Nova cúpula do MPF põe mídia em alerta e começa intimidação

Chegou ao fim a era Roberto Gurgel/Sandra Cureau na cúpula do Ministério Público Federal. Pode-se dizer, aliás, que foi um fim melancólico. Ao longo dos últimos anos, a própria instituição Ministério Público do Brasil foi sentindo os efeitos de uma postura autocrática e politicamente partidarizada sobretudo do antigo procurador-geral da República.

A posse do novo procurador-geral, Rodrigo Janot, foi prestigiada pela presidente Dilma Rousseff e, ali, foram vistas declarações da chefe do Poder Executivo e do agora chefe do Ministério Público quanto à questão da “interlocução” do MP com outros Poderes, preservada, obviamente, a independência da instituição.

Muitos não entenderam a razão de a marca daquele diálogo ter sido justamente o relacionamento do Ministério Público com “outros Poderes”, mas tudo decorre do clima estabelecido pelo ex-PGR Roberto Gurgel.

Nesse aspecto, foi sintomático o discurso de Janot em sua posse: “Foi um discurso de pacificação, mostrando claramente quais são as funções institucionais e constitucionais do Ministério Público”, disse a senadora Ana Amélia (PP-RS) ao deixar a cerimônia.

“Pacificação”? Sim, pacificação, porque Gurgel estabeleceu uma linha de confronto político-partidário, aliando-se a meios de comunicação e a partidos políticos de oposição, tornando-se uma “estrela”, sobretudo por conta de acusações de endurecimento com alvos do MPF ligados ao PT e ao governo federal e de amaciamento com oposicionistas.

Durante o julgamento do mensalão, ano passado, Gurgel vivia no Jornal Nacional dando declarações insultantes ao partido do governo, como se fosse um mero oposicionista. E, também, foi acusado formalmente de prevaricação por acobertar o bicheiro Carlinhos Cachoeira e o governador de Goiás, Marconi Perillo.

Não por outra razão, Gurgel foi alvo de críticas, no primeiro semestre, durante debate entre os candidatos a procurador-geral da República. No evento, os quatro subprocuradores-gerais que concorriam à indicação de Dilma reclamaram do “isolamento” dele e defenderam um maior diálogo do Ministério Público Federal com o Congresso Nacional.

Segundo declarações dos então candidatos a PGR Deborah Duprat, Ela Wiecko, Rodrigo Janot e Sandra Cureau, a instituição MPF vive “um momento de hostilidade por parte dos parlamentares, principalmente após a sentença do mensalão”.

Após uma eleição em que 1.200 procuradores da República votaram em um dos candidatos, venceu Rodrigo Janot. E, com ele, segundo suas palavras, teria início um novo relacionamento do MP com os demais poderes. E foi assim que o novo PGR deu seu primeiro passo, na semana que finda, ao dizer que não pedirá a prisão dos réus do julgamento do mensalão antes do fim do processo.

Nos últimos dias, por conta disso, começaram os ataques da mídia. O site da revista Veja “acusou” Janot de ter feito “verdadeira campanha eleitoral” para chegar ao cargo, tendo “contratado assessoria para angariar votos entre procuradores”, e de ter se licenciado do cargo de subprocurador-geral para “dedicar-se à disputa”.

Esse ataque ocorreu na última terça-feira e na sexta, após Janot anunciar que não irá pedir imediatamente a prisão dos réus do mensalão, como querem a mídia e a oposição, sofreu ataque do blogueiro do Grupo Folha (UOL) Josias de Souza, que publicou post dizendo que o novo PGR teve “um péssimo começo”.

Paralelamente, o substituto de Sandra Cureau como vice-procurador-geral-eleitoral, Eugênio Aragão, indicado por Janot, já sofre pressões da mídia por ter negado o registro do partido de Marina Silva caso não apresente as quase 500 mil assinaturas válidas para ser criado.

A mídia vem pressionando a Justiça Eleitoral para que “flexibilize” a lei de modo a que a pré-candidata a presidente possa disputar a sucessão de Dilma, mas Aragão já deu sinais de que não pode fazê-lo sob pena de ter que aceitar que a lei seja “flexibilizada” para todos os partidos que queiram criar, o que é um risco.

Durante a semana que finda, veio a público que outra nova legenda, a exemplo da de Marina Silva, vem fraudando as assinaturas necessárias à criação de partidos. O partido que o sindicalista e deputado Paulo Pereira da Silva, o “Paulinho da Força”, tenta criar, um tal de “Solidariedade”, chegou a falsificar assinatura de chefe de cartório.

A pressão sobre Eugênio Aragão é importante para a mídia oposicionista porque será ele quem fiscalizará as eleições do ano que vem e poderá impor multas, vetar propagandas, enfim, poderá prejudicar muitas candidaturas e, nesse contexto, todos se lembram do desastre Sandra Cureau em 2010, quando atuou como preposta da candidatura José Serra.

Note-se que toda essa pressão sobre a nova cúpula do MP aconteceu em um período de pouquíssimos dias. A mídia está “testando” os estreantes e já promete mover campanha contra eles. Resta saber se vão se deixar intimidar. As informações de que dispõe este Blog é a de que isso não vai ocorrer. Janot e Aragão seriam pessoas da mais alta seriedade.

Apesar dessas informações, porém, todos sabemos do poder de pressão dessa mídia partidarizada que empurra homens públicos para o dilema de cederem aos seus ditames e irem para o céu que habita um Joaquim Barbosa ou para o inferno ao qual ela condenou um Ricardo Lewandowski. Melhor, pois, esperarmos antes de comemorar.

Tags: , , , , ,

96 Comentário

  1. Espero que eles joguem para a galera do PT, assim temos uma reclamação a menos da horda.

    • Não precisa jogar pra galera do PT. Basta não serem cabos eleitorais do PSDB. Ninguém quer um MP refém de partido ou de imprensa. Isso é desejo do movimento fascista brasileiro, comandado pelo PSDB e pela ‘grande mídia’, que ainda conseguem manipular dementados que só sabem repetir o que leram na sala de espera do dentista ou enquanto faziam as unhas no salão de beleza.

