O tucano que iluminou o Brasil

Semler

 

 

Ricardo Semler tem o perfil tucano padrão. Rico, 55 anos, paulista, empresário de renome, é hoje vice-presidente da Fiesp, além de CEO (executivo-chefe) e sócio majoritário da empresa Semco S/A. E não tem apenas perfil tucano; é filiado ao PSDB. E das antigas. Filiou-se quando Franco Montoro presidia o partido.

Semler tornou-se conhecido por ter implantado em sua empresa fórmulas inovadoras de gestão empresarial. Sob sua gestão, o faturamento da empresa subiu de quatro milhões de dólares em 1982 para 212 milhões de dólares em 2003.

A revista TIME elegeu o executivo paulista como um dos “100 Jovens Líderes Globais”, em 1994. O Fórum Econômico Mundial também o apontou em trabalhos semelhantes. Foi exaltado como gestor pelo Wall Street Journal – como “Empresário do Ano na América Latina”, em 1990, e “Empresário do Ano no Brasil”, em 1992.

Semler formou-se em Direito na USP e estudou Administração em Harvard. Além disso, escreveu livros que se tornaram sucesso em vendas no Brasil e exterior.

Na última sexta-feira (21), o empresário surpreendeu o país com um artigo no jornal Folha de São Paulo na linha super sincero. No texto, reconheceu que, apesar da gritaria hipócrita entoada hoje sobre corrupção – sobretudo na imprensa –, nunca se roubou tão pouco neste país.

O artigo em questão se espalhou como fogo e provocou polêmica apesar de não conter novidade. Tivesse sido escrito por um petista ou mesmo por um cidadão sem coloração partidária, teria passado batido. O que fez o texto repercutir tanto foi o fato de seu autor, declaradamente tucano, contrariar o discurso de seu partido.

O artigo de Semler gerou polêmica a partir do título: “Nunca se roubou tão pouco”. Dali em diante, sem abrir mão do discurso tucano contra o PT – de que, ao longo dos governos Lula e Dilma, houve corrupção e barbeiragens na economia –, o empresário tucano demonstrou que é possível defender as próprias bandeiras políticas e ideológicas sem cair no mau-caratismo.

O discurso de Semler em um texto literalmente antológico e que, a esta altura, quem se interessa por política com certeza já leu, se fosse entoado por Fernando Henrique Cardoso faria dele alguém que seria respeitado pela maioria, em vez de repudiado.

Infelizmente, à diferença do correligionário no PSDB, FHC se entregou à politicagem mais barata que se possa conceber, causando surtos de indignação quando se dá ao desfrute de fazer acusações de corrupção aos adversários políticos. Justamente ele, FHC…

Alguns dirão que Semler se contradiz porque reconhece que a corrupção desbragada que existia antes de o PT chegar ao Poder também existiu no governo federal de seu partido e, à diferença de hoje, não foi investigada.

Pela lógica binária, portanto, se o empresário reconhece que sob o PT a corrupção diminuiu, em vez de ter votado em Aécio Neves deveria ter votado em Dilma Rousseff. Este blogueiro, porém, entende que cada um tem o direito de votar de acordo com seus próprios interesses.

Explico: apesar de achar que os empresários brasileiros estarão mais bem-servidos por um governo que não joga nas costas do povo o preço da crise internacional, pois assim esse povo continuará movimentando a economia, Semler vive entre os ricos empresários paulistas, relaciona-se com eles, faz negócios com eles e com o resto do mundo capitalista. Por certo, não seria bem aceito em seu meio se fosse filiado ao PT, ao invés de ao PSDB.

Também dirão que Semler poderia não integrar partido algum. Mas como, se tem uma visão política tão clara e saudável como a que demonstrou em seu artigo?

Em minha visão, Semler é mais útil ao país sendo filiado ao PSDB do que ao PT. Por que? Simplesmente porque constitui uma reserva de sensatez e espírito público em uma agremiação que vem se perdendo em hipocrisia e cegueira política, ideológica e social.

Trocando em miúdos: ter gente como Semler dentro do PSDB ajuda a impedir que o partido piore ainda mais, mesmo que esse empresário provavelmente tenha pouca influência junto às hostes tucanas.

