PSDB mentiu para reeleger FHC; não pode acusar o PT de mentir

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

fhc capa

 

Na noite da última terça-feira, um partido político conseguiu a façanha de esbofetear um país inteiro usando meia dúzia de palavras. O autoproclamado partido da “social democracia brasileira” – que hoje se equilibra entre a centro-direita e a extrema-direita – teve a ousadia de acusar o PT e Dilma Rousseff de mentirem para que ela se reelegesse.

Qualquer brasileiro, qualquer entidade, qualquer partido político tem todo o direito de questionar o discurso adotado pela campanha de Dilma Rousseff à reeleição, no sentido de que ela teria “mentido” sobre a situação do país para se reeleger. Ainda que este Blog não concorde com tal premissa, é direito das pessoas entenderem assim o tom da campanha da reeleição da atual presidente da República.

Este texto, portanto, não é uma defesa de Dilma e/ou de seu partido, no sentido de negar que tenham mentido – esta página já publicou textos explicando por que acha que ela não mentiu, já que a presidente disse, durante a campanha, que a crise internacional cobraria seu preço e que, portanto, ajustes teriam que ser feitos.

Mas se você, seja de que posição político-ideológico-partidária for, quiser achar que Dilma e seu partido só não teriam mentido se tivessem exposto, durante a campanha eleitoral, os detalhes das medidas que iriam tomar, é seu direito.

Não apenas porque é liberdade de expressão, mas porque no mundo ideal todos os políticos teriam que dizer seus planos com detalhes ao pedirem voto ao eleitor, ainda que nenhum partido brasileiro já tenha feito isso.

Porém, existe um grupo político e um sujeito político em especial que não podem, de maneira alguma, acusar qualquer político ou partido de mentirem para se reeleger. Esse grupo político e esse sujeito político são, respectivamente, o PSDB e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. No entanto, eles fizeram isso na noite da última terça-feira.

psdb 1

É revoltante. O PSDB não tem a mínima condição moral de dizer uma coisa dessas simplesmente porque fez muito pior.

Não existe um único economista sério que seja capaz de comparar a situação econômica do Brasil de hoje com a de 1998, quando o ex-presidente Fernando Henrique, tal qual Dilma, candidatou-se à reeleição, ou com a de 1999, quando a mentira que contou no ano anterior para se reeleger, desmoronou.

Fernando Henrique mentiu tanto, na campanha de 1998, que se recusou a participar de qualquer debate com outros candidatos, pois não teria respostas aos questionamentos sobre a economia e, mais do que tudo, sobre como faria para cumprir uma promessa que fizera ao país, de que não desvalorizaria o real caso fosse reeleito, apesar de que não havia um só economista, jornalista econômico ou até mesmo instituição financeira, à época, que não soubesse que a desvalorização sobreviria.

Três dias antes de FHC reeleger-se em primeiro turno (1998), o professor de economia do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) Rudiger Dornbusch declarou, publicamente, que a desvalorização do real, que o então presidente do Brasil negava que ocorreria, iria ocorrer em até três meses após ele se reeleger. E ainda disse que Brasil era um país “malgovernado”.

FHC passou a campanha eleitoral inteira afirmando que seria “desnecessário” desvalorizar o real, que isso não iria ocorrer. E a estratégia que usou para vencer a eleição foi desqualificar os alertas que o principal adversário (Lula) fazia no sentido de que a desvalorização seria inevitável.

Em 30 de janeiro de 1998, em seu discurso no encontro anual do Fórum Econômico Mundial, Fernando Henrique Cardoso atacou os que diziam que ele iria desvalorizar o real acusando-os de terem “obsessão com o pessimismo”. FHC estocou economistas que, na véspera, haviam previsto um colapso do real a curto prazo pelos problemas do Brasil com suas contas externas.

Depois do discurso de FHC, o presidente do Fórum Econômico mundial lhe fez quatro perguntas. A primeira foi sobre desvalorização do real. FHC respondeu com outra pergunta: “Como se pode realmente avaliar o valor de uma moeda?”.

Conforme diz a reportagem da Folha de São Paulo linkada acima, FHC terminou sua participação em Davos, Suíça, “negando enfática, embora previsivelmente”, uma “eventual desvalorização da moeda”.

Os seus auxiliares também eram orientados a negar, de mãos juntas, que haveria desvalorização.

Armínio Fraga, aquele que Aécio Neves queria colocar no comando da economia caso fosse reeleito, ainda não era membro do governo FHC, mas já estava com um pé dentro – três meses depois, seria recrutado para o Banco Central.

Assim, Fraga tratava de referendar a mentira tucana de que não haveria desvalorização. Veja, leitor, como em 18 de janeiro de 1998 ele reagiu a pergunta de um repórter da mesma Folha de São Paulo sobre se o Brasil deveria desvalorizar o real:

 

Um alcoólatra monetário reformado como o Brasil não pode se dar ao luxo de tomar um golinho. Acho que a desvalorização seria isso (…)

 

Bem, o Brasil não tomaria apenas “um golinho” de desvalorização, tomaria um porre.

Mas os auxiliares diretos de FHC também mentiam como o chefe. Segundo a Folha de São Paulo, em novembro de 1998 o então ministro da Fazenda, Pedro Malan, em encontro com banqueiros alemães, negou, peremptoriamente, a desvalorização do real que ocorreria dália a cerca de um mês.

Mas vamos adiante.

Apesar das negativas tucanas, segundo coluna do jornalista Fernando Rodrigues, em 1998, “A desvalorização no Brasil” passara a ser “A principal preocupação dos participantes do mercado”. Segundo o colunista disse à época, “Para 19% dos investidores” a maxidesvalorização aconteceria ainda naquele ano, e para 33% seria “No primeiro semestre de 99”.

Mas o maior vendedor da mentira de que o real não seria desvalorizado era o próprio FHC. E ainda atacava a proposta pública do PT de desvalorizar a moeda antes que o mercado o fizesse, o que seria muito pior, como realmente foi. O PT pregava uma desvalorização controlada, mas o presidente tucano dizia que não era “necessário”.

Em junho de 1998, em plena campanha eleitoral, em uma de suas constantes reuniões com jornalistas amigos (dos veículos que não lhe denunciavam a farsa), FHC repetiu que não concordava com a proposta do PT de desvalorizar o real:

 

Não precisa. Tanto não precisa que as exportações estão crescendo!

 

Enquanto FHC e seu partido mentiam sobre a iminente desvalorização do real e sobre a catastrófica situação da economia com vistas a garantir a reeleição à Presidência da República, o jornal americano Wall Street Journal decretava em manchete: “O Brasil agoniza”.

No centro da tempestade financeira mundial, o país deu uma guinada na sua política econômica. Na mais dramática semana do Real, a perda de credibilidade empurrou o governo a derrubar o grande pilar do plano de estabilidade, a âncora cambial, ou variação controlada da cotação do dólar.

