necessidade de aumento dos magistrados. Não ganho, muito mas se quiser fazer uma vaquinha dou 30 moedas …..

      • Pode ser ideia fixa, mas não consigo engolir a putrefação do stf e do judiciário como um todo. A arquitetura jurídica do golpe envolvendo pf, pgr, supremos tribunais teve a desfaçatez de na cara dura, destituir um governo democrático para entregar a bandidos consumados o butim de um país que não apenas não lhes pertencia como seus salários e privilégios (os maiores do mundo) eram pagos com nosso dinheiro, com nossos impostos, para que eles cumprissem suas obrigações. A traição do judiciário ao país é inominável. Felizmente a mídia velha não faz mais a história. Há uma brecha no postulado de que a história é contada pelos vencedores. Hoje a história começa a ser contada pela internete e aqui estamos, nos blogs, dando a nossa opinião que, gota a gota, vai formar a história vergonhosa destas instituições. Desrespeitar a instituição judiciário é patriotismo, é defesa da pátria e desejar sua destruição é pensar num futuro melhor, digno de ser vivido. Juízes não merecem mais o nosso respeito; somente a força vai nos obrigar a obedecer, mas não a respeitar esses velhacos. E que leve de cambulhada a rede globo.

    • Fomos de boa fé e quem mudou foi Lewandowski e por isso desmerecedor de elogios. O Brasil se revela, neste momento, um celeiro de conspiradores e traidores da pátria, o que nos prova que nunca vivemos uma Democracia. As caixas pretas nunca foram tocadas e continuaram corroer a fraca teia social dessa insipiente nação.

    • Me recuso a colocar meu nome pra apoiar qualquer ministro do STF, fiz com RL, foi uma decepção

  2. Os coxinhas viraram trouxinhas.

  3. Os paneleiros são na verdade midiotas.
    Foram e são manipulados pela Globo e seus sócios golpistas de imprensa.
    Agora, se desesperam em suas tocas porque viram o que fizeram e não tem coragem de mostrar a cara.
    A elite é tão podre quanto aqueles que se propuseram a dar o golpe.
    Inclusive o grande empresariado paulista, comandado pelo Presidente que não tem empresa.
    Na verdade caro Eduardo, estamos todos de alma lavada.
    Os bandidos brigaram entre si e estão se auto destruindo.
    Hoje foi o dia do Renan pedir desculpas ao colega Aécio.
    E o PGR continua no comando do golpe junto com o Gilmar, que já absolveu o Jucá.
    A lama está se espalhando.
    Já já vai inundar as milionárias sacadas dos paneleiros golpistas.

  4. Edu, veja a evolução do nosso cardápio, na mesa política:

    Semanas atrás:
    Os “coxinhas”!

    Ontem:
    Os “trouxinhas”!

    Hoje:
    Os “escondidinhos”!

    Amanhã:
    Que será?
    Dor de barriga?

    • ou desarranjo intestinal…hehe

    • antes os enroladinhos, esqueceu ? ..e talvez depois os brigadeiros (ao menos se formos nos basear nos áudios do Machado x Romero que dizem que, por enquanto, sem temer Temer, eles estão calminhos calminhos)

  5. Não sei se vocês perceberam, mas a inevitável veiculação da matéria foi um golpe foi tão grande que o Bonner adoeceu a ponto de não consegui estar na bancada naquela oportunidade.

    • ♫ É. Consta que foi acometido por violenta esteatose. E não teve nada a ver com a cozinha da cara-metade…

  6. Acho que não há mais saídas. Nestes 60 dias, a direita fará toda a maldade possível. Não acho que Dilma volte mais, foi tudo escancarado e ficou por isto mesmo: Mídia corporativa, Câmara, Senado, Supremo, PGR, MP e PF, todos juntos pelo golpe. Teremos o pre-sal doado, Petrobrás doada, bancos estatais doados, economia morta e a mercê dos EUA e dos rentistas, salários minguados, recessão definitiva, pobreza extrema bombando, terceirizações em alta, aposentadorias em baixa.

    A sabotagem que começou em 2013 surtiu efeito. Conseguiram o que queriam, e nós, 54,5 milhões, fomos roubados. Até os coxinhas assalariados sofrerão as consequências, mas eles nunca admitirão que erraram, pois o ódio ao PT e ao pobre é maior do que tudo para eles.

