Manual de sobrevivência a familiares reaças no Natal

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

manual

 

A essa altura, você deve estar suando frio ao imaginar os horrores que viverá nos próximos dias – principalmente se for paulista. Progressista, esquerdista ou como queira se definir, já sabe que, mesmo que seja crítico ao PT – certamente de forma civilizada -, para aquele seu cunhado, primo, sogro ou mesmo irmão, pai ou mãe, você será sempre “petista”.

Estará em uma festa, o que já lhe tira a opção de mandar aqueles parentes chatos para aquele lugar; você terá que suportá-los, porque se tiver uma reação que seria natural ante uma afronta, acabará estragando a festa de gente que você curte – possivelmente, sua esposa ou esposo, filhos etc.

Há dois níveis de perigo em reuniões familiares como essas que se avizinham: o risco que oferecem um ou poucos parentes chatos e reacionários ao extremo que estejam na festa ou o risco demolidor de estar indo se reunir com uma família composta só por gente assim.

No primeiro caso (o de haver um ou poucos parentes reaças na festa), em tese bastaria você se controlar ou sair de perto logo após ele dar o bote – sabendo que ele dirá o seguinte, pelas suas costas:

— Tá vendo?, petista, quando não tem argumento, foge…

Mas como a sua experiência pretérita lhe revela, não adiantaria se afastar. Parentes chatos de direita caçam sua vítima em cada quadrante dessas festas para fazer suas provocações baratas, buscando constrangê-la, sem se importarem em criar climões.

Você será caçado como a um animal, tenha certeza – aliás, você já sabe disso.

Então comecemos a traçar a estratégia. Aquele parente-reaça mais abusado já chega detonando, como você sabe. Certa vez, um deles chegou a uma roda, em que conversávamos amenidades, com o seguinte papo:

— Eduardo, quero lhe fazer uma pergunta: como você consegue apoiar um partido de corruptos como o PT?

Em primeiro lugar, tenha em mente o seguinte: tudo o que ele quer é que você entre no jogo, que conteste sua afirmação, que cite que há corrupção em outros partidos para que ele estique o papo dizendo que os crimes de outros partidos não absolvem o PT, e toda aquela conversa mais que a gente já conhece.

Se entrar nessa, você fatalmente acabará se irritando e é isso que o seu parente psicótico quer.

O que fazer, então? Apelar para a racionalidade, ora.

Pense comigo: onde você estará, naquele momento? Em uma festa, certo? Divergências políticas são o melhor assunto para discutir em uma festa? É óbvio que não. Então, leitor, diga isso a ele:

— Estamos em uma festa, meu caro. E em uma festa cujo espírito é o amor, a fraternidade, a tolerância. Não acha que questionar minha opinião política não é assunto para tratarmos aqui? Você não quer azedar o clima, quer? Que bom. Então deixemos para conversar isso outra hora, ok?

Acabou com ele, que será olhado como o que é: um chato, intolerante, psicótico. Vai pedir licença e sair de fininho. Ou, se for menos inteligente, ficará na roda com aquela cara de pateta.

Há, também, o tipo mais sutil, menos burro, que, sabendo que atacar de frente não é uma boa estratégia, e sabendo que todos naquela rodinha sabem de sua opção político-ideológica, citará algum “causo” que acredita que, por vias transversas, falará mal das posições políticas de quem quer atingir.

Recentemente, um contraparente chegou a uma rodinha virtual de familiares postando um vídeo até interessante, sobre um juiz sueco que é visto como “caçador de corruptos” e que, como todas as autoridades dos países escandinavos, não desfruta de luxo proporcionado por dinheiro público.

Se fosse qualquer pessoa, não seria nada. Mas como é um sujeito que se dedica exclusivamente a malhar o PT, a dizer que o PT inventou a corrupção, a espalhar que o filho de Lula é dono da Friboi, a dizer que a Globo é “petista” etc., etc., sua alusão à frugalidade da vida de autoridades escandinavas pretende atingir o PT, já que gente assim não se dá conta de que os abusos que as autoridades brasileiras cometem sempre existiu e atingem autoridades vinculadas a todos os partidos.

