O saldo trágico dos protestos

Após o processo desgastante das últimas semanas, a vontade era de escrever um texto pregando o apaziguamento dos ânimos, sobretudo após a onda de quase linchamentos contra o Partido dos Trabalhadores que eclodiu no seio das manifestações por todo o país, com agressão de militantes do partido e queima de seus símbolos em praça pública.

Infelizmente, não é possível. Durante esse processo nefasto que se abateu sobre o país, este blogueiro se impôs uma missão: dizer o que precisava ser dito e que ninguém que tem um pouco menos de invisibilidade estava disposto a dizer. E não abandonar o contingente de pessoas que discorda dessa farsa que embriagou a nação e que, agora, a deixou de ressaca.

Quando vi os líderes do Movimento Passe Livre no Jornal Nacional dizendo que a causa da tragédia que desencadearam no país sempre foi a redução das tarifas, que a PEC 37 e mais um monte de “causas” que anunciaram nunca foram seu objetivo e que, uma vez alcançado esse objetivo, não havia mais por que convocar manifestações, tive certeza da falta de seriedade deles.

Durante as duas semanas sombrias em que, ao menos por omissão, esse grupo espalhou medo, sofrimento, ódio, destruição, violência e mortes, ele repetiu à exaustão que “Não é por R$ 0,20”. Os mesmos líderes que agora dizem que tudo foi, sim, por vinte centavos, apresentaram antes uma extensa pauta de reivindicações que os manteria na rua por muito tempo.

Tanto é que o tal movimento indicava continuidade das manifestações mesmo após a redução das tarifas em São Paulo e no Rio de Janeiro que aquela mocinha que tem aparecido mais na mídia falando em seu nome afirmou, em entrevistas televisionadas, que a mobilização de rua continuaria por várias razões, entre as quais impedir que os militantes que foram presos fossem processados criminalmente.

O terror que eclodiu pelo país entre o fim da noite de quinta-feira (20) e a madrugada de sexta (21), porém, parece ter assustado as lideranças, que recuaram do mote “Não é por R$ 0,20” e que, agora, anunciavam que não convocariam mais novas manifestações.

Porém, a falta de rumo e de seriedade dessa meninada se faz notar de novo. Confira logo abaixo, leitor, trecho de matéria de capa da Folha de São Paulo de sábado, 22 de junho, em que o tal MPL recua do recuo:

O MPL (Movimento Passe Livre) anunciou na manhã de ontem a suspensão, por tempo indeterminado, de novos atos na cidade de São Paulo depois da proliferação de protestos violentos pelo país. No final da noite, entretanto, o movimento recuou e divulgou nota afirmando que os atos vão continuar na cidade

Essa molecagem (no sentido estrito da palavra) já causou uma legítima tragédia no país. Uma tragédia ampla.

O saldo parcial de tudo isso são 137 feridos, 3 deles em estado grave, duas mortes, prejuízos –só ao comércio, pois ao patrimônio público ainda não foi mensurado – que já somam meio bilhão de reais (segundo a Globo News), disparada do dólar, queda das bolsas e um clima de incerteza no país que por certo afetará os investimentos, que estavam em alta.

Isso sem falar na imagem internacional do Brasil, que, antes positiva, transformou-se em péssima.

O pior mesmo, porém, parece ser o nível de insensibilidade que domina hoje a sociedade brasileira. É assustador.

Os telejornais se estenderam muito além da duração normal nesses últimos dias, gastando tempo sem fim para afirmar que foi um “grupo pequeno” que causou tudo isso que vai expresso no parágrafo anterior. Obviamente que satisfeitíssimos pela possibilidade de desgastarem o governo ao qual se opõem, esses noticiários exaltaram a tragédia até perderem o fôlego.

Nenhum veículo, porém, gastou mais do que alguns segundos com as duas vítimas fatais desse processo.