    P.S.: Quanto hipocrisia, aprovaram uma meta fiscal que foi o dobro da de Dilma, quando antes chamavam a de Dilma de irresponsabilidade fiscal. Os rentistas também deixarão baixar os juros básicos, porém, em troca, vão querer fixar os gastos públicos -leia-se acabar com os programas sociais e os direitos trabalhistas e previdenciários – e privatariar tudo o que for possível.

  7. Perfeito Edu!

    A opinião dos coxinhas nunca me enganou!

    As máscaras cairam com a revelação do Jucá!

    Um abraço!!!

  8. Edu, os os paneleiros hipócritas, mentirosos e desavergonhados, estão felizes da vida e tirando sarro da gente. Agora até aprovar deficit virou motivo de comemoração.
    Eles gostam de entrar pra história pela porta dos fundos. Fazer o que? Foi assim sempre.

  9. Edu,

    agora a pergunta que eu faço , qual o interesse da Folha em divulgar isso?Se mostrar imparcial e aparecer com um candidato e prepará-lo para 2018, tipo o João Dória Júnior?

    • Mauro, você lembra daquela musiquinha de ninar antiga? Serra, serra, serrador, serra o papo do vovô.

  10. SINAL DE ALERTA!

    Possivelmente o assunto mais sério seria a sugestão de que o exército brasileiro estava na conspiração para descartar Rousseff.

    Tão alarmante quanto qualquer coisa, no entanto, são os apontamentos feitos pelo Sr. Jucá sugerindo que ele havia procurado diretamente – e recebido – confirmação de apoio para o esforço em retirar Rousseff de ambos exército militar e da Suprema Corte, comentários que parecem mostrar uma desfocagem deliberada das demarcações constitucionais entre diferentes braços do estado.
    Qualquer noção de conivência com o exército para expulsar uma presidente em particular irá soar o alarme dentre aqueles brasileiros que não esqueceram o longo período de ditadura militar em seu país que terminou somente em 1985. “Estou conversando com os generais, os comandantes militares”, diz o então senador ao Sr. Machado. “Eles estão bem com isso, disseram que irão garantir.”

  11. Os paneleiros hipócritas silenciaram porque são cúmplices da corrupção ao, por exemplo, sonegarem impostos entre outros crimes financeiros que rotineiramente praticam com a desfaçatez que lhes é característica. Lembram-se dos cartazes que empunhavam nas ruas com os dizeres “Somos todos Cunha”? É essa a medida moral ou imoral desses parasitas amarelos que não por acaso amam Miami, a notória capital da lavagem de dinheiro de todos os bandidos da América latina!

  12. Vem mais merda por aí…

  13. Sim,a impugnaçào da chapa Dilma /Temer está guardada na manga caso reverta no senado,Dilma será caçada de qualquer maneira.

    Mudança do regime politico para parlamentarismo,com aprovação de legalidade constitucional pelo STFarsa sem plebicito.

    Eliminação definitiva de que outro lider popular se torne presidente para sempre.

    Quer mais merda? Ta bom…Serra 1.o ministro.

  14. As panelas agora são todas “belas, recatadas e do lar”.

  15. Mais dois fatos pioraram ainda mais a situação dos golpistas: 1) o novo áudio, no qual Renan diz que o STF está envolvido e que o impeachment foi mesmo para barrar a lava-jato; 2) ministro da educação recebe o ator pornô Alexandre Frota para ser conselheiro do ministério.

    • Oi Locatelli
      Calma, ainda tem Olavo de Carvalho, Reinaldo Azevedo e mais um monte ainda.
      Afinal são golpistas também e querem a sua parte.
      Saudações

  16. “Quem não conhece o esquema do Aécio?”: Os “Homer Simpsons” que nos últimos 20 anos assistem o jornal nacional.

  17. PT: desrespeito à democracia e opção pela baderna!.

    Congressistas do PT exibiram uma vez mais sua ojeriza à democracia na visita do presidente Michel Temer à casa. Agem como hordas bárbaras, confundido baderna com manifestação. Nas próximas eleições, essa praga será erradicada do cenário político brasileiro. A propósito, segue editorial do Estadão:

    Desde sua fundação, há mais de três décadas, o PT nunca perdeu uma chance para demonstrar menosprezo pela democracia e suas instituições. Assim, não surpreende o comportamento lamentável, próprio de arruaceiros, que alguns parlamentares do PT exibiram no instante em que o presidente em exercício Michel Temer foi ao Congresso, na segunda-feira passada, para encaminhar a revisão da meta fiscal. O incidente demonstra de maneira cabal que o PT confunde oposição firme, legítima em qualquer democracia, com baderna, que é própria de quem não conhece outra forma de fazer prevalecer suas vontades que não seja no grito e na marra.