Além disso, a comparação que meu contraparente reaça fez entre Suécia e Brasil é absolutamente descabida. Não dá para comparar esses países por várias razões.

Vejamos o vídeo que ele postou e a resposta que lhe dei – e que o fez calar a boca, já que, como todo bom reaça, falta-lhe cultura e informação para um diálogo de nível mais alto.

Minha resposta:

Caro Fulano,

Esse vídeo sobre os méritos da organização político-institucional da Suécia é mesmo encantador. Assim, aproveito a insonia nas horas mortas da madrugada para divagar um pouco sobre o tema para você.

Por primeiro, vale lembrar que os avanços suecos verificam-se – em pouco maior ou pouco menor grau – nas outras sociedades escandinavas.

Eis que ficamos boquiabertos com a diferença estarrecedora para a nossa organização político-institucional e social.

Bate-nos, então, o bom e velho complexo de vira-latas e nos perguntamos a razão de nossa inferioridade.

A solução fácil é atribuir tudo “aos políticos”, como se eles tivessem vindo de Marte, apesar de que nossos políticos são amostra do nosso povo e produtos da nossa cultura.

Resumindo e trocando em miúdos: nossos políticos somos nós.

Mas por que somos como somos e não como suecos, noruegueses, dinamarqueses, que já formaram uma nação só durante a União de Kalmar (do século XIV ao século XVI)?

Há várias razões, mas a principal é que, ao falarmos da Suécia, estamos falando de uma cultura milenar.

Descobertas arqueológicas comprovaram que a Suécia já era povoada durante a Idade da Pedra. O sul da Suécia, aliás, já era densamente povoado durante a Idade do Bronze, que remonta a 3300 anos Antes de Cristo (AC), ou 4.800 anos antes de o Brasil ser descoberto…

Nosso país, portanto, tem pouco mais de 10% da idade da milenar civilização sueca.

Mas não é só.

A Suécia tem menos de 10 milhões de habitantes (5% da nossa população) para um PIB que é 30% do nosso. Além disso, tem IDH 12 enquanto o nosso é 73. E tem uma das melhores distribuições de renda, enquanto que a nossa é uma das piores do mundo.

Mas se quisermos afastar de vez o complexo de vira-latas de nós podemos comparar a Suécia, ao menos em termos de corrupção, com outra nação jovem, os EUA, infinitamente mais corruptos que a Suécia.

Agora, particularmente, tenho um ponto de vista sobre uma das causas da inferioridade sócio-político-institucional das Américas diante da Europa, sobretudo da Europa escandinava: julgo o sistema parlamentarista muito melhor, mas essa é outra história, que já me vem o sono.

Escrever é um santo remédio para insônia…

Abração,

Eduardo

Note, leitor, que chamei o sujeito de ignorante, expus sua ignorância e ainda dei informações que gente como ele jamais seria capaz de ter porque não se aprofunda em nada. E com a maior classe.

Se você estiver em uma festa com maioria de pessoas normais, que entendem que festas não são lugar para esse tipo de provocação, quem estiver por perto ficará encantado com as informações e concluirá que o sujeito que veio com a comparação estapafúrdia entre Brasil e Suécia não sabe nem onde tem o nariz.

Agora, e se você tiver uma família quase que totalmente reaça e todos, no entorno, pensarem como o chato que veio provocá-lo?

Da mesma forma, você calará a boca de todos se aprofundando no assunto. Vão se dar conta de quanto são ignorantes, mas só se não forem extremamente ignorantes. Do contrário, dirão que é “papo furado”, que o Brasil é corrupto mesmo, etc.

Ou seja: é impossível “sobreviver” em uma festa como a de Natal em que a parentada, à exceção de você, seja toda ignorante, reacionária, preconceituosa e hipócrita. Aí não tem jeito, meu caro. Não há como não se aborrecer em uma festa como essa.

