Inflar Marina foi o maior tiro no pé que a mídia já deu

 

Em algumas horas, sairá a primeira pesquisa sobre a sucessão presidencial posterior ao auge da comoção provocada por um espetáculo sórdido que apelidaram de “velório de Eduardo Campos”. Devido ao considerável volume de pesquisas privadas que têm sido feitas, já dá para arriscar uma previsão sobre como está a corrida pela Presidência da República.

A pesquisa Ibope que está para ser divulgada deve mostrar o seguinte quadro: Aécio despencando com força, Dilma melhorando um pouco (mais provavelmente em aprovação pessoal e de seu governo, mas pouco ou nada em intenções de voto) e Marina disparando e ultrapassando o tucano.

Nenhuma surpresa, até aqui. Na segunda-feira da semana passada (18/8), este blog já avisava que Marina é problema de Aécio, não de Dilma. Pelo menos no primeiro turno. No segundo, a conversa é outra. Inclusive porque pode não haver segundo turno.

Devido à contaminação pelos desejos dos que encomendaram as tais “pesquisas privadas” citadas no primeiro parágrafo, há que ter cuidado. Contudo, alguns afirmam que Aécio caiu tanto que, mesmo com a forte subida de Marina, a soma dos votos dos adversários de Dilma pode ser insuficiente para levar a eleição para o segundo turno.

Esse quadro, ao menos em pesquisas Ibope, Datafolha ou Sensus (instituto que, nesta eleição, trabalha para o PSDB), dificilmente será mostrado, caso exista. Em 2014, à diferença de 2010, Dilma não conta com nenhuma série de pesquisas de um instituto isento – os que vêm apurando o cenário são ligados à mídia tucana. Mas a possibilidade existe…

Seja como for, o imenso prejuízo que a candidatura de Marina causou a Aécio já é, praticamente, uma certeza. Poucos acreditam que o Ibope deixará de mostrá-lo sendo fortemente ultrapassado por ela.

Claro que Marina representa ameaça a Dilma em um eventual segundo turno. A mesma pesquisa prestes a ser divulgada pode/deve mostrar que, se houver uma segunda eleição, a “socialista” venceria a petista, ainda que por margem igual ou ligeiramente superior ao limite da margem de erro. Mas, detalhe: só se a eleição fosse hoje. E não é.

O problema de Marina é que a eleição só ocorrerá daqui a mais de um mês, tempo suficiente para ela ser submetida à máquina tucana na mídia. Aliás, segundo vários analistas essa máquina já começará a ser posta em funcionamento na próxima quarta-feira, quando ela for submetida ao interrogatório do Jornal Nacional.

Devido a esse suposto naufrágio da candidatura de Aécio, William Bonner e Patrícia Poeta podem/devem partir com tudo para cima de Marina brandindo o caso do avião que caiu com Eduardo Campos, por suspeita de a aeronave ser produto de caixa 2.

Aécio e Dilma não devem partir já para cima de Marina. Dilma porque ela não é sua adversária no momento e Aécio porque confia na mídia para fazer o serviço por ele. Desse modo, já no fim de semana a mídia tucana começou a bombardear Marina. E não vai parar enquanto ela não cair ou não ficar claro que Aécio não tem mais chances de ir ao segundo turno, se houver segundo turno.

De uma coisa, porém, já se pode ter certeza: a mídia, ao inflar Marina como inflou logo após a morte de Campos, deu um tiro de canhão no próprio pé. Acreditou firmemente que, por ser tida como “de esquerda”, tiraria votos de Dilma. Foi um erro crasso. Que esquerdista vota numa candidata que tem o segundo maior banco do país por trás de si?

Mais: veja, leitor, quem são os “honoráveis empresários” que cederam um avião a jato a ela e a Campos. Tutti buona gente. Fizeram com os dois um acordo nebuloso para lhes emprestar (?) ferramenta imprescindível numa campanha nacional: um jatinho.

Marina, de esquerda? Então tá.

Mas, como já se disse aqui, Marina, neste momento, é problema de Aécio. E, por ser problema de Aécio, ela é, também, problema da mídia tucana – Globo, Folha, Veja e Estadão, a priori. E, sendo problema da mídia tucana, quanto mais passar o tempo, mais ela deve ser atacada. A menos que Aécio caia muito. Nesse caso, pode ocorrer outro fenômeno. Muito mais divertido.

Marina é uma aposta de extremo risco. Seu governo pode vir a ser qualquer coisa. Pode ser tomado pelo PSDB, mas muitos acham que o PT poderia adquirir hegemonia.

PMDB? Claro que sim, mas não será suficiente. Um governo do PT ou do PSDB terá uma forte base parlamentar própria. Sobretudo se Dilma vencer. O PT deve sair dessa eleição com cerca de uma centena de deputados. O PSDB, com metade disso. Seja como for, para montar uma base de apoio sólida Marina teria que negociar tudo e com quem pagar mais.