A atrapalhada desvalorização de 8,26% na quarta-feira, 13 de janeiro de 1999, poucas semanas após a última negativa de FHC de que desvalorizaria o real, em vez de acalmar os mercados internacionais gerou uma fuga de capitais sem precedentes – US$ 4 bilhões saíram do País em três dias.

A rigor, na noite da última terça-feira os autores de todas essas peripécias estavam lá – na sua casa, no seu escritório, em sua TV ou rádio –, acusando Dilma Rousseff daquilo que eles mesmos fizeram dezesseis anos antes.

O Fernando Henrique Cardoso que apareceu na terça-feira 19 no programa do PSDB é o mesmo que passou a campanha eleitoral de 1998 inteirinha negando medida que adotaria 13 dias após a posse do segundo mandato como presidente da República. E o PSDB é o partido que, ao governar o Brasil, ajudou FHC a mentir.

Qualquer cidadão brasileiro pode, se assim entender, acusar Dilma de ter mentido durante a campanha eleitoral. E essa pessoa não precisa de autorização de ninguém e sua crítica tem que ser respeitada, além de rebatida por quem não concorda. Mas Fernando Henrique Cardoso e seu partido fazerem isso é uma bofetada em cada brasileiro.

Tags: , , , , , , , ,

96 Comentário

  1. Senti muita vergonha de ver um ex presidente, extremamente idoso, e que nada apendeu da vida fazendo um papel tão triste, esquecendo seus mal feitos e querendo enganar os brasileiros. Muitos dizem que os muito idosos tornam-se sábios. FHC é uma vergonhosa exceção.

  2. Já passou da hora de esquecermos de uma vez por todas FHC e cuidarmos do governo da nossa Presidenta, que desmorona a olhos vistos ! Os blogs governistas tem que se esforçar para ressaltar o que o PT trouxe ao País pois o povo tá acordando que o governo Lula foi uma coisa, mas o governo Dilma é outra muito diferente !

    • Caro Wilson, se fosse outra pessoa que escrevesse isso eu nem daria bola, mas como é um companheiro antigo que exerceu seu direito legítimo de mudar de opinião, vou explicar umas coisas. Em primeiro, este texto é sobre o programa eleitoral do PSDB. Estou fazendo uma crítica à cara-de-pau do partido, que certamente você concorda que existe. Como esquecer FHC se ele fala todo santo dia, mentindo o tempo todo? Deixar esse homem mentir à vontade? Eu não. O que o PT trouxe para o país, só não sabe quem vive em marte. O que está acontecendo com o povo é um fenômeno muito simples de entender: as pessoas estão reagindo de acordo com o Bolso. Há um momento difícil na economia e nesse momento todo mundo grita. Quando as coisas melhorarem, tudo vai melhorar. Claro que o PSDB e a mídia antipetista aproveitam este momento para tirar proveito, mas se passar o ajuste fiscal lá por meados do ano que vem o jogo vai começar a mudar. Claro que há gente flertando com golpe, pois sabe que quando a economia reagir não vai dar mais para ficar mentindo. Mas aí é outra conversa. É seu direito mudar de opinião, mas acho que precisa refletir melhor. Está caindo direitinho no conto da mídia e do PSDB.

      • Caro Edu, eu não mudei de opinião, o grande mérito de FHC foi ter acabado com a hiper inflação, ele assumiu o ministério de Itamar em Maio de 1993, chamou Edmar Bacha e Arminio Fraga, implantou a URV, depois o Real, e acabou com a hiperinflação. Ele encarou DE FATO uma crise em 1998 e não fez um grande segundo governo, não concordo que ele “minta” o tempo todo pois pouco fala,

        Agora, o que estamos vendo neste momento é um descalabro sem par ! Os tempos de commodities na lua se foram, o modelo de estímulo ao credito facil se exauriu o governo desta Presidente incompetente naufraga a olhos vistos !!

        Lula colocou o tucano Levy pra tentar resolver, mas tá dificil…hoje o Renan detonou a Dilma !! Falou o q todo mundo tá vendo: o programa eleitoral do PT foi enganação pura e simples, ela mentiu descaradamente !

        • Discordo de tudo. E nunca vi você defender FHC. Muito esquisito

          • Esse não é Wilso-n-leaks, é Wilso-leaks

          • Edu, checa o IP dele. Mesmo que o IP dele seja o do verdadeiro “Wilsoleaks Alves”, pode ser um hacker, e se for, está aparecendo mais um indício de ataque da direita além dos ataques DDoS. Possivelmente, estão contratando hackers para se passar por “ex-esquerdistas”.

          • Tudo é diferente. Até o estilo de escrita. Mandei até email, faz algum tempo, e não houve resposta. Aí tem

          • Puxa vida, as pessoas as vezes mudam de opinião…

          • Eduardo,
            É realmente muito estranho que esse Wilson seja o nosso. Primeiro, o Wilson que conhecemos era bem humorado, afetuoso e educado. Alguns de nós o felicitamos pela sua volta, inclusive você, e sequer disse um obrigado! Podemos mudar de ideia e sermos o que quiser, mas mudar o caráter de um dia pro outro?! A não ser que tenha sofrido, uma troca de cérebro! O Wilson que conhecemos não costumava postar de madrugada, mas pela manhã cedinho, e na parte da tarde até às 20:00 horas. Muito esquisito!!!
            Abraços
            Maria Antônia

          • lógico que você discorda de tudo, o que prova sua estupidez.

            E é tão estúpido que segue à risca a cartilha do PT, que não debate as ideias, tenta desconstruir o oponente.

            É tão estúpido que tenta desqualificar um juiz que está coordenando uma investigação justa e necessária ao país – a lava-jato, para parar a investigação.

            Qual seu real interesse em parar a investigação? E não venha com lero-lero de que não é contra a investigação porque você é contra sim. Por todas as asneiras que já postou por aqui.

            É tão estúpido que não consegue reconhecer que o plano real foi benéfico ao Brasil. que se FHC não tivesse equilibrado a economia, lula, que o sucedeu teria que fazê-lo, e duvido muito que conseguisse.

            É tão estúpído que não percebe que a maior obra do PT foi desconstruir a oposição. Lula falou mal de FHC desde o primeiro dia de seu governo, no entanto toda vez que entrou em crise recorreu ao FHC, através do Márcio Thomaz Bastos e do Palocci – pesquise que você verá.

            Aliás, nem pesquise, tenho certeza de que você sabe disso, mas vai negar, obviamente – seguindo a cartilha.

            Quanta estupidez, quanta idiotice, quanto deserviço à nação. Você deveria envergonhar-se.

            É tão estúpido que não vai aprovar meu comentário, ou se aprová-lo vai tentar me desqualificar, e um monte de babacas seus leitores vai achar que você me deu uma lição de moral.

            Os dias passarão, e vai chegar o momento em que lula será desmascarado.
            Quero ver onde você vai enfiar sua cara quando isto acontecer.

        • Olha, eu estava sentindo a falta de Wilsoleaks Alves aqui no blog e de seus comentários sempre favoráveis aos governos petistas, e agora retorna só criticando Dilma. Estou achando muito estranho. Acho que é alguém postando em seu nome. Não pode ser o mesmo Wilsoleaks Alves que sempre comentava por aqui. É uma mudança muito radical para ser real.

