Se o Brasil estivesse em crise a sua vida já teria piorado

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

 

Quem melhor definiu a atual conjuntura política do país foi, de forma surpreendentemente, o correspondente do diário espanhol El País no Brasil, Juan Arias, em meados do mês passado. Antes de abordar o que ele disse, vale explicar que a opinião desse jornalista chega a surpreender porque há anos ele vem sendo um dos grandes críticos dos governos Lula e Dilma.

Abaixo, alguns trechos do artigo de Arias em questão, publicado no diário espanhol.

—–

” (…) Por enquanto, o que existe é um consenso de que o Brasil, invejado internacionalmente até agora, vive uma espécie de esquizofrenia ou paradoxo que ainda deve ser analisado ou explicado.

(…)

Agora surge um movimento de protesto quando, ao longo dos últimos dez anos, o Brasil viveu como que anestesiado por seu êxito compartilhado e aplaudido mundialmente.

(…)

O Brasil está pior do que há dez anos? Não, está melhor. Está mais rico, tem menos pobres e testemunha o crescimento do seu número de milionários. É mais democrático e menos desigual.

(…)

Por que então saem às ruas para protestar contra a alta dos preços dos transportes públicos jovens que normalmente não usam esses meios porque já têm carros, algo impensável há dez anos?

(…)

Por que protestam estudantes de famílias que até pouco tempo não tinham sonhado em ver seus filhos pisarem na universidade? (…)”

—–

Quando se analisa a situação do país até ao menos o mês de maio, ganha sentido o uso do termo “esquizofrenia” pelo jornalista espanhol, de forma a caracterizar o sentimento que se formou entre grande parte dos brasileiros.

As pessoas parecem acreditar que as suas vidas estão piorando, daí as manifestações de insatisfação, ainda que restritas a um setor minoritário da sociedade, a classe média. Contudo, o mero olhar para indicadores sobre os setores que mais afetam a vida do cidadão comum mostra que o país vem melhorando, sim, e muito.

Vejamos os dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do IBGE sobre o índice de desemprego no país de 2002 (quando foi adotada a atual metodologia de mensuração do problema) até hoje.

O gráfico abaixo foi extraído do site do IBGE e mostra que em um mundo em que a falta de postos de trabalho se tornou uma epidemia, no nosso país o nível de emprego caminha no sentido inverso, com geração de cada vez mais postos de trabalho e de salários mais altos.

Alguns dizem que a inflação teria parte da responsabilidade pelo aumento da insatisfação com o país. Contudo, ao analisarmos um dos indicadores mais usados para mensurar o impacto dos preços sobre a vida das pessoas, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), percebe-se que tampouco o aumento de preços chegou a um nível que possa explicar alguma coisa.

Abaixo, os índices anuais do IPCA entre 1998 a 2012 e os dos meses de 2013.

—–

Quadro inflacionário medido pelo IPCA cheio, no período 1998-2013:

1998 = 1,95%

1999 = 9,52%

2000 = 6,59%

2001 = 8,23%

2002 = 12,53%

2003 = 9,3%

2004 = 7,6%

2005 = 5,69%

2006 = 3,14%

2007 = 4,46%

2008 = 5,90%

2009 = 4,31%

2010 = 5,91%

2011 = 6,5%

2012 = 5,84%

2013 = 3,15% no ano e acumulado em 12 meses (entre janeiro e junho deste ano) é de 6,7%.

Fonte IBGE

—–

Como se vê, não há nenhum estouro da inflação. O nível de inflação atual permanece no patamar histórico. Contudo, o que se vê na mídia sobre o assunto induz à crença de que estaríamos à beira de uma crise de hiperinflação.

Em relação aos salários, o valor deles nunca foi tão alto. Abaixo, dados da última PME do IBGE, que mostra que, em relação a 2012, os salários continuam crescendo.

