Quando quem grita mais alto, leva

É bom que os setores da sociedade que controlam a grande imprensa reflitam bem sobre o que estão trabalhando para impor no país, porque correm o risco de “as massas” começarem a fazer exigências que tais setores podem vir a não gostar.

O Poder Judiciário, por exemplo, acaba de ser posto contra a parede por uma pesquisa de opinião. Ou, ao menos, quem fez a pesquisa pretende que esse Poder seja coagido por ela.

O instituto Datafolha afirma que mais de setenta por cento de seus entrevistados sobre o destino dos réus do mensalão quereriam vê-los na cadeia sem direito a recursos previstos em lei.

Não há dúvida de que em meio a um clima político passional como o que vige no Brasil a massa catártica pode estar cobrando sangue de políticos. Resta saber se interessa ao país um Judiciário que se deixa governar por pesquisas de opinião.

Se o STF de hoje fosse o mesmo que condenou os réus do mensalão no ano passado sob “provas tênues”, não haveria dúvida de que naquela Corte voltaria a prevalecer o clamor das ruas independentemente do que recomenda o Direito.

Mas como, de lá para cá, as coisas mudaram, pois vários ministros que se dobraram ao clamor da mídia foram substituídos, há, ainda, esperança de que a presidente Dilma tenha feito nomeações de juízes de verdade, capazes de decidir com base na lei e não na intensidade da pressão a que forem submetidos.

Todavia, Dilma não tem bola de cristal e a alma humana é indevassável. Quem nunca experimentou pressão como a que só a mídia oligopolizada do Brasil sabe fazer, não é capaz de imaginar que estrutura emocional tem que ter um magistrado para decidir com independência, por aqui.

Eis que se descortina um grande teste para a nossa jovem democracia: temos, agora, uma cúpula do Judiciário capaz de se pautar somente pela lei e de se arriscar a enfrentar, por exemplo, uma imensa manifestação exigindo que essa lei seja violada?

A lei manda prender já os réus do mensalão? Se manda e eles ainda não foram presos, essa lei foi violada e o STF atuou, até aqui, na ilegalidade. Se não houve violação da lei, nem que 140% dos entrevistados pelo Datafolha queiram será possível pôr essas pessoas na cadeia ignorando seus direitos civis.

A passionalidade que está regendo o país nos dias que correm certamente não deixará espaço para que seja avaliado se é bom para ele que linchamentos sejam levados a cabo toda vez que uma maioria se formar. Infelizmente esses são os fatos.

Só o que se pode fazer, pois, é torcer para que a presidente da República tenha conseguido a façanha de encontrar novos ministros do STF capazes de se manter fieis ao Direito mesmo diante de turbas eventuais e supostamente majoritárias.

Todavia, não se acha em qualquer esquina homens e mulheres com tal estatura moral e intelectual. Na verdade, pessoas capazes de desafiar uma Onda de insensatez como a que se abate sobre o Brasil se tornaram raridades no tempo que vivemos.

Perdoem, porém, a este escriba se não consegue se animar com o esfacelamento e a desmoralização de nossas instituições sem que ao menos se tenha noção do que poderá advir de um processo no qual quem grita mais alto, leva.

Movimento dos Sem Mídia

Caros amigos,

Quero cumprimentá-los pelo apoio decidido que emprestaram ao chamamento do Blog para que se organizem com o Movimento dos Sem Mídia.

Informo que o cadastro e a lista de e-mails a serem enviados aos que querem se integrar à Organização estão sendo preparados.

Estou coordenando esse trabalho, mas, até aqui, não me foi possível fazê-lo andar mais rápido porque minha filha Victoria adoeceu e não dei a ele o ritmo necessário, mas em questão de poucos dias você, que propôs apoiar o chamamento, receberá mensagem informando os próximos passos.

Após essa etapa, convidarei os que aderiram à proposta a opinarem sobre a data da assembleia que a ONG fará em São Paulo.

Devo informar que em várias outras partes do Brasil já há um número expressivo de pessoas interessadas em apoiar o MSM. Assim, poderemos marcar reuniões nesses locais em breve.