Nesse caso, o manual de sobrevivência de Eduardo Guimarães recomenda que passe o Natal em outro lugar. Se possível, com esposa, esposo, filhos, com pessoas com as quais você pode conviver mesmo que pensem diferente porque sabem respeitar a divergência. Mas, se não der, melhor passar só com o ser amado, com um amigo ou até sozinho.

Feliz Natal – dentro do possível.

Tags: , , ,

158 Comentário

  1. Só diria uma coisa, o coxinha de hoje da ceia de natal, amanhã no vaso será um cocô. Se ele continuasse, eu falaria só mais duas palavras: Lula 2018!

  2. Bons conselhos, Eduardo.
    Mas em minha família, encaramos as tretas familiares de fim de ano, como uma tradição!

      • Pensando nesses desencantos que não melhoram a vida de ninguém passaremos só nós, isto é, irmãs e irmãos petistas, esposas e esposos idem, sobrinhos e sobrinhas também, mais um companheiro de luta do PT. E será uma festa!
        Os demais parentes, só nos velórios e enterros. Faremos um brinde a Dilma e um viva ao companheiro Lula.

      • A fórmula funcionou?
        Eu ganhei um monte de fãs no boteco quando disse que ia me filiar ao PSDB

  3. Tá bom, Os USA tem a mesma idade que o Brasil, passou também pela colonização, teve guerras, lutou guerras externas, enfim é um irmão nosso em matéria de idade, só que a diferença deles pra nós é simples, eles deram certo, lá gente como Lula, Maria do Rosàrio,Jean Wyllys,Dilma,tiririca, Maluf e outros , jamais seriam eleitos, movimentos como o MST seriam caçados até o último membro, corruptos como Dirceu,Delubio,Cunha,e outros já estariam cumprindo perpetua, Figuras como Fernandinho beira Mar, Marcola, champinha , estariam já no corredor da morte ou executados, mas no Brasil essa gente toda está livre leve e solta, sabe por que? O lula não sabe de nada, a Maria do Rosario está sempre aguerrida pra defender os direitos do champinha e cia, o Jean Wyllis está preocupado em transformar todos em gays, tiririca rindo de tudo, e Maluf feliz da vida com a pátria amada que não extradita ninguém, o cunha aproveitando a onda e se postando como Nemesis, Dirceu comendo e bebendo nas nossas costas, e nós povo pagando essa farra toda, enfim vivemos no Lixo.

    • Cláudia, bom dia, você tem certa razão na seu comentário. Mas, quero lembrar a você que a diferença está na colonização. Os EUA surgiram de grupos de protestantes que fugiram da Inglaterra (no navio Mayflower) para criar uma colônia em paz. com isto foram se aglomerando e usando as regras do protestantismo como padrão de conduta.
      Já nó, brasileiros “corruptos” fomos colonizados por castas de prisioneiros portugueses e “nobres” que queriam só retirar a riqueza do nosso solo, tornarem-se ricos e fornicar com as índias. Depois das Capitanias Hereditárias, a coisa se tornou mais evidente. A chegada da família real ao Rio em nada ajudou. Continuamos a ser “corruptos”. E de interesses em interesses, nos tornamos o que somos hoje, retrato do nosso cotidiano, dando uma cervejinha ao guarda, comprando juízes, quebrando regras primárias de trânsito, vendendo produtos falsificados, comprando na mão de cambistas e de contrabandistas, DVD pirata no camelô, etc, etc. A lista é longa.
      Mas não pense que isto é privilégio nosso, apenas. O mundo está cheio de exemplos, inclusive na América, de que, se o cara puder, vai dar um jeitinho. A FIFA é um bom exemplo. Mas, como ela, existem aos milhões no mundo, sujeitos desonestos. Não se esqueça, Cain matou Abel. E aí começa nossa aventura humana. A própria Bíblia está coalhada de exemplos negativos.