Ao ler o artigo de Semler, é quase impossível não sentir-se tentado a ser tão sincero e isento quanto ele. Aliás, sempre digo que isenção é para poucos – e sempre para os mais lúcidos e inteligentes.

Nesse aspecto, nós – blogueiro e leitores concordantes ou discordantes – que vivemos a política tão intensamente sentimos uma ponta de constrangimento porque estamos a anos-luz de sermos capazes de gesto igual ao de Semler.

Aliás, para um simpatizante ou um filiado tucano é muito mais fácil ser sincero, neste momento, do que para um equivalente petista, pois o governo recém-eleito de Dilma Rousseff está sob ameaça de golpe “paraguaio”, de modo que quem não se dá ao luxo da sinceridade de reconhecer as falhas do PT, como o empresário reconheceu as do PSDB, é porque sabe que não dá para ficar criticando o partido do governo sem ajudar aqueles que querem estuprar a democracia e jogar fora os votos de 54 milhões de eleitores.

Contudo, façamos uma concessão ao que chamo de o bom PSDB, ou seja, o PSDB que não existe mais, o PSDB daquele que Semler disse que assinou sua ficha de filiação ao partido, Franco Montoro, ou o PSDB do inesquecível Mario Covas.

Lembro-me de Montoro em 1982, lutando contra Reinaldo de Barros, candidato de Paulo Maluf ao governo de São Paulo, em um debate da campanha eleitoral para governador, naquele ano – a primeira eleição de governador após a ditadura.

O filho de Montoro André, é uma decepção. Politiqueiro, incapaz de um mísero gesto de sinceridade. Mas o pai, ah, o pai… Franco Montoro era daqueles políticos que já não se faz mais, assim como Mario Covas.

Mesmo os mais jovens devem se lembrar de Covas, em 2000, quase consumido pelo câncer interrompendo o tratamento derradeiro para apoiar Marta Suplicy contra Paulo Maluf no segundo turno da eleição para prefeito de São Paulo apesar de seu candidato, Geraldo Alckmin, ter sido derrotado no primeiro turno.

Aliás, lembro-me de Covas, na campanha a governador de São Paulo em 1998, sendo traído por FHC, que apoiou Maluf escancaradamente contra um correligionário. Quanta diferença entre Covas e FHC…

FHC Maluf

Aliás, votei em Mario Covas algumas vezes. No primeiro turno de 1989, pois então eu achava Lula “muito radical” – apesar de que votei no petista no segundo turno, contra Collor –, e quando a escolha foi entre o mesmo Covas e Maluf.

E, em 1982, é claro que votei em Montoro contra Reinaldo de Barros.

Semler resgatou o PSDB decente e social-democrata que poderia existir, mas que foi corrompido por FHC e se tornou a excrescência que é hoje. Um partido ligado à extrema-direita e povoado por ricaços insensíveis, racistas e egocêntricos.

Quanto ao PT, Semler tem lá sua dose de razão. Rendeu-se ao establishment, em grande parte. Mas enxergo que o fez porque não havia alternativa – ou melhor, havia: entregar o país a uma direita das piores que há no mundo.

Apesar de o PT ter admitido gente como um André Vargas em suas fileiras, apesar de ter apelado ao mesmo caixa 2 que o PSDB e todos os outros partidos sempre apelaram, ainda é o partido que tem a proposta mais aceitável para o país.

O que me leva a apoiar o PT tão decididamente – e estou certo de que Semler entende motivos como o meu – é que, apesar dos pesares, o partido tem uma proposta invencível: divide melhor os sacrifícios que o país tem que fazer.

Por fim, um tucano iluminar de forma tão digna e decente o país, como fez Semler, permite-me fazer uma concessão à sinceridade: talvez devamos, tucanos, petistas etc., refletir que ninguém é necessariamente bom ou mau só por ser petista, tucano, corintiano ou palmeirense.

*

Leia, abaixo, o artigo antológico de Ricardo Semler publicado na Folha de São Paulo de 21 de novembro de 2014

 

semler 1

Tags: , , ,

114 Comentário

  1. Eduardo, com certeza foram os melhores dois textos que li nas últimas semanas: i) o do Ricardo Semler; e ii) este seu post. PARABÉNS!!!