—–

Pessoas Ocupadas                     (abril 2012) 1.949,81   –       (maio 2013) 2.010,69

Empregados no Setor Privado (abril 2012) 1.749,34   –    (maio 2013) 1.841,51

Empregados no Setor Público  (abril 2012) 2.701,27   –    (maio 2013) 2.572,53

—–

O que mais impressiona é que, em 2002, o salário médio do trabalhador teve declínio de 8,3% em relação a 2001, passando a corresponder a R$ 889, valor 28,3% menor do que o registrado em 1997.

Ou seja: o Brasil de 2013 é um país infinitamente melhor do que o de 2003, quando o PT chegou ao poder.

E além dos ganhos para todos, relatório sobre as cidades latino-americanas feito pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), divulgado no ano passado, mostrou que o Brasil diminuiu a desigualdade social como nenhum outro país ao longo da última década.

Nos anos 1990, o Brasil era o mais desigual na região. Nesta década, foi o país que mais reduziu a desigualdade enquanto em outros países ela cresceu.

Nos últimos anos, a renda dos brasileiros mais pobres cresceu 70% e a dos mais ricos, cerca de 10%. E esses 10% mais pobres tiveram a renda aumentada justamente por causa do trabalho, ou seja, dos novos empregos que estão sendo gerados. E pelos aumentos reais do salário mínimo, claro.

A despeito de tudo isso, o grupo político que promoveu melhora tão expressiva na vida deste povo se encontra diante de um paradoxo que, usando o adequado termo do corresponde do jornal espanhol supracitado, pode ser considerado “esquizofrênico”.

Uma parcela imensa do povo brasileiro está sendo enganada tanto por grandes meios de comunicação quanto por partidos políticos de oposição. As pessoas acham que o país está “indo mal” apesar de estar acontecendo justamente o oposto.

Pesquisa recente do instituto MDA, feita para a Confederação Nacional dos Transportes, mostra que 84% dos brasileiros aprovam protestos de rua que desembocaram em uma imensa queda de popularidade da presidente Dilma Rousseff.

Essa grande maioria dos brasileiros, que até dois ou três meses atrás dava enorme apoio ao grupo político que fez o país melhorar tanto, de repente passou a achar que vive em um país à beira da ruína.

Tudo isso decorre de um artificialismo que, conforme entrevista de Marcos Coimbra (sociólogo e diretor do instituto Vox Populi) concedida a este Blog na última quinta-feira e conforme a mesma pesquisa MDA citada acima, implantou na cabeça das pessoas uma sensação de mal-estar.

Ora, como o país pode estar indo bem se vemos cenas de guerra como as que vimos recentemente na zona Sul do Rio de Janeiro? São cenas que só se explicam por um grave descontentamento social que só poderia decorrer de o país, de fato, estar “indo mal”. É isso que o povo pensa.

Contudo, você, leitor, tem visto muita gente reclamando de ter perdido o emprego ou de seu salário não estar comprando mais o que comprava antes? A sua própria vida piorou? Muito pelo contrário. O Brasil vive uma febre de consumo porque as pessoas têm dinheiro no bolso.

As ruas estão cada vez mais entupidas de carros zero quilômetro. As residências mais humildes, hoje, estão sendo reformadas e entupidas de bens de consumo como televisões, computadores, novos móveis etc. E, hoje, só não encontra emprego quem não quer trabalhar.

O que é preciso, portanto, é fazer os brasileiros refletirem que quando um país vai mal a vida das pessoas piora. Entretanto, quem pode dizer que sua vida tem piorado? Só o que tem piorado é a percepção sobre o futuro.

Essa percepção se fundamenta, basicamente, na informação. As pessoas vêm sendo bombardeadas pelos meios de comunicação de massa com cenas de guerra e previsões catastrofistas e, juntando umas e outras, construíram essa percepção pessimista.

Urge, portanto, que seja levada a cabo uma campanha de comunicação governamental que faça os brasileiros refletirem sobre a realidade. O povo brasileiro foi posto em pânico por ação de concessões públicas de rádio e televisão que estão sendo usadas com fins políticos.

