The Economist e Financial Times apoiaram Serra em 2010

 

Não é de hoje que os governos progressistas que se instalaram no Brasil em 2003 e não saíram mais vêm sendo alvo de dois veículos específicos da imprensa européia, entre a qual são exceções em termos de visão crítica sobre o nosso modelo econômico.

O semanário inglês The Economist, recentemente quase que exigiu a demissão do ministro da Fazenda, Guido Mantega, por ter previsto que o crescimento brasileiro de 2012 seria superior ao que provavelmente será, e o diário Financial Times, também inglês, ridiculariza o ministro e a presidente Dilma também devido ao crescimento modesto da nossa economia neste ano.

O mais impressionante é que esses dois veículos estão entre os grandes defensores do modelo econômico que jogou o país em que estão sediados em uma situação econômica que faz a situação brasileira parecer um êxito muito maior do que de fato é.

Vale registrar, ainda, que a economia britânica mergulha em recessão. No primeiro semestre de 2012, o PIB do Reino Unido registrou a maior contração dos últimos três anos, caindo 0,7 por cento, devendo fechar o ano com recuo de 0,5%.

Como se não bastasse, em novembro foi registrado 8,3% de desempregados na Grã-Bretanha, maior índice registrado desde 1996. Tal nível de desemprego representa quase três milhões de pessoas.

Sim, o PIB brasileiro deve crescer entre um e um e meio por cento neste ano – o resultado dos últimos meses pode surpreender –, mas as condições sociais no país melhoram a cada ano, com nível recorde de população empregada e valorização da massa salarial.

Outro dado que, se não é o que interessa aos investidores, ao menos é o que interessa a 99,99% dos brasileiros: enquanto a pobreza e a desigualdade aumentam no Reino Unido, caem no Brasil.

Por fim, há sinais de reaquecimento na economia brasileira. Poucos negam que devemos crescer entre três e quatro por cento no ano que entra, enquanto que a economia inglesa deve continuar patinando por vários anos, ainda.

Você que quer se posicionar corretamente sobre o caso precisa entender a razão desses veículos para criticarem uma economia que, em termos práticos, está tendo resultados muito melhores que a britânica, guardadas, obviamente, as devidas proporções entre um país e outro.

The Economist e FT dão muito palpite sobre o Brasil porque os britânicos têm muitos interesses e negócios conosco, sobretudo no mercado financeiro, como bem lembrou o ministro Guido Mantega ao comentar que especuladores daquele país costumavam pegar empréstimos a juros baixos em países quebrados, nos quais os juros hoje são quase negativos, e investir o dinheiro aqui, onde as taxas de remuneração do capital eram estratosféricas.

Fica claro, portanto, que tem muito inglês perdendo dinheiro com a política brasileira de acabar com a agiotagem no país.

Aliás, como insinua o enunciado deste texto, a má vontade do jornal e da revista britânicos com Dilma começou antes de ela assumir a Presidência. Na última eleição presidencial, tanto The Economist quanto Financial Times, em editoriais, declararam apoio oficial a José Serra.

Com efeito, não foram só os jornais britânicos que ansiaram pela vitória de Serra. Empresas estrangeiras de petróleo, multinacionais, todo o capital internacional que perdeu espaços indevidos no Brasil durante a era Lula apoiou o tucano contra Dilma em 2010.

Confira, abaixo, matéria do Estadão que mostra que não há nada de novo na disposição dos veículos britânicos em relação ao grupo político que governa o Brasil, ainda que a mídia brasileira tente passar a ideia de que há razões sérias para as críticas deles.

*

Tags: , , , , , ,

114 Comentário

  1. Vamos mandar esses piratas ingleses para pqp.

  2. Durma-se com um barulho desses.

  3. Edu essa gentálha quer do Brasil é arrancar o olho e limpar o buraco.Essa gentália não tem a menor consideração c/ a AL, daqui só querem usufruir e nos deixar ate sem as calças.

  4. Jah que estou aqui nos Estates, falarei em ingles: “The Financial times are gone”
    O pig eh financista no Brasil e no mundo todo. Ainda mais no pais que inventou o liberalismo. Mas um acoisa temos que admitir, Edu. Lah tem jornais com linhas editoriais opostas. Jah aqui….

  5. É só relembrar onde Arminio Fraga foi falar mal de LULA. Eles só querem especular! isso acabou aqui

  6. A economia inglesa cresceu, no século XVI e XVII graças ao exercício da pirataria, do assassinato de tripulações inteiras, do roubo de navios mercantes espanhóis e portugueses. Foi com esse capital inicial que eles passaram à próxima e segunda fase: da captura, compra e venda de escravos, não apenas africanos, mas também brancos, asiáticos e de origem árabe. Nem os irlandeses e principalmente, irlandesas escaparam da escravatura promovida pelos ingleses no Caribe. ( ver mais sobre escravatura de irlandeses na Jamaica e Bahamas acessando http://www.trisranch.com/id82.html) . Com o dinheiro da pirataria, da pilhagem, da escravatura e dos assassinatos de irlandeses e a tomada de suas terras, a “elite” inglesa, tão defensora do livre-comercio, criou um monopólio comercial para a India, criando a Companhia das Indias Orientais, que foi o primeiro governo terceirizado do mundo: um empresário eleito pelos acionistas era o Vice Rei da India e seu Governador. Depois a Companhia se expandiu e passou a atuar no tráfico de ópio para a China, aplicando a renda do comercio de Chá na compra do ópio. Para derrotar o imperador da China, que não queria aquele comércio, matou quase 500 mil chineses na Guerra do Ópio. Só então, com essa renda toda, a Inglaterra iniciou a revolução industrial, com as máquinas a vapor, que escravizaram até as próprias crianças pobres inglesas. A The Economist é parte dessa máquina de explorar seres humanos, que se chama Inglaterra, a ultima sociedade que algum dia poderia falar de “livre mercado”, “pirataria”, “meio ambiente” e “direitos humanos”.