Marcos Delefrate, manifestante do Movimento Passe Livre, de 18 anos, morreu por atropelamento durante protesto em Ribeirão Preto (SP). Contudo, morreu por ter se arriscado a participar de protestos que todos sabiam que poderiam descambar para a violência. Fez uma escolha e pagou por ela.

Pior, porém, foi Cleonice Vieira de Moraes, gari, de 54 anos, que morreu em Belém (PA) após ter inalado gás lacrimogêneo lançado pela Polícia Militar. Cleonice trabalhava na limpeza noturna da prefeitura da cidade, que foi atacada por manifestantes. A polícia explodiu bombas de gás para dispersá-los, ela inalou, passou mal e teve uma parada cardíaca.

Essas baixas trágicas se tornaram apenas “efeitos colaterais” de um processo insano, sem rumo, sem causa específica. Mortes, ferimentos graves que resultaram até em mutilações horrorosas não interessam a ninguém. Cleonice e Marcos viraram números frios.

Em que esta sociedade se converteu? Enfim viramos robôs. Máquinas desprovidas de sentimentos, de civilidade, de qualquer traço de humanidade.

Nesse aspecto, a foto que encima este texto comprova isso. O caos em que se converteram as urbes brasileiras virou uma imensa “balada” para a qual hordas de jovens de classe média combinavam de ir através de troca de torpedos entre seus Iphones de última geração.

O casal que se deixa fotografar em meio à barbárie parece estar se divertindo muito, enquanto a maioria silenciosa e trabalhadora amargava nos pontos de ônibus, sabendo que chegaria em casa quase na hora de retornar ao trabalho.

Porém, a oportuna pesquisa que o instituto Datafolha realizou entre os manifestantes sobre intenção de voto para presidente da República e que deixou Dilma Rousseff em terceiro lugar e o presidente do STF, Joaquim Barbosa, disparado na frente, em primeiro, mostra que esse movimento que convulsionou e pisoteou o país não representa a grande maioria da sociedade.

Segundo a pesquisa, o perfil dos manifestantes mostra que a maioria é composta por homens (61%) e tem nível superior (78%). Precisa dizer mais alguma coisa?

Na opinião deste Blog, militantes da oposição à direita e à esquerda do governo Dilma Rousseff estão comemorando cedo demais. Pode ter havido algum prejuízo à imagem da presidente? Talvez, mas, possivelmente, muito pequeno. E, se bobear, em vez de prejuízo pode até ter havido ganho após o excelente pronunciamento dela na sexta-feira.

Pouca gente tem coragem de dizer, mas minha percepção – igual à que tinha quando escrevi que esse movimento iria levar à tragédia a que levou – é a de que a maioria silenciosa, que amargou duas semanas de sofrimento passando as noites se escondendo dos manifestantes em vez de ir pra casa descansar após a jornada de trabalho, está farta desse circo.

Tags: , , , , , ,

461 Comentário

  1. Há quem não acredite na existência do PIG (Partido da Imprensa Golpista). Então, vejamos. Na sexta-feira, no Jornal Nacional, Willian Bonner tornou-se porta-voz de Aécio Neves (PSDB) ao ler uma nota deste sobre as manifestações. No domingo, o entrevistado pelo programa Canal Livre, da TV Bandeirantes, foi o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Também no domingo, o programa É Notícia, da Rede TV!, entrevistou o prefeito de Manaus e ex-senador Arthur Virgílio (PSDB). Para completar, o entrevistado do Roda Viva, da TV Cultura, desta segunda-feira, será José Serra (PSDB). Todos falando sobre as recentes manifestações de rua. É muita coincidência, não?

  2. Será que essa criançada do MPL conhece o sentido da palavra “covardia”?

  3. Vi que no Youtube que o Anonymus, fake ou não, está convocando para uma manifestação contra a Rede Globo. Não caiam nessa! É provocação!!
    O Brasil está precisando de paz no momento!!!
    Quem vai botar juízo na cabeça desses jovens?