É mais simples do que parece desmontar a campanha insidiosa que foi construída na mídia e nas ruas para apavorar a sociedade. Há fartura de dados que comprovam que o país vai bem. Mas se uma campanha em sentido contrário não for feita, o brasileiro, ano que vem, irá votar por mudança daquilo que, como se vê neste texto, está dando muito certo.

Fica a dica.

Tags: , , , , ,

142 Comentário

  1. A imprensa tenta todos os dias criar uma crise no Brasil com a intenção de afastar a possibilidade de reeleição de Dilma em 2014, a quem eles não querem bem.

    O maior adversário de Dilma em 2014 não vai ser a oposição, vai ser a mídia maquiavélica. Capaz ainda de causar muitos estragos e com mentiras constantes destruir reputações. Este é o maior problema de o Brasil e os partidos não terem levantado com vigor a bandeira da democratização da imprensa brasileira.

    PS:quero me filiar ao MSM. Aguardo seu contato.

    Abraço

    • Olá
      Sou participante do MSM.
      Se isto puder ajudar???

      FICHA DE INSCRIÇÃO NO MOVIMENTO DOS SEM MÍDIA
      NOME COMPLETO:
      CIDADE:
      ESTADO:
      ENDEREÇO:
      TELEFONE:
      EMAIL:
      RG:
      CPF:
      DATA DE NASCIMENTO:
      SEXO:
      Enviar para: edu.guim@uol.com.br

      • Tenho primeiro descoberto esta analise feito pelo jornalista do El Pais, e logo comentado aqui no blog MSM – reproducido no “Portal Vermelho” do PCdoB – que diariamente estudo – junto com outros blogs do Brasil tambem dos conservadores nacionalista, e os diarios PIGs – para chegar a uma analise geopolitica: O Brasil e vitima da agentes geopoliticos muito sofisticados da OTAN : EUA e “parceiros”,principalmente Bretanha, Alemanha, Escandinavia, e do Vaticano. Todos os BRICS estao na mesma situacao: 2012 a India tem deportado um agente alemao e proibido financiamento desde “fora” para 4,141 ONGs dos EUA, Bretanha, Alemanha, Franca, Escandinavia, ativas na India: Due to diversion of funds against the national interests of India. —Os protestos de Junho no Brasil tinham sido preparados desde muito tempo, aproveitando o pretexto das tarifas junto com o comeco dos eventos de futbol. “Grupos de Resistencia contra UPPs nas 12 cidades do futbol no Brasil” foram anunciados pela FALSE FLAG “esquerda” Fundacao Rosa Luxemburg em Berlim/Alemanha – no Maio 2012 (2012). Logo a “Fundacao Heinrich Boell”, Berlim/Alemanha tinha anunciado no Octubre de 2012: “Campagna contra o gobierno do Brasil na primaveira 2013″. O seja, alem da direita dos PIGs – existe uma ultra-verde/esquerda FALSE FLAG da OTAN – para ofensiva desde a DIREITA ENTREGISTA e ESQUERDA ULTRA-VERDE-ESQUERDISTA “FALSE FLAG OPERATION”.

  2. Para comecar gostaria que as pessoa se informassem melhor o que realmente esta por tras do que vem acontecendo no mundo, existe muita literatura e publicacoes a respeito mais p/quem nao tem tempo nem saco de estudar e pesquisar sugiro que assistam o documentario “Money Masters” que pode ser visto no you tube.

    A seculos o mundo vivencia ciclos de aproximadamente 18 anos de expansao seguidos de outros ciclos de tambem 18 anos de retracao monetaria muito bem executados pelo FED ( Federal Reserve Bank ) que de federal nao tem nada pois e um banco privado. Para aqueles que nao entendem muito do assunto gostaria de informar que em 1964 a 1982 ocorreu um ciclo de retracao monetaria seguido de outro ciclo de expansao da mesma de 1982 a 2000. No momento , embora nao percebamos estamos no mundo vivenciando um cilclo de tetracao iniciado em 2000 e que acredito deva terminar en 2018 .

