Mensalão, a página que não pode ser “virada”

 

Este texto tem endereço certo: os setores do PT e do governo Dilma que já acreditaram – e que, em boa parte, ainda parecem acreditar – que é possível “virar a página” do episódio do mensalão agora que seus alvos principais se encontram trancafiados por obra e graça de medida judicial monocrática, açodada e, por isso mesmo, suspeita de ser politiqueira.

É fácil entender o pensamento político do PT e de seu governo: deixar os adversários se esbaldarem agora com a deturpação dos fatos e, ano que vem, contar com o fenômeno eleitoral que vem sendo constado desde 2005, ou seja, o desprezo do eleitorado à teoria de que haveria mais corrupção no PT do que em outros partidos.

A partir de meados de 2005, com aquela bombástica entrevista do então deputado Roberto Jefferson à Folha de São Paulo que desencadeou o processo que, aparentemente, estaria chegando ao fim com a execução das penas dos condenados, em nenhum dos cerca de três milhares de dias seguintes o mensalão deixou de monopolizar o noticiário.

Contudo, a teoria que vem levando a presidente Dilma a não se pronunciar sobre a prisão intempestiva dos petistas imolados e que tem feito a cúpula do PT ser comedida na condenação dessas prisões e no apoio aos companheiros encarcerados é a de que, com a desgraça deles, a odisseia persecutória da mídia estaria chegando ao fim.

Trata-se de um erro de avaliação. Em confronto com a visão dessas cabeças coroadas do PT e do governo – e, muito provavelmente, com a visão dos marqueteiros que orientam esse governo – na última terça-feira estreou, em horário nobre, a crônica do cárcere dos “mensaleiros”.

A nova novela do mensalão, agora, tem como enredo “regalias” de que os condenados estariam desfrutando devido a suas ligações políticas. Saírem das celas para tomar banho de sol, receberem parentes, tudo servirá para manter o mensalão em evidência. E, enquanto cumprem a pena, os recursos de suas penas que ainda não foram julgados manterão o caso em evidência.

Erram Dilma, Lula e a cúpula do PT, portanto, ao avaliarem que seria possível “virar a página” desse processo.

Muito pelo contrário, o desfecho que teve vem sendo buscado sofregamente pela mídia oposicionista justamente para ser usado como mote eleitoral no ano que vem, quando dirá que, agora, é oficial: o PT é o mais corrupto porque é o único partido a ter algumas de suas maiores lideranças condenadas e cumprindo pena.

A página do mensalão não será virada porque a mídia oposicionista não deixará, mas há que perguntar se é bom que seja.

Os abusos e as violações dos ritos processuais e da jurisprudência ao longo do julgamento da ação penal 470 e, agora, na execução das penas dos condenados requerem uma reflexão: o Brasil pode e deve “virar a página” de um atentado à democracia e ao próprio Estado de Direito?

O que será desencadeado, neste país, se for aceito que pessoas sejam mandadas para o cárcere sem provas e, ainda, sob penas mais duras do que a sentença condenatória determinou? Como pode uma democracia funcionar normalmente sabendo-se que a lei endurece ou afrouxa de acordo com o campo político-ideológico do acusado?

Enquanto no PT e no governo Dilma falam em “virar a página” do mensalão, na capital paulista o ex-secretário de governo do prefeito Fernando Hadadd, o vereador Antonio Donato, tornou-se vítima de uma manobra dos criminosos envolvidos na máfia dos fiscais durante os governos José Serra e Gilberto Kassab, que o acusaram de envolvimento no caso com o objetivo escancaradamente evidente de desviar o foco das investigações.

Nesse processo, o Ministério Público de São Paulo atua como preposto da quadrilha e de seus coligados políticos ao abrir investigação contra um membro do governo que sucedeu o governo durante o qual ocorreram os fatos delituosos.

Ou seja, as relações promíscuas do PSDB, do DEM e da mídia com o Ministério Público e com a Justiça seguem firmes e fortes, blindando os corruptos desses partidos, os caciques políticos deles em São Paulo e, inclusive, perseguindo petistas pela corrupção que grassou e grassa nos governos demo-tucanos.

Não, a “pagina” do mensalão não será “virada”. Isso não vai ocorrer porque a mídia não vai deixar e não deve ocorrer porque esse processo é espúrio, antidemocrático e, como tal, deve ser denunciado e desmascarado, custe o que custar.

