Faz ou não faz todo sentido presidente da ANJ ser um mitômano?

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

anj capa

 

Ah, a Associação Nacional de Jornais… Poderia haver órgão mais representativo do coronelismo jornalístico brasileiro do que esse? Ainda está fresco em nossa memória episódio em que a ex-presidente da entidade, Maria Judith Brito, definiu, com sinceridade incomum, o papel dos jornalões no Brasil de hoje.

No diário carioca O Globo de 18/3/2010, a seguinte declaração da então presidente da Associação Nacional de Jornais (ANJ) e executiva do grupo Folha de S.Paulo:

“A liberdade de imprensa é um bem maior que não deve ser limitado. A esse direito geral, o contraponto é sempre a questão da responsabilidade dos meios de comunicação e, obviamente, esses meios de comunicação estão fazendo de fato a posição oposicionista deste país, já que a oposição está profundamente fragilizada. E esse papel de oposição, de investigação, sem dúvida nenhuma incomoda sobremaneira o governo”

Uau! Sincericídio é pouco para definir essa declaração. Realmente, a grande imprensa brasileira assumiu um novo papel ao longo dos quatro governos do PT, a partir de 2003, tornando-se um verdadeiro partido de oposição, após ter atuado como partido da situação durante os oito anos anteriores, na era FHC.

Aliás, vale lembrar que quem diz que a mesma imprensa que hoje se confessa partido de oposição durante o governo FHC foi partido da situação não sou eu, mas o decano do colunismo político brasileiro e membro do Conselho Editorial da Folha de São Paulo, Janio de Freitas.

Confira, abaixo, a declaração de Janio de Freitas dada em programa Roda Viva de 2012, sobre como esse partido da dona Judith Brito atuava quando políticos amigos estavam no poder.

Não é pouco. Quem sabe o que representa Janio de Freitas na história do jornalismo brasileiro certamente se convencerá de que a imprensa que a ANJ representa, até 31/12/2002 era um gatinho com o governo e se transformou em um feroz tigre nos 13 anos posteriores.

Nesse contexto, faz todo sentido que o atual presidente da Associação de Jornais do país e diretor-geral da Rede Gazeta do Espírito Santo, Carlos Fernando Lindenberg Neto, tenha mentido tanto em artigo publicado na Folha de São Paulo desta quarta-feira, no qual comemora o limiar da reconcentração da mídia que o novo governo argentino está a encetar.

O sujeito que representa os jornalões brasileiros – e é disso que se trata a ANJ, uma associação que não representa “os jornais”, mas um grupelho de grandes grupos de mídia -, mente ao dizer que a “Ley de Medios” argentina foi criada “com o claro objetivo de intimidar a mídia” e mente ao dizer que o Brasil tem “regras constitucionais para o setor de comunicação e para o exercício responsável para a liberdade de imprensa”.

anj 1

Sobre a questão argentina, trataremos mais adiante. Mas sobre a questão brasileira já podemos verificar que se trata de uma falácia. Até temos as tais “regras constitucionais” para garantir um jornalismo ético, plural e democrático, mas essas regras não estão regulamentadas.

No dia 10 de novembro de 2010, o PSOL propôs ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão, ajuizada pelo jurista Fábio Konder Comparato. A petição inicial requereu à Corte que determinasse ao Congresso Nacional a regulamentação de matérias existentes em três artigos da Constituição Federal (220, 221 e 223), relativos à comunicação social.

Entre as providências pedidas estava a criação de uma legislação específica sobre o direito de resposta, a proibição de monopólio ou oligopólio dos meios de comunicação social e a produção e programação exibida pelos veículos. De acordo com a petição, a Constituição Federal brasileira admite o cabimento da ação direta de inconstitucionalidade por omissão de medida para tornar efetiva norma constitucional.

É desnecessário dizer que aquela petição não teve sucesso. Talvez não no que diz respeito ao Direito de Resposta, que, recentemente, foi aprovado pelo Congresso, mas em claro confronto com a vontade da ANJ, ainda que o mitômano que preside a entidade tenha tido a cara-de-pau, em seu artigo suprarreproduzido, de se jactar por uma legislação que essa entidade combateu até onde foi possível e que, na prática, tenta anular via judiciário.

Para entender as bobagens e mentiras ditas pela versão masculina de dona Judith Brito, primeiro há que assistir ao que diz Frank La Rue, Relator da ONU para Liberdade de Expressão, sobre a necessidade de existir regulação da mídia

 

Em seguida, devemos conferir o que diz La Rue sobre a lei argentina que o presidente da ANJ detrata e calunia de forma tão vil. Segundo o relator da ONU, é uma lei “muito boa” e uma das mais avançadas do continente americano.

