Onda conservadora na América do Sul é só um soluço e passará logo

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

DIREITA

 

A ideia-força do texto que você começa a ler é a de que a onda conservadora que se abateu precipuamente sobre a América do Sul é apenas um soluço e, como tal, passará logo. Essa ideia, porém, tornou-se transitiva porque vem sendo posta em dúvida a existência de uma onda conservadora.

O mais incrível é que essa ideia seduz setores da esquerda que, como todos sabemos, entende tão pouco de política que jamais conseguiu chegar sequer perto do poder e tem uma representação parlamentar para lá de pífia, apesar de atribuir isso a “falta de dinheiro por não se vender ao capital em troca de doações eleitorais”.

O fato, porém, é que não há dinheiro que cure a burrice. Ou não é burrice não enxergar que uma onda progressista instalou governos de esquerda pela região no fim dos anos 1990 e ao longo dos anos 2000 e, agora, está trocando a esquerda pela direita?

A eleição de Maurício Macri na Argentina, a fragorosa derrota parlamentar na Venezuela, o fortalecimento da direita no Brasil (com Aécio Neves perdendo a eleição preesidencial por pouco) são apenas as pontas mais visíveis da onda conservadora.

O Peru, por exemplo, caminha para se tornar o próximo país da América do Sul a embarcar na onda antigovernos de esquerda que se insinua na região. Os peruanos irão às urnas em abril para decidir quem será o sucessor de Ollanta Humala, um nacionalista de esquerda.

Hoje, pela queda do desempenho econômico do país, Humala tem apenas 16% de popularidade.

Pesquisa recém publicada aponta Keiko Fujimori, filha do ex-ditador Alberto Fujimori (1990-2000), com 26% das intenções de voto, seguida do ex-ministro da Economia Pedro Pablo Kuczynski, com 15%, e do ex-presidente Alan García (1985-90/2006-11), com 10%.

No Equador, Rafael Correa, eleito em 2007, registou uma taxa de aprovação de 46% (contra 45% de inquiridos que lhe deram uma avaliação negativa). Embora o valor continue positivo, este está distante dos 79% registados em 2014.

Tabaré Vasquéz, presidente do Uruguai, desceu de uma taxa de aprovação de 78% para 36% em apenas nove meses, segundo uma sondagem publicada em dezembro último. Por enquanto, mantém-se à tona, uma vez que 33% desaprovam da sua liderança e outros 30% responderam de forma neutra.

Porém, assim como Correa, Vasquéz vem perdendo aprovação continuamente.

Todavia, é cedo demais para o canto de vitória do fascismo de ultradireita brasileiro que saliva ante a perspectiva de poder. E, no Brasil, a alternativa ideológica ao PT é o fascismo de ultradireita que praticamente se apoderou do PSDB, do DEM e de seus penduricalhos.

Apesar de a onda conservadora existir no Brasil, na Argentina, na Venezuela, no Equador, no Peru, no Uruguai – o que torna ridícula a afirmação de que não há tal onda na região -, o que a direita conseguiu na Argentina e na Venezuela pode nem se concretizar nos outros países sob ameaça dessa catarse reacionária que a crise econômica internacional instalou.

Isso porque a nova administração argentina fará aquele povo ter saudade da era Kirchner e mostrará aos povos da região que a direita não é alternativa em países como esses.

Macri começou mal anunciando que pretende revogar a “ley de medios”, que vinha pondo fim aos oligopólios nas comunicações. Já planeja um “ajuste fiscal” draconiano, que eliminará programas sociais e colocará as empresas em dificuldades, com eliminação de desonerações muito parecidas com as brasileiras, que lá, como aqui, mantiveram o nível de emprego.

Pode-se esperar, em breve, uma forte desindustrialização argentina com o fim da política de controle da compra de dólares, adotada para proteger a indústria nacional. Isso significará desemprego na veia dos argentinos, ainda que, ironicamente, venha a se tornar positivo para as exportações brasileiras.

A inflação argentina também deve dar um salto nos próximos meses, e como a ex-presidente Cristina Kirchner deixou o poder com um apoio muito alto, apesar de ter perdido a eleição, a oposição de esquerda terá meios de praticamente parar o país quando o povo perceber a burrada que fez ao eleger um conservador que governará em benefício da elite, do grande empresariado e do capital transnacional.

Claro que, como não vivemos em um país em que o povão se informa de modo racional – ou seja, buscando várias fontes para conhecer os fatos -, e como a mídia corporativa – que ainda tem forte influência – irá esconder a ruína que se abaterá sobre o país vizinho, não se pode descartar a possibilidade de a direita voltar ao poder por aqui em 2018, até porque há um plano consistente de barrar a candidatura de Lula usando tramoias jurídicas.

Contudo, mesmo que a onda conservadora eleja governos de direita em todos os países supracitados, esses governos terão vida curta assim como teve a gestão Sebastián Piñera, no Chile, que, após um único mandato, teve que devolver o poder à Consertación de Michelet Bachelet, em que pesem os problemas políticos que ela enfrenta atualmente, que são outra história.

Além disso, qualquer governo conservador que se instale na região enfrentará um período tão ou mais conturbado que o que enfrenta o governo Dilma Rousseff. E por uma razão muito simples: o povo vai sentir saudade dos governos progressistas.

O PT demorou muito mais para chegar ao poder do que seria razoável, diante dos péssimos governos Sarney, Collor e FHC porque a mídia usou o terrorismo para incutir na população medo de que um governo petista acabaria com a propriedade privada e com as liberdades individuais – a tese de que comunista “come criancinha”.

Nem é preciso dizer por que essa tese não vai colar nunca mais. Mas, assim mesmo, vamos dizer porque sempre haverá quem não enxergue um palmo diante do nariz: após 12 anos (2003 – 2014) de bem-bom econômico e social e de respeito à propriedade privada e às liberdades, ninguém vai acreditar nessa história.

Sob o PT, milhões de brasileiros melhoraram (muito) de vida. Conseguiram coisas que em 500 anos jamais conseguiram. Salários crescentes, forte redução da pobreza e da desigualdade, pleno emprego, filhos na faculdade, carro, casa própria… E por aí vai.

Hoje, com a crise, o povo não está racionalizando – está com medo, que se vê corroborado pela ação da sabotagem da economia, pela operação Lava Jato e pelo Congresso, mas quando tiver um governo de direita, que visará, justamente, reconcentrar renda e eliminar oportunidades que os governos petistas distribuíram aos mais pobres, vai se lembrar…

E terá saudade.

De certa forma, não seria totalmente terrível e inútil que o Brasil voltasse a ter um governo conservador. Amplos setores da esquerda, dos movimentos sociais, dos sindicatos esqueceram o que é ter um governo com o qual não existe possibilidade de interlocução. E, de quebra, ainda relembrariam o que é conservadorismo econômico de verdade.

Só o que não se sabe é qual esquerda poderia suceder um governo conservador efêmero como o que pode se instalar no Brasil em 2018. Setores do PSOL, o PSTU e outros bichos, por exemplo, apostam no desgaste do governo Dilma e no impeachment sonhando com um fenômeno como o grego, que levou o Syriza (o PSOL grego) ao poder.