Assim que a lista de e-mails estiver pronta – terá mais de mil pessoas – publicarei um post informando que as mensagens foram enviadas.

Grato pelo apoio e parabéns pelo engajamento. Nos comunicaremos em breve.

Eduardo Guimarães

Tags: , , ,

168 Comentário

  1. “O POVO NÃO É BOBO, ABAIXO A REDE GLOBO”, protestavam os manifestantes em Londres. *** Jornalistas da rede Globo foram hostilizados e impedidos de entrevistar os participantes das manifestações de Londres em apoio ao Brasil. O jornalista Marcos Losekann, tentou intimidar um manifestante mais exaltado, mas retrocedeu ao perceber que a maioria o apoiava. Uma outra jornalista da Globo News, Ana Carolina, também não conseguiu fazer reportagem e foi aconselhada por manifestantes a deixar a empresa onde trabalha para assim poder exercer livremente suas funções. O grupo se reuniu por alguns minutos, tempo em que Marcos Losekann, aparentemente enviou sua entrevista por celular. Visivelmente desconfortáveis com a situação, o grupo deixou o local. Assista ao vídeo: http://bit.ly/16Mlvqh

    Edu, vamos formar uma corrente com vibrações positivas, ao final tudo vai dar certo. Saúde para a Victoria e muita força para você e sua família, da qual nos sentimos parte.

    Um abraço.

  2. EDU,
    não tem preço o vídeo postado no blog “osamigosdopresidentelula”
    REDE GLOBO HOSTILIZADA EM LONDRES.

  3. EDUARDO, VEJA QUE COISA MAIS VERGONHOSA ESSES MINISTROS DO STF, EU NUNCA VI JUIZ DE ALTA CORTE DANDO ENTREVISTAS E AO MESMO TEMPO PARTICIPANDO DE FESTA POLÍTICA, SÓ NO BRASIL MESMO ESSA PROMISCUIDADE!!!!

    SÃO OS MESMOS MINISTROS DO STF QUE APARECIAM TODAS AS NOITES NO JORNAL NACIONAL, DURANTE O JULGAMENTO DA AP 470, DANDO ENTREVISTAS FAVORÁVEIS À CONDENAÇÃO DOS REUS.

    E TEM GENTE QUE ALÉM DE PAPAI NOEL, ACREDITA TAMBÉM NESTA JUSTIÇA PODRE, VENAL E PARTIDÁRIA!!

    POBRE BRASIL!!!!

    http://www.youtube.com/watch?v=jJdFmnpQN3A

  4. Já estou tomando Tribullus Terrestris para sentar o “pau” nesses anarquistas de direita.

  5. No pig aparece em primeira página que Dilma “questionou” tribunal… No corpo da notícia diz que Dilma “consultou”… Será por quê? “Questionar” pode ter uma conotação de insurgir-se contra a Justiça. Talvez queiram passar a informação com esse intuito. Já “consultar” é mais adequado. Creio que o governo tenha usado este último termo.

  6. Se vingar o voto distrital a esquerda não ganha mais nenhuma eleição neste país.

  7. Sou de Londrina, Paraná e quero me integrar ao MSM.

  8. Vi agora mesmo o vídeo onde os repórteres globais Marcos Losekam e Ana Carolina não conseguiram fazer a reportagem cobrindo as manifestações de brasileiros em Londres. Será que já está sendo divulgado em outros veículos da mídia?
    http://www.conversaafiada.com.br/pig/2013/07/02/video-globo-nao-consegue-trabalhar-nem-em-londres/

  9. Edu,
    Há muito tempo estou convencido de que há uma articulação muito bem planejada que objetiva desestabilizar e, se possível, derrubar o governo Dilma. Isto vem de longe, desde o primeiro governo Lula e cresce na medida que se prolonga o tempo de duração dos mandatos dos governos populares e na medida que cresce a importância do Brasil no mundo pela grandeza da sua economia. As forças do entreguismo nacional e suas matrizes estão vertendo saliva pela fome de engolir as riquezas nacionais e pela raiva de estar fora do poder há mais de doze anos.
    O momento é grave e a sua iniciativa serve para que, pelo menos, não nos sintamos inertes, de braços cruzados.
    Sou um velho militante do PCB e, aos 64 anos, sigo convencido que a humanidade não terá salvação fora do socialismo ou fora de uma sociedade onde o ser humano, de forma igualitária, seja o objetivo principal de todo desenvolvimento.
    Estou pronto para ingressar no MDSM. Meu telefone é 61 81504140, o e-mail [email protected].
    Aguardo vossa orientação,
    Crescêncio Antunes da Silveira Neto.

