Se humor do mercado rendesse votos Serra seria presidente

A última semana (de 24 a 28 de março) terminou com um factoide político: uma pesquisa Ibope que mostrou queda da aprovação do governo Dilma Rousseff teria “animado” o mercado financeiro, que fechou essa semana com a Bolsa de Valores subindo e com as ações da Petrobrás se valorizando.

Vendo esse noticiário na grande mídia experimentei o que alguns diriam ter sido um déjà vu – termo em francês que simboliza sensação de já ter vivido uma situação que está sendo experimentada, mas sem lembrança consciente da experiência.

Contudo, o termo não cabe porque, à exceção de jovens que passaram a se preocupar com política há apenas uma década, já vivemos essa experiência de a opinião política “do mercado” ser usada para infundir medo na população, de modo a induzi-la a votar como esse “mercado” quer.

Há 12 anos, mais precisamente em 22 de junho de 2002, Lula precisou divulgar uma “Carta aos Brasileiros” para acalmar “o mercado”, pois a desconfiança dessa entidade então onipotente e onipresente exacerbou um ataque especulativo contra o Brasil que começara muito antes, ainda durante a campanha eleitoral de 1998, quando o mesmo “mercado” sabia que Fernando Henrique Cardoso quebrara o Brasil e, mesmo assim, trabalhou por sua reeleição.

O “mercado” nem sempre tem os mesmos interesses que o seu, leitor. Aliás, diria que raramente os tem. Perigoso mesmo, àquela época, era reeleger o causador dos problemas que o país enfrentava, mas “o mercado” preferia eleger o próprio capeta a ver Lula eleito.

Quem quiser ler a “Carta aos Brasileiros, aquele documento histórico ao qual alguns creditam, erroneamente, o feito de ter permitido que Lula chegasse ao poder, eis, abaixo, o link de matéria da Folha de São Paulo de 24 de junho de 2002, que o reproduz:

Carta aos Brasileiros.

Foi um erro do PT acreditar que a “Carta aos Brasileiros” foi decisiva para Lula chegar ao poder. Aliás, foi um erro do próprio Lula. Em 2002, aquela Carta só serviu para a mídia dizer que Lula estava traindo seus princípios ou que não dava para confiar em sua promessa de não quebrar contratos, dar calote na dívida externa etc.

Do ponto de vista da economia, apesar de a mídia creditar todos os problemas em 2002 a paranoia com a eleição de Lula, essa paranoia, que de fato existiu, apenas agravou uma situação que começou quando o Brasil quebrou oficialmente em 1999 – extraoficialmente já estava quebrado desde 1997.

Seja como for, em 2002 o medo do “comedor de criancinhas” Luiz Inácio Lula da Silva elevou o preço do dólar, que já vinha subindo com força desde 1999, a cerca de 4 reais; aumentou a  fuga de capitais; fez a Bolsa se desvalorizar ainda mais; bloqueou praticamente todas as linhas de crédito internacionais para o Brasil

Durante a campanha eleitoral para presidente há 12 anos, quando surgia possibilidade de Lula não se eleger o mercado reagia, o dólar caia, a Bolsa subia etc. E o inverso ocorria conforme ele subia nas pesquisas.

Faltou, porém, combinar com o povo. Costumo dizer que 2002 foi o ano da libertação do povo brasileiro. Pela primeira vez no pós-redemocratização esse mesmo povo deu uma banana para a mídia e para “o mercado” e elegeu Lula com 61,27% dos votos válidos – uma votação acachapante.

Não eleição seguinte, o terrorismo econômico quanto à vitória do PT na eleição presidencial já não foi tão fácil. Após quatro anos, a vida do brasileiro vinha melhorando a olhos vistos – a pobreza caia, o desemprego despencava, os salários subiam, as ações das empresas brasileiras se valorizavam, os ricos ficavam mais ricos e, milagre dos milagres, os pobres estavam melhorando de vida.

A questão ética, portanto, foi a grande arma da direita e dos mercados para derrotar o PT em 2006. O escândalo do mensalão, desde meados do ano anterior, tornara-se a maior campanha midiática de desmoralização política da história deste país e a direita midiática já dava a eleição de Geraldo Alckmin como favas contadas.

Não funcionou muito bem. Lula derrotou Alckmin com praticamente a mesma votação de 2002. Venceu com 60,83% dos votos válidos.