    Em pleno Senado, três deputados petistas, Paulo Pimenta, Helder Salomão e Moema Gramacho, acompanhados de servidores por eles arregimentados, vaiaram e hostilizaram Temer. Aproveitando-se do mal-estar gerado por uma gravação clandestina que comprometeu o senador Romero Jucá – custando-lhe o cargo de ministro do Planejamento por sugerir que ele ajudou a articular o impeachment da presidente Dilma Rousseff com a intenção de frear a Lava Jato –, receberam o presidente em exercício aos gritos de “golpista”.

    O menor dos absurdos desse episódio é o uso inapropriado de servidores públicos para funções estranhas a seu trabalho, mormente a participação em protestos políticos. É preciso lembrar que os funcionários do Legislativo, mesmo os que servem nos gabinetes, são pagos pelo Estado, e não é sua função compor claques.

    O mais grave, contudo, é a incapacidade dos petistas de entender como funciona uma democracia representativa e seus rituais – entre os quais se encontra o respeito solene ao decoro. A atitude truculenta dos deputados petistas, típica do gangsterismo sindical do partido, infringiu diversos pontos do Código de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara.

    No artigo 3.º, lê-se que é dever fundamental dos deputados “zelar pelo prestígio, aprimoramento e valorização das instituições democráticas e representativas e pelas prerrogativas do Poder Legislativo”. O artigo 5.º afirma que atenta contra o decoro parlamentar “praticar atos que infrinjam as regras de boa conduta nas dependências da Casa” e “praticar ofensas físicas ou morais” contra colegas, servidores e autoridades. Ao chamar de “golpista” o presidente em exercício, que está no cargo por decisão soberana do Congresso, há não apenas uma ofensa às regras de boa conduta, mas uma clara ação que desprestigia e desvaloriza o Legislativo.

    As exigências de decoro não são um capricho. Ao exigir que os parlamentares tenham comportamento civilizado, o código parlamentar procura preservar a essência da democracia, que é limitar o confronto de ideias ao terreno da política – em que prevalece o debate e a negociação. Por maiores que sejam as diferenças de opinião entre os diversos grupos representados no Parlamento, deve-se observar, sempre, o respeito aos oponentes – que, afinal, lá estão também porque receberam votos. É assim que funciona em democracias maduras.

    Mas o PT nunca demonstrou tal maturidade. Ao contrário: a democracia, para a tigrada, sempre foi mero instrumento para tomar o Estado de assalto e acabar com a alternância de poder. Para lastrear esse projeto de força, mais do que de poder, a máquina de propaganda petista criou o mito segundo o qual o único movimento político verdadeiramente democrático no Brasil era o PT; logo, qualquer derrota do PT é tratada como derrota da própria democracia.

    Foi esse espírito que presidiu a manifestação desrespeitosa dos deputados petistas contra Temer. Não importa que o afastamento da presidente Dilma tenha sido decidido pelo Congresso conforme o estabelecido pela Constituição, tampouco interessa se o País precisa urgentemente de um esforço coletivo para superar a imensa crise que a inépcia de Dilma e a corrupção lulopetista criaram. A única coisa que importa é causar confusão e, por meio da acusação fajuta de “golpe”, impedir que o governo tenha condições de consertar as lambanças de Dilma e, assim, expor a todos o mal que o PT causou ao País.

    • Muito bem Lucas Daniel, esclareça o assunto pra esses chupins ! Até outro dia estavam de braços dados com
      Jucás, Renans, Delcidios, Cerverós, e uma longa lista dos que agora eles denominam ” golpistas “. Se bem que eu acho que é gastar vela com defunto ruim. Deixa essa canalhada espernear. Agora eles morrerão de inaniçâo! Vagabundos!

  18. Molotov nessa globo.

  19. Molotov na globo.

  20. Nunca imaginei que o rei ficasse nu tão rapidamente…

  21. Aviso aos que se destina;

    Se você:

    Roubou dinheiro público
    foi cargo comissionado pelo PT
    recebeu dinheiro do PT
    simpatiza com o PT
    era ligado ao PT
    defende ou defendeu Dilma e Lula

    Fiquem espertos, sabemos quem são vocês, com certeza serão alcançados.