      • E o vaticano, nem se fala!

        Nos EUA, que ela idolatra, também tem , mas ela está mal informada.

        Tem um processo há 14 contra a Price por fraude da Enron.
        Várias empresas de petróleo dos EUA são acusadas de corrupção.
        Tem um programa do History Channel chamado Gigantes da Indústria que mostra a corrupção das grandes empresas, do petróleo, aço, e finanças no século 19.

        Stanley Meyer inventou um motor movido a água e foi assassinado.Aliás, o presidente deles, Kennedy, foi assassinado porque contrariava interesses da plutocracia.

        As pessoas que estão divulgando a fraude do WTC em 11/09/2001 estão sendo assassinadas.

    • Claudia. Vc é só burra. Vc é s´ø idiota que se acha inteligente. Vc é s´ø uma torcedora de um time que vai acabar um dia, pq são corruptos em sua essência, e como as pessoas do mal..se defendem atacando e não explicando. ok? o PT tem erros, corruptos bandidos etc…a Opsiçao então nem se fala. São sonegadores, corruptos e safados. Então. vai tomar onde o sol não bate e enfia suas opinaøes sobre a esquerda. isso ai.

    • Deram certo para quem?

      Você está bem informada?

      48 milhões de pessoas dependem do governo para comer.

      A maior população carcerária PER CAPTA do mundo.

      Maior consumidor de antidepressivos do mundo.

      O uso de drogas é uma epidemia.

      alcoolismo em alto grau.

      Los Angeles é a capital nacional das gangues de rua.

      Em média, uma vez por dia tem um maluco disparando arma matando ou ferindo inocentes.A midia daqui divulga duas ou três por ano.

      Boa parte de seu avanço econômico se deve a guerras e destruição de outros países.

      Mentem para invadir um país, atrás de suas riquezas, destruí-lo e usar empresas norte-americanas para reconstruí-lo e lucrar com a miséria alheia.

      Forjam ataques terroristas , matando inocentes no próprio território,para justificar suas operações,

      Usam o lucro do tráfico de drogas para financiar suas operações ilegais.

      Destroem a natureza e não assinam o protocolo de Kioto.

      Se o mundo tivesse o padrão de consumo americano, já estava exaurido.

      Atacam país neutro para forçá-lo a entrar numa Guerra.

      Jogam bomba atômica, mesmo com a Guerra já ganha.

      É ESTE PAÍS QUE VOCÊ ADMIRA E TEM COMO MODELO PARA OS OUTROS?

      • Falar o que depois disso, né? As pessoas tem uma imagem realmente ingênua dos EUA. Acham que é um paraíso. rs Tem que ler Chomsky pra sacar a real…

    • Quando vejo esse tipo de comentário fico pensando:-o que raois de pessoas assimvem aqui ler materias que nao lhe interessam?Só me ocorre uma resposta:-reaças sao tambem masoquistas!!!!!

    • Estimada leitora Cláudia: Os EUA nunca terão MST, porque aquele país promoveu a maior reforma agrária do mundo no século XIX, isto mesmo, a reforma agrária é uma pauta liberal e desenvolvimentista. Outra dica, procure as diferenças entre colônia de povoamento e de exploração, evite confundir “as grandes obras do mestre Picasso, com a pica de aço do mestres de obras”, ou, então, “catraca de canhão com conhaque de alcatrão”. No mais, aproveito o ensejo para desejar meus votos de feliz Natal e próspero ano novo!

    • Sugestão de leitura para quem acha isso que a Marcia acha dos EUA: http://www.livrariacultura.com.br/p/with-liberty-and-justice-for-some-60308959

    • Pois é,mas os Isteitis produziram Bush Jr e Regan,existe lobby selvagem capitalista do toma lá dá cá…..A sra “pinta”os Isteitis como um paraíso justo e sem corrupçāo,helloooooooooo!
      Aliás talvez Trump ganhe as eleiçōes,”um grande homem ,com seu topete”.