    • Crescêncio, você tem razão, mas, também estou desconfiada há tempo que o mercado, rentistas e alguns grupos estrangeiros estão financiando pessoas e empresas aqui no Brasil, desconfio também que até a Record está sendo financiada, os evangélicos em geral, igreja católica, todas as mídias piguentas, MP e até latifundiários, desconfio até da Marina Silva, estão recebendo dim$dim$. Hoje mesmo recebi um e-mail de uma colega, com um link de um jornal português com um monte de mentiras sobre Lula, dizendo que os bens dele foi embargado, pela corrupção. Essa colega que me mandou e-mail é evangélica.

    • Este pessoal de Direita, tentaram a mesma coisa na Venezuela, Argentina, conseguiram no Paraguai e Hunduras, o financiamento, treinamento e etc…… sabem quem esta por tras, acho que foi acertado com o pessoal do Intituto Milenium…. que merda se metemos, pessoal chato não querem o melhor para o Brasil, so pensam em delapidar o “Brazil”.

  10. Prezado Eduardo, por favor inclua nesta lista o nome deste fiel escudeiro. Saudações, e melhoras para Vitória.
    André

  11. Se houvesse uma maioria respeitadora do Estado Democrático de Direito, não estaria querendo a prisão de acusados antes do final do “julgamento”, ou eles gostariam que fosse assim com eles? A nação deveria estar protestando contra o tribunal de exceção criado pelo stf, pelo “julgamento” partidarizado e pela condenação sem provas, no caso da AP470.
    Não podemos ter um judiciário pautado pela ditadura da mídia conservadora.

  12. Estou neste momento vendo Ayres Brito dizendo um monte de asneiras no Observatório de Imprensa na TV Brasil. Tá difííííícil tragar…

  13. “Judiciário na parede” é apenas reflexo de um congresso dominado por bandidos. Não é o judiciário que solta, ou deixa de prender, a bandidagem! São as leis brasileiras, “feitas por bandidos, para bandidos”, que determinam esses procedimentos. E mais, não será essa “propostinha” de “plebiscitinho” que acalmará as massas. Recomendo aos políticos que comecem a se preocupar seriamente!

  14. Quero me inscrever nesse movimento, para que combatamos “as ruas”…

  15. Eduardo, melhoras para sua menina. Muita luz para ela e para toda a família.Sobre o trabalho que pretende fazer, de cunho patriótico, parabenizo-o novamente e a todos os apoiadores, pois as intenções são certamente as melhores do coração de todos. Existe mesmo a chance de que os fatos recentes sejam uma tentativa de golpe contra o governo, desde o início ou mesmo a partir de certo ponto. Mas quando penso sobre esse trabalho, não consigo falar a não ser da comunicação desse governo com a sociedade. Péssima. P-é-s-s-i-m-a. Em que se pode contribuir para tentar melhorar essa comunicação?

    E a presidente não melhora isso. A Época dessa semana traz na capa “Cadê a Estadista?”, uma chacota à presidente Dilma, cujo governo enterra bilhões na Globo, e ainda não sabemos com que justificativa toda essa grana vai para a Globo. Como é que pode? Mas o pior é que sabe de uma coisa? Sou obrigada a concordar com boa parte da reportagem. Cadê a estadista? Terá Lula errado e indicado uma pessoa sem as habilidades políticas necessárias para ser presidente da República? Dilma mais parece uma burocrata do que uma líder política. Parece ter medo de partir para o corpo a corpo. Cadê a Dilma que peitou Agripino Maia um dia?

