Quem pariu Mateus que o embale

 

No começo da noite de quinta-feira (20), redes de televisão exaltavam a “beleza” de protestos violentos, ainda que mascarados de pacifistas, que, há quase duas semanas, esmagam o país com medo, incêndios, bombas, tiros, depredações, destruições de todos os tipos, mutilações e, agora, até com morte, como previsto aqui tantas vezes e tão inutilmente.

Todo o horror que se espalhou pelo país foi produto de exigência feita por um grupo de meninos e meninas embriagados com um poder imensurável que adquiriram em questão de dias e que pôs de joelhos um dos maiores impérios de comunicação do mundo e todo o resto do oligopólio comunicacional verde-amarelo, além de políticos, jornalistas e legiões de cidadãos comuns.

Muito poucos entre os que enxergaram o desastre que estava sendo construído tiveram coragem de denunciá-lo, intimidados por hordas de fanáticos que promoviam linchamentos na internet e até nos ambientes sociais e profissionais mais variados contra todo aquele que ousasse dissentir.

A maioria, porém, enxergou exatamente o oposto do que estava ocorrendo. E agora se espanta com o que estava diante de seus olhos e não viu.

Parece ocioso repetir o tamanho do desastre que se produziu no país algumas dezenas de horas após o Estado brasileiro, em suas mais diversas instâncias, ficar de quatro para pouco mais do que adolescentes mimados, que passaram a emitir ultimatos de que iriam “parar” cidades e depois o país se não fossem atendidos.

Por ficar de quatro, entenda-se as autoridades ignorarem todas as condições técnicas de orçamentos municipais e estaduais porque a garotada “não queria nem saber”.

Organizando manifestações de dezenas de milhares de pessoas mesmo lendo em sua página no Facebook as atrocidades que vândalos prometiam promover, um tal de Movimento Passe Livre assumiu o risco de colocar nas ruas hordas de jovens de classe média que têm tempo para passar 15 dias só se dedicando a “parar cidades” e, como se viu depois, o pais.

Algo que possa ser definido como “o povo” pode chegar todo dia, no meio da tarde, a praças públicas e permanecer nas ruas até a madrugada paralisando a vida de quem levanta cedo para trabalhar e, após extensas jornadas laborais, ainda enfrenta outro tanto em salas de aula?

Não a grande maioria deste povo. O brasileiro trabalha duro. Não tem tempo para isso. Nem que fosse por uma causa concreta e racional conseguiria fazê-lo. Temos que sobreviver.

Parece ocioso relatar no que deu o Estado, as autoridades, enfim, a República ficar de quatro para essa criançada e seu novo brinquedo: o poder. E não um poder qualquer, mas um poder discricionário que, após humilhar e impor caprichos a autoridades e aos Poderes constituídos, arrogou a si o direito de impedir liberdades individuais.

Relatei, no primeiro dia útil desta semana trágica, como os “manifestantes pacíficos” passaram a decidir quem poderia ocupar o espaço público usando uma roupa ou portando um símbolo de partido político como bem lhe aprouvesse. Sobretudo sendo de um partido em especial, que, nos dias seguintes, passaria a ser a Geni da República: o Partido dos Trabalhadores.

Na segunda-feira, vi, a centímetros de meu corpo, a única pessoa humilde de verdade em um agrupamento de milhares de pessoas ser atirada ao chão, chutada, agredida, insultada. Uma garota negra de nem 1,6 metro de altura e pesando, no máximo, uns cinquenta quilos.

Por que? Por usar uma camiseta vermelha e portar uma bandeira do mesmo tom com a sigla de seu partido.

Legiões de garotos e garotas se encantaram pelo clima de “Queda da Bastilha” e pelo poder discricionário recém-adquirido, estimulado por impérios de comunicação e por partidos políticos ditos de esquerda.

Esse conclave, mesmo após ter suas exigências atendidas, inundou as ruas com fascistas de ultradireita que bem sabia que levaria consigo, pois os via postando sua truculência em frases na internet que mais se assemelhavam a hieróglifos, de tão ininteligíveis em nosso idioma.

Agora, com a República de quatro, como sempre ocorre com o fascismo – e como se tornou pior com o fascismo infanto-juvenil – o tal “passe-livre” (para o caos?) passou a determinar até que cor de roupa as pessoas podem usar na rua. E o vermelho-PT foi “proibido”.

A pena para quem ousasse desafiar o desígnio dos novos donos do país? Espancamento, no mínimo.

Um amigo fraterno, militante da CUT, assim como a Central Sindical e o PT acreditou ainda viver numa democracia e foi com um pequeno grupo à manifestação da avenida Paulista e lá, assim como no resto do país, foi espancado juntamente com seus companheiros, alguns dos quais foram parar no hospital.

Enquanto isso, cerca de cem cidades brasileiras tiveram, cada qual, seu quinhão de ditadura infanto-juvenil. Petistas, sindicalistas, sedes do PT, todos foram atacados nas maiores, nas médias e até em pequenas cidades por usarem a cor ou o símbolo de suas organizações.

A mídia, que num primeiro momento sentiu medo daquelas crianças armadas de tanto poder, vendo possibilidade que tanto almejou durante a última década para destruir um grupo político ao qual se opõe e não consegue derrotar nas urnas, passou a estimular que as massas descontroladas fossem às ruas, em seguida passando a minimizar o caos resultante, atribuindo-o a “pequeno grupo” que, de tão pequeno, conflagrou um país continental de ponta a ponta.

Como não podia deixar de ser – e estava demorando –, veio o primeiro cadáver.

Ao fim da noite, os telejornais, após todo o caos, toda destruição de palácios, espancamento de pessoas vestidas com cores ou portando símbolos proibidos sob o mote do tal “MPL” que proscreveu partidos políticos das ruas ocupadas, comemorava.

O semblante de alegria midiático se acentuou com a notícia veiculada pela rádio CBN de que o Brasil poderá ser punido se a Copa das Confederações não puder ser realizada até o fim por aqui devido à convulsão social desencadeada por crianças armadas de bombas atômicas.

Melhor que isso, para a mídia que atirou o Brasil em duas décadas de ditadura, só se a Copa do Mundo no país for cancelada, fazendo com que amargue prejuízo financeiro e de imagem irrecuperável, sem falar na crise econômica que a conflagração deverá render, pois as expectativas sobre o futuro pioraram muito em míseras duas semanas.

Ao fim da noite fatídica de quarta-feira, o mesmo movimento que atirou o Brasil em um processo que se espera que a maioria silenciosa saiba repudiar – até porque não aguenta mais –, horrorizou-se com sua obra e, em protesto contra si mesmo, abandonou a manifestação na avenida Paulista. Indignado.

Tags: , , , , , , , ,

453 Comentário

  1. Todos às ruas pelos 100% dos royalties do pré-sal para a Educação. !

    A Dilma, na prática, pediu apoio ao seu projeto, que já foi rejeitado pelo Congresso antes.
    Estas verbas não serão uma solução para todos os nossos problemas (alguém acredita em mágica ?)
    Mas serão de grande ajuda.

    – As ruas estão pedindo melhoria na educação. Agora PODEM fazer algo pro isso !!!!!
    Será que vão arrumar um motivo para não ajudar ?

    Todos às ruas: Eu quero 100% do Pre-Sal para a Educação !

      • Nikola, um motivo q irão alegar para não aceitar 100% de royalties de petróleo para Educação é a CORRUPÇÃO. Percebam que isto vai ser o motivo para não fazer nada a favor do Brasil, adivinha quem inculta isso na cabeça do povo? dou uma caixa de bombom para quem adivinhhar… rsss

        • vc sabe a quantidade de Petróleo oque o país tem a descoberto e em segredo (no mar e na Amazônia por exemplo) ? ..agora mesmo anunciaram que um poço da pre´sal é MUITO maior do que a MAIOR estimativa poderia estimar

          Afinal, quais as metas pra educação ? e é justo vc NOVAMENTE condenar toda uma geração carente em SAÚDE por exemplo a ficar aguardando o surgimento de um país no futuro ..futuro que todos dos que hoje pagam a conta praticamente estarão todos mortos e sequer irão desfrutar ?

          Não, há que se ter controle, disciplina, metas definidas, rígidas, mas tb jogo de cintura e competência pra tocar várias frentes ao mesmo tempo.

          em tempo, estudos mostram que a PREVIDÊNCIA SOCIAL apresentará déficits crescentes, dum lado pelo envelhecimento da população combinado à estabilidade na quantidade no geral que todos nós, pessoas de bom senso, esperamos que se de o mais rápido possível a bem do PLANETA, plantas e bichos, não ?