 

A superficialidade, as distorções, as mentiras do presidente da ANJ nesse artigo abjeto que escreveu na Folha, porém, fazem todo sentido e escancaram o caráter vil da comunicação nesta parte do mundo, que, aliás, no Brasil é extremamente atrasada justamente por conta do poder dessa meia dúzia de famílias que controla a “nossa” imprensa.

E se você acha que estou exagerando, leitor, basta ler, abaixo, matéria da mesma Folha de São Paulo, publicada em 2001, que reconhece que não regular a mídia é coisa de país atrasado e que o Brasil, ao não fazê-lo, está na contramão do que acontece no mundo desenvolvido.

anj 2

Tags: , , , , ,

78 Comentário

  1. Grande Eduardo !!!!

    Isso que se chama de mídia… sempre trabalharam

    contra o brasil e o povo brasileiro.

    qualquer projeto de Brasil que inclua o seu povo

    será combatido por esses entreguistas.

    Por isso combateram Getúlio , J K , João Goulart , Lula , Dilma.

    Planejaram e apoiaram o golpe militar.

    E nesses treze anos eles tentam um golpe ( e não vão conseguir ) , agora via

    PF. MPF. STJ. STF.

    Por isso , como na ditadura militar perseguem um partido que tem um projeto de inclusão social e regional.

    Não passarão !

  2. Não precisa dizer mais nada, até o Papa já falou o quanto a facção midiática é pilantra.

  3. Realmente um absurdo isso! Temos que lutar contra esse monopólio, pois são esses indivíduos que dominam o imaginário e consciência das pessoas de bem, que não têm o discernimento e aceitam qualquer tipo de informação via televisão, principalmente.
    Vamos à luta!

  4. É incontestável o que La Rue coloca. O alerta sobre concentração da mídia e poder é importante.

    Oligopólio e monopólio não são permitidos pela nossa Constituição, teríamos que forçar o STF a reconhecer isso como um primeiro passo.

    O segundo passo, elaborar leis para democratizar o mercado da mídia como fez a Argentina e outros países exige um mínimo de pacto social e consenso, ambos difíceis no momento.

    O Mino Carta sempre fala que não entende o termo “democratizar a mídia” porque se houvesse uma democracia plena, a mídia democrática seria consequência, não precisaria ser “democratizada”.

    Verdade. Nesse sentido não estamos em plena democracia. Mas podemos exigir a democracia plena lutando pela pluralidade de vozes através da democratização do mercado de mídia.

    Lula tentou em 2009 e houve alguns avanços, somados agora ao Direito de Resposta. Está na hora de partirmos pra cima, não sei como. Retrocesso na Argentina e logo mais na Venezuela. Provavelmente fecharão a Telesur, única fonte de informação alternativa sobre a América do Sul.

  5. Prezado Eduardo Guimarães. Há tempos que penso sobre o que se fala de sinceridade sobre essa declaração da, então, Presidente da ANJ, Sra. Judith Brito, em 2010. Embora me pareça que houve realmente uma verdadeira intenção de auto crítica na atitude da dona Judit e, portanto, esteve presente a disposição de ser sincera, o que ela diz está MUITO LONGE, de ser assemelhado com a realidade do que a grande e imunda mídia pratica nesse país. Porque, como vc logo adiante explica, a grande mídia chantagista age, na verdade, como um grande e fisiológico PARTIDO POLÍTICO e não como “oposição”, o que seria louvável e nada mais do que a obrigação do jornalismo honesto, como muito bem definiu o mestre MILLOR, ao declarar que jornalismo é oposição, o resto pode ser melhor comparado a um armazém de secos e molhados.

    Entre fazer oposição, que é uma obrigação imanente do exercício do jornalismo, e a alternativa abjeta de atuar sistematicamente como um partido político, focado em apenas um lado do espectro ideológico, chantagista, fisiológico, corrupto e corruptor e, ainda por cima, sonegador de impostos e golpista, vai uma distância muito grande. Isso precisa ficar muito claro.

  6. Caro Edu,
    na sua lista ai acima faltaram essas duas…

    Memória: A origem da subserviência da mídia brasileira aos interesses dos Estados Unidos
    http://www.viomundo.com.br/

    Narciso Alvarenga Monteiro de Castro: O desmonte de nossos programas estratégicos
    http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/narciso-alvarenga-monteiro-de-castro-o-desmonte-de-nossos-programas-estrategicos.html

  7. Porque vocë náo escreve que o que quer mesmo é a censura de jornais que se atrevem a falar mal do governo.

    • Provavelmente você não leu o post. Ou é analfabeto. A Folha também quer a censura da Folha? Há reprodução de uma matéria DA FOLHA dizendo que regulação da mídia não é censura e que os países desenvolvidos regulam a mídia. Qual é o seu problema?

    • Stuca é um midiota.