    O que ocorreu diferente no ciclo de retracao iniciado em 2000 foi o ingresso de um novo Player no jogo, a China que em 2000 ingressou no WTA ( Tratado de Comercio Mundial ) ocasionando crescimento explosivo em paises subdesenvolvidos produtores de commodity como o Brasil sendo esse o fator que causou o falso desenvolvimento Lulo Petista porem a festa acabou, a China parou, nao tem mais aquela sede tao grande por commodity de antes e estamos apenas no comeco da grande crise que se abatera sobre o Brasil, e pior,sem as empresas legadas pelo sangue do povo brasileiro criadas durante a ditadura militar pois foram todas vendidas a preco de banana de FH, passando por Lula e agora ultimamente a rapa de taxo , rodovias, portos e aeroportos pela dignissima Dilma

    Outro fator que mascara tal retracao mundial e o fato da enxurrada ( trilhoes de dolares ) que inundaram o mundo de Fiat money mas que em breve sera recolhida pois nada mudou no relogio do FED e se ninguem percebeu e melhor atentar para o fato que ocorreu no final de junho com a simples mencao pelo sr Ben Bernanke sobre o anuncio do iminente inicio de enxugamento monetario e seguido por certo aumento de juros nos USA..( disparada leve do dolar no mundo inteiro mas logicamente bem mais acentuada em paises corruptos que nao se prepararam para tal momento e muito pelo contrario multiplicaram tremendamente sua divida como o Brasil ) Vide divida publica brasileira facilmente encontrada em sites independentes nao manipulados pelo governo e escondido do conhecimento publico pelos seus parceiros na Midia ( Rede Globo por ex , alias uma das mais bem irrigadas por recursos do BNDES e superfaturamento de propaganda do governo e estatais como Petrobras que nao foi privatizada mas esta tecnicamente falida pela politica populista do atual governo.

    Vivi a minha juventude nos anos 70, estudava na epoca no Colegio de Aplicacao da UFRGS no meio de todo ativismo anti ditatorial que so quem viveu sabe, achava que tinhamos que fazer as mudancas para um Brasil melhor. Cheguei ate a acreditar que vencemos a Guerra com gritos de diretas ja , que finalmente estariamos elegendo nos grandes representates e que tudo mudaria para melhor. Doce ilusao…

    Quem eleger ? pt,pmdb,psdb,pc, que nada acho que o melhor e o PQP

    Fatos :

    1964 a 1984 – Ditadura Militar
    Itaipu, Vale do Rio Doce, Desenvolvimento gigantesco da producao da
    Petrobras, Embraer, Engesa, Trans Amazonica,Ponte Rio Niteroi,milhares
    de km de estradas , Portos reequipados, etc,etc,etc…
    Divida gerada para tal desnvolvimento : 80 bilhoes de dolares mais a heranca de 20 bi
    de governos anteriores.

    1984 ate hj – Democracia
    Todas as empresas acima citadas privatizadas exceto Petrobras e so para
    dar um pequeno exemplo a Vale foi vendida por 2,5 bilhoes de dolares sendo
    que hoje e avaliada em mais de 30 bilhoes for a as reservas de minerio
    avalidas em aprox 2 TRILHOES. Nao preciso nem continuar nao e mesmo???

