O império contra-ataca

A esta altura, você já deve estar sabendo – e, se não sabia, agora saberá – que Luiz Carlos Azenha, jornalista-repórter da TV Record e editor do site Viomundo, foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro a indenizar o diretor de jornalismo da Globo, Ali Kamel, em 30 mil reais. Segundo a sentença, por Azenha ter movido “campanha insultuosa” contra ele.

Kamel vem obtendo sucessivas – e esquisitíssimas – vitórias na Justiça do Rio, assim como a emissora que o emprega, ao lado de outros grandes veículos de comunicação, conseguiu condenar, no STF, inimigos dessa corrente política que congrega partidos de oposição e impérios de comunicação.

O império da direita midiática no Brasil já conseguiu muito mais. Conseguiu manter o país sob uma ditadura militar durante duas décadas. O império da direita brasileira já conseguiu derrubar um governo legitimamente eleito e, depois, sustentou um regime que, por falta de votos, impediu este povo de escolher seus dirigentes.

A direita midiática, porém, perdeu poder. Hoje, exercita-o investindo contra trabalhadores da indústria da comunicação, mas não consegue mais dar golpes e eleger os governos que quer.

Azenha, ao lado de tantos outros, ajudou a derrotar a Globo em 2006, em 2010 e em 2012 – neste último ano, foi possível impedir o campeão da direita, candidato duas vezes a presidente, de se eleger como prefeito de São Paulo.

A Globo e seus tentáculos, bem como o exército de militantes – quase todos anônimos – que mantêm na internet, dirão que é muita pretensão achar que a blogosfera derrotou o império destro-midiático. Entretanto, as investidas desse império contra blogueiros referenda a tese que tentarão desqualificar.

O diretor da Globo não investiria contra Azenha, Paulo Henrique Amorim, Rodrigo Vianna, Cloaca News e tantos outros blogueiros, ou um colunista da Veja não investiria contra este que escreve, entre tantos outros, se nós não os incomodássemos. Incomodamos, e muito.

O ex-ministro da Secom Franklin Martins explicou, no último encontro de blogueiros progressistas, em Salvador, que o que nossos blogs fazem é visto como um perigo e um incômodo imensos por esses impérios de comunicação.

Para entender como simples blogs podem incomodar tanto esse império midiático que mantém 90% da comunicação de massas na mão de meia dúzia de famílias bilionárias, uma analogia: você sabe, leitor, por que as ditaduras censuram até uma distribuição de panfletos na rua? Sabe por que censuram uma música ou uma peça de teatro?

A comunicação, seja de que forma for feita, é “viral”. A informação esgueira-se por qualquer fresta que deixarem aberta e se espalha em progressão geométrica, mesmo que de forma lenta.

Uma Globo tem o poder da instantaneidade na comunicação. O que sai no Jornal Nacional às 20:31 hs., em questão de minutos já é sabido e consabido em todo território nacional e até no exterior. Contudo, a informação em um simples blog vai circulando devagar, muito devagar, mas sempre, sem parar.

As pessoas recebem artigo que escrevo em seus e-mails, em seus perfis nas redes sociais ou recebem indicação daquele texto ou até daquele blog através de amigos. E os argumentos que eu uso, por exemplo, vão sendo contrapostos à informação instantânea que a Globo, também por exemplo, difundiu.

Quando não existia a internet, esse processo era milhões de vezes mais lento e, ainda assim, assustava os déspotas que precisam falar sozinhos para mentir com “sucesso”.

Em campanhas eleitorais, aliás, a internet é muito mais importante. Por que a audiência em blogs políticos sobe tanto em períodos eleitorais? Porque pessoas pouco ligadas em política vão buscar informações adicionais na internet, já que muita gente já se deu conta de que o noticiário tradicional não conta a história toda.

Entendo as razões que o Azenha alega para encerrar seu site. É um repórter de sucesso, tem uma carreira pela frente e uma família a sustentar. Seu sufocamento financeiro pelas seguidas ações que Ali Kamel move contra si – e nas quais a Globo tem muito interesse – pode fazê-lo perder boa parte de seus bens, amealhados com trabalho honesto.

Além disso, assim como todos os outros blogueiros, Azenha não recebe dinheiro público que o governo Dilma Rousseff despeja aos borbotões nos cofres de uma Globo, que, apesar de ter só 45% da audiência, recebe 60% de todas as verbas publicitárias do governo federal.

É revoltante? Claro. Azenha tem todas as razões plausíveis para desistir de enfrentar esse poder discricionário e antidemocrático? Tem. Mas deve? Aí é outra questão.