    • Simples,

      porque não é isso que nós queremos.O que nós queremos é a verdade.
      Mas nem desenhando você vai entender.

      Falta-lhe…deixa para lá, você deve saber o que te falta, os outros não precisam saber!

    • Stuca Stuca
      Quequisso??!!
      De onde você tira essas pseudos informações???!!!!
      Você é daqueles, que antes de dormir, olha embaixo da cama para ver se não tem nenhum comunista comedor de criancinhas?!

    • Leia de novo… e de novo… e mais uma vez: volte para comentar novamente para vermos se você tem problemas cognitivos ou problemas em seu caráter!

      • El Cid,
        Antas têm olhos bem miúdos, por isso não veem bem. Lê então, deve ser um sacrifício! Para compensar os olhos pequenininhos têm excelentes ouvidos e nariz. Ainda não conseguiram colocar nem ruído, nem cheiro na internet! Raciocinar?! Impossível, por isso não podem ter dificuldades cognitivas nem caráter ruins! Só são o que são, ótimo alimento para felinos! Apesar de que, penso, se algum felino tentasse comer uma dessas antalógicas criaturas, era bem possível que morressem de indigestão!
        Abraços
        Maria Antônia

  8. enquanto a imprensa for a grande corruptora do país, ou seja, preciso de dinheiro, se não consigo, publico os maiores horrores da sua pessoa no meu jornal, vamos estar debatendo o obvio………é importante que o governo federal ignore as leis que protegem essa “imprensa” maldita e, não dê um centavo para eles….quebram em um semana, pode apostar.
    reinaldo carletti

  9. Ainda bem que contamos com intrépidos defensores da liberdade de imprensa, como o ilustre presidente da ANJ, contra a sanha repressiva do comunofascismo petralha. Esse grande democrata faz um belo contraste com Jânio de Freitas, o PTrossauro do PiG (Partido da Imprensa Governista), que só falta lamber as botas dos coronéis do lulopetismo.

    • Hei, panaca, leia artigo da FOLHA DE SÃO PAULO, na matéria que comenta, reconhecendo que regulação da mídia não é censura e que existe em TODOS os países desenvolvidos. É difícil eu ler algum entre essas dezenas de comentários que envia por dia, mas quando, por acidente, leio algum curtinho, me divirto. Pena que não tenho tempo pra ler mais. Mas você é tão cretino que nem com uma matéria da própria mídia reconhecendo que regulação não é censura e todos os países desenvolvidos têm é capaz de fazer essa cabeça oca funcionar. Escreva comentários curtinhos pra eu tentar ler de vez em quando. Estou precisando me distrair. Não vou publicar, mas pelo menos vai saber que serão lidos

      • Meu caro Edu, esse tal de Lucas Daniel, já se sabe há tempos, é o exemplo perfeito de caso perdido.

        Fico me perguntando o que leva um energúmeno desses a enviar comentários para o seu blog.

        Haja paciência!

        Um abraço,

        Jairo

    • Será esse o Gonçalo Stuka, que mudou de nome?

    • Oi Lucas
      Você errou.
      Aqui não é Olavo de Carvalho, Veja, entre outros desse naipe.

    • Eis que o patinho da Fiesp, o Lucas Lalausconi Daniel, está de volta escrevendo asneiras e mais asneiras.

  10. Boa, Edu! Nessa vc jogou até a última pá. Didático!

    Só reaças, desonestos intelectuais, elite predadora, os jornalistas penas pagas (infelizmente a imensa maioria na imprensa brasileira são a ‘voz do dono’ e só } ANJ um exemplo claro) e os analfabetos de pai e mãe pra discordar de vc, ir contra o que expõe.

    Valeu! Como está Victoria?

  11. O futuro da democracia brasileira está a depender da regulamentação correta dos artigos da Constituição disciplinadores dos meios de comunicação e da sua propriedade. A perdurar a aberração ocorrida no governo FHC, quando jornais, revistas e TVs o apoiaram em bloco, comportamento este que foi repetido – mas de modo inverso – nos governos Lula e Dilma, quando essa mesma mídia lhes fez e faz oposição sistemática, radical, o Brasil tornar-se-á um país sem futuro.

  12. Caro Eduardo Guimarães…

    Congratulações pelo excelente trabalho jornalístico. Impecável. Insofismável.

    Muito obrigado e um abração, Edu.

  13. Salvo raras exceções, o jornalismo como fonte de informação, de debates é raro na atual conjuntura. Temos meia dúzia de famílias que se juntaram a organizações criminosas disfarçadas de partidos políticos para que prevaleça os seus privilégios. Eles sempre tentarão interditar o debate e nós temos obrigação moral de mantê-lo vivo.

  14. “No Brasil, se o Governo não pagar, mídia vira partido de oposição”.

    “No Brasil, se for Governo de esquerda, Judiciário vira Partido de oposição”.