  22. Os coxinhas, sabiam o que faziam, eles defendiam os bandidos, não defendiam o combate à corrupção.

    Os coxinhas são coniventes com a corrupção, são hipócritas e desavergonhados.

  23. BOMBA !!!! Folha divulga trecho da conversa de Temer com JUCÁ.

    TEMER : Eu já lidei com bandidos. JUCÁ : Bandido é teu CUnha !

  24. FRENTES CONVOCAM MOBILIZAÇÃO CONTRA TEMER E EM DEFESA DE DIREITOS
    Em nota divulgada nesta quarta-feira (25), as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo convocam mobilização nacional para o dia 10 de junho, contra o golpe, o governo provisório de Michel Temer (PMDB-RJ) e os ataques aos direitos do povo.
    No texto, as frentes avaliam que, em poucos dias de gestão Temer, “a conta já chegou aos trabalhadores”, com o anúncio de medidas como a Reforma da Previdência, arrocho nos direitos dos trabalhadores, desvinculação do orçamento da educação e saúde, suspensão de programas sociais como Minha Casa, Minha Vida, Fies, Prouni e Pronatec e a criminalização e perseguição dos movimentos sociais.
    “Os escândalos de corrupção envolvendo Aécio Neves, Temer, Eduardo Cunha, Romero Jucá e boa parte do Congresso Nacional, demonstram que os chefes do golpe arquitetaram toda movimentação para barrar as investigações da Lava –Jato, usurpar o poder e aplicar o projeto mais neoliberal da história do Brasil”, dizem os movimentos.
    Confira abaixo a íntegra:
    Fora Temer, Não ao Golpe, Nenhum Direito a Menos!
    Com menos de um mês da aplicação do golpe, a conta já chegou aos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. O presidente ilegítimo e golpista, Michel Temer, não esconde o que estava por trás do afastamento ilegal da presidenta Dilma Rousseff: Reforma da previdência, com arrocho nos direitos dos trabalhadores, desvinculação do orçamento da educação e saúde, suspensão de programas sociais como Minha Casa, Minha Vida, FIES, PROUNI e PRONATEC, criminalização e perseguição dos movimentos sociais.
    Os escândalos de corrupção envolvendo Aécio Neves, Temer, Eduardo Cunha, Romero Jucá e boa parte do Congresso Nacional, demonstram que os chefes do golpe arquitetaram toda movimentação para barrar as investigações da Lava –Jato, usurpar o poder e aplicar o projeto mais neoliberal da história do Brasil.
    Não reconhecemos o governo golpista, Temer não governará. A rua já é o nosso lugar de resistência, as ocupações são os comitês de resistência, e a luta o nosso lema. Não temos nada a Temer.
    Por isso, convocamos toda população brasileira, que luta por direitos, para ocupar as ruas e avenidas no dia Nacional de Mobilização, derrotar os ataques aos direitos do povo e pôr para fora Temer e todo o governo golpista, no dia 10 de junho de 2016.
    Frente Povo Sem Medo
    Frente Brasil Popular

  25. ♫ O fato do Sr. Mendonça Filho, “ministro” da Educação, receber o Sr. Alexandre Frota, ex-ator de filmes pornográficos e programas humorísticos e atual especialista em educação, oferece uma boa dimensão deste “governo”. Emulando o professor Hariovaldo Prado, pergunto “A que ponto chegamos!?”