Ao contrário do que parece, o império destro-midiático está perdendo o embate. O esforço que vem fazendo desde meados do ano passado, quando iniciou a sua última investida contra o governo Dilma e contra o PT, custou-lhe centenas de milhões de dólares.

Que resultado a Globo obteve com edições inteiras do Jornal Nacional focadas em destruir a imagem do PT? Zero. O PT, em pesquisa recente, aparece com 29% de preferência dos brasileiros – um patamar histórico – e se tornou, em 2012, o partido mais votado do país. E, de quebra, ainda tomou São Paulo do PSDB.

Ainda cabe recurso a Azenha na ação que Ali Kamel venceu contra si em primeira instância. O caso pode chegar ao Supremo Tribunal Federal, que está mudando de perfil. Além disso, mesmo se vier a perder, não tenho a menor dúvida de que boa parte do público da blogosfera se cotizaria e pagaria a indenização por ele.

Não é fácil ser blogueiro. O próprio Azenha relatou, recentemente, os riscos de violência física que este blogueiro corre, já que não conseguirão tirar nada de mim porque não tenho o que tirarem, em termos financeiros.

Há o caso Falha de SP, site do jornalista Lino Bocchini, quem está ameaçado de ter que pagar uma indenização pesada à Folha de São Paulo. Blogueiros que incomodam a direita midiática são assassinados ou espancados por todo o país. É uma “profissão” perigo que requer muita resiliência e coragem.

Todavia, os blogueiros têm um papel histórico. Se não nos deixarmos intimidar, poderemos consolidar a democracia no Brasil minando um poder discricionário e antidemocrático que meia dúzia de famílias bilionárias ainda detêm, mas que diminuiu muito e continuará diminuindo.

Diante de tudo isso, exorto o jornalista – e amigo do peito – Luiz Carlos Azenha a não desistir. Não temos a opção de desistir. Sem dinheiro, sem patrocínio, sofrendo processos e até violência física, estamos ajudando (muito) a mudar o Brasil. A recompensa que receberemos será o agradecimento das gerações futuras, que viverão em um país melhor.

Tags: , , , , ,

211 Comentário

  1. Que os blogs incomodem bastante essa gigante indústria. A internet hoje faz a diferença na comunicação. Pena que o ministro Paulo Bernardo faça pouca coisa na direção da regulação. Mas não me engano. Ele segue ordens da presidenta, certo Dilma? Mas ainda quero acreditar que esse governo fará o que a democracia pede: regulamentação da comunicação. Apenas o que está na Constituição Federal de 1988. Simples assim!

  2. No Pará, ocorreu algo semelhante com o jornalista Lúcio Flávio Pinto, que mantém o Jornal Pessoal na internet. Ele foi condenado a pagar uma indenização de R$ 20.000,00 e angariou essa quantia com seus leitores. O Azenha pode fazer o mesmo. Indique uma conta para depósito.

  3. – Nossa(?) grande mídia não é nada mais que uma baixaria eleitoral-midiática que só sabe fazer jornalismo(?) declaratório!

    – Quem tem medo da concentração midiática existente no país?

    – “Regular a mídia é vital para torná-la melhor…” (Eduguim)
    Acredito que só mesmo através da internet pois as normas inseridas na Constituição são descumpridas há mais de duas décadas e o pior, a grande mídia e seus amestrados acusam-na, frequentemente, de “autoritárias” e de “ameaçadoras à liberdade de imprensa” – ou seja – o nosso Legislativo, o nosso Ministro das Comunicação são totalmente incapazes ou medrosos (de uma maneira crônica) de regular as comunicações – um objetivo TOTALMENTE descrito e determinado na Constituição Brasileira.

    – Por que o Ministro das Comunicações é subserviente à grande(?) mídia?

    – Por que o Poder Legislativo é omisso contra o abuso de poder dessa imprensa(?)

    – Por que o Congresso Nacional faz uma omissão inconstitucional NÃO LEGISLANDO sobre as matérias constantes dos artigos 5°, inciso V; 220, § 3º, II; 220, § 5°; 211; 222, § 3º, todos da Constituição Federal?

    – Por que o Estado deixa esta imprensa(?) se apropriar de um bem público que pertence ao povo?

    – Qual homem público TEM MEDO da regulação dos meios de comunicação de massa – regulação essa, TOTALMENTE ESTABELECIDA NA CONSTITUIÇÃO!?

    – A desregulação das comunicações, A QUEM INTERESSA?

    – Afinal, quem banca o Brasil – o interesse coletivo ou o interesse privado?
    – …?

    Na ditadura, os grandes(?) da mídia foram aquiescentes com o regime. Hoje, os mesmos, com a anuência de um certo judiciário revivem sem nenhuma parcimônia os ‘atos institucionais’ que calaram a democracia por 21 anos.