          • ainda bem que todos estão notando. Ninguém muda assim. Até a forma de tratar as pessoas mudou

          • Concordo. Há algumas semanas, quase fiz um comentário apontando a falta dele. Ele sempre foi muito constante com comentários, e acredito que, pela sua costumeira postura, não desistiria de lutar pelo governo.

          • Edu, você deixou passar o tipo de comentarista que não iremos mais aceitar aqui. Olha o nível do ataque, das ofensas. Acho que você não percebeu.

        • Tem muitas incoerências no texto, como “Lula colocou o tucano Levy pra tentar resolver, mas tá dificil”.
          Um comentarista tucano deve ter se apropriado do nickname.

        • Eduardo, bate o e-mail? De qualquer forma, acho que o PT de São Paulo, precisa fazer uma reflexão por dentro (fora do Pig) sobre o que acontece aqui no Estado.Foi uma derrota triste aqui. Na minha região, por exemplo, tem um deputado estadual combativo, João Paulo Rillo (pelo que eu saiba é muito bom) que está sendo criticado pela direção estadual por não concordar com um conchavo do PT na Assembléia em que o PSDB criou um monte de cargos. Parece ciúme, não política. Acho que o Lula tinha que destituir todo mundo e começar do zero aqui no Tucanistão.

    • Prezado Edu,
      Fiquei até impressionado com este comentário do Wilsonleaks… ele que normalmente ataca com tanta virulência! Pensei que havia outra pessoa se passando por ele.
      Mas como deve ser ele mesmo, entendo este post como altamente sintomático. Hoje nem petistas convictos conseguem defender o governo Dilma. Concordo plenamente sobre os enormes benefícios que o Lula trouxe para o Brasil, mas é evidente que Dilma não conseguiu manter o ritmo. Foi eleita por um país dividido e tem sua popularidade no chão. Tem a grande chance de sua vida se conseguir aplicar o ajustes fiscais que são necessários.
      O que incomoda é a maneira petista de se defender. É sempre na base do “se eles fizeram, nós também podemos”. Nunca li um “nós erramos sim, assim como o PSDB errou”. Esse dualismo quase cego tira a credibilidade dos eleitores de ambos partidos. Conheço muitos petistas desanimados, muitos sumiram, poucos citam com orgulho seu voto em Dilma e, quando o fazem, fazem justificando que Aécio seria pior.
      Pontos para serem refletidos!

    • Wilson, como disse o Edu, é realmente IMPOSSÍVEL esquecer o FHC. Não é nossa culpa, eu bem que queria até. Mas o cara está todo dia na minha tela quando vou ver meu e-mail, simplesmente. Quando tento ler algo nos grandes portais, lá está ele! Está sempre agindo… Quanto ao governo, é outra história, mas acho, sim, que o Edu fez a NOSSA obrigação, fez por todos nós. Jamais poderemos admitir que o povo, especialmente os mais jovens, acreditem nesse partido e nos ex-governantes desse partido. Post muito justo e importante. Não vamos confundir as coisas.

    • Que houve? A hora é de agregar e ajudar! Assim está ajudando as bestas que investem contra o governo! Muito forte é essa mulher que, apesar das investidas covardes, ainda consegue levar o barco com muita garra. Quem ama confia, e pelo visto o Bispo não é mais da dama…

  3. Todos nós, brasileiros, já estamos cansados de ouvir lorotas deste Fernando Henrique Cardoso e demais do PSDB. Todos, também, já sabemos que eles são, não só mentirosos, mas raivosos, não sabem perder, desonestos nas falas e outras coisas mais como compra de votos, etc., etc., etc. e muito maus governos.

  4. Ué? O PSDB disse alguma mentira quando acusou o PT de mentir?
    O PSDB se baseou em fatos. E contra fatos não há argumentos.
    O PSDB “esbofeteou” o PT e não o “país inteiro”.

    Quem mais esbofeteou o pais foi a Sra Presidente Dilma quando disse numa certa época que a conta de luz iria diminuir:
    https://www.youtube.com/watch?v=yjgWl-eVBfM
    Essa sim foi a maior mentira do século.

    • E triste ver uma pessoa comentar um texto que não leu. O texto é muito claro: o PSDB não tem moral para acusar o PT de mentir porque em 1998 mentiu dizendo que não desvalorizaria o real se vencesse a eleição e desvalorizou. Você me passou link de uma declaração de Dilma quando as tarifas baixaram mesmo. Ou não baixaram? Só que depois veio a seca e não deu para segurar a redução. Simples assim. Mas se você gosta de links, leia os que estão no artigo. Tinha esquecido de pôr os links e agora eles estão no texto. Favor clicar neles e se informar

      • Não só a seca, Edu. Baixar o custo de energia elétrica fez parte do pacote para incrementar o investimento privado. Outras desonerações houveram. Mas o empresariado não investiu. Se tivesse investido, talvez não precisasse do ajuste, já que com a economia aquecida a arrecadação aumenta.

      • Bom, se foi só a questão da chuva, então podemos esperar que as tarifas da energia elétrica voltem aos patamares de quando foram baixadas pelo governo, certo?

    • Esfrega na cara desse bobalhão manipulado – http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx

  5. FHC e seu partido são mortos vivos que respiram por aparelhos pigais.

    • Nas eleições presidenciais o PSDB costuma esconder FHC – verdade seja dita, na última, com Aécio, até que a escanteada no ex-presidente não foi das mais vergonhosas.
      De qualquer forma, é estranho que um sujeito que não tem empolgado nem seus notórios correligionários apareça como principal garoto propaganda do partido.
      Pode ser sinal de que, a despeito da “crise” de Dilma e do PT, o principal partido de oposição não tem quadros nem ideias para oferecer alternativas ao país. Isso deve ficar claro a toda população logo, logo.

  6. “psdbTeuPassadoTeCondena..”
    “psdbTeuPassadoTeCondena..”
    “psdbTeuPassadoTeCondena..”

  7. PSDB,o partido + FDP do PAÍS,além de entreguistas,tem um EX Presidente um fracassado,que quebrou o Brasil por três vezes,e um Bebum,que quer ser Presidente na marra,que não passa de uma MARMOTA.

  8. DEFESA DE PETISTA É DIZER QUE É IGUAL AOS OUTROS.

    PIADA.

  9. Edu, aquela paridade falsa, Real=Dollar, mantida enganosamente, quebrada desastradamente, só não foi pior que a privataria, que vendeu o Brasil a preço de banana!

    • Lembro que discuti com colegas de trabalho, disse que essa paridade era artificial e não duraria muito tempo. Reagiram como se eu fosse antipatriótica e incapaz de perceber a beleza do real equiparado ao dólar.
      O que falta para esse povo é ler os dois livros O Príncipe da Privataria e A Privataria Tucana.
      O PSDB é o campeão
      da mentira
      do oportunismo
      da hipocrisia
      do palacianismo
      do conluio de bastidor
      da incapacidade de planejamento estratégico
      da incapacidade de visão ampla do Brasil.
      Não é um partido: é um grupo enganador.