  2. ♫ O que se viu nos últimos dias foram manifestações de mezzobonapartismo pueril sem Bonaparte, integradas por protonapoleões de hospício e would be josefinas com a concha ensopada…

  3. Caro Edu,

    Duvido que a elite, principalmente a paulista, esteja muito preocupada com as vítimas da barbárie que estão patrocinando.
    Os “herdeiros da casa-grande” (como a ela se refere o Mino Carta) enriqueceram com o sangue jorrado do lombo dos escravos ao longo de mais de trezentos de anos. Insuflaram uma guerra civil em 1932. Suas diversas tentativas de golpe levaram Vargas ao suicídio em 1954. Tramaram o golpe de 1964 e sustentaram mais de 20 anos de ditadura militar, inclusive patrocinando e dando cobertura aos centros de tortura e aos esquadrões da morte.
    Para quem tem um currículo como esse (e do qual se orgulham) convenhamos, alguns feridos e uma morte a mais não fazem diferença. Seus objetivos são muito mais importantes.
    Há mais dez anos tentam, sem sucesso, provocar um levante como este que assistimos nestes últimos dias.
    Ironicamente, um movimento da esquerda progressista acende o estopim e, ingenuamente ou não, presta um grande favor a esta elite cheia de ódio. Tão grande que, no primeiro momento, nem eles acreditaram.
    Agora o MPL se retira das manifestações. Para a elite não faz diferença. Não são mais necessários. Basta seus “paus mandados midiáticos” manterem a chama acesa.

    Abraços.

  4. Acabei de ter o despraze de ver jornalistinhas do SporTV criticando o pronunciamento da presidenta.

    Eles tratam de minimizar o chamamento de Dilma para a reforma política e de confundir o telespectador com a questão dos financiamentos para os estádios.

    Sinto muito, mas qualquer esforço do governo vai receber um enorme: “Não faz mais do que a sua obrigação” “Ou era pra ter feito antes”

    Não haverá apoio nenhum frente a qualquer impasse numa possível disputa por votos para aprovação no legislativo, vivemos tempos onde a população foi doutrinada a simplesmente exigir do presidente e não acreditar nos representantes que irão legislar em seu nome.

    Juro que tento ser otimista, mas a falta de vergonha na cara da mídia já melou a Copa das Confederações e vai seguir melando a Copa e as Olímpiadas…

    Parafraseando um jingle eleitoral do PT:

    “Quando o povo quer ninguém domina…”

    É o PT esqueceu de trabalhar a politização, responder com coragem, mostrar que os outros também erram quando teve a oportunidade.

    Agora depois de fazer pssiu e não apurar a privataria, esta pregado por um povo dominado pelos barões da mídia…

    Perdoem o pessimismo, torçam pra esta minha visão não se concretizar…

    • Depois de saber da entrevista do Paulo Bernardo na veja, acabei de perder totalmente as esperanças tb.. provavelmente se deu uma entrevista dessa natureza significa que a presidenta tb pensa assim..
      O que nos resta é rezar!!

  5. Eduardo lembra do caso da Mayara Petruso, que queria afogar Nordestinos? Pois esse caso é bem pior, pois o apelo da moça foi atendido e hoje os baderneiros estão fechado as rodovias. Ela é de Juiz de Fora, e trabalha numa revendedora de automóveis.

    Luna Oliveira
    Quero saber aqui quem tem peito de fechar a BR e fazer a manifestação lá. Aí sim vai atingir alguém que tem que ser atingido. As manifestações na Rio Branco não faz diferença nenhuma pra Brasilia. Agora quero ver é quem tem a moral de atingir longe. fazer uma fila de km na BR e não deixar ninguém entrar nem sair…
    hein??? Isso que é manisfesto de verdade!! É isso que to afim de fazer!!!

    Curtir • • Seguir publicação • Compartilhar • Terça às 16:58 via celular

    • 24 pessoas curtiram isso.

    Luna Oliveira se cada cidade que tem se manifestado fizesse isso, não deixassem as Empresas fluirem, duvido que a Dilma não renegocia até o salário mínimo!
    Terça às 17:00 via celular • Curtir

    Luna Oliveira se é pra manifestar, faz direitooooooo.. Faz com peito.. Vai encarar a guerra de verdade e não ficar passeando na Rio Branco atrapalhando quem é de bem e ta querendo trabalhar!
    Terça às 17:01 via celular • Curtir

  6. Pelo menos os jovens do MPL tiveram o bom senso de parar de chamar manifestações, dai descobriram que não tinham tanta liderança assim. pois as manifestações continuam e ja estão sendo postos de lado pela turba enfurecida e pela midia.
    Nesse momento de catarse e histeria coletiva, parece uma cronica de uma tragedia anunciada, ja foram dois mortos até agora e parece que ninguem percebeu aonde isso pode chegar, nem autoridades, nem a sociedade, nem os manifestantes bem intencionados. o ódio cega mas o medo cega e paralisa.
    Imagine alguem preso no transito por 2 ou 3 horas por causa da via bloqueada, ou no meio da manifestação ( isso ja havia acontecido na paulista e infelizmente em rib preto), pode ser em confrontos com a policia (como ocorreu em belem), ou imagine um comerciante ou segurança tentando defender seu comercio da invasão e saque de vandalos.
    Antes era dia sim dia não, agora temos manifestação todo dia em varios lugares ao mesmo tempo, o que sinto é que embora a maioria ainda apoie as manifestações, também já não aguentam mais os transtornos causados e principalmente os vandalos, repito, é todo santo dia, é realmente necessario ?
    Pior é que talvez uma morte a mais não seja suficiente, estamos esperando uma tragedia de proporções maiores ? Qual a responsabilidade daqueles que insistem em convocar manifestações?
    O ódio da classe media antipetista que ficava nas conversas, nas redes sociais, nos emails, parece que foi pras ruas, ficaram iguais aos imbecis skinheads e provocadores profissionais, não são manifestações de reivindicações, são manifestações de puro ódio, isso não vai acabar bem

  7. Lendo seu artigo no estilo Reinaldo Azevdo (pois agora você cismou em querer imita-lo), dá a impressão que o MPL é um grupo de imbecis e criminosos e que foram eles, e não a grande imprensa facista que disvirtuou tudo.

    A Globo vai acabar contratando o Eduardo Guimarães.

      • Eduardo. Eles não permitem que se mostre que o MPL agiu como inocente útil. Precisam do MPL porque precisam da pele de cordeiro para esconder o lobo real. O MPL é para eles o que a população das favelas é para os traficantes, ou seja, apenas biombo. A direita não pode explicitamente sair às ruas pedindo a deposição de uma presidente legalmente eleita. Precisa destes bobalhões fingindo que são revolucionários.

  8. Eduardo, parabéns por expor seu sentimento, creio que esse post foi o mais bacana que fez, em termos de expressar seus sentimentos. Em boa medida, concordo com você no sentido de que o MPL (Movimento Passe Livre) e os partidos que começaram toda essa onda não podem achar que tiveram uma vitória sem custo, não podem dizer “eu não tenho nada com isso”. Não existe almoço grátis.

    Pessoas morreram e muita coisa importante foi exposta a riscos desnecessários. A passagem de ônibus baixou em muitos lugares, e essa onda toda pode até (e vai) sacudir o PT/Base Aliada, mas o MPL e os partidos que começaram tudo têm que entender que ao abrirem a “caixa de pandora” e atrairem os lobos para as ruas, criaram uma situação que poderia culminar numa (ou mais!) tragédia em massa. Apenas para lembrar, contabilizam-se:

    1) Dois mortos, pelo que temos conhecimento
    2) Muitas pessoas feridas e até mutiladas
    3) Milhares de pessoas sob risco de vida e de mutilações e ferimentos graves
    4) Risco desnecessário de crescimento da extrema direita (toda “extrema” é perigosa)
    5) Desrespeito total ao direito de mobilidade e de manifestação, com fascismo puro em vários momentos
    6) Desrespeito total aos partidos. Até hoje, não se descobriu como governar sem eles, a não ser via ditaduras
    7) Aumento do chamado “risco brasil” e taxas de juros mais altas para investimentos produtivos

    E por aí vai. Uma irresponsabilidade. Estamos em 2013 e não tem cabimento fomentarem uma “revolução francesa” com sangue, nos dias de hoje. Não no Brasil. Francamente! Acrescento que o despreparo da polícia de Geraldo Alckmin deu também forte contribuição a isso tudo; mas tentando ser justa, enalteço o apoio do governador ao prefeito Haddad, que chegou há pouco e discordo que ele tenha tido culpa nisso tudo.

    Por outro lado, vamos combinar:

    a) Nesse momento delicado, ao invés de os veículos de comunicação prestarem um serviço público e acalmarem os ânimos, limitaram-se a mostrar a arruaça, para dar a impressão de que o Brasil está uma baderna. Tudo em nome de debilitar politicamente o PT. Que egoísmo! Que falta de compromisso com o povo!

    b) Minha percepção: as pessoas que participaram da onda não representam a maior parte dos 220 milhões de brasileiros, que ficaram com medo e de saco cheio com o vandalismo e a prepotência de uma minoria. Não me sinto representada por essa gente e por essa arruaça toda.

    c) Nesse momento delicado, alguns blogueiros progressistas também perderam a oportunidade de ajudar o governo com ideias, com alternativas, limitando-se a dizer que “as instituições políticas não têm o tamanho que precisam ter”. Muito chué o comportamento deles.

