Áudio confirma denúncia do Blog da Cidadania contra Lava Jato

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

lava jato capa

 

Em 26 de fevereiro deste ano, o Blog da Cidadania publicou reportagem sobre auto vazamento feito pela Operação Lava Jato de sua 24ª fase. A matéria deu conta de que a “República de Curitiba” andou vazando para a imprensa paulista (Globo incluída) informações sigilosas sobre essa fase.

A reportagem desta página foi publicada em uma sexta-feira (26/2) e reproduziu medidas que a Lava Jato adotaria na semana seguinte. Quais sejam, pedido de quebra de sigilo fiscal e bancário de 43 empresas e pessoas físicas, todas ligadas ao ex-presidente Lula, e que haveria operação de busca e apreensão na sede do Instituto Lula e em pessoas atingidas por essa 24ª fase da operação.

O sentido da reportagem foi demonstrar que a grande imprensa já tinha recebido essa informação, já que a fonte que passou as informações ao Blog afirmou que trabalhava na sucursal de um veículo da imprensa paulista em Curitiba e que essa sucursal recebeu de São Paulo as informações da própria Lava Jato, que foram repassadas pela própria operação a vários outros veículos.

Confira trecho daquela reportagem-denúncia publicada por esta página 60 dias atrás:

“(…) Na última terça-feira (23), uma fonte procurou o Blog afirmando que na próxima segunda (29) ou na próxima terça-feira (01/03) será deflagrada a 24a fase da Operação Lava Jato. Nessa fase, serão quebrados os sigilos fiscal e bancário de 43 pessoas e entidades.

Supostamente, essa operação deveria ser sigilosa. As investigações da Lava Jato correm em segredo de Justiça. Nenhum ente privado deveria ter acesso aos próximos passos da operação. Essa é a teoria. Porém, a prática é outra.

A fonte desta página provou ter informações privilegiadas de que na nova fase da Lava Jato serão quebrados os sigilos de Lula, de Marisa, de todos os filhos deles, de suas empresas, do Instituto Lula, da empresa de palestras de Lula, de Fernando Bittar etc.

O mais estarrecedor, porém, foi a informação de que todos os veículos de uma dita “imprensa simpatizante” (como são conhecidos na Lava Jato os veículos que cumprem determinações dos investigadores no sentido de fustigar petistas) já dispunham de cópia da decisão de Moro quebrando o sigilo das 43 pessoas e entidades que o leitor irá conhecer em seguida.

Pedi à fonte que me enviasse a cópia. Travou-se, então, o seguinte diálogo:

[23/2 23:08] ‪+55 41 : É isso. Pode fazer chegar as suas fontes no instituto?

[23/2 23:09] Eduardo Guimarães: Me manda a decisão.

[23/2 23:09] ‪+55 41 : Não posso, coloco em risco a fonte.

[23/2 23:10] Eduardo Guimarães: Se tantos jornalistas têm não há por que

[23/2 23:10] ‪+55 41 : Posso ditar a decisão, se quiser.

[23/2 23:10] Eduardo Guimarães: Copia a parte do texto sem timbre

[23/2 23:11] ‪+55 41 : Colocaram códigos em cada cópia para rastrear quem vazar

[23/2 23:11] ‪+55 41 : Se eu puder falar ao fone eu leio a decisão pra vc. É uma lauda.

[23/2 23:12] ‪+55 41 : Posso ler aqui no zap. gravar

[23/2 23:12] Eduardo Guimarães: Pode gravar um áudio? Isso

[24/2 23:12] ‪+55 41 : O que acha?

[23/2 23:12] ‪+55 41 : Sim.

[24/2 23:12] Eduardo Guimarães: Isso. Grava

[23/2 23:13] Eduardo Guimarães: Se tiver número de processo. Dá todas as informações possíveis

[23/2 23:14] ‪+55 41 : Vou pra rua gravar. Na rua não tenho web. Então vc vai receber em mais ou menos meia hora. Ok?

[23/2 23:15] Eduardo Guimarães: Ok

Como se vê, são informações sigilosas que agentes do Estado estão repassando a entes privados (grupos de mídia) de forma absolutamente ilegal e com a finalidade de montar um esquema publicitário para atingir investigados à margem da lei.