Não se pode descartar. O impensável aconteceu na Grécia diante da catarse da população com a crise econômica. No poder, o Syriza mostrou que as alternativas que alardeava simplesmente não existiam, eram balela, demagogia, e se converteu às regras do “mercado”.

Enfim, caro leitor, não se sabe o que acontecerá até o fim da década. Mas uma certeza todos podem ter: se a direita voltar ao poder no Brasil ou nos outros países elencados e aplicar o receituário que pretende, além de vir a ser defenestrada rapidamente poderá abrir caminho para uma esquerda cuja racionalidade não é um atributo.

Lá por meados dos anos 2020, porém, este país terá amarecido muito, politicamente. Só espero estar vivo para ver…

Tags: , , , , ,

113 Comentário

  1. Sinceramente Edu, a Dilma e o PT estão jogando o Brasil em 2018 para os braços da direita nazista desse país.
    Infelizmente.

    • Nao acho, em tres anos, ou seja em 2018 vamos ver a Argentina num buraco e o fim da onda neo-liberal que nao ai durar tres anos. Sera bom, pois o Brasil tera 3 anos para assistir de camarote o fracasso da volta da direita nestes paises da AL. E o PT vai continuar firme e forte. Anotem e Aguardem.

  2. Edu, muito bem colocado mais uma vez. Nós não só apostamos no nosso projeto, como temos provas de que ele dá resultado, ao contário do que tínhamos visto até o PT assumir o governo. Trabalhando dentro de um hospital vi, há poucos dias, nosso consultor falar três jóias: a) quem organizou a nossa economia foi o FMI e hoje estamos em crise porque abandonamos a receita do FMI; b) o pré-sal não existe, não acreditem nisso; c) até 2018 teremos dois presidentes. Ouvir isso de um consultor de hospital foi o máximo de imbecilidade que poderia imaginar, mas é o retrato do Brasil atual.

    • “O pré-sal não existe” é ótimo…rs Tá igual àqueles caras que não acreditam que o homem foi à Lua

      • O pré-sal existe, claro, mas com o preço do petróleo abaixo de 40 doletas o Barril ele se torna inviável financeiramente devido ao seu altíssimo custo de extração. Neste exato momento a cotação internacional do petróleo (Brent futuro) está em 37.02, apesar do entrevero entre a Arábia Saudita e o Iran.

        http://br.investing.com/commodities/brent-oil

        • Melhor doar para os americanos, então?

          • Não, melhor “congelar” o processo até que um dia o preço volte a compensar, se é que isso vai acontecer.
            E, já que temos grandes reservas de xisto, quem sabe, não seria melhor investir no “fracking” como fazem USAmericanu?

          • Isso é uma imensa bobagem. Joga-se fora todos os investimentos fora e um dia recomeça do zero. Já pensou se todo mundo fizer isso? Subiu a cotação, extrai petróleo. Caiu, para. Vocês acreditam em qualquer besteira que a mídia diga. Dá trabalho ficar rebatendo essas barbaridades. Melhor bloquear

          • Edu, segundo informações no site Tijolaco do Fernando Brito, dados da Petrobrás constam que com o desenvolvimento tecnológico da Petrobrás, o barril custa 8 dólares. Isso mesmo, Edu. Dá uma olhada lá. E tem mais, o aluguel de uma sonda chega a 500 mil dólares por dia. Pois bem, Perfurações no campo de Lula (ou Buzios, não sei ao certo) levavam 120 dias. Hoje, apenas 30 dias. Ou seja, mais economia. Se informa e repasse isso àqueles que leram informações manipuladas no globo.

        • Nosso custo de extração é de US$8,00 o barril.

          • ?? 8 dólares pra extrair petróleo do pré sal?. Tás brincando, nem aqui nem na China. Isso é preço pra tirar petróleo em poços no chão.

          • Cara, você não sabe nada de nada, só repete o que diz o Reinaldo Azevedo. Há várias matérias técnicas mostrando isso

          • É mesmo? Se a coisa fosse tão barata assim as grandes empresas como Exxon Mobil, Chevron, BP e BG não teriam desistido do leilão do Pré-sal.
            Tá bom, então eles que são os maiores gigantes da extração de petróleo do mundo estão errados e o site 247 está certo…

        • Você está mal informado: o custo médio de extração no pré-sal chegou a um patamar em torno de US$ 8 por barril no final de 2015, quando a média das grandes petrolíferas mundiais é de US$ 15 por barril. Isso explica por que a Petrobras lançou um novo navio plataforma de produção no pré-sal e esta prestes a lançar outro em 2016. E explica também a grande cobiça internacional sobre o pré-sal e toda a atividade de desinformação da mídia entreguista em tudo que se relaciona a Petrobras.

        • É sempre bom se informar antes de falar besteira. O petróleo tirado do pré-sal tem um custo de 8 dólares, não tem nada de “altíssimo custo de extração”!
          O PHA já falou disso também, mas vou botar o link do Valor Econômico, que deve ser mais confiável para os direitistas:

          http://www.valor.com.br/empresas/4314244/petrobras-extrai-no-pre-sal-um-custo-menor-no-terceiro-trimestre

          • O Brasil só tem coisas inúteis como: petróleo; água doce; usinas hidrelétricas; usinas eólicas; nióbio; urânio; terras férteis(soja, cana, etc); muito boi, frango e etc; ferro; fósforo; alumínio, manganês; ….

        • Um petróleo que custa em torno de 10 dólares a extração do barril é inviável economicamente hein, Seba? Mesmo que custasse 37 dólares, ainda, seria nosso sem precisar gastar as nossas reservas com importação. Mas, o “genial” Seba talvez alimente a vã ilusão de que imprimimos dólares da mesma forma como o faz os EUA e, que os trouxas do mundo inteiro (tipo Seba), são capazes de comprar e guardar embaixo do colchão tal qual tesouro fosse.
          Isso não é só complexo de vira-lata e, sim, a própria síndrome em essência!

          http://www.conversaafiada.com.br/economia/2015/05/06/pre-sal-custa-us-9barril-chora-cerra-chora

    • Eduguim diz que ninguém mais acreditará na tese de que ” comunista come criancinha ” mas conheço muita gente que ainda acredita nisso, gente de curso universitário e tudo. E acham que estamos num governo comunista mesmo. Que come criancinha no café da manhã.

      • Como sempre digo, tem gente que até hoje não acredita que o homem pisou na Lua

        • Caro Eduardo, primeiro não acredito que o homem foi à lua, mas isso não é discussão para este blog, meu voto jamais será de direita. O problema é a informação manipulada pelo PIG, os midiotas não imaginam o que acontece de verdade no mundo, é só ver os comentários dos coxinhas. Se o governo federal não enfrentar o PIG creio que veremos um fiasco da esquerda nas próximas eleições. As eleições municipais serão um bom termômetro, confirmado essa situação espero que o Lula mostre sua genialidade politica e não se candidate e apoie uma terceira via. A direita (se fosse só direita, é democracia, mas está repleta de bandidos) se preparou durante anos com todas as armas para vencer o PT, agora se não houver inimigo ela não terá discurso e a situação ficará interessante…..