  4. Agora é público: intenção dos manipuladores fascistas foi sujar o Brasil perante o mundo:

    http://operamundi.uol.com.br/conteudo/reportagens/29591/%23changebrazil+o+que+eu+fiz+foi+uma+tentativa+de+sujar+o+governo+brasileiro+no+mundo.shtml

    É legal isso?

  5. Na manhã de hoje, em Cristalina, GO, duas mulheres foram atropeladas e mortas durante uma manifestação na BR-251.

  6. É caro Edu, infelizmente mais duas vítimas fatais.

    http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/06/24/duas-manifestantes-morrem-durante-protesto-em-goias-total-de-mortos-nos-atos-chega-a-4-em-todo-o-pais.htm

    Duas manifestantes morrem durante protesto em Goiás; total de mortos nos atos chega a 4 em todo o país
    5

    Do UOL, em São Paulo
    24/06/201311h02

    terr

    Comunicar erro Imprimir

    Duas mulheres foram atropeladas durante uma manifestação na rodovia BR-251, em Cristalina (GO), na manhã desta segunda-feira (24). De acordo com informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal), um Fiat Uno tentou furar o bloqueio feito por cerca de 400 pessoas na estrada, e fugiu sem prestar socorro. No total, quatro pessoas já morreram durante os protestos das últimas semanas no país.

    De acordo com a PRF, o ato, que acontece na altura do km 30 da rodovia, é pacífico, e reivindica melhorias na pavimentação da estrada e a legalização de lotes de moradia na cidade. A perícia foi acionada, mas ainda não chegou ao local. Os sentidos da rodovia estão bloqueados pelo protesto, o que provoca congestionamentos no local.

    A BR-251 liga Goiás à cidade mineira de Unaí (590 km de Belo Horizonte).
    Ampliar
    Manifestantes saem às ruas em protestos pelo Brasil110 fotos
    1 / 110
    24.jun.2013 – Ônibus circula com adesivo informando novo valor da passagem na avenida Maria Coelho Aguiar, na zona sul de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (24). A redução da tarifa dos transportes públicos, provocada por protestos que reuniram milhares de pessoas nas últimas semanas, começou a valer hoje. Quem carregou o bilhete único enquanto a tarifa estava em R$ 3,20 não terá problemas com a mudança, e passará a pagar R$ 3 à partir de hoje. Já a integração dos ônibus com o metrô e os trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) voltará a custar R$ 4,65 — o valor tinha aumentado para R$ 5 Luiz Claudio Barbosa/Futura Press
    Mortos nos protestos

    Na quinta-feira (20), Marcos Delefrate, 18, morreu ao ser atropelado durante uma manifestação em Ribeirão Preto (313 km de São Paulo). Na ocasião, outras três pessoas ficaram feridas. O motorista, Alexsandro Ishisato de Azevedo, 37, que dirigia uma Land Rover, fugiu sem prestar socorro. A Polícia Civil já pediu a prisão do empresário, mas outras vítimas de Alexsandro não acreditam que ele será punido.

    Em Belém, a gari Cleonice Vieira de Moraes, 51, morreu na sexta-feira (21), após inalar gás lacrimogêneo disparado por policiais militares durante um ato contra o aumento da tarifa de ônibus na capital. Ela trabalhava na prefeitura, e sofreu duas paradas cardíacas. Cleonice era hipertensa.

    O secretário Municipal de Saneamento da capital, Luiz Otávio Mota Pereira, atribuiu a morte da gari a uma “grande fatalidade”.

  7. Essa foto traduz o momento atual do pais:

    Os brasileiros, sorridentes, vivendo em harmonia e sem medo de serem felizes, porém, não percebem que estão cercados de lixo por todos os lados, que são vigiados pela repressão, que têm o símbolo maior do capitalismo brilhando, sedento, às suas costas, e sob todos, sem ser notada, a velha-mídia, continua com os seus pilares bem fortes, cravados em solo brasileiro. Tudo isso, no lusco-fusco de uma democracia ainda em formação.