  10. :

    Ouvindo A Voz do Bra♥S♥il e postando:

    * 1 * 2 * 13 * 4
    *************

    Um poema (acróstico) para Dilma Rousseff, a depenadora de tucanus :
    .
    D ilma, coração valente,
    I magem de todo o bem em que se sente
    L ivre o amor maior pela brasileira gente
    M uito humana e inteligente
    A PresidentA do nosso Lula 2018 de novo Presidente
    .:.
    D uas vezes contra o espectro atro
    I nscreveu já seu nome na história
    L utando contra mídia venal & Cia e seu teatro
    M ulher forte de mais uma vitória
    A deixar tucanus na ó-posição de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! DE QUATRO ! ! ! !

    * * * * * * * * * * * * * Ley de Medios Já ! ! ! !

  11. Por isso precisamos divulgar o quanto esse calhorda é cara de pau com toda a veemência que pudermos, para que assim consigamos romper a única coisa que permite a esse partidinho de pilantras sobreviver, o cerco que a ditadura midiática usa para proteger o PSDB, sem o qual, esse agrupamento de demagogos e entreguistas não elegeria sequer um vereador. FHC NÃO É SOMENTE O MAIOR MENTIROSO DA HISTÓRIA DA REDEMOCRATIZAÇÃO, MAS TAMBÉM É O MAIOR CORRUPTO QUE ESTA PAÍS JÁ TEVE, UMA VEZ QUE EM SEU GOVERNO PROLIFERARAM ESCÂNDALOS GIGANTESCOS DE CORRUPÇÃO QUE, AO CONTRÁRIO DOS CASOS DENUNCIADOS NOS GOVERNOS DO PT, ERAM ABAFADOS PELA MÍDIA , PELO GOVERNO E PELO ENGAVETADOR-GERAL DA REPÚBLICA, O “PROCURADOR” DA REPÚBLICA QUE FHC NOMEOU, E MANTEVE DURANTE OS SEUS DOIS MANDATOS, GERALDO BRINDEIRO(PRIMO DO VICE, MARCO MACIEL, UMA DOS BASTIÕES DA DITADURA NESTE PAÍS), RESPONSÁVEL POR COLOCAR PARA DEBAIXO DO TAPETE TODOS OS INÚMEROS CASOS DE CORRUPÇÃO OCORRIDOS DURANTE O DESGOVERNO FHC. Vamos a alguns deles. Contudo, antes de citá-los lembremos que uma das primeiras pérolas de FHC, ainda em 1995, foi extinguir a Comissão de Investigação criada no Governo Itamar Franco, destinada a acompanhar o funcionamento do Executivo e detectar eventuais desvios. Graças a isso, a porteira ficou aberta e os casos proliferaram-se, estimulados também(e principalmente)pelo apoio da mídia que abafava tudo que pudesse atingir o tucano. O mais solene desse casos são as privatizações, nas quais FHC entregou o patrimônio de empresas públicas como a Vale do rio Doce e a Telebrás por preços irrisórios e ainda usando DINHEIRO PÚBLICO, via BNDES, para financiar os “investidores” privados que adquiriam o patrimônio do povo sem sequer usar seu próprio dinheiro(lembrando que a maior parte desses recursos sequer foi paga ao BNDES, pois foram usadas “moedas podres”, títulos da dívida pública para quitá-las, em prestações que estendiam-se por dez anos ou mais). Junto com essa entrega enojante, foram descobertas participações de membros do Governo FHC, como Ricardo Sérgio de Oli9veira e André Lara Rezende, na formação dos consórcios privados que adquiriram as empresas, “consórcios” que não eram exatamente de empresas ou empresários “privados”, pois tinham participação de fundos de pensão de funcionários públicos, os quais muitas vezes foram coagidos pelo Governo FHC para apoiar este o aquele consórcio que contava com os beneplácitos de FHC. Assim ocorreu na privatização do sistema Telebrás, na entrega de grande parte dele ao “consórcio” liderado por Daniel Dantas, o verdadeiro “dono” do Brasil, segundo Mino Carta; com a participação da Previ forçada por FHC, que dias antes trocara o Presidente daquele fundo de pensão, contrário à Sociedade com Dantas. Da mesma forma, os escândalo da desvalorização cambial, uma das grandes mentiras de FHC, permitiu que Bancos enriquecessem ao receberem informações privilegiadas sobre a desvalorização, antes dela ocorrer. Ou mesmo garantiu que membros recém-saídos do Governo, que nem eram banqueiros, como André Lara Resende, adquirissem instituições financeiras e, de posse das informações privilegiadas, transformassem “banquinhos” em instituições portentosas da noite para o dia. TUDO ISSO JAMAIS FOI INVESTIGADO GRAÇAS À CONIVÊNCIA DA MÍDIA E DO PROCURADOR DA REPÚBLICA. Sem contar os outros casos de roubalheira no desgoverno FHC, como a compra de votos para a reeleição(CPI abafada por FHC e pela mídia); a corrupção no Sivam(que antes entregou toda a vigilância da Amazônia a uma empresa dos EUA)e na SUDENE; a “ajuda” aos Bancos Marka e Fonte Sidam, socorridos com empréstimos logo após a desvalorização cambial, embora o país estivesse falido; o PROER dos Bancos(feito em 1994 para encher de dinheiro Bancos privados falidos, que garantiu à campanha de reeleição de FHC o maior Caixa 2 feito por Bancos em toda a História Política Brasileira). Além deles, temos as humilhações e desastres econômicos, como a aprovação da “Lei” de Patentes, seguindo os interesses dos EUA e sob protestos de entidades científicas e empresariais; o projeto de entrega da base de Alcântara aos EUA(que exigiria que os brasileiros usassem passaporte dentro do país), derrotado no Congresso graças ao PT; a humilhação da visita à embaixada ianque após o 11 de setembro, quando FHC esperou por 40 minutos para prestar condolências aos ianques e ainda foi revistado na entrada junto com seu Chanceler Celso Lafer, que novamente “tiraria os sapatos” para revista em um aeroporto dos EUA; a quebra financeira do Brasil em três ocasiões, que obrigou FHC a pedir esmolas ao FMI, recebendo um socorro de US$ 40 bilhões graças à Clinton; o desemprego de 25%(milhares de pessoas brigavam por vagas elementares, como gari); a inflação de 45%; a destruição das Universidades Públicas; a perseguição ao Nordeste. Enfim ficaria a noite inteira falando dos milhões de mazelas que caracterizam o desgoverno desse pilantra, que deveria estar na cadeia, o que precisamos agora é além de relembrá-las, divulgar a cada instante essas informações a cada brasileiro para que FHC e seus asseclas do PSDB sejam varridos para sempre de nossa História, esquecidos como o lixo que são.