    Ao mesmo tempo, creio que esse limão pode perfeitamente virar uma limonada, com estratégia e cabeça fria. A presidente Dilma (finalmente, Deus do céu!) foi à TV e disse poucas e boas. Gostei da fala dela, curta e grossa, mais cedo, por volta de 21 horas. Aliás, demorou demais, a meu ver, mas até que enfim, ela foi lá. E entendi que o governo Dilma Roussef:

    1) Abrirá o diálogo com vários movimentos sociais, que estava fechado
    2) Não deixará os vândalos sossegados (tomara e bem feito se acontecer)
    3) Criará um PAC de mobilidade gigantesco
    4) Proporá uma reforma política de peso e combaterá a corrupção com mais rigor
    5) Trará médicos de fora para o interior, já que os daqui não se dispõem a ir trabalhar nos rincões distantes
    6) Aprovará no Congresso os royalties do pre-sal integralmente para a educação
    7) Tudo isso e mais o que puder.

    Além disso, Dilma explicou os gastos com as obras das Copas das Confederações e do Mundo

    Olha, Eduardo, se esses itens forem cumpridos, o Brasil dará um salto e-s-p-e-t-a-c-u-l-a-r na direção de um futuro de luz. Já imaginou, por exemplo, uma reforma política que crie financiamento público? Consegue imaginar um mundo com dinheiro a rodo para melhorar a educação, para colocar as melhores inteligências do Brasil e do planeta em condições de alavancar esse nosso querido País? Não é somente o caso de formar bem os brasileiros, é preciso atrair pessoas inteligentes e bem formadas para cá. Não são isso que os EUA fazem bem?

    Mas o governo Dilma Roussef precisa sair da concha e se COMUNICAR com as pessoas. Já que todos protestam, aproveito esse blog para PROTESTAR pela forma como esse governo, em quem votamos, comunica-se com os brasileiros. PÉSSIMA. HORROROSA. Desculpe-me, Eduardo e demais internautas que aqui postam, esse desabafo, sei que escrever em maiúsculas na internet é grosseria, mas é que estou de saco cheio com essa COMUNICAÇÃO PÍFIA do governo com os brasileiros de todas as classes.

    Exemplificando, por que somente agora ela contou que o financiamento das obras das Copas é via empréstimos (particularmente, eu e outros brasileiros sabíamos, mas e a grande massa?). É ou não UM SACO? É mole?

    Bem fico por aqui, Eduardo. E parabéns pelo texto sincero.

    • Correção: “Não É isso que os EUA fazem bem?”

    • E parabéns pelo seu comentário, minha amiga

      • Obrigada, mas os parabéns quem merece é você, Eduardo. Que fique claro: não se trata de culpabilizar A ou B, mas de reconhecer que a vitória do movimento começado e estimulado por A e B teve preço e, a meu ver, muito caro para o Brasil: não precisavam abrir a “caixa de pandora”! É assim que pretendem conquistar vitórias? Deixando as pessoas amedrontadas? Criando as condições para que pessoas morram? Destruindo patrimônios conquistados a duras penas?

        Estamos em 2013 e já se passaram muitos e muitos e muitos anos desde a queda da bastilha na França. Conseguir vitórias com mortes e aterrorizando seres humanos (incluindo repórteres e cinegrafistas que trabalham na Rede Globo, também trabalhadores de carne e osso sustentando a si e às suas famílias), com a ajuda de neo-fascistas, é estúpido e demodê. A humanidade evoluiu e as instituições atuais oferecem outras alternativas civilizadas. E podem melhorar. É preciso melhorá-las, não aterrorizar pessoas.

        E governo Dilma, além de correr atrás de tudo o que a presidente prometeu ontem em cadeia nacional. COMUNIQUE-SE DIREITO, pelo amor de Deus! Chega de silêncio e de gabinete! Expliquem as coisas direito! Expliquem para todos, para todas as classes sociais, não alijem as classes A e B. Se houver uma COMUNICAÇÃO melhor, talvez os lobos não tenham mais vez nas ruas. Os lobos de qualquer ideologia não representam os brasileiros.

        • Ola Luiza

          Acho que vc achará interessante o video a seguir.

          Certamente responderá algumas perguntas que ainda lhe faltavam as respostas.

          http://youtu.be/ONjXOczY5Jk

          • Até comecei a ouvir, mas usaram algo para deturpar a voz da pessoa que fala e me desanimou de continuar.

            De qualquer forma, não acho que a primeira frase é correta (“o Brasil acordou”), por que somente uma pesquisa bem feita, com bases estatísticas sólidas, poderia aferir o que os brasileiros estão pensando disso tudo, em sua totalidade. Não é por que alguém diz que o País acordou que vamos acreditar. Tem que ter pesquisa de instituto de pesquisa respeitado.

            Na minha opinião, tirando a turma do blá-blá-bla e que prefere Joaquim Barbosa para presidente, está todo mundo querendo a normalidade, principalmente quem está perdendo grana e deixando de faturar com essa irresponsabilidade.

    • Clap, clap, clap, clap.
      Sensacional!

    • Sou contra a verba exclusiva pra educação, acho que isso e o PASSE LIVRE são temas pra plebiscito, aliás, eis aqui uma fórmula pra se explicar que não existe democracia só, exclusivamente feita por partidos CAUDILHESCOS e caciques ..(inclusive, convido vc a rever o 14o artigo da nossa Constituição)

      DILMA não explicou coisa nenhuma sobre os gastos da COPA ..disse sim que o governo Federal não ta muito no jogo (e se esquece do BNDES c/seus juros equalizados) ..mas não entrou em detalhes sobre os governos dos Estados e dos Municípios que bancaram com GRANA a farra toda ..fora das promessas da tal ‘mobilidade” que TODOS prometeram e que muito pouco será entregue.

      O aumento do RISCO BRASIL, e quem é economista SABE disso, esta se dando por conta da piora na qualidade das contas públicas e, principalmente, dos efeitos nefastos do cambio artificialmente represado (*) sobre o déficit externo, nas contas correntes.

      Minha percepção é que uma parcela RESPEITAVELMENTE considerável de cidadãos brasileiras estavam representados nestes movimentos.

      Sobre PAC da mobilidade, e depois de 12 anos de governo, pelo que ainda vemos de CORRUPÇÃO dentro do ESTADO brasileiro ..minha cara, vc acha mesmo que o povo acredita ?

      Alias, ANTES da reforma política (que aliás ninguém diz o que é a não ser que seria a inviabilização por novas siglas ou candidato-CACIQUE dado em lista fechado por ex) ..melhor seria se tivéssemos promovido uma reforma AMPLA nos nosso códigos civil e penal, uma que desse CANA a muito patife que mesmo condenado anda solto por aí ..ah, sim, esqueci, é que hoje ainda não temos presídios mas sim masmorras super lotadas, certo ?

      (*) e aqui tb convido vc a refletir sobre os ESTRAGOS dantescos que estão submetendo a NOSSA Petrobrás tb.

      Nota final – a prefeitura de SP emitiu títulos pra bancar quase 50% do estádio do Corinthians ..o Maracanã custou 1,5 bi em reformas pro RJ, e esta sendo concessionado pro EIKE por R$ 181 milhões

      http://www.youtube.com/watch?v=5mjdErokZnE

      • Que tal passe livre para os estudantes que tiverem notas altas, consistentemente, durante pelo menos dois anos? Uma meritocracia não seria interessante?

        • penso que não ..meritocracia se aplica a gente FORMADA e preparada ..estudante é geração que esta sendo montada ..e há tantos fatores envolvidos, puts

          Ademais mina cara, como justificar a sua ironia e pouco caso nesta sua régua de maldades que bateria fortemente em jovem carente

          EU SEI que vc não pensa assim, e tb sei que vc pode mais que isso, desde que se proponha a debater de forma HONESTA e sem ira !!

          abrá

          • Meritocracia vale para todos, até para crianças. Por que não para universitários? Os melhores desempenhos podem, sim, ser valorizados.

            Finalizando, honestidade intelectual é uma coisa, honestidade desrespeitosa é outra. Eu realmente acredito em meritocracia.

            Mas não acredito em tratar pessoas como desonestas, como você acabou de fazer comigo. Quem você pensa que é?

          • Efetivamente efetivamente, te conto, não sou ninguém

            Desculpe se a interpretei mal por ter lido alguns de seus conceitos progressistas ..aliás, só agora percebo que vc fala em universitários, e não em crianças de 1o e 2o grau, muito menos separa os carentes, arrimos de família, os subnutridos, os pais de família, deficientes etc etc

            Ademais, quem paga as tarifas, invariavelmente, pra maioria, são os pais dos alunos, isso enquanto muitos, fora de trabalharem, ainda estudam em período noturno ..não, acho que só a nota e avaliação lhes basta pro momento.

            e se queremos ter uma NAÇÃO de gente alfabetizada e bem formada, penso que não é prudente ficarmos criando mais obstáculos e desestímulos diante de custos irrisórios (individuais) quando comparados aos potenciais benefícios em termos gente bem formada e mais consciente, produtiva.

            enfim, os casos são muitos, continuo achando que não é por aí.

            abrá

            nota – pra legislação, um cidadão é dependente e tem que ser assistido pelos pais até os 24 anos no BRASIL.