        • Edu,

          existem dois Mauros aqui.Vou passar a assinar Mauro D.

          Concordo com o meu Xará e, em relação ao homem ter ido à lua ,ainda tenho minhas dúvidas.

          Essa onda conservadora mostra o quanto as pessoas são mal informadas, ignorantes , sem paciência , sem compreensão da situação, e o quanto são manipuladas pela midia.
          Votar na direita porque as coisas estão ruins não melhora a situação, ao contrário piora.

  3. O problema, Edu, é que ao entrar um governo de direita com as receitas neoliberais, o PIG vai pregar aos 4 ventos que “a hora é de união pelo Brasil”, “as dificuldades são por uma causa maior”, “depois da tempestade virá a bonança”, “o bolo tem que crescer antes de ser dividido”, etc, e um bando de patos vai acreditar.

    Sem falar na verdadeira enxurrada de dinheiro que será usada para salvar e prolongar a vida e poder do PIG.

    Quando o povo cair em si, depois de uns 4 ou mesmo 8 anos, e os neoliberais perderem a eleição, eles já terão lavado a égua e estarão morando na Flórida ou algum outro paraíso fiscal.

    • Milton, por quanto tempo esse discurso cola? Aguenta um ano, dois. Depois já era

    • O povo sentiu a melhoria na pele.

      Quando a Direita voltar vai sentir na pele a piora.

      Hoje de manhã enquanto fazia meus trinta minutos de ida a pé para o trabalho pensava: “nunca vi nem ouvi as propagandas do PT dizendo: ‘brasileiras e brasileiros vão lá no fundo do baú ou na gaveta do armário peguem as fotos de família e veja como era a vida de vocês antes dos governos Lula e Dilma, façam comparações, melhorou ou piorou?”.

      • Sim, e por que isso? O PT parece não acreditar nas próprias conquistas, ou cai na balela de que isso é “populismo”.

    • Também vai dizer que “a ruína criada pelo PT vai dar muito trabalho para superar”. Aliás, já está dizendo, preventivamente.

      Aliás, o que vão dizer não importa, à medida que a única coisa que lhes interessa é distribuir nossas riquezas para as empresas norte-americanas. Depois, entra algum governo de esq

    • Também vai dizer que “a ruína criada pelo PT vai dar muito trabalho para superar”. Aliás, já está dizendo, preventivamente.

      O que vão dizer não importa, à medida que a única coisa que lhes interessa é distribuir nossas riquezas para as empresas norte-americanas. Depois, entra algum governo de esquerda para pagar as contas.

  4. Eduardo, Acredito que, mesmo com o degaste provocado pela crise e pela campanha da imprensa vagabunda, ainda faltam 03 anos para a eleição de 2018. Daqui até lá, muitas obras e programas terão se concretizados / consolidados . ( Transposição / Transnordestina / Industrialização mais avançada do Nordeste / Mais Universidades / Escolas Técnicas / Minha Casa, Minha vida 3 / ….etc )
    Todas essas coisas retirarão as bandeiras mentirosas deles no segundo maior reduto eleitoral ( Nordeste ) Aqui, candidatos tipo Alckmin não tem credibilidade alguma, nem obras, nem serviços prestados.
    Evidentemente que a fadiga com o PT é possível, mas o eleitorado e a militância são fortes e podem apoiar outros candidatos possíveis ( Ciro / Eduardo Paes, Requião etc)
    Concordo com vc, bastam 06 meses de governos neoliberais para todo mundo sentir saudade do PT..nem a globolixo mentirosa vai conseguir enganar mais as pessoas…
    Agora repito… há muita coisa ainda para ser inaugurada até 2018…

  5. Então! Em 2012 a esquerda deixou o poder no Paraguai, por motivos muito discutíveis.
    De qualquer forma, desde então nosso vizinho é um dos países que mais crescem no mundo.
    O que houve lá não pode ocorrer também nos outros países, e essa onda conservadora acabar sendo mais do que apenas um soluço?

    • Sugiro que faça uma visita ao Paraguai. Vá ver os ondicadores sociais. Desbancou a Bolívia como o país mais pobre da América do Sul. Crescimento é porque os americanos meteram dinheiro lá. Mas vai só pras mãos dos ricos. Conheço o Paraguai como a palma da minha mão

      • Diuturnamente está havendo confronto entre a polícia e os trabalhadores agrícolas, no Paraguai. Se o país tinha alguma coisa de seu, já não tem mais. A revolta está grande, já houve mortes, mas se vc quiser acompanhar faça-o pela ÓperaMundi, que sempre trás notícias que não passam na Globo.

      • É complicado debater com quem ama o “Deus Números”.

        O que adianta um crescimento de 7% ao ano do PIB que só chega às mãos de 10%?

        Números bons são aqueles que chegam na casa dos mais pobres efetivamente, porque é duro de entender um país crescendo 5-7% e a miséria incrustada dentro das casas.

        Quem tem oportunidade de entrar nas casas de periferia e nega o salto de qualidade de vida ocorrido nos últimos 10-12 anos é muito cretino.

      • E a Venezuela, como a compara com o Paraguai? Está melhor?

        • Sugiro que procure a evolução do IDH e da Índice de Gini da Venezuela. Foi o paìs que mais melhorou na América Latina. Ah, e caso não saiba a ONU incluiu a Venezuela entre as nações livres de analfabetismo https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Educa%C3%A7%C3%A3o_na_Venezuela

          • Certo. Então porque os governistas perderam a maioria no congresso, numa derrota fragorosa nas elições?
            Não lhe parece que o povo está descontente com a recessão longa, uma das maiores inflações do mundo e falta de itens básicos?

          • Claro que está. O mundo está em crise e da direita se aproveita aqui e em toda parte. Mas deixa a direita governar. Eu não estou nem aí. Vou continuar escrevendo como sempre. E vou noticiar aqui que o tucano que eventualmente ganhar em 2018 – se acontecer, porque falta muito tempo – terá um só mandato. Nunca dependi do governo e pra mim pouco importa quem governa. Mas é claro que prefiro que seja a esquerda, porque a direita vai fazer os brasileiros mais pobres voltarem a sofrer como não sofriam há muito tempo e isso vai desencadear uma guerra civil

  6. Eu venho avisando a alguns amigos que o atual governo da Argentina será o maior cabo eleitoral das esquerdas nas próximas eleições (dizem que estou doido!). a imprensa poderá esconder o desastre para grande parte do Brasil (principalmente Norte e Nordeste), mas para os Estados do Sudeste e principalmente do Sul a imprensa não conseguirá esconder o caos na Argentina e coincidentemente são essas duas regiões as mais populosas e com maior eleitorado.

  7. Ué, mas você havia discordado do texto do Vladimir Safatle que afirmava exatamente isso: não há “onda conservadora” em curso.

    • Cara, fala sério… você precisa urgentemente de um curso de interpretação de texto. Se me pedir eu apago essa barbaridade que escreveu

      • kkkk… precisa de uma cartilha “Caminho Suave”! Ô dó!

