Enquanto houver Marietas Severo, Faustões não passarão

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

marieta capa

 

O último domingo foi um dia de efervescência política – como de costume, a partir de São Paulo. Em um improvável dia para tantas emoções, em geral reservado ao descanso ante a semana “útil” que recomeça, demonstrações públicas de civismo e de intolerância.

Por onde começar? Talvez pelo mais importante. O que seja, que nem tudo está perdido.

O título deste texto alude a episódio ocorrido na última edição do programa Domingão do Faustão. O assunto está “bombando” nas redes sociais por conta de uma cena rara, nos últimos tempos. Uma mulher de feições serenas, fala firme, porém suave, se contrapôs a um discurso absurdamente derrotista e deprimente, vertido por um importante comunicador de massas em uma concessão pública de rádio e tevê, transformada em palanque eleitoral de forma absolutamente ilegal e incompatível com a coisa pública.

Antes de prosseguir, um lembrete: a faixa do espectro radioelétrico por onde é transmitida a programação da Rede Globo é como que uma via pública, pertence a todos e não pode ser usada por grupos políticos ou seus representantes, ao menos não sem que grupos políticos de todos os matizes possam se manifestar em igualdade de condições.

Todos sabem que há décadas que as famílias que detêm concessões de rádio e televisão neste país usam essas concessões para difundirem suas opiniões político-ideológicas, mas, no último domingo, essa lógica sofreu um abalo.

Apesar da iniciativa lamentável do apresentador Fausto Silva de formular um discurso derrotista e partidarizado contra o grupo político que ocupa o poder, o que se torna lamentável por ele ter achado lícito fazer esse discurso, ocorreu uma surpresa. Ao contrário do que costuma acontecer, quando a discordância de posições tão polêmicas costuma ser reprimida pelas Redes Globo da vida, convidada do “programa do Faustão” enfrentou, com rara elegância, a estupidez que acabara de ser proferida por seu anfitrião.

O vídeo abaixo mostra como a atriz Marieta Severo, ex-mulher do cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda, respondeu a afirmação absurda de Faustão, de que o Brasil seria “o país da corrupção”, “da crise”, enfim, de toda sorte de desgraças por conta de uma situação econômica que não é boa, mas que está longe de ser tão ruim quanto as que viveu em passado não tão distante e que superou com grande sucesso, até há alguns meses.

Marieta Severo cala Faustão from zcarlos on Vimeo.

O grande gol de Marieta foi dizer, com clareza, que viver uma crise econômica não é novidade. Para quem tem memória – e cérebro –, basta lembrar do que o Brasil viveu há pouco mais de uma década, quando políticos que hoje se apresentam como “salvação” para o país pilotaram crise que causou danos muito piores ao emprego, à renda e ao social como um todo, sem falar no estado de miséria em que deixaram a economia do país, ajoelhada aos pés do FMI e sem reservas internacionais.

E só para que não restem dúvidas de que Marieta sabe do que está falando, aí vão alguns dados sobre quanto o país melhorou nos últimos anos, apesar das dificuldades momentâneas

Produto Interno Bruto:

2002 – R$ 1,48 trilhões

2013 – R$ 4,84 trilhões

PIB per capita:

2002 – R$ 7,6 mil

2013 – R$ 24,1 mil

Dívida líquida do setor público:

2002 – 60% do PIB

2013 – 34% do PIB

Lucro do BNDES:

2002 – R$ 550 milhões

2013 – R$ 8,15 bilhões

Lucro do Banco do Brasil:

2002 – R$ 2 bilhões

2013 – R$ 15,8 bilhões

Lucro da Caixa Econômica Federal:

2002 – R$ 1,1 bilhões

2013 – R$ 6,7 bilhões

Produção de veículos:

2002 – 1,8 milhões

2013 – 3,7 milhões

Investimento Estrangeiro Direto:

2002 – 16,6 bilhões de dólares

2013 – 64 bilhões de dólares

Reservas Internacionais:

2002 – 37 bilhões de dólares

2013 – 375,8 bilhões de dólares

Índice Bovespa:

2002 – 11.268 pontos

2013 – 51.507 pontos

Empregos Gerados:

Governo FHC – 627 mil/ano

Governos Lula e Dilma – 1,79 milhões/ano

Taxa de Desemprego:

2002 – 12,2%

2013 – 5,4%

Valor de Mercado da Petrobras:

2002 – R$ 15,5 bilhões

2014 – R$ 104,9 bilhões

Lucro médio da Petrobras:

Governo FHC – R$ 4,2 bilhões/ano

Governos Lula e Dilma – R$ 25,6 bilhões/ano

Falências Requeridas em Média/ano:

Governo FHC – 25.587

Governos Lula e Dilma – 5.795

Salário Mínimo:

2002 – R$ 200 (1,42 cestas básicas)

2014 – R$ 724 (2,24 cestas básicas)

Dívida Externa em Relação às Reservas:

2002 – 557%

2014 – 81%

Posição entre as Economias do Mundo:

2002 – 13ª

2014 – 7ª

Passagens Aéreas Vendidas:

2002 – 33 milhões

2013 – 100 milhões

Exportações:

2002 – 60,3 bilhões de dólares

2013 – 242 bilhões de dólares

Desigualdade Social:

Governo FHC – Queda de 2,2%

Governo PT – Queda de 11,4%

Taxa de Pobreza:

2002 – 34%

2012 – 15%

Taxa de Extrema Pobreza:

2003 – 15%

2012 – 5,2%

Mortalidade Infantil:

2002 – 25,3 em 1000 nascidos vivos

2012 – 12,9 em 1000 nascidos vivos

Estudantes no Ensino Superior:

2003 – 583.800

2012 – 1.087.400

Risco Brasil (IPEA):

2002 – 1.446

2013 – 224

Operações da Polícia Federal:

Governo FHC – 48

Governo PT – 1.273 (15 mil presos)

FONTES:

47/48 – http://www.dpf.gov.br/agencia/estatisticas

39/40 – http://www.washingtonpost.com

42 – OMS, Unicef, Banco Mundial e ONU

37 – índice de GINI: http://www.ipeadata.gov.br

45 – Ministério da Educação

13 – IBGE

26 – Banco Mundial

Notícias, Informações e Debates sobre o Desenvolvimento do Brasil: http://www.desenvolvimentistas.com.br

Como se vê, país avançou muito em pouco mais de uma década. Alguns números pioraram do fim do ano passado para cá, mas ainda são muito superiores ao passado e a piora é recente.

Desconhecer tudo isso, como fez Faustão, e difundir o derrotismo, o pessimismo a partir de opiniões tão pouco embasadas, baseadas em mera conjuntura – que, como demonstra o retrospecto acima, pode ser revertida  como foi a situação dramática do fim do governo Fernando Henrique Cardoso –, é triste.

Mas Marieta salvou o dia.

No mesmo domingo, porém, outros fatos políticos opuseram lucidez e estupidez.

O ex-ministro Guido Mantega voltou a ser agredido publicamente. Desta vez, com virulência ainda maior. As cenas impressionantes sugerem que a agressão poderia ter sido até física, se ocorresse em local que facilita a violência, como a rua.

Apesar de, nesta vez, o restaurante ter tomado providências ao retirar os agressores, infelizmente eles puderam dar seu showzinho.

Porém, mais uma vez, após a tempestade vem a bonança. O Blog do Luis Nassif publicou breve reflexão de lucidez que mostra que há muita gente, por aí, que sabe que não se pode deixar o fascismo proliferar dessa maneira e que a forma de impedir é divulgar evidências do perigo desse tipo de comportamento.

A histeria nazista

Por Jorge Furtado

O clima de histeria fascista, inteiramente criado pela mídia que abandonou o jornalismo para fazer política, em breve produzirá vítimas fatais. Os argumentos racionais se tornaram inúteis, já que muitas pessoas – incrivelmente mal informadas – pensam com o fígado.

No filme Cabaret, de Bob Fosse, Brian (Michael York) fica muito impressionado com a atitude beligerante dos jovens nazistas que agridem um judeu. O nobre Maximiliam (Helmut Griem) diz que ele não se preocupe. “Vamos deixar que eles acabem com os comunistas, depois nós acabamos com eles”.

O tempo passa e, num almoço campestre, Brian e Maximilian assistem um jovem nazista cantar uma linda canção patriótica (O futuro me pertence) que contamina a todos, homens e mulheres se emocionam em louvor cívico. Briam comenta: “Você ainda acha que eles podem ser controlados?”.

