Gilmar Mendes debocha da estátua em frente ao STF

stf

 

O conceito de Justiça se vale de simbolismos para fazer as sociedades acreditarem que juízes julgam sem se pautarem por pré-conceitos de qualquer espécie. O site do STF define a cegueira da estátua da Justiça que foi estrategicamente colocada à porta daquela Corte como “Símbolo da imparcialidade”.

Dia após dia, um dos ministros mais antigos do Supremo passa diante daquela estátua sem se dar conta do seu significado. Ou debochando dela.

Após todos os showzinhos que o ministro deu ao longo da tramitação da Ação Direta de Inconstitucionalidade 4650, de autoria da Ordem dos Advogados do Brasil e que versou sobre o financiamento de campanhas eleitorais, Mendes encerrou (?) sua participação naquele processo com um esperável “gran finale”.

Confira, abaixo, a última afronta de Mendes à estátua que desafia diariamente ao ir trabalhar.

Existirá algum entre o 1,5 milhão de filiados ao Partido dos Trabalhadores que Gilmar Mendes considere digno? Pelo visto, não.

Essa entrevista que, suarento e destemperado (como de costume), Mendes deu ao Jornal Nacional, manda uma mensagem à sociedade: qualquer cidadão que exerça seu direito constitucional de apoiar o Partido dos Trabalhadores – mesmo que não tenha ligação de qualquer espécie com o partido – estará ameaçado pela injustiça caso sua causa caia nas mãos desse juiz.

Aqueles que não entendem nem o conceito de democracia e, portanto, muito menos o de Justiça, acharão ótimo. Isso porque não se perguntam o que mais integra o cabedal de ojerizas de Mendes.

Será que você, que pensa assim, encaixa-se à perfeição no ideário desse magistrado sobre quais devem ser as posições e características gerais de um cidadão para lhe merecer um julgamento justo?

Um julgador que não se pauta pela premissa a que a estátua em frente ao STF conduz – a de que a Justiça deve ser “cega”, ou seja, não deve levar em conta as opiniões, a etnia, a religião, a condição social de alguém ao julgá-lo –, não tem como decidir de forma justa.

A incapacidade de um magistrado para deliberar com a cegueira conceitual da Justiça o inabilita para a função.

Ao abrigar um magistrado como Gilmar Mendes, o Supremo Tribunal Federal deveria mandar retirar da entrada de sua Sede a estátua de granito de mais de três metros de altura da deusa Themis, esculpida em 1961 por Alfredo Ceschiatti.

Enquanto ela estiver lá, constitui denúncia constante de que aquela Corte abriga um magistrado que desafia e conspurca o conceito de justiça com seu partidarismo suarento, debochado e constrangedoramente escrachado.

Tags: , , , ,

147 Comentário

  1. Aquela estátua da deusa Themis há muito tempo está desmoralizada.

    O Judiciário sempre foi poder auxiliar das elites, e ainda é, pois todos sabemos que só são punidos e vão para a cadeia os quatro “P”s: pretos, pobres, putas e petistas.

    Nossa Justiça pode ser cega, mas tem olfato e tato apuradíssimos para sentir o papel-moeda!!

    • A dobradinha “Mercado”, que fala nas telinhas da GLOBO, e agentes corruptos do Judiciário, quando se trata de Gilmar Mendes, atravessa todos os limites toleráveis e chega às raias do surrealismo. Inacreditável que uma classe dominante sonegadora, rentista e corrupta queira fazer a população acreditar que marionetes desse jaez sejam Juízes. O modelo de política reformista que se instalou no país, em que pesem todos os ataques e baixas sofridas, tem o mérito de, desde o espetáculo de “teatro rebolado” que o STF protagonizou em 2012, na fraudulenta ação penal 470 e agora realiza em conluio com a suposta e inacreditável Vara multi jurisdicional de Curitiba, ter desnudado aos olhos da nação a corrupção generalizada que infesta de forma escancarada as instituições brasileiras. A denúncia assustadora daquela Corregedora do CNJ indicava apenas a ponta do iceberg. Há “…bandidos escondidos…” em todas as instituições da República em tamanha escala que até o PMDB pode se vangloriar de ainda poder ostentar algumas virtudes.