      • Aproveite e apague sua afirmação de que “uma onda progressista varreu a América do Sul”. Se ser progressista é afundar a economia na pior crise do últimos 30 anos então nem imagino o que é ser retrógrado. A verdade é: ACABOU meu caro, essa farsa de esquerda boazinha e amiguinha do capital já não engana mais ninguém.

        • É hilariante. Dos 13 anos de governo do PT, durante 12 o desemprego foi csindo cada vez mais, os salários foram crescendo cada vez mais, a renda foi sendo distribuída cada vez mais, a pobreza doi csindo cada vez mais e vocês, amantes da ditadura, querem apagar 12 anos por conta de um. Deixa o ose partido voltar ao poder. Em um ano o povão estará na rua pedindo a volta do PT

          • Só que isso é passado. As pessoas se importam com o presente (e o futuro) não no que aconteceu em anos anteriores. As contas estão aí para pagar – cada vez mais caras e com o povo com menos dinheiro. O que foi conseguido está sendo destruído em apenas 4 anos. O desemprego já é o maior dos últimos anos, a queda do PIB é a pior desde 1992, e a renda dos trabalhadores caiu. Além do mais, quem disse que consumismo traz felicidade? O governo apenas estimulou o consumismo, sua meta era transformar as pessoas em consumidores – não em cidadãos.

          • Melhor do que o vosso governo. FHC nem em consumidores teansformou os brasildiros. E não são 4 anos de problemas. De 2003 a 2014, emprego e renda subiram sem parar, desigualdade e pobreza despencaram. São 12 anos bons contra 1 ano ruim

          • A onda global ajudou o Brasil.

            Acabou o uísque da festa de gastança. Lembra daquela propaganda ridículamdo Johnnie Walker?

            Como bem disse a “Economist” os brasileiros pagam o preço da gastança eleitoreira de Dilma.

            Os gráficos do TCU demonstram de maneira cabal.

            Enquanto o Estado for essa anta obesa, não há esperança. E não há sinal de que vá mudar. A “oposição” do PSDB nada mais é do que outra esquerdalha, bravinha por estar de fora da roubalheira.

            O futuro do Brasil? Ora o Brasil não tem futuro.

        • Ela, também, acredita em duende.

    • Estudou na escola do governo de São Paulo?

  8. Prezado Eduardo:

    1. A direita precisa de pouco tempo para desmanchar ou desmantelar o trabalho feito por governos de esquerda, basta que os governantes tenham maioria no congresso de seus respectivos paises ou contem com apoio de um judiciário comprometido com as forças conservadoras para fazer com que a sociedade retroceda alguns anos nas suas conquistas sociais.

    2. A cobertura midiática contra o avanço de melhores condições de vida do povo é hoje um fenômeno que vemos em quase todos os paises do ocidente onde os parasitas financeiros apoderaram-se dos meios de comunicações, sejam como acionistas ou como grandes anunciantes.

    3. A nossa classe média e os coxinhas endinheirados ( ou que assim se julgam ) esquecem as conquistas de até 3/4 anos atras, Para mim é obrigação de todo e qualquer governo lutar pela melhoria de vida do seu povo, mas há pessoas que só enxergam o último ano, assim mesmo de modo isolado sem levar em conta a conjuntura mundial . Essa avaliação de apenas o último ano e na qual oferece uma pontuação maior no desempenho ruim do governo na esfera econômica sem considerar os demais campos onde o governo foi bem sucedido ( educação,bolsa família, infra-estrutura, saúde ). tem um nome que eu conheço como efeito HALO.

    Você disse:

    “De certa forma, não seria totalmente terrível e inútil que o Brasil voltasse a ter um governo conservador. Amplos setores da esquerda, dos movimentos sociais, dos sindicatos esqueceram o que é ter um governo com o qual não existe possibilidade de interlocução. E, de quebra, ainda relembrariam o que é conservadorismo econômico de verdade.”

    Essa turma pode ter esquecido, mas a história está aí registrando tudo isso, apesar do PIG ter feito e continuar fazendo o seu trabalho que é o de distorcer a verdade.Quem dá atenção ao PIG vê o mundo de cabeça para baixo.

  9. Nada co.o passar por uma experiencia para saber de fato o que é xeterminado fato.O povo arventino,principalmente os jovens vão sentir na pele o “doce sabor” do capitalismo tão cantado pel midia.Outro ponto é este crescente onda conservadora insuflada e cinanciada pelo vizinho do norte.Estes achão que repetirão os anos 60,que aceitarão docemente a implantação de regimes anti populares,não enxergam que as sociedades laginas se tornaram mais complexas,que surgiu novas classes e onomicas que não abriram mão de suas conquistas.A direita não tem planos , projetos que atendam estas novas demandas.O quintal americano não existe mais.

  10. O pré sal existe, é muito cobiçado, e o pessoal deveria ver a decada de 90(fhc) um momento terrivel do nosso país(o psdb so admistra śo para eles.

  11. Em que pese os defeitos e problemas do PT, quando comparados aos do PSDB, DEM e outros esgotos parecem até virtudes. A Dilma tinha que investir em uma TV pública para mostrar aos jovens que não viveram os terríveis anos do governo FHC como era a situação do país. Até hoje lembro de um fato que marcou época, milhares de pessoas na fila para vagas de gari, muitas delas com nível superior, por absoluta falta de alternativa. O problema não é a profissão de gari, que são pessoas que merecem todo respeito (não é Bóris Casoy?), a questão era a falta de oportunidades em outras áreas. Isso tem que ser mostrado.

  12. Pode ser mesmo. E será uma pena.

    Aliás. É bem provávvel mesmo. Esse “povo” esta acostumado com o modelo paternalista no “nanny state”, e sua impostolatria, o “pick the winner” e seus conchavos lulo-odebrechtianos.

    Com aquela maravilha de batucada ao fundo.

    #PaísdeFracassados.

    • Vai pra Miami

    • Você é muito ignorante.Precisa estudar mais.

      Os EUA devem ser um dos países menos paternalistas e foram eles que provocaram a crise de 2008.

      Aliás, até o CRASH da bolsa de NY em 1929 o país tinha sucessivas crises no sistema financeiro, por conta da falta de regulamentação, até que veio a tão falada crise e o sistema passou por uma forte regulação.Quando o Reagan assumiu o poder na década de 80, e adotou o monetarismo, o estado mínimo do Milton Fridman, da Escola de Chicago, começou uma onda de desregulamentação que culminou com a crise de 2008 que perdura até hoje.

  13. Falta combinar com o povo…

  14. Bem, como diria uma velha frase de amigos: “A direita governou o país por quase 500 anos ou mais”

    Em curtos períodos democráticos ou mais longos ditatoriais, se observarmos nossa longa tradição republicana, veremos que autoridades máximas do Executivo, efetivamente comprometidas com os interesses populares e de espírito público progressista, conta-se nos dedos de uma mão. Literalmente.

    Argumento dessa forma, para expor minha opinião de que devemos ter muito cuidado, com o pensamento de que políticos e suas ideologias divergentes da nossa, à direita, estão fadados à uma “auto-destruição”.

