Golpistas ainda vão ter que suar muito a camisa…

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

golpistas

 

Vai chegando ao fim uma semana tensa na política por conta de decisões do Tribunal Superior Eleitoral e do Tribunal de Contas da União desfavoráveis a Dilma Rousseff. Além disso, após alguns sucessos, a nova base aliada, oriunda da recente reforma ministerial, não conseguiu pôr em votação as pautas-bomba que criam despesas para o governo.

Seria ridículo dizer que as coisas melhoraram para o governo, mas entendo que não aconteceu nada que já não estivesse previsto.

Em primeiro lugar, só se surpreendeu com as decisões desfavoráveis a Dilma no TCU e no TSE, quem quis.

No caso do TCU, era mais do que previsível que a Corte não levaria em consideração a destituição do relator Augusto Nardes devido ao corporativismo. Seria como pedir a destituição de Joaquim Barbosa durante o julgamento do mensalão.

Aceitar afastar Nardes seria um reconhecimento dos outros ministros de que algo vai muito mal no TCU – e os Tribunais de Contas deste país não andam tão bem, em termos de imagem, para passarem um recibo desses.

Apesar de parecer, portanto, um tiro no pé do governo ele ter pedido para o TCU afastar Nardes, o ministro Luís Inácio Adams (Advocacia-Geral da União) afirmou nesta quinta-feira (7) que o Planalto não errou a estratégia, mesmo tendo comprado desgaste com o tribunal ao propor a troca do relator das contas.

“Não, nós não erramos. Tínhamos a convicção de que havia um vício e ainda temos essa convicção. Evidentemente o tribunal não acolheu, é normal. Agora, eu tenho sempre a possibilidade de retomar a discussão no judiciário, isso é normal. A decisão, o posicionamento do TCU não é decisão definitiva da matéria. O assunto irá para as instâncias apropriadas se for necessário”, afirmou Adams.

Além disso, segundo o advogado-geral da União “ainda não há necessidade” de recorrer ao STF contra a decisão do TCU. Adams também afirmou que “o assunto irá para as instâncias apropriadas se for necessário”, mas que, no momento, “O governo ainda aguarda o julgamento do mérito pelo plenário do STF do pedido de suspeição do relator, o que poderia anular a rejeição do balanço”, ou seja, do parecer desfavorável ao governo.

Além disso tudo, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, declarou, também nesta quinta-feira, que a tramitação da votação sobre o relatório do TCU deve ocorrer só em 2016, na retomada dos trabalhos Legislativos, a partir de fevereiro.

No TSE, corre a mesma coisa. A Corte tomou uma posição que está sendo fortemente combatida por uma miríade de juristas, ainda que haja alguns a favor. De qualquer modo, não houve nenhuma decisão de condenação da campanha de Dilma Rousseff e Michel Temer. As ações do PSDB naquela Corte estão sendo discutidas.

O que foi aprovado foi o prosseguimento da discussão, sem entrar no mérito.

Nesse aspecto, em conversa com o jurista Dalmo Dallari na última quarta-feira, o Blog obteve a informação de que um processo desses no TSE irá durar alguns anos. É bem possível que não termine antes do mandato de Dilma.

Por que? Porque não basta afirmar que houve dinheiro de corrupção na campanha de Dilma. Não basta um delator afirmar isso. É preciso provar, e provar que o ato foi cometido com a anuência da presidente da República e/ou de seu vice.

“Ah, mas tem o domínio do fato”, dirão alguns. Não tem, não. Segundo o jurista, a tese é muito mais incabível em um processo como esse do que no processo do mensalão. Para fazer valer algo assim demoraria anos e a possibilidade de sucesso dessa tentativa não é nem expressiva, por mais que nunca se possa desconsiderar nada quando há política envolvida.

Por fim, a reengenharia na base aliada do governo não ter conseguido colocar em plenário um número suficiente de deputados para votar as pautas-bomba não significa que não tinha força para rejeitá-las. Pelo contrário: Eduardo Cunha vem postergando a apreciação dessas matérias porque tem medo de ser derrotado.

Trocando em miúdos, como gosta de fazer este Blog, o fato é que as notícias sobre a morte do governo Dilma continuam exageradas. Eu diria que continua tudo como Dantes no Quartel de Abrantes. Os enxadristas à direita fizeram que todos sabiam que fariam. Porém, os próximos movimentos é que são elas.

Poupe seu estômago, seu fígado e seu cérebro, se for simpático ao governo. E poupe-se de comemorações precipitadas, se for antipático. A ambos, porém, a recomendação é a de que se preocupem com a vida pessoal. Podem até não conseguir derrubar Dilma durante seu mandato, mas estão prejudicando MUITO o país. Inclusive você.