  12. Eu sempre falei: fhc deveria estar era numa prisão de segurança máxima, condenado a 20 prisões perpétuas, no mínimo, dadas as atrocidades que ele e seu partido fizeram quando (des)governaram o Brasil. Ele inclusive, matou muita gente do coração, muitos se suicidaram, eu estive lá e vi. Ele é um bandido descarado, um pilantra de carteirinha, um ladrão safado, um cadáver ambulante, que só se mantem em pé porque o pig lhe segura. Aliás, ele e o pig se merecem.

  13. Essa turma não tem nenhum escrúpulo, haja vista o que foi a campanha do PSDB do playboy de Minas Gerais… FHC é um ex-presidente desmoralizado, não fosse o partido da mídia não teria onde trombetear as suas mentiras deslavadas..

  14. A carruagem já passou há muito tempo e os cães, coitados, ainda ladram.

    • Essa “carruagem” desfilou em todo país na terça-feira atirando acusações. Não se faça de idiota

      • Ernesto quer ‘apagar’ a história, quando é ela que nos ensina. Isso de esquecer ou manipular o passado sempre foi uma estratégia de autoritários. A carruagem da ditadura passou ainda há mais tempo mas continuaremos ladrando sem sermos cães nem termos nada de coitados, porque os resquícios dela estão no infeliz comentário do Ernesto.

  15. Caro Eduardo,

    sei que o assunto foge um pouco o tema do post mas acho importante colocar.

    Os funcionários do metrô e os da CPTM, ambos do Estado de São Paulo, estão anunciando greve para o dia 27 de maio, mesmo dia que os fascistas ligados ao Kimseiláoque e sua corja estão conclamando greve geral pelo impeachment!
    Estranho, não????

  16. Sempre que vejo ou leio o FHC, questiono se é ético um ex-presidente dar tanto palpite em um governo alheio! Vocês já viram caso semelhante até em outros países? O Bush dá pitacos no governo Obama mas de forma sutil, existe decoro que é seguido. Acho que só serve pra inflar ainda mais os ânimos e temo que existem pessoas de ambos os lados que podem levar este país a uma guerra civil, por capricho! Só quero que a histeria passe, que o delírio coletivo passe, será que é um anseio perdido??

  17. Caro Eduardo e colegas,
    O partido de extrema-direita PSDB não está interessado em governar o Brasil, mas apenas em voltar ao poder para negociar o restante de suas riquezas. E a principal delas é o pré-sal, mesmo porque os americanos não estão mais tão interessados na Petrobrás. Na maioria dos artigos que hoje li sobre a propaganda dos extremistas, falava-se com estranheza da ausência dos (nem tão extremistas, porque o momento não lhes é favorável) José Serra e Geraldo Alckmin. Fiquei me perguntando: por que estão ausentes?! Penso que — como os senhores Fernando Henrique Cardoso é agora apenas um velho invectivador e Aécio Neves um pateta desorientado, beirando a sandice, e o invectivo Cardoso, não quer apenas ganhar de seu opositor, o Lula, mas pulverizá-lo — pouco se lhes dão o tamanho e quantidade de mentiras que possam externar. Os dois não têm nada a perder. O primeiro está à beira da morte, e o segundo à beira da loucura! Quem, em sã consciência, está capacitado a acreditar em alguém que é ateu, mas não diz que é!? Que não é de esquerda, mas diz que é!?
    Em psicologia, na filosofia, na religião e nas relações, todos falamos muito sobre amor-ódio, mas nos esquecemos de um sentimento ainda mais obscuro e mais complexo que é a admiração-ódio. Admiração-ódio é o que o senhor invectivador FHC sente pelo Lula! Se não, o que explica a obsessão dele pelo ex-presidente?! O invectivo senhor Cardoso chegou ao ápice de sua inaptidão e inabilidade política, no entanto, alcançou o topo da sordidez e decadência moral e intelectual. Eu sinceramente não me regozijo com isso, mas sinto um certo nojo e desprezo, porque já tive admiração por esse senhor, quando ele costumava fazer uso do raciocínio e da decência em suas discordâncias políticas. Todas as ações desse senhor, nos últimos meses — principalmente depois que seu pupilo e aprendiz de crueldade reprimida, Aécio Neves, perdeu a eleição — tem sido para destruir aquele que considera seu maior adversário: o senhor Lula. Não politicamente, mas moral e historicamente. O invectivador decadente, por não ter mais credibilidade para vencer o adversário — que ele transformou em inimigo político — pelo convencimento, pelo debate produtivo, tenta esmagá-lo com a mentira. Ele não está nem um pouco preocupado em ganhar do senhor Lula; ele quer exterminá-lo! Como querer que aqueles que os acompanham porque vê nele o ódio que os alimenta e os mantêm não sejam violentos e desejosos de sangue!? O senhor invectivador príncipe da privataria bem poderia ser comparado com o “Velho Lobo”, fábula de Monteiro Lobato. A questão é: aqueles que acreditam nele são as ovelhinhas ou os novos e próximos velhos lobos?!
    Abraços
    Maria Antônia

  18. FHC, ao ser eleito frisou bem: ‘esqueçam o que escrevi’. De certa forma assemelhou-se ao general João Batista Figueiredo que ao deixar o Planalto, disse: ‘esqueçam de mim’. Esquecer o general não será tão fácil, porém, mais difícil será esquecer a boçalidade de um “presidente intelectual” que devassou boa parte do patrimônio brasileiro. Faça apenas uma simples reflexão sobre a venda da Vale do Rio Doce. E lembre-se também que o sociólogo quase vendeu a Petrobras, aliás, o quase começou quando tentou mudar o nome da estatal do petróleo para Petrobrax. Parece que aquele ‘esqueçam o que escrevi’ foi um presságio para “aguardem o que vou escrever.” O que FHC escreveu antes de ser eleito, sim, já foi esquecido, aliás, foi tão pouco lido que apenas alguns idosos ainda podem lembrar. O que não dá pra esquecer é a entrega, de bandeja, de tudo o que era nosso. Nem vou listar. Basta citar as Teles. Quando o ex-presidente FHC fala do ex-presidente Lula não consegue disfarçar um sentimento pequeno para quem governou um país: inveja. Ele não esperava que seu sucessor, Lula, ao pegar um país quebrado, onde a palavra fome era dita e escrita em todos os cantos do Brasil, fosse tão comprometido com o povo. E como Lula deu início a seu governo? Com o Fome Zero. No ano de 2003 havia muita fome neste país riquíssimo. Havia gente que comia calango, uma lagartixa mais robusta e nada apetitosa, além de palma, uma planta espinhenta que a mídia dizia ter muitas vitaminas. Não dá pra rir, isso é pra chorar. O Fome Zero acabou com essas vergonhas. Em 2010 Lula completa seus dois mandatos e sai aclamado e pelo povo e se joga no meio do povo em Brasília. Nenhum presidente terminou seu mandato com tamanha popularidade. Isso a elite não consegue digerir, a inveja não permite.

    • Seguindo o post do Elias.