O que dirá o STF, por exemplo, sobre esses métodos do juiz Sergio Moro?

Chegamos, portanto, ao ponto de comprovar o que está sendo dito acima. A partir daqui o leitor poderá ler a degravação do áudio enviado pela fonte com todos os dados da decisão do juiz Moro, inclusive com o número da decisão.

DEGRAVAÇÃO

— Essas pessoas e entidades deverão ser alvo da fase 24 da Lava Jato, que deve ser detonada na próxima segunda ou terça

–Continuando. Encerrado aqui. Expediu ofício, etc., etc. A quebra de sigilo inclui todos os dados sobre as contas e transações inclusive a origem do crédito e destino do débito. Outras informações, aqui, orientação ao MP pra implementar a quebra, Receita, comunicação à autoridade policial… Datado de 23 de fevereiro de 2016. Sergio Fernando Moro…

— Decisão 5005896-77.2016.404.7000

— Datada de 23 de fevereiro de 2016

— Sessão judiciária do Paraná. 13a

— Vara Federal de Curitiba.

— Pedido de quebra de sigilo de dados bancários, fiscais e/ou telefônicos.

— Requerente: Ministério Público Federal

— Acusado: Luiz Inácio Lula da Silva e seguem-se mais ou menos 40 nomes. A partir daí o juiz [Moro] passsa a detalhar o pedido. Vou agora ao deferimento, que é o que interessa.

— Defiro o requerido e decreto a quebra do sigilo bancário e fiscal de:

LILS palestras, eventos e publicações (período 2011 a 2016)

Instituto Luiz Inácio Lula da Silva (período 2005 a 2016)

Luiz Inácio Lula da Silva (período 2003 a 2016)

Marisa Letícia Lula da Silva (período 2003 a 2016)

Fábio Luiz Lula da Silva (2004 a 2016)

G4 entretenimento e tecnologia digital (2004 a 2016)

BR4 participações ltda (2004 a 2016)

Game Corp (2004 a 2016)

LLF participações (período de 2004 a 2016)

FFK participações ltda (2004 a 2016)

Sandro Luiz Lula da Silva (2007 a 2016)

Flex BR tecnologia ltda (2007 a 2016)

Luiz Claudio Lula da Silva (2011 a 2016)

Marcos Claudio Lula da Silva (2007 a 2016)

Fernando Bittar (2004 a 2016)

TV Araras ltda (2004 a 2016)

Costinha assessoria empresarial ltda (2004 a 2016)

M7 produções e comércio de equipamentos ltda (2004 a 2016)

Jonas Leite Suassuna Filho (2004 a 2016)

Editora Go ltda (2004 a 2016)

Imobiliária Zarpar ltda (2004 a 2016)

Go Games ltda (2004 a 2016)

Zapt comércio e serviços ltda (2004 a 2016)

Go [incompreensível] disco ltda (2004 a 2016)

Banco Banca consultoria e projetos ltda (2004 a 2016)

Go mídia participações ltda (2004 a 2016)

Go Mobile produtos e serviços de tecnologia da informação (2004 a 2016)

Go Clean projetos ambientais e energéticos ltda (2004 a 2016)

Imobiliária Go ltda (2004 a 2016)

PJA empreendimentos ltda (2004 a 2016)

Nipo Sistema representação e lançamento (2004 a 2016)

Paulo Tarcísio Okamoto (2004 a 2016)

Oca 2 consultoria e gestão empresarial (2004 a 2016)

Guadelupe comércio de roupas e assessórios ltda (2004 a 2016)

José Filipi Junior (2006 a 2016)

Instituto Diadema de Estudos Municipais (2006 a 2016)

AFC3 engenharia ltda (2006 a 2016)

Adriano Fernandes dos Anjos (2010 a 2011)

Ignes dos Santos Irrigarai Neto (2010 a 2011)

Fernandes dos Anjos e Porto Montagens de estruturas metálicas ltda (2010 a 2011)

Elcio Pereira Vieira (2010 a 2016)

Edivaldo Pereira Vieira (2010 a 2016)

***

Sobre os dois últimos nomes da relação, vale explicar que Elcio é o caseiro do sítio de Atibaia do qual acusam Lula de ser dono e Edivaldo é o irmão dele, que nada tem que ver com o assunto.