      Boas Festas

    • Errado, Claudia. Tiveram estes personagens lutando por direitos da minorias e distribuição de renda sim, mas em uma época anterior, be anterior e, claro, não com o mesmo nome dos que temos no Brasil. Acho que precisa ir mais a fundo na história, ler mais, questionar o “seu” conhecimento. Você precisa saber a verdade, ela machuca, dói mas não vai te matar. Na verdade, vai te libertar. Abraços e feliz Natal!

    • Cláudia!
      Fala sério! Poderia muito bem ter ficado com seus comentários e não tê-los expostos. Viu só, quem fala ou escreve sem fundamentação tem que ouvir umas verdades. E a verdade são as respostas dadas pelos internautas.

      Adilson

  4. Eduardo, esta resposta perfeita ” Estamos em uma festa, meu caro. E em uma festa cujo espírito é o amor, a fraternidade, a tolerância. Não acha que questionar minha opinião política não é assunto para tratarmos aqui? Você não quer azedar o clima, quer? Que bom. Então deixemos para conversar isso outra hora, ok?” uso muito quando estou bebendo e aparece o reaça chato. A resposta é mais ou menos a mesma: em mesa de bar discuto futebol, sexo, praia, vida dos outros, mas se você quiser discutir política, podemos marcar em um outro momento, pois sabemos com os ânimos exaltados, sua racionalidade e a minha estão um pouco deturpada, topas discutir, podemos até chamar o pessoal daqui das nossas mesas para esta discussão, sem álcool e com dados e argumentos sérios. Topas? Na hora, nosso reaça de plantão, perde o rebolado e não consegue mais balbuciar nada

  5. Apesar de não ter lidado com parentes (creio que ele nem tenha parentes tão reaças, embora toda família tenha), Chico Buarque foi xingado e xingou, mas dentro de uma linha elegante. Os rapazinhos mandaram ele viver em Paris. É que coxinha gosta de Miami, o genérico dos EUA. Não gritou, ouviu os playboys acusando o PT de ladrão e respondeu calmamente, dizendo: Para mim, o PSDB é ladrão. E não é que é mesmo?

  6. Muito bom !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Excelente !!!!!!!!!!!!!!!!!!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Obrigada e um bom Natal, sem coxinhas por perto !!!!
    Abs

  7. Esses parentes reaças até que estão amenos..rsrs.. te chamam de “petista”… o normal já é chegar chamando de “petralha”, “Che Guevara”, “”Cumunista”.

    O pior é quando vem com “bolivariano”, aí é doer. Quando você pergunta o que é “bolivariano” ele não sabe responder porque não tem um exemplar da Veja à mão pra tentar achar.

    Ninguém merece!

  8. Certamente. Sao países diferentes!
    Mas as atitudes boas podem servir de exemplo. Ora, sugiro que você pare de dar exemplos ou comparaçōes nos seus textos.

    Compare-se com os EUA, como você sugere.

    Feliz natal, o feriado do “papai noel”….

    Taí…. Nos EUA a proporção de criacionistas, carolas, e o escambau é brutal. Ninguém é perfeito mesmo.

    Entre Jesus e Santa Claus, adivinha qual escolho?

  9. Tenho um “contra-parente” bastante ignorante e muito parecido com o que foi descrito! É a pessoa mais chata que já conheci em minha longa vida e não sou só eu quem o considera assim! Só não dou meus coices por consideração aos outros!

  10. Eu acho que vc pode se livrar da coxinhada se der uma de anarquista!! Pergunte: quem te disse que eu apoio o PT?? Eu não!! “Hay govierno soy contra”!! kkkkkkk E aí vc pode emendar com uma piada!! Ou emendar com um assunto de interesse geral!! Gostei do texto!!kkkkk mas a solução para estes casos não existe!! Só na hora da festa saberemos!!