          • refletindo um pouco mais, normalmente alunos de melhor posse não se valem da meia passagem, pois andam e carro ..e o número de reprovados hoje é irrisório, justamente formado por um contingente em que diversas correntes de estudiosos dizem que precisam justamente de mais incentivos pra não desisitir

    • Gostei em parte do pronunciamento. Acho que ela deveria ter sido mais enfática que vai manter a ordem público, a todo custo, mandando um recado duro para o facistas, arruaceiros e bandidos.
      Por causa da inação do governo, o Zé Cardoso, a Helena Chagas e etc, a coisa se espalhou perigosamente. O movimento já está totalmente na mão dos golpistas que manobram os inocentes.
      Acabei de saber com a diarista que lá onde ela mora, também tem manifestação “pacífica”. A filha dela que estuda em faculdade particular* já foi nos dois atos aqui do Rio. Comprou até uma máscara do Anonymus, que foi cooptado aqui pelos facistas.
      E pasme, “pessoas” disseram para ela que os baderneiros eram pagas pelo PT(?!) E os universitários do “novo movimento estudantil” foram os que forçaram os militantes a guardar as bandeiras.
      Senão tiver uma ação rápida contra os Cabos Anselmos, isso não vai parar
      *Olha a ironia. Filha de doméstica fazendo faculdade particular graças aos governos do PT!!!!!!!

  9. Edu,
    por favor não post meu comentário, mas vc ganhou mais uma seguidora, minha filha Carolina, q já colocou seu site nos favoritos dela, ela deu uma despertada durante esse movimento, o que eu acho ótimo!!!
    Bjs na Vitória e um abç fraterno

  10. Há muita desinformação e mentira sobre os gastos na Copa e construção dos estádios. Há uma repetição sistemática unida do PIG em afirmar que há desperdício de dinheiro público na construção de estádios. Não informam corretamente, pois deveriam mostrar, como fez a presidenta em seu pronunciamento, dizendo que o dinheiro aplicado na Copa é financiado. Acho que ela deveria ser mais direta e informar que não há um centavo de dinheiro público aplicado diretamente na construção dos estádios, talvez quisesse mandar um recado ao PIG. Parem de mentir!!! Eu fui no Portal da Transparência do governo federal para saber como está sendo a distribuição do dinheiro e aplicação dos recursos investido na Copa, pois os números que o PIG informa você tem um entendimento que é tudo para construir estádios. Vamos aos números então, conforme o Portal da Transparência; Valores financiados( dinheiro que retorna e que será pago por quem financiou): Aeroportos 1.2 bi; Estádio 3.7 bi(financiado, só para frisar); Mobilidade Urbana 4.9 bi. Agora os valores com aplicação direta em reais: Aeroportos 3.5 bi; Desenvolvimento Turístico 191 mi; Portos 898 mi; Segurança Pública 2.1 bi. Telecomunicações 371 mi. Os valores investidos nos setores discriminados são áreas que deverão gerar desenvolvimento para o país, investimentos que permanecerão no país como Portos, Aeroportos, Mobilidade Urbana, Desenvolvimento do Turismo, Telecomunicações e Segurança Pública. Não há, repetindo, um centavo do governo nas construções de estádios. Existe uma campanha sistemática numa pauta repetitiva para dizer que o Brasil está gastando horrores na Copa, com intuito de atingir a Dilma e o PT. Os dados estão no Portal da Transparência para quem quiser conferir e repassar . Seria importante debate isso, pois já há rumores na tentativa de constranger o governo sobre o cancelamento da Copa http://www.portaltransparencia.gov.br/copa2014/empreendimentos/investimentos.seam%3bjsessionid=50CD2283E93236A8BB38589708C37EBC.portalcopa?menu=2&assunto=tema

  11. Sabem falar bonito, mas apenas isso!! Enquanto vocês sentam a bunda na cadeira no computador, pessoas estão tentando melhorar a situação de merda que se encontra esse Brasil!

    Respondi tudo:
    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=C2GEln6N-dY

  12. Eu acho que o dilema do brasil se resume a desigualdade que a maioria da população não tem ciência “concreta” ou prefere ignorar , o resultado de todas as desigualdades levou a um conflito do gigante acordar e não saber para onde ir após a desorientação , ainda piorou por que a esquerda foi impedida pela própria população que esta alienada sobre o rumo que precisaria seguir e se unificar .

    Bom , vou tentar sintetizar a resposta de outra forma , os projetos do governo saem caros , paga-se salários elevados a engenheiros e outros especialistas , ainda tem as licitações publicas de empresas privadas , as empresas precisam do lucro para se incentivarem , é um mais valor ocultado nas relações capitais e acumulativo em classes sociais estratificadas , logo custa caro pagar médicos , o salario de deputado é mais de 28 vezes o salario mínimo , e por ai vai outras desigualdades , essa desarmonia econômica aflorou quando a população se deu conta de uma injustiça geral de insatisfação mas teve dificuldade de focar a raiz da injustiça em função de todas as desigualdades .

  13. O dilema liberal é que para os da direita e capitalistas o que falta na sociedade é um crescimento perpetuo do capital e do uso dos recursos naturais para atender a progressivas demandas escassas , mas o próprio capitalismo já tem problemas relacionado a superprodução e a demanda agregada que por si só perneia parte do núcleo de problemas gerais .

    Para o liberal o que a sociedade precisa é de menos regulamentação , menos igualdade , deixar que o próprio mercado e a sociedade busque pela oferta e procura um equilíbrio não artificial , natural e ainda por cima estável , a amostra disto foram os recentes desastres das teorias neoliberais a nível dos países de primeiro mundo em crise .

    Fica a outra opção socialista , onde salários passam a ser tabelados e onde a desigualdade é reduzida na base da canetada .

  14. O PiG criou o monstro. E o monstro ameaça o capitalismo mais do que qualquer outra coisa. Resta ao PiG esperar que mais uma vez os militares salvem a direita. Parece que agora os milicos não estão mais dispostos a serem boi de piranha.


  15. “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” >>> Joseph Pulitzer


    “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” >>> Malcolm X



    Ley de Medios Já ! ! !

  16. O discurso de DILMA erra por mais de uma vez.

    ERRA seriamente ao prometer vincular TODA a receita do petróleo SÓ pra educação.

    -Antes de tudo há que se pensar aonde, quando e como pretendemos, chegar na educação ?

    -A quantidade de Petróleo do BRASIL é gigantesca, ainda mais se antevermos o que tem ainda no mar, e na AMAZÔNIA, reservas titânicas que ainda não foram divulgadas. Aqui corremos o risco de ATOLARMOS e tornarmos ineficiente todo um serviço pela abundancia de recursos (vide MACAÉ hoje no RJ).

    -Há outras áreas que merecem atenção, como a SAÚDE por exemplo ..e penso que nós não temos o direito de sacrificarmos por completo o bem estar de toda uma geração a custa de, queiramos ou não, de um futuro incerto.

    -ADEMAIS, todas as projeções JÁ indicam que o país enfrentará gravíssimos problemas com a PREVIDÊNCIA que acumula direitos e MÍNGUA nas receitas via programas sociais INSUSTENTÁVEIS (como o dos micro empreendedores que fazem contribuições quase que simbólicas)

    DILMA erra tb ao NÃO admitir o que já prevê a nossa constituição em seu 14o artigo desde 1988, qual seja, o uso de referendos, plebiscitos e projetos legislativos de origem popular, preferindo aqui atacar os que defendem a “democracia sem partido”, dos CIDADÃOS brasileiros que não se sentem representados por estas siglas que estão por aí.

    POR serem de grande impacto, penso que o PASSE LIVRE e a RESERVA DE RECEITA do petróleo pra educação, após um debate ético e franco, seriam EXCELENTES exemplos de temas que deveriam ser submetidos a PLEBISCITO POPULAR, e não de temas que deveriam ser resolvidos por poucas autoridades fechadas a quatro paredes e recheadas de incontáveis compromissos e interesses.

  17. Liberdade de expressão, ou de manipulação. Quem vai processar a Eliane Cantanhede desta vez ?

    Ontem Luiz Datena tava furioso, gritava pra todos que recebera um material do governo federal em que constava, sinteticamente, uma relação de ações do governo Federal que reduziam os custos (portanto, aumentavam o lucro) das empresas de transporte. Dentre eles, desde janeiro:

    -desoneração dos combustíveis

    -desoneração das partes e peças

    -desoneração da mão de obra

    -aumento dos prazos e diminuição das taxas de financiamento pra renovação de frota

    -diminuição da energia elétrica pro metrô, trens e bondes

    -redução de contribuições e impostos etc

    ..interessante que a cada citação o locutor indagava “..e então, porque aumentaram ? na verdade tinham que ter diminuído !!!..”, deixando aqui claro que suas queixas se direcionavam aos prefeitos e governadores dos Estados.

