A “arma secreta” de PSDB e PSB contra a reeleição de Dilma

 

Escrevo logo após retornar de palestra que proferi em um seminário sobre comunicação digital. Após o evento, tive oportunidade de conversar com um importante ativista digital cujo nome não vou declinar. Essa pessoa me forneceu informações sobre um golpe político que, sendo passadas por quem as passou, merecem muita, mas muita atenção.

Antes de prosseguir, porém, vale explicar que a expressão “golpe político” é deste que escreve, não de quem passou as tais informações. Até porque, apesar de ser pessoa séria está envolvida em um processo com o qual tenho informações de que o PSDB e o PSB contam, pois tentarão usá-lo como arma eleitoral contra a reeleição de Dilma Rousseff.

O processo em questão, como muitos já devem ter adivinhado, é o de preparação de pretensos grandes protestos contra a Copa do Mundo durante a campanha eleitoral do ano que vem.

A pessoa com quem conversei me informou de que a preparação desses protestos vem sendo discutida com movimentos internacionais como o espanhol 15M, o movimento dos “indignados” que, em 2011, ajudou o Partido Popular (centro-direita), do atual premier da Espanha, Mariano Rajoy Brey, a derrotar o então premier José Luis Rodríguez Zapatero, do Partido Socialista Operário Espanhol (centro-esquerda).

Há, pois, um movimento internacional de origens, propósitos e tendências duvidosas e obscuras se imiscuindo na política brasileira ao insuflar grupos de esquerda mais radicais a desencadearem protestos “contra a Fifa” e “contra a Copa” em plenas eleições, no ano que vem.

Não é pouco. Pode-se dizer que há interesses transnacionais querendo influir no processo eleitoral brasileiro.

Mais espantoso ainda é que há grupos envolvidos na preparação desses protestos que têm em seu seio simpatizantes e até militantes do PT. Pessoas que concordam com a premissa de que a volta do PSDB ao poder ou a chegada do PSB, através de Eduardo Campos ou de Marina Silva, seria uma tragédia para o país, mas que estão dispostas a arriscar a reeleição de Dilma por um movimento que nem sabe direito o que pretende.

Perguntei ao meu interlocutor qual é o objetivo desse movimento “contra a Fifa” ou “Contra a Copa”, já que a realização do torneio em solo pátrio, em tese, é inevitável. Ouvi que o objetivo é “denunciar”. “Denunciar o que?”, perguntei. “Denunciar a Fifa”, repetiu.

Mas a Fifa só estará no Brasil porque Lula e Dilma trouxeram a Copa para cá, de modo que será um movimento contra a reeleição dela, já que ocorrerá em plena campanha eleitoral. E se ocorrerá em plena campanha eleitoral de forma planejada, é óbvio que pretende influir nela. E se Dilma é que está trazendo a Fifa para cá, então a campanha é contra sua reeleição…

Certo?

Não para meu interlocutor, que diz preferir o PT no poder ao PSDB ou ao PSB. Contudo, afirma que será possível fazer essas manifestações se voltarem contra o PSDB – não falou em PSB – apesar de a Copa que quer combater ter sido trazida para o Brasil pelo PT (?!).

Perguntei à pessoa em questão se essa coisa de “denunciar” a Copa e a Fifa durante o processo eleitoral não será um mero ataque político, já que, com os estádios prontos, com as obras de infraestrutura todas concluídas, com as equipes estrangeiras de futebol e com turistas em solo pátrio, não será possível cancelar o evento. Não obtive uma resposta clara.

Não haverá outro objetivo dessas manifestações, portanto, que não seja o de provocar um efeito político que, pelo que foi explicado acima, volta-se, imediatamente, contra quem trouxe a Copa do Mundo para o Brasil. Ponto.

Essas manifestações, portanto, serão um golpe político que irá furtar do brasileiro o direito a escolher seus representantes de forma consciente e serena, sem pressões sobre seu cotidiano que o forcem a tomar uma decisão eleitoral com base na conjuntura imediata e não em uma reflexão profunda.

O fato é que não há mais que discutir se essas manifestações ocorrerão. Só o que se pode discutir é se ganharão força ou se a sociedade – após a aprovação aos protestos de junho ter caído vertiginosamente – irá desprezá-las ao lhes enxergar o evidente caráter politiqueiro e, em certa medida, golpista, pois tudo que impede eleições tranquilas tem tal caráter.

Nos Estados, diz aquela pessoa, os protestos serão contra os governos locais. Aqui em São Paulo, pretendem fustigar Alckmin para impedir-lhe a reeleição. Todavia, em nível federal acabarão produzindo não o mesmo efeito, mas um efeito mais potente porque, repito, o governo federal é o responsável por a Copa estar sendo realizada no Brasil.