      • Nao precisa ser refem, mas tem de ser “progressista”

        • Da justiça, ou melhor dos juízes, bem como dos promotores, esperamos IMPARCIALIDADE. Será tão difícil assim, aplicar a lei, independentemente de quem seja o réu ?

          • Para mim, se o novo chefe do MPF não proteger bandidos, como fez o Roberto Gurgel com o Cachoeira, com o Demostenes e com os donos da Veja, já vai estar muito bom. O novo chefe do MPF não pode acabar sendo corporativista, protegendo o Gurgel e a Cureau só por que eles são do time da procuradoria. Pau que dá em Chico dá em Roberto Gurgel , Dr Junot. Chega de corporativismo! Defender o MPF é muito importante. E isso começa dentro de casa, defendendo-o de Demostenes ( procurador e ladrão, não é?) e de Roberto Gurgel. Vamos dar andamento ao processo contra o Gurgel, pelo memnos o andamento normal que um escandaloso caso desses mereceria em qualquer país. Ou será que nos EUA, o procurdor geral protegeria um mafioso ( CarlinhoS) e um senador ( Demostenes) e quando isso fosse descoberto ninguém faria nada? Por favor doutor Junot! VAmos processar normalmente o Dr GUrgel, senão a coisa ficará feia.

      • valeuuuuuuu muito bom

      • É isso aí, Rodrigo!!!

      • Ai Evandro, essa doeu véi.

    • Espero que eles não sejam vira latas e sejam HONESTOS coisa que não tivemos no MP, pois estavam protegendo na maior CARA DE PAU os TUCANOS.

    • Seria uma surpresa. Ocupantes de altos cargos em instituições importantes, tais como MPF, CGU, TCU, MPE, STF, STE e até a PF, com tendências governistas, é que menos se vê desde o Lula.
      Peguemos alguns exemplos. O TCU é aparelhado por Demo-tucanos, nas palavras insuspeitas do Fernando Rodrigues da Folha. O MPF tinha o Gurgel, que dispensa apresentações e antes dele, o Antonio Fernando, notório tucano. Até na PF, a banda tucana tem prevalecido.
      O que desmonta totalmente o mito de que o PT aparelha a máquina do Estado. Nisso não chega nem aos pés dos tucanos

    • O Ministério Público não pode tomar partido, tem que agir conforme a lei e as suas funções de Ministério Público. O que o Ministério Público estava fazendo era obedecer aos ditames das famiglias do PIG e do neo-udenismo (PSDB-PFL-PPS).

  2. Na realidade, o Procurador que saiu era um cocô, pior, era o cocô do cavalo de Edir Macedo!

  3. Me parece que realmente ocorreram mudanças na justiça brasileira.
    Tanto no Supremo, como no MP entraram pessoas isentadas e com desejo de usar a lei.
    Dos que saíram desnecessários se fazer uma análise sobre os seus comportamentos.
    Temos que ficar de olho em alguns, como Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Melo e Luiz Fux.

  4. Espero que sua esperança se confirme Eduardo.
    Ontem no JN ouvi o PGR Janot dizer que os réus já podem começar a cumprir pena pelos crimes cujas condenações não sofrerão embargos.

    • wilson

      Acho a AP 470 um horror, mas neste caso o janot esta correto: quem nao tem direito a embargo infringente teve encerrado o seu julgamento, nada mais a ser feito no ambito daquele processo..

      • Nesse caso, Francisco, não restará ninguém em liberdade porque acho que todos os réus foram condenados inapelavelmente num ou outro crime. José Dirceu, por exemplo tem direito a ser novamente julgado, mas apenas pelo crime de formação de quadrilha, pelo crime de corrupção ativa não há como recorrer.
        Mas daí pergunto? Cadê o duplo grau de jurisdição?
        Baseado em suposições condena-se um homem à prisão sem que este tenha direito a uma revisão penal.

  5. Ainda bem que saimos da “era” gurgel/cureau! Indivíduos que foram muito além dos cargos que ocuparam, dupla obscura do MP, sempre agindo de modo seletivo e perseguidor. como foram “notáveis” neste sentido, esperamos que isto não se repita! A mídia sempre vai “cair em cima” de quem age contra seus interesses e interessados, mas o MP tem que ser imparcial e seguir o caminho para o qual foi criado, o que n]ao ocorreu anteriormente!

  6. Espero seriedade , honestidade, capacidade , isenção, confiabilidade, compromisso com a JUSTIÇA e patriotismo.

  7. Pela postura de Janot e Eugênio Aragão em seus primeiros dias ,renasce a esperança de enfim termos uma justiça consciente de seu dever para com a sociedade , apartidarizada , que não se curva às pressões do PIg. O que o Brasil precisa é de decência ,ética e moral ,o que faltava aos antecessores.

  8. Novos ares na OAB
    Novos ares no Supremo
    Agora novos ares na PGR.

    Há esperança no ar, agora essa historia da Marina Silva é de dar NOJO.
    Adoraria vê-la perder a eleição em 2014, como eu gostaria que ela tivesse o bendito numero de assinaturas, contudo lei é lei e ela não se curva jamais a mulheres frutas que além de serem laranjas são desleixadas com a fruta.

    Por que a mulher não começou a colher assinaturas já em 2012?
    Tenha santa paciencia, que ela vá chorar em outra freguesia por não ter feito o trabalho direito.

    Tenho vergonha dessa mulher, ela não me representa de jeito nenhum. Que mulher desleixada, santo Cristo!

    • Saiu hoje num jornal de Campinas – SP, ela tem apenas 20% das assinaturas confirmadas. Entäo, ela näo tem chance, pois o tempo termina em 5 de outubro. Só resta saber se ela vai para algum partido, sei lá voltar ao PV.
      Creio que nesta eleicäo Marina estará fora. Eu espero !