A tese de que o PSDB et caterva não obterão lucros eleitorais com um caso para o qual a sociedade deu de ombros nas eleições de 2006, 2008, 2010 e 2012, quando o PT continuou crescendo e vencendo para os principais cargos no Executivo e no Legislativo, não elide o fato de que a democracia foi violada e de que a mídia continuará martelando esse caso.

Desde a eclosão do mensalão, em 2005, a oposição perdeu mais do que a situação, apesar dos esforços da mídia – enquanto o PT perdeu, na última eleição federal, cerca de 8% dos deputados federais em relação a 2002 (bancada caiu de 91 em 2002 para 88 em 2010), o PSDB perdeu 24% (sua bancada caiu de 70 para 53 deputados). Mas será que o aspecto eleitoral é só o que importa?

Não se enganem, presidente Dilma, presidente Lula e Partido dos Trabalhadores: os próximos alvos serão Lula e Fernando Haddad. Ano que vem, o Ministério Público atucanado e midiatizado deverá investir contra o ex-presidente em plena campanha eleitoral. Irá acusá-lo de ser o verdadeiro artífice do mensalão, tentando diminuir sua influência no processo.

Chegou a hora de o PT, a presidente Dilma e, sobretudo, Lula investirem contra esse processo vergonhoso, kafkiano, antidemocrático. Podem fazer isso antecipando-se aos fatos ou a reboque deles. Na primeira hipótese, desfrutarão da vantagem de tomar a iniciativa; na segunda, da desvantagem de começar a luta na defensiva.

Tags: , , , , , , , , ,

143 Comentário

  1. Paulo Paim é o Suplicy do sul com menos alegorias.
    Quem poupa o lobo sacrifica as ovelhas, capicce PT !

  2. Politicamente Dilma é um desastre.
    Iniciou o seu governo com afagos à Globo e só levou bordoada.
    Lula tem afirmado reiteradamente que tem muito a falar quando o processo encerrar.
    Se for falar, tem de ser uma bomba atômica, porque nesses onze anos de governo Lula/Dilma só tem apanhado.
    Se a tática adotada vem dando certo, não confie cegamente que em 2014 continue.

    • Nem sempre é aconselhável você jogar a boia para salvar afogados políticos. O somatório dos resultados objetivos alcançados até aqui pelo PT recomenda não ingressar em faixa conflitual, sem a devida cautela. A mídia açula a resposta dos adversários de sua ação destruidora e a intensidade dos seus ataques é proporcional à frustração de seus objetivos de desconstruir o petismo e o governo. A única medida para se verificar o acerto das ações do PT é o apoio popular e o teste das eleições. De observar que, apesar de tudo, os virulentos ataques da mídia em nada tem beneficiado a oposição política que se debate em agudas contradições e baixa no acolhimento, revelado pelas pesquisas.
      As considerações expedidas anteriormente nesse blog fortalecem este pensamento. Lembrar, por fim, que , ao contrário, do afirmado o partido tem sabido se comunicar com o povo.

  3. Eduardo, o PT se comporta com covardia.

    • Pode ser Luiza,

      e não discordo de você Eduardo.

      Mas quem tem … , tem medo.
      É só lembrar do J.F. Kennedy…
      E pensar o que faríamos no lugar deles.
      Sinceramente, não sei o que faria, por isso não opino.
      É fácil falarmos sem estarmos na reta.
      E existe um projeto de governo em andamento…

  4. A TENTATIVA DE ASSASSINATO DE JOSÉ GENOÍNO

    Nenhuma atitude aliviará jamais esta tentativa de assassinato de José Genoíno, sob a responsabilidade de Joaquim Barbosa, que entra para a história do Brasil como o mais repugnante, vil e vergonhoso torturador de prisioneiros sob custódia do Estado Brasileiro, por sua índole composta de ódio e pelo uso do cargo de presidente do STF para cometer tal selvageria, pela qual se nivelou aos torturadores da ditadura.

    E o PGR Ricardo Janot e todos os outros ministros do Supremo, sem exceção têm culpa também nesta tentativa de assassinato, por terem incitado, o primeiro, dado carta branca, os segundos, e liberado, todos, a invasão do espaço da justiça para esta fera dar vazão aos instintos mais selvagens e cometer tamanha covardia.

    Covardia e selvageria que cometeu a mando, e sob proteção, da Rede Globo, porta-voz e componente da elite escravocrata brasileira, sem a qual jamais ousaria cometer tal ato, em que assumiu o risco de matar.