  26. ♫ A merda é mesmo torrencial…

  27. GRUPOS DIVULGAM LISTA COM TRAIDORES DA PÁTRIA CANDIDATOS À PREFEITURAS
    *** Cunha com a pupila rondoniense Mariana Carvalho
    O preço chega em forma de lista negra. E ele é composto por nomes de políticos, da Câmara Federal e do Senado, que votaram a favor da ruptura democrática para beneficiar o projeto político de Michel Temer, Eduardo Cunha, Aécio Neves e Fernando Henrique Cardoso, entre outros.
    A lista foi divulgada por militantes da Frente Brasil Popular. Os parlamentares, orientados por bancadas ou caciques políticos, garantiram o espetáculo deprimente dos 367 votos na Câmara Federal, em 17 de abril, ou os 54 do Senado no dia 11 último. Candidatos a prefeituras das mais diversas cidades, poderão ser lembrados na hora da eleição.
    Veja quem são os deputados e senadores.
    Eles integram legendas como PSB, PP, PRB, PR, PPS, PMDB, PSDB, DEM, PDT, PROS, SD, PSC, PTB e PHS. Uma verdadeira sopa de letrinhas. A razão maior da divulgação da lista não é a contrariedade ao direito do voto, mas a submissão a um modelo político que fez chegar ao poder parlamentares com a ficha suja. Desde acusações de crimes financeiros a delitos contra a vida.
    A lista não contempla todos os nomes de políticos que votaram a favor do golpe parlamentar, mas apenas dos que tem se apresentado como candidatos nas próximas eleições municipais.
    Valadares Filho (PSB) Aracajú/SE
    Jorginho Mello (PR) Balneário Camburiú/SC
    Arnaldo Jordy (PPS) Belém/PA
    José Priante (PMDB) Belém/PA
    Eros Biondini (PROS) Belo Horizonte/MG
    Laudivio Carvalho (SD) Belo Horizonte/MG
    Marcelo Álvaro Antônio (PR) Belo Horizonte/MG
    Rodrigo de Castro (PSDB) Belo Horizonte/MG
    Rodrigo Pacheco (PMDB) Belo Horizonte/MG
    Abel Mesquita Junior (PHS) Boa Vista/RR
    Hiran Gonçalves (PP) Boa Vista/RR
    Jhonatan de Jesus (PRB) Boa Vista/RR
    Shéridan (PSDB) Boa Vista/RO
    Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) Campina Grande/PB
    Tereza Cristina (PSB) Campo Grande/MS
    Paulo Foletto (PSB) Colatina/ES
    Geovania de Sá (PSDB) Criciúma/SC
    Jorge Boeira (PP) Criciúma/SC
    Professor Victório Galli (PSC) Cuiabá/MT
    Luciano Ducci (PSB) Curitiba/PR
    Tampinha (PSD) Curral de Dentro/MT
    Geraldo Resende (PMDB) Dourados/MS
    Washington Reis (PMDB) Duque de Caxias/RJ
    Moroni Torgan (DEM) Fortaleza/CE
    Ronaldo Martins (PRB) Fortaleza/CE
    Vitor Valim (PMDB) Fortaleza/CE
    Delegado Waldir (PR) Goiânia/GO
    Fábio Sousa (PSDB) Goiânia/GO
    Giuseppe Vecci (PSDB) Goiânia/GO
    Jovair Arantes (PTB) Goiânia/GO
    Thiago Peixoto (PSD) Goiânia/GO
    Eli Corrêa Filho (DEM) Guarulhos/SP
    J0uscelino Filho (DEM) Imperatriz/MA
    Altineu Côrtes (PMDB) Itaboraí/RJ
    Alexandre Valle (PR) Itaguaí/RJ
    Anderson Ferreira (PR) Jaboatão/PE
    Fabio Garcia (PSB) Jangada/MT
    Efraim Filho (DEM) João Pessoa/PB
    Wilson Filho (PTB) João Pessoa/PB
    Marco Tebaldi (PSDB) Joinville/SC
    Carmen Zanotto Lages/SC
    Marcelo Belinati (PP) Londrina/PR
    Cícero Almeida (PMDB) Maceió/AL
    JHC (PSB) Maceió/AL
    Alfredo Nascimento (PR) Manaus/AM
    Conceição Sampaio (PP) Manaus/AM
    Hissa Abrahão (PDT) Manaus/AM
    Marcos Rotta (PMDB) Manaus/AM Pauderney Avelino (DEM) Manaus/AM
    Silas Câmara (PRB) Manaus/AM
    Beto Rosado (PP) Mossoró/RN
    Fábio Faria (PSD) Natal/RN
    Felipe Maia (DEM) Natal/RN
    Rafael Motta (PSB) Natal/RN
    Sergio Zveiter (PMDB) Niterói/RJ
    Jony Marcos (PRB) Nossa Senhora do Socorro/SE
    Simão Sessim (PP) Nilópolis/RJ
    Carlos Henrique Gaguim (PTN) Palmas/TO
    Gonzaga Patriota (PDB) Petrolina/PE
    Danrlei de Deus Hinterholz (PSD) Porto Alegre/RS
    Derly (Rede) Porto Alegre/RS
    Onyx Lorenzoni (DEM) Porto Alegre/RS
    Lindomar Garçon (PRB) Porto Velho/RO
    Mariana Carvalho (PSDB) Porto Velho/RO
    Marcos Rogério (DEM)- JiParaná
    Daniel Coelho (PSDB) Recife/PE
    Duarte Nogueira (PSDB) Ribeirão Preto/SP
    Indio da Costa (PSD) Rio de Janeiro/RJ
    Pedro Paulo (PMDB) Rio de Janeiro/RJ
    Marcelo Crivella (PRB) Rio de Janeiro/RJ
    Romário (ex-jogador) (PSB) Rio de Janeiro/RJ
    Edinho Araújo (PMDB) Rio Preto/SP
    Heuler Cruvinel (PSD) Rio Verde/GO
    Marcio Marinho (PRB) Salvador/BA
    Francisco Chapadinha Santarém/PA
    João Paulo Papa (PSDB) Santos/SP
    Toninho Pinheiro (PP) São Joaquim de Bicas/MG
    Eliziane Gama (PPS) São Luis/MA
    João Castelo (PSDB) São Luis/MA
    Dr. Jorge Silva (PHS) São Matheus/ES
    Celso Russomanno (PRB) São Paulo/SP
    Marta Suplicy (PMDB) São Paulo/SP
    Paulo Maluf (PP) São Paulo/SP
    Marco Feliciano (PSC) São Paulo/SP
    Moses Rodrigues (PMDB) Sobral/CE
    Rodrigo Martins (PSB) Teresina/PI
    Marcos Montes (PSD) Uberaba/MG
    Odelmo Leão (PMDB) Uberlândia/MG
    Tia Eron (PRB) Vera Cruz/BA
    Max Filho (PSDB) Vila Velha/ES
    Carlos Manato (SD) Vitória/ES
    Lelo Coimbra (PMDB) Vitória/ES