    Abs, Fábio Faiad.

  2. Gilmar Mendes usa a mesma linha de FHC. Facilidades para roubar.
    Ele como o seu tutor, entendem bem do assunto.

  3. O Governo e PT abrem os braços aos céus quando depara-se com um tucano lúcido e fica enaltecendo o sujeito para sempre, quando na verdade deveria tomar outra atitude, pois, há doze anos é o mesmo roteiro, a grande mídia calhorda, achincalha um governo confuso, covarde, frouxo e medroso que finge não ser desmoralizado, pois nem seus parlamentares muito menos seus ministérios da justiça e seus órgãos de comunicação têm competência para enfrentarem de forma firme e serena a imprensa que a toda a maneira torna sempre o governo refém, para extorquir com verbas publicitárias um governo cagão que sempre entrega o ouro.
    E a grande maioria dos parlamentares do PT se omitem ou por covardia ou por deverem mesmo, mas a verdade é que essa situação já se tornou cansativa e desgastaste. Um bando de covarde que vivem às custas da militância. Não vemos os parlamentares do PT saírem em defesa do partido ou do governo. A Presidente Dilma que disse que não ficaria pedra sobre pedra, levou mais uma pedrada ontem, da Veja.

    Pior, antes mesmo de anunciar a nova equipe de governo as informações vazam mais que o núcleo da PF do Paraná. Uma Graça.

    Nem quero acreditar que a Kátia Abreu é a nova ministra da Acricultura, pois sendo assim, nessa toada logo seremos informados que o novo Ministro da Justiça será o Joaquim Barbosa e o Ministro das Comunicações o será o Merval Pereira.

    Triste eleitor Petista.

    • Sagui…
      Mais triste ainda é a situação do eleitor petista quinta coluna.
      Meus sinceros pesares…

    • Pois como você está acusando pessoas do PT já que eles não defendem o governo, então a Presidenta o jogou na cova dos leões, bem feito para eles se tiverem envolvidos, que paguem então, que é o correto responderem por seus piores erros.

    • Já reparou que tipo de congressistas foram eleitos? Na conjuntura “atual” ela tenta fazer o melhor que pode. Mai respeito e confiança nessa mulher valente e digna!

    • Os parlamentares do PT não defendem o partido nem o governo?
      Ora, assista a TV Câmara e a TV Senado, e lá vc verá nossos parlamentares, nas sessões de votação, ou simplesmente na tribuna, fazendo bravas defesas do governo petista – mas que nunca são repercutidas pela mídia golpista, obviamente!! Todos sabemos que nada “pró-PT” jamais será noticiado pela mídia oposicionista!!

  4. Edu,

    Esse cara está mais pra vaga-lume, que usa a LUCIFERina para brilhar e é conhecido em Portugal como caga-lume.
    Daqui a pouco eles vão se apresentar, in vida, ao Papa Chiquinho , para serem canonizados.

  5. Eduardo, boa tarde.
    Tenho o costume de ler seus artigos e apreciar todos os comentários.
    Hoje me deparei com o comentário de um de seus leitores que me deu um golpe há mais de 8 anos, me vendendo um notebook (novo, de sua loja virtual) e nunca me entregou, quando eu morava no Mato Grosso.
    Tentei inutilmente contato com ele, até que sumiu.
    Não posso te pedir para me passar o e-mail dele ou quaisquer outro meio de contato, pois sei exatamente os limites da ética que tenho certeza vc faz questão de preservar, nem de minha parte cito de público o nome dessa pessoa.
    Você tem idéia de como eu poderia resolver isso? Ou devo deixar quieto?
    Um abraço.
    Claudio Kirsten

  6. Oh, ze saguy eu tava tao disperplexo como tu, porem vai dai que alembrei que a supergerente acabou de ler mês passado a biografia de Getulio vargas!
    Isso explica (explica?) umas koisas.
    Tinha umas carvoarias isoladas e ele fez a CSN. Tinha uns lampiões de gas e ele fez a Petrobras. TInha um amontoado de relaçoes de semi escravatura feudal e ele fez uma CLT. Tinha uma serie de fazendas dispersas no territorio e ele fez um estado-naçao unificada.
    E o que será, saguy, que nossa presidenta -que acaba de enlouquecer – espera ou delira fazer por aqui?quem souber me explica senão quem vai pro pinel sou eu.