  5. A omissão da Dilma possivelmente terá um preço. Como aquele time de futebol com potencial para atacar e decidir o jogo, que prefere recuar, jogar pelo resultado e esperar o tempo passar. Geralmente acaba levando o gol fatal nos minutos finais. Aí vem o arrependimento, não jogou, deixou o adversário gostar do jogo e perdeu. Cruel.

  6. Genoino tem que aguentar firme para pagar sua divida com a sociedade, depois de paga ele pode fazer o que quiser.

    • Que dívida ele tem com a sociedade, só se for com vcs da “hi-society”. Não existe uma prova sequer contra ele. Julgamento de exceção não é julgamento.

      Apresente as provas de que Genoíno é culpado. Eu lhe apresento as provas de que ele não é.

    • É a sociedade que tem uma dívida com ele.

      • Eu não faço parte dessa “sociedade, eu não devo um tostão furado para o Genoíno.

        • Você paga os impostos que paga a polícia que bate e prende inocentes, e um judiciário corrupto..Você é parte da sociedade, SIM!
          Não tira o corpo fora, você faz parte da sociedade tanto quanto qualquer um, e se existem provas e / ou indícios de inocência de uma pessoa e você se omite,não se informa, não quer nem saber, então você é conivente:

          Quer saber onde você está nessa sociedade?
          Leia abaixo que você vai se reconhecer:

          JOSEPH PULITZER ( 1847 – 1911 )

          “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma”.

          Millôr Fernandes em 2006:
          ““A imprensa brasileira sempre foi canalha. Eu acredito que se a imprensa brasileira fosse um pouco melhor poderia ter uma influência realmente maravilhosa sobre o País. Acho que uma das grandes culpadas das condições do País, mais do que as forças que o dominam politicamente, é nossa imprensa. Repito, apesar de toda a evolução, nossa imprensa é lamentavelmente ruim. E não quero falar da televisão, que já nasceu pusilânime”.

  7. Para quem defende que o silêncio de Dilma é uma estratégia para a reeleição, lembraria que nomes como José Dirceu e José Genoino são tão importantes para a esquerda brasileira, que deveriam estar acima de uma eventual vitória na eleição. Já a importância da Dilma para a esquerda é proporcional a um dedo mindinho para Lula.

    • Prezado Renato venho no PT desde a fundação, estive em espaços de direção em vários momentos da vida partidária e nem mesmo no ápice da crise do mensalão me passou pela cabeça sair do partido, mas agora diante de tamanha covardia do Partido na posição em defesa dos companheiros presos devo dizer que estou a repensar minha filiação. Mas devo desde já também afirmar que concordo plenamente com sua avaliação quanto a importância de Dilma para a esquerda brasileira, não é só a sua prisão que justifica se querer dar a ela a bandeira de histórica na construção do processo de luta no Brasil, aliás onde estava mesmo ela durante este tempo todo até retomar a vida pública como Ministra de Lula?
      Mas uma coisa há muito vem me chamando a atenção, o silêncio de Lula diante do fato, no primeiro momento me pareceu ser tática para isolá-lo do bombardeio, mas e agora? deixar chegar a esse ponto e não se ver reação concreta do partido, da bancada, das figuras de “frente”, exceção se dê ao governador Tarso Genro que com um bom texto se expôs e foi em defesa dos companheiros. Não se justifica o sacrifício, não dos companheiros, mas da estabilidade democrática, do Estado de direito, em nome de uma eleição.
      Tem momentos que acho até que este jogo é de carta marcada na busca da eliminação de Zé Dirceu e de Genoíno, não gostaria nem de pensar nisso, mas começo a suspeitar que tem algo de muito errado nessa história toda.
      Meu pleno e total apoio aos companheiros Zé Dirce e Genoíno, acredito ferrenhamente na inocência deles, se por acaso tenha havido algum fato tipo caixa 2, não caberia só a estes a culpa, pois em sendo assim e, é bem possível que tenha sido, todo mundo foi beneficiado pelo fato.
      Prezado Companheiro Lula já é passada a hora de falar abertamente e provar que não é do seu interesse o isolamento dos companheiros do processo.
      Zé Dirceu ou Genoíno para Presidente. este seria o meu voto.