Tags: , , , , , ,

89 Comentário

  1. A quem interessar saiu um artigo na BBC que analisa com profundidade o por que das economias emergentes estarem em processo de desaceleração.

    http://www.bbc.com/news/business-34475609

    Pra quem não tem conhecimento do inglês é só copiar e colar no google tradutor que quebra o galho…

    • Olha… li a reportagem da BBC até onde consegui. Li em inglês mesmo, pois não tenho dificuldade com o idioma.

      A credibiidade daquilo é a mesma de uma reportagem da Veja denunciando que Romário tem 2.5 milhões na Suiça.

      A legenda da foto “Russia’s conflict with Ukraine has led to economic sanctions against the country” é de revirar o estômago. Os EUA apoiaram a derrubada do governo legitimamente eleito de forma democrática na Ucrânia. A Rússia interviu de maneira muito bem sucedida impedindo que houvesse matança na Criméia. As sanções já estavam planejadas de antemão. E a BBC passa a imagem invertida, assim como a Veja. Coloca a culpa em quem foi e está sendo agredido (no caso, a Rússia). Deprimente.

  2. Me parece que o grande objetivo é estabelecer um ambiente de tensão constante e incerteza para minar a capacidade do governo se recuperar economica e politcamente, uma coisa levando a outra. No limite se houver viabilidade, tirar a Dilma.
    Mas a questão é que apesar dos criminosos irresponsáveis Gilmar, Cunha, Aécio e trupe estarem dispostos a tudo, boa parte da sociedade tem bom senso para não aceitar esse cenário de caos e impasse. Isso porque mesmo os que preferem o PSDB no lugar do PT, sabem que não é assim, tipo tiram a Dilma hoje, amanhã convocam eleição, depois de amanhã o Aécio se elege, no dia seguinte toma posse e tudo mundo acha que é isso mesmo.
    Uma nova eleição agora não seria um pleito normal, mas sim uma guerra, literalmente, com muita violência e quem sabe mortes. Os caras, os sensatos, de esquerda, centro ou direita, sabem disso

  3. O objetivo maior de todas essas ações da direita é desgastar e manter a Dilma na defensiva.
    E ela fica demais na defensiva.
    Ela deveria ir semanalmente na TV e usar uma linguagem simples para conversar com a população.
    Explicar para a população que a crise não está tudo isso que é difundido pela mídia.
    Nas minhas “andanças”, tenho ouvido isso de muita gente simples pelas ruas.
    Mas, sinceramente, a Dilma não tem esse “traquejo”.
    Nessa comunicação com a população o Lula é imbatível. Pra desespero da oposição.

  4. Não se iludam quando a direita começa a pedir a cabeça do Eduardo Cunha, que está mais sujo do que pau de galinheiro, e porque já tem outra pessoa para ocupar o seu lugar e ele se chama Jarbas Vasconcelos. Com esse traíra na presidência da Câmara a coisa fica mais fácil para os golpistas, já que Jarbas Vasconcelos passa a imagem de político sério e sem acusações de corrupção e aí o bicho pode pegar para a Dilma, já que ele e antipetista ferrenho. Todo cuidado e pouco com essa gente que vem demonstrando claramente que não vai descansar enquanto não derrubar Dilma.

  5. Estamos aqui na retaguarda esperando para ver se esses politicos corruptos vão ter coragem de encostar na Dilma aí daqui do sertao do Ceará reagiremos.

  6. Homenagem a Che Guevara : “Os podero$o$ podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera”.

  7. Olá Eduardo. Você e seus textos são um alento para nós, que torcemos pelo governo de Dilma e pelo país. Que sejas abençoado, você e seus familiares. Obrigado pela dedicação em nos esclarecer. Sou sinceramente grata.
    Andei muito tensa com as últimas notícias, preocupada com a possibilidade do impeachment..
    Um grande abraço.
    Dilma Coelho

  8. Vou seguir seu conselho Eduardo. Assistir a Globo e acompanhar a grande imprensa está me fazendo mal.O que você disse ao final do seu artigo: “Poupe seu estômago, seu fígado e seu cérebro, se for simpático ao governo. E poupe-se de comemorações precipitadas, se for antipático. A ambos, porém, a recomendação é a de que se preocupem com a vida pessoal. Podem até não conseguir derrubar Dilma durante seu mandato, mas estão prejudicando MUITO o país. Inclusive você.”

    Vou me preocupar mais com minha vida pessoal. Em janeiro vou prá Natal e usufruir do litoral Potiguar.