Segundo o instituto Lula, ambos foram procurados há poucos dias por quatro procuradores do Ministério Público. Os procuradores não tinham mandado, mas, assim mesmo, interrogaram os dois trabalhadores, que sentiram-se ameaçados (…)”

Liberada a lista oficial de pessoas e empresas que tiveram o sigilo quebrado, fica fácil ver a coincidência entre os nomes que o Blog informou e os que efetivamente foram incluídos. Alguns nomes foram mudados e a operação não aconteceu na segunda ou terça-feira seguintes, como previa a matéria deste blog, mas na sexta-feira, 4 de março.

Segundo matéria do jornal O Globo publicada no mesmo dia 4 de março, a 24ª fase da operação Lava Jato foi adiada por conta da reportagem do Blog da Cidadania.

lava jato 2

Na última quinta-feira, o site Consultor Jurídico (Conjur) publicou reportagem que confirma a denúncia feita por este Blog nos dois últimos parágrafos da matéria de fevereiro aqui publicada e reproduzida, parcialmente, acima.

lava jato 1

A matéria informa quem são os quatro procuradores que este Blog informou há dois meses que, sem mandado judicial, foram intimidar os caseiros do sítio que a Lava Jato tenta provar que é de Lula. Os infratores são os procuradores Athayde Ribeiro Costa, Roberson Henrique Pozzobon, Januário Paludo e Júlio Noronha.

O filho do senhor Edivaldo, porém, gravou a tentativa ilegal desses membros do Ministério Público de intimidarem testemunhas. Confira, abaixo, o áudio. Em seguida, você confere a degravação da conversa entre a vítima e os intimidadores. Como se vê, tudo ocorreu como esta página afirmou DOIS MESES ATRÁS.

DEGRAVAÇÃO DA CONVERSA

Procurador: Quero deixar o senhor bem tranquilo, mas, por exemplo, se a gente chamar o senhor oficialmente pra depor daqui a alguns dias, e você chegar lá pra mim e falar uma coisa dessas…

Interrogado: Dessas… Sobre o quê?

Procurador: Sobre, por exemplo, o senhor já trabalhou no sítio Santa Barbara?

Interrogado: Não trabalho.

Procurador: O senhor já conheceu o senhor Jonas Suassuna?

Interrogado: Nunca… Nunca vi.

Procurador: O senhor já fez algum pedido pra ele em algum lugar?

Interrogado: Nem conheço.

Procurador: Então, por exemplo, aí eu te apresento uma série de documentações. Aí fica ruim pro senhor, entendeu?

Procurador: É a primeira vez, o senhor nos conheceu agora, e eventualmente talvez a gente chame o senhor pra depor oficialmente, tá? Aí, é, dependendo da circunstância nós vamos tomar o compromisso do senhor, né, de dizer a verdade, aí o senhor que sabe…

Interrogado: A verdade?

Procurador: É.

Interrogado: Vou sim, vou sim.

Procurador: Se o senhor disser a verdade, sem, sem problema nenhum.

Interrogado: Nenhum. Isso é a verdade, tô falando pra vocês.

Procurador: Então seu Edivaldo, quero deixar o senhor bem tranquilo, mas, por exemplo, se a gente chamar o senhor oficialmente pra depor daqui a alguns dias, e você chegar lá pra mim e falar uma coisa dessas…

Procurador: Se o senhor mudar de ideia e quiser conversar com a gente, o senhor pode ligar pra gente?

Interrogado: Mudar de ideia? Ideia do quê?

Procurador: Se souber de algum fato.

Interrogado: Não…

Procurador: Se você resolver conversar com a gente você liga pra gente, qualquer assunto?

Interrogado: Tá.

Tags: , , , , , , , ,

96 Comentário

  1. Na minha opinião se a PEC 37 tivesse sido aprovada, hoje não estaria havendo tantos abusos por parte do MP,além de que ela foi colocada de contrabando nas JORNALADAS de 2013, pois 99% das pessoas que estavam nas ruas fazendo manifestações nem sabiam que bicho era aquele chamado PEC 37.

  2. ganham uma exorbitância de salário para brincarem de liga da injustiça, em qualquer outro país sério já estariam na rua e processados, olha o banestado aí gente!!!!!!!