Um desastre para o Brasil.

Imagine se Marina vence e cumpre a promessa de governar com PT e PSDB. Seria um governo em guerra permanente.

Por outro lado, as manias de Marina. Apesar de ter a dona virtual do Itaú coordenando sua campanha, apesar de estar andando com um cabeça de planilha (Eduardo Gianneti) a tiracolo, parte do mercado – e não é só o agronegócio – teme suas conhecidas esquisitices. Afinal, uma candidata que vem lutando contra a construção de hidrelétricas não chega a ser o ideal para o mundo capitalista…

Tudo isso que você acaba de ler foi escrito para demonstrar que Marina é muito menos confiável e desejável/aceitável para o capital do que Aécio. Porém, ela pode vencer. Eis que, entre ela e Dilma, o mercado pode tender a ficar com a segunda, que seria considerada o “mal menor” na falta do tucano.

A mídia pensou que, inflando Marina, ela ganharia alguns pontinhos nas pesquisas, mas não mais do que o suficiente para provocar um segundo turno entre Aécio e Dilma. Não a levou a sério. Não imaginou que cresceria tanto. E, o que é mais, de jeito nenhum imaginou que Aécio seria o maior prejudicado.

Um petista que sabe das coisas disse ao Blog que a mídia tucana não conhece o eleitorado brasileiro. Conhece-o tão pouco quanto o próprio PSDB. A campanha nauseante de “santificação” que Globos, Folhas, Vejas e Estadões fizeram para Marina comprova essa tese. Agora, a mesma mídia terá que desconstruí-la para Aécio. Haverá tempo?

Tags: , , , ,

213 Comentário

  1. O debate da Bundeirantes foi assim, assim. Dilma esteve razoável e em alguns momentos brilhou com expressões e temas caros aos blogueiros progressistas, lamentando (eu) apenas sua aparente repulsa ao tratar do termo bolivarianismo, sem tempo para uma resposta mais elaborada. Com Dilma, a verdade vai vencer a mentira assim como a esperança já venceu o medo (em 2002 e 2006) e o amor já venceu o ódio (em 2010). ****:D:D . . . . ‘Tá chegando o Dia D: Dia De votar bem, para o Brasil continuar melhorando!!!! ****:L:L:D:D ****:D:D . . . . Vote consciente e de forma unitária para o seu/nosso partido ter mais força política, com maioria segura. . . . . ****:L:L:D:D . . . . Lei de Mídias Já!!!! ****:L:L:D:D ****:D:D … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. ****:D:D … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …:L:L:D:D

  2. O PSB é partido nanico mas no item corrupção compete com os grandes partidos

    http://4.bp.blogspot.com/–mFt5ns06tM/UEvhWBjXCiI/AAAAAAAA3e4/nv_mvS6zeg4/s1600/rankcorrup%C3%A7%C3%A345o.png

  3. A crescente propagação de factóides é tão gritante quanto vã, pois as pretensões evidenciadas são incompatíveis até mesmo com a limitada consciência política da grande maioria do eleitorado.

    A retórica ilusionista relativa à pretensa imagem progressista da candidatura da rede é tão inverossímil quanto as absurdas insinuações de interesse dos partidários da reeleição na tragédia que vitimou o candidato do PSB.

    Claríssimo está que a candidatura governista à presidência da república foi a grande prejudicada pela fatídica alteração da campanha eleitoral, e é óbvio que nem o mais equivocado observador da conjuntura política iria acreditar que pudessem ter sentido inverso as consequências da lamentável tragédia aérea.

    Portanto, a pretensão de prejudicar a reeleição com estas falaciosas insinuações mostra, de maneira cada vez evidente, a inescrupulosa má-fé dos grupos que sustentam as absurdas acusações contra os governistas.

    Por outro lado, fato é que a intensa promoção, explicita ou dissimulada, da pseudo possibilidade de eleição da candidatura de origem fúnebre é tão pretensiosa quanto tosca. Inclusive pelo fato da alardeada tese de que a onda de mobilizações de massa verificada a partir de junho/2013 não seria resultante de uma manipulação camuflada promovida pela direita golpista se mostrar incompatível com o entendimento já firmemente adquirido por amplos setores da população. E assim, a referida tese mistificadora é ineficaz para influenciar no pleito eleitoral.

    Desse modo, resultam ineptas as estratégias de indução psicológica agora utilizadas para favorecer a nova candidatura preferida pelos direitistas, assumidos ou não.