  28. Análise, com a licença do blog.

    (Quem quer detonar o PMDB justamente agora, vazando?
    1. Um funcionário esquerdista?
    2. O PSDB? Serra? Quem lucra?)

    O governo golpista corre para desmontar o país, e com pedaladas no BNDS.

    Há dois níveis de administradores: os ixxperrtos ligados a aumentar a SELIC para os amilgos, contadores iguais a Levy,desmontadores do país para transformá-lo em terra arrasada e amparados na mídia.

    E há o ministério em pagamento, que são os que votaram no golpe, e os que negociaram o pescoço. Nesta leva não se vislumbra uma cabeça com ideia. E não importa para os planos dos mandantes do crime.

    Não há plano econômico. Não há plano industrial.

    O dinheiro na Economia do governo de usurpacão não estará da metade para baixo na pirâmide social. Não é o pessoal do BF que importa pois está acostumado.

    O funcionalismo público, alguns tão chantagistas e aplicadores de carteiradas, não estão incluídos no médio prazo. Mas estão servindo alegremente e inocentemente ao golpe. Afinal, é um povo sem leitura incluso nos 93% da população que não interpreta um texto de política ou de economia ou de sociologua ou de arte. Muitos deles hoje arrogantes, serão vistos a vender echarpe chinesa e churros no farol. Não tenham dúvidas. Mas todos estarão lá e haverá forte comcorrência. Muitos estarão no tráfico.

    O dinheiro não carreará para estes funcionarios. Se o estado será mínimo…b

    O dinheiro não estará com os aposentados. Nem com os funcionários do INSS já que não terão serventia. ( golpistas desmontando a Dataprev, lucrativa).

    O dinheiro não estará com os funcionários de estatais. Serra irá doá-las aos amigos. Não foi assim na privataria?

    O dinheiro não estará horizontalizado.

    Ninguém tem poupança. Não poderão se tornar “empreendedores”, essa palavra repetida pelos acadêmicos golpistas e senadores que nunca arrumaram uma cama, como Aécio.

    O desemprego será de 16% no final do ano. Ver em GGN.
    Mas o Golpe estará pensando em outras coisas.

    O povo é ignorante mas tem certa avaliação de fatos concretos. Só haverá umas três castas.
    Melhor estas se unirem já contra Temer, antes que tudo vire areia.