Todos sabem quem tinha razão

 

Como se vê, o pior veneno pode vir em uma bela embalagem, muitas vezes em mensagens supostamente patrióticas, mas que contém nada além de ódio.

O fascismo (que permeou o surgimento do nazismo) inspirou-se no nacionalismo e na demonização de grupos acusados de ser responsáveis por todas as agruras do passado, do presente e do futuro. Algo como o que se vê na cena abaixo, o nacionalismo verde-amarelo e os demonizados de plantão.

marieta 1

Felizmente ou infelizmente – depende do ponto de vista –, não foi só. Um ínfimo grupo de representantes do Movimento Brasil Livre foi à inauguração da ciclovia da Paulista fazer provocação político-partidária, por a bela obra ter sido executada por uma prefeitura do PT. Contudo, todos os vídeos disponíveis mostram que foram manifestações isoladas de pessoas que querem impor seus pontos de vista a um direito da cidade de São Paulo de comemorar uma obra de seu interesse.

O grupo, de cinco pessoas, chegou a levantar faixas na altura da Praça do Ciclista, já nas imediações da Paulista com a rua da Consolação, mas a iniciativa foi considerada “afronta” e “provocação” por ciclistas e cicloativistas presentes – que devolveram com gritos de “fascistas, golpistas!” e “A  Petrobras é nossa!”. Nas camisetas usadas pelo grupo provocador havia o nome do movimento “Brasil Livre”, e, nas costas, a frase “Estatais gastaram mais que o previsto”.

Felizmente, assim como nos outros atos de intolerância, este último também foi enfrentado por um belo clima de festa, de congraçamento ante medida de interesse público que promete civilizar a cidade e que está sendo bem avaliada por especialistas e por expressiva parcela dos paulistanos, como mostra o vídeo abaixo, do insuspeito Estadão.

Enfim, foi um domingo intenso. Um domingo que resumiu o momento pelo qual passa o país, em que estupidez e lucidez disputam espaço.

Dirão que a estupidez está vencendo, mas não é bem assim. Os grupos que querem o quanto pior, melhor, podem estar se aproveitando da comoção episódica diante de ajustes pontuais na economia, mas este país tem potencial de sobra para superar essa conjuntura e voltar ao prumo em que vinha até há algum tempo e que acabará sendo retomado, que ninguém duvide.

Tags: , , , , , , , ,

148 Comentário

  1. Com todos estes dados postados aqui, por vc Eduardo.
    Recuso-me a continuar aceitando a proliferação do termo CRISE.
    Não estamos em Crise econômica
    Estamos em crise, sim, de comunicação que está desestruturando
    politicamente o Governo.
    Por isso estamos desarticulados e não estamos sabendo agir ( ainda )
    em conjunto.
    Mas a voz de Marieta Severo é a Voz de muitos!!!
    O que falta é estas vozes se convergirem para uma política comum,
    ações conjuntas que “falem a nossa alma”, como disse Marieta S.

    • É isso! É hora de reação! Estão tentando destruir nosso governo e, consequentemente, todos nós brasileiros. Estão criando o caos. Há um grande conluio e estão proporcionando muitos desempregos. TODOS sabem que aposentadorias reajustadas pelo salário mínimo, quebrará a previdência, mas os deputados querem o veto de Dilma ,para angariar ódio dos aposentados á Dilma. E os brasileiros não percebem, que isso acabaria com a previdência de seus filhos e netos.

    • Estou com você Geraldo, crise criada por essa mídia golpista não vale. A crise é na globo….

    • A crise diante desses números em parte é:o governo se comunica mal com sua população, entupindo de dinheiro a grande mídia com gordos anúncios, com bajulações- caso do omelete- concessões várias, papel isento e que usa todos esses instrumentos para fomentar crises,-super exposição do mensalão e lava a jato- com um juiz parando o país e via de consequência, insatisfações e ódio frequente nessas manifestações de cunho(epa!) fascista contra pessoas cordiais e bem intencionadas como o ex-ministro. O caso desse rico apresentador é sintomático dessa tendência de descrédito e bombardeio sistemático que esta imprensa covarde faz ao próprio país, que bem o alimenta e faz herdeiros bilionários como seus patrões.