    Aí o tempo passou e a Eliane “Canta-o-enredo” da ROLHA, aquela da febre aftosa, amarela, do apagão, do acidente da GOL e do CAOS aéreo, chega na Globo NEWS pra fazer mais ou menos a seguinte “análise”:

    “..que em todos os episódios ficava clara que DILMA, que DILMA não estava assumindo a sua CULPA pelo aumento das tarifas..”

    FRANCAMENTE, o que merece uma pessoa dessas ?

    E sabe o que é MAIS triste? Triste é vermos uma cacetada de jornalista não fazer nada a respeito. Não entrar sequer com uma representação em órgãos da classe, nada ..e convenhamos, neste caso específico, o da loira, isso é meio que compactuar com o crime de LESA pátria, ou com quem tenta insuflar CRIMINOSAMENTE as massas, não ?

  18. Eduardo, permita-me repetir o que escrevi há alguns dias, apenas com algumas mudanças, em função do que aconteceu nos último dois dias.

    Lutar por uma luta boa é bacana, mas vandalismo não está com nada. O vândalo, a pessoa que destrói a loja, a prefeitura, o patrimônio pessoal e público, perde a razão. Atitudes ditatoriais também não estão com nada. A pessoa que impede, sob ameaça física, outra pessoa de levantar a bandeira do PSDB, do PT, do PSOL, do Coríntians, do Palmeiras, de quem for, não tem nada de democrática, pois democracia não é isso. As ruas são de todos os brasileiros. Ou não são? Então a minha mulher não pode usar roupa vermelha ou azul? Quem decretou? Hitler? Mussolini?

    Democracia não é impedir o outro de pensar, de dizer, mas respeitar as diferenças e discutir. Assentar-se à mesa. Apresentar propostas. Trocar ideias. Pensar junto. Pensar separado. E votar. Você odeia a Dilma? Vote no Aécio. Você gosta do Alckmin? Vote nele. Gosta da Marina? Vote nela. Não gosta? Não vote. Assim funciona a democracia. Sempre acho estranho torcedores de um time intimidarem torcedores de outro time adversário. Acho isso coisa de gente que não recebeu educação, não importa se rico ou pobre.

    Após essa atitude dos governantes de SP, e imaginando que os estudos vão continuar para analisar o transporte de São Paulo, veremos o que farão os líderes do movimento. Por ora, se recolheram, reconhecendo que deram trela aos extremistas, mas precisam pensar sobre tudo isso que houve. É preciso responsabilidade. Violência e chantagem não são armas boas, defensáveis, democráticas. Usá-las faz perder a razão.

    Haddad precisa enfrentar a máfia dos transportes em SP. O MPL vai apoiar, de forma responsável e sem criar o caldo para esse risco todo que vimos, que quase cria uma desgraça? Não deveria? Há anos, quando Erundina tentou enfrentar essa máfia, não conseguiu e vários paulistanos que hoje estão dando uma de “cansei” foram contra. E agora? Tomara que reflitam e ajudem o povo de São Paulo, depois do que houve. “Cansados” e “MPListas”. O momento de é patriotismo, com paz e união nas demandas que forem justas. Sem violência.

    O momento também é de crescimento dos nossos governantes, seja Dilma Roussef (muito boa a mensagem dela na TV, estamos ligados nas palavras dela), Geraldo Alckmin, Fernando Hadddad, seja quem for, em qualquer estado. O momento é de liderança com serenidade. Que o líder dentro de cada uma dessas pessoas cresça, se agigante. Outro dia ouvi a palavra do governador de Minas, Anastasia, na TV. Passou tranquilidade, firmeza, paz. Precisamos de bons líderes e que Deus ilumine esses e outros governantes.

    Líderes não permitem que vândalos e pequenos ditadores assustem pessoas, especialmente pessoas simples e que precisam do ônibus para voltar para casa, do emprego e do negócio para sobreviver, destruam o patrimônio e ameacem a integridade física e a vida. Nenhuma causa pode justificar vandalismo e assustar pessoas, trabalhadores, gente do povo.

    E é preciso atentar para infiltração. Li no Tijolaço que correntes de extrema direita têm postado mensagens na internet, voltadas para os jovens, feitas de forma profissional e provavelmente com alguém bancando. Quem está fazendo isso e por que? Quem quer que o circo pegue fogo? Democracia não é isso, não, gente. Livre expressar é uma coisa, livre insuflamento de jovens em formação é outra.

    Finalizando, que Deus ilumine o nosso Brasil, um país bacana, com um povo bacana e que não merece ter sua bandeira queimada, como alguns defendem, certamente sem pensar. Lembremo-nos que não estamos em má situação. Muitos outros países estão. Somos um paisaço. É importante ouvir os que as ruas dizem, mas vandalismo e fascismo não dá para aceitar. Sem ingenuidade, temos que caminhar para a frente e mais rápido, mas sempre na paz. Este Brasil é um país de paz.

  19. Edu, compartilho aqui, retirado da campanha golpista massiva que está sendo realizada no facebook, mais uma pérola. Minha tristeza é que no facebook a proporção de facistas, golpistas, conservadores etc é infinitamente maior do que quem defende o governo de Dilma. http://sociedademilitar.com.br/index.php/forcas-armadas/229-militares-iniciam-campanha-nacional-anti-pt-e-pro-brasil-rumo-a-2014.html

  20. Hora de escolher:
    1) apoiar os skinheads neonazistas e sair quebrando tudo,
    2) abraçar a tolerância, a democracia e ficar em casa até os ânimos se acalmarem.

    Voto chapa 2

    • Estou saindo agora para a manifestação em BH.

      Temas selecionados pelos jovens do feicibuque para hoje: não ao projeto da “cura gay” e arquivamento da PEC 37.

      Temas que não tem nada de direitista, fascista e olha que eu não concordo com o arquivamento puro e simples da PEC 37, acho que o MP tem que ter controle externo e acho que quem investiga não pode processar.
      Ou seja, a questão do MP merece mais debate.

      Há riscos nas manifestações, há riscos na política? Claro, mas continuo afirmando que a pauta é progressista.

      E gente, para de assistir a Globo, Globonews e que tais!

      #tamojuntodilma (quem tem twitter, ajude por favor o tuitaço)

      • Desculpe Sérgio, mas não entendi.

        Você é contra o arquivamento da PEC-37 mas vai pra rua exigir o arquivamento da PEC-37?

  21. Do Tijolço,do jornalista Fernando Brito :

    Meus caros amigos e amigas que se dão ao trabalho de ler o que diz um maluco que diz o que pensa, do jeito que sempre fez em 40 anos de luta política.
    Quero dizer algo, temerário como sempre sou: acabou.
    Claro que pode haver um ou outro espasmo, aqui e ali.
    Mas o movimento massivo acabou como começou: com a ação do poder público e da mídia.
    A pancadaria e a onda de simpatia que ela despertou encheram a rua.
    Mas foi a cobertura da mídia, cúmplice, que transformou manifestações em multidões.
    Multidões, mas não maiorias.
    A direita contava com a imobilidade do Governo, que demorou a agir com inteligência.
    A rigor, só hoje a Presidenta Dilma Rousseff disse o que precisava ser dito, num pronunciamento irreparável em rede de rádio e televisão. (assista na seção vídeos)
    A Globo virou o fio.
    O Movimento Passe Livre anunciou que não chamará novas manifestação.
    Acabou.
    Mas não acabou, não.
    Agora temos de avançar.
    Não querem mais educação? Saúde padrão Fifa?
    Nós também.
    Vamos lá, apertar os governadores: 100% dos royalties do petróleo para a educação, como o Governo Federal já propôs em relação à sua parte!
    Médicos cubanos, portugueses, espanhóis para atender à população, sim! Não importamos uísque, carros, Rolex, bugigangas? Não defendem o livre trânsito de mercadorias? Porque não o mesmo com médicos que o país precisa?
    Leis mais duras não contra os trombadinhas, contra usuários de crack, não contra doentes, mas contra os espertos e os golpistas.
    E, sobretudo, ações contra a especulação e ao terrorismo inflacionário da mídia.
    Porque eles estão desesperados e abriram o jogo: seu negócio é “Fora, Dilma”, o resto é máscara.
    E nós, que estamos juntos ao governo eleito pelo povo, temos é de partir pra cima.
    Lógico que não fisicamente, que ação de baderna é coisa de direitista provocador.
    Mas na política, na polêmica, na discussão sobre quem tem muito e quem tem quase nada neste país.