  15. Prezado Eduardo:
    1. A mídia defende o interesse das elites dominantes, pois, é através de anúncios e de notícias falsas e distorcidas fornecidas pelas agência de notícias que a mídia vive.
    2. O povo que compra produtos dessa mídia ( revistas, jornais, assistir programas imbecis de televisão,etc.etc), além de gastar dinheiro com porcaria, estão tomando diariamente lavagem cerebral sem perceber que a sua mediocrização está sendo feita em processo acelerado.
    3. Há muito tempo a ideologia instalada nos meios de comunicações visa exatamente isso; Fazer com que o povo brasileiro tenha ojeriza ao seu pais e destruir-lhe a auto-estima para que aceitemos passivamente a ideologia do colonialismo que é nas palavras de Agassiz Almeida, em A República das Elites, Ed.Bertrand Brasil ” uma forma em que determinados indivíduos, classes sociais ou país aceitam a dependência econômica, financeira ou cultural de paises, civilizações ou pessoas de idolatrarem a maneira de viver de outras sociedades, mais ricas e desenvolvidas, importando delas bens e macaqueando costumes. De tudo isso, o pior é a submissão ideológica”.
    4. Afinal de conta alguem já disse com muita propriedade: ” Quem domina os meios de comunicações, domina a opinião de um povo”
    5. O Congresso Nacional não regula a mídia porque deputados e senadores são em grande parte proprie-´tarios de rádios e canais de TV e uma boa parcela deseja aparecer na foto como macaca de auditório.

    • Assis Chateaubriand já dizia: Que ele não queria ser Presidente, que era melhor mandar no presidente.

  16. O pato da Fiesp tenta enganar os trouxas.

    Mesmo que haja uma constante tentativa de convencimento de que os ricos e os grandes empresários “pagam o pato”, ao se comparar os dados com outros países, observa-se o contrário. “Os ricos no Brasil nunca pagaram o pato. Eles apenas convencem os patos que pagam.”

  17. Todo o jornalismo da grande mídia é desonesto e não quer o bem do país e do povo! Mostra apenas um lado, o do grande capital e odeia o país em que explora! Uma pessoa ser de direita capitalista pode ser aceitável, desde que pense e faça o bem para o país, o grande problema é que a imensa maioria da direita no Brasil é entreguista, paga pau de americano, e não querem o bem estar do país e muito menos do povo! Fato! Este é um motivo no qual o PT não poderia sair do poder (o que vai ser quase impossível para continuar após 2018)

  18. Sim, Edu Guimarães, a situação é essa, tudo claro como a luz do dia no verão. No entanto explique-se, por que o governo e o PT, como principal partido de governo, que apanham tanto, de formas as mais vis e covardes, não fazem nada? Não tratam abertamente desse monopólio, dessa dominação, especialmente das organizações Globo, que não existe em nenhum lugar do mundo. Por que tanta apatia, por que tanto medo?
    Rabo preso? Intimidação?
    De maneira inacreditável para os tempos atuais, os caras têm um verdadeiro império no Brasil, manipulando, dominando; e como disse alguém aí antes, controlando as mentes e os corações do povo do país.

  19. E porque a Judith disse aquilo? Disse pois como Joseph Pulitzer vaticinava e que tem emoldurado este blog desde o inicio-
    “Como tempo uma imprensa cinica,mercenaria demagogica e corrupta; formará um publico tão vilquabto ela mesma”

  20. O único jornal de esquerda que existiu no Brasil foi a Última Hora, no tempo de Getúlio.
    Ele foi atacado sem piedade pela direita e foi, até, fisicamente destroçado em 1964.
    E a grande acusação que havia contra o jornal e não comprovada, pasmem, era a de que o seu fundador e editor, jornalista Samuel Weiner, tinha nascido na Bessarábia.
    Como dizia Leonel Brizola, “Isso vem de longe”. Eles querem sempre falar sozinhos.

  21. Edu, eu acho que essa mídia já foi faz muito tempo.
    Esses caras já foram faz tempo, por isso eles apostam no golpe.
    Porém , eu acho que nem com o golpe eles sobrevivem.
    Acabou pra eles não influenciam mais nada, podem mentir a vontade.
    A história não brinca, por isso eles esperneiam kkkkkkkkkk
    Mais um feliz ano novo,Edu.

  22. Rio de Janeiro, 16 de junho de 2012

    O MEU JORNAL, O VERDADEIRO ( Cláudio José )

    O meu jornal não tem partido
    O meu jornal não comete injustiças
    O meu jornal não fabrica notícias
    O meu jornal é imparcial e atual
    O meu jornal não é tribunal
    O meu jornal não faz acordos
    O meu jornal tem um só dono, o leitor
    O meu jornal tem uma bandeira, a verdade
    O meu jornal tem parceiros, o jornaleiro e o povo brasileiro
    O meu jornal tem uma missão, informar buscando sempre, o bem do nosso povo e nação
    O meu jornal tem objetivos, conquistar e surpreender o leitor diariamente e positivamente
    O meu jornal é um sonho, de um cara do bem, de uma andorinha solidária, solitária
    Mas com muita esperança de dias melhores, para todos.