  7. O E-MAIL ESCANDALOSO, SEGUNDO VEJA, A REVISTA DO PSDB

    sábado, 22 de novembro de 2014
    Veja bate recorde de capa mais idiota. Só prova honestidade de Dilma.
    A revista Veja desta semana deu mais um vexame e corre o risco de entrar para o livro dos recordes como a reportagem mais idiota do mundo.

    Querendo derrubar Dilma, só provou a honestidade da presidenta. Pois a revista e seus vazadores vasculharam, procuraram coisas no material da Operação lava-jato e só conseguiram achar um email sem nada suspeito, de Paulo Roberto Costa para Dilma, em 2009, quando ela era ministra da Casa Civil e ele era diretor da Petrobras.

    Até os assinantes burros da Veja (para continuar assinando a Veja tem que ser muito burro), se lerem o email com objetividade chegarão à conclusão:

    1) O email não tem nada de mais, nem nada suspeito. Poderia ser publicado no Diário Oficial, como um ofício qualquer de um órgão para outro.

    2) O conteúdo do email apenas encaminha para Dilma cópia do relatório do TCU que recomendava paralisação de obras em refinarias. O relatório é público, não contendo nenhum segredo, e foi enviado tanto à Petrobras como a própria Casa Civil recebeu também diretamente do TCU.

    3) Só mostra que Dilma é honesta, trabalhadora e exigente em ser informada sobre qualquer coisa que afetasse o cronograma das obras do PAC que seu ministério acompanhava na época. Um diretor recebeu um relatório que poderia afetar o andamento e encaminhou como, provavelmente, deveriam fazer todos os funcionários que tivessem responsabilidade sobre o andamento de obras.

    4) O email usou endereço oficial de trabalho da Petrobras para o endereço oficial de trabalho da Casa Civil no Palácio do Planalto.

    5) Foi enviado por uma funcionária de Paulo Roberto a pedido dele e endereçado para o então chefe de gabinete da Casa Civil, com cópia para o endereço genérico do gabinete da Casa Civil, que deve ser processado por funcionários. Portanto não se trata de qualquer comunicação sigilosa, nem pessoal.

    6) O texto mostra que Paulo Roberto Costa não tinha a menor proximidade com Dilma, pelo tratamento formal.

    Eis a íntegra transcrita do e-mail, segundo a Veja:

    De: lucosta@petrobras.com.br Em nome de pcosta@petrobras.com.br
    Enviada em: terça-feira, 29 de setembro de 2009 19:53
    Para: pedro.dalcero@planalto.gov.br; gabinetecasacivil@planalto.gov.br
    Assunto: TCU. FISCOBRAS 2009 – OBRAS COM RECOMENDAÇÃO DE PARALISAÇÃO. Situação da REPAR, Refinaria Abreu e Lima e Construção de terminal de granéis líquidos no porto de Barra do Riacho/ES.
    .
    Senhora Ministra Dilma Vana Rousseff,
    .
    Seguem em anexo os dados do TCU (FISCOBRAS 2009) com a recomendação de paralisação de três obras do Abastecimento:
    .
    1) RNEST (Refinaria Abreu e Lima em Pernambuco);
    2) REPAR (Refinaria Getúlio Vargas, no Paraná) e
    3) Terminal de granéis líquidos no Espírito Santo – Obra do Plangás (GLP).
    .
    Conforme consta na nota, os processos são preliminares, não representando a posição final do TCU, assim como o TCU está enviando a CMO (Comissão Mista de Orçamento) do Congresso Federal, a quem compete a paralisação ou não das obras.
    .
    No ano de 2007, o TCU propôs a paralisação de quatro obras da Petrobras, não tendo tal posicionamento sido ratificado pelo Congresso Nacional.

    Como se vê, não há nada no email que indique maracutaia.