    PS; Acrescento ao comentário que o MPL disse que não convocará mais manifestações porque a coisa estava caminhando para uma guerra de campo,o ódio o vandalismo,feridos 2 mortes ja é uma conta alta.Então antes que perdessem seu encanto,que aliás ja estavam perdendo,mesmo com a mídia tentando desvincular quaisquer culpas ao movimento,mas medo foi um bom conselheiro,para os lideres,para o povo.Espero que o PT,Dilma e até mesmo a base aliada nesta “ressaca” coloquem em pauta o que realmente interessa a sociedade.Ja disse aqui que de tudo podemos tirar apredizados.se tivermos a percepção para tal.A democracia e as instituições se avançarem em reformas,ficarão muito mais fortes.Não podemos perder todas as conquista dos ultimos anos.Repito se o governo sober agir,e realmente ouvir os movimentos sociais e sua base,tirar a presidente de dentro do casulo destes pseudos petistas,talvez,talvez,(eu ainda sou um pouco cético quanto a este governo) esta tenha sido a última cartada da velha mídia,a oposiçao de fato(é o ultimo canal de influencia da direita) ao avanço do país

  22. Dilma já fez o pronunciamento sobre as manifestações reconhecendo nelas o mérito que elas têm, a demanda por melhores serviços públicos, e o defeito nelas contido, a minoria extremamente violenta.

    Dilma é a presidenta da república, talvez o membro petista mais poderoso do Brasil. Mas nem por isso acha que deve deixar de “ouvir a voz das ruas”. Palavras dela, que disse até mais: acha que tem a “obrigação” de dar ouvidos ao que vem dos protestos.

    A militância petista é formadora de opinião, sim. Ao assumir uma posição intransigente de defesa do governo, defendendo o governo até mais do que o próprio governo, partindo para a briga com quem não anda lá muito satisfeito, não creio que a opinião a ser formada venha a ser exatamente favorável ao governo. A ânsia de ajudar pode terminar por atrapalhar. A hora não é de ataque, mas de diálogo. O governo tem realizações que não vêm sendo devidamente exibidas, talvez. A Copa tem um potencial catalisador da economia – é o que diz a consultoria Ernst & Young, não é minha opinião pessoal – ainda não explorado. O governo tem pela frente, no congresso nacional, uma campanha pela aprovação dos cem por cento dos royalties do petróleo para a educação. Chegou a hora de esquecer o MPL, que é um movimento pequeno, de jovens inexperientes, que ganhou dimensão fermentado pela contexto da Copa do Mundo agregado às frequentes reportagens – e realidades – do aumento do custo de vida e da falta de qualidade de vida nas metrópoles brasileiras.

    De que adianta ficar botando no mesmo balaio o MPL e os neofascistas que batem em quem leva bandeira de partido político para manifestações? Definitivamente, não foi todo o saco de gatos que estava na rua que depredou o patrimônio público. É totalmente improdutiva a insistência em responsabilizar um segmento específico por toda a balbúrdia ocorrida. Esse balaio tem gato de toda raça, fazendo com que qualquer generalização seja improdutiva. Ademais, ontem mesmo os protestos perderam impulso. Ainda bem, pois o recado, necessário, já havia sido dado. De vez em quando, como em um casamento, é necessário que políticos e eleitores discutam a relação. A população queria mesmo era dar um recado: “prestem atenção na gente quando forem decidir os rumos do país”. Dilma disse que entendeu esse recado e que iria se esforçar para atendê-lo. O que mais dizer em uma hora dessas?

    O discurso de Dilma vai na direção de uma nova pactuação com a sociedade e, sobretudo, com a classe política. Dilma não foi lá para o palco de nossos lares, nossas sagradas televisões, dar lição de moral em que está insatisfeito. Não. Ela disse que irá trabalhar pela melhoria das condições de vida da população.

    Gostei do discurso da presidenta. Mas não tenho gostado do que tenho lido nos autodenominados blogues progressistas. Está na hora de os blogueiros que apoiam o governo afinarem o discurso com o que falou a presidenta Dilma.

    • Dilma tem medo. Todos têm medo desses bostinhas. Não é por isso que tenho que ter também

      • Bostinha???

        Acho que vc esteve no Alaska nas ultimas semanas ou então coisa bem pior

        • Minha única dúvida é se o Movimento Passe Livre é de :

          extrema direita

          ou

          extrema burrice

          Acho que são as 2 coisas ao mesmo tempo

          Querem brincar de política mas não sabem

          São criancas mimadas de classe média

          Atiçaram a tigrada que desde 2003 já estava nervosa, só esperando o momento para sair da caverna

          E agora querem fugir??

          Você querem o quê? Acabar com o Brasil ? Querem uma nova ditadura?

          Sr. Lucas o Sr. é um ditadorzinho de merda !!!!

      • Falou bem!

        Grande parte dos “revolucionários”, se não a maioria, são “bostinhas” egoístas que passavam boa parte do dia no “face” trocando figurinhas e à noite saiam para a “balada” ou para o “shopping”, não sem antes extorquir seus próprios pais por um celular de última geração, uma roupinha de “grife” ou um perfume importado, por exemplo!

    • Lucas, tem uma frase que diz:

      “Não sabe brincar não desce pro playground”

      Você acha que entende de política

      Não pasa de um menino mimado

      e um tremendo mal-caráter

      Além de não ter a menor noção poítica

      O fato de ser um professorzinho de história de um colégio católico de classe média alta não lhe habilita como político

      Colocou o Brasil numa puta crise só pra obter seus 15 minutos de fama?

      Agora quero ver domar a tigrada solta pelas ruas.

      Vai lá valentão !

      Além do que deveria ser processado criminalmente.

      Está na Constituição. Não sabe o que está lá? Chama a sua amiguinha que diz estudar direito, mas que ao invés de estudar, fica fazendo arruaça por aí.

      Está lá na Constituição o direito de manifestação DESDE que não atrapalhe o direito dos que não querem se manifestar.

      Incitação à violência: “se a passagem não baixar, São Paulo vai parar”. Seu lema não é violento? Não é um lema de extrema direita? Ou seria um lema de extrema burrice?

  23. Eduardo, admiro o fato de que você é uma pessoa que assumidamente “tem lado”. A maior parte do tempo este também é o meu lado. Agora, acho que você erra, e muito, ao culpar o MPL pelos atos de facistas anti partido. Não foi o movimento que incentivou ou endossou isto. O que você escreveu não lhe faz justiça, desculpe a franqueza. Também acho um erro desqualificar os protestos como coisa de adolescente mimado. Sou crítico do que está acontecendo, da falta de pauta clara, da despolitização vazia da maioria dos manifestantes, mas há algo ali que merece reflexão. E acho que inclusive se relaciona com a crítica antiga e fundada sua, no sentido de que Dilma Roussef precisa sair desta letargia, deste “nojinho” da política e exercer na plenitude seu cargo POLÍTICO e a liderança que o povo lhe concedeu pelo voto. Muito desta revolta, para mim, se deve a este apanhar calado, à baixa politização acerca das conquistas do governo. Abc.

  24. Vamos protestar mais gente!

    Apareceu até um senhor pedindo redução no preço do viagra. É mole uma coida dessa? kkkkk

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/oito-dicas-pra-nao-pagar-mico-em-tempos-de-manifestacoes

    Oito dicas pra não pagar mico em tempos de manifestações

    Por Sidney Braga
    Oito dicas pra não pagar mico em tempos de Manifestações:

    1- Não compartilhe o vídeo dos atores da Globo contra Belo Monte. Esse vídeo de 2011 está cheio de informações falsas. Inclusive alguns atores que gravaram o vídeo se arrependeram depois de descobrir que o que eles disseram não era bem assim.

    2- Não diga que foram gastos 30 bilhões em estádios. Na verdade, foram gastos 7 bilhões, que é coisa pra caramba. Desses 7 bilhões, grande parte é emprestado pelo governo federal, mas a maior fatia será paga pela iniciativa privada. Os outros 23 bilhões foram investimentos em infraestrutura, transporte e aeroportos. Inclusive, o investimento em transporte é uma das reivindicações dos protestos.

    3- Nunca peça pro governo gastar com saúde o mesmo que se gastou com estádio de futebol. Nos 7 anos de preparação para a Copa, foram gastos aproximadamente 7 bilhões com estádios. Neste mesmo período, foram gastos mais de 500 bilhões com saúde. Então se vc fizer isso, na prática vc ta pedindo pra reduzir consideravelmente os gastos com saúde. Gastos com saúde nunca são demais. Então cuidado pra não pedir a coisa errada.

    4- Não peça um presidente pra garantir que algum político seja preso. Isso é papel do poder Judiciário. O manifesto deve ser endereçado a este poder.

    5- Não peça um presidente pra impedir a votação de uma lei ou PEC. Isso é prerrogativa do Congresso. O manifesto deve ser endereçado aos parlamentares.

    6- Não peça um presidente pra cassar o mandato de algum deputado ou senador. Isso é papel das casas legislativas. Está escrito no artigo 55 da Constituição Federal.

    7- Nunca peça pra fechar o Congresso e acabar com os partidos. O último presidente que fez isso foi um Marechal. Tal ato aconteceu em 1968 e foi nada menos do que o temido AI-5 da ditadura.

    8- Não compartilhe aquelas informações falsas sobre o auxílio reclusão. O auxílio reclusão é um benefício pago à família do detento que contribuiu com o INSS, logo ele está recebendo um valor pelo qual já pagou anteriormente. O detento deve ser punido, não sua família.