    Observação; esse poema também serve para quem trabalha, com o jornalismo em outros meios de comunicação.
    .

  23. O Sr. CARLOS FERNANDO LINDENBERG NETO é totalmente SUSPEITO em OPINAR sobre o ASSUNTO, sua família mantem o MONOPÓLIO de JORNAIS, TV e RÁDIO no ES a muitas décadas, sempre OMITINDO, MENTINDO e FORJANDO NOTICIAS para favorecer a EXTREMA DIREITA em prejuízo do BRASIL e seu POVO.

    Não CHEGA a SER uns dos MARINHOS, mas ELE e sua FAMÍLIA têm LAMBIDO as BOTAS da MAL FALADA família MARINHO por TODO o TEMPO.

  24. O Brasil precisa ter a coragem de regular esse setor de comunicação controlado pelas corporações americanas, que investem pesado em publicidade para que essa mídia mafiosa controle as mentes do nosso povo do Oiapoque ao Chuí, em detrimento da nossa soberania e do nacionalismo.

  25. Admiro sua luta! Estou indignada com o que está acontecendo na Argentina. No Brasil temos que lutar pela regulamentação, antes que o PIG apronte mais umas!

  26. Caro Edu,

    E por onde anda a digna Sra. Elvira Lobato?????

    Douglas Quina
    Mogi Guaçu – SP

  27. No Brasil tudo faz sentido. Sentido?

    Prezado Eduardo Guimarães, você não viu nada ainda.

    Veja esta matéria que está no Tijolaço:

    Brito flagra troca-troca Moro, zé e PF do zé
    Onde estava essa grana da quentinha do japa?

    publicado 06/01/2016

    De Fernando Brito, no Tijolaço:
    A “doação” de Moro para a PF: “embora não seja apropriado”?

    É inacreditável a promiscuidade que se instalou entre Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal na Operação Lava Jato.

    A informação da Veja, informando que o Juiz Sérgio Moro “doou” – até porque não existe hipótese de, legalmente, o dinheiro ser devolvido – R$ 172 mil pedidos pela Polícia Federal para consertar carros e pagar contas de luz é algo que precisa ser esclarecido em detalhes.

    Porque o dinheiro não é de Sérgio Moro e, para doar dinheiro que não é seu precisa haver previsão legal.

    O juiz não pode dispor de valores apreendidos em operações policiais para entregá-los a Polícia em nenhuma hipótese. Tem de mandar depositá-los em conta especial, vinculada ao processo e, ao final deste, revertê-los àquele de quem indevidamente foram tirado: particulares, entes públicos ou empresas.

    Tudo o que pode e deve ser feito está no Manual de Bens Apreendidos da Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça. Podem, é fato, ser entregues para uso policial bens apreendidos, que sirvam ao desempenho de suas funções, neste caso ficando a polícia como depositária dos bens.

    O Globo diz que este dinheiro proviria de um “acordo de delação premiada”feito com o doleiro Hélio Laniado. Na ocasião, 2006,o advogado de Laniado, Roberto Podval negou ter havido acordo.

    Mas que tenha havido: os valores recuperados não deveriam ser devolvidos às vítimas ou ao Tesouro, no caso de serem produto de evasão fiscal? Multas eventualmente aplicadas não deveriam ter destino? Mesmo que seja demorado o processo de liberação de valores na Justiça, o que é um fato, não há um destino definido para estes recursos?

    Será que é por isso que o Dr. Moro diz, segundo O Globo que “embora não seja muito apropriado a destinação dessas verbas para custeio, as investigações da Lava-Jato, por sua relevância, não podem ser interrompidas por falta de dinheiro para despesas básicas de custeio.

    MATÉRIA COMPLETA: http://www.conversaafiada.com.br/brasil/brito-flagra-troca-troca-moro-ze-e-pf-do-ze

  28. Dizem que a mídia internacional está sob controle de meia dúzia de corporações,

    Recebem a mensagem da torre da pirâmide, e não podem mudar uma palavra.

    São chamados de “presstitutes”.

    https://www.youtube.com/watch?v=DzAytlDjl7E

  29. ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

    * * * * * * * * * * * * *

    * * * *

    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !

    * * * *

    * * * * * * * * * * * * *

    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

    • É necessário que tenhamos uma Ley de Medios para a manutenção de nossa Democracia, pois os mafiosos do PIG são bandidos que assassinam pessoas ao destruírem suas reputações, são criminosos que se aliam a chantagistas e criminosos como o Achacador Cunha, com o objetivo de destruir conquistas sociais.