    Lixo = 500 anos de desigualdade social
    Repressão = Militares a espreita do Golpe que se avizinha.
    Símbolo maior do capitalismo = Banco Itaú (o maior banco do hemisfério sul)
    Mídia = Prédio da TV Gazeta

    Não sei se a foto era para ser simbólica…mas foi esta, a interpretação que eu fiz….

    • Caro Tião Macalé
      Outro dia meu filho de dez anos me peguntou porque as pessoas falam de Deus de uma forma diferente se Deus é um só e eu lhe disse que realmente Deus é uno, mas nós não somos e por isso cada um o enxerga de acordo com seu grau de adiantamento.
      Assim é que para alguns o Criador tem suas preferências já para outros apenas concede o que é de merecimento, para uns Ele é parcial, para outros escreve correto sobre linhas tortas. Tentei explicar para o meu pequeno garoto que avaliamos Deus de acordo com nossa evolução.
      Quando você descreveu a imagem, que é a mesma para todos, porém, nitidamente diferente para tantos caí em mim do quanto ainda estou atrasado.
      Um grande abraço, Companheiro Tião.

  8. Eduardo sou leitora assidua do seu blog, os comentários postados por você são coerentes, sensatos, e por que não dizer imparcias, por isso estou fazendo um apelo precisamos levantar uma bandeira em defesa da economia de nosso Brasil como estamos vendo a recessão que se abate numa grande fatia dos países da Europa EUA e outros ainda persiste, como a economia do nosso País vai resistir a esta tragédia como diz você? Há o prejuízo material com as depredações, tropa nas ruas e outros e o imaterial com a queda de confiança do investidor o que se vai ver é uma fuga de capitais, queda da bolsa, alta do dólar e a crise instalada e um govrerno que atá agora fez o impossível para nos manter a salvo não poder fazer quase nada e aí sim esta oposião irresponsável, sem projeto encontrar um, ou o golpe se dará agora, ou deixam Dilma sangrar atá 2014, como tentaram fazer com Lula, só que desta vez vamos estar afetados pelo bolso.
    POR ISSO ESTOU PEDINDO, POR FAVR, ESCREVA ALGUMA COISA SOBRE OS EFEITOS NA ECONOMIA DESTA INSENSATEZ QUE SE ABATE SOBRE O PAÍS, sei que você melhor que ninguem uma voz intelegente e conciliadora junto com os outros bloqueiros sujos podem levantar esta bandeira,atá agora ninguém analisou sobre este prisma.

  9. Boa tarde Eduardo,

    Farto é pouco! Chega de facismo travestido de palhaçada!!!!

  10. nas redes sociais muita gente está dizendo que a dilma só falou “abobrinha”… é complicado!!
    discuti com amigos meus e quase perdi a cabeça por tantos absurdos que ouvi da boca deles, dizendo que esse depoimento foi uma mer… que a Dilma é isso, aquilo… nas redes sociais mesmo está complicadíssimo de manter a calma… muitos estão ofendendo a presidente e a chamando de tudo qualquer nome…
    dificil entender a cabeça dessas pessoas Edu.
    o que me acalma e me mantém tranquilo de certa maneira, é que não estou sozinho nesse barco.