      O Brasil teve um prejuízo de pelo menos R$ 2,4 bilhões com as privatizações do patrimônio público dado a preço de banana a grandes corporações privadas, durante o governo FHC. A estimativa foi feita pelo jornalista Aloysio Biondi em seu livro “O Brasil privatizado”. Voces lembram da PETROBRAX e da Plataforma P-36??

      FHC roubou até a paternidade do Real, plano que ele não continuou e endividou o pais com empréstimos ao FMI. Foi Lula que pagou aquela conta abnorme. O ex-FHC, atual nada, deixou o Brasil quebrado. No seu governo o Brasil virou ”casa de mãe joana” para o pessoal da Cia e do NSA não precisavam escutar na moita. O ex-FHC, atual nada, é implicado com a sabotagem da Base militar de Alcântara (MA). Para o jornalista Janio de Freitas, a compra de votos na era FHC foi o pior crime da República.

      FHC sempre foi um capacho dos Estados Unidos e continua servil aos interesses dos EUA. Adotou a política do “alinhamento automático” aos gangsters e defendeu e defende o tratado neocolonial da Área de Livre Comércio das Américas (Alca). O ex-FHC, atual nada, deveria ser processado por crime de lesa-patria. O ex-FHC, atual nada, recebeu dias atras o prêmio “Dick of the Year”, concedido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

      E já que estamos falando do Ex-FHC, atual porra nenhuma, vale resumir os 45 escândalos que marcaram o governo dele:

      1 – Conivência com a corrupção

      FHC ao assumir a Presidência, em 1995, extinguiu, por decreto, a Comissão Especial de Investigação, instituída no governo Itamar e composta por representantes da sociedade civil, que tinha como objetivo combater a corrupção.

      2 – O escândalo do Sivam
      O contrato para execução do projeto Sivam foi marcado por escândalos.

      3 – A farra do Proer
      Para economistas da Cepal, os gastos chegaram a 12,3% do PIB, ou R$ 111,3 bilhões, incluindo a recapitalização do Banco do Brasil, da CEF e o socorro aos bancos estaduais.

      4 – Caixa-dois de campanhas
      As campanhas de FHC em 1994 e em 1998 teriam se beneficiado de um esquema de caixa-dois

      5 – Propina na privatização
      A privatização do sistema Telebrás e da Vale do Rio Doce foi marcada pela suspeição.

      6 – A emenda da reeleição
      O instituto da reeleição foi obtido por FHC a preços altos.

      7 – Grampos telefônicos
      Conversas gravadas de forma ilegal foram um capítulo à parte no governo FHC.

      8 – TRT paulista
      A construção da sede do TRT paulista representou um desvio de R$ 169 milhões aos cofres públicos.

      9 – Os ralos do DNER
      O DNER foi o principal foco de corrupção no governo de FHC.

      10 – O “caladão”
      O Brasil calou no início de julho de 1999 quando o governo FHC implementou o novo sistema de Discagem Direta a Distância (DDD). Uma pane geral deixou os telefones mudos.

      11 – Desvalorização do real
      FHC se reelegeu em 1998 com um discurso que pregava “ou eu ou o caos”. Segurou a quase paridade entre o real e o dólar até passar o pleito. Vencida a eleição, teve de desvalorizar a moeda.

      12 – O caso Marka/FonteCindam
      Durante a desvalorização do real, os bancos Marka e FonteCindam foram socorridos pelo Banco Central com R$ 1,6 bilhão. Salvatore Cacciola, ex-dono do Banco Marka, retornou à sua Itália natal, onde vive ”grattando i coglioni” e rindo do Brasil ”paese di coglioni”.

      13 – Base de Alcântara
      O governo FHC tentou e tentou aprovar o acordo de cooperação internacional que permitiria aos EUA de usarem a Base de Lançamentos Espaciais de Alcântara (MA). Os termos do acordo eram lesivos aos interesses nacionais.

      14 – Biopirataria oficial
      Antigamente, os exploradores levavam nosso ouro e pedras preciosas. Hoje, levam nosso patrimônio genético.

      15 – O fiasco dos 500 anos
      As festividades dos 500 anos de descobrimento do Brasil, sob coordenação do ex-ministro do Esporte e Turismo, Rafael Greca (PFL-PR), se transformaram num fiasco monumental. Índios e sem-terra levaram porrada da polícia quando tentaram entrar em Porto Seguro (BA), palco das comemorações.

      16 – Eduardo Jorge, um personagem suspeito
      O ex-secretário-geral da Presidência, é um dos personagens mais sombrios que freqüentou o Palácio do Planalto na era FHC.

      17 – Drible na reforma tributária
      Pedro Malan, e o Palácio do Planalto impediram a tramitação.

      18 – Rombo transamazônico na Sudam
      O rombo causado pelo festival de fraudes transamazônicas na Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia, a Sudam, no período de 1994 a 1999, ultrapassa R$ 2 bilhões.

      19 – Os desvios na Sudene
      Foram apurados desvios de R$ 1,4 bilhão em 653 projetos da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste, a Sudene.

      20 – Calote no Fundef
      O governo FHC desrespeita a lei que criou o Fundef.

      21 – Abuso de MPs
      Enquanto senador, FHC combatia o abuso nas edições e reedições de Medidas Provisórias por parte Sarney e Collor. Os dois juntos editaram e reeditaram 298 MPs. FHC cedeu à tentação autoritária. Editou e reeditou, em seus dois mandatos, 5.491 medidas.

      22 – Acidentes na Petrobras
      A Petrobras protagonizou uma série de acidentes ambientais no governo FHC que viraram notícia no Brasil e no mundo.

      23 – Apoio a Fujimori
      O presidente FHC apoiou o terceiro mandato consecutivo do corrupto ditador peruano Alberto Fujimori.

      24 – Desmatamento na Amazônia
      Por meio de decretos e medidas provisórias, o governo FHC desmontou a legislação ambiental existente no País.

      25 – Os computadores do FUST
      A idéia de equipar todas as escolas públicas de ensino médio com 290 mil computadores se transformou numa grande negociata.

      26 – Arapongagem
      O governo FHC montou uma verdadeira rede de espionagem para vasculhar a vida de seus adversários e monitorar os passos dos movimentos sociais. Essa máquina de destruir reputações é constituída por ex-agentes do antigo SNI ou por empresas de fachada.

      27 – O esquema do FAT
      A Fundação Teotônio Vilela, presidida por ele mesmo, tinha como conselheiro o presidente FHC. Foi acusada de envolvimento em desvios de R$ 4,5 milhões do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

      28 – Mudanças na CLT
      A maioria governista na Câmara dos Deputados aprovou, contra o voto da bancada do PT, projeto que flexibiliza a CLT, ameaçando direitos consagrados dos trabalhadores, como férias, décimo terceiro e licença maternidade.

      29 – Obras irregulares
      Um levantamento do Tribunal de Contas da União, feito em 2001, indicou a existência de 121 obras federais com indícios de irregularidades graves.

      30 – Explosão da dívida pública

      31 – Avanço da dengue
      A omissão do Ministério da Saúde é apontada como principal causa da epidemia de dengue no Rio de Janeiro.