  9. Grande Eduardo!!!

    A campanha do nazismo contra judeus, negros e ciganos foi
    brincadeira de criança comparando com a campanha patrocinada
    pelo PIG, PGR, STF contra o Gov. Lula, Dilma e PT.

    Mesmo assim resistimos.
    Graças a seres humanos como vc, hoje podemos sorrir.

    Ou eles criam juízo, ou o ódio os consumirão.
    Torço para que eles saiam das trevas e venham para a luz., para que juntos possamos cumprir o nosso destino que é ILUMINAR O MUNDO de PAZ e PAX.

    Viva LULA !!
    VIVA DILMA !!!
    VIVA O PT !!!
    VIVA a justiça !

    Feliz sempre !!!
    Muito axé !!!

    Waldyr Vaz.

    • Sinto vergonha alheia ao ler seu comentario.

      Comparar a campanha nazista contra os judeus com a da PGR contra o governo eh um desproposito, uma idiotice, nada mais do que pura delinquencia intelectual!
      A “campanha” nazista contra os judeus, por exemplo, resultou em mais de 6 milhoes de judeus exterminados na Europa, milhares de ciganos e outros integrantes de minorias, como os gays, por exemplo.
      Ignorancia combinada com ma feh sao sempre uma receita p/ o ridiculo.

    • Tudo o que um PETRALHA fanático/zumbi sonha é ter na mão o STF, PGR e vários partidos comprados. Mas esse sonho vai morrer em 2014…A Gerentona vai sofrer mt pra chegar no segundo turno, e aí, a derrota é certa!

      • Eitá , apareceu mais um discípulo do professor Hariovaldo Almeida Prado, verdade que sem a inteligência e a graça do ilustre professor mas conseguindo ser mais ridículo e imbecil que o original.
        Vade retro ….

    • Nossa! Pela madrugada.
      Esse ai é outro brincalhão que faz humor fino como o professor Hariovaldo. Mais engraçado que o outro que disse que o Zé Dirceu vai ser o próximo presidente do Brasil.
      Me recuso acreditar que diga isso em sã consciência.
      É cada uma que a gente vê nesse blog.

  10. Justiça mão tem que ter partido!

  11. Caríssimo Edu,

    Não seria assim tão esperançoso para com o novo PGR. Trabalho há uma década na PGR e nesse tempo Janot sempre ocupou cargos nos períodos de Fonteles, Antônio Fernando e Gurgel. Foi de Secretário-Geral à Vice-PGR.

    Desde Fonteles que a ANPR controla a instituição e o Executivo (Lula e Dilma) insistem em chancelar essa “tradição” da lista tríplice. Com Janot não foi diferente. Lembra que o Gurgel soltou verba indenizatória para os procuradores às vésperas de compor a lista tríplice da sua recondução? Janot foi diferente… pagou a conta depois:

    http://blogdofred.blogfolha.uol.com.br/2013/09/20/janot-assina-portaria-sobre-auxilio-moradia/

    A ANPR funciona no prédio da PGR, só pra começar. Constantemente demanda serviços do corpo técnico da PGR e ninguém dá um pio, com medo. O presidente da ANPR é o Alexandre Camanho, não é difícil encontrar o histórico da figura.

    Poucos são os membros do MPF que ousam se opor ao exército de Gurgel (Janot incluído). Talvez você queira conhecer o blog do procurador Manoel Pastana, uma dessas exceções.

    http://www.manoelpastana.com.br/

    E de PEC’s 37 à Leis da Mordaça… O Ministério Público vai se consolidando como o bastião da moral…só para quem não o conhece, ou melhor, para quem o conhece muito bem.

    Abraço.

  12. Gostaria mesmo Edu, que essas pessoas lessem seu post, pra eles sentirem que não estão sozinhas..

  13. Existe um modo simples e rápido de calar de uma vez por todas esses generais da mídia golpista. Basta retirar toda e qualquer propaganda oficial de seus quartéis-redações. Como justificativa o governo poderia usar a mesma argumentação favorita dessa mídia quando aborda as finanças públicas: corte de gastos! Pronto, problema resolvido! Isso seria fácil se o PT ainda fosse um partido de valentes. Mas deixou de sê-lo há tempos. Salvo, Lula, é claro!

    • Eu sou um frustrado porque meu fuhrer já foi pro inferno, por isso fico brincando de nazi na internet, pois não tenho mais nada que fazer na vida. Quem quiser saber quem sou eu, às Vezes entro como Celso, propondo esterilização forçada de mulheres pobres, sonegação de impostos e todo tipo de perversão que minha mente doente possa imaginar.

      meus emails são [email protected] e [email protected]
      o IP da minha máquina (este é real) é 201.35.156.64

      • Ô Celso.
        Agora me deu peninha…
        Você já está na fase de quase arrependimento.
        Se precisar de um ombro amigo não se acanhe em procurar o Dáoudecio da Silva ou o Mauro Gattuno, tá?
        Se optar pelo Mauro Gattuno e tiver dificuldade em encontrá-lo procure n’alguma lata de lixo.
        Grande abraço de tamanduá.

        • Então você pensa que me desqualificando e fazendo blague com meu sobrenome vai me inibir.
          No meu tempo de escola primária fui vítima de crianças que me perseguiam até a porta de casa com graçolas cruéis em torno do meu nome. Minha vó dizia que isso nada mais era do que despeito porque eu lia bem e era bom em aritmética. Ela estava certa.
          Parece que tem gente que não cresce.

          • Claro, Mauro Gatto que seu nome só serviu de gancho para pendurá-lo. Mas de qualquer forma você seria pendurado, afinal esse é um blog progressista frequentado, em sua maioria, por pessoas decentes que não toleram gente preconceituosa, eugenista, enfim, gente mau caráter mesmo.
            O pessoal aqui do Blog da Cidadania evita se imiscuir com gente de sua procedência e da laia do Celso porque a distancia moral que os separa é de anos luz. Contudo, o mesmo não se dá comigo que transito tranquilamente pelo submundo e não tenho escrúpulo algum em me atracar com um canalha quando isto se faz necessário, até porque, após um bom banho logo estou pronto pra outra. Talvez um pouco mais fedido, mas pronto pra outra.