    Ha , antes que eu esqueca ,para quem nao pesquisou sobre a divida publica, vamos enfrentar o tsunami que vem por ai depois da “marolinha” do VAGABUNDO com uma pequena heranca da
    bagatela de R$ 3 TRILHOES so que nao tem mais nada pra vender, HEHEHE

    Mas basta fazer uma consulta popular, convocar eleicoes democraticas imediatas e eleger nosso mais votado deputado nas ultimas eleicoes para presidente. TIRIRICA LA hehehe

    • qué quué quueé..
      Ciclos existem faz tempo. Mas nao afetam tudo e todos, muito menos de forma uniforme.
      A china é capitalista de estado e muda ciclos, estica-os facil facil. Ja provou isso.
      Se o ciclo foi ate 2000, como é que a “festa” de Lula começou em 2003, subiu e e se realizou bem no meio do ciclo de retraçao?
      Por outra, me prove aqui que se deve a isso.
      as falas de Bernanke do Fed sao verdadeiras sim. Falsas sao as conclusões -uma parte importante delas- que voce tirou dai.
      Uma que ha consenso que o FED e o Bernie nao vao cumprir o que “sinalizaram”… com muitas aspas.Nao podem nem pretendem. E claro que nao vao. Uolstrit e os quatro bancões implodiriam em uma semana.
      O brasil tem problemas de crescimento e investimento vis-a-vis suas necessidades porque o mundo economico e financeiro mudou – e brasil é economia aberta, no sentido que importa,exporta,aceita entrada e saida de capitais com, certas regras sujeitas a muitos truques que as contornam…-
      Em vista dessa confusao mundial e crise da economia de bolha – todos os paises grandes nao conseguem girar sua economia sem muuuito incentivo hoje.
      POrQUE? basicamente porque as BASES todas de como a coisa funcionava hoje estao colocadas sobre a areia movediça de : a) especulaçao sem fim, em bolsas, lucros e derivativos b) criaçao de dinheiro e lucro – em zilhoes…
      E economia real é uma fraçao, um centesimo ou menos da ‘financeirizada’… So tem um jeito: matar o jornalismo de economia a serviço dos zilhoes falsos.
      E no brasil: apostar numa coisa O mercado INTERNO.
      Renegociar 2/3 da divida publica em titulos dos rentistas era um grande começo. Os juros iriam para 2.5% aa.

    • 1. “Para comecar gostaria que as pessoa se informassem melhor…”

      Parece que é só você é se informa melhor.

      2. “…sem as empresas legadas pelo sangue do povo brasileiro criadas durante a ditadura militar pois foram todas vendidas a preco de banana de FH, passando por Lula e agora ultimamente a rapa de taxo(sic) , rodovias, portos e aeroportos pela dignissima Dilma…”

      Discurso de coxinha metido a sofisticado. Diga para nós quais foram as empresas VENDIDAS pelo Lula e pela Dilma.

      3.”…divida publica brasileira facilmente encontrada em sites independentes…”

      Diga quais são os sites. Esse tipo de afirmação fede. É tal e qual reporcagem da mídia venal quando afirma “representantes do governo contatado por nós afirmaram…” mas nunca dizem E NÃO DIRÃO, é claro, porque estão blindados para poderem inventar o que quiserem.

      4. “…parceiros na mídia (Rede Globo…”.

      Então, tá! Mais um trecho para reafirmar seu discurso coxinha. Só que desta vez você perdeu a sofisticação do blá blá economicista.

      5. “Vivi a minha juventude nos anos 70, estudava na epoca no Colegio de Aplicacao da UFRGS no meio de todo ativismo anti ditatorial que so quem viveu sabe…”

      O meu começou justamente em 1964, aos 14 anos, quando tive que encontrar meu pai no Eixo Rodoviário em Brasília no dia que ele foi se entregar aos milicos (meu pai era tesoureiro do sindicato dos bancários de Brasilia e estava na clandestinidade). Daí em diante, foi militância no movimento estudantil, sindical e partidário. Não foi só você que participou da redemocratização do país e que correu riscos.

      6.”VAGABUNDO”

      Que eu saiba, o vagabundo modelo deste país é certo ex-presidente que recebeu como punição dos milicos uma aposentadoria aos 36 ANOS. Quando se tornou presidente, esse mesmo cidadão de plumas vistosas chamou todos os brasileiros que se aposentaram aos 50 anos de vagabundos.

      7.”…convocar eleicoes democraticas imediatas…”

      Você insinua, por acaso, que as últimas eleições não foram democráticas?