    Não só pelo peso da mídia, como também, pela efetivo controle do Estado através da concentração de poder econômico.

    Abs.

  15. Parece-me que o principal motivo das derrotas eleitorais está no papel clandestino, criminoso e ilegal que a mídia desempenha na América Latina. A mídia é um partido político aliado à direita e a extrema direita. É isso que está derrotando os governos de esquerda. É quase impossível derrotar este conluio. São dois candidatos contra um. Ela têm a informação nas mãos e faz com ela o quer. É preciso divulgar isso para o mundo inteiro. Esses conglomerados midiáticos passam para a opinião pública mundial que estão sendo cerceados pelos governos de esquerda. Distorcem totalmente a verdade dos fatos. É preciso dizer ao mundo que a mídia latino-americana, foge de suas funções, na marra, na mão grande e age como um partido político clandestino e ilegal.

  16. Até acho que essa onda conservadora passa logo, o safado Macri está ajudando muito nisso, mas vejo como um completo absurdo você afirmar que “seria até bom” que a direita voltasse ao poder no Brasil. Ora, não seria bom em hipótese nenhuma!!!!!!!!!!!!! Você está enxergando a política, e principalmente a mentalidade superficial de um povo para lá de alienado, como comportando-se de forma racional, cartesiana, na base do “um fracasso da direita levaria o poder de volta ao PT”. NÃO LEVARIA MESMO, AO MENOS NÃO DESSA FORMA AUTOMÁTICA. E nem penso no fato de que a direita e a mídia culpariam os Governos do PT por todos os problemas que os conservadores criarão ao desmontar as políticas sociais e entregar as riquezas do Brasil à exploração estrangeira. É claro que esse papo não duraria muito, ao menos não da forma binária em que seria construído, do tipo ” o PT é culpado e a direita sente os efeitos disso”. Contudo, não seria o desmonte eleitoral de uma coligação conservadora alçada ao poder que automaticamente faria o povo eleger novamente o PT, simplesmente porque a mídia faria tudo para desmoralizar ainda mais o partido, contando com os “dados” falsos entregues por uma máquina ´publica nas mãos do conservadorismo(os quais ajudariam uma coligação conservadora, desmoralizada por suas políticas excludentes ao menos a não morrer sozinha, levando o Governo anterior consigo), e porque a direita poderia se travestir, ou seja, poderia criar uma outra coligação conservadora, fingindo-se “oposição a tudo isso que está aí”(essa fala já foi dita antes!)que prometeria uma epifania, dizendo-se adversária do Governo conservador atual, mas também contrários à “corrupção” da era petista. Ou seja, um filhote de Collor e Marina Silva, que galvazinaria as almas toscas de nossos cidadãos, dando sobrevida a mais um período conservador, que poderia fabricar, teria tempo para isso, uma nova farsa nas eleições seguntes. Você mesmo disse que o PT só não chegou ao poder antes, teve que esperar por Sarney, Collor e FHC, graças à mídia. NÃO SERÁ O FATO DE VIVERMOS NA ERA DA INTERNET, QUE CRESCERÁ CADA VEZ MAIS, QUE DIMINUIRÁ O CONTROLE CONSERVADOR SOBRE AS MENTES DA POPULAÇÃO, HAJA VISTA O QUE VEMOS AGORA COM MILHÕES DE ZUMBIS FALANDO NUMA TAL “CRISE” NAS RUAS, QUE NÃO EXISTE, SENDO APENAS UMA MIRAGEM FABRICADA PELA GLOBO E SUA TURMA(BASTA COMPARARMOS OS NÚMEROS MACROECONÔMICOS DO BRASIL PARA CONSTATARMOS O QUÃO ABSURDA É ESSA IDEIA IDIOTA DE “CRISE”, QUE NO ENTANTO JÁ CONSOLIDOU-SE A PONTO DE PESSOAS QUE NEGAM SEREM OLHADAS COMO LOUCOS). O que impediria de outras mentiras desse nível surgirem e garantirem a direita no poder por décadas!!!!!!!!!!!!!????????? Só conseguimos chegar ao poder porque, além da miséria que o desgoverno FHC legou à população e da ascensão de Governos populares nos países vizinhos, tivemos um líder extraordinário, Luís Inácio Lula da Silva(que batia na trave em todas as eleições presidenciais desde a redemocratização)galvanizando as esperanças do povo com sua liderança espetacular. Um outro Lula não nasce em cada esquina. Aliás, a força dos líderes que construíram a ascensão da esquerda na América Latina, em contraste com seus substitutos(que não são medíocres, apenas não podem substituir a altura pessoas extraordinárias)é também uma das causas do recrudescimento fascista em nossos países: a Venezuela perdeu muito com a morte de Chávez e sua substituição por Maduro, o mesmo no Brasil. PORTANTO, DEVEMOS SIM GARANTIR QUE A CHEGADA DA DIREITA AO PODER EM ALGUNS PAÍSES FIQUE SÓ NISSO, OU SEJA, NÃO SE ALASTRE PELO PAÍS MAIS IMPORTANTE DA NOSSA REGIÃO, O BRASIL, E REPRESENTE UM AVANÇO CONSERVADOR EM BREVE CONTIDO, COMO FOI NA VITÓRIA DA DIREITA NO CHILE, QUE JÁ VOLTOU ÀS MÃOS DA CONCERTACIÓN. Essa tem que ser a lição da chegada de Macri ao poder na Argentina e principalmente do fracasso de seus primeiros dias de Governo que, num país infinitamente mais politizado que o Brasil e com um Congresso controlado pela esquerda, podem transformá-lo num anão político. Por mais que a mídia censure essas informações, elas chegarão às forças de esquerda; sindicatos, movimentos sociais, partidos; que devem daí tirar a força para nossas lutas. O primeiro objetivo deste anos será destruir de vez a tentativa de golpe pelo impeachment E DEPOIS PRECISAMOS REUNIR TODAS A S NOSSAS FORÇAS PARA, NAS RUAS, PARAR O GOLPE JURÍDICO-MIDIÁTICO QUE PRETENDE IMPEDIR LULA DE SE CANDIDATAR EM 2018. Esse Moro e sua trupe têm que ser desmascarados nas rua, pois tenham certeza de que Lula ganhará as próximas eleições.

  17. Ouvi dois homens comentando que não sabiam onde estava a crise, porque a lojas estavam cheias, os bares e boates nos fins de semana estavam cheios, as estradas no fim do ano estavam cheias… Na verdade, afirmo que temos, mesmo, é uma crise de relacionamento. Explico: um amigo me apresentou outro. Em meio às cervejas e tiragostos, o cara se revelou um boa praça. Bem humorado, bem falante, muito gente boa. Lá pras tantas, telefonou pra namorada e a convidou para vir ter conosco, dizendo que ela ia gostar, pois estava na companhia de um casal muito legal (eu estava, como sempre, acompanhado de minha mulher), ou seja, a simpatia foi mútua. Eis que, após um comentário meu sobre as dificuldades que os lojistas enfrentam, principalmente o valor dos aluguéis das lojas, o cara danou a por a culpa de tudo no PT e afirmou, literalmente, que o PT havia transformado o país num país comunista. Pode? Ouvimos tudo pacientemente, eu e os demais petistas na mesa com um sorriso amarelo, os não petistas olhando sem acreditar que estavam ouvindo tanta besteira. No fim, o cara pediu desculpas aos possíveis petistas, mas aquela era a “verdade”. Assim meio sem jeito aproveitamos a deixa para nos levantar, pedir a conta e, prometendo novo encontro (“a gente se vê”; “a gente se fala”), caimos fora. E agora? O fato é que o sujeito e sua namorada são, realmente, muito simpáticos, mas dá pra aturar?