  3. Não tenho dúvida, eles estão com mal de Alzheimer

    A frase que rola na internet neste 1º de maio não é de minha autoria, mas descreve de maneira simplificada o estágio de auto degeneração a que chegou a Suprema Corte do nosso país, em tese a instituição da república guardiã da nossa Constituição.

    Diz a frase: “O Brasil é o único país do mundo em que a corte suprema negocia com um réu o valor de seus vencimentos”. O réu a que a frase se refere é EDUARDO CUNHA.

    E enquanto as instituições soçobram, ministros e ministras da suprema corte comem pipoca no escurinho do cinema

    Chegamos ao fundo do poço, e o que se encontra nesse buraco escuro e fétido é água estagnada podre, rica em gás sulfídrico.

    Mas, ainda estamos vivos, apesar deles. E hoje, Primeiro de Maio, é dia de irmos às ruas. Às ruas!!!

  4. Que me perdoem os evangélicos de boa fé, mas os líderes maiores dessas Igrejas representam tudo aquilo que o que o Evangelho despreza. Ainda assim, vejo apenas alguns poucos evangélicos criticarem o rumo que suas igrejas tomaram: viraram partidos políticos da pior espécie: pregam o ódio, a intolerância, a exclusão e cometem o pecado da blasfêmia na maior sem vergonhice. Não seria hora de uma reflexão sobre os descaminhos das igrejas evangélicas? Se tardarem, logo deixarão de seguir o verdadeiro Evangelho para orar pela cartilha do demônio transvestidos de Malafaias, Felicianos,Cunhas e outros que proliferam feito peste ao meio dia. No MP também muitos dos membros dessa Igreja que se auto definem como evangélicos trocaram a justiça pelo justiciamento. A Igreja Católica também tem seus pecados, mas pelo que se sabe não se constituiu em um partido político, embora muitos bispos tenham tentado partidarizar a igreja. Se Deus existe e é pai de toda humanidade é irracional que, em nome Dele, cometam tanta barbárie como a que estamos assistindo neste momento em nosso país.

  5. Suprema Corte discute como manter a dobradinha Temer-Cunha.
    A jornalista Mônica Bérgamo fala de uma “sábia” providência

    A hora e o risco de descartar Cunha
    Por Tereza Cruvinel, em seu blog:

    São claros e vários os sinais de que, já tendo Eduardo Cunha feito o “serviço sujo” de abrir caminho para o golpe na noite do cinismo de 17 de abril, os vencedores agora buscam meios para descartá-lo. Temer e seus parceiros do eventual “governo de salvação nacional”, expressão de Fernando Henrique, não acham prudente mantê-lo como segundo na linha sucessória na Presidência. Mas esta operação embute riscos muito altos para o próprio Temer. Cunha não aceitará ser atirado ao lixo como bagaço de laranja que já deu caldo. E vingança é com ele mesmo. Que o digam Dilma e o PT.

    Aos sinais. Neste sábado, 30, a Folha de São Paulo publicou o editorial “Chega de Cunha” cobrando providências do STF e louvando a disposição anunciada pelo ministro Teori Zavascki, de pedir celeridade ao plenário no exame do pedido de afastamento de Cunha da presidência da Câmara, apresentado pelo procurador-geral Rodrigo Janot em dezembro. O título é sugestivo. Para ser mais explícito, faltou uma palavrinha: “Agora, chega de Cunha”. Agora que ele, saciando seu desejo de vingança contra o PT e servindo ao projeto golpista, cumpriu zelosamente a tarefa: acolheu o pedido de impeachment, montou a comissão mais conveniente, amarrou os votos de sua base servil e comandou o espetáculo que envergonhou o Brasil.

    Na mesma edição da Folha a colunista Mônica Bérgamo informou que, diante da cobrança que será feita ao plenário do STF por Teori, os ministros já discutiriam a melhor forma de afastar Cunha. Avaliando que a destituição do presidente de um outro poder seria muito traumática, pensaram numa fórmula jaboticaba: ele seria afastado apenas nos dias em que, tornando-se presidente, Temer tivesse que deixar o país. Isso contentaria a lei, que não permite a um réu assumir a presidência da República. Engraçado que o STF ache traumático o afastamento de um presidente do Legislativo mas feche os olhos para as anomalias do processo de deposição da chefe do poder Executivo. Esta fórmula resolve o problema legal mas não o político. Não elimina o fato de que, no governo Temer, o segundo homem na hierarquia de poder seria um réu acusado de tantos crimes.