    • Caro colega, no momento em que vc escrevia seu comentario eu estava em uma agencia do First National Bank of Brazil (sim, porque deixou de ser Banco do Brasil durante a década de 90, pra se tornar um banco meio público meio privada, com ‘a’ mesmo) no qual tenho conta desde 1987, TENTANDO pedir um empréstimo para poder trocar meu carro muito usado por outro menos usado, e só o que ouvia, enquanto aguardava o gerente de contas esperar um especialista de crédito nos atender (veja que estrutura impecável), era “Lula é isso, Lula é aquilo”, ” Lula mora em uma cobertura enquanto a gente mora no porão”, ” cê sabe o que a Dilma era antes de ser presidente?”, e por aí vai.
      Aí vem na mente um monte de coisas pra falar pro merda do funcionariozinho, mas me calei por educação, e por imaginar que sendo educado conseguiria o desejado, que lá por volta das 16:15 foi por água abaixo: “sabe o que é ‘seo’ Luciano, antes o BB tinha uma faixa larga de credito a conceder, mas depois que o Lula resolveu bancar o bonzinho com o amigo dele, o Antonio Ermirio, ele mandou o BB comprar 49% do BV e eí o BB teve que estreitar o credito”… e ei lá mais quanto abobrinha pra justificar que eu não ‘merecia’ este emprestimo, mas que “na verdade o BB é que ia sair perdendo, porque de qualquer maneira o sr. vai acabar pegando de outra instituição aí do mercado”… e etc, etc, etc….
      Ai, carvalho!!!!
      Já não bastou perder um dia inteiro (a via sacra começou ás 10:00hs) sem resultado prático, e ainda por cima ouvir o ‘desgraçatório’ decorado por tudo quanto é idiota aqui no sul.
      Hoje eu tô arretado!!!!!!

  11. São muitas coisas reunidas que contribuíram para essa correnteza de jovens pelas avenidas do país. PIG, Mensalão, MPL, O ForaFeliciano, Mas o Sr. Presidente do STF Doutor Joaquim Barbosa irresponsavelmente lançou a faísca quando fez aquele pronunciamento contra os partidos de mentirinha.
    Andei olhando frases de cartazes à esmo. De forma quase imperceptível seu nome foi lembrado como paladino da moral.

  12. Devo admitir que conheço ainda muito pouco o MPL. Mas, pelo que vi no RODA VIVA do dia 21 p.p., penso que incorre em erro quem quer que seja que pretenda criminalizar aquele movimento por desmandos ou prejuízos de qualquer natureza decorrentes das Manifestações ocorridas em função da convocatória feita por ele. O que vivi no RODA VIVA foram dois jovens conscientes e competentes a defenderem muito bem o projeto do passe livre. Os jornalistas presentes (exceção feita ao Milton Coelho da Graça), estes sim, incompetentes, preconceituosos, visivelmente a serviço da chamada grande imprensa, tentaram a exaustão colocar “os meninos” do MPL numa saia justa que, de fato, não cabia neles. Hábeis, ladinos, parecendo muito mais experientes no trato da questão política que seus entrevistadores, a Nina e o Lucas souberam calar os seus interlocutores. Agora vejamos: ninguém, mas ninguém mesmo neste País, imaginava que o povo de repente iria explodir como explodiu. Por que o MPL deveria ter imaginado isso? O MPL, eu penso, ESTÁ AGINDO COM PRUDÊNCIA POLÍTICA, com maturidade e inteligência, ao recuar em suas ações de massa neste momento. A coisa está confusa, a zona cinzenta é muita ampla, outra vez ninguém está enxergando claramente. Por que deveria o MPL arvorar-se a liderar qualquer movimento agora? Creio que faz muito bem em recuar. A política se faz assim, com avanços e recuos. O bom seria, e será, que outros movimentos sejam organizados, com reivindicações específicas, e chamem o Povo para defendê-las, até que os Partidos façam a sua autocrítica e se coloquem outra vez em posição de apresentar uma pauta mais ampla e mais geral, capaz de bem direcionar esta massa que já demonstrou vontade de fazer mudanças neste País. Alguns inimigos estão a aparecer, e nós sabemos bem quem são eles. A grande massa ainda está obinubilada em face a tanta informação que lhe caiu sobre a cabeça, mas devagarinho irá entendendo onde estão os seus aliados verdadeiros e onde moram os velhos inimigos da construção deste País. É preciso não nos jogarmos uns contra os outros. É preciso identificar com clareza o inimigo e sabermos ter compreensão para com as eventuais falhas e desacertos de grupos ainda muito jovens para uma luta dessa dimensão. PELA UNIÃO DE TODOS OS QUE QUEREM DE FATO UM BRASIL LIVRE E INDEPENDENTE.