      8. “TIRIRICA LA hehehe”

      É para manifestações desse tipo que você precisa de eleições democráticas? Pela terceira vez, você faz questão de demonstrar seu comportamento coxinha.

      • Muito bom.

      • Clap! clap! clap! José Justino, respondeu por mim. Parabéns!

      • Boa resposta a esse coxinha, que usa de pretenso conhecimento para distorcer fatos, é preciso que o mesmo leia ‘A privataria Tucana’ que jogou pelo ralo milhões do nosso país, no ralo de compadres e multinacionais, além de FH salvar com bilhões seus ‘cumpadres’ donos de bancos privados, com a desculpa de salvar as finanças do país, não foi o ‘Vagabundo’ que ele citou,

      • Parabéns pela resposta e obrigado por me poupar o tempo e o trabalho de responder ao supracitado “coxinha”.

  3. Não adianta gastar milhões para financiar alguns segundos de propaganda na grande mídia se a mesma fica 24 horas desconstruindo o governo, por que não usar o blogs que já mostraram potencial de disseminar informação correta? Qual o relacionamento do gov. Dilma em relação aos blogs, vai continuar indiferente? A correção de rumos na comunicação do governo Dilma é urgentíssima.

  4. O raciocinio do bloguista é tão profundo quanto um pires…

  5. A NOSSA OPOSIÇÃO É TONTA… QUEM CRIA ESTE CLIMA DE CRISE É IMPRESSA GOLPISTA. MAIS O POVO TRABALHANDO E MANTENDO A FAMILIA SABE DA VERDADE. O QUE PRESISA SER ATACADO É A SEGURANÇA E A JUSTIÇA.

  6. O foco nào é este.O foco é o dinheiro público,sistema de sáude,políticos e política.Independe de trabalhoe e renda,isso o brasileiro já conseguiu,ele agora quer mais.As manifestaçòes de Junho,inicialmente,manipuladas pela esquerda e direita radical serviu também para mostrar a insatisfaçào da sociedade contra os demandos de políticos.Vide Sergio Cabral.

  7. Então tá. Foca no cara e pronto e não fica atirando com espingarda que espalha chumbinho pra todo lado. Se tem coisas em pessoas e governo, e há, diga o que e proteste. Da mesma forma contra as sacanagens do STF, a imprensa, políticos, que tem nome… etc.

  8. Caro Eduardo,

    Concordo com tua análise. Nesses 10 anos e meio de governo, o PT, mesmo num governo de coalizão que envolve setores da direita, conseguiu criar determinadas condições objetivas para avançar na realização de um projeto político democrático-popular, que sempre foi o objetivo do partido desde seu primeiro encontro. No entanto, como Marx mostrou cientificamente, é preciso criar as condições subjetivas para que tal projeto possa se concretizar, viabilizando assim uma revolução democrática (econômica, social, cultural, ambiental). Perder a “guerra” da comunicação é inviabilizar a construção dessas condições subjetivas, e consequentemente, deteriorar as condições objetivas. Agora mesmo, o governo vem perdendo na questão de mostrar e sensibilizar a sociedade sobre o programa Mais Médicos, pois a mídia só mostra a posição corporativista das entidades classistas dos médicos, sem abrir espaço para todos os demais setores que apoiam a proposta, tal como o Conselho Nacional de Saúde, e o governo não consegue mostrar o alcance e objetivos do programa. Assim acontece em várias políticas públicas propostas e executadas. Abs
    Alberto SIlva, DF

  9. Os dados coletados do IBGE são falaciosos, pois têm sua origem em orgão do Governo que não goza de credibilidade.

    Muito bem apontado acima, esperemos o TRILHAO do rombo nas contas públicas, em grande parte oriundo de desvios. Oportuno lembrar a venda antecipada (15 anos ) à Petrobras, de U$ a 15 milhões que caberiam à União, advindos de ITAIPU. Os nossos cofres estão vazios e o Governo deve a todos. Somente quem não utiliza seu salário para fazer compras é que não ver ou não quer ver inflação que aí está.