      Infelizmente falta coragem e visão do Governo Dilma e setores do PT para criar dispositivos que defendam a liberdade de informação, de opinião e de expressão de todas as pessoas (e não somente para as elites e os mafiosos do PIG).

  30. Edu,
    Peço licença para escrever o que segue: Para aqueles que insistem em propogar o “complexo de vira-lata” e, por conseguinte, para aqueles que são contra o ENEM, cotas raciais nas universidades, FIES, PROUNI, PRONATEC, Ciência sem Fronteiras, dentre outras políticas educacionais implementadas pelo Brasil, sugiro para aqueles que ainda não assistiram, que assistam o documentário: “Esperando pelo ‘Super Man”. Chega a ser comovente ver as crianças pobres serem alijadas do sistema educacional público estadudinense, especialmente, pela sua condição social, digo, pela falta de uma condição social digna. É surreal, para dizer o mínimo, que num país de primeiro mundo crianças, jovens e adolescentes tenham que participar de uma espécie de loteria para ter o direito de estudar numa escola pública de qualidade. É chocante observar o envolvimentos dos alunos, não obstante, é estarrecedor ver a reação daqueles infortunados que não tiveram a sorte grande de ser sorteado.

    “Um filme que todo o pai ou educador (ou burocrata da educação) deveria assistir.
    O sistema público de ensino nos EUA está a pique, gerações inteiras irão se perder. Crianças sendo afastadas de oportunidades de vida, ficando vulneráveis ao que uma existência sem estudos pode acarretar.
    O documentário mostra que a receita para mudar os péssimos resultados das escolas públicas é simples: maior carga horária, mais salas de aulas por alunos, mais motivação aos professores. Mas apesar de ser simples, tem-se que lutar contra o sistema…
    Há grandes exemplos dos que desafiaram esse sistema em locais onde o nível de aprendizado o mais baixo da região, onde era quase impossível levar algum aluno à Universidade, conseguiu-se que mais de 90% dos seus alunos conseguissem esse feito.”

    Insisto, quem não viu, veja. Assim, podemos criar um senso crítico entre o sistema educacional do Brasil e dos EUA. O documentário nos lembra que as estatísticas educacionais têm nomes, cujas histórias são a base deste filme. Esperando Pelo Super-homem acompanha algumas crianças norteamericanas e seus pais que desejam obter uma educação pública decente, mas que acabam tendo que entrar em uma loteria, em formato de bingo, para obterem uma boa escola, porque os colégios próximos às suas casas são fracassos estrondosos. O destino do país não será decidido em um campo de batalha, será determinado em uma sala de aula.

    Eis o link: https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=video&cd=1&cad

    • Prezado SR, O link está dando como inválido.

      Se USAmericano tem um sistema educacional público tão ruim assim formando cidadãos com baixo nível, conforme o Sr argumenta, como se explica o fato de eles estarem entre os países no topo da lista do que tem a maior renda per capta no mundo? (em nono lugar com US$ 53,101, perdendo só pra Luxemburgo, Noruega, Qatar, Suíça, Austrália, Dinamarca, Suíça e Singapura).

      Como se explica que eles são o país que mais investe em R&D (pesquisa e desenvolvimento) no mundo?

      Como se explica que entre as 20 melhores universidades do mundo 15 são americanas?

      Como se explica que eles tem o oitavo melhor IDH do mundo? (0,915)

      Ta certo que nem tudo são flores lá. Eles tem por exemplo um índice de homicídio em torno de 4 por 100mil que é sete vezes melhor que o nosso, mas que quando comparado com a média dos países europeus (apenas 1 por100mil) é vergonhoso.
      Mas isso é devido a cultura armamentista de qualquer zé ruela poder ter um verdadeiro arsenal dentro de sua casa, o que o Obama tenta mudar, mas os republicanos (apoiado pelo loby das armas) não deixam…

    • Li este artigo, a luta será grande. Há pessoas que não têm interesse, pois querem escravos e pessoas que estudam dificilmente serão escravos. Há professores que eram contra os Cieps. Se hoje eles tivessem avançado pelo menos metade dos jovens não seriam viciados, estariam sendo úteis. Também acredito que formação escolar não forma o caráter de ninguém. Precisamos de políticos com princípios, o que também é difícil. Um abraço.