  13. A OPOSIÇÃO QUER UMA
    CPI ELEITOREIRA
    Nota: Bancada do PT na Câmara repudia nota do PSDB, DEM e PPS
    A oposição agride as instituições ao propor de maneira astuta CPI para os gastos da Copa do Mundo e das Olimpíadas. Está mais uma vez trabalhando contra os interesses do Brasil. Ofende o TCU e o Ministério Público ao afirmar de maneira criminosa que existem orçamentos secretos nas licitações de obras públicas.
    Nosso Brasil é o da soberania popular!
    A Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara repudia o tom eleitoreiro, politiqueiro e demagógico da nota divulgada pelo condomínio PSDB, DEM e PPS, já que frauda a realidade e tenta desviar a população do foco real dos problemas nacionais. A Bancada do PT, que há uma semana saudou as manifestações pacíficas que têm ocorrido em todo o País, recorda que vários dos problemas colocados por milhares de jovens são bandeiras históricas da sociedade. Ao mesmo tempo, destaca a decisão da presidenta Dilma Rousseff de, sintonizada com as manifestações democráticas, lançar nesta segunda-feira as bases para um grande pacto pelo desenvolvimento social do país.
    A intensificação do combate à corrupção, por exemplo, anunciado pela presidenta, é uma decorrência natural de um processo iniciado em 2003, quando começaram a ser adotadas medidas implacáveis em defesa dos recursos públicos, como nunca houve antes na história do Brasil. No governo do PSDB, basta lembrar que um dos primeiros gestos do ex-presidente FHC, no primeiro dia de governo, em janeiro de 1995, foi extinguir, por decreto, a Comissão Especial de Investigação, instituída no governo Itamar Franco e composta por representantes da sociedade civil, que tinha como objetivo combater a corrupção.
    A oposição agride as instituições ao propor de maneira astuta CPI para os gastos da Copa do Mundo e das Olimpíadas. Está mais uma vez trabalhando contra os interesses do Brasil. Ofende o TCU e o Ministério Público ao afirmar de maneira criminosa que existem orçamentos secretos nas licitações de obras públicas. Transparência é o que não falta no orçamento e nos gastos federais, porém, o mesmo não podemos afirmar sobre isto nos estados de Minas Gerais, Goiás, São Paulo e Paraná, governados pelos tucanos.
    Um novo Brasil está sendo construído há dez anos, não aquele pais que quebrou três vezes em mãos tucanas, que recorria de maneira humilhante ao FMI, onde o desemprego campeava e os jovens tinham poucas vagas no ensino técnico, pois os gênios tucanos proibiram a expansão das vagas nas escolas técnicas federais. Com nosso governo, nos tornamos a sexta economia do mundo, com crescimento e distribuição de renda, a despeito da maior crise econômica mundial dos últimos 80 anos; nos tornamos credores do FMI, temos reservas de 370 bilhões de dólares.
    Com dez anos de PT no governo, 40 milhões de pessoas ascenderam à classe média. As demandas aumentaram, mas esse é o lado positivo de um modelo que se sustenta na defesa dos interesses da maioria da população. Ao contrário do modelo elitista tucano e de seus aliados DEM e PPS, com arrocho salarial, desemprego, temos hoje no Brasil uma população maior, com aumento do poder aquisitivo e, portanto, demandando mais inclusão, mais distribuição de renda, acesso a mais e melhores empregos, a bens e serviços e melhorias na qualidade de vida com base num modelo ambientalmente sustentável. Surgem, portanto, novos desafios para os governantes de todos os níveis.
    O governo federal, o PT e a Bancada petista na Câmara estão em plena sintonia com as ruas e com o processo de transformação em curso, em busca de um País mais justo, solidário, desenvolvido e soberano. O povo brasileiro já demonstrou três vezes nas urnas que rompeu com o modelo neoliberal do PSDB, DEM e PPS de tão triste memória.
    O Brasil que os brasileiros estão construindo está nos cinco pactos propostos hoje pela presidenta Dilma. É o Brasil da responsabilidade fiscal e controle da inflação; é o Brasil das propostas concretas para a saúde, educação e transportes; além do plebiscito para formação de uma Constituinte sobre reforma política.
    Assim, o Poder Legislativo, através de suas duas Casas, vai estar em sintonia com as ruas e com o governo da presidenta Dilma. Daí a importância de acelerarmos a votação de propostas que já tramitam na Casa, como a de 100% dos royalties para a educação; a ampliação do financiamento da saúde e a desoneração do transporte coletivo e seus insumos.
    No momento, cabe a todas as instituições do estado democrático dialogar com os movimentos que estão nas ruas. Não cabe, porém, como tentam PSDB, DEM e PPS, tentar tirar proveito de um movimento legítimo, pois o histórico destas agremiações partidárias tem como marca seu caráter antinacional e sua aversão à transparência e à soberania popular.
    Brasília, 24 de junho de 2013
    Deputado José Guimarães-PT/CE
    Líder da Bancada na Câmara