    O QUE FAZ O MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES!?

    POR QUE O CONGRESSO NÃO CUMPRE A CONSTITUIÇÃO!?

  4. Olá companheiro Edu,

    Não podemos deixar o Azenha na mão. Assim como acho que temos que pagar uma mensalidade para você conseguir manter o Cidadania, eu acredito que umas mil pessoas poderiam tranquilamente ajudar nosso companheiro Azenha e dar essa grana ao “coitado” que o processou.

    Abraços, William Mendes

  5. Convocar todos os blogueiros a entrarem na justiça contra esse império midiático. Motivos é o que não falta.

  6. Convocar todos os blogueiros a entrarem na justiça contra esse império midiático. Os motivos são os mais variados.

  7. Edu,

    Gostaria de contrbuir para as despesas do processo que o Azenha sofre. Como poderei ajudar?
    Vocês que fazem parte do Barão de Itararé, não tem uma conta para essas despesas?

  8. vou destacar: uniao …… so pedi… estamos com sede, muita sede… 6 familias nao pode controlar essa massa … Todavia, os blogueiros têm um papel histórico. Se não nos deixarmos intimidar, poderemos consolidar a democracia no Brasil minando um poder discricionário e antidemocrático que meia dúzia de famílias bilionárias ainda detêm, mas que diminuiu muito e continuará diminuindo.

    Diante de tudo isso, exorto o jornalista – e amigo do peito – Luiz Carlos Azenha a não desistir. Não temos a opção de desistir. Sem dinheiro, sem patrocínio, sofrendo processos e até violência física, estamos ajudando (muito) a mudar o Brasil. A recompensa que receberemos será o agradecimento das gerações futuras, que viverão em um país melhor.

  9. De minha parte, como leitor assíduo da blogosfera progressista, exorto Luís Carlos Azenha a não parear de jeito nenhum com o excelente site Vi o Mundo. Afinal, Azenha não pode fazer o que a Globo quer : esse monte de cocô ambulante só está afzendo o que os seus donos mandam, Kamel não é nada, nem ninguém é apenas um robô descerebrado, um servo, um lacaio amestrado a serviço da direita mais reacionária, mais retrógrada, mais tacanha, mais vil, mais arcaica desta nação, aqueles que desejam manter o status quo excludente que vigorou neste país desde a Colonização e vem progressivamente sendod estruído desde 2003 pelos sucessivos governos progressistas de Lula e Dilma, sendo substituído pelo anscente Brasil que caminha para a justiça social e o desenvovlimento. São esses agentes do atraso que pretendem calar Azenha. E não apenas eles, mas toda blogosfera progressista(aliás, não apenas blogosfera, qualquer forma de mídia independete, já que Carta Capital, uma revista, também é vítima dos processos da direita), afinal o que essa gente que patrocinou e enriqueceu com uma ditadura militar, mais deseja é calar a oposição, é destruir a divergência, impondo suas mentiras atrave´s da força. São esses tiranos, esses protoditadores, esses déspotas, esses fascistas, esses coroneis ainda parados nos tempos da escravidão, que não suportam a diverg^}encia, principalmente proque essa divergência, apesar do diminuto tamanho em comparação aos verdadeirtos Impérios midiáticos q