      32 – Verbas do BNDES
      Além de queimar o patrimônio público, o governo FHC, por meio do BNDES, destinou cerca de R$ 10 bilhões para socorrer empresas que assumiram o controle de ex-estatais privatizadas.

      33 – Crescimento pífio do PIB
      Na “Era FHC”, a média anual de crescimento da economia brasileira estacionou em pífios 2%, incapaz de gerar os empregos que o País necessita e de impulsionar o setor produtivo.

      34 – Renúncias no Senado
      A disputa política entre Antônio Carlos Magalhães e o Senador Jader Barbalho, em torno da presidência do Senado expôs publicamente as divergências da base de sustentação do governo.

      35 – Racionamento de energia
      A imprevidência do governo FHC e das empresas do setor elétrico gerou o apagão.

      36 – Assalto ao bolso do consumidor
      FHC quer que o seu governo seja lembrado como aquele que deu proteção social ao povo brasileiro.

      37 – Explosão da violência
      A Unesco coloca o País em terceiro lugar no ranking dos mais violentos, entre 60 nações pesquisadas.

      38 – A falácia da Reforma agrária
      O governo FHC apresentou ao Brasil e ao mundo números mentirosos sobre a reforma agrária.

      39 – Subserviência internacional
      ”Abaixar as calças” marcou a política de comércio exterior do governo FHC. Num gesto unilateral, os Estados Unidos sobretaxaram o aço brasileiro. O governo do PSDB foi acanhado nos protestos e hesitou em recorrer à OMC.

      40 – Renda em queda e desemprego em alta
      Para o emprego e a renda do trabalhador, a Era FHC pode ser considerada perdida.

      41 – Relações perigosas
      As relações suspeitas do presidenciável tucano José Serra com três figuras que estiveram na berlinda nos últimos dias. O economista Ricardo Sérgio de Oliveira, ex-caixa de campanha de Serra e de FHC, foi acusado de exercer tráfico de influência quando era diretor do Banco do Brasil e de ter cobrado propina no processo de privatização.

      42 – Violação aos direitos humanos
      Massacres como o de Eldorado do Carajás, no sul do Pará, onde 19 sem-terra foram assassinados pela polícia militar do governo do PSDB em 1996, figuram nos relatórios da Anistia Internacional, que recentemente denunciou o governo FHC de violação aos direitos humanos.

      43 – Correção da tabela do IR
      O governo FHC congelou por seis anos a tabela do Imposto de Renda.

      44 – Intervenção na Previ
      FHC aproveitou o dia de estréia do Brasil na Copa do Mundo de 2002 para decretar intervenção na Previ, o fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, com patrimônio de R$ 38 bilhões e participação em dezenas de empresas.

      45 – Barbeiragens do Banco Central
      O Banco Central – e não o crescimento de Lula nas pesquisas – tem sido o principal causador de turbulências no mercado financeiro. Ao antecipar de setembro para junho o ajuste nas regras dos fundos de investimento, que perderam R$ 2 bilhões, o BC deixou o mercado em polvorosa. Outro fator de instabilidade foi a decisão de rolar parte da dívida pública estimulando a venda de títulos LFTs de curto prazo e a compra desses mesmos papéis de longo prazo. Isto fez subir de R$ 17,2 bilhões para R$ 30,4 bilhões a concentração de vencimentos da dívida nos primeiros meses de 2003. O dólar e o risco Brasil dispararam. Combinado com os especuladores e o comando da campanha de José Serra, Armínio Fraga não vacilou em jogar a culpa no PT e nas eleições.

  19. Desta vez concordamos, em parte ao menos. O PSDB mentiu em 98. Forçou na âncora cambial até passar a eleição. O PT mentiu em 2014. Dilma acusou o adversário das medidas que ela mesma adotaria passado o pleito. Sou da tese que o eleitor tem que defenestrar o PT…e jogar o PSDB fora junto. Ontem comentei em outro post que o problema é a inflação. Alguns leitores contestaram. Amanhã vou colar aqui a prova provada que estou com a razão. Mais da metade da rejeição a Dilma e Lula é por conta dela. Abs

  20. Não tá fácil companheiro.

    A mentira e a desfaçatez andam juntas, de mãos dadas e um sorriso de escárnio sobre uma militância que se esgoela para defender um governo que não vem a público e um partido que anda acuado pelos cantos da internet.

    Não tá nada fácil. E eu continuo desempregado.

  21. O reduto do PSDB e SP, fora desse estado e lixo. Só votaram no Aécio porque fizeram a caveira do PT, e nosso povo e averso a política. Essa turma que dizia: politica, futebol e religião não se discute, de dois anos pra cá resolveram aderir à política, sem ter ideia nenhuma do que falam, se descubriram da direita, mas se perguntar o que a direita, nenhum sabe responder. Não lêem, não conhece bem a história recente do país, Qto mais a de 515 anos. Não tem argumentos de defesa, só atacam, mas sem saber porque, talvez porque cuspiram em sua janela, como disse o Edu, o bolso reclama, se fosse só o bolso do pobre, como sempre foi, eles estariam quietos. PSDB acabou, 7 estados em greve. FHC deveria estar num asilo.

  22. Prezado Eduardo:

    “ Em setembro de 1998, a firma de investimentos Lehman Brothers, de Nova York estimou que o Brasil precisaria de 200 bilhões de dólares em reservas estramgeiras para adiar a desvalorização . Na época, a Banco Central tinha 47,5 bilhões, que em 13-01-1999 tinha se esgotado.. Nessa situação com um déficit em conta corrente do Brasil equivalente a 8% do PIB, muitos observadores consideravam a desvalorização inevitável…..no processo que desembarcou na “quarta feira negra, e além, o primeiro subdiretor gerente Stanley Fischer, do FMI e o segundo secretário Larry Summers, do Tesouro dos Estados Unidos, estavam em constante conluio com os credores do Brasil em Wall Street, os mesmíssimos financistas envolvidos no ataque especulativo ao Real, bem como os funcionários do Banco Mundial, do BID e do BIS. Como resultado dessas tramóias , de julho de 1998 a janeiro de 1999, até 50 bilhões de reservas em moeda estrangeira ( em grande parte em transações na BOVESPA e contratos futuros) tinham sido apropriados por instituições financeiras privadas. Equivalente a 6% di PIB brasileiro, o dinheiro que foi confiscado medianta a fuga de capitais foi oportunamente “ emprestado de volta” ao Brasil na forma de “ ajuda de 41,5 bilhões do FMI “

    Obs: o texto acima foi extraído do livro BRASIL DE CARDOSO- A desapropriação do Pais, de James Petras e Henry Veltmeyer, Ed. Vozes, pag. 47.

    Distorcendo ou escondendo a história real muitos fascistas, hipócritas e covardes querem passar por salvadores da pátria, quando na realidade suas palavras traduzem ódio ao progresso e ao bem estar do povo .

  23. Armínio Fraga, aquele que Aécio Neves queria colocar no comando da economia caso fosse reeleito?????
    Não seria caso fosse eleito?