    Mas como descartá-lo sem que ele se volte contra Temer? Um exemplo das perigosas relações entre Temer e Cunha está documentado pela própria Lava Jato. Quando fundamentou a autorização de busca e apreensão da Operação Catilinárias, (na casa de Cunha e de mais 52 pessoas), o ministro Teori Zavascki transcreveu “indício” registrado pelo procurador-geral Rodrigo Janot: “Eduardo Cunha cobrou Leo Pinheiro por ter pago, de uma vez, para Michel Temer, a quantia de R$ 5 milhões, tendo adiado os compromissos com a ‘turma'”, afirmou Janot, segundo reprodução de Teori.

    As mensagens foram trocadas por Whatsapp, e capturadas no celular do sócio da OAS. Na réplica Léo Pinheiro pediu a Cunha “cuidado com a análise para não mostrar a quantidade de pagamentos dos amigos”.

    Na época em que isso foi divulgado (dezembro de 2015) Temer divulgou extrato de cinco doações legais da OAS ao PMDB, registradas na prestação de contas, entre maio e setembro de 2014, totalizando R$ 5,2 milhões. Mas, pelas mensagens, depreende-se que Cunha falava de um pagamento feito em cota única, e não destas doações parceladas. Cunha tem um arsenal de esclarecimentos sobre os esquemas do PMDB.

    Fala-se também de um outro acordo. Cunha renunciaria à presidência da Câmara e preservaria o mandato para manter o foro privilegiado. Mas a troco de quê ele renunciaria? É como presidente da Câmara que ele usa o poder do cargo para barrar o processo de cassação de seu mandato no Conselho de Ética. Agora, por exemplo, emplacará um aliado na Comissão de Constituição e Justiça, para lhe dar ganho nas disputas com o Conselho.

    A fórmula que evitará riscos para o futuro sistema de poder e ao mesmo tempo atenderá à lei é a que foi divulgada por Monica Bergamo, por mais exótica que pareça: ele deixaria de ser presidente da Câmara só nos dias em que Temer viajar. Se viabilizar esta saída, o STF ficará ainda mais exposto como parceiro de tudo o que está acontecendo.

  6. MICHEL TEMER FOI TESTEMUNHA DE DEFESA DO CORONEL USTRA, MAIOR TORTURADOR DO BRASIL
    No Conexão Jornalismo.
    Por Daniel Mazola
    Localizamos o elo desses proeminentes canalhas! Onde estariam elencados, lado a lado, os nomes de José Maria Marin, presidente da CBF, do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo e último governador de São Paulo durante a ditadura militar; Paulo Salim Maluf, notório político da Arena, duas vezes prefeito de São Paulo e atual deputado federal pelo Estado; e Michel Temer, ex-titular da pasta de Segurança Pública do Estado de São Paulo, seis vezes deputado federal pelo PMDB e atual vice-presidente da República?
    Os três proeminentes nomes da política nacional constam arrolados como testemunhas de defesa do coronel reformado Carlos Alberlto Brilhante Ustra. O caso tramita na 9a vara criminal da Justiça Federal de São Paulo, e refere-se à denúncia pelo sequestro de Edgar de Aquino Duarte, apresentada pelo Ministério Público em outubro de 2012. Edgar ficou preso ilegalmente tanto nas dependências do Destacamento de Operações Internas do II Exército (Doi-Codi) quanto no Departamento de Ordem Política e Social de São Paulo (Deops-SP), até meados de 1973.
    Em 2008, o Coronel Ustra foi declarado como “torturador” em inédita decisão expedida pela 23a Vara Civil, e confirmada em 2012 pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Ustra foi responsabilizado pelas torturas cometidas no Destacamento de Operações de Informações – Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi) que comandou entre setembro de 1970 e janeiro de 1974.
    Segundo consta no acompanhamento processual do site da Justiça Federal de São Paulo, as testemunhas de defesa de Ustra no caso de Edgar de Aquino Duarte já teriam sido ouvidas, e uma nova audiência de instrução e julgamento está marcada hoje, 2 de Abril, às 14h. O que teriam dito nos autos as proeminentes figuras arroladas em defesa de Ustra?
    ***
    O artigo de Mazola foi publicado originalmente no Tribuna da Imprensa online.