    Meu consolo é que Serra seria um desastre para o Brasil, pois além de ser um político desagregador e dado a fabricar dossiês contra adversários (quem não se lembra da célebre matéria “Pó pará, governador”, contra Aécio Neves, fabricado para destruir Aécio?), em crises, ele se esconde, como diz o Nassif. Foi assim no governo de SP e seria assim com o Brasil. Enfim, o que os fatos dos últimos dias mostraram é que sem pressão, o poder instituido não se move, seja de direita ou de esquerda.

  16. Edu,

    Desejo rápida melhora para a Victória,

    Abraços,

    Jonas


  17. “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” >>> Joseph Pulitzer


    “Se você não for cuidadoso, os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” >>> Malcolm X



    Ley de Medios Já ! ! !



  18. Achei esse trecho de interesse aos leitores do Blog —

    Google, como já se vê bem claramente, é modo altamente conveniente de mascarar a operação das agências de inteligência. Como os mesmos investigadores independentes já sabem, [6] os primeiros arregimentadores do que se conhece como “Primavera Árabe”, que assumiu o formato de agitações de civis, foram recrutados pela empresa Google e participaram de Conferências Zeitgeist no hotel Grove. Há farta documentação, por exemplo, que comprova que o egípcio Wael Ghonim, que iniciou a ‘revolução’ no Egito que levou à ditadura da Fraternidade Muçulmana [hoje ameaçada de golpe pelo exército egípcio [7] (NTs)], era empregado da Google, gerente-geral de marketing para o Oriente Médio e Norte da África. Eric Schmidt declarou-se orgulhoso do que Ghonim fez; e repetiu que o uso de Facebook, Twitter e ferramentas de Internet para disparar protestos populares no Egito é “bom exemplo de transparência”. [8]

    
Google exerce influência cada vez maior sobre os governos dos EUA e da Grã-Bretanha. Não que seja trabalho muito difícil de fazer, dado que Eric Schmidt (presidente executivo Google) é membro do Conselho de Assessores do presidente Obama para questões de Ciência e Tecnologia; e preside a [Fundação] New America Foundation, sem finalidades de lucro e patrocinadora da campanha eleitoral de Barack Obama. Foi-lhe oferecido, até, o cargo de Secretário do Tesouro dos EUA.

Na Grã-Bretanha, representantes da empresa Google reuniram-se, desde as eleições gerais de 2010, só até agora, nada menos que 23 vezes com membros do Partido Conservador. David Cameron foi convidado-palestrante na Conferência Espírito Google do Tempo de 2006, quatro anos antes de tornar-se primeiro-ministro. (…)



    As Conferências Google reúnem as cabeças que a empresa considera capazes de “modelar o futuro global”. E a própria empresa posiciona-se para acumular mais força que os governos, no monitoramento e controle do comportamento das pessoas – como parecem ter conseguido fazer no Egito e na Tunísia. A interferência da empresa Google em assuntos internos de países europeus já é tão ativa, que, recentemente, a Comissão Europeia iniciou uma investigação do que considera abuso, por aquela empresa, da posição de líder do mercado de serviços de informação.



    O presidente da empresa Google jamais escondeu sua ambição de controlar a sociedade; falou disso inúmeras vezes, sempre enfatizando que a privacidade é relíquia do passado; e de seus planos para converter a empresa Google num “Grande Irmão” [orig. Big Brother] que faça o 1984 de George Orwell parecer conto de fadas.

Numa de suas palestras, Eric Schmidt disse: “Já nem precisamos que você digite. Sabemos onde você está. Sabemos onde esteve antes. Sabemos mais ou menos o que você está pensando.

    Acho que, de fato, as pessoas não usam a Google para responder perguntas (…) Querem, isso sim, que a Google lhes diga o que estarão fazendo dentro de meia hora, quinze minutos (…) Sabemos tudo que vocês fazem e o governo não perde o rastro de ninguém. Com o tempo, saberemos marcar sua posição, com precisão de milímetros, ao longo do tempo. Seu carro se dirigirá sozinho. Não é verdade que os carros tenham sido inventados antes dos computadores… Você nunca fica sozinhos… Você nunca se entedia.” [9] (…)
    ——
    [6] http://ordo-ab-chao.fr/de-bilderberg-2013-a-google-berg-pour-une-revolution-technocratique/