    • Olha, Sávio, se falassem em “corrupção” ou em crise e atribuísem tudo só ao PT, vá lá. A mídia distorce tudo e nem todo mundo tem conhecimento de fontes alternativas de informação. Porém, dizer que o Brasil, hoje, é “comunista” não é falta de informação, é burrice mesmo. Deveriam ter feito cara de bobos e pedido ao simpático casal que explicasse o que é comunismo. Seria interessante saber o que essa gente pensa que é

  18. Macri deu um “presentão” de Natal aos argentinos: cortou o subsídio ao trigo, fazendo o pão e outros alimentos DOBRAREM de preço em poucos dias.

    A direita só pensa naquilo: tirar dos pobres para manter a riqueza dos ricos. Por isso, não conseguirá mais se manter no governo em nenhum lugar do mundo em que existam eleições. Um “analista” grego declarou que era preciso escolher entre capitalismo e democracia, pois não era possível ter os dois juntos. E eu acho que ele está certo.

  19. Só que tem um detalhe, a direita brasileira é muito ruim, incompetente e desunida, nem discurso tem, muito menos unidade, podem até se auto destruir. Em condições de igualdade, como em debates por exemplo, a forte tendência é de serem atropelados. Se até Dilma venceu, imaginem alguém com a fala bem mais articulada, com idéias melhores concatenadas como o Fernando Haddad ou Ciro Gomes por exemplo. Minha aposta é que a direita perde de novo.

    • No FaceBook a direita está cada vez mais unida e deixando as diferenças de lado. E estão ganhando muitos jovens que vão votar pela primeira vez em 2018 para o lado deles. Cada vez mais tenho visto jovens com aquele logo de Bolsonaro Presidente. E jovens de todas as idades e de várias partes do país. Enquanto isso, vejo no mesmo FaceBook uma esquerda que vive ainda na época da guerra fria discutindo o tempo todo só ideologias e esquecendo do embate político atual.

      • Adilson, eu prefiro os jovens que ocupam escolas na vida real em busca de um objetivo em comum, do que proto-coxinhas que escrevem bolsomito no facebook, esses são sem futuro.

  20. Há setores da esquerda brasileira que parecem galos cegos. Basta ver em pleno ano de eleição o MPL já marcando protestos em São Paulo. Nem precisa ser vidente pra saber que a mídia vai dar um jeito de blindar o Alckmin e voltar a população que assiste contra o Haddad. O MPL nesse sentido vai prestar um belo serviço aos conservadores. Até os secundaristas vão se unir ao MPL. Vão colocar em risco a reeleição de um ótimo prefeito por causa de 20 centavos. Para essa esquerda dá impressão que não estão nem ai se os conservadores Russumano, Datena ou Dória ganharem a eleição. Quanto à América Latina parece um caso perdido. Os latinos não aprendem nunca, parecem que gostam mesmo é de sofrer nas mãos de políticos de direita e dos EUA. Não aprendem nunca que a mídia tem lado e que os manipulam em favor dos interesses dos EUA.

    • 20 não, 30 centavos, mas é de praxe que o MPL vai querer fazer protestos contra o aumento da passagem

      Quanto ao assunto dado aqui, duvido que o povo antipetista ferrenho (devido ao veneno da grande mídia) não se arrependa de eleger um direitista em 2018 (e eu acho, o PT não terá chance alguma de se eleger em 2018).

  21. Edú,

    Tenho muito medo de “pau-mandados” . Macri e Aecim Trezentim se enquadram muito nisso. Lembro do que cantávamos como refrão para Pedro Aleixo, um pau mandado de primeira: “Nada fiz, nada deixo, assinado Pedro Aleixo”. Para a dupla atual diria: ” Nada de útil eu fiz e nada de certo deixarei”

  22. Sr. Eduardo,

    Boa noite.
    O sr. parece achar negativo a alternância de poder, acreditando que só esquerda deveria continuar governando o Brasil, mesmo depois de 4 mandatos seguidos, e mesmo após esse fracasso na economia.
    É isso mesmo? O Sr. acredita que só a esquerda é a alternativa benéfica para o povo brasileiro?

    Grande abraço,
    Heitor.

    • Sempre digo que aer de direita na Suécia ou na Bélgica é aceitável. No terceiro munfo é canalhice. Entregar a governança de um paìs com tantas desigualdades e pobreza à direita é um crime. Claro que é o povo quem escolhe. Mas acredito que basta seu partido ter um mais um mandato para o povo pular fora

      • Mas não existe só esquerda e direita. Existe o centro, a centro-esquerda e a centro-direita.
        Além das radicais como a extrema-direita e a extrema-esquerda.

        • O PSDB foi tomado pela extrema-direita. Quem diz isso é a Folha.

          Leia coluna de Bernardo Mello Franco

          http://www1.folha.uol.com.br/colunas/bernardomellofranco/2015/03/1607140-tea-party-tucano.shtml

          Tea Party tucano
          24/03/2015 02h00
          Compartilhar1,7 mil
          Mais opções
          BRASÍLIA – Na semana passada, as grandes atrizes Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg se beijaram na novela das nove. As duas têm 85 anos e interpretam um casal de senhoras que vivem juntas, como acontece em muitos lares brasileiros.

          Um deputado do PSDB, o pastor João Campos, descreveu a cena como um “estupro moral” destinado a “afrontar os cristãos”. Líder da Frente Parlamentar Evangélica, ele pediu aos fiéis que boicotem a novela e seus anunciantes. Se for obedecido, milhões de donas de casa terão que mudar de canal e marca de xampu.

          Nesta terça, a Comissão de Educação da Câmara fará uma audiência pública para discutir a “doutrinação política e ideológica nas escolas”.

          Um deputado do PSDB, Izalci Ferreira, marcou a sessão. Por telefone, ele explicou que o governo tem usado professores e livros didáticos para pregar o homossexualismo e “transformar o Brasil na Venezuela”. Perguntei que ideologia o preocupava tanto. “Não sei se é comunista, anarquista ou socialista. É uma mistura”, ele respondeu, antes de citar a sobrinha de 5 anos como vítima da doutrinação. “Outro dia, ela pegou um livro para colorir e estava cheio de estrelinhas. Quando vi, ela tinha colorido todas de vermelho”, contou o tucano, dizendo-se indignado.

          No último dia 13, parlamentares discursaram sobre as manifestações marcadas para o domingo seguinte.