  24. Para sorte do PT o parâmetro que o PSDB traçou para o país em termos de incompetência e má-fé administrativa é muito dificil de ser alcançado. Isso explica porque apesar de todos os erros o PT continua ganhando eleições.
    FHC é o maior cabo eleitoral do PT. Talvez até mais que o Lula

  25. Prezado Edu,

    Os tucanos não tem moral nenhuma para criticar a atual política econômica de Dilma, primeiro porque a mesma já avisou que seria preciso fazer ajustes na economia devido a crise mundial. Já o FHC mentiu na cara dura que não iria precisar desvalorizar o real e tem a cara de pau de dizer que a presidente mentiu. Agora eu creio que se o Aécio cheirador de pó tivesse no lugar, iria fazer muito pior: quebraria o país em três meses, geraria uma crise de desemprego no mínimo 3 vezes pior do que agora e não duvidaria nada de que promovesse um confisco nas poupanças. Você não concorda?

    Um abraço!

  26. Prezado Edu,
    a mentira de FHC em 1988 foi tão avassaladora que rendeu-me uma especialização na PUC-SP cujo título é “O contrato de leasing financeiro de veículo com cláusula de variação cambial”, disponível na biblioteca da PUC. Nesse trabalho procurei desmascarar a fraude perpetrada pelo governo de FHC em prol do mercado financeiro internacional, levando centenas de milhares (senão milhões) de brasileir@s a assumirem dívidas em dólares na aquisição de veículos, a grande maioria carros populares, confiando na palavra do ex-presidente hipócrita, que agora mostra-se também um cínico.
    Desnecessário relembrar também a compra de sua reeleição; a privatização da Vale do Rio Doce e das teles a preço vil e moedas podres; o desrespeito aos aposentados chamados de “vagabundos” etc.
    Verdade seja dita: FHC é um político mentiroso, corrupto e parasitário, típico produto da Casa Grande.
    Grande abraço!

  27. Prezados, onde se lê “1988”, leia-se “1998”.

  28. Edu,

    O beato Fegace não mente mas devido a esclerose da jugular se esquece da reeleição, do Banestado do PR, do Banespa , etc.
    Tadinho não faz por mal , mas por BENS

  29. Beleza. PSDB ficou apenas 8 anos no poder. Já o PT está durando 13 anos. Quem é o maior responsável pelo caos dos dias de hoje?
    O comunistas vivem criando os seus fantasmas e adoram culpar os outros. Mas agora a bomba tá no colo da presidenta Dilma. É impossível superar esse caos sem abrir mão das velhas doutrinas viciadas dos socialismo.
    É incrível ver como a história se repete com o socialismo. Os governos socialistas sugam todos os recursos do povo com um argumento que “tudo será melhor para os pobres”. Quando o dinheiro acaba e o caos impera, eles abandonam o barco alegando que o socialismo não deu certo por causa disso ou daquilo. Foi assim com a Alemanha Oriental e URSS, está sendo assim com a Venezuela e a Argentina. Logo, logo o PT também jogará a sua toalha.

    • O Brasil tem 500 anos

      • Vou ficar só na inflação.
        O governo ano após ano represava os preços administrativos, ao custo de bilhões, para dizer que a inflação estava na meta. E alguns como este blog saia por aí alardeando. Agora crescemos zero, a inflação é mais de 8 e a conta dos preços públicos chegou no lombo da população na forma de tarifaço.
        É a culpa é de quem? Do Mem de Sá?

        Ps poderia fazer o mesmo em relação às contas públicas, mas seria perda de tempo, haja vista seu petismo acrítico que perdoa tudo porque o PSDB também já fez.

  30. Tenho dó de nosso país.
    Se um roubou, agora é a vez do outro; se um mentiu, agora outro também pode.
    Tudo isso somado à turma chapa branca que defende qualquer absurdo do PT.
    O governo rouba, a oposição tem rabo preso, e a turma da mamata sai justificando o abominável.
    Pobre país.

    Ps e sai ou não sai o debate do Lula e do FHC? Um explica a reeleição e o outro o Mensalão.

  31. Está sendo votada o STF a ADI 5316, sobre a sabatina de Ministros do STF e Desembargadores para aposentadoria compulsória aos 75 anos.
    Titina

  32. Fui pioneiro em montar uma empresa de filmes comerciais na bitola de 35mm em Recife.
    Como em cinema tudo é regido pelo dólar, perdi a firma com a desvalorização do real feita por FHC. Não foi possível cumprir com os contratos que tinha com a Prefeitura do Recife. Quebrei e tive de dispensar 15 funcionários.

  33. Caso os coxinhas doentinhos tivessem colocado o cheira pó e a globo/veja/estadão/fsp no poder, já estaríamos em guerra civil. Lula 2018.

  34. lógico que você discorda de tudo, o que prova sua estupidez.

    E é tão estúpido que segue à risca a cartilha do PT, que não debate as ideias, tenta desconstruir o oponente.

    É tão estúpido que tenta desqualificar um juiz que está coordenando uma investigação justa e necessária ao país – a lava-jato, para parar a investigação.

    Qual seu real interesse em parar a investigação? E não venha com lero-lero de que não é contra a investigação porque você é contra sim. Por todas as asneiras que já postou por aqui.

    É tão estúpido que não consegue reconhecer que o plano real foi benéfico ao Brasil. que se FHC não tivesse equilibrado a economia, lula, que o sucedeu teria que fazê-lo, e duvido muito que conseguisse.

    É tão estúpído que não percebe que a maior obra do PT foi desconstruir a oposição. Lula falou mal de FHC desde o primeiro dia de seu governo, no entanto toda vez que entrou em crise recorreu ao FHC, através do Márcio Thomaz Bastos e do Palocci – pesquise que você verá.

    Aliás, nem pesquise, tenho certeza de que você sabe disso, mas vai negar, obviamente – seguindo a cartilha.

    Quanta estupidez, quanta idiotice, quanto deserviço à nação. Você deveria envergonhar-se.

    É tão estúpido que não vai aprovar meu comentário, ou se aprová-lo vai tentar me desqualificar, e um monte de babacas seus leitores vai achar que você me deu uma lição de moral.

    Os dias passarão, e vai chegar o momento em que lula será desmascarado.
    Quero ver onde você vai enfiar sua cara quando isto acontecer.

  35. FHC já está nos anais da história como corrupto e corruptor!
    Lula como aquele que consegue locou o Brasil no Primeiro Mundo!
    Simples assim!

  36. Gostei desse artigo esclarecedor.
    Temos necessidade de informação, para que não cometamos erros que prejudiquem o futuro promissor do Brasil, devido a tantas manifestações contra o governo da presidente Dilma.
    Com certeza, nosso futuro também será comprometido!
    Não conseg uimos entender a “conjuntura” que vivemos, politicamente e economicamente, porque por muitos anos ficamos à beira da ignorância.
    Desejamos entender as análises conjunturais, não sei se é assim que se fala, juntamente com a globalização economica e política…

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.