  14. Atenção Edu, as coisas estão mudando até na ‘opinião pública”, supostamente coxinha. Lewandowsky foi aplaudido em restaurante em Brasília. Está lá no Nassif

    • Sim. Estava tendo um jantar comemorativo do PT com 50 pessoas. Estas 50 pessoas o aplaudiram de pé.

      • Bobão, foi um jantar com membros do Superior Tribunal de Justiça.

        • Ser aplaudido num restaurante chique de Brasília, local notadamente infestado por corruptos, é mole. Quero ver ser aplaudido nas ruas, como tantas vezes o foi Joaquim Barbosa!

          • Será que nas ruas não têm corruptos? Você, Celso, por exemplo, vai dizer que nunca sai às ruas?

          • Ricardo Lewandowski ficou exatamente no direito e foi sacrificado por isso na população. Mas foi mantendo a postura, com tranquilidade e integridade. Na comunidade jurídica, continua bem visto, como um homem com a coragem de ter enfrentado tudo sozinho.

            (Ives Gandra Martins, um dos mais respeitados Juristas do País em entrevista BOMBÁSTICA à jornalista Mônica Bergamo.)

          • O Barbosão foi aplaudido num cinema em Ipanema que eu saiba. Foi o que saiu na coluna do Anselmo do Globo. Consta que o moça que vende bala e o lanterninha não se manifestaram, o resto chacoalhou suas joias e rolexes, como teria pedido John Lennon

          • A única rua que o Braboso consegue ser aplaudido é na rua dos bobos numero zero .

      • Se eu lá estivesse seriam 51 pessoas aplaudindo de pé, mas daí algum engraçadinho poderia dizer que ao invés de levando Whisky Lewandowsky acabou levando 51.

      • Voce conhece o Jurista Ives Gandra ? ele é da dieitona, conservador até a unha do pé, ele deu uma entrevista ao Jornal Folha e disse que näo há uma prova contra o Dirceu. Ele mesmo leu o processo e näo encontrou.

      • Pena que a sua cegueira näo permite ver que o JB tambem näo é täo honesto como voce pensa. Veja esse vídeo e depois poste aqui sua opniäo.

        http://www.youtube.com/watch?v=hzGl-Ue8doo

  15. Para Dirceu eles queriam condenação, mesmo passando por cima da lei. Para Marina Itaú eles querem que o MPF conceda o registro, mesmo contra a lei.

    Ou seja, para os amigos da carcomídia, tudo. Para os inimigos de classe, linchamento.

  16. Se eu fosse o Procurador, colocaria meu pessoal para trabalhar, processando todos os jornalistas e veículos que atacarem despropositadamente órgãos públicos ou instituições da república. Golpistas estariam na minha mira.

    • Em tempo, porque não começar o trabalho convocando o Caneta e o Cachoeira, para subsidiar uma boa denúncia contra os proprietários da Editora Abril, suspeitos até mesmo de provocar as manifestações de rua de junho, através de terceiros do #changebrazil.

  17. Esse é o receio que a mídia tem.Talvez ao perceber que o candidato do PSDB não tenha chances de vencer nada melhor que Marina Silva para combater a presidente Dilma Rousseff já que parece está melhor nas pesquisas de intenção de votos.Hoje Marina é o xodô da mídia pois faz oposição ao PT.Digamos que é uma direitista financiada por instituições privada.Por isso a mídia tá querendo fazer pressão no procurador e no subprocurador.

  18. Edu,

    Deus te ouça, pois desde o tempo do Brindeiro (engavetador ) que não confio na PGR e no MPF

  19. A MIDIA ESTÁ PERDENDO PODER A CADA ANO, ATÉ ENTRE O S RICOS. ACREDITO NO BEM, ELE SEMPRE VENCE. O PT É TIDO COMO CRIMINOSO E COMBATIDO APENAS POR LUTAR PELOS POBRES. MAS, O POVO hoje PENSA E SABE QUEM É QUEM.

  20. Tenho receios de que a nossa Presidenta tenha dado novo tiro no pé.
    Será que há obrigação de escolher gente de dentro do ninho onde fervilha o
    mesmo tipo de postura?
    Ora, se as listas são feitas pelos interessados ou partidários dos indicados, não
    há como acreditar em lisura de conduta.
    Será tão dificil assim, indicar alguem de fora da “casa grande”?
    Gostaria, Eduardo, que você, numa oportunidade posterior destrinchasse esse saco
    de gatos. Confesso minha ignorancia e não sei nem imaginar por quê TEM QUE SER como
    tem sido feito.

  21. ‘Debate’ na Casa do Saber (que mais parece outra casa) reúne Chico Alencar, Miro Teixeira e o cientista político Geraldo Tadeu Monteiro com mediação sabe de quem? Quem, quem? Merval. Todos tem que responder sobre o que mudou depois das manifestações de junho no país e o que podemos esperar daqui para diante. De novo! de novo! como dizia aquele dinossaurinho da família dinossauro. Lá pelas tantas dizem que concordam que o Brasil não é um país republicano e agora é um país desintegrado. E que, por isso as manifestações podem e devem voltar a qualquer momento. Aí, pergunto, para integrar ou acabar de desintegrar o país? Qual o desejo de vocês? Chico Alencar, que já correu junto com outros políticos ao Supremo para pedir ajuda contra ações do governo, diz que “nossos sonhos não cabem numa urna” (isso é lindo, gente, muito lindo), o estado é o vândalo da história e que não deveria existir o Supremo e sim uma Corte Constitucional, porque já existe o STJ que cumpre as mesmas funções (só agora dizem isso? E nem sei se é verdade). Ai que meda que me dá quando esses caras começam a ‘pensar’. É bom ressaltar que li na Internet e a matéria é do Globo mesmo.