    A Veja trata seus leitores como sendo tão burros, que “interpreta” o email como se o próprio Paulo Roberto Costa estivesse se auto-denunciando na época.

    A Presidência da República emitiu a seguinte nota sobre a revista:

    Nota à imprensa sobre reportagem da revista Veja

    A reportagem de capa da revista Veja de hoje é mais um episódio de manipulação jornalística que marca a publicação nos últimos anos.

    Depois de tentar interferir no resultado das eleições presidenciais, numa operação condenada pela Justiça eleitoral, Veja tenta enganar seus leitores ao insinuar que, em 2009, já se sabia dos desvios praticados pelo senhor Paulo Roberto Costa, diretor da Petrobras demitido em março de 2012 pelo governo da presidenta Dilma.

    As práticas ilegais do senhor Paulo Roberto Costa só vieram a público em 2014, graças às investigações conduzidas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público.

    Aos fatos:

    Em 6 de novembro de 2014, Veja procurou a Secretaria de Imprensa da Presidência da República informando que iria publicar notícia, “baseada em provas factuais”, de que a então ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, recebeu mensagem eletrônica do senhor Paulo Roberto Costa, então diretor da Petrobras, sobre irregularidades detectadas em 2009 pelo Tribunal de Contas da União nas obras da refinaria Abreu e Lima. O repórter indagava que medidas e providências foram adotadas diante do acórdão do TCU. A revista não enviou cópia do e-mail.

    No dia 7 de novembro, a Secretaria de Imprensa da Presidência da República encaminhou a seguinte nota para a revista:

    “Em 2009, a Casa Civil era responsável pela coordenação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Assim, relatórios e acórdãos do TCU relativos às obras deste programa eram sistematicamente enviados pelo próprio tribunal para conhecimento da Casa Civil.

    Após receber do Congresso Nacional (em agosto de 2009), do TCU (em 29 de setembro de 2009) e da Petrobras (em 29 de setembro de 2009), as informações sobre eventuais problemas nas obras da refinaria Abreu e Lima, a Casa Civil tomou as seguintes medidas:

    a. Encaminhamento da matéria à Controladoria Geral da União, em setembro de 2009, para as providências cabíveis;

    b. Determinação para que o grupo de acompanhamento do PAC procedesse ao exame do relatório, em conjunto com o Ministério de Minas e Energia e a Petrobras;

    c. Participação em reunião de trabalho entre representantes do TCU, Comissão Mista de Orçamento, Petrobras e MME, após a inclusão da determinação de suspensão das obras da refinaria Abreu e Lima no Orçamento de 2010, aprovado pelo Congresso.

    Nesta reunião, realizada em 20 de janeiro de 2010, “houve consenso sobre a viabilidade da regularização das pendências identificadas pelo TCU” nas obras da refinaria Abreu e Lima (conforme razões de veto de 26 de janeiro de 2009). Foi decidido, também, o acompanhamento da solução destas pendências, por meio de reuniões regulares entre o MME, o TCU e a Petrobras.

    A partir daí, o Presidente da República decidiu pelo veto da proposta de paralisação da obra, com base nos seguintes elementos:

    1) a avaliação de que as pendências levantados pelo TCU seriam regularizáveis;

    2) as informações prestadas em nota técnica do MME que evidencia os prejuízos decorrentes da paralisação; e

    3) o pedido formal de veto por parte do então Governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

    Este veto foi apreciado pelo Congresso Nacional, sendo mantido.

    A partir de 2011, o Congresso Nacional, reconhecendo os avanços no trabalho conjunto entre MME, Petrobras e TCU, não incluiu as obras da refinaria Abreu e Lima no conjunto daquelas que deveriam ser paralisadas.

    E a partir de 2013, tendo em vista as providências tomadas pela Petrobras, o TCU modificou o seu posicionamento sobre a necessidade de paralisação das obras da refinaria Abreu e Lima”.

    A inconsistência da reportagem de Veja é evidente. As pendências apontadas pelo TCU nas obras da refinaria Abreu e Lima já haviam sido comunicadas, em agosto, à Casa Civil pelo Congresso e foram repassadas ao órgão competente, a CGU.