  9. Conforme já disse o Ciro Gomes, por quem não nutro, digamos, assim, tanta simpatia: “os golpistas são uns frouxos”!
    Eu acrescento: os golpistas são uns frouxos e, também, um amontoado de bandidos e corruptos!

  10. Edu, sabemos que contra o PT não previsa provar nada, basta indícios, denúncias de adversários ou acusações vazias da mídia. O “mentirão” mostrou muito claro isso, assim como as ações do juiz Moro, que mandou prender a cunhada do Vacari por achar que ela era a pessoa que parecia nas gravações, mas não prendeu a esposa do Eduardo Cunha, que tem comprovadas contas na Suíça,
    Também sabemos que contra o PT todo o processo é muito mais rápido. Os tucanos se livram pela prescrição.

  11. Não há prova capaz de dar lastro jurídico ao impeachment,diz jurista Renato Quinalha : http://www.vermelho.org.br/noticia/271283-1

  12. Estou seguindo à risca sua recomendação há algum tempo, estou cuidando mais de mim.

    ‘Poupe seu estômago, seu fígado e seu cérebro, se for simpático ao governo. E poupe-se de comemorações precipitadas, se for antipático. A ambos, porém, a recomendação é a de que se preocupem com a vida pessoal. Podem até não conseguir derrubar Dilma durante seu mandato, mas estão prejudicando MUITO o país. Inclusive você’.

    grande abraço e beijos na vitoriosa Victória.

  13. Esse time da oposição golpista que deseja derrubar a presidenta legítima Dilma Rousseff, é da pesada, vejamos:

    a) Aécio Neves, menino velho do Rio, de Cláudio e de Furnas; b) Eduardo Cunha, o homem de 5 milhões de dólares, que continua solto e presidindo a principal Casa do parlamento brasileiro; c) Nardes, o homem da operação Zelotes, ex-Arena, indicado de Severino, atual presidente do TCU; d) Gilmar Mendes, também conhecido como Gilmar Dantas, o habeas corpus para banqueiro mais rápido do Oeste – dois em 48 horas, de madrugada; e) Agripino Maia, denunciado pelo MPF por propinas no RN; f) Caiado, homem da UDR, jagunço e porta-voz do latifúndio mais atrasado do país; g) Paulinho da Força, pelego, traíra e serviçal das elites no meio sindical, igualmente denunciado por envolvimento em empréstimos do BNDES. E claro, para completar o time, os barões da mídia golpista, meia dúzia de famílias que se deram muito bem durante a ditadura militar e que dominam o monopólio das comunicações no país e usam este super poder para detonar o governo federal, o PT, Lula, Dilma, a Petrobras, desestabilizar a economia e blindar os tucanos e afins.

    É esta a reserva moral que pretende derrubar a nossa presidenta, eleita por 54 milhões de brasileiros, e contra a qual não há um indício sequer de envolvimento em falcatruas, ao contrário dos que desejam derrubá-la.

  14. O desespero aumentou com a proibição das doações da empresas. Aquele xilique do Gilmar Mendes não foi de graça e a oposição sabe que quanto mais próximo das eleições mais difícil será manter a maioria contra o governo. Se a Dilma aprovar o CPMF e conseguir equilibrar as contas o xilique de Gilmar Mendes vai contagiar toda a oposição e alguns aliados do governo. É bom lembrar que sem as doações, de empresas, os políticos com bases em sindicatos e assemelhados terão mais chances de se elegerem. Os que não, tentaram usar as maquinas governamentais e é aí que a oposição enxerga o perigo de deixar chegar até as eleições. A oposição ficou mais agressiva por que sabe que a derrota das próximas eleições pode chegar antes do previsto.

  15. Olha, que não cometam essa burrada, porque vamos as armas. Esses canalhas, não sairão mais as ruas. A principal ação, será a de abrirmos as portas dos presídios, e mandar a turma detonar. Esse 64, vai custar muito caro, ah se vai.

  16. Edu,
    Uma pergunta: com as comprovações crescentes da improbidade (fui delicada, heim!) do Eduardo Cunha, se ele for afastado quem assume a presidência da Câmara? Aliás, a qual autoridade compete afastá-lo? Em que prazo poderia se dar este processo? Cabe aí algum rito sumário dada a contundência das provas com a assinatura de próprio punho?

  17. Existem 4 acusacoes contra a Sra Roussef:

    1) pedaladas fiscais – o mandato em que ocorreram ja foi extinto e portanto nao pode ser cassado; porem dizem (VEJA e demais “golpistas”) que ela esta’ pagando as contas das tais pedaladas justamente no mandato atual; ai’ sim ela a coisa complica muito pro lado dela.