    Muito se fala sobre os “revoltados” que saíram protestando em passeatas. Muitos até defendem ( no caso do artigo em foco) que o brasileiro vai muito bem, tem melhosres condições de vida, a pobreza diminuiu, a desemprego também, etc.etc..

    Primeiro: o povo que saiu às ruas quer dignidade e não esmolas, sob forma de bolsa disso, bolsa daquilo. O povo não quer viver eternamente de esmolas, mas quer um emprego que o permita viver dignamente. O povo quer saúde, segurança, escola. educação. Chega de demagogia e de populismo para se manter no poder! Quer extirpar a corrupção.

    Segundo: o índice de desemprego é calculado de forma inversa e não representa a realidade, ou seja, na proporção em que as pessoas NÃO procuram emprego, estabelece-se a taxa . Ora, v.g., se em um determinado mês apenas 70% de pessoas (em relação ao mês anterior) procuraram emprego diz-se que a taxa de desemprego baixou 30%. Se se levar em conta, apenas, os milhões de pessoas que recebem bolsa-famlia, bolsa-escola, e outras tantas e se recusam a trabalhar, para não perder o benefício, será fácil compreender o cantado e decantado baixo índice de desemprego, comparando-o com dez últimos anos.

    • O povo que saiu às ruas é de classe média e os índices de desemprego são os mesmos desde 2002, ou seja, estamos comparando igualdades. Sua argumentação não faz o menor sentido

  10. Olha, não sei se vocês conseguiram entender o mais básico dos básicos:
    O povo brasileiro está indignado principalmente por causa dos esquemas de corrupção explícitos, pela decadência vertiginosa da qualidade da educação e da saúde no país.
    Os avanços econômicos podem ter acontecido, mas por outro lado, os serviços públicos foram sucateados.
    Por favor, alguém avise isso ao tal jornalista espanhol, que não tá conseguindo enxergar a totalidade dos fatos….

  11. Eduardo!!!

    tenho um ex colega de faculdade que é politico do PCdoB e ele ou seja, a vida dela esta uma maravilha, segundo ele, não tem politico infeliz principalmente na base do governo, ele me disse que foi feita uma pesquisa na camara e se descobriu que mais de 95% dos politicos não tem nenhum problema de saude e todos foram unanimes em dizer que estão MUITO satisfeito e felizes inclusive mais de 90% disseram que as coisas ( bens de consumo e alimentos) no Brasil são muito baratos, e 100% deles disseram que o SUS é uma maravilha mas que nunca usaram.

  12. Congresso Nacional e gestão racional.
    Os problemas de gestão e a falta de representatividade dos poderes constituídos podem ser equacionados por um Congresso Nacional modificado, e mediante emendas à Constituição. O Congresso Nacional, reunido quando necessário, será composto pelos Senadores titulares, pelos Deputados Federais eleitos com um mínimo de 100 mil votos, sendo assegurada a inclusão dos três mais votados, por unidade da federação; e significativamente ampliado pela participação dos presidentes de organizações federativas profissionais; dirigentes de entidades máximas de segmentos empresariais; presidentes de confederações de trabalhadores; e principal dirigente de outros destacados segmentos organizados. Leia mais no blog http://nossobrasilja.blogspot.com.br/

  13. Congresso Nacional e gestão racional.
    Os problemas de gestão e a falta de representatividade dos poderes constituídos podem ser equacionados por um Congresso Nacional modificado, e mediante emendas à Constituição. O Congresso Nacional, reunido quando necessário, será composto pelos Senadores titulares, pelos Deputados Federais eleitos com um mínimo de 100 mil votos, sendo assegurada a inclusão dos três mais votados, por unidade da federação; e significativamente ampliado pela participação dos presidentes de organizações federativas profissionais; dirigentes de entidades máximas de segmentos empresariais; presidentes de confederações de trabalhadores; e principal dirigente de outros destacados segmentos organizados. Leia mais no blog http://nossobrasilja.blogspot.com.br/

  14. Excelente. Um dos sites que ele cita deve ser o “movimento 31 de julho”.

  15. Como diria o sábio, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Que as manifestações são sem pé e sem cabeça e difusas ok; agora daí a dizer que o país vai bem, MENOS!