  11. Só frequento festas com grupos de amizade onde coxinha nunca aparecem. Mas a dica é boa. Feliz Natal ED.

  12. Felizmente a maioria da minha família é de esquerda. Mas tem um lado coxinha que é clichê. Uma prima deu de presente para sua mãe sabe o que? Assinatura da Veja!!!! O Papai Noel quase se recusou a entregar.
    O antídoto é esse mesmo, Edu. Argumento, lógica, conhecimento e informação. Essas coisas das quais os coxinhas tem um deficit espantoso.
    Deve ter sido isso que o Chico Buarque tentou com os playboys que o afrontaram na saída de um jantar no Leblon. É muito dificil, erradicar o analfabetismo político só se tivesse um Mobral específico.
    PS: A coisa anda complicada porque os coxinhas conseguiram unir a ignorância com a arrogância. Mistura fatal

    • ♫ Essa sua prima talvez nem seja uma empadinha autêntica; possivelmente é uma inocente útil que acha a Vesga “elegante”. Esta burrice política é mais perigosa que os broxinhas, já que não é tão perceptível. Digo isso porque a doença provocada pelo vírus “puliticus burrus” é endêmica; se bem que parece ter se tornado epidêmica…

  13. Fui a um shopping me encontrar com uns amigos que há muitos não nos encontrávamos.
    Um deles chegou e foi logo dizendo: “Lyra nos blogs defende os corruptos do PT.”
    Para encerrar a conversa (ou a agressão), respondi: ” adoro corruptos. Garçom trás mais um choop”.
    Simples assim….,

  14. Só verdades, Edu. Obrigado.

    Renovo meus votos de felicidades, harmonia, amor, saúde e sucesso a você, aos seus entes queridos e aos companheiros e companheiras deste espaço.

    Valeu!

  15. Boas festas, Edu,

    e a todos que aqui comparecem de forma honesta, mesmo que tenha uma opinião diferente da minha, para debater democraticamente.

    Minha família, apesar de ter analfabetos políticos , reacionários , donos da verdade ,etc, não são de discutir política, graças a Deus.

    Mas para aqueles que não tem a mesma sorte, sugiro seguir o Mestre: ” perdoa, meu Pai, foi eles não sabem o que dizem”, já que comemoramos seu nascimento…

    Pode ser dito em pensamento, ou diretamente para o interlocutor ouvir!

  16. Um excelente Natal para todos os que você ama Edu.

    Grande abraço

  17. Infelizmente a gente não pode escolher parentes. Minha irmã, seu marido e seu filho (meu sobrinho) são coxinhas (imagino que foram patinhos na manifestação golpista da Fiesp recentemente na avenida Paulista).

    Feliz natal à todos, inclusive aos coxinhas e patinhos que frequentam este blog ou são nossos parentes.

  18. Edu,
    Realmente enfrentar parentes e amigos coxas não é fácil. Alguns acham que eu sofri lavagem cerebral.
    Mas ainda da pra levar. Não tenho fascistas violentos no grupo.
    Noto até nas mensagens de ano novo que recebo. Na quase totalidade vem algum comentário do tipo, que 2016 seja melhor “sem esse governo de…..e nem com o stf bolivariano”.

    Feliz Natal e que venha 2016.

  19. Prezado amigo Eduardo, boa tarde.
    Ótimo artigo. Obrigado, já que grande parte de seus leitores enfrentará situações como essas narradas.
    Amigo, um Feliz Natal para você e essa família maravilhosa. E muita força e paz no ano vindouro.
    Por sua causa, e de outros blogs progressistas, o Brasil vai conseguindo superar um ano de extrema dificuldade. Tenhamos fé num 2016 melhor e mais pacífico. Que Deus ilumine você e todos aí.
    Abraço do amigo
    Fernando Moreno

  20. Pois é, é sempre um problema as discussões políticas em festas.
    Na minha família tenho um cunhado petista roxo da Cut, daqueles bem chatos que fica querendo fazer a cabeça da molecada com as ideias de esquerda radical dele, fica fazendo proselitismo do Lula e da Dilma e coisa e tal.
    Mas já fizemos um acordo p/ evitar discussões mais acaloradas: falamos sobre todos os assuntos, até futebol e religião, menos política e pronto. Simples assim.