  2. Ouvindo A Voz do Bra♥S♥il e postando:
    * 1 * 2 * 13 * 4 *************
    Um poema (acróstico) para Dilma Rousseff, a depenadora de tucanus :
    .:.
    D ilma, de uma nação vitoriosa
    I lustre brasileira lutadora
    L uz de dedicação esplendorosa
    M otivando a pátria gloriosa
    A uma luta digna, vencedora.
    ::
    L uz do povo brasileiro
    U m digno e fiel lutador
    L astreando com real valor
    A honra do Brasil inteiro.
    .:.
    D ilma, os conscientes te agradecem
    I nfinitamente por tua digna história
    L utando por todos que reconhecem
    M ais a vida no bem comum de fazer na glória
    A grande pátria-nação que os brasileiros merecem
    .:.
    D ilma, coração valente,
    I sso que a gente sente
    L ibertar o ser plenamente
    M antendo sempre presente
    A humanidade inteligente
    .:.
    D ilma deu mais uma surra na ó-posição
    I gual ao que Lula também já fez
    L ivrando o povo brasileiro da infelicitação
    M ostrando que o Brasil tem voz e vez
    A o mundo todo dignificando sua população
    .:.
    L ula livrou 40 milhões da pobreza
    U m feito memorável sem precedentes
    L utando contra a mídia venal, teve a certeza
    A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes
    .:.
    D ilmais deu mais uma surra na ó-posição
    I nstalada na grande mídia venal
    L ula teve a sua participação
    M andando o pig & Cia ao
    A bismo na quarta eleição
    .:.
    D oar-se a seu povo é exemplo dignificante
    I luminando a vida de outros seres lhanos
    L ouve-se quem bem merece que se cante
    M aravilhas de se acreditar nos humanos
    A promover em cada ser o mais do ser em ser interessante
    .:.
    L ivrando da pobreza absoluta 40 milhões de brasileiros
    U m feito sem igual que por si só já bastaria
    L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
    A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia

  3. Fundamental compartilhar este post no twitter e facebook.
    Vou até salvar para mostrar os dados aos que ainda mantêm um mínimo de debate racional.

    Aproveito para mencionar que a inauguração da ciclovia na Paulista estava MUITO movimentada, dezenas de milhares de pessoas presentes, mas não mereceu nenhum destaque da nossa mídia “isenta”. Foi um marco fundamental para a cidade de São Paulo, assim como a implantação dos corredores de ônibus.

  4. Tudo nos governos Lula e Dilma melhorou em mais de 100% nos últimos 12 anos, isso porque Lula recebeu o Brasil destroçado, afundado em dívida, com uma grande desigualdade social, muita pobreza. Imagina se Lula tivesse pego o país como ele está agora! Lula fez muito em consideração ao que achou. Agora no governo Dilma, a oposição, a mídia e até uma parcela do povo tão querendo trazer de volta o atraso, a desesperança que o tal do Faustão disse, mas temos de continuar lutando para impedir o retrocesso!

  5. Mais acachapante que a obtusidade do Faustão, que afirmou que o Brasil é o país do desemprego, sendo que tem uma das menores taxas do mundo, só mesmo os números avassaladores que o Edu postou fazendo uma “pequena” comparação entre a era FHC e a do PT.
    É muito mais que Alemanha contra a seleção da CBF. Não é 7 X 1, porque os tucanos não fizeram um mísero gol de honra!

  6. Edú,

    Eu vi também Jonas Bloch dando uma aula de cidadania no programa da “faustosa” Cátia Fonseca.
    Eles não pagam impostos à altura dos seus ganhos e rezam para o Brasil voltar ao estágio da Grécia , como na época dos neoliberalistas e fascistas.
    Esses malufistas enrustidos não aceitam a inclusão social e esquecem seus “mal-feitos”

  7. Marieta é herioina de acordo com Eduardo Guimarães no Face

    “As lutas que mais valem a pena são aquelas que se enfrenta em condição de inferioridade sem cogitar esmorecer. Qualquer um pode vencer uma luta equânime, mas só os mais valorosos persistem quando cada músculo, cada célula do corpo clama pela rendição. Essas são as lutas épicas que produzem os heróis. E não são para qualquer um”