Resta saber se o governo Dilma e os setores racionais do PT já têm um plano para lidar com essas manifestações. O mote da Copa do Mundo não será o único, haverá também protestos do Movimento Passe Livre por “mobilidade urbana” que virão, em pleno processo eleitoral, exigir de novo transporte gratuito para todo mundo no país todo.

Detalhe: daí até algum candidato espertalhão prometer tal quimera, será um pulo.

O movimento contra a Copa – e outros com ou sem causa que irão às ruas durante as eleições de 2014 – são inevitáveis, mas atingirem o objetivo que perseguirão – muitas vezes sem saber – de derrubar todos os governos estabelecidos não é inevitável. Só que Dilma e o PT precisam chegar a meados do ano que vem com uma estratégia. Ou serão derrotados.

Tags: , , , , , , , ,

262 Comentário

  1. O antídoto para isso é o governo mostrar o que faz. Mostrar filmes das obras em andamento, rodovias, ferrovias, portos, aeroportos, usinas elétricas, linhas de transmissão, moradias do minha casa minha vida, adutoras de água, refinarias, estaleiros, plataformas de exploração de petróleo, as grandes obras urbanas feitas com dinheiro federal, o montante de dinheiro disponibilizado para financiamentos de indústrias, comércio, agricultura e serviços, e os benefícios que isso tudo tem trazidos para o povo, quantos empregos tem gerado, quanta renda, etc. Ou seja, mostrar tudo que mostra durante as campanhas eleitorais. Porque o povo que se informa por TV, jornais e revistas não sabe de nada disso, pois a comunicação social do governo é praticamente nula. Em MG, não passa uma semana sem que as obras e ações do governo estadual, e até da prefeitura de BH não sejam fartamente divulgadas na TV, em horário nobre.
    Aposto que 90% daqueles manifestantes de junho desconhecem totalmente as realizações do governo federal. É mais ou menos como aconteceu em São Paulo com o IPTU. A mídia só disse que o imposto subiria na porcentagem máxima PARA TODOS OS IMÓVEIS. Até onde sei, ninguém tinha conhecimento que aqueles aumentos seriam só para os imóveis de maior valor, e que os outros teriam até redução. Faltou comunicação também para o Haddad. O PT precisa urgentemente aprender a se comunicar pela TV, rádios e jornais, porque sem isso, o que a mídia fala é que vale, pois há uma parcela enorme da população que está sendo enganada sem que o PT reaja.

  2. Há uma profunda má-vontade do blogue com o movimento ‘Bloco Negro’ que, não minha opinião, não se
    justifica. Os revolucionários bloconegristas vêm contribuindo muito, desde as Jornadas de Junho, para a construção de um país mais democrático, igualitário e de esquerda. Foram eles, junto com outros
    movimentos sociais que puseram a questão da mobilidade urbana, dos altos preços das passagens e da
    relação promíscua entre concessionárias e prefeitos na ordem do dia; são eles que vêm constantemente
    denunciando a apropriação do público pelo privado nas obras para realização da Copa, além dos gastos
    absurdos com esse EVENTO PRIVADO ao invés de gastar com saúde e educação de qualidades; foram eles
    que apoiaram incondicionalmente a greve dos professores no Rio; são eles que tomam as ruas para
    denunciar grandes esquemas de corrupção quando a mídia se cala; são eles que denunciam de forma
    contundente a especulação imobiliária selvagem nas grandes cidades.

    Ou seja, eles têm uma folha de serviços prestados muito maiores do que próceres da cúpula petista, que
    estão aboletados em Brasília adotando o discurso da direita….

    Quanto ao uso de máscaras; ora, é uma forma de proteção contra a perseguição fascista-ditatorial
    empreendida pela PM e por governadores ansiosos de implementarem um Estado policial.

    Há vários intelectuais e ativistas de esquerdas que apoiam o ‘Bloco Negro”, a exemplo do doutor Idelber
    Avelar, o deputado Marcelo Freixo, o cantor Mano Brown etc.