          Um deputado do PSDB, Delegado Waldir, acusou o governo de censurar um artigo de Arnaldo Jabor. Passou a ler um texto primário, falsamente atribuído ao cineasta. “Tudo fica ridículo diante da ditadura, ditadura mesmo, do lulopetismo, a maior ditadura do mundo”, esbravejou, na tribuna. “O Brasil é uma ditadura!”, bradou outras quatro vezes.

          Uma direita tacanha está sequestrando o partido de Covas, Montoro e FHC. Se Aécio Neves não explicar aos colegas que o Estado é laico e que a Guerra Fria acabou, corre o risco de disputar as próximas eleições em um Tea Party tupiniquim.

  23. Falam muito no tal de Macri, entretanto pelo que pude observar:

    1. Parece que não tem maioria parlamentar, ou seja, terá que fazer muitas ‘negociatas’ para governar; ou ir para um viés autoritário;

    2. Tem uns “charopetas” elogiando a recente redução de impostos sobre automóveis, como forma de estimular o consumo; oras tivemos medidas semelhantes no Brasil e não faz tanto tempo assim;

    3. Uma boa análise que li no blog do Nassif, que a eleição do cidadão hermano decorreu de uma crise no peronismo ( do qual a ex presidenta Cristina faz parte); pelas leituras que fiz, o peronismo é um tremendo ‘balaio de gatos’, sendo assim….

    4. Mas de tudo que li sobre o momento atual na Argentina, nada me deixou mais incomodado que o fato do atual Presidente Macri, ter sido dirigente do clube de futebol Boca Juniors; oras, TODOS NÓS sabemos o que tem no mundo do futebol, seja em qualquer país. Pessoalmente, acho que não demora muito para aparecer algo do passado como cartola do Macri. Aliás, para refrescar a memória de alguns: anos atrás, o Corinthians (em associação com mais do que suspeitos ’empresários russos’ radicados na Grã Bretanha), contrataram o jogador Tevez (que veio do Boca Juniors), em operação que tempos depois ficou sob forte suspeita de lavagem de dinheiro. Não por acaso, dizem que Tevez participou da campanha eleitoral do Macri….

    • Se for para o viés autoritário, vai cair que nem o De La Rua pois vai fazer mais inimigos do que amigos no congresso!

  24. Eduardo,
    Acho que você deve ser uma pessoa muito calma, porque ficar respondendo esses trolls, tem de ter muita paciência.
    Eu sempre leio vários blogs progressistas e quero dizer que este é o único que dialoga com os leitores e isso faz que leitores sérios gostem e passem a frequentá-lo com mais assiduidade. A forma utilizada de dialogar, nos passa uma ideia de horizontalidade, ao contrário, os outros publicam os comentários, mas, pelo fato de não dialogar passa a sensação de verticalidade, de cima para baixo e, hoje o leitor e comentarista quer se sentir (não alguém que vai dar audiência) importante. Não estou dizendo isso no sentido de bajulação, sei que não precisa disso e, mesmo porque, eu não faria isso. Estou dizendo isso, porque acho que você deveria colocar anúncios em seu blog, sei que é dispendioso manter um blog e que gasta o seu tempo com isso também e, este é um espaço que podemos perder.
    Em relação ao texto, concordo em tudo o que disse. Faço algumas ressalvas. Acho que o Lula deveria ter sido mais ousado. Nós sabemos que além da direita brasileira, existem forças externas trabalhando para o fim dos governos progressistas no Brasil. Recentemente, foi divulgado que os policiais federais recebem uma mesada do governo americano. Que os movimentos “vem prá rua” e “mbl” são financiados pelos irmãos Kock, magnatas americanos do petróleo e também pelo brasileiro que não está nem aí para o país, o dono da ambev. Se o Lula tivesse sido mais ousado, talvez não tivéssemos vivido o sufoco de 2015 e que ainda não terminou totalmente. Com relação à esquerda, não acho que o PSTU deva ser considerado de esquerda aliás, o seu presidente vive do partido. Não acredito que tenha algum interesse em chegar ao poder, isso é trabalhoso. Porém, na formação do Movimento Brasil Popular em BH, o PCO estava lá apoiando o PT e setores do PSOL também estão juntos em defesa da democracia, tem alguns que são ressentidos, mas tem pouca expressão. Para finalizar, Acho que a Dilma poderia ser menos cabeça dura, ser mais humilde e passar a ouvir mais, ouvir os setores que a defendem e se aproximar mais daqueles que a elegeu, pois, o seu comportamento está contribuindo para aumentar as chances da direita em 2018 e como já disse em outros comentários, o governo da Dilma está indefensável, isso, não quer dizer que não voto mais no PT, sei muito bem o que é a direita fascista, o play-boy do leblon e muitos outros, mas não podemos fingir de cegos. existe uma crise internacional séria, mas é ora que começar a incluir na fatura, os ricos que nuca pagam o pato, como diz o skaf.

  25. :

    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo A(s) Voz(es) do Bra♥♥S♥♥il e postando:

    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma justa e verdadeira Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  26. Perguntando para aprender: mas o desemprego na argentina não vai justamente criar trabalhadores baratos no mercado e com isso baratear as exportações?

    Quando aos demais itens concordo. Se o resultado é desemprego ou emprego barato o povo argentino irá se rebelar. Ou melhor, com a queda única do peso já ocorrida, já perdeu o poder de compra em 30% (?).
    Ninguém suporta isso. Haverá guerra no continente.

  27. Eduardo, essa “onda conservadora” é resultado da paralisia do governo Dilma, claramente orquestrada pela oligarquia imperial.
    O Brasil, pelo tamanho de sua economia, é visto em todo o sul (AL) como uma liderança a ser seguida. Basta ver que a revolução chavista só começou a influenciar o continente a partir da eleição do Lula.
    Com a neutralização da liderança brasileira os PIG fizeram uma festa.

  28. De vez em quando alguns países precisam de tais “soluços” pra consertar certos estragos na economia feito pela filosofia populista, paternalista e utópica pregada pela esquerda.
    As vezes os esquerdistas acham que o governo tem recursos infinitos com a capacidade de resolver todos os problemas da sociedade, acham que estatizar tudo é a chave de todos os males, acham que não se deve levar a sério a velha e boa equação: Despesa = ou < receitas, etc….

    A Venezuela que está num caco total com a economia destroçada e a criminalidade nas alturas vai precisar de um super "solução" de direitosos golpistas…

    • A maioria dos países com maior IDH e menor desequilíbrio entre ricos e pobres são justamente os que seguem a “filosofia populista, paternalista e utópica pregada pela esquerda”: Noruega, Suécia, Finlândia, Dinamarca, Islândia, Alemanha e Canadá que, mesmo quando governados pela direita, possuem um sistema tributário que taxa a sociedade em 35% ou mais, mantêm sistemas de saúde universal, distribuem ajudas de custo mensais parecidos com o Bolsa Família (algo que até os EUA fazem, com os “food stamps”) e tributação progressiva para fazer os ricos pagarem mais do que o pobres. Os EUA têm IDH alto, mas o índice GINI está cada vez mais desequilibrado – quanto mais perto de 1, maior a diferença entre ricos e pobres – e teve uma súbita piora durante o governo Reagan. Hoje o país já conta com mais de 40 milhões na pobreza e tem tantas brechas na tributação dos super ricos que eles praticamente não pagam impostos quando comparados às famílias de classe média.

      https://en.wikipedia.org/wiki/Gini_coefficient
      https://en.wikipedia.org/wiki/Poverty_in_the_United_States

      A Wikipédia em inglês não é infalível, mas é muito mais confiável que a brasileira. Todas as fontes usadas estão no rodapé dos artigos.