  14. OS MANIFESTANTES GRITAM REPETIDAMENTE: “ABAIXO A CORRUÇÃO,” “GOVERNO CORRUPTO,” “FORA OS CORRUPTOS.” E A REDE GLOBO QUE JÁ ENCAMPOU O MOVIMENTO, JUNTAMENTE COM A MÍDIA GERAL DO BRASIL, REPETE ESSAS FRASES EM SUAS PROGRAMAÇÕES DIARIAMENTE MAIS DE 20 VEZES PARA TRANSFORMAR ESSAS CALÚNIAS EM VERDADE ATÉ A ELEIÇÃO. ATRAVÉS DA TÉCNICA NAZISTA DE REPETIÇÃO. MAS TEM UM PROBLEMA… ELES NÃO FALAM AONDE ESTÁ A CORRUPÇÃO. SE ESTÁ NA ESFERA FEDERAL, ESTADUAL OU MUNICIPAL? ISSO É PRÓPRIO DE PARTE DESSES MENINOS QUE ESTÃO NAS PASSEATAS, NOS POLÍTICOS QUE ESTÃO DENTRO DELA E JÁ SABEM QUE NÃO VÃO SE REELEGER E QUE NÃO TÊM CANDIDATO PARA VENCER A DILMA NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES. AH, MAS TAMBÉM TEM A CIA O ARQUITETO E COMANDANTE GERAL DESSAS MANIFESTAÇÕES ONDE JOVENS IDEALISTAS, SERVEM DE “MASSA DE MANOBRA” PARA IMPLANTAR UMA DITADURA NO BRASIL, AONDE OS ESTADOS UNIDOS E A INGLATERRA POSSA FICAR COM O NOSSO PRÉ-SAL (TRILHÕES DE DÓLARES) E O POVO BRASILEIRO FIQUE NA MESMA MISÉRIA QUE ESTÃO O POVO DO IRAQUE, AFEGANISTÃO E A LÍBIA, ISTO É, SEM CONTAR AQUI NAS AMÉRICAS, HONDURAS E PARAGUAY.

  15. As vítimas dos orçamentos superfaturados dos corruptos são imensuráveis, meu caro! Em toda guerra há vítimas, infelizmente. Está embutido no preço que temos de pagar pela nossa omissão. Este sangue derramado é culpa minha e sua também. Quem de nós pode dizer que fez e faz todo o possível para o Brasil ser melhor? Eu não me dou o direito de julgar os manifestantes, ao menos eles estão lá, na linha de frente e se algo acontecer de bom por conta disso, todos, até os que estão contra, colherão os frutos. E quero ver quem critica hoje, rejeitar os benefícios amanhã.

    • Ana, muito bonito o que tentou passar, mas existe o contraponto. E se acontecer de tudo voltar a ser pior? Se as conquistas sociais forem jogadas no lixo , os avanços conquistados nesse 12 anos forem pro beleléu, eu sei a quem irá ser imputada a culpa. E a mim não será. E eu me dou o direito de julgar sim.

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.