    Todavia, é um dever dos defensores da reeleição intensificar as iniciativas voltadas para a competente denúncia e demonstração das flagrantes contradições do discurso dos opositores, e dos indícios de suspeição da candidatura fúnebre, especialmente no que tange a possíveis práticas ilegais noticiadas e à incompatibilidade entre a verdadeira defesa coerente da ecologia e os interesses do grande capital financeiro, ligados de maneira estreita aos projetos da indústria de mineração e às práticas do capitalismo predatório.

  4. Concordo quando diz que Marina é problema de Aécio,não esquecendo de revelar quem é essa criatura das matas.

  5. Percebo a Globo como apoiadora da candidatura de Marina hoje. Pelo menos, não parece tão empenhada quanto a Folha em detonar Marina Silva. O objetivo deles todos é derrotar Dilma, lógico – mas cada meio tem as suas vinculação políticas específicas. Não sei se a Globo hoje é tão tucana quanto a Folha e a Veja, embora seja descaradamente antipetista.

  6. Concordo com tudo que está escrito nessa matéria e é que na minha opinião de ligo no assunto também penso.Marina é uma pessoa extremamente volúvel.Uma pessoa com o perfil de Marina não pode ser confiada a ela um País da extensão do Brasil para ser governado.O risco existe mas precisamos agir ferozmente na campanha e “barrar” essa possibilidade.

  7. Muito bom… Em meio a tanta acusação pra todo lado, a gente ter um texto tão claro e sutil para ler faz bem. Até me anima entender um pouco desse estardalhaço ”processo democrático” brasileiro.

  8. A “MAU RIMA”, será igual a seleção brasileira, cairá de goleada para a Dilma, pois a “MAU RIMA” não possui projeto algum de governo, ela “FALA, FALA, FALA, E NÃO DIZ ABSOLUTAMENTE NADA”, como pode o eleitor brasileiro “TROCAR O CERTO PELO DUVIDOSO”, assisti ao debate na Band, e não vi a “MAU RINA, AECIOPORTO, O PASTOR E OS SATELITES” falar coisa alguma como base, fora apenas “PROMESSAS”, fazer e como, eles não disseram como, apenas a Dilma, apresentou o seu projeto, os adversários de Dilma são muitos fraquinhos, “PARECE QUE ELES NÃO LEÊM JORNAIS, REVISTAS E NÃO ASSISTE AO NOTICIARIO”, só falam do PIB baixo e inflação, esquecem que em 2013, o PIB brasileiro foi o 3º maior do mundo, o EUA ficou bem abaixo do brasileiro, e a inflação aumentou em todo o mundo, porem aqui ela está dentro da meta planejada, O SALARIO MINIMO FOI REAJUSTADO, NENHUM TRABALHADOR FOI DEMITIDO, AQUI TEMOS CREDITO PARA TUDO, DESDE ELETRODOMESTICO A IMOVEL, QUEREM MAIS O QUE?, em tempos de “CRISE ECONOMICA”, a diretora do FMI, afirmou que os países tem que “FORTALECER O MERCADO INTERNO”, esses foi um dos motivos que o Brasil sofreu pouco o efeito da crise, foi o ultimo a entrar, e o primeiro a sair, e ainda criticam o Lula, o homem é um “SABIO” e um grande “LIDER” politico, pena que muitos brasileiros não o reconheçam, se fosse presidente do EUA, o mundo estaria bem melhor.

  9. “Se o povo alguma vez permitir que os Bancos privados controlem a emissão de sua moeda, (fatalmente o que ocorrerá com a independência do Banco Central e com o Itaú no poder (Marina), as empresas que crescerão ao redor deles DESPOJARÃO O POVO DE TODAS AS SUAS PROPRIEDADES, até que um dia seus filhos acordarão sem abrigo no continente que seus pais conquistaram. Sinceramente acredito, como você, que AS INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS SÃO MAIS PERIGOSAS QUE OS EXÉRCITOS ARMADOS…”
    (Exatamente como fizeram e estão fazendo com os americanos e europeus e com todos países onde interferem com seu sistema criminoso, preocupados com sistemas bancários onde predominam INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS PÚBLICAS FORTES, como a Caixa Economica, Banco do Brasil e BNDES no Brasil)
    mario

  10. uma oportunidade de esclarecimentos mais pesados, assista

    http://youtu.be/VL2mD5d18M0

    mario

  11. Quando tudo diz que não….Marina vai ser presidente,foi Deus quem me disse… e Deus não mente nem se engana.

Trackbacks

  1. Inflar Marina foi o maior tiro no pé que...
  2. Imprensa “tucana” promove Marina para prejudicar Dilma e dá tiro no pé de Aécio
  3. Inflar Marina foi o maior tiro no pé que a mídia já deu / by Blog da Cidadania | Limpando a Sujeira
  4. Mídia deu tiro no pé ao inflar Marina | Altamiro Borges

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.