  2. Já perdi a fé na justiça brasileira, talvez só não seja pior que a paraguaia!

  3. Simplesmente surreal !

    A poluição ideológica do Ministro é tanta, que é capaz de fazer análises jurídicas (nos julgamentos, principalmente) tão descerebradas quanto colunas de opinião política na Veja

    O pior, é que ainda tenta convencer o restante da sociedade civil de que está certo, por uma suposta cientificidade que o cargo lhe confere

    Não sei o que é maior nesta triste figura do STF: Se o seu partidarismo ou seu ego

  4. Sobretudo chama a atenção a “jornalista” papagaio do Kamel explicar o que significa cleptocracia, com a nítida intenção de impingir a marca de ladrão ao governo para os descerebrados que ainda assistem esse panfleto eletrônico.
    Aproveita, “jornalista”, seu emprego não deverá durar muito mesmo!

  5. O judiciário brasileiro é composto, em larga medida, por facínoras corruptos e aproveitadores; e Gilmar Mendes, talvez, seja o pior deles.

  6. Li no site vermelho.org.br o post “Dia 3 de Outubro: A Democracia vai pôr o bloco na rua”. Essa data esta sendo escolhida porque no dia 03 de outubro a Petrobrás estará completando 62 anos. Pois é, tal qual aconteceu no dia 20 de agosto, no dia 3 de outubro estaremos de novo nas ruas defendendo o governo Dilma, o nosso pré-sal, e dizer não ao golpe.

  7. Este seu artigo, xará, me fez recordar de uma frase do maior brasileiro do século passado, Ruy Barbosa: “A pior ditadura é a ditadura do Poder Judiciário. Contra ela, não há a quem recorrer.”

  8. Nenhum país sério teria um sujeito desse na Suprema Corte, esse homem é um escárnio.

    • Ele é um de-lin-quen-te, ele é o próprio clep-to-ma-ní-a-co a proteger estupradores, udenistas e outras pragas.

  9. Cabeça do Mal.
    Não posso pensar em outra coisa.
    Esse Gilmar faz parte de uma turma liderada por FHC, que alimenta a ira da elite.
    É a eterna luta do bem contra o mal.
    Gilmar não tem nada que o faça ser uma pessoa respeitosa e respeitada.
    Ele é único, e como tal não tem respeito pela própria Côrte onde trabalha.
    Seu coronelismo beira o ridículo.
    Mas, mesmo para uma Democracia, ele excedeu todos os limites.
    Já deveria ter sido impedido de suas funções.
    Como está protegido por uma verdadeira muralha político midiática, mantém sua metralhadora virada para seus opositores.
    A Côrte vem perdendo sua moral e sua finalidade, na mesma medida em que não faz nada para conter os devaneios desse desequilibrado.
    Por isso, surgem aventureiros justiceiros como aquele da República do Paraná.
    Por esse e por outros, o Brasil atravessa essa crise.
    Culpa única e exclusiva da covardia do PT.
    Um partido que representa uma massa trabalhadora como a nossa, não pode se acovardar com as agressões de uma Rede Globo, por exemplo.
    Creio ser esse o maior sentimento de desamparo, que toma conta dos trabalhadores.
    Se o PT estivesse reagindo à altura, creio que o povo estaria mais satisfeito.
    Ainda há tempo de nos salvar das garras tucanas.
    Reage PT !

  10. Finalmente, uma autoridade pública influente e poderosa teve a coragem de denunciar algo que Dan Herman no seu blogue já vem advertindo há vários meses os jovens da Geração Muda Brasil.

    Para entender de fato por que o Brasil é uma CLEPTOCRACIA e não uma democracia leia AGORA o esclarecedor artigo “BRASIL: DEMOCRACIA OU CLEPTOCRACIA?”, disponibilizado em Tópicos Recentes de http://www.salvesequemsouber.com.br

    Os CLEPTOCRATAS no poder estão nos conduzindo para uma condição inescapável, de acordo com a inexorável Lei de Causalidade: a transformação do Paraíso Tropical no Inferno Latinoamericano. Uma tragédia que já está se desencadeando.

  11. Acho que qualquer ação jurídica que tenha o PT como parte direta interessada, o PT deveria entrar com uma ação de suspeição contra o Gilmar Mendes, pois esse não tem condições de julgar nada contra o PT com isenção. Qualquer ação que ele seja relator ou qualquer votação em plenário, o Gilmar Mendes não deve participar pois o mesmo, pelos fatos já vistos e declarados por ele, é inimigo do PT. Conforme consta em lei a suspeição de juiz cabe neste caso.

  12. O jornal de direita “O Tempo”, de Belo Horizonte, aliado do tucanato (mas, generosamente
    abastecido de propagandas do governo do petista Pimental e do governo federal) publicou
    na capa de ontem que o Ministros do Judiciário ganham mais de 100 mil reais de salários
    por mês. Como isso não bastasse estão reivindicando o custeamento pela União dos
    estudos universitários dos filhos.
    Que país é este?????

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.