    Como fica evidente na nota, representantes do TCU, Comissão Mista de Orçamento do Congresso, Petrobras e do Ministério de Minas e Energia discutiram a solução das pendências e, posteriormente, o Congresso Nacional concordou com o prosseguimento das obras na refinaria.

    Mais uma vez, Veja desinforma seus leitores e tenta manipular a realidade dos fatos. Mais uma vez, irá fracassar.

    Secretaria de Imprensa
    Presidência da República

  8. Tira o talvez da frase abaixo e ela fica mais adequada.

    “Por fim, um tucano iluminar de forma tão digna e decente o país, como fez Semler, permite-me fazer uma concessão à sinceridade: talvez devamos, tucanos, petistas etc., refletir que ninguém é necessariamente bom ou mau só por ser petista, tucano, corintiano ou palmeirense.” (do texto)

    Eu por exemplo não tenho no momento nenhuma cor partidária, pois não acho que nenhum partido me represente perfeitamente. Tenho consciência de que a política é uma escolha, não do ideal, mas do que melhor se adapta ao futuro que queremos. Mas ainda assim não devo alijar quem quer que seja que tenha opinião diferente da minha, temos sim que sempre ouvir o opositor e discutir dentro do respeito ao próximo.

    Não entendo que devamos criticar o outro como pessoa pelo fato de ter outra opinião, devemos discutir política como qualquer outro assunto de interesse comum, como por exemplo o que é melhor para o meu condomínio. O partidarismo no Brasil está sufocando a discussão sadia de políticas, precisamos entender que política é diferente de futebol, neste sim as paixões superam tudo o mais, mas na política não.

  9. Mesmo sendo do PSDB parece-me uma pessoa séria.

  10. Edu, eu quero saber como envio seus artigos para outras pessoas, nao sei como fazer. Por favor me diga como fazer. Enviar por email. Nao possuo facebook…

    • Giana, clique na barra de endereços e o endereço do post ficará marcado. Clique as teclas control C para copiar o endereço realçado e a tecla control V para colar numa mensagem de email esse link. Daí é só enviar para quem quiser

  11. Com esse artigo de Ricardo Semler, chega-se a conclusão de que nem tudo está podre no Reino da Dinamarca. Muito bom.

  12. O PSDB seria o partido mais próximo do PT para governar o que teria evitado a coligação com o PMDB e os partidos nanicos que tanto mal fizeram aos governos do PT. Essa luta desmedida entre PT e PSDB surgiu em SP e infelizmente se extendeu para todo território brasileiro. PSDB E PT continuarão a disputar as eleições para presidente. Dificilmente aparecerá um partido que quente essa hegemonia . Está no inconsciente do eleitor que quando o “bicho pega” os partidos mais sérios e confiáveis são PT e PSDB. Juntos permitiria ao Brasil avançar nas reformas sem o da lá toma cá próprio dos partidos que independente de quem tem o poder permanencem ao lado do poder. Já estivemos mais próximos hoje a distância é enorme muito mais pela vaidade do que pela ideologia.. Não tenho dúvidas que o momento atual pode aproximar esses partidos… Não acredito que diante de um possível golpe PT e PSDB se juntariam a favor da democracia. Como petista me arrependo de ter participado do “fora” Collor e de participar da onda “Fora FHC”… Um governo eleito pela vontade popular devec sempre chegar ao fim com a ajuda dos dois maiores e mais legítimos partidos políticos. Acho que o PSDB governa melhor os Estados e Municípios e o PT pelas políticas de inclusão e suas bases sociais governa melhor o país. O Brasil avancaria mais rápido com mais eficiência se PSDB e PT fossem aliados . Afinal a política exige a aproximação naquilo que temos em comum e o afastamento no que somos diferentes… Antes de morrer Lula e FHC deveriam fazer essa aproximação reconhecer os meritods e erros de PT e PSDB…quem sabe um dia será possível ver PSDB apoiando o PT e vice versa para um país melhor . São primos como os Judeus e Árabes..não da pra justificar o ódio que existe sem reconhecer erros que que ambos cometeram..PSDB e PT deveriam ser aliados e não inimigos mortais quem perde é o país e toda sociedade brasileira.