Mais quatro anos se passaram e nem a questão econômico-financeira nem a questão “ética” puderam ser usadas. A economia “bombava” após a mídia fazer terrorismo econômico entre o fim de 2008 e o começo de 2009, dizendo que o país iria quebrar. Além disso, estava claro que a população não acreditava mais que o PT inventara a corrupção no Brasil.

Em 2010, o anti Lula/Dilma da vez foi, de novo, José Serra. Sem terrorismo econômico e sem hipocrisia sobre “ética”, restou atacarem Dilma com moralismo religioso. As táticas serristas transformaram Dilma em “assassina de criancinhas” – por supostamente ser favorável ao aborto – e, até, nos porões da política, em homossexual que teria “uma amante”.

O resultado dessa terceira tentativa de vencer uma eleição açulando o medo ou o preconceito contra o PT, todos conhecem.

Em 2014, o que veremos será uma reedição de tudo isso junto. Agora, porém, em vez de um anti Lula disfarçado de anti Dilma, teremos dois: Aécio Neves e Eduardo Campos. Contarão com terrorismo econômico, com moralismo anticorrupção, com fanatismo religioso e ainda deve surgir mais alguma coisa…

Dizem que a pesquisa Ibope que mostrou queda da aprovação de Dilma é fajuta por ter sido feita antes da pesquisa do mesmo instituto que mostrou que a presidente tem uma enorme vantagem sobre seus adversários em termos de intenção de votos.

Particularmente, não descartaria jamais essa possibilidade. Sou um dos que mais puseram em dúvida os institutos de pesquisa que temos no Brasil, em eleições anteriores. Contudo, não duvido de que alguma queda de aprovação possa ter ocorrido. O terrorismo econômico parece ter contaminado alguns setores e a pregação contra a Copa do Mundo tem lá sua eficiência.

Contudo, essas estratégias que possam ter de fato provocado alguma redução da aprovação de Dilma só funcionam sem contraponto. Por enquanto, ela não fala, não rebate, e seu governo, para variar, não reage com uma campanha para, por exemplo, explicar os benefícios da Copa e a verdadeira situação econômica do país no contexto da maior crise econômica internacional dos últimos 80 anos.

Mas isso vai terminar. Logo, logo Dilma terá que falar e o PT terá espaço na televisão para refrescar algumas memórias. Os jovens de até vinte e poucos anos não têm memória do que era o Brasil até 2002, sob o PSDB. E muitos não sabem que o PSDB e o PSB estão agindo de comum acordo contra Dilma, com o apoio da mídia e do mercado financeiro.

Uma reação consistente de Dilma ao responder à altura a versão midiática terá o condão de colocar os brasileiros diante de uma situação bem concreta: refletir sobre sua real situação hoje e não sobre os acenos de desastres futuros que tantas vezes foram anunciados ao longo dos últimos dez anos e que jamais se concretizaram.

Já foi sobejamente demonstrado que “o mercado” e o moralismo ético ou religioso não são grandes eleitores. O brasileiro, a partir de 2002, passou a votar menos com os ouvidos e mais com o cérebro, mensurando a quantas anda sua vida. Se usar de novo esse critério, não vai ter para ninguém. Dilma será reeleita.

Tags: , , , , , , , ,

157 Comentário

  1. Pesquisa IBOPE de 20/03/2014 mostra que o PT é o partido das multidões.

    Veja: http://kezitadotco.files.wordpress.com/2014/03/1512305_587997811287824_84400133_n.jpg?w=652&h=543

  2. Enquanto Mercadante arregimenta os aloprados, Berzoine fabrica os dossiês culpando FHC pelo rombo de Pasadena.
    Eugênio José Alati
    31/03/2014

  3. Bom dia Eduardo.
    Minha indignação chega ao limite, depois de ler o post deste “Sr.” “Gutemberg Santos”. (Sera que assina o seu nome de verdade?).

    Senhor Gutemberg Santos, bom dia.
    Lamentável Vosso post. Sair por ai chamando os outros de estelionatários, manobra muito baixa. Este é um blog de esquerda, mas ninguém pode dizer que não é um blog democrático. Quanto ao senhor chamar de imbecis, a 215 cidadãos que decidem interpelar a um Ministro do STF, por favor. Todos são iguais perante a lei. O Ministro se passou bastante com suas insinuações, cabe agora, o ônus da prova. Já que afirmou textualmente que o dinheiro arrecadado foi fruto de ilícito, ele tem que apresentar provas. Sem querer te desqualificar Gutemberg, o único imbecil que vislumbro, é você. Lembre-se, antes morrer de pé, do que de joelhos. Ninguém pode se envergonhar ou sofrer qualquer tipo de retaliação, por resguardar sua honra ou seus direitos.