  29. STF APOIOU O GOLPE PORQUÊ DILMA NEGOU-LHES O INDECENTE AUMENTO DE PROVENTOS, NUMA DECISÃO ACERTADÍSSIMA?

    As gravações divulgadas até agora revelam claramente que o stf prometeu apoiar o golpe anticonstitucional (dando-lhe um verniz de falsa legalidade) como vingança pelo aumento negado pela Presidenta Dilma aos indecentes proventos que os ministros recebem, cheios de penduricalhos mais imorais ainda. O que ministros desse tribunal e membros do mp já ganham é uma ofensa aos demais servidores públicos que certamente trabalham mais e em condições menos adequadas do que os intocáveis e vitalícios ministros(sic). Daí surgem questões que incomodam a nação brasileira, como o fato de um dos ministros deste tribunal, justamente o que foi pedir aumento à Presidenta, presidir as discussões no Senado sobre a “legalidade” de um golpe contra a Constituição dos quais se supunha fossem os principais guardiães. Esse ministro tem a isenção necessária para isso, já que Renan revelou que “estão todos putos com Dilma”, o que deve incluir o ministro que foi pedir aumento? Se mais ilegalidades forem cometidas durante o “julgamento” da íntegra Presidenta Dilma a quem recorrerá a defesa dela, já que “todos os ministros estão putos com ela”? O adiamento do julgamento do notório gângster CUnha foi adiado pelo stf propositalmente para que o golpe fosse desencadeado? O mesmo CUnha teria proposto esse adiamento em troca da promessa do reajuste pretendido aos já polpudíssimos salários desses suspeitíssimos ministros? Isso tudo só para falar do stf, e a sintonia fina das iniciativas de Janot tanto para melar o acordo que Lula tinha feito com o PP para evitar o golpe, como para impedir o ex-Presidente de assumir a Casa Civil, como revelou a jornalista Teresa Cruvinel, com a participação sempre pronta do juizinho de Curitiba? E o envolvimento de praticamente TODAS as instituições ditas “republicanas” (todas mantidas com nossos impostos) no golpe? E as gravíssimas revelações sobre a profundidade desse envolvimento reveladas pelo Ministro Eugênio Aragão em palestra na UnB que mereceriam, no mínimo, uma CPI? E a revelação de que brasileiros (os golpistas-chefes) conspiravam contra o Brasil com países estrangeiros, caracterizando traição à pátria? Ficará tudo por isso mesmo? Estou chegando à conclusão que seria muito mais lucrativo para o país preservar suas riquezas naturais e privatizar essas instituições que na prática já estão privatizadas há muito tempo. Só que as empresas beneficiárias dessa privatização (por sinal previstas nos acordos entreguistas transpacífico e transatlântico que Serra correrá para assiná-los) jamais pagarão aos seus venais componentes os imorais proventos que recebem hoje em dia às nossas custas.

  30. Não tenham dúvida, se a Dilma Passar no Congresso o STF cassa seu mandato. Quanto ao LULA, sua prisão é certa mas, só será preso quando o PRÉ-SAL e a PETROBRÁS serão vendidos quando a Chevron abocanhá-los. Toda a Mídia só anunciará a prisão dele e nenhuma palavra ou linha, sobre a perda, para nós brasileiro, do nosso futuro e o futuro de nossas crianças. Quanto a nossa água, será privatizada para Israel ou França.

  31. CONTINUANDOI: quanto ao nosso submarino nuclear, pertencerá aos EUA e, a piada pronta é que pagaremos know por algo que, nos brasileiros, descobrimos. Se você, LUCAS DANIEL, está feliz com isso, pesquise como são tratados os africanos pela França, os panamenhos pelos EUA e os palestinos por Israel. A não ser que você não seja brasileiro, ou seja espião, ou fará parte do butim, nada restará para você senão as migalhas, pois você não é importante para os assaltantes do Brasil.

  32. Se é para ser instalada base miliar americana aqui no Brasil como vai acontecer na Argentina eu prefiro ser fuzilado.

  33. O próximo passo com aquiescência do privateiro Serra é a instalação de base militar americana aqui.

  34. Que bom a divulgaçao dos audios , ao menos alguns ” golpistaa” já deixaram de ser considerados golpistas.
    A anta tentou estagnar a Rede Globo , inclusive se reunindo com o diretor Marinho e a rede globo nao parou de divulgar a verdade , e tambem vimos que todos temem o Sergio Moro ( PMDB , PSDB PT…) , mostrando que ele não esta em conluio com ninguém como os admiradores da Dilma faziam questao de frizar.
    Também foi bom mostrar que os principais apoiadores do Temer são tão sujos quantos os ladrões que foram escurraçados … é brasilzão sem jeito

  35. O silêncio das varandas é ensurdecedor!

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.