  8. Dois videos explicitam bem seu post: num Bil Clinton elogia o Brasil, o que faz engasgar os apresentadores da Globo News. No outro o mesmo Clinton detona o viralatismo de FHC

    http://jornalggn.com.br/blog/spin-ggnauta/o-brasil-de-lula-vs-fhc-segundo-bill-clinton

  9. Uma coisa que precisa ser debatida é o Direito Penal do Inimigo, a forma pela qual essa onda fascista desencadeada pela midia se concretiza no sistema midiático-penal. Quando do julgamento do “mensalão”, os seguidores do Direito Penal do Inimigo, cuja expressão máxima foi Joaquim Barbosa, não imaginam que a coisa poderia avançar ainda mais como está ocorrendo na Lava Jato. E não adianta a máxima “quem não deve não teme”, pois isso não vale para o mundo do Direito Penal do Inimigo, onde as pessoas, destituidas de sua humanidade, viram não-pessoas e, quando isso ocorre já sabemos: o holocausto é um exemplo claro

    http://jornalggn.com.br/blog/spin-ggnauta/mimetismo-e-direito-penal-do-inimigo-por-eduardo-cabette

  10. Observem a reação de aprovação à Marieta, da bailarina que aparece atrás e movimenta a cabeça, enquanto sua colega ao lado permanece impassível.

  11. A BAILARINA VAI DANÇAR!!

    É só esperar pra vê. Vamos ficar de olho,e se for o caso,ajudar a bailarina.

  12. Enquanto houver Marietas Severo, Bailarinas , Faustões não passarão

  13. muito boa a leitura, e que belo video, esta mesmo na hora de começara a por para correr estes golpistas pago pela CIA, para desestruturar o país, parabéns, pela reportagem Edu

  14. Esse babacão do vídeo deveria saber que a Vale foi doado com 80% de desconto e a preço de lucro de um ano, so podia ser habitante da pauliceia desvairada, isso sim é entregar uma empresa. Agora o senador dele o Serra quem flexibilizar o pré-sal porque é de direito das petroleiras internacionais nós é que nos atrevemos em ter descoberto.

  15. Confesso que não sou drogado, senhor Presidente!

    Por Genaldo de Melo

    As regras constitucionais em nosso país são bastantes claras para que todos possam compreender que têm a mais absoluta liberdade de expressão, mas que não se deixe jamais de ao proferir qualquer opinião particular procurar dentro do que lhes reserva o processo democrático respeitar aos demais, inclusive aqueles que pensam diferente do que pensamos. Se do contrário sairmos todos proferindo impropérios e absurdos contra tudo e contra todos, nesse caso deixamos sim de ter a possibilidade do respeito aos outros, e do mesmo modo, estaremos despeitando as regras que são rezadas na nossa Carta Magna. Não se pode tolher o direito de ninguém de dizer o que quiser dizer a respeito de qualquer assunto, de qualquer pessoa, ou de qualquer instituição, porém que ao fazer isso não se pode e não se deve agredir verbalmente, caluniar, injuriar e tentar contra honra pública.

    Foi um verdadeiro absurdo a utilização do direito da liberdade de expressão que lhe cabe o que fez o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), em sua opinião em relação aos eleitores do Partido dos Trabalhadores em recente entrevista à jornalistas estrangeiros. Quando perguntado sobre sua opinião sobre a legalização das drogas ele ironicamente faz uma alusão metafórica bastante deselegante, ridícula e perigosa, especialmente para um homem público que na condição de Presidente da Câmara dos Deputados deveria respeitar os cidadãos brasileiros que na última eleição votaram no PT, e principalmente ele mesmo dá-se ao respeito como homem público que é.

    Dizer que o drogado começa na maconha, depois vai para o mundo da cocaína, e depois vota no PT, não foi apenas uma opinião torta e doentia de um homem deselegante, que na qualidade de evangélico e totalmente autoritário até nas suas opiniões pessoais, foi um crime verbal que passou dos limites do que pode ser ponderável do ponto da vista da própria liberdade de expressão. Ao proferir esses impropérios ele na condição de homem público rasgou a Constituição Brasileira, quebrou o decoro parlamentar, infligiu aos artigos 138, 139 e 140 do Código Penal Brasileiro. Ao formular uma opinião dessa natureza à jornalistas estrangeiros ele desrespeitou cinqüenta e quatro milhões de brasileiros que votaram na atual Presidente da República, mesmo aqueles que votaram no projeto mas não gostam do PT, mesmo aqueles que votaram no PT e estão arrependidos.