    • Maria Rita…
      Chico Alencar tem razão quando diz que nossos sonhos não cabem numa urna.
      Não numa só urna, nossos mais doces sonhos cabem em milhares de urnas espalhadas pelas milhares de localidades do nosso imenso Brasil, e essa, querida Maria Rita, é a nossa maior garantia.
      Mas a razão de Chico Alencar para por aí porque se o PSOL não adotar uma nova postura, em muito breve, seus votos caberão todos numa única urna.

      • Você está certo, mas desde da luta do Betinho, irmão do Henfil (e até antes dele o Josué de Castro com sua Geografia da fome), acredito que existem sonhos que podem esperar e outras coisas não, são mais urgentes. A fome já está sendo vencida, agora é a vez da saúde, que importa a todos nós, independente da classe social. Viver é bom, com saúde ainda é melhor. E, depois, meu amigo, sonhar é sempre possível e independe das urnas. Um abraço.

        • É verdade Maria Rita…
          Independente das urnas sonhar é sempre possível, mas dependendo do resultado das eleições nossos sonhos podem demorar mais ou menos para se converterem em realidade e isto quando não se transformam em tenebrosos pesadelos.

          • Sonhar não custa nada Ou quase nada…

            Sonhar não custa nada
            E o meu sonho é tão real
            Mergulhei nessa magia
            Era tudo o que eu queria
            Para esse carnaval
            Deixe a sua mente vagar
            Não custa nada sonhar
            Viajar nos braços do infinito
            Onde tudo é mais bonito
            Nesse mundo de ilusão
            Transformar o sonho em realidade
            E sonhar com a Mocidade
            É sonhar com o pé no chão

            Estrela de luz
            Que me conduz
            Estrela que me faz sonhar

            (Ai, amor!)
            Amor sonhe com os anjos
            Não se paga pra sonhar
            Eu sou a noite mais bela
            Que encanta o teu sonho
            Te alucina por te amar (amar, amar)
            Vem nas estrelas do céu
            Vem na lua-de-mel
            Vem me querer

            Delírio sensual
            Arco-íris de prazer
            Amor eu vou te anoitecer

            Eu vejo a lua no céu
            A Mocidade sorrir
            De verde e branco na Sapucaí

            http://www.youtube.com/watch?v=_QDX695-1hY
            Não resisti colocar o samba enredo de 1992 da Mocidade Independente de Padre Miguel.

      • Pô, W A, vc fechou o seu comentário de um jeito que eu fiquei até com inveja: se o PSOL não mudar, seus votos vão caber numa só urna.
        Aí eu fiz uma contas: em cada seção eleitoral votam uns quinhentos eleitores.
        Uma urna por seção = 500 votos numa urna.
        Quer dizer então que o partido vai ter no máximo uns quinhentos votos?
        Êpa!!!!
        Entonces num pode acabar com o quociente eleitoral, né Chico?
        Senão….

        • Caro Luciano
          Não há como falar do PSOL sem falar do PT.
          O PSOL foi fecundado nas eleições majoritárias de 2002 com a aliança do PT/PL para compor o Vice, Zé Alencar e nasceu quase dois anos depois. Foi mais de ano de gestação até os dirigentes do PSOL perceberem que o PT havia chegado realmente para governar.
          PSOL não é partido talhado para governar sua praia é outra. Psolista morre de medo de ser vidraça prefere continuar pedra, claro, é muito mais cômodo.
          Mas ser pedra tem um problema sério, ninguém dá muito valor às pedras que até têm sua utilidade, mas não passam de pedras.
          Um grande abraço, amigo Luciano.

    • Marina Itaú também já disse que disputar eleições nem era tão importante assim. O importante eram as ideias. Agora vemos que era tudo da boca pra fora. Ela está ameaçando entrar no STF para conseguir o registro da Rede sem comprovar as 500 mil assinaturas.

      Francamente, se tivessem um mínimo de trabalho de base, já teriam conseguido.

  22. Até quando Janot vai aguentar ? Quanto tempo para virar um Gurgel ? Aguardemos…

  23. Que a JUSTIÇA prevaleça!

  24. Vamos aguardar nunca se sabe o que esperar de uma pessoa. Ayres de Britto já foi filiado ao PT e se vendeu a mídia. Não sabemos o que o dinheiro mau cheiroso pode comprar.

  25. Em tempo, não ia sobrar nenhum, para cada operação da PF, uma denúncia bem feita seria apresentada. Sonegação Global de bilhões de imposto de renda também é crime federal.

  26. Serem intimidados pela velha mídia conta muitos pontos a favor dos novos dirigentes do MPF.

  27. Uma coisa que acontece vez ou outra e me deixa furiosa é o seguinte: um desses babacas “artistas” que falam para o público jovem aparecerem nos roquinrios da vida falando um monte de asneiras sobre política. E ainda são aplaudidos. Agora foi uma banda mineira aí que deu vexame. Seriam só desinformados? Não creio. Na boa, já fui muito tolerante com artistas, mas hoje sei que estava errada. Os caras têm DONOS mesmo, uma merda! Se deixam usar como o pior tipo de prostituta. Fico muito indignada, porque não dá nem para fazer piada, como no caso daquelas senhoras tão hilariantes. Desculpe aí, mas precisava dizer isso.

    • Concordo, o Skank morreu pra mim.

      • Fábio, skank sempre foi uma bandinha. Nunca foi um Paralamas, um Titãs na época do Cabeça de Donossauro, sempre foi uma bandinha. e o vocalista acha que é gente grande, coisa de medíocre. Aparece um pouco, se acha o máximo. Nível de capital inicial.

        • Caros, o problema nem é a qualidade do som, dá pra fazer pop sem ser imbecil. O problema é a cabeça elitizada e colonizada da maioria dos nossos artistas. A esperteza, tão nem aí pro país, na verdade. Não foram os Paralamas que concordaram com o Lobão? Ou estou enganada? E o que dizer do sr. Roger? Os caras vacilam. Não tem mais artista que se preze neste país, salvo raras exceções.