  10. De minha parte, como leitor assíduo da blogosfera progressista, exorto Luís Carlos Azenha a não parar de jeito nenhum com o excelente site Vi o Mundo. Afinal, Azenha não pode agir como a Globo quer : esse monte de cocô ambulante só está fazendo o que os seus donos mandam. Kamel não é nada, nem ninguém, é apenas um robô descerebrado, um servo, um lacaio amestrado a serviço da direita mais reacionária, mais retrógrada, mais tacanha, mais vil, mais arcaica desta Nação, aqueles que desejam manter o status quo excludente que vigorou neste país desde a Colonização e vem progressivamente sendo destruído desde 2003 pelos sucessivos governos progressistas de Lula e Dilma, substituído por um Brasil novo, que caminha para a justiça social e o desenvolvimento. São esses agentes do atraso que pretendem calar Azenha. E não apenas ele, mas toda blogosfera progressista(aliás, não só a blogosfera, qualquer forma de mídia independente, já que Carta Capital, uma revista, também é vítima dos processos da direita), afinal o que essa gente, que patrocinou e enriqueceu com uma ditadura militar, mais deseja é calar a oposição, é destruir a divergência, impondo suas mentiras através da força. São esses tiranos, esses protoditadores, esses déspotas, esses fascistas, esses coroneis ainda parados nos tempos da escravidão, que não suportam a divergência, principalmente porque essa divergência, apesar do diminuto tamanho em comparação aos verdadeiros Impérios midiáticos que mantêm sob seu comando(e cada vez se tornam mais ricos, principalmente graças aos milhões em dinheiro público recebidos de sua principal vítima, o Governo Federal, que numa mistura de covardia e masoquismo prefere continuar a abastecer os cofres daqueles que o cobrem de calúnais e tentam derrubá-lo diariamente ao invés de democratizar a opinião e a informação no Brasil); pois bem, esse diminuta divergência aumenta progressivamente o seu poder, atingindo parcelas crescentes da Sociedade brasileira, independentemente de suas limitações financeiras e tecnológicas. E o faz porque mais do que dinheiro e tecnologia, a blogosfera progressista possui a Verdade como arma para suas atividades, o respeito ao leitor e o uso de argumentação racional na análise da realidade brasileira. São essas as “armas” que os blogueiros, e toda a mídia progressista possuem, e jamais poderão ser usadas por Globo e sua turma; cujo “modelo” de “jornalismo” baseia-se no aprisionamento da população através de mentiras e preconceitos; que deixam os barões da comunicação desesperados, tão desesperados a ponto de, na falta de uma ditadura oficial, tentarem calar a mídia progressista através de processos e indenizações. Luís Carlos Azenha não pode ser calado. Sugiro que imediatamente inciemos a arrecadação de uma fundos, através de uma cota da qual comprometo-me a participar, para socorrer tanto Azenha como todos os outros blogueiros progressistas, que foram ou serão vitimados pelos processos dos coroneis eletrônicos através de seus lacaios, organizando uma reação coletiva ao uso ditatorial do poder econômico para censurarem a divergência. Eles podem ter dinheiro, mas são poucos, se nos unirmos poderemos superá-los até nos recursos.

  11. Contem comigo!

    Não temos o direito de desistir. Quem luta por uma causa justa sempre será vencedor.

  12. Edu, estes gestos concretos de solidariedade humana demonstrados na blogosfera de esquerda, particularmente nestes últimos dias, de Azenha para você e agora de você para ele, já nos conduzem para reflexões mais profundas. Tais atitudes, verdadeiramente, nos revigoram como cidadãos (ães). Às vezes, todos nós ficamos pra baixo, mas quando temos amigos pra nos levantar, nos levantamos com mais força. E assim vamos levando. Não é apenas a blogosfera que precisa de vocês dois. É o Brasil pensante.
    Não desistam ! Lembranças para Vitória.

  13. Bem todos solidários com o Azenha, mas longe dos problemas com a poderosa Rede Globo, em centenas de municípios como o Guarujá, um dos mais corruptos do pais, onde a Prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB), nomeou o marido em cargo comissionados.

    Após resistir durante 4 anos heroicamente há mais de 23 processos Criminais, Cíveis, Eleitorais, na última sexta-feira (05), fui surpreendido com PENA MÁXIMA de um Juiz da 3ª Vara Cível a pagar a Prefeita de Guarujá a bagatela de 50 Salários Mínimos mais 15% de Honorários Advocatícios. Por que a pena máxima? Simples, porque nossos Blogs tem grande repercussão, na sentença do Juizão!

    Mas e nossas representações na justiça e no Ministério Público sobre a compra de uma Escola Particular, lavrada em um Cartório do interior do Paraná,onde o proprietário assinou uma procuração em 2011, mas havia falecido em 1973? Nada acontece, visite a matéria em http://tiradentesguaru.wordpress.com/2012/07/08/20541/.

    Bem os processos são normais, o que não é normal é uma Condenação Máxima numa cidade onde a UNAERP – Universidade de Ribeirão Preto, utiliza um grande prédio público em permuta com Bolsas de Estudos a Prefeitura, mas a herdeira e proprietária é a Secretária de Educação Priscila Bonini, a responsável em fiscalizar a própria faculdade, com mais um detalhe: “Promotores e Juízes da Comarca de Guarujá ministram aulas na Universidade da Secretária de Educação”, a mesma que desaparece com mais de 320 Milhões em recursos da Educação que deveriam vir as crianças de Guarujá, mas são utilizados para compras absurdas.

    Isso é a ponta do Iceberg, agora os 40 mil vão ficar para mais um Blogueiro que denuncia diariamente o roubo do dinheiro público pagar, enquanto Promotores e Juízes desfilam em carros e lanchas importadas pelas praias da Ilha de Santo Amaro, outrora conhecida como Pérola do Atlântico.

Trackbacks

  1. Wilson R. Caveden (Teteia)

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.