    2) Decretos sem aprovacao do legislativo – o mandato em que ocorreram ja foi extinto e portanto nao pode ser cassado

    3) Caso PTBras – ela vai passar o tempo todo dizendo que “nunca soube de nada”, juridicamente ela so’ pode ser condenada por atos e nao por omissao, e’ impossivel juridicamente acusa-la por prevaricacao. Em portugues claro: ela tem o direito de dizer que e’ burra, idiota, incapaz, nao sabe o que se passa ao seu redor.

    4) Propina no caixa 1 – juridicamente e’ o fato mais forte, mas….o TSE vai ter coragem ? Se tiver, o STF vai reconhecer ? A aceitacao do fato juridico por enquanto esta’ restrita a um tribunal de 1a instancia

  18. Eu to de saco-cheio dessa crise, ta me perturbando o sôno. Nesse sentido foi certeiro ao pregar um pensamento que cuidemos de nossas vidas. Mas o País parece está engolido na tensão, no que vem amanhã. A intensidade das coisas e quem gera essa intensidade propõem as regras do combate. Aqui no Brasil o governo não propõem intensidade, ele administra a intensidade alheia. Eu estudo a Bolívia em meu mestrado. Lá é o governo quem escolhe quais conflitos a sociedade vai discutir, o governo impõem a tensão que vai prevalecer. É claro que isso já foi estigmatizado aqui, chamam de chavismo. Eu não sei, do fundo do coração, se o chavismo é a solução para o Brasil. Ficar denunciando golpe o tempo inteiro é angustiante, porém é necessário. Chavez queria de certa maneira a política feita com radicalismo, pois a luta é assim, o PT quer ir aos poucos mudando. São estratégias diferentes. Eu tenho uma vertente petista em achar que o melhor é por panos quentes para governar tranquilo, pra mim pessoalmente ia ser melhor, minha vida anda melhor com a esquerda governando sem perigo de cair. Eu quero isso logo. O governo talvez perdeu a oportunidade de ter sido mais chavista no final do governo Lula, ou pode ser que essa possibilidade ainda não apareceu. Tenho esperanças que o fim do financiamento privado possa construir essa possibilidade. Como diz Sun-Tsu “só entre numa guerra no qual saiba que possa vencer”, Só sejamos Chavista quando a vitória é realidade provável. A América Espanhola sempre avançou mais que a gente, estavam fazendo república enquanto criamos império, Mas chegamos na República um dia, chegaremos lá. Agora é ter um governo, mesmo que com mais PMDB nele. Eu prefiro assim, quero sossego!

  19. Caro Edu,

    Sempre acesso as informações disponíveis em seu blog, gosto do modo de como você analisa e explica, em detalhes, a situação política, econômica e até fatos históricos, recentes ou antigos.

    O objetivo maior deste comentário é para alertar, através deste blog que tem grande audiência, que o governo de São Paulo, começou a investir para se criar o clima de junho de 2013, agora, o que agravaria muito a situação do país.

    Como vimos ontem, a truculência da polícia paulista, enfrentando com spray de pimenta, cassetetes e prisões sem necessidade, jovens estudantes que protestavam, contra a decisão, absurda do governador Alckmin, de fechar escolas.

    Essa reação da polícia é comparável com a que teve em junho de 2013 contra o movimento Passe Livre e que gerou a solidariedade de todos os setores da sociedade e que depois foi sequestrado (o movimento) pela mídia comprometida com a direita, sem moral e sem escrúpulos.

    Sugiro que você investigue e divulgue isso, alertando, inclusive, o governo federal sobre essa situação.

    Grato

  20. Eduardo

    O problema disso tudo é que o nosso País continua paralisado por conta das notícias negativas dadas pela imprensa golpista e repercutida pelos golpistas do TCU, Gilmar Mendes do STF e a oposição que não tem nenhuma responsabilidade com o povo brasileiro.

  21. Edu,

    Os tribunais de contas não JULGAM, no sentido jurídico do termo (até porque são meros tribunais administrativos, órgãos auxiliares dos respectivos poderes legislativos, não pertencem ao Poder Judiciário), as contas do nenhum chefe do Poder Executivo; apenas EMITEM UM PARECER PRÉVIO SOBRE AS CONTAS, que poderá ser derrubado ou não pelo Poder Legislativo a depender do quórum qualificado.

    É preciso aclarar as coisas, para que não reine mais confusão ainda a esse respeito.

    E vamos lutar pela nossa democracia, com todas as forças, de quem não aceita retrocesso institucional nem golpismo.

    Stella

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.