  8. Os atentados ao “estado do Direito” no Brasil sempre ocorrem. Imagine então aquele coitado que foi acusado de um crime não cometido, que ficou na mão da defensoria pública. Resta a ele chorar na cadeia. Posso GARANTIR que isso é bem mais comum do que vocês imaginam.
    Ora, imaginem o caso da menina jogada pela janela…. Será que dá para confiar em provas periciais produzidas pelo “CSI” tupiniquim? E as “provas ” contra o Abdelmassih? De maneira análoga, houve julgamento midiático pesado, não há como estes réus terem um julgamento honesto.
    Recentemente nos EUA houve aquele caso do vigia que matou o menino negro. Apesar de todo o bombardeio midiático, o júri o inocentou. O cara até pode ser culpado, mas a justiça só condena se provar de maneira cabal.
    Lembram do Protógenes Queirós? Ele e o “intérpido” De Sanctis quebraram várias regras para prender o Daniel Dantas. Mas, com regras quebradas não valem! Infelizmente.
    No caso do mensalão, para mim vale uma analogia. Em primeiro lugar, pela presença do STF, um lixo. Em segundo por que ainda que eu acredite na culpa dos petistas, parece-me que o processo tem falhas. Assim poderiam ter o mesmo benefício do DDantas, baseado na inépcia do “Estado” em investigar e coletar dados.
    Quanto à mídia, que vocês tanto reclamam, não pode tanto assim…. Sim, a televisão no Brasil é um lixo. Sim, os jornais dão excesso de repercussão. Mas ora. Vejamos o livro do Palmério Dória, Príncipe da Privataria. Quase todas as citações jornalísticas são do que vocês chamam PIG. Ora, quem está em evidência é mais alvo, vende mais…. É natural pessoal, ossos do ofício, um efeito colateral do sucesso.
    Para Lula e Dilma é um dilema Mexer no vespeiro ou deixar passar… Acho que eles estão sendo astutos, pois as penas corretas serão cumpridas (semiaberto) e as penas para formação de quadrilha cairão com os embargos. Aí os petistas retornam mais fortes do que nunca, com a pecha de presos políticos, revolucionários, e etc, toda a marquetagem que eles sempre usaram muito bem. E com a falta de oposição real no Brasil, tá mole.
    Eu sou sim um liberal. Mas vocês precisam parar de confundir as coisas. Petista não é sinônimo de ladrão, tampouco liberal o é.

  9. Mas quem quer virar essa página é zelite tupiniquim. Ocorre que até hoje tentam virar a página da ditadura militar e até hoje não conseguiram pq não silenciamos. Naquela época eu e muitos brasileiros jurava de pés juntos que jovens como Dilma, Ze Dirceu e Genoino eram terroristas Depois ficamos sabendo que havia outro lada da moeda. Enfim, os esculachos que virão por ai não serão contra Genoino… Imagina quem serão os futuros esculachados, te cuida Barbosa

  10. O próximo alvo do PIG-STF-Ministério Público será Lula. E aí, o PT também vai querer “virar a página”?

    • O Lula tem uma dívida imensa com o povo brasileiro.
      É imprescindível que se saiba o que acontecia no escritório da presidência da república, em São Paulo.

  11. Prezado Edu

    No meu entendimento, há duas razões principais que justificam essa letargia da direção do Partido dos Trabalhadores.

    Primeiro, o PT chegou ao poder. Quer seja na presidência da República, ou nos estados e municipios. Suas lideranças se acomodaram no privilégio da máquina pública. São milhares de cargos comissionados ocupados pelos “companheiros e companheiras”.

    Esse “companheiros e companheiras” jogaram na lata de lixo toda aquela ideologia socialista, bem como também o espírito de solidariedade, luta e companheirismo. Eles estão defendendo o seu, o resto que se dane…

    Segundo, as lideranças do PT ainda acreditam que têm que ser puros, diferentes, ter ética na politica e se preocupar com tal da governabilidade. Ora, ética o escambau! Enquanto posam com esse ar angelical, os adversários estão escorraçando com o partido e seus militantes.

    Nos últimos anos, os adversários estão se utilizando de todas as armas que se possa imaginar para atacar o partido, e sua direção não reage, aliás, ainda dão mais munição aos inimigos. A reação teria que ser igual ou acima disso. Se for preciso, tem que se utilizar sim dos mesmos modus operandi dos adversários e inimigos.