  28. Não vi onde a Veja ataca o Sr. Procurador Geral ao dar a noticia de que ele contratou um serviço de assessoria e ter feito campanha. Por acaso é inverídico ?
    Acho que alguns veem chifre em cabeça de cavalo. Tem o discurso fácil, “bolivariano”, da mídia golpista e acham que tudo é complô ou comprado.
    Seria tão mais fácil se ocupassem em ajudar ao invés de embaralhar e atrapalhar.

    • Não se preocupe. Com certeza, em 2014, o Zé Bolinha de Papel ou o Aébrio Neves (também conhecido como “menino do Rio”) serão eleitos com votação consagradora, acabando com tudo-isso-que-está-aí.

  29. Caro Eduardo e demais

    Duas coisas me chamam a atenção:
    1- Domínio de fato – qual empresário, entre outros da mega elite, sobreviveria com esse argumento?!
    2- Embargos infrigentes – é da lei, ou se cumpria aqui, ou o Pacto de São José o faria.
    O primeiro, tem que ser anulado a todo custo, em nome da sobrevivência da casa grande, o segundo teria que ser adotado, ou o STF sofreria maior desgaste internacional.
    Saudações

  30. Veremos de que estofo são feitos esses novos dirigentes do MPF.

    Quanto à pressão da carcomídia (o PIG, partido da imprensa golpista), ela já não é tão efetiva, como vimos. Agora há uma outra pressão, que vem da mídia de todas as mídias, a internet. Mais precisamente, da Blogosfera e das redes sociais.

    A vantagem da internet é que, aqui, todos somos mídia. Já que o governo Dilma morre de medo de colocar em pauta a Lei Geral das Comunicações, a democratização da mídia se dará com o fortalecimento da internet e o gradual ocaso dos veículos em papel e emissoras de rádio / tv.

    • Roberto, concordo com o seu texto, mas não é só a Dilma que tem mêdo. O nosso grande líder tb teve mêdo principalmente no segundo governo, quando o Franklim Martins não teve tempo hábil para mandar para o Congresso.

      • Fernando, é verdade. Até o grande Lula enrolou, enrolou, e não apresentou à sociedade a proposta da Lei Geral das Comunicações.

        Getúlio Vargas foi tão acuado pela mídia, a qual queria um golpe de estado, que teve que se suicidar para derrotá-los. Deu certo. Pelo menos, o golpe foi adiado 10 anos.

        Hoje, temos essa nova mídia, a internet, que mostrou várias vezes sua vocação democrática, derrotando o PIG.

  31. Só vendo pra crer…

    Se esse procurador for isento a oposição e a máfia midiática tem muito o que temer, reforçando SE FOR ISENTO.

  32. Melhor agirmos antes e não ficarmos esperando os reacionários agirem como quiserem! Que tal uma carta de apoio aos novos Procuradores, a qual, assinada por diversas entidades da Sociedade Civil encamparia o apoio da Sociedade Civil Organizada, Progressista e Democrática aos novos comandantes da PGR e da PGE contra a pressão ditatorial que os meios de comunicação já começaram a exercer sobre os líderes dessas duas instituições, o que obviamente também é contra elas, tentando interferir na imparcialidade e equilíbrio que devem caracterizá-las, para que retornem tais instituições ao deplorável estado de partidarização que atravessaram durante as gestões anteriores de Roberto Gurgel e Sandra Cureau. HÁ MUITO EM JOGO PARA FICARMOS DE BOCA ABERTA, ESPERANDO OS BARÕES DA MÍDIA E SEUS “JORNALISTAS” AMESTRADOS DESTRUÍREM A REPÚBLICA EM PROL DE SEUS INTERESSES. MAIS DO QUE DEFINIR MULTAS OU SUSPENSÃO DE PROPAGANDAS, O PAPEL DE EUGÊNIO ARAGÃO NAS ELEIÇÕES DE 2014 JÁ COMEÇA A SER DECISIVO AGORA. SEU POSICIONAMENTO CONTRA A CRIAÇÃO DA PATÉTICA “REDE”, DO BIBELÔ VERDE DA EXTREMA-DIREITA, MARINA SILVA(DIGA-SE DE PASSAGEM POR MOTIVOS ESTRITAMENTE LEGAIS, COMO DEVEM SER OS MOTIVOS DE UM AGENTE DA LEI, MARINA SÓ CONSEGUIU REUNIR 20% DAS ASSINATURAS NECESSÁRIAS PARA A CRIAÇÃO DO NOVO PARTIDO); PODE SER A TACADA DECISIVA NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES. SEM MARINA, FICA MUITO MAIS FÁCIL PARA DILMA VENCER NO PRIMEIRO TURNO, O QUE ESMAGARIA A MÍDIA E SEUS SERVIÇAIS NO JUDICIÁRIO, E DARIA AO GOVERNO DILMA UMA FORÇA EXTRAORDINÁRIA PARA IMPLANTAR MUDANÇAS AINDA MAIS FUNDAMENTAIS, NAS ESTRUTURA DO NOSSO SUBDESENVOLVIMENTO, NUM FUTURO SEGUNDO MANDATO. Assim, as pressões sobre Aragão não são “à toa”, como já dito neste espaço, e não visam somente sua atuação em 2014. Quanto à Janot, transformar o MPF num órgão sério, e não numa polícia política destinada a perseguir os adversários da classe dominante ( ou seja, o PT, o adversário que conta, já que a “extrema-esquerda”, PSOL, PSTU e PCO são tão bibelôs da direita, só que os “bibêlos raivosinhos”, quando o bibelô verde Marina Silva), enquanto marginais da pior estirpe, como Carlinhos Cachoeira e Marconi Perillo, são não somente poupados, mas sócios da instituição; será uma mudança na qualidade, e mais ainda na respeitabilidade dessa instituição indispensável para a Democracia, para a legalidade, e principalmente para apoiar a Presidenta na implantação do projeto democrático popular que a elegeu. Finalmente Dilma livrou-se do “republicanismo”(na verdade, frouxura, capitulação diante dos interesses da classe dominante)e começou a colocar no Judiciário e no MP(no primeiro, as indicações de Barroso e Zavacki seguem esse preceito)pessoas afinadas com seu projeto político, que não vão dedicar seus mandatos não apenas a atrapalhá-lo, mas a destruir o Governo, cumprindo assim um direito, e também uma obrigação do seu cargo, já que os que a elegeram para esse cargo, e consequentemente para que tivesse acesso a todos os direito e deveres inerentes a ele, fizeram-no por apoiar o projeto político que ela representa e desejar sua implantação, o que significa estruturar o Estado da melhor forma possível para que isso ocorra e não colocando pessoas que pretendem implantá-lo numa parte da máquina pública e outras destinadas a destruí-lo na outra. Chega de ceder aos conservadores, que pretendem impor na pressão o controle do estado que perderam novo voto. Já foi “cessão” ao conservadorismo(no caso ao corporativismo) o fato de Dilma escolher Janot dentro da tal “listra tríplice” dos escolhidos pelo membros do MP(uma invencionice do Governo Lula que não consta na Lei, já que a escolha do comandante da PGR é de livre atribuição da Presidenta da República, que conforme o significado da palavra “livre”, pode e deve fazê-lo entre qualquer um dos membros da instituição, sem subordinar-se a a nenhuma limitação prévia). Contudo, apesar disso Janot parece ter sido uma boa escolha, do mesmo modo que Aragão, e ambos significam a libertação das instituições que passaram a presidir, PGR e PGE, das mãos dos dois fanáticos de direita que antes as ocupavam, Roberto Gurgel e Sandra Cureau. Não podemos deixar que esse avanço na luta pelo controle e democratização do Estado, o qual significa apenas a entrega do Estado ao projeto que tem o direito de protagonizá-lo(direito obtido nas urnas)seja sabotada por uma minoria de oligarcas e seus lacaios. Mais do que teorizar, a briga pela não subordinação de Janot e Aragão aos interesses da mídia e da extrema-direita deve ser entendida como essencial, uma etapa decisiva na construção de uma nova Sociedade neste país, e por isso mesmo nossa atuação não deve limitar-se à apatia. Hajamos imediatamente, há muito em jogo, estamos construindo o futuro do Brasil. Não percamos tempo, essa pressão está entre as últimas cartadas da extrema-direita.