      • Noruega, Suécia, Finlândia, Dinamarca, Islândia, Canadá e muito menos Alemanha não são países de esquerda. No máximo são centro-esquerda de economia capitalista na essência. E índice Gini não significa grandes coisas. Que adianta ter igualdade (índice próximo de zero – quase todos iguais) se está todo mundo na pindaíba? (veja Cuba e Coreia do Norte). Não é melhor tem um índice maior com uma quantidade bem baixa de gente abaixo do nível de pobreza?

        • Vá ver os índices de concentração de renda dos países nórdicos

        • O que adianta ter um PIB subindo 10% se ele beneficiar 5% da população?

          O que adianta ser a maior economia do mundo e ter 16 % ( 1/6 ) passando fome nos EUA?

          Em Cuba as pessoas passam/morrem de fome?

  29. Concordo integralmente com você, Edu.

  30. Edu, se a direita tomar o poder novamente, a mídia ficará mais golpista do que ela já é, e os ignorantes políticos, desprovidos de pensamento crítico, sequer vão desconfiar dos desmandos que estarão acontecendo, ao mesmo tempo em que tudo estará sendo feito para que a ignorância do povo seja aumentada e perpetuada. Aí serão mais algumas décadas de retorno ao atraso, da pobreza, do aumento da corrupção, das sujeiras jogadas para debaixo do tapete. Confesso a você que é complicado ficarmos esperando vários anos para que o povo acorde novamente, depois de estar no fundo do poço, e renasça das cinzas, votando novamente num partido de esquerda. Seria melhor lutarmos agora para impedirmos que a direita destrua o Brasil num futuro próximo! A luta principal é impedirmos que impeçam o Lula de se candidatar em 2018 e libertem o José Dirceu, assim como os outros petistas, que estão presos por perseguição política!

  31. Digo, temos de lutar para que libertem José Dirceu e os outros petistas, que estão presos por perseguição política.

  32. É a mídia que governa a América Latina. Enquanto não se tirar este poder da mídia, ela continuará estendendo os seus tentáculos. Estamos diante de uma luta desigual. Um poder que tem o controle de todas as informações e um outro pelado. Imagine quando ela controlar todos os continentes americanos.

  33. Dilma há muito tempo foi cooptada pela CIA para afundar o Brasil. É uma estratégia da CIA para continuar seu domínio na América Latina: criar falsos governos de esquerda que só fazem o jogo sujo direitista de Washington.

  34. Eduardo, eu espero que você esteja certo. Eu não estou tão otimista.
    Mas uma coisa é verdade: o capitalismo está em crise.

  35. Penso assim também.
    Mas tenho certeza que TODA mídia corrupta tucana transformará a catástrofe do seu próprio governo – PSDB/DEM, da direita uma maravilha.
    E o consórcio jurídico midiático já faz isso há muito tempo.

    Como faz em São Paulo em Minas Gerais, com os desgovernos corruptos do PSDB, e lembrando que a mídia pintou o Brasil maravilha nos anos do PSDB no desgoverno corrupto, da fome, do desemprego, da roubalheira que provocaram no Brasil, era PSDB/ FHC.

    O consórcio mídia, PSDB, judiciário vão enganar a população, será fortunas em propagandas mentirosas dizendo que o Brasil e o povo estão bem, que o governo é uma maravilha; e vão intensificar agora com a caneta do poder nas mãos e a chave dos cofres públicos, as ações contra a esquerda, o PT, os movimentos sociais e contra as empresas estatais nacionais.

    Detalhe: No poder como forma de desviar o foco de seu terrível ,criminoso e medíocre governo, vão usar mais ainda a mídia e o judiciário para atacar o PT.
    Jogaram a culpa de tudo no PT, a corrupção e tudo mais, como forma de desviar o foco do noticiário negativo que deveria ser sobre de si, fosse a mídia imparcial, e por fim criminalizaram perante a população, o PT e a esquerda, as políticas sociais e por aí vai.

    Não se enganem do que a direita fascista corrupta será capaz de fazer para se manter no poder.

  36. O custo de extração de petróleo do pré sal pode ser 8 dólaresm mas tem custo de distribuição, transporte, refino e comercialização.
    Petroleo abaixo de 50 USS o barril, inviabiliza o negócio do pre sal. Fato.

  37. Edu, dilma tem é que acabar com essa história de aumento de contribuição de idade e de mais tributos para vo inss, aumentos abusivos do preço do petróleo. Cadê o dinheiro das reservas? É só prá servir de enfeite é? Ou muda essa política económica ou nós o povo pobre), perdemos esse poder central para essa direita fascista, falei. Abraço, companheiro Edu.

  38. Acho que pode acontecer, mas o povo vai acordar rapidinho. 2 ou 3 anos

  39. Tem que destruir o pseudomito. Com lula arrasado, revelado e oxalá preso, quem sabe a esquerda amargue mais um pouco antes do seu inevitável retorno. Inevitável, pos o povo gosta de acreditar num messiAs…

  40. Caro Edu, Feliz 2016 e passando aqui para dizer que não sou eu que fiz o comentário acima… parece que o cara acima está usando a mesma tática que foi feita com o Wilsonleaks! Tsc…

  41. Eu também tenho críticas ao governo Dilma. Às vezes fica difícil defendê-la, mas estou fazendo das tripas coração para tentar ser razoável, na medida do possível. A coxinhada que comenta no Diário do Grande ABC e no ABCDMaior só fala mal de Lula, Dilma e do PT e eu lá, tentando defender. Tem horas que fica difícil.

  42. Não precisa defendê-la, pense em Si e no seu futuro como Brasileiro, caso sejas, defenda a si mesmo e por merecimento, defenda a democracia e não Ela(Dilma) ou o PT.

  43. Veja só. Isso é crime. Vou apagar o comentário. Feliz 2016

  44. Helena, o comentário é fslso. É o mesmo criminoso que assumiu a identidade do Wilsoleaks. Vou fazer um BO

  45. Para evitar esse tipo de coisa (um assumir a identidade do outro) bastava o blog adotar um mecanismo já adotado por outros blogs onde o comentarista para deixar comentários tem que antes registrar o seu nome adotado com uma senha.

  46. Obrigado pelo alerta, Edu. Vou continuar defendendo o governo Dilma, Lula e o PT, por mais difícil que fique essa minha tarefa, pois continuo achando que vale muito a pena continuar a defender. Não podemos retroceder jamais. A vota da direita ao poder seria um castigo enorme, difícil de suportar.

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.