    Produzam-se quanto dossies forem necessários; vasculhem a vida pessoal e profissional dos mais proeminentes inimigos (com certeza irão encontrar muita coisa podre); fortaleçam os meios de comunicação alternativos, tais como a blogosfera progressista; produzam e distribuam jornais nos bairros, nos pontos de ônibus, nas feiras, nas portas de igreja, nos boletins de sindicatos aliados etc; comprem concessões das rádios e tvs. Ou seja, é preciso contra-atacar a midia golpista e a direita raivosa com todas as armas possíveis sem se prender em ética ou governabilidade.

    Hoje, estamos enfrentando uma guerra midiática, sem precedentes em nossa história, no entanto, a cúpula do PT ainda não se deu conta dessa realidade.

    Tanto que até já esqueceram daquela famosa frase…..”A luta continua, companheiros!”

  12. A Revista Veja publicou uma série de perguntas e respostas que mostram que o Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) agiu corretamente, sem ferir nenhum preceito legal. O problema é a máquina de mentiras do PT, acostumada a destruir reputações, que agora se volta contra o Presidente do Supremo.

    1. É legal transportar os condenados para Brasília previamente, mesmo antes da definição do local definitivo para o cumprimento da pena?

    Sim. O juiz responsável pela execução se encarrega de estabelecer todas as condições para o cumprimento da pena e isso pressupõe que todos os réus possam ser levados ao local onde fica o magistrado. A justificativa para a transferência dos condenados baseia-se, por exemplo, na possibilidade de o juiz achar necessário convocar audiências, determinar exames médicos ou verificar previamente condições de cumprimento de prisões em regime semiaberto. No caso do mensalão, o ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal, dividiu as funções de execução com o juiz Ademar Silva de Vasconcelos, da Vara de Execução Penal (VEP) do DF. Caberá ao relator do mensalão, por exemplo, analisar pedidos de indulto e liberdade condicional, enquanto a Vara será responsável por emitir guias de recolhimento dos mensaleiros e calcular as multas impostas aos condenados.

    2. É legal determinar a prisão de um condenado mesmo sem a expedição da carta de sentença?

    A Lei de Execução Penal e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) exigem a expedição da carta de sentença para se documentar o início do processo de execução da pena, mas não estabelecem nenhum tipo de sanção caso a guia não seja encaminhada previamente ao juiz. Para juristas, a divulgação do documento é um ato meramente protocolar e administrativo, ou seja, não se pode classificar como ilegal a prisão de um condenado sem a carta se sentença.

    3. Um condenado reconhecidamente em estado de saúde debilitada pode cumprir a pena normalmente em um presídio, independentemente de ser na ala para regime fechado ou semiaberto?

    Sim. A decisão cabe ao juiz de execução, que, para proferir seu veredicto, pode pedir laudos periciais e análises de juntas médicas especializadas. Com base nesses documentos, o juiz pode negar, por exemplo, pedido de prisão domiciliar e determinar que o detento continue no presídio. O condenado tem direito à assistência de médicos, enfermeiros, dentistas, psicólogos e nutricionistas, mas caso ele precise de atendimento específico na área da saúde, a direção do presídio e o juiz da execução podem conceder autorização especial para tratamento fora da unidade prisional.

    4. O juiz pode se recusar a enviar um preso para cumprir pena perto da família?

    Sim, desde que fundamente sua decisão. Em geral, os argumentos utilizados pelos juízes para negar pedidos desta natureza são questões de segurança, ausência de vagas e alertas para evitar que o condenado exerça influência de dentro da cadeia. Em casos específicos, o criminoso pode ser transportado para presídios distantes do local onde sua família vive. É o caso de presos que são encaminhados, por exemplo, aos presídios de segurança máxima no interior de São Paulo.

    5. O juiz pode se negar a autorizar trabalho externo para um condenado em regime semiaberto?

    Sim. A Lei de Execução Penal não prevê o trabalho externo como um direito automático dos condenados em regime semiaberto. Para pedir o benefício, o condenado precisa apresentar carta com proposta de emprego na unidade prisional onde estiver cumprindo pena. O presídio encaminhará uma assistente social ao local do emprego para fazer um relatório sobre as condições de trabalho. Por lei, o trabalho externo só é autorizado quando o condenado tiver cumprido, no mínimo, um sexto da pena, mas o Superior Tribunal de Justiça (STJ) tem jurisprudência que autoriza o trabalho independentemente deste cumprimento. O Supremo Tribunal Federal (STF), entretanto, tem decisões em sentido contrário exigindo a comprovação de cumprimento prévio de parte da sentença,

    6. Em que circunstâncias um condenado pode utilizar tornozeleira eletrônica?

    O juiz, a seu critério, pode decidir se um condenado que cumpre pena nos regimes semiaberto ou domiciliar deve ser fiscalizado por meio de tornozeleira ou colar eletrônico. As tornozeleiras devem ser equipadas de sistemas GPS, blindadas e à prova de fogo e de água. No caso dos condenados no mensalão, a tornozeleira eletrônica pode ser usada para evitar que seja necessário deixar policiais federais na vigilância dos detentos.