  31. A mídia quer preservar a sua ditadura, a ditadura da oligarquia de treze famílias que controlam as comunicações no Brasil e decidem o que devemos ou não saber, e, do que saberemos, COMO NOS SERÁ CONTADO. O que é tão ou mais grave do que a omissão da informação. ESSE É HÁ SÉCULOS O MAIOR ATRASO DESTE PAÍS, MAIOR ATÉ DO QUE A CONSTRICÇÃO OLIGÁRQUICA(PARA USAR O TERMO DO SAUDOSO DARCY RIBEIRO)QUE GEROU A CONCENTRAÇÃO DA PROPRIEDADE DA TERRA, DA QUAL DERIVAM NOSSO PAPEL DE FORNECEDOR DE MATÉRIAS-PRIMAS E NOSSA INSERÇÃO SUBALTERNA NA ECONOMIA INTERNACIONAL. Maior não porque em termos numéricos diretos os danos que causa sejam maiores, mas sim porque se tornam maiores se pensarmos de forma um pouco mais ampla, JÁ QUE DEVIDO À CONCENTRAÇÃO DA MÍDIA, AO CONTROLE DA OPINIÃO E DA INFORMAÇÃO E À IMPOSIÇÃO DE UMA ÚNICA VISÃO DE MUNDO, A CONSERVADORA, COMO SE FOSSE A EXPRESSÃO PRÓPRIA DOS FATOS, E NÃO SOMENTE A OPINIÃO DE UM GRUPO DE PODER, ADEQUADA AOS INTERESSES DESSE GRUPO DE PODER(QUE NÃO SÃO OS DO POVO, NEM DOS POBRES, NEM DOS DEMENTES DA CLASSE MÉDIA); A PARTIR DESSA IMPOSIÇÃO OPINATIVA, TODOS OS OUTROS DEBATES NÃO PODEM SER REALIZADOS. Ou seja, não podemos discutir nenhuma mudança substancial, nas estruturas da dominação neste país porque o povo está drogado contra elas, ainda que iria ser o maior beneficiado por essas mudanças, e interdita imediatamente qualquer debate nesse sentido, enxergando essas mudanças como heresias;. Portanto, destruir os monopólios que controlam a informação(leia-se principalmente a globo, mas não só ela)é a mais importante e a primeira tarefa a ser feita se quisermos de fato libertar este país e sairmos do campo das reformas moderadas, que são importantíssimas, mas nunca nos libertarão completamente, e ainda deixam a arma do inimigo intacta, apontada sobre nossas cabeças, principalmente dos líderes que podem realizar enfim essas mudança estrutural e democratizar a mídia. Falo isso para solicitar a este blog imediatamente a realização de uma matéria sobre o maior golpe que a ditadura midiática(junto com a PF e o Judiciário, dois antros do conservadorismo mais retrógrado)pretendem dar, O GOLPE PARA PRENDER LULA E IMPEDIR QUE ELE SE CANDIDATE EM 2018, POIS SABEM QUE VENCERÁ. Essa é uma das maiores arbitrariedades que se tenta construir neste país, POIS NÃO HÁ NADA CONTRA LULA, NEM ELES CONSEGUIRAM ARRUMAR; E AINDA ASSIM PRETENDEM DESMORALIZAR O MAIOR PRESIDENTE DA HISTÓRIA DESTE PAÍS E CONSTRUIR QUALQUER ABSURDO PARA PRENDÊ-LO. Não adianta perder tempo com imbecilidades de Lei, SÓ CONSEGUIREMOS EVITAR A PRISÃO DE LULA NAS RUAS, FAZENDO EM DEFESA DELE O MESMO QUE ESTAMOS FAZENDO PARA EVITAR O GOLPE CONTRA DILMA, COMEÇANDO POR REALIZAR ATOS NA FRENTE DAS SEDES DA GLOBO, CHAMANDO-A DE GOLPISTA E BANDIDA,. É ISSO QUE ESPERO VER TRATADO NESTE BLOG O MAIS RÁPIDO QUE VOCÊ PUDER.

  32. O mais revoltante na imprensa brasileira é a subserviência dos jornalistas funcionários aos interesses do patrão. Talvez nas empresas jornalísticas seja onde o empregado mais puxe o saco do chefe.
    Hoje em dia quem tem o mínimo de dignidade profissional acaba saindo do pig. Ou então o sujeito, como o Jânio, tem tanto prestígio, que o donos do pig não tem peito para “enquadrar” no PUM (pensamento unico midiático)

  33. IGPdi subiu 0,33% em dez/15 contra 1,41% de nov ..no ano a alta foi de 10,7%

    pra recordar, em %

    THC

    95….14,8% <==
    96……9,3%
    97……7,5%
    98……1,7%

    99….20,0% <== óia, o efeito duma MAXI, tal qual em 2015
    00……9,8%
    01….10,4%
    02….26,4% <== óia Armínio FRAGA e Miriam Porcão !!!!!! ÓIA !!!!! tudo pra ganhar eleição ?

    lula

    03……7,7%
    04….12,1% <==
    05……1,2%
    06……3,8%

    07……7,9%
    08……9,1%
    09…..-1,4%
    10….11,3% <==

    Dilma

    11……5,0%
    12……8,1%
    13……5,5%
    14……3,8%

    15….10,7%

  34. A família Lindenberg era uma das famílias mais tradicionais e ricas do Espírito Santo, não sei se continuam sendo.

    • São donos da TV Gazeta (Globo), líder de audiência, jornal A Gazeta, jornal Notícia Agora (popular), Rádio CBN. Mais concentração de mídia impossível. O digníssimo presidente da ANJ está defendendo o seu feudo nas terras capixabas.