    • Gostei e já repassei!!!

    • Outro viajante do espaço sideral e fumante de erva do Evo

      2- Não diga que foram gastos 30 bilhões em estádios. Na verdade, foram gastos 7 bilhões, que é coisa pra caramba. Desses 7 bilhões, grande parte é emprestado pelo governo federal, mas a maior fatia será paga pela iniciativa privada. Os outros 23 bilhões foram investimentos em infraestrutura, transporte e aeroportos. Inclusive, o investimento em transporte é uma das reivindicações dos protestos.

      Queria sé ver um único contrato de empréstimo. Empréstimo tipo Itaquerão? ou empréstimo pro Eike para financiar Caixa 2 de partido político?

      23 bilhoes em infra????? agora vc fumou mesmo.

      Alias falando em mico. É melhor não falar mesmo nestas coisas que a Dilma afirma, pq é pagar mico a bessa.

    • Parabéns, José. Você dá dicas muito simples, mas muito eficientes. Você demonstra que ignorância não é argumento, mas é sinal de má fé. Acrescentaria apenas uma dica: não peça à presidenta para peitar a mídia. Ela é apenas a representante oficial de um governo de coalizão. Não pense que ela não gostaria muito de poder fazê-lo. Ela deve morder os pulsos diariamente para resistir não fazer exatamente aquilo que eles querem que ela faça:perder as estribeiras. O governo do PT tem levado a direita ao desespero exata e precisamente porque se mantem na mais estrita e absoluta legalidade. Mas o povo, sim, pode e deve combater a mídia por todas as formas possíveis.

  25. A ilustração do seu texto foi felicíssima. É exatamente o que está acontecendo: hordas de zumbis políticos repetindo sem pensar palavras de ordem dos alienados políticos, dos provocadores remunerados, dos vândalos de sempre, dos desocupados e dos psicopatas em geral. Não pode ser permitido que os direitos da MAIORIA sejam obstruídos por uma minoria de sociopatas, como o direito de ir e vir e o direito de poderem ir com tranquilidade aos estádios de futebol.
    E não se iludam com esta história de quem se declara apartidário ou apolítico. Esses são de direita e de extrema-direita mas teem vergonha de assumir. Só os mortos são apolíticos. Eram também “apolíticos” Hitler, Mussolini, Franco, Salazar, Pinochet, os militares ditadores e outros criminosos/psicopatas em geral.
    É deprimente e preocupante saber que alguns desta minoria violenta irão conquistar postos importantes na vida nacional e tentar retroceder nas conquistas políticas e sociais. A democracia não é perfeita, mas não se encontrou até agora outro sistema que melhor nos represente. Entre nossos representantes nos parlamentos há muitos que não mereciam estar lá, mas isto só vai melhorar com a prática de eleições periódicas e não através de ditaduras.

  26. Há seis meses atrás afirmei neste Blog e em outros sites, que a Dilma iria sair pelas portas dos fundos no final de seu mandato. Claro que os petistas idiotas (pleonasmo), que freqüentam estas colunas assim como seus mentores, Eduardo Guimarães, Mino Carta, Luiz Nassif e Paulo Henrique Amorim devem ter dado gargalhadas. E agora? Agora estão engolindo a seco! Caso os petistas idiotas (outro pleonasmo), assim como seus mentores tivessem um mínimo de auto censura já teriam percebido que subjacente a este movimento está uma profunda indignação contra a corrupção que se instalou no País com o PT – vide o mensalão! Os petistas idiotas querem uma prova disso? Sugiram ao seu grande líder, o Lula, que saia na rua! Sugiram ao José Dirceu que vá pedir apoio para os manifestantes! E, se possível, acompanhado de Rui Falcão, Delúbio Soares e José Genuíno. Ah, não esqueçam de convidar o Waldomiro Diniz!
    Eugênio José Alati, e-mail: eugeniojosealati@yahoo.com.br
    Em tempo: convidem também o Collor, o Sarney, o Renan Calheiros uma vez que são legítimos correligionários do Lula – se possível convidem a Rosemary! Sabem o que vai acontecer com eles? Vão dançar a dança da pizza de cuecas pra todo mundo veja os dólares!

    • Não precisa nem ser nenhum desses, senhor. Teve uns dias aí, que nem eusinha tinha coragem de passar perto de certas ruas. Os monstros saíram todos juntos da caixa de pandora. As bestas feras se puseram a rasgar as bandeiras com os dentes, queimar carros, quebrar vidros, amedrontar idosas, destruir edifícios, xingar idosos, saquear lojas, virar ônibus,pixar tudo, simular ferimentos _ foi um horror esse pedaço. Temi pela vida dos moradores de rua. Agora, tirando esses espécimes e uns grupinhos de crianças tolas inofensivas, os citados poderiam sim, tranquilamente, ter prestigiado o movimento, creio que seriam bem acolhidos.

    • Au au au au au aarrrrr au au au rrrrrrrrrrrrrrrrrr auau

      Formato onomatopaico do texto do Jenio que lati …

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Onomatopeia

  27. Edu, gostei por um lado do pronunciamento, passou calma e credibilidade. Por enquanto não há clima para o Fora Dilma ganhar ressonância entre a maioria silenciosa.
    No entanto, tem que ser dura na questão de manter a ordem pública. A Globo, apesar de ser hostilizada nos atos, já é um dos particpantes mais ativos.
    PS: Aquela propaganda da Fiat que dizia “Vem para a rua, que a rua é a maior arquibancada do Brasil” que tinha sido tirada do ar, que é o bom senso, parece que passou nos intervalo do Globo Reporter “especial” sobre o “gigante acordou”

  28. Pôxa, justo ontem eu, que não sabia que a Dilma ia falar, aluguei um filminho do Schwarzepreto e depois que acabou (lá pras 10 e meia da noite) fui dormir. Hoje pela manhã fiquei sabendo do discurso, pasmem, através de um cliente.

    Vi agora pelo youtube, e o que mais me chamou a atenção (e olha que eu nem gosto de futebol) foi o que ela falou da copa.

    Não só sobre os financiamentos, que nós (alguns de nós) já sabiamos, mas principalmente sobre a aula de Educação que ela deu:

    “O Brasil, único país que participou de todas as Copas, cinco vezes campeão mundial, sempre foi muito bem recebido em toda parte. Precisamos dar aos nossos povos irmãos a mesma acolhida generosa que recebemos deles.”

    Sim, educação, não aquela que os donos de escolinhas particulares vivem vendendo e não entregando, não aquela que políticos ditos ‘engajados na causa’ fazem tanta apologia, mas sim aquela que nos falta a partir do momento em que se vêem ‘pessoas’ se comportando como ogros pré-históricos, a tudo quebrar e desrespeitar.

    Esta é a que se aprende em casa, ensinada pelos pais. E a presidenta, como mãe que é, mesmo que tardiamente, deu-nos um pouco desta educação. Só por isso o discurso já valeu.

    • Aquela Educação ímpar que vc sempre mostra aqui no Blog

      • Igualzinha àquela que te faz vir escrever asneiras aqui.
        Ah, sobre o pronunciamento da Presidenta da República Federativa do Brasil, alguma objeção?
        Pergunto objeção, porque, como vc faz parte da turma do contra, óbvio que não lerei elogios…

  29. Se eu sou favorável ao governo, não vejo sentido em ir pra rua engrossar essa monumental correnteza de excremento que corria pelas vias da cidade. Leviandade, incoerência, infantilidade, instigada por falsas informações. Da mesma forma, há pessoas que não são eleitoras da Presidenta Dilma, mas que também não encontram sentido algum em clamar por quebra institucional em um contexto de crise econômica no cenário internacional. É um contra-senso (pra não dizer burrice) falar em impeachment e pedir o “fim da inflação”. O que eu vi foi cinismo, auto-sabotagem e esquizofrenia generalizada.

    Agiram como cabos eleitorais da campanha da Frente Aparentemente Apartidária, que reunia todas as legendas e movimentos possíveis e imagináveis contra o atual governo e os interesses do país. A coisa começava como uma micareta. Depois que os “wândalos” se rebelavam e a polícia entrava em cena, parecia paintball. Aliás, a única coisa democrática nisso tudo foi a atuação da PM. Baixou o cacete em todo mundo! Além dos R$0,20, podemos dizer que esse foi o saldo da luta. Sugiro à Casa da Moeda que faça uma moeda comemorativa para que jamais nos esqueçamos dessa patifaria histórica.

    Como fenômeno midiático, entretanto, é um caso interessante de se analisar. A “revolução” foi insuflada por menes e postagens nas redes sociais.

  30. Isso aí Uncle King, isso é coisa de menino mimado que merece é tomas uns tapas na bundinha!!!

    Ah desculpa, não é texto do Reinaldo Azevedo? Destaca mais a assinatura aí Eduardo senão pode nos confundir.