    • Acho que devemos ir para rua em um movimento de apoio aos novos Procuradores.

      Vamos reunir milhares de pessoas da sociedade civil e os movimentos sociais, sindicatos e outros elementos progressistas.

      Precisamos mostrar a todos que a Blogosfera é atuante e atenta.

  33. Inquérito 2474 – que desmonta a mentira do “mensalão” está com o Min. Ricardo Lewandowski desde 3 DE SETEMBRO 2013.

    Essa informação pode ser confirmada no site do STF. Será que ele vai mostrar ao Luis Fux ?

  34. Se eu não soubesse o que eu sei sobre a FARSA do mensalão, e me informasse somente por essa mídia escrota, eu estaria, provavelmente, querendo a cabeça de Dirceu e Genoino. Mas quando você acompanha o julgamento pela blogosfera, a coisa começa a se esclarecer. E eu nunca aceito notícias (na blogosfera) de primeira mão. Fico sempre na moita à espera de uma confirmação ou desmentido.

    Li também o livro “O outro lado do mensalão”, do jornalista Paulo Moreira Leite onde a farsa é completamente desmontada de maneira cabal e absoluta.

    Agora, vejam só o que disse, em entrevista a Mônica Bergamo, o ultraconservador IVES GANDRA: “NÃO HÁ PROVAS CONTRA JOSÉ DIRCEU”.

    Jurista Ives Gandra Martins, um dos mais respeitados do País, concede entrevista bombástica à jornalista Mônica Bergamo; nela, afirma que estudou todo o acórdão da Ação Penal 470 e não encontrou uma única evidência contra o ex-ministro da Casa Civil; mais: disse ainda que a teoria do domínio do fato, importada pelo STF para julgar o caso específico de Dirceu, não é usada nem na Alemanha; Gandra diz ainda que, depois do precedente, abre-se um território de grande “insegurança jurídica” no País para executivos e empresários, que poderão ser condenados da mesma forma; detalhe: Gandra é um dos mais notórios conservadores do País e antagonista histórico do petismo; na entrevista, ele elogiou o ministro Ricardo Lewandowski, que “ficou exatamente no direito”, e fez críticas pontuais a Gilmar Mendes, Marco Aurélio e Joaquim Barbosa.
    Matéria completa: http://blogdadilma.com/politica/4141-ives-gandra-não-há-provas-contra-josé-dirceu.html

  35. Vejam esse vídeo, como o Joaquim Barbosa é “honesto” !!!

    http://www.youtube.com/watch?v=hzGl-Ue8doo

  36. Pessoal, o “Tijolaço” está imperdível, deem uma espiada.

  37. Ricos perdem exclusividade e reclamam da classe emergente

    Segundo Renato Meirelles, do Data Popular, serviços mais caros e enriquecimento das classes C e D geram desconforto entre os endinheirados

    Na última semana, o lançamento do iPhone 5C levantou uma polêmica entre usuários nas redes sociais. Com a Apple dedicando esforços à popularização de seus produtos, houve quem reclamasse que os smartphones da marca, antes restritos a uma minoria privilegiada, virariam “coisa de pobre”.

    O aparelho não tem nada de “pobre” – as versões desbloqueadas do aparelho custarão no mínimo US$ 549 (cerca de R$ 1,3 mil), um preço suficientemente impeditivo frente aos principais concorrentes. No entanto, o movimento nas redes fez lembrar o lançamento do Instagram para Android, quando um coro de usuários dizia temer pelas fotos que “infestariam” a rede.