    7. Que tipo de trabalho o condenado pode fazer na prisão? E em regime semiaberto?

    Cabe ao juiz analisar subjetivamente que atividades podem ser desenvolvidas pelo condenado, desde que as atividades tenham dever social e respeitem a dignidade humana. O trabalho do detento tem de necessariamente ter finalidade educativa e produtiva. O condenado pode trabalhar enquanto cumpre pena, inclusive em regime fechado, sendo remunerado por isso. A cada três dias de trabalho, o preso tem direito a redução de um dia da pena. A jornada é de seis a oito horas diárias, com descanso aos domingos e feriados. O trabalho externo é permitido para presos em regime fechado somente em obras públicas ou empreendimentos de entidades privadas, desde que tomadas cautelas contra fugas. A Lei de Execução Penal não traz orientação expressa sobre o trabalho dos condenados em regime semiaberto, mas cabe ao juiz autorizar ou não que o detento exerça atividade externa.

    Para a elaboração das respostas, o site de VEJA se baseou na Lei de Execução Penal, em documentos do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e ouviu dois ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), além do ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior e do ex-presidente do STF Carlos Velloso.

  13. SE DILMA, LULA E O PT NÃO REAGIREM A ESSE ABSURDO CHAMADO DE “JULGAMENTO”, AMANHÃ JOAQUIM BARBOSA E SEUS BLUE CAPS VÃO CASSAR A CANDIDATURA DE DILMA E PRENDERÃO LULA, ESSA É A ÚNICA MANEIRA DE CONSEGUIREM VOLTAR AO PODER. POR SINAL, ELES SABEM MUITO BEM DISSO E O IMOBILISMO DO PT SÓ OS ETIMULA A SEREM MAIS AFOITOS E CONCRETIZAREM SEUS PLANOS. Absurdos jurídicos que possam justificar algo tão improvável, tenham certeza de que eles fabricam, isso não importa : Justiça não existe, Lei é uma forma de tentar-se equilibrar um pouco a dialética da relação de classes e, num lugar onde essa relação é tão desigual, devido à concentração de renda, ela tende a ser ainda mais explicitamente uma arma em favor da defesa dos interesses dominantes. Sea em seu texto, seja nas “interpretações” dadas por um Judiciário fascista e um MP reacionário e hipócrita. No país onde é mais fácil ir-se para a cadeia por invasão de propriedade do que por homicídio, em caso de réu primário, pode-se explicar o porquê das condenações sem provas do “mensalão”, do uso de uma teoria do direito estrangeiro(e ainda assim completamente deturpada, exatamente para retirar-se a exigência de prova nela contida)e a condenação a penas monstruosas de homens como José Dirceu e José Genoíno, que dedicaram suas vidas, sua juventude e todo o seus esforço para construir um Brasil mais justo e soberano, tudo o que esses calhordas não querem, é por esse motivo que pagam na cadeia pela “ousadia”(na visão desses merdas) de lutarem por um Brasil melhor, includente e independente da exploração estrangeira. Do mesmo modo que conseguiram “condenar” Humberto Costa pelos crimes de corrupção de José Serra no Ministério da Saúde(Humberto acabou absolvido no STF, mas teve´”só” o prejuízo de perder uma eleição para Governador de Pernambuco, praticamente ganha, devido ao estardalhaço midiático que atribuiu a ele a culpa por um esquema de corrupção que denunciou); e agora tentam fazer o mesmo com Antônio Donato; envolverão Dilma, o resto do PT e Lula nesse absurdo do mensalão, como fizeram condenando José Dirceu e José Genoíno sem provas, por uma acusação absurda de “compra” de votos de pouco mais de dez deputados, num universo de 513 e sem que fosse citado o envolvimento de nenhum Senador(isso num Sistema Parlamentar Bicameral); ou seja, acusam o PT, e botaram pessoas na cadeia por isso, de tentar comporar votos numa quantidade mais irrelvante, que não permitia a aprovação de nada, e só em uma Casa, num Sistema Bicameral, ou seja, sem “preocupar-se” nem em atingir um número adequado de parlamentares em uma das Casas e sem “comprar” ninguém na outra Casa, o que impediria a aprovação de qualquer Lei, ainda que existisse uma quantidade de apoio favorável na tal Casa onde supostamente “comprou-se” votos, o