  4. Os petistas e seus vassalos têm uma característica comum. Em todas as discussões de que participam e na medida em que vão perdendo argumentos para sustentá-las, deixam de criticar as questões que estão sendo debatidas e passam a desqualificar aqueles com os quais debatem. É a típica postura do ignorantes, dos broncos e dos pouco inteligentes. Ou seja, ao contrário de contra argumentarem criticam quem faz a crítica!
    O pior, é que estes imbecis sequer têm consciência de que estão passando um atestado de incompetência, ou seja, o de que, frente a uma pessoa mais capaz, só lhes resta ofendê-la. Lembram um tipo de símio que ao se ver ameaçado, obra em suas mãos e atira seus excrementos nos mais fortes. Exatamente como os petistas e seus vassalos que procuram atingir seus adversários com o que têm de melhor a oferecer.
    Eugênio José Alati
    31/03/2014

    • Debates com estelionatarios como vc,velho asqueroso?Quem disse que ha condições de debate com uma pessoa como vc que foi unha e carne com o politico mais corrupto da historia recente da República,que foi Orestes Quercia e que agora vem em defesa de outro politico igualmente corrupto que foi FHC?Vc é cinico,cafageste e pensa que os outros são iguais a vc.Que moral tem vc em clamar contra a corrupção,sendo igualmente um corrupto?Quem não tem argumentos é vc para rebater uma a uma as acusações que são feitas contra vc.Quem cala consente e em sendo assim,velho patife,tudo aquilo que se fala contra vc é porque é a mais pura verdade e vc não tem como rebate las.Em defesa de FHC é o crime apoiado pelo vicio,não é mesmo Alati?

      • Dimas, se as pessoas tinham dúvidas que os canalhas envelhecem, este safado de Campinas desfaz qualquer dúvida !!

      • Pois fui eu, como vice prefeito, exatamente o primeiro a denunciar o corrupto Orestes Quércia de que havia roubado trilhos de bonde e levado para sua fazenda em Pedregulho. Como o senhor vê, de há muito sou contra corruptos e contra corruptos como o senhor que apóia corruptos!
        Eugênio José Alati

      • Tanto é verdade o que falei e é mentira o que o senhor falou, que o Quércia me processou por difamação por duas vezes. E por duas vezes provei, já que fiz a minha própria defesa, que o que havia denunciado era verdadeiro e ele foi condenado nas custas e no pagamento dos meus honorários. Honorários que recusei receber já que não sabia a origem do dinheiro! Então como o senhor pode constatar, o senhor além de corrupto também é mentiroso!
        Eugênio José Alati

        • Alati vc é uma piada de pessimo gosto.Alem de corrupto,é mentiroso e cinico.Não acredito em nenhuma palavra do que vc diz.As suas desavenças com Orestes Quercia foram por outras razões,não apenas por causa dos trilhos de trem.Passe bem,se é que elementos como vc conseguem dormir com a consciencia tranquila.

  5. Dilma ser reeleita, de preferência em primeiro turno, é o objetivo mais importante para o Brasil e para os brasileiros no momento. Primeiro devemos trabalhar para isso, depois pensaremos no resto.

  6. FORA DO TEXTO:

    Para os que negam a ditadura: (muitos inconcientes) vejam:

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/135041/Noblat-lembra-362-mortos-e-desaparecidos-da-itadura.htm.

    Noblat “esqueceu ou ignorou muitos. Um, foi meu companheiro na Reduc: João Batista de Oliveira, tombou junto ao Lamarca, em São Paulo.

  7. Imaginem um desenho animado tendo como protagonista principal o Lula! A criançada vai morrer de rir!
    Eugênio José Alati
    31/03/2014

    • Alatir…

      Eu só consigo imaginar a Grande Caravana Lula/Dilma passando e os cães vira-latas, feito você, latindo.

    • ♫ Melhor um desenho no estilo do Bevis & Butthead, com você como coadjuvante dos dois. Ei, visitei o seu blog; que cara de milico a sua, heim!?

    • esse canalha tentando ser engraçado… que legal…

    • Quanta inveja de Lula. Só porque o cara foi o presidente mais amado pelo povo. E vc é o que?