  7. MICHEL TEMER FOI TESTEMUNHA DE DEFESA DO CORONEL USTRA, MAIOR TORTURADOR DO BRASIL.
    Por Daniel Mazola
    Localizamos o elo desses proeminentes canalhas! Onde estariam elencados, lado a lado, os nomes de José Maria Marin, presidente da CBF, do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo e último governador de São Paulo durante a ditadura militar; Paulo Salim Maluf, notório político da Arena, duas vezes prefeito de São Paulo e atual deputado federal pelo Estado; e Michel Temer, ex-titular da pasta de Segurança Pública do Estado de São Paulo, seis vezes deputado federal pelo PMDB e atual vice-presidente da República?
    Os três proeminentes nomes da política nacional constam arrolados como testemunhas de defesa do coronel reformado Carlos Alberlto Brilhante Ustra. O caso tramita na 9a vara criminal da Justiça Federal de São Paulo, e refere-se à denúncia pelo sequestro de Edgar de Aquino Duarte, apresentada pelo Ministério Público em outubro de 2012. Edgar ficou preso ilegalmente tanto nas dependências do Destacamento de Operações Internas do II Exército (Doi-Codi) quanto no Departamento de Ordem Política e Social de São Paulo (Deops-SP), até meados de 1973.
    O artigo de Mazola foi publicado originalmente no Tribuna da Imprensa online.

  8. Prezado Guimarães. Deste último post que você publica sobre o imbróglio envolvendo a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico, fiquei intrigado com algo: a sua fonte informa que o Ministério Público Federal pediu a “quebra de sigilo de dados bancários, fiscais e/ou telefônicos” e o juiz deferiu apenas a quebra de dois (o fiscal e e bancário), como se lê na degravação. E o sigilo telefônico de Lula e dos demais citados teve a quebra autorizada em que momento? Só se tomou efetivamente conhecimento da quebra telefônica do ex-presidente depois que foi noticiado o áudio vazado de conversa entre Lula e a presidente Dilma. Tem um buraco aí.