    Feliz natal a todos.

  21. Meus caros amigos, que assim como eu, são petralhas, comunistas, antas, imbecis, bolivarianos, malditos… etc.. (a lista é grande demais), desejo a todos um ótimo natal! Muita paz e saúde para todos! Que continuemos a superar os desânimos momentâneos, lutando sempre por um Brasil melhor!
    Grande abraço!
    Gilmar da Silva Almeida.
    PS: Desejo a eles também!

  22. Poxa o seu manual e muito bom mas infelizmente veio tarde! Já mandei o meu cunhado reaça prá ponta da praia. Não ia aguentar mais um Natal com ele.

  23. Edu
    Os coxinhas fazem parte da sociedade capeta-lista de Miami. Lugarzinho Very good aonde eles comem hot dog à vontade, sem passar atestado de pobreza

  24. “Bate-nos, então, o bom e velho complexo de vira-latas e nos perguntamos a razão de nossa inferioridade.”
    “A solução fácil é atribuir tudo “aos políticos”, como se eles tivessem vindo de Marte, apesar de que nossos políticos são amostra do nosso povo e produtos da nossa cultura.”

    Como se eles tivessem vindo de Marte!!! Perfeito. Como se os nossos políticos não fossem até à raiz da elite graneirinha, skafadinha, dos quatro pontos cardeais deste país, uma elitizinha do século dezenove que teima em levar o país de volta ao século dezoito. É de lascar! E o culpado é o pobre infeliz do pobre, manietado, bombardeado diuturnamente nos ouvidos, olhos, corações e mentes, manipulado e teleguiado pela meretriz das meretrizes, a quenga platinada, amiga número um dos bolsos gorduchos dos seus donos, dos sonegadores do HSBC, dos blindados da Zelotes, da compra do silêncio da Alstom por 60 milhões de reais para se admitir corrupção sem corrompidos. Prostituta Globo e satelites do J.Hawilla, entreguista mor a soldo de quem der mais, tanto de fora como de dentro do pais onde a grana suja impera.

    Um grande país é o fruto da sua elite pensante. A nossa elitizinha representada nos políticos de que se dispõe é a elitizinha CUNHADA na roubalheira onde cunhas e mais cunhas são apenas o natural efeito dos purgantes que tais elites representam. Tire-se um CUNHA (e que saia já, para ontem) e outros representando a dita elite o substituirão, quase que imediatamente. Talvez seja melhor deixá -lo, este fardo imundo que desmoraliza a cada dia que passa a oposição mais ladra, incompetente, desprovida de qualquer projeto que sirva à nação, um esterco e vazo de corrupção, o maior que já se viu neste país.

  25. Tacitamente minha família só fala amenidades e põe a vida em dia pois nos vemos pouco durante o ano.
    Ainda bem, pois uma pessoa de que gosto muito pensa diametralmente diferente de mim.
    Nos respeitamos no facebook e nas festas, e assim fica o afeto.

    Bom Natal para todos e para você e sua família, Edu.
    Que os chatos e coxas estejam mansos, a fim de conviver em paz.

  26. Um cidadão ir para uma festa de confraternização com parentes e amigos, seja no Natal ou não, para tratar de politica, para provocar alguém de ideologia diferente da sua para uma discussão , só cria constrangimento , mal estar, não ajuda em nada. Atitudes desse tipo só podem ser coisa de militantes fanáticos, que vivem para isso, respiram política o tempo todo, e que certamente são pagos para tal pelos partidos que defendem. Quantos aos países escandinavos , num passado não muito recente, também tiveram sua fase de grande corrupção.