    • Pois, é: Ando com um propósito; qual seja o de não me envolver, mais, nessa luta política q vem sendo travada por todo o mundo. Repito;. acontece uma disputa política, q emoldura a implantação da projeto neo-liberal… pelo mundo, afora. A “crise financeira” iniciada nos EEUU seria parte ostensível, espalhada e agregada ao sistema financeiro, mundial. E quem iniciou sabe mto bem o q faz e com q objetivo… falir a todos; influindo e vulnerabilizando economias. O negócio é q, ao lado dessa ideia, não mais havia como a economia, dominante, continuar sua expansão, ao peso de intervenções, militares; a dívida resultante já estava insuportável… Novas formas de influir e dominar, urgia. É isso q estamos presenciando, pelo mundo. A insegurança financeira-econômica está a contribuir. E a experiência da propaganda, intensiva, junto à massa populacional, já estava vitoriosa no Leste-Europeu e outros lugares, como o Egito, resumindo…
      Qdo digo q não queria me envolver, é pq minha saúde já não suporta o estresse e tenho me visto hospitalizado. Dai, está meio q sumido, tbm.
      Acontece q vc, Eduardo, vem e faz uma denúncia, mto apropriada, de certa forma; mas, vejo acontecer reação ou reações, nada objetivas. E me vejo na obrigação de esquecer de meus propósitos e me intrometer, novamente na conversa… desanimada.
      Voltando ao início, as manifestações de junho, pelaqui, foram arquitetadas, até em inglês, via “face book’s”, da vida. Poxa, não havia um ideário e se protestava sobre tudo… A imprensa, inicialmente, se colocou, contrária (lembram?…); mas, logo em seguida, avisada (claro!…), passou a assumir a intenção. Inclusive, essa posição, ficou meio q inconsistente, com a continuidade, mostrando a contrariedade de quem protestava – não de dirigentes; pq não havia lideranças. Ora, o movimento foi colocado via internet, não se sabe por quem e dirigido a uma população q não tinha nada, com nada, com o objeto dos protestos… Eram centenas e milhares de populares, q visivelmente não usavam transportes públicos, nem saúde pública, mto menos ensino público… o trabalhador por ventura q participou, o fez com a intensão de se inserir no contexto, pra estar na moda… A mídia, terrorista até hj, afirma q seriam milhões de manifestantes… Ora, ora; pois, pois… Qdo a internet iniciou a jogada, o fez, pq a mídia, local, não conseguia atingir e influir o público, por incompetência… Foi por essa razão q, no princípio, não entendeu, nada e se colocou contra;. Só mais tarde, foi alertada…. pra não ficar atrapalhando, com sua estupidez antiga….
      Acontece, gente, q o Gov da Presidenta Dilma, q mtos ficam criticando – inclusive, eu próprio, reagiu, rápida e apropriadamente, anulando essa atividade terrorista (Terrorismo, mesmo). De forma q estamos, ai, mto bem, com as avaliações do Gov Federal, novamente evoluindo, positivamente. Além disso, com uma visibilidade bem mais acentuada, dos feitos do Partido dos Trabalhadores e do Gov da Presidenta Dilma.
      Por exemplo, agora, no almoço de confraternização das CA’s, a fala da Presidenta Dilma foi primorosa, bem ao gosto dos militares – aquilo de nacionalismo e Brasil, grande ou gigantesco… E foi tão positivo o discurso, q ao final, eu assisti um burburinho, uma agitação positiva, no seio da maioria dos Oficiais Generais; tudo, enqto a Presidenta, os Ministros e Chefes Militares faziam um brinde, ao redor da mesa. Particularmente, gostei mto dessa reação. As pessoas poderão, talvez, assistir, com a gravação ao vivo, da velha Agência Nacional.
      Abraço, fraterno e Boas Festas! Mta Paz, Harmonia e Saúde

      • Ah!… Eu me esqueci do principal motivo de eu me reconsiderar… e voltar ao seio, aqui, dos bons. É q o Fabrício tem uma posição, errônea sobre os tais dos “black blocks”,,, ou coisa parecida.
        Esse movimento é internacional, “aparentemente” impessoal; mas, q age, da mesma forma, mundo, afora. São violentos e já fiquei observando como funcional… Usas táticas de guerra, militares, evoluindo tal e como, pra alcançar objetivos de aniquilamento. Eu fiquei assistindo um grupo evoluir, aqui no Rio, na Cidade Nova, em frente o prédio da Prefeitura. Eram vários elementos, todos com altura em torno de 1,80m, bem dispostos por treinamento em academias de lutas. Eles tomaram de várias placas de tapumes, conduzidas lado à lado, protegendo suas pessoas da reação dos PM’s, Os soldados não conseguiam imobilizar oito ou dez placas, q evoluíam, lada à lado, pela praça, até o prédio da Prefeitura. Coisa de treinamento militar….
        Sabe, Fabrício, um cara desses, me deu um enforcamento, desses de luta livre, q eu perdi os sentidos, desmaiei… Um Polícia Civil me disse q eu poderia ter morrido, se ele não tivesse parado. Agora, cara, eu tenho 1,60m e sou idoso; o elemento q vc admira deveria ter mais de 1,80m e uns vinte e pouquinhos…
        Esse pessoal é treinado pra fazer o q fazem, perseguindo o objetivo da destruição ou aniquilamento. É um clubinho de doentes mentais, à serviço da elite, transnacional. São criminosos e, como tal devem ser tratados.
        Sinto mto, Fabrício