  9. Vamos falar bem claro e sem os eufemismos daqueles que ainda acreditam em “Lei” : essa Lava a Jato é um golpe montado pela CIA. Por sinal, faz parte da estrutura de golpe “institucional” que derrubará Dilma Rousseff em poucos dias e colocará o ditador Michel Temer no lugar. Essa porcaria NUNCA me enganou. Desde o início percebia a intenção dela. Tanto por compreender o momento geopolítico em que o Brasil estava inserido(dentro de uma ofensiva dos EUA CONTRA OS GOVERNOS PROGRESSISTAS DA AMÉRICA LATINA, REALIZADA ATRAVÉS DA TÁTICA DOS GOLPES BRANCOS)COMO POR CONHECER O MUNDO BUROCRATA BRASILEIRO, SUAS CARACTERÍSTICAS E O PERFIL DOS DEBILOIDES QUE O COMPÕEM, GENTE ORIUNDA DE UMA CLASSE MÉDIA IGNORANTE, VULGAR E PRECONCEITUOSA. INCAPAZES DE QUALQUER VISÃO NACIONAL E DETENTORES DE UM ÓDIO INSANO E BURRO CONTRA O POVO E QUALQUER PROJETO POPULAR. Sabendo disso, e livre de quaisquer ilusões, sempre fiz previsões sobre as reais intenções da Golpe a Jato e sobre o caráter e o comportamento de seus componentes. Infelizmente não fui ouvido por este blog e nem por parte da esquerda, principalmente os dirigentes do PT, que postavam-se em relação a Golpe a Jato com a imbecil crença nas “instituições”. Desse modo, como tudo o que previ ocorreu, sinto-me com todo o direito de fazer mais uma previsão. dessa vez, sequer é uma previsão, mas a divulgação de algo que li no Blog de Luis Nassif, e concordo completamente : A LAVA JATO VAI PRENDER, NAS PRÓXIMAS FASES DA “OPERAÇÃO”, OS ADVOGADOS DOS ACUSADOS E OS BLOGUEIROS PROGRESSISTAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Ou seja, vão para cima de vocês(e infelizmente também de você)porque, como todo golpe, precisam consolidar-se através da força, calando a divergência. Moro e seus procuradores amestrados(onde se “destacam” o fanático religioso e o outro com cara de cafajeste)prenderão blogueiros progressistas usando a soma de nada com coisa nenhuma. Talvez digam “que as empreiteiras da Petrobrás financiaram vocês” ou qualquer asneira semelhante., Ah, dirão os ingênuos, não tem provas! PROVAS SÃO O QUE ELES QUISEREM, PORRA!!!!!!!!!!!! Será que não bastou, desde os tempos do patético “mensalão”, onde pessoas foram condenadas sem provas por crimes sequer tipificados, para que vocês caíssem na real e deixassem de perder tempo com Lei, entendendo que só o que vale é a luta POLÍTICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Uma Presidenta será deposta sem provas dentro de uma semana e vocês ainda pensam nisso!!!!!!!!! É patético ler sobre as sessões do Senado que avaliam o golpe. Enquanto Senadores sérios como Gleisi Hoffmann e Lidberg Farias desmontam o golpe usando a razão, argumentos jurídicos e racionais(entre eles a falta, não só de provas, mas sequer de crime para condenar Dilma)os outros Senadores fingem que não ouvem, parecem não entender o português, e fazem apartes citando bobagens, lugares comuns que acabaram de ser desmentidos pela razão. TODAVIA, NÃO ADIANTA DESMENTIR NOVAMENTE ESSES LUGARES COMUNS. ELES NÃO OUVEM, FINGEM QUE NÃO OUVEM, E REPETEM NOVAMENTE O QUE ACABOU DE SER DESMENTIDO, NUM ESPETÁCULO SULREAL DE UMA ÓPERA BUFA PATÉTICA E CÍNICA, QUE REVELA O QUE ESTÁ POR TRÁS DO JURIDIQUÊS INFUNDADO USADO PELA DIREITA NO IMPEACHMENT E TAMBÉM NA GOLPE A JATO(COMO FOI USADO NO MENSALÃO) : A VONTADE DOS DONOS DO PODER E DOS EUA EM DAR O GOLPE. MOTIVOS NÃO INTERESSAM!!!!!!!!!!! Vocês da mídia alternativa são um empecilho ao golpe, ainda que pequeno, incomodam, pois fazem muito “barulho” ao desmascararem os golpistas. Por isso serão removidos. ACONSELHO VOCÊ E TODA A MÍDIA PROGRESSISTA A FAZEREM UMA DENÚNCIA CONTRA A LAVA A JATO EM ALGUMA EMBAIXADA ESTRANGEIRA, ENVIANDO CARTA À ONU E DIZENDO-SE PERSEGUIDOS POLÍTICOS. Você nunca me ouve, espero que dessa vez faça o contrário ou sequer terei mais este blog, que estará fora do ar, para mostrar que estava certo.

  10. Chamou a minha atenção o comentário do leitor Edson Silva, a meu ver bastante pertinente. Se o juiz não deferiu a quebra do sigilo telefônico do ex-presidente Lula, como se depreende do texto que você publicou, Eduardo Guimarães, então as gravações que vieram a público são ilegais e criminosas. É isso?

    • Do Lula foram autorizadas

      • Tem certeza, Eduardo Guimarães? Só se a autorização foi dada em outro ato do juiz, porque nesse documento que você divulgou o deferimento contemplou só parte do pedido (quebra de sigilo fiscal e bancário). E se o documento que você divulgou está correto, o pedido do ministério público incluiu a quebra do sigilo telefônico, que não foi deferido. O teu advogado pode verificar isso no processo. Acredito que , em casos como este, o juiz não pode agir de ofício, precisa ser provocado. Nessa linha de raciocínio, pergunto por que o ministério público pediria a quebra do sigilo telefônico se o mesmo já tivesse sido autorizado? Estou insistindo porque pode estar passando batido, debaixo de nossos narizes, um ato ilegal e criminoso, que é o grampo não autorizado. Ou autorizado posteriormente. Se isto ficar provado, a casa vira de cabeça pra baixo. Parece algo tão improvável que os advogados podem não ter prestado atenção no detalhe (ao contrário do leitor Edson Silva, que percebeu o furo).

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.