  8. Vocês não entendem nada! Quem é o queridinho dos mercados hoje é o PT!

    • Esse tal de Ralf faz parte da equipe do Alati, só que por ser mais graduado seu ladrido é mais grave:

      Ralf, ralff rauf rauff, rauf rauuuf rauuf rauf, rauuff!!!!!

  9. Os comunistas jamais lutaram pela redemocratização do Brasil, mas pela implantação de outra ditadura, a do proletariado!
    Eugênio José Alati
    31/03/2014

    • Vixe. Um político de ultra-direita, fascista, vem falar de comunismo. Vocês temem o comunismo, porque com ele, vcs jamais explorariam e ficariam ricos em cima do trabalho de alguém.

      O golpe militar ocorreu porque vcs não conseguiram vencer as eleições. Então, com apoio dos EUA, inventaram esta desculpa esfarrapada de “ditadura comunista”.

  10. Os comunistas jamais lutaram pela redemocratização do Brasil, mas pela implantação de outra ditadura, a deles!
    Eugênio José Alati
    31/03/2014

  11. Enquanto uma noite de pesadelos que durou 21 anos se abatia sobre o Brasil,em decorrencia de um golpe de estado,os que hoje posam de vestais da moral e da etica,naquele periodo se enriqueceram de uma forma bastante rapida.Os que querem,na verdade,a volta de uma ditadura militar,usando como bandeira o combate à corrupção, são hipocritas.A ditadura militar foi extremamente corrupta e o esquema de contrabando de joias e pedras preciosas feita pela quadrilha liderada pelo então ministro da justiça,Ibrahim Abi-Ackel,no governo do General Figueiredo é apenas a ponta de um gigantesco Iceberg.E o dossie Baumgarten,que continha revelações explosivas sobre todos os governos ditos ¨revolucionarios¨,oriundos do golpe de estado de 64 é outro ponto que nunca foi devidamente esclarecido.Por coincidencia ou não,Baumgarten ou Alexander Baumgarten,jornalista,proprietario da revista Fatos e Fotos,foi assassinado em condições tambem ate hoje não esclarecidas.Sem falar no assassinato mais do que suspeito de Fleury, o carrasco do DOPS,durante um fim de semana em Ubatuba.Com toda a probabilidade queima de arquivo.Isso para não nos referirmos aos assassinatos de JK,Jango e Lacerda,ocorridos num periodo de menos de um ano,entre 76 e 77.Foi uma ditadura não apenas corrupta,mas igualmente assassina,que teve conexões com ditaduras de outras regiões da America Latina,tais como as ditaduras argentina e chilena,fato comprovado com abertura de arquivos que revelam as entranhas da Operação Condor,que foi um instrumento de colaboração entre as ditaduras do chamado Cone Sul.64 foi uma tragedia,não só para o Brasil,mas para toda a America Latina ,que vivia então sob a logica feroz da Guerra Fria,submetida toda ela aos ditames da Doutrina de Segurança Nacional,de inspiração norte americana.

  12. acho que vcs da esquerda estão errando muito…a comparação com outras eleições é inválida…Serra já era conhecido pelo país…Aécio e Eduardo Campos não…pelas pesquisas nem 50 por cento do eleitorado os conhece…o mercado qdo quer acaba com uma candidatura sim…é o dinheiro que manda…linha de créditos são afetadas com o rebaixamento de rating…estamos em um país capitalista…Lula fazia uma política estilo bumerangue tentava agradar o mercado e ao mesmo tempo fez políticas sociais…é só ver as escolhas de Palocci e Henrique Meirelles…já Dilma quis ir muito a esquerda e colocar a mão do estado em tudo…errou e as consequências já vem a cavalo com a queda da popularidade…os outros candidatos só não cresceram ainda pq são poucos conhecidos..o que vale hj é a popularidade da presidente…e com uma reprovação em todos os setores praticamente vai perder a eleição..a única chance do PT vencer a eleição é a volta de Lula.

    • Você deve ter 17 anos. Em 2002 o mercado e a mídia tentaram barrar Lula de todo jeito. Você não entende nada de política. Quem te disse que nem 50% conhecem Aécio e Campos? Enfim…

Trackbacks

  1. Se humor do mercado rendesse votos Serra seria ...
  2. Se humor do mercado rendesse votos Serra seria presidente | Blog da Cidadania | EVS NOTÍCIAS.

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.