        • É justamente oque voce diz: tem porte de “militar”, treinamento “militar”, etc, o movimento começou e terminou
          pacífico, mas duro, chegando a ocupar em seu exterior o Congresso Nacional e o Palácio, mostrando a esses “corruptos”, que o Brasileiro “pode” ter sangue nos olhos, a Presidente correu a fazer propostas (pois não as tem) exdruxulas, tipo plesbicitos etc, que não lhe competem, jogando assim para a plateia, o Congresso começou a “trabalhar” até as sextas-feira etc, logo em seguida “apareceram” esses tais “blacks”, quebrando, destruindo lojas, bancas de revistas etc, pergunto a quem “interessava” isso?, ajudaria esse movimento que visava mostrar a esses
          meliantes que aí estão, principalmente a essa “classe” política, que de classe não tem nada, são sim servidores públicos, pessoas por nós escolhidas para NOS servir, pagos e muito bem pagos por NÓS, tendo rendimentos muito além de qualquer brasileiro, mais moradia, planos de saúde que dá direito a um SIRIO LIBANEZ e outros do mesmo porte, carros, seguranças e muito mais, legislam em causa própria, criam leis na calada da noite e se não fosse a chamada “imprensa golpista” os escândalos não apareceriam e quando “aparecem”, logo dizem: “e o escândalo do partido tal”?, ora nós elegemos os que aí estão, era simplesmente para acabar com a farra que faziam com os recursos públicos, quem não se lembra de quando esses “politicos” eram oposição?, fator previdenciário era uma vergonha, CPMF era um roubo, ( ainda essa semana Haddad “responsabiliza” a FIESP pela perda desses recursos), essa é e continuará a ser a luta de nossos jovens, nosso objetivo é mostrar a verdadeira face desses políticos, quanto aos mascarados, pergunto: escondem o rosto de quem?, das autoridades ou da imprensa?, poderiam ser identificados por uma simples foto, e se forem REALMENTE militares?, A QUEM INTERESSA esfriar as manifestações?, PENSEM.

          • Foi só o ‘Bloco Negro’ radicalizar e fazer protestos legítimos contra os vários descalabros que ocorrem na
            nossa República para os políticos se mexerem: sem protestos não há avanços. Nosso país precisa de uma
            ‘Revolução Francesa’ e creio que o ‘Bloco Negro’ pode ser a vanguarda disso.

            Os bloconegristas conseguiram reduções nas passagens de ônibus, colocar a reforma política na ordem do
            dia (está para ser aprovada uma medida muito boa pelo STF contra o financiamento de empresas a
            campanhas políticas), mostrar a todos o absurdo que é os gastos com a Copa – que é um EVENTO PRIVADO
            da FIFA, dentre outras coisas.

  3. Simpatizantes do PT e aloprados ultra esquerdistas orquestrando junto com os ultra direitistas, todos bem pagos e planejadas na embaixada americana.

  4. O importante sociólogo português Boaventura Souza Santos afirma que há documentos da CIA estabelecendo como tática contra protestos que surjam em qualquer parte do mundo a infiltração de provocadores de violências. isso foi feito no Occupy Wall Street, no M-15 espanhol e em outros movimentos que acabaram derrotados justamente pela radicalização dos agentes e a consequente repressão.
    Não é preciso ser sociólogo, porém, para ver que no Brasil tais protestos “contra a Copa” serão uma tentativa de dar fôlego à oposição sem candidato (ou tem três ou quatro?) e sem chances. Haverá os protestos, haverá violência, e se a direitona tiver sucesso, haverá mortes. Com isso se criará o clima de instabilidade capaz de deturpar a eleição – e tudo com a óbvia participação ativa do PIG, começando pela Globo, e do Judiciário.

  5. Apenas idiotas não acreditam em conspiração contra Brasil.
    Motivos? Água, sol, território, população ( ainda que mínima), área agricultável, litoral com mais de 4000 km, gigantescos depósitos de minerais estratégicos e a mulata, claro.

  6. Sou professor e pai e vi meus alunos e filho junto as centenas de milhares que foram inicialmente e quase espontaneamente nas manifestações de julho e que recuaram imediatamente quando viram a manipulação politica se armar. Muitos continuaram ,mas estavam longe em número da multidão de antes.


  7. “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” * Joseph Pulitzer.


    “Se você não for cuidadoso(a), os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo.” * Malcolm X.



    Ley de Medios Já ! ! ! . . .



  8. Na Globo, todos os dias os colegas dos Marinhos instigam o povo a ir para as ruas. Em coro!
    Será que eles irão encapuzados ou de helicópteros?

Trackbacks

  1. A “arma secreta” de PSDB e PSB cont...
  2. Brasil también se planta ante los medios | América

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.