O Globo é barão ou coronel da mídia?

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

O jornal O Globo fez dois tipos de entrevista com os blogueiros que entrevistaram Lula: do tipo espontâneo e do tipo compulsório. Este que escreve aceitou fazer do jeito mais fácil, do tipo relaxa e goza, mas a maioria dos outros entrevistados teve que fazer na marra, do tipo estupra mas não mata.

Imagine a seguinte situação, você que acha que poder dizer o que pensa politicamente é um direito seu. Ledo e Ivo engano. Um dia, você desagrada um coronel do século XXI, daqueles que não se limitam a não concordar passivamente com uma ideia, se é que me entende, e esse coronel manda seus capangas atrás de você.

Só que estamos no século XXI, caro leitor. Hoje em dia não pega bem um coronel da mídia mandar brutamontes invadirem o seu local de trabalho ou a sua casa e quebrarem você em dois. Até porque, é muito mais eficiente usar uma mocinha esperta, daquelas que, como quem não quer nada, dizendo-se imbuída das melhores intenções, conduza a conversa a um rumo que leve você a produzir uma frase da qual ela possa extrair as necessárias aspas.

O capanga de luxo do século XXI não chuta ou soca costelas, ele publica uma entrevista em que o entrevistador acusa o entrevistado, fala oitenta por cento do tempo e ainda edita o pouco espaço daquele que acusou.

Democrático, não?

Bem, caso você não tenha entendido, leitor, não se trata de uma democracia, mas de uma ditadura, a ditadura da mídia, com seus recursos de divulgação, com suas mocinhas que dão nó em pingo d’água.

Mas em que será que os leitores de O Globo prestaram mais atenção na entrevista dos blogueiros entrevistadores de Lula? Será que foi no que eles tinham a dizer ou na acusação velada (pero no mucho) que lhes foi feita por aquele veículo de comunicação?

Os entrevistadores de Lula foram todos acusados, tanto os que concordaram em participar da entrevista com o Globo quanto os relutantes, os quais o coronel midiático do século XXI entrevistou na marra ao selecionar frases deles e reproduzir.

Fico me perguntando se aqueles que O Globo acusou não têm o direito de responder nas páginas desse jornal. Até para esclarecer, porque, da forma como as palavras deste blogueiro foram selecionadas, ficou a impressão de que todos os outros entrevistados pensam igual sobre Lula, o que não se pode afirmar.

Não sei se mais alguém tem interesse em direito de resposta a ser concedido por O Globo aos blogueiros que “retratou” como mercenários que trocam opiniões políticas por banners em seus blogs, mas eu tenho. E, além de interesse, eu e todos os blogueiros “retratados” por esse jornal temos o DIREITO.

A menos que O Globo tenha medo do que esses blogueiros que entrevistou possam dizer, se tiverem espaço equitativo…

Tags: , , , ,

138 Comentário

  1. Entrevista para o PIG, só ao vivo (no veículo televisão) para que fique escancarada para o telespectador a censura quando o diretor de tv mandar cortar a partir do momento que a resposta não agradá-lo. Ou então, gravar o vídeo na íntegra e postar na internet. Imprensa falada e escrita também só com transcrição completa na internet para escapar da manipulação, como ensinou o blog da Petrobrás. Direito de resposta caiu com aquela ação do Miro Teixeira no STF contra a Lei de Imprensa. Liminar na primeira instância, sem chance. Acho que uma liminar direto no STF poderia funcionar desde que o pedido caia na mesa de um defensor da Constituição como Lewandowski ou Barroso. Se cair com Gilmar Dantas, Torquemada Barbosa ou Fux “mato no peito”, nada feito.

  2. Age como “coroné” mas não é e jamais será.
    Barão tenho certeza que é, já que o Governo Federal apanha,apanha e apanha,mas como em tempos outrora, continua enchendo as burras dos marinho.
    Mas pra mim não é nem “coroné” e muito menos mídia,mas planfetária de emplumados ,demos e dos interesses escusos de alguns.

  3. Caro Eduardo, vim prestar-lhe solidariedade. Sei que, ao contrário do que dizem detratores sem o mínimo de educação e fugidos das aulas de português no colégio, você não deu a entrevista a O Globo por vaidade. A movê-lo a isso estava a sua grandeza de caráter, que o leva a acreditar que haja alguma grandeza em todos, até mesmo na mídia corporativa, e que todos merecem atenção. Mas não há grandeza na mídia golpista, como você constatou de maneira amarga. Você acreditou que O Globo fosse fazer matéria honesta. Foi ingenuidade? Foi. E isso é condenável? Não, de jeito nenhum. A ingenuidade só é possível em quem tem pureza no coração, e você, ainda não contaminado pela dureza do dia a dia jornalístico, tem essa pureza. Seus colegas blogueiros, embora também a tenham, exercem sobre ela um controle necessário para a sobrevivência na profissão e na difícil condição de blogueiro. Você agiu com sinceridade, ao contrário de O Globo, cuja pauta surgiu da necessidade doentia de encontrar motivos para criticar o PT, Lula e Dilma, cujos governos, por conseguir ludibriar os autores do receituário neoliberal e investir em políticas de interesse social, são perseguidos por aqueles que, como a mídia corporativa, defendem os interesses dos capitães do capitalismo financeiro e a eles pretendem entregar as riquezas deste país. Não permita que essa gente sórdida te incomode. Não vale a pena. A função deles é essa. A sua, a nossa, é muito diferente: é resistir e impedir que nós, seres humanos, sejamos relegados ao papel de meros figurantes da realidade política internacional.

    • Baby DEMAIS!!!

      Se você sendo Baby já escreve desse jeito, quando for adolescente, então, não terá pra ninguém.

      Brincadeira à parte a verdade é que você disse tudo e mais um pouco.

      Bitoca na pontinha do narizinho, Baby.

    • cara Baby Siqueira
      Excelente cometário. Maduro, inteligente e acima de tudo conscientemente honesto. Suas reflexões demonstram a maturidade de quem pensa política com visão humanística, e portanto um Estado de bem-estar para todos.
      Abraço
      Maria Antônia

    • Baby, dá um prazer tão grande ler um texto maduro, consciente, honesto como o seu que, às vezes, chego a acreditar que o Brasil tem jeito, mesmo tendo que enfrentar essa torrente de maldades de uma mídia golpista sem escrúpulos.

  4. Esta praga chamada “GLOBO” é uma doença enraizada em nossa sociedade.Ela recebe 54 % de toda a verba publicitária do governo. São milhões de REAIS que não se traduzem em programas de boas qualidade.São novelas apelativas,sem cunho moral, ao contrario mostram que a família não é mais uma instituição sedimentada em valores.Mas que a família pode ser dissolvida por qualquer contenda. É um veiculo de destruição da moral.

  5. Simples: Se os blogueiros ditos sujos se mobilizassem em apoio ao projeto do senador Requião.

  6. Eu acho que esta entrevista foi didática. Voçe dizer que a globo age assim é uma coisa, voçe agora provou a todos que ela age assim. Ponto.

Trackbacks

  1. O Globo é barão ou coronel da m&i...
  2. EVS NOTÍCIAS.
  3. EVS NOTÍCIAS.
  4. Blogs políticos incomodam Grande Imprensa | estudosdojornalismo.com.br
  5. Globo é barão ou coronel da mídia? | Altamiro Borges

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.