  27. Um abençoado Natal para ti e tua família e um próspero 2016, Eduardo! :)

  28. Como sou feliz por ser um mineiro que mora em Recife! Todos os reacinhas de minha família estão a exatos 2086 km de distância, bem acomodados em Belo Horizonte. Não quero conversa nem por skype, que é para a maionese não desandar.

  29. Prezado Eduardo, prazer ler os seus textos. Como a minha família é composta essencialmente por reacionários na sua grande medida, analfabetos políticos, passarei esta época de festas ouvindo boa música e lendo bons livros, sozinho.

  30. Eu uso o dedo do meio mesmo. Discretamente, para não chocar os mais velhos nem corromper as crianças. Funciona que é uma beleza: o chateador fica com “cara de moleque com o fundo c**ado” e sai de fininho…

  31. Caro Eduardo, você parece, pelo texto, que tem um autocontrole glacial nórdico. Não é o meu caso, acostumado com praia, suor, chope gelado e um bom papo. Nessas festas de fim de ano com certeza iremos deparar com o famoso prego. Aquele sujeito chato, mala-sem-alça e ignorante, que infelizmente é parente e não temos como evitá-lo. Ontem houve um climão na festa. Fui com a família para Minas passar o natal, rever minha mãe, tias, primos, outros parentes e aderentes. Eis que aparece um marido da minha prima, que nem brasileiro é e começa a puxar saco do Aécio e xingar o Lula, Lulinha, PT, Zé Dirceu, etc, etc. Eu saindo fora e o caro atrás, eu me afastando e o sujeito insistindo… Até que não houve jeito, parti para cima e quase saímos no braço. Pintou o famoso climão. Ainda bem que já era no final da festa e fui embora. O FDP pode ter conseguido me tirar do sério, mas tudo o que estava entalado a anos eu pus para fora. Ele ouviu poucas e boas, mas no final a coisa fica chata para todos. Resolução tomada: próximo natal pago a passagem para minha mãe vir para o Rio.

  32. Graças a Deus meus familiares são da classe operária e a maioria de etnia Negra. Não há playboy no meio de nós e consequentemente ausência de papo coxinha! kkkk

  33. Como eu vivo essa situação cansativa, tomei a decisão de passar o Natal e virada de ano, com meu marido também petista, filhas, genro e neto.

    FOI A PAZ DE DEUS!!

  34. Li seu manual. Elementaríssimo ante os desafios postos pela etapa atual do processo civilizatório do Brasil.

    Seja como for – mérito seu – a iniciativa é elogiável [e imprescindível]. E, dada as peculiaridades do NOSSO país, especialmente suas incomparáveis riquezas, seu triste, deplorável e secular histórico de injustificáveis iniquidades sociais, assim como, seu inegável e fabuloso potencial de desenvolvimento socioeconômico, o melhor mesmo é fazer com que o parente reaça entenda que em tais circunstâncias e muito diferente do que é ser reaça em países da Europa, por exemplo , ser conservador político no Brasil [diferente de ser conservador de imóveis ou coisa do gênero] é ser – conscientemente ou não – um sádico.

    Aceite um forte abraço,

    Respeitosamente,
    Mário.

    • Por favor, em lugar de “processo civilizatório do Brasil”, entenda “processo civilizatório no Brasil”.
      Obrigado.

  35. Como eu até fui esperta, não dei oportunidade a qualquer parente ‘reaça’ e fiquei bem distante deles. Preferiria passar sozinha a ter que suportar parentes reacionários, que nada tem a ver comigo, a não ser, termos nascido na mesma família. Assim, deu certo de passar as festas natalinas em paz, longe de reacionários, somente com um irmão, que não pensa como eu, mas respeita meu partido político e minha opção ideológica. Na entrada de Ano Novo, passei com os dois irmãos, em cidade do interior e cunhado, que igualmente respeitam opiniões alheias, sem brincadeiras de mau gosto. Foi ótimo, em paz e um feliz 2016 para todos!

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.