que segundo o número de “acusados” da denúncia, não havia. Se não bastasse esse show de despautérios, ainda acompanha-os a constatação de que as votações “compradas”, de acordo com o conto de fadas contado pela Justiça e pelo MP, foram aprovadas por ampla maioria, com os votos dos partidos de oposição, como PSDB e DEM, como a reforma da previdência(considerada uma medida conservadora do governo Lula)por isso jamais precisariam da compra de apoio para sua aprovação, pois passaram facilmente. E PORQUÊ O NOSSO BRIOSO STF NÃO COGITOU ANULAR A REFORMA DE PREVIDÊNCIA E OUTRAS SUPOSTAS “VOTAÇÕES” COMPRADAS? ALIÁS, SERIA A ÚNICA COISA BOA DESSE GOLPE, JÁ QUE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA FOI UM ERRO DO GOVERNO LULA, UM DOS POUCOS, E É UMA MEDIDA COM PERFIL NEO-LIBERAL, OPOSTO AO PROJETO DE GOVERNO QUE LULA E DILMA IMPLANTARAM NO PAÍS. É EXATAMENTE ESSE CARÁTER CONSERVADOR DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA, ENFRAQUECE A PREVIDÊNCIA PÚBLICA E ESTIMULA A AQUISIÇÃO DOS PLANOS DE PREVIDÊNCIA PRIVADA, QUE EXPLICA O STF FALAR FININHO QUANDO SE TRATA DE DESAGRADAR O EMPRESARIADO E NEM COGITAR ANULAR AS VOTAÇÕES QUE, SEGUNDO A ESTÓRIA DA CAROCINHA QUE JOAQUIM BARBOSA CONTOU, FORAM “COMPRADAS”, PORTANTO SOFREM DE VÍCIO DE FRAUDE E DEVERIAM SER ANULADAS. É esse espetáculo de hipocrisia e bestialização, enfiado goela abaixo de uma Sociedade despolitizada(e principalmente de uma classe média burra e reacionária)que ameaça não somente a Democracia no Brasil, mas todo o processo histórico de libertação da dominação estrangeira que ocorre na América Latina desde 1999, com a vitória de Hugo Chávez na Venezuela, levado a cabo por um bando de arrogantes que nada entendem de História e de luta políítica(nem querem entender e se o fizessem, estariam do lado do atraso)e por interesses muito maiores, da classe dominante e dos EUA, que estão por trás da arrogância de Barbosa, além de seus recalques pessoais, e de todos os absurdos cometidos nesse “julgamento”. Sumiço de provas(o inquérito 2474 até hoje em “Segredo de Justiça” na Justiça comum e o Laudo 2828, só juntado ao inquérito que gerou a AP 470 após ele ser aceito, o que impediu sua utilização como prova. Ambas as ações “obras” de Joaquim Barbosa e do Ministério Público são algumas dos absurdos que têm que ser expostos sobre esse caso, não somente na mídia alternativa, mas também nas ruas). Temos que fazer este país ferver, e o PT e Lula têm obrigação de fazê-lo, só assim esse show vai não apenas acabar, mas ser revisto, e eles desistirão do golpe que tramam para o ano que vem, seja prendendo Lula e tentando destruir Dilma eleitoralmente, ou seja, em caso de insucesso eleitoral desse primeiro golpe, a “bala de prata”, colocando Lula na cadeia e simultaneamente cassando a candidatura de Dilma, acusando-os de envolvimento com o “mensalão” ou com o que quer que seja, têm a Glogo e a Veja para convencerem uma classe média retardada e têm uma população carente por demais passiva, ainda com as chicotadas da escravidão pesando nos ombros, para irem às ruas por si próprios, a não ser que sejam capitaneados pela Sociedade Civil organziada. Não cassaram Lula em 2005 exatamente por medo da reação popular(qualquer outrra bobagem sobre “preferir” o sangramento é mentira, eles não trocariam uma cassação certa por um “sangramento” duvidoso se pudessem escolhê-lo. Só que o medo do povo os obrigou a seguirem a segunda opção. E esse medo só surgiu porque foram alertados pelos movimentos sociais de que esse país ferviria se Lula fosse cassado). Temos que dar esse mesmo “alerta” para eles(ou essa merda acaba, e é revista)ou o Brasil vai ferver, começando pelas sedes de todas as empresas de mídia, que teriam multidões às suas portas acusando-as pelos crimes desinformativos cometidos no “mensalão” e por todos os outros crimes cometidos ao longo do tempo. Dilma, Lula e o PT precisam liderar essa reação, sem eles não é possível fazê-lo, ao menos de forma exitosa; do contrário terão a responsabilidade histórica pelo golpe que a direita dará no ano que vem.