    [7] 2/7/2013, Reuters, http://www.reuters.com/article/2013/07/02/us-egypt-protests-idUSBRE95Q0NO20130702

    [8] http://news.cnet.com/8301-13578_3-20032239-38.html

    [9] 5/10/2010, Telegraph em http://blogs.telegraph.co.uk/technology/shanerichmond/100005766/eric-schmidt-getting-close-to-the-creepy-line/  

  19. Prezado blogueiro progressista Eduardo Guimarães, noto a insistencia do amigo (permita-me essa intimidade) na grafia da forma ‘presidente’ para a atual ocupante do cargo da Presidencia do Brasil, o que, ao meu ver, é o único senão que teria a objetar ao prezado articulista. Como creio que seria de bom alvitre a prevalencia da forma ‘presidentA’, seguem trechos de artigo da Revista Língua Portuguesa, a que tive acesso, e cujo texto pode também ser encontrado em http://revistalingua.uol.com.br/textos/62/artigo248988-1.asp

    Tais trechos, sob meu ponto de vista, convalidam, de maneira definitiva, o uso preferencial pela forma ‘presidentA” para Dilma Vana Roussef. Ei-los:

    “Presidente ou presidenta?

    Lei, tradição do idioma e visão de mundo entram em conflito na definição do termo a ser usado para referir-se a Dilma Rousseff

    Luiz Costa Pereira Junior

    “Presidenta” acentuaria o papel feminino…

    Se quisesse seguir a lei com um rigor, digamos, ortodoxo para seus hábitos, o brasileiro teria de oficialmente referir-se a Dilma Rousseff como “presidenta”. Sim, a lei federal 2.749, de 1956, do senador Mozart Lago (1889-1974), determina o uso oficial da forma feminina para designar cargos públicos ocupados por mulheres. Era letra morta. Até o país escolher sua primeira mulher à Presidência da República.

    (…)

    Consagrada

    Linguistas de instituições como USP ponderam. Marcelo Módolo informa que, embora pareça recente, “presidenta” é termo antigo. Ao menos desde o dicionário de Cândido de Figueiredo (1899):

    “Presidenta, f. (neol.) mulher que preside; mulher de um presidente. (Fem. de presidente.)”

    – “Presidenta” já está consignado no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp), no Houaiss;

    (…)
    O uso coletivo deve determinar predileção ou confirmar as duas formas. Para o gramático Ataliba de Castilho, nada impede que um termo até chegue a substituir o anterior.

    – O uso é o senhor da língua. Vejamos como, daqui a alguns anos, as pessoas se referirão a esse cargo quando ocupado por uma mulher.

    Os limites de uso seguem, muitas vezes, interesses específicos. Há “soldada”, “sargenta”, “coronela”, “capitã” e “generala”. Mas o Exército, ele mesmo, evita adotá-las.

    “Presidenta” parece sofrer outra ordem de influências. Embora as variações sejam aceitas, o tipo de adoção de cada uma parece dividir intuições e usos – não tanto no campo da morfologia, mas no da semântica e até da ideologia. O professor Módolo concorda que a forma “presidenta” é a preferida por quem a simbologia de uma mulher no poder é fato relevante, talvez até orgulho.

    – Fica mais expressivo usar “presidenta”, pois se trata da primeira brasileira no cargo – diz ele.

    (…)

    Para Elis, a diferença passaria pela ênfase que o falante intui dar ao enunciar a ocupante do cargo.

    – É aí que entra a questão política. A mulher começa a ocupar cargos antes só masculinos. É preciso que se marque isso de alguma forma. A desinência -a de feminino passa a cumprir esse papel.”

    Espero ter convencido o prezado blogueiro sobre algo que me parece importante neste caso de protagonismo feminino no uso da forma presidentA. Grato pelo espaço e meus votos de melhora e boa saúde para a Victória e todos os seus mais próximos, na harmonia familiar.


    “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” >>> Joseph Pulitzer


    “Se você não for cuidadoso, os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” >>> Malcolm X



    Ley de Medios Já ! ! !



    • Não sei quanto ao Eduardo, mas eu assimilei com muito prazer seu argumento. Conciso, obrigado Claudio.