      • É esse jornal A Gazeta, que é lido em todo o estado do ES, mantendo o padrão Globo de desinformação e de criação de factoides, tem uma horrível obsessão por Lula, PT, Dilma. Todo dia tentam desacreditar ou mesmo inventar fatos que desabonem a esquerda e seus representantes.

  35. Olá Eduardo. Admiro a qualidade de seus trabalhos, seus textos são excelentes, parabenizo-o por sua perseverança. Pode ser que eu esteja sendo pouco esclarecida, mas no momento estou cansada dessas histórias sobre a imprensa brasileira, pig, os cretinos que a compõe, etc. principalmente depois que a Dilma resolver dar uma declaração à folha… Logo em seguida o Patrus Ananias resolveu criticar o PT, depois foi o Jaques Wagner, todos dirigindo-se ao Pig. Tenho dificuldade em lidar com traições, de qualquer tipo ou tamanho. Também estou cansada da manutenção desse sinistro da justiça, não simpatizo com o presidente do PT, mas eles estão lá, a Dilma foi eleita graças aos militantes do PT. “Roupa suja lava-se em casa”. Por que a esquerda, até hoje, não criou um tabloide ou jornal, para poder divulgar a verdade e assuntos de interesse da esquerda, não é falta de dinheiro. “O mal é a ausência do bem”. Esse chororô é desgastante. É bom que dá origem a textos mas… Por que ela colocou esse Edinho, sem competência, na comunicação? Por que a SECOM continua recheando o bolso da globo, que não paga impostos… Errar é humano, persistir nos erros é … “Aos Frias, com carinho. De Dilma. Por Leandro Fortes”. Todos curtindo suas Síndromes de Estocolmo. Ou a pobreza que insiste em não sair deles. Algumas vezes tive a sensação de que o PT fora convidado para uma festa da direita e que eles humildemente ficavam “babando”, não se davam conta de que eles eram os donos da festa, de que eles são os responsáveis pelo governo, no momento… Ainda vem história com essa questão do INSS…

  36. Deixo aqui uma sugestão: Que a próxima manifestação em favor da democracia seja realizada na porta dessas empresas jornalística, para que eles sintam e aprendam o que é liberdade de expressão.

  37. Esse comentário não é pra ser aprovado. É melhor ser prevenido. Vai ter eleição no STF para ver se o Gilmar Mendes continua ministro do TSE. A praxe é a recondução, mas em setembro um ministro do TSE que estava em seu primeiro mandato não venceu a eleição no STJ. Não seria possível articular entre os ministros do STF contrários ao Gilmar uma outra candidatura?

    http://www.tse.jus.br/institucional/ministros/ministros

  38. Outro assunto: Dilma disse em entrevista que o maior erro dela foi não perceber que a crise era tão grande em 2014.
    E ninguém avisou?


  39. Cotas para negros: por que mudei de opinião. William Douglas, Juiz federal, professor, mestre em Direito

    https://br-mg6.mail.yahoo.com/neo/launch?.rand=2tikjvlanj9ld#

  40. Excelente matéria, esclarecedora e completa.

  41. .

    MÍDIA PROMISCUA
    .
    Algumas pessoas me perguntam:
    Por que você não critica o PT?
    É que já tem muita gente graúda
    Fazendo tais críticas na TV
    Então é tudo questão de justiça
    De um lado a Mídia promiscua
    Metendo o pau no Governo
    E do outro anônimos como eu
    Fazendo dos versinhos seus
    Um modesto contrapeso.
    .
    Assim a dura batalha
    Fica menos injusta
    Quando a gente espalha
    As verdades ocultas
    Para o povo se conscientizar
    De que o Brasil que vai ao ar
    É uma obra de ficção
    Feita para nos convencer
    De que só eles têm o poder
    Para nos proteger do vilão.
    .
    Mas os vilões são eles mesmos
    Que usam os holofotes que têm
    Para nos deixarem cegos
    Diante da verdade que vem
    Desmascarar o enorme ardil
    Para desestabilizar o Brasil
    E colocarem-se na presidência
    Para tomarem a nossa herança
    Neste caso qualquer semelhança
    Não se trata de mera coincidência
    .
    Eduardo de Paula Barreto

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.