  14. Essa “exaltação” do chamado mensalão teve sempre uma única finalidade: apear a esquerda do poder.
    Imaginem se essas zelites carcomidas alguma vez se preocuparam com a corrupção. Eles não estão nem aí.

  15. Espero que Lula não espere Genuíno morrer para se dignar a falar, se é que tem o que falar.

  16. Espero uma resposta mais contundente do PT e suas lideranças para esse julgamento chamado de “MENTIRÃO”……

  17. Muito bem dito, Edu, que o canhão agora vai apontar para o Lula, não tenha dúvida, o roteiro tá sendo óbvio… o mesmo “dominio de fato” que prende Dirceu vai ser usado contra o ex-presidente..

    • Muito bem dito, Edu, que o canhão agora vai apontar para o Lula, não tenha dúvida, o roteiro tá sendo óbvio… o mesmo “dominio de fato” que prende Dirceu vai ser usado contra o ex-presidente.. É só ler os Blogs pessoais dos procuradores pra constatar isso, eles vão deixando um rastro…

  18. Vejo que há um divisão aqui no blog. Alguns concordam com o Edu, outros que a Dilma não deveria reagir, que isso tudo é uma provocação.
    Eu acho que não cabe a Dilma enquanto presidente questionar as decisões do STf. Mas uma coisa deveria ser ponto pacífico. Toda esse espetáculo forjado pelo boçal midiático e o pig não aconteceria sem a participação puslianime e suspeita da PF.
    O maior absurdo é esse. A humilhação imposta a lideranças históricas do PT foi executada pelo PF do governo petista! Se a Dilma quisesse, teria evitado essa barbaridade

  19. O que o PT, LULA E DILMA tem que entender rapidamente, é que a sociedade confia neles. Querem resposta e posições deles. Se eles não respondem a altura, teremos que mudar, pois não vamos continuar votando em alguém para governar o país e este alguém entrega o país nas mãos de uma emissora de televisão e de um ´STF.
    Realmente, o que estamos fazendo?
    Queremos poder a quem nós demos poder.
    Quanto a justiça, não é nem para aparecer, é para ser feita sem a cara de ninguém, pois ninguém recebeu voto popular. Justiça é para ser feita a partir da Carta Magna. Da Constituição Brasileira.
    Coronel, ha, coronel, já passamos deste período.
    Força Genoino. Que Deus de matenha vivo até o fim desta vergonha que nos impuseram.

  20. EDU:
    Respeito suas opiniões, e dos demais, mas fico com LULA e DILMA, assim como com DIRCEU e JENUINO…
    Sou grato por vc existir pelo oque faz por nos todos brasileiros jamais perderei a fé que estamos no caminho correto…

  21. Isso não foi Processo foi um Golpe do STF. O PT tem que agir e rápido contra esse Golpe.

  22. Edu, tudo faz parte do mesmo jogo pesado.
    Primavera dos Cansados, mensalão…

    A Dilma infelizmente vai pagar o pato pela covardia do PT…

  23. Não acredito que LULA/DILMA estão indiferentes a situação envolvendo Genuino/Dirceu, etc. Acredito sim que eles estão defendendo um projeto em andamento. Acredito até que exista um pedido por parte de Genuino e Dirceu para que tenham cautela, pois a direita brasileira já provou que está disposta a tudo para retomar o poder. So peço que Deus dê iluminação e sabedoria a LULA/DILMA/ GENUINO/DIRCEU para suportar tudo isso. A cruz é pesada demais, os abutres insanos não dão uma trégua.

Trackbacks

  1. Mensalão, a página que não...
  2. Mensalão, a página que não pode ser “virada” « EVS NOTÍCIAS.

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.