    • Fantástico. Eu concordava, intuitivamente, com a forma presidentA, desacreditando dos que que a diziam incorreta, comparando-a, por exemplo, com estudantA, etc. Agora, tenho argumentos concretos para afirmá-la e usá-la,. Obrigado por sua grande contribuição.

  20. Na postagem anterior, leia-se Dilma Vana Rousseff no lugar de Roussef.


    “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” >>> Joseph Pulitzer


    “Se você não for cuidadoso, os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” >>> Malcolm X



    Ley de Medios Já ! ! !



  21. Dia 11 de julho, o dia para exigir uma democracia direta com a participação popular, em Assembléia Geral POPULAR CONSTITUINTE SOBERANA. Assim vamos varrer os entulhos autoritários, como a Rede Bobo, fim das PM’s, fim dos previlegios dos juízes do STF, equiparação salarial dos políticos com a dos professores e outras regalias, dentre outros. Acima de tudo cassar a licença da Central Globo de Mentiras!

  22. Edu, enviei uma mensagem por email.
    Peço que por gentileza desconsidere meus dados para a inscrição pelas razões postas na mensagem.
    Abraço

  23. PMDB, o verdadeiro câncer da política brasileira

    Nenhum governo, depois da Ditadura, governou sem o PMDB e o PMDB, nunca deixou ninguém governar sozinho. Logo, pelo seu tamanho, o PMDB impõem, a qualquer governo uma aliança forçada, caso contrário, ter o PMDB como oposição, tornaria a governabilidade impossível.

    Por melhor que sejam as minhas ou as suas intenções, a pessoa que for eleita presidente, governador ou prefeito, não virá nos consultar, pedir conselhos ou apoios. Só se faz aliança política com quem se elege. Com quem vota no congresso!!! Assim é a democracia!!!

    O PMDB é o maior partido do Brasil e I-N-F-E-L-I-Z-M-E-N-T-E, ainda o será por um bom tempo.

    Veja porque:

    Governo Sarney, PMDB puro…

    O ministério Sarney, organizado por Tancredo Neves, de maneira a garantir a transição pacífica, tinha feição fortemente conservadora, incluindo cinco políticos que até meses antes haviam apoiado o governo militar:

    PFL (DEM)
    Aureliano Chaves (Minas e Energia),
    Olavo Setúbal (Relações Exteriores),
    Marco Maciel (Educação)
    Paulo Lustosa (Desburocratização),

    PDS
    Antônio Carlos Magalhães (Comunicações),

    PMDB
    Afonso Camargo (Transportes),
    Almir Pazzianotto (Trabalho),
    Aluísio Alves (Administração),
    Carlos Santana (Saúde),
    Fernando Lira (Justiça),
    Flávio Peixoto (Desenvolvimento Urbano),
    Francisco Dornelles (Fazenda),
    João Sayad (Planejamento),
    José Aparecido de Oliveira (Cultura),
    Nélson Ribeiro (Reforma e Desenvolvimento Agrário),
    Pedro Simon (Agricultura),
    Renato Archer (Ciência e Tecnologia),
    Roberto Gusmão (Indústria e Comércio),
    Ronaldo Costa Couto (Interior),
    Valdir Pires (Previdência),
    José Hugo Castelo Branco (Casa Civil),

    Militares ligados ao PMDB
    General Rubens Bayma Denis (Casa Militar),
    General Leônidas Pires Gonçalves (Exército),
    Brigadeiro Otávio Júlio Moreira Lima (Aeronáutica),
    Almirante Henrique Sabóia (Marinha),
    General Ivan de Sousa Mendes (Serviço Nacional de Informações)
    General José Maria do Amaral (Estado-Maior das Forças Armadas).

    Ao final do governo Sarney, o PMDB venceu as eleições para os governos de 22 dos 23 estados existentes à época e elegeu 57% dos congressistas e dos deputados e senadores constituintes !!!

    Quem sucedeu o Sarney na Presidência ?

    Collor!
    Que tinha sido Governador de Alagoas por qual partido?
    PMDB!