    Alguém deve educar esse deputado que agora na condição do poder que tem, resolveu que vai utilizar os aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para viajar pelo Brasil para se promover e colocar seu nome como alternativa para o país nas eleições de 2018. Ele mesmo tem dito reiteradas vezes em alto e bom som para quem quiser ouvir, que o PMDB “dele” deve participar do processo eleitoral com um nome como candidato. O que se infere nas entrelinhas que o nome do santo Salvador da pátria é o dele. Não somos petistas, mas não temos nenhuma condição de se livrar da indignação de sermos todos chamados de drogados exatamente pelo Presidente da Câmara dos Deputados.

    Se o mesmo na condição de deputado federal, no comando do terceiro poder da estrutura política brasileira formula para gente de fora do país uma opinião preconceituosa, e mesmo criminosa, dessa natureza contra cinqüenta e quatro milhões de brasileiros, imagine um homem como esse, evangélico de linha pentecostalista, num desastre político desses que de vez em quando acontece no Brasil, vier a ser Presidente da República, o que será de nós que pensamos diferente da opinião dos outros, mas respeitamos mesmo assim? Imagine o que será de nós sendo governados por um homem que do ponto de vista religioso, política e ideologicamente, confunde o Estado com a sua religião?

    Fonte: http://genaldo40.blogspot.com

  16. O Brasil é o país da corrupção uma ova. O Brasil é o país da SONEGAÇÃO, que causa um prejuízo 55 vezes maior do que a corrupção.

  17. Edu, meu querido. O Cidadania tem força e poder, graças a Deus.
    Por favor, coloque um post aqui do Projeto 131/2015, do Serra, que altera o marco regulatório de exploração do pré-sal. Ele vai ser votado a qualquer momento, na surdina. E vamos perder tudo … anote aí. abs

  18. Em contraste com os números acima, que não foram contextualizado, segue algumas posições da economia do Brasil, saidas nesta semana
    1 – Confiança na economia: caiu para 80.7, menor nível da série histórica
    2 – Dívida bruta: subiu para 63% do PIB, o que acarretara um pagamento de juros de mais de 400 BILHOES DE REAIS, NO ANO
    3 – Confiança da indústria: caiu para o menor nível da séria histórica
    4 – Confiança do comercio: caiu para o menor nível da série histórica
    5 – Petrobras: contingenciamento de 90 BILHÕES, o que acarretara a a diminuição da produção de petróleo no período de 2015 a 2019 de mais de 1 milhão de barris.

    A pergunta que não quer calar é: como um país “esplendoroso” , como nos números acima, pode chegar na atual situação?:

  19. Esse faustão babacão adora dar um viés derrotista em tudo que comenta sobre o Brasil. Ele sempre faz isso, usa qualquer situação pra falar como midiota derrotado e inconformado que é. Se Marieta concordasse, ele iria fazer mais perguntas para esticar os comentários derrotistas sobre o Brasil, mas como tomou um drible espetacular logo mudou de assunto.

  20. Depois da Marieta tivemos a dobradinha com o Obama, que arrasou com a Rede Bobo de Idiotões, foi sensacional!!!! Demostrando que os EUA confiam mais no Brasil que os coxinhas que aqui estão lendo estas linhas.

  21. Parabéns apoio incondicional, valeu Marieta Severo.

  22. O Governo Federal é 10! A mídia e a tucanada atrapalham.

  23. Me desculpe, a mídia brasileira ( principalmente RGT) é mantida (bancada) com o dinheiro das publicidades dos governos esquerdistas do PT e PSDB… PSDB banca a mídia paulista a nível de estado, PT (prefeitura capital) banca a mídia regional, e o PT de Brasilia banca a mídia a nível nacional… no caso do Faustão e Marieta, a Globo como esta com PT e PSDB, ficou com pé nas duas canoas… FORA PT, FORA PSDB e FORA ESQUERDISTAS… Faustão ganha 5 milhões (sorte dele), a Marieta sempre recebe umas “verbinhas” do governo federal… e o POVO, o povo, que si f…

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.