  13. Edu, já que vc agora é amiguinho do Semler, pergunta prá ele se a corrupção anda solta também nos Correios, que por sinal é o maior cliente dele?

    • Papagaio do Magnoli. Você é patético. Não sabe nem do que se trata. Então um dos maiores empresários do Brasil escreveu aquele artigo para manter o suposto contrato com os Correios… Você não tem informação alguma. Não sabe detalhe algum, mas tem que difamar urgentemente. A tese de que a corrupção existia antes do PT é mortal para safados sem-vergonhas como você. Ô coisinha insignificante e nojenta que você é….

  14. Assim.
    Katia Abreu, aceitamos.
    Tucano falando que roubamos, mais pouco, aceitamos.
    Veja falando de Dilma, aceitamos.
    Não temos o que escrever, escrevemos estas aberrações.
    Desculpe, mais são todos os Blogs.
    Estou hibernando, mas acho que vou desaparecer.
    Não dá para defender algo assim.
    Estamos como os refens de Estocolmo. Não acreditamos
    em nossa força.
    A Direita é sempre melhor e mais cheirozinha, afinal é o
    Patrão. Vou convidar para ser meu padrinho de casamento ou de
    meus filhos..
    Que pena…

  15. Edu ,não esperava lucidez em um Tucano . Parabéns ao Semler e a você pela qualidade de seus posts . Saúde para vitória e muita luz.

  16. Prezado Eduardo Guimarães.

    Parabéns pelo seu blog, pela sua coragem e pela sua honestidade intelectual.

    Diante de uma polêmica que me vi envolvido contra um comentarista que parece procurar pelo em ovo para justificar o injustificável, permita-me repetir aqui, e assinar embaixo, seu último parágrafo:

    Por fim, um tucano iluminar de forma tão digna e decente o país, como fez Semler, permite-me fazer uma concessão à sinceridade: talvez devamos, tucanos, petistas etc., refletir que ninguém é necessariamente bom ou mau só por ser petista, tucano, corintiano ou palmeirense.

    É isso aí.

  17. Olha, pode me chamar de radical, xiita, do que for, mas, apesar de ter gostado de muita coisa que ele falou, na minha cabeça, é inaceitável que ele continue sendo tucano. Respeito quem pensa diferente, por isso espero que me respeitem também. Aceito que pessoas não sejam petistas, mas, sinceramente falando, tenho muita, mas muita dificuldade MESMO, de aceitar que alguém digno seja tucano. Nesse ponto sou radical, cabeça feita, reconheço e admito o meu ódio mortal aos tucanos. Se o Semler se desfiliasse do partido-quadrilha, aí sim eu o admiraria. Gostei do tapa na cara que ele deu nos seus representantes no Congresso e no FHC, mas, na minha forma de ver, ele só seria ainda mais admirável se dissesse que deixou ou deixará o partido. Com esses caciques podres que aí estão, eu morreria de vergonha de me declarar filiada. Montoro e Covas já morreram, e aquele PSDB de outrora morreu com eles.

  18. MUITO INTERESSANTE ESSE TEXTO. MAS NA TV SENADO HOJE FOI DEPRIMENTE.

    OS DEPUTADOS E SENADORES DO PSDB FALAM DESRESPEITOSAMENTE E

    AGRESSIVAMENTE CONTRA A PRESIDENTA DILMA. ACHO QUE RESPEITO É BOM

    E NECESSÁRIO. SERÁ O FATO DELA SER MULHER? OU SER DO PT? DE QUALQUER

    MANEIRA O DESRRESPEITO É GRANDE E DEMONSTRA PRINCIPALMENTE QUE NÃO

    SE CONFORMAM COM A DERROTA. MAS PERDERAM E PONTO.

Trackbacks

  1. O tucano que iluminou o Brasil | Blog da Cidada...
  2. UM TUCANO QUE DEU RAZÃO DILMA: O tucano que iluminou o Brasil | NOTÍCIAS PERNAMBUCANAS
  3. O tucano que iluminou o Brasil | Altamiro Borges

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.