    0% de crescimento ano passado e caminhando para menos de 2% este ano; inflação de 6,5%; as práticas da péssima política presentes; as estruturas públicas de educação e saúde subdesenvolvidas etc.

    Isso é ir bem??

    É aquele história se compararmos com épocas de inflação de 20% ao mês ou de alto desemprego, nossa, estamos bem! Porém, o Brasil deve ser comparar com aquilo que deve ser e não com os desastres passados.

    Comparar com os desastres passados é fácil. Está na hora de antes de dizer que o País vai bem compará-lo em termos absolutos – momento atual x futuro próximo.

    A geração que tem seus vinte e poucos anos ou menos não conheceu hiper-inflação e nem conheceu alto desemprego, então esses dados comparativos do século passado não prestam mais.

    Ou ainda há quem ache que a Dilma vai se reeleger com discurso de maior número de empregos e menos gente na miséria (12 anos só disso já deu)? Deu né, os efeitos (positivos) políticos e sociais disso já se deram. Se espera agora muito mais para se dizer que o “país vai bem”.

  16. DESDE DO DESCOBRIMENTO DO BRASIL, COM SEUS TRÊS PRIMEIROS GOVERNADORES, VICE-REIS, IMPERADORES E TODOS OS PRESIDENTES DA REPÚBLICA E DITADORES, OS BRASILEIROS POBRES E MISERÁVEIS NUNCA CONSEGUIRAM UM TRATAMENTO A QUE SEMPRE TIVERAM DIREITO! E FOI O GRANDE SUCESSO DO GOVERNO LULA E AGORA DO GOVERNO DA DILMA QUE PROCURARAM E PROCURAM . DIVIDIR A RENDA DO BRASIL COM TODOS OS SEUS FILHOS. E NÃO SER COMO ERA ANTES (DITADURA MILITAR, SARNEY, COLLOR, ITAMAR E FHC), DIVIDIDA APENAS COM AS CLASSES MÉDIAS ALTAS, OS RICOS E MILIONÁRIOS. ENTÃO APESAR DE TODA ESSA TRAMA DA CIA QUE ESTÁ SE DESENVOLVENDO NO BRASIL, COM A AJUDA DA MÍDIA BRASILEIRA LIDERADA PELA GLOBO O BRASIL VAI BEM. A REDE GLOBO, FEZ NESSES ÚLTIMOS TRÊS ANOS, UM GRANDE MAL PARA A NOSSA PÁTRIA, PARA O NOSSO POVO E PARA A NOSSA DEMOCRACIA. COMO VERDADEIROS TRAIDORES DA PÁTRIA FIZERAM A FAMOSA “LAVAGEM CEREBRAL” QUE A CIA FAZ EM TODOS OS PAÍSES EM QUE QUEREM COLONIZAR PARA ROUBAR-LHES SUAS RIQUEZAS E DEIXAR O POVO NA EXTREMA MISÉRIA SE DIGLADIANDO ENTRE SI COMO BICHOS PARA SOBREVIVER, COMO ACONTECE NO IRAQUE, AFEGANISTÃO E NA LÍBIA!

  17. Quem melhor explicou a causa da inusitada reação popular foi o jornalista Juan Arias, do El País. O que houve, disse ele, foi “a falência múltipla das instituições”. Acrescento que quando a economia vai mal como agora não há governo que aguente, muito menos o atual com sua propaganda enganosa que não resiste a uma ida das donas de casa ao supermercado.

Trackbacks

  1. Se o Brasil estivesse em crise a sua vida já teria piorado | O LADO ESCURO DA LUA

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.