    Quem sucedeu o Collor na Presidência?
    Itamar Franco!
    Que era Senador em Minas Gerais, por qual partido?
    PMDB!

    Quem sucedeu Itamar na Presidência?
    FHC!
    Que havia sido Senador, por São Paulo pelo…. PMDB e havia ajudado a fundar o PSDB há apenas 10 anos.

    Quem sucedeu FHC na presidência?
    Lula!
    Que é do PT e tentou, heroicamente, quebrar esse circulo vicioso da política brasileira.

    Aí vc dirá: Como? Se a vaga de vice-presidente foi dada a Michel Temer, do PMDB.

    A questão é simples…

    O governo Lula ao fomentar, no Brasil, políticas sociais que induziram os brasileiros a serem independentes e altosustentáveis; ao garantir o crescimento da economia e apontar aos empresários caminhos para um Brasil viável economicamente; ao não ceder aos ataques diários da mídia, enfim, fazendo o que se esperava de um governo sério; possivelmente produzirá, a longo prazo, (30 anos) uma massa de brasileiros com ensino superior e renda familiar estável.

    Estes são os pressupostos básicos, para que as pessoas possam exigir que as garantias que lhes foram dadas não retrocedam.

    As manifestações de junho/2013 são um reflexo dessa melhoria de vida dos brasileiros. Agora que a corda não está tão apertada e eu tenho tempo e dinheiro para preocupar com outras coisas….vamos lá melhorar de vez o Brasil. Esse é o pensamento do povo.

    Porém, no meio do caminho existe um PMDB !!!
    O PMDB representa o que de pior existe na política nacional.
    O PMDB fará de tudo para inviabilizar as reformas políticas propostas pela Presidenta.

    Veja o caso de MG e MA.
    O PT teve que “rifar” estes dois estados ao PMDB, para garantir, deste, o apoio na coligação nacional, pois, o PT precisa de tempo de tv para mostrar tudo de bom que fez.

    A culpa é do PT ? Não.

    Olha que engraçado…rs

    Se a mídia, cobrisse com isenção, os erros e acertos do governo Lula, muito provavelmente, não fosse necessário o PT aliar-se com o PMDB (somente para ter tempo de tv) para mostrar aquilo que naturalmente, a mídia já deveria ter mostrado.

    Logo, não sendo necessária essa aliança, o PMDB começaria a diminuir de tamanho muito mais rapidamente, pois não teria a cadeira de vice, os ministérios que detém e nem milhares de cargos e o apoio nos estados.

    Uma imprensa imparcial é isso que o Brasil precisa!!!

    Muitos dos 36 partidos existentes hoje, são dissidências do PMDB…

    Isso explica muita coisa, não !?!

    PMDB o câncer da política brasileira.

  24. Rede Globo é repudiada até em Londres.

    http://altamiroborges.blogspot.com.br/

  25. E se? Banqueiro Luis Octavio ‘Índio da Costa’, que pegou 19 dias de prisão e grampeou o BC, estivesse doado R$12milhões ao PT invés de PSDB. Imagine no ano da Copa?
    BC foi grampeado por banqueiros que doaram R$12milhões ao PSDB. O maior beneficiário foi José Serra #FinanciamentoPublicoJA
    Eleições 2006, 2008, 2010, banco CruzeiroSul doou 12milhões para políticos do PSDB #FinanciamentoPublicoJA
    Rombo pela fraude do CruzeiroSul que doou 12milhõesPSDB, ultrapassa os R$ 2,2 bilhões.
    Esperto é o Serra: CruzeiroSul injetou 1,2milhão na campanha 2010 de seu vice Indio da Costa, primo do banqueiro.
    Esperto é o Serra: CruzeiroSul deu 1,2milhão ao vice, 1,8 milhão ao Serra. Outro R$ 1,3 milhão a diretórios
    AuditoresBC encontraram indícios de lavagem e evasão de divisas no CruzeiroSul, do Luis O. A. Indio da Costa.http://migre.me/fgURp
    Com financiamento público de campanha, evitamos que Banqueiros. Empresários, Evangélicos, Ruralistas tripliquem a fatura depois!
    #FinanciamentoPublicoJA

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.