    A questão não é a qualidade do produto ou do serviço, mas o status que o uso dessas ferramentas agrega. O fato é que as classes mais altas andam muito incomodadas com o enriquecimento dos chamados emergentes, principalmente porque sentem o peso da perda da “exclusividade”.

    Essa é uma das percepções de Renato Meirelles, presidente do Data Popular, consultoria de pesquisas especializada nas classes emergentes. “Não tenho dúvidas que é a perda da exclusividade que está incomodando esses consumidores”, afirma.

    Entre 2010 e 2011, segundo dados da pesquisa O Observador , a renda média disponível para as classes C e D aumentou 50%. A renda dos mais pobres cresceu três vezes mais que a renda dos mais ricos nos últimos dez anos. Naturalmente, a maior parte do que era acessível apenas a alguns privilegiados já está ao alcance dos emergentes. “Hoje é comum, por exemplo, empregada e patroa usarem o mesmo perfume. O exclusivo está cada vez mais democrático”, explica.

    Para completar, esse crescimento desproporcional da renda coloca os mais ricos em situação ainda mais desfavorável: diante da inflação de serviços, o dinheiro da classes A e B já não comporta grandes gastos. “Agora para o mais rico adquirir o produto ou serviço ‘exclusivo’, vai precisar desembolsar um dinheiro que não tem”, diz Meirelles. “Os mais ricos têm a sensação de que saíram perdendo.”

    http://economia.ig.com.br/2013-09-16/ricos-perdem-exclusividade-e-reclamam-da-classe-emergente.html

  38. Galera,

    Essas noticias são verdade?

    http://extra.globo.com/noticias/extra-extra/dilma-convida-cabral-integrar-seu-ministerio-em-janeiro-10077045.html
    http://www.folhapolitica.org/2013/09/dilma-oferece-ministerio-sergio-cabral.html

    Estão no O Globo então pensei que pode ser mentira… voces devem saber mais do que eu.

    Não sei o que pensar dessa noticia, o cabral, como governador, se mostrou ditador… existem manifestantes sumidos… policia sequestrou pessoas pra intimidar e ameaçar… e embora exista uma “força” para esconder essas coisas… para acreditarem q aqui no brasil ninguém é perseguido por manifestar…. essas noticias vem a tona…

    Por isso eu queria saber de voces o que a esquerda anda pensando do cabral… vcs concordam com essa decisão da dilma? e falando de forma politica… é correto a dilma se associar ao cabral em um momento desses?

    Nesse video, podemos ver que a propria dilma foi vaiada apenas por estar do lado do cabral… pior… vaiada por operários…
    http://www.youtube.com/watch?v=YWEtxWHZeeE

    Ou a necessidade do apoio do pmdb supera todas essas coisas?

    abcs

  39. Estranho esta atitude, ja esta buscando os holofotes, ou será, vão Julgar o Mensalão Mineiro, e neste existe prova de condenação e não “o dominio de fato” ja o mensalão contra o PT não tem nada de provas, vamos misturar tudo e inocentar osTucanos de minas, assim temos como Justiça inoperante.

  40. A Procuradoria Geral da República, o Ministério Público e, principalmente, o STF, deveriam ser escolhidos pelo voto direto.

    Esse mecanismo pelo qual o presidente da república de turno escolher os ministros do STF é uma excrescência: é o poder executivo escolhendo os membros do poder judiciário. Se são três poderes – executivo, legislativo e judiciário – os três deveriam passar pelas urnas, e os juízes do STF deveriam ter mandato de, digamos, seis anos.

    Vimos que FHC escolheu a dedo os juízes do STF e o Procurador Geral: todos cupinchas, alguns dos quais ligados ao “grupo” de Cachoeira ou ao banqueiro Daniel Dantas. O PT quis ser “republicano” e escolheu um juiz ligado a Daniel Dantas (Joaquim) e um carreirista desavergonhado (Fux).

    Todos os poderes da República, num país democrático, deveriam ser eleitos, nunca “nomeados”.

  41. Eu queria entender o que é o programa do PSDB senão propaganda política antecipada do Aecin que tem o disparate de, sendo mineiro, dizer que com ele é “papo reto”. Vai ser mineiro assim lá o Leblon com a cabeça cheia de pinga, ou coisa pior.

  42. Parece-me que os novos Procurador Geral da República e Procurador Geral do Tribunal Superior Eleitoral,

    bem como os novos Ministros do Tribunal Superior Federal recém nomeados SÃO ISENTOS, ao contrário do que são os substituídos,

    isso nos autoriza a esperar que Justiça Brasileira passe a JULGAR conforme a LEI e não como querem os

    empresários da comunicão.

  43. Como se faz pra ser batizado nessa nova religião? Paga o dízimo?

  44. as vezes um fato destacado num texto
    possibilita a visão dum contexto
    numa manifestação de rua
    quando um soldado russo a cavalo
    piscou cúmplice prum operário
    desfilando oposição ao czar
    patrão do militar
    Trotsky deduziu
    daquela troca de olhar
    a queda do trono

    quando li a Danuza lamentando
    estarem em Brasília
    eleitos por herdeiros dos candangos
    operários de várias produções
    que agora
    pelo voto
    em reconquistadas eleições diretas
    mudavam
    NO PALÁCIO
    a dança
    langorosa dos casais
    como ela plastificadas
    se comparando nos requintes
    na sophistication
    e agora ouviam até baião
    MUSICAL MISTURA DE
    ARROZ BRANCO com FEIJÃO
    traduzi o que a modelo fora de moda
    lamentava
    o nicho DELA
    saiu do SALÃO
    TRADICIONAL propriedade da CASA GRANDE
    desde eurocêntrica
    COLONIZAÇÃO

Trackbacks

  1. Nova cúpula do MPF põe míd...
  2. Nova cúpula do MPF põe mídia em alerta e começa intimidação | Blog da Cidadania | C O O LTURA

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.