  31. Eu gostei, mas gostaria bem mais se ela desse um pronunciamento mais emocionado, como aquele brilhante discurso que fez ao ser afrontada por Bolsonaro na Câmara. É que lá, não tinha marqueteiro para empanar o brilho da fala, tirando a espontaneidade. Para mim, uma medida bem interessante seria o PT aproveitar o embalo da moçada para tentar voltar às suas raízes, começando a fazer campanhas políticas sem tanto destaque para esse espécime _ marqueteiro. Impor a ideia de que política não é mercadoria, e, por assim ser tratada foi que aumentou os custos das campanhas, além de empobrecer os conteúdos.

  32. Não prezado colunista, quem não está vendo as coisas é V.Sa. Não foram crianças, jovens mimados ou adolescentes que foram às passeatas – foram cidadãos e cidadãs de todas as idades, culturas, profissões e inteligência.

    O desastre – que V.Sa se reflete – não foi de parte dos pacifistas que buscaram gritar o que está entalado nas gargantas há décadas e do que V.Sa, parece não se incomodar. Os desmandos foram de um percentual mínimo de vândalos, desocupados, drogados e oportunistas. E foram condenados moralmente pelos lídimos manifestantes.

    E o que isto está provando? Que nossa polícia está no século XXI, mas aparelhada com ideias e tecnologia do século XIX, como os políticos. E nossa justiça não quer mandar prender aqueles que já foram identificados e continuarão infiltrados no movimento sadio.

    O que então v. sa propõe para a mudança de modelo governo, para o fim da corrupção, crimes e miséria? Passeatas com narizes de palhaços, apitinhos e caras risonhas de alguns tolos fantasiados? Quem se lembra da última passeata de protesto dentre tantas dezenas havidas no Brasil e que rigorosamente deu em nada? Isto o governo aprova, senão financia para sua salvaguarda…..

    Há sim que fazer reivindicações mais e mais, sempre e sempre, até dobrar-se os arcanos do poder – o séquito envelhecido, sicofantas dos maiores, trem caquético. Mas a inércia, a preguiça e má vontade dos governantes tem de mudar, Precisam ser ágeis para equilibrar as pontas. Saber como e quando dominar as desordens, que o povo não quer…. E dinheiro não falta neste país

    Cale-se, por favor, não obstrua a liberdade com palavras vãs. Queremos ordem, paz e progresso. Mas o governos está obrigando o povo a protestar. Lembra-se da Revolução Francesa, foi tudo calminho, não? E depois, que houve? O MUNDO MUDOU…..o feudalismo acabou.

  33. Caro Edu, como é de conhecimento de todos, em 1964 Jango era acusado de comunista pela direita e de reformista pela extrema esquerda. Esta união descabida e atabalhoada fomentou o caos e deu argumentos e força para o fatídico golpe civil-militar. Hoje, a falta de percepção, análise e avaliação política para estes atos iniciados pelo MPL e endossados pelo PSOL, PSTU e PCO entre outros, revela o profundo infantilismo desta coordenação. Quando tardiamente perceberam que estavam sendo usados e tragados pela velha direitona de sempre vieram a público e declararam ” agora não brincamos mais”. Tarde demais, o estrago estava feito. O “Ovo da Serpente” foi gerado e colocado de bandeja no colo da velha mídia. Infelizmente me parece claro que caminhamos para um retrocesso político, os fascistas tiraram as sua mascaras e se apresentam a todos sem nenhum pudor. Serão provavelmente os R$0,20 mais caros da nossa história.

  34. Eduardo, lembro-me de nós há quatro anos ou coisa assim, participando juntos de uma reunião na CUT/RJ pela construção do MSM – Movimento dos Sem Mídia que você tão corajosamente iniciou. “Que a mídia fale, mas não nos cale! ” – era um dos lemas das manifestações contra a parcialidade e maniqueísmo da grande mídia, a mesma que tentava de todos os modos derrubar Lula e agora tenta o golpe eleitoral antecipado contra Dilma, aproveitando uma onda que teria sido iniciada pela esquerda alucinada. Essa esquerda que, em seus blogs de partido, incita grupos de jovens a participar de ‘levantes’ (esse é o nome de um dos grupos acirrados ligados a um partido com base no sul) ou a levar ‘molotovs’ (é o nome do blog de militantes de outro partido emergente) para as manifestações. Ali, com todas as letras, está escrito que é necessário rebelar a população e que a revolta concreta é algo legítimo. Como representam algo em torno de 10% ou menos dos eleitores nacionais, exceto em algumas cidades onde são mais numerosos, têm que agir de modo extremo para aparecer. Essa era a idéia: aparecer, criar o ‘fait accompli’, o fato consumado. Só que quem acende um pavio (ou molotov) sem saber para onde sopra o vento, acaba se auto-explodindo ou ignitando cargas cuja força desconhece. Deu no que deu: caiu no colo da direita, já não mais como uma bomba do Riocentro, mas como um presente dos deuses. A revolta fascista ao estilo Capriles, que estamos assistindo agora, continua sendo alimentada com gasolina vinda da esquerda encastelada em reitorias, querendo derrubar Dilma e o PT a qualquer custo, para ocupar seus espaços e virar, ela mesma, finalmente, governo. Só que calcularam mal: estão acuados, agora, junto com o PT e sua militância ordeira, enquanto a direita comemora essa súbita ‘rebelião espontânea dos jovens insatisfeitos’. O grupo Guararapes, da milicada mais reacionária que temos, incluindo um presidente que é ex-diretor da secretaria de segurança paulista no tempo da ditadura, está em festa e nunca arregimentou tantos correligionários como agora! Outros grupos similares também, criando uma espécie de terceiro turno eleitoral atrasado ou primeiro adiantado, para 2014. ‘Foda-se o Brasil’, diz um deles – e é isso mesmo que querem, para poder vir ‘arrumar a casa’, como propuseram após o caos e o golpe de 64 criados por eles. Não é 68, galera, é 64 que estamos revivendo, graças aos que sonhavam em acabar com um sistema sem ter algo melhor para colocar em seu lugar ainda. Se os golpistas segurarem a onda até as eleições, será só para colher nas urnas o resultado do medo e da incerteza populares, após larga manipulação feita por essa mesma mídia que ora criminaliza a violência nas manifestações, ora a naturaliza, como fez Bonner na 5ª feira passada, para depois tentar se corrigir de maneira desajeitada (“conforme dissemos há poucos instantes …”). Eu o ouvi dizer, com esses ouvidos que a terra há de comer um dia, que violência em protestos grandes, com pessoas reclamando contra a corrupção, seria normal e de se esperar! Tem até filial no exterior agora: changebrazil – fazendo atos em Nova York e outras cidades no mundo, publicando postagens em jornais digitais de lá tentando denegrir nosso governo e país, e dizendo a todos que não venham para a Copa. Duas ‘revoluções’ de direita em uma única vida é muito pra mim, mas vou lutar contra!
    Grande Abraço
    Flávio Prieto
    RJ

  35. O que leio neste blog, na sua maioria, são “especialistas” da política, que escrevem bonito, fazendo análises técnicas. Até parece que estão vendo um documentário pela TV, fumando um bom cigarrinho e tomando sua cerveja, esparramados na sala.

    Entendam que é preciso incorpora-se à alma popular, embora sem arrebatamentos e emocionalismos. O movimento está desorganizado – mais ou menos. Está badernado – mais ou menos, e por poucos marginais. É legitimo – claro que sim. Nem todos são politizados, mas estão cansados de ver e ouvir economistas fazendo previsões que nunca se confirmam, ver e ouvir cientistas políticos efêmeros e jornalistas especializados e comprometidos, que se apresentam com carinhas de sabe-tudo, e que não estão absolutamente interessados no povo, mas simplesmente nas suas carreiras.

    E não adianta jogar toda a culpa na mídia, pois aqui também as pessoas estão preocupadas com seus empregos. Quem tiver a coragem de contrariar seus patrões estará desempregado; é a pura verdade.
    O sistema é cruel.

    O movimeno é expontâneo, graças a Deus, e nao precisou da orientação de nenhum destes que só sabem teorizar e anseiam aparecer. Estão perplexos por que achavam que o povo seria eternamente gado, fácil de manobrar, de enganar. Bastando para ele pagode, chop e futebol. A geração é outra, prezados, acordem…!.

    Foi dado o recado popular, quem não se conforma que vá catar pulgas no escuro. O governo está chegando agora à conclusão de que é preciso mais do que simplesmente política. Dilma faz bem em se reunir, vamos ver o que resolvem. Também se embromar o povo será pior para o governo.

    Aos manifestantes também é hora de pausa, reflexão e diálogo. Esfriar as cabeças, eleger uma liderança legítima, apartidária, livre e liberta de sindicatos e ambições políticas, e projetar a pauta de reivindicações com pés no chão. É preciso lembrar-se de que vivemos numa cadeia nacional e mundial aprisionante e perversa, em que nosso país se encontra enredado há décadas e precisa de algum tempo para romper os elos.

    Porém, uma coisa é mais do que certa: o povo nunca mais se calará….

Trackbacks

  1. PHA VÊ TENTATIVA DE GOLPE PELA GLOBO #GloboSuja | SCOMBROS

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.