    • Caro Rogério, permita-me lembrar que a companhia das Índias foi dividada em duas, a Ocidental veio “descobrir a América”.O pvo inglês cometeu inúmeros genocídios, sendo o mairo deles na Ìndia, quando mudaram toda a forma de produção, armazenamento e distribuição de alimentos do país e quando chegava o inverno milhares de pessoas perdiam suas vidas de fome. Enquanto o povo da Índia morria de fome, Londres batia recordes de exportação de alimentos para o mundo, oriundos da Índia . Essa é a cara real do Mercado. Fala- se em 30 milhões de vítimas.Outro episódio chocante foi a atuação dos ingleses na África, onde perpetraram vários genocídios, particularmente na Tansmânia, onde recentemente, o vento desenterrou na areia, fossas de ossos humanos.Esse povo sempre teve um sabor e um olhar diferente para a vida. Por volta de 1850, era comum ambulantes pelas ruas de Londres, portanto carrinhos de pedreiro, carregados de crânios lustrados de seres humanos, oriundos da África, limpos e envernizados, que eram vendidos como souveniers. Há até cartões postais com essa imagem. Aquele povo errante encontrou uma forma de ganhar dinheiro até com os ossos de suas vítimas.No Brasil, nossa história não dá destaque, mas os ingleses cercaram nossos portos e bombardearam as cidades portuárias.E ainda temos o ensino OBRIGATÓRIO do Inglês no Ensino Público brasileiro.Bom Ano Novo a todos.

  7. O pior é que tem gente que ainda não consegue entender isto. Não querem admitir isto. É mais do que óbvio que eles não aprovam a queda de juros.

  8. E a lembrar o quão os ingleses são predadores ! Basta ver o que fizeram com a India, onde, para manter o seu luxo e padrão, levaram a morte mais de 30 milhões de indianos, e POR FOME!! O que faz o o terror do Holocausto, onde morreram 6 milhões de judeus, parecer pequeno diante do crime cometido pelos ingleses!
    Foram responsáveis pelas barbáries cometidas na Africa.A fortuna da Coroa Inglesa, veio da pirataria, da morte e do roubo…. O origem não é nada nobre….Portanto,não tem moral nenhuma e que peçam licença para falar do nosso governo.E já foram escorraçados do Brasil em outras épocas….

  9. Esse blogueiro é um prodígio! Três pessoas dizem a ele : voltei ao Brasil porque lá a coisa está pior do que aqui e ele tira isso como parâmetro para formular profundas teorias. Há milhares de brasileiros morando no exterior( conheço uns dez) que não desejam voltar ao Brasil. Por isso eu vou dizer que o Brasil não presta e os outros países são bons???

  10. Sem países para saquear só as Malvinas), com a Alemanha mandando na Europa toda sem dar um tiro, naquela ilha os otimistas acreditam que em 10 anos estarão comendo ratos e os pessimistas acreditam que os ratos não darão para todos

  11. Eduardo, seguem algumas realizações do governo Dilma, que ajudam a entender, em boa medida, por que a popularidade da presidenta do Brasil é alta, e por que desse jeito, somente com um golpe institucional):

    ===================================
    (Fonte: Dilma na Rede)

    Brasil sem Miséria
    Retirou 16,4 milhões de brasileiros da pobreza extrema

    Lançamento do Brasil Carinhoso
    Somente em outubro, foram repassados R$ 186,3 milhões a 2,16 milhões de famílias, beneficiando quase 3 milhões de crianças de 0 a 6 anos

    9 anos de Bolsa Família
    Foram transferidos R$ 17,3 bilhões aos beneficiários do Bolsa Família. Mais de 50 milhões de pessoas foram beneficiadas em 9 anos a um custo de 0,46% do PIB brasileiro.
    Em 2012, 96,7% das 15,1 milhões de crianças e jovens beneficiários do Bolsa Família superaram a frequência escolar exigida pelo programa (agosto/setembro)

    Aumento dos empregos no país
    Até outubro, foram criados 1,7 milhões de postos de trabalho. Somente no governo da presidenta Dilma Rousseff (desde 2010) já foram criados 4 milhões de novos postos. O Brasil registra atualmente o menor nível de desemprego da história

    Saúde
    Foram realizados mais de 12,3 mil transplantes no SUS, aumento de 12,7% em relação a 2011. Também, aumentou 22% a quantidade de doadores de órgãos

    Minha Casa, Minha Vida
    Mais de 970 mil moradias entregues em 2012

    Crédito em expansão
    Nos últimos 12 meses, a taxa média de juros caiu 10,2%

    Redução da tarifa de energia
    Consumidores passam a pagar contas de luz 16,2% mais baratas. Para as indústrias, a tarifa vai variar de 12% a 28%, dependendo da tensão elétrica utilizada. A média deve ficar em 20% de redução

    Ampliação do Pronatec
    O Programa Nacional de acesso ao Ensino Técnico e Emprego já ofereceu 2,5 milhões de vagas para jovens e trabalhadores em cursos profissionalizantes

    Cientistas para o mundo
    Mais de 20 mil estudantes foram beneficiados em 2012 com bolsas de estudos do programa Ciência sem Fronteiras

    Mais Educação
    Crescimento de 127% no número de escolas do ensino fundamental que aderiram ao programa Mais Educação, oferecendo atividades educacionais no contraturno

    Meio ambiente
    O desmatamento da Amazônia continua em queda: 27% menor em comparação com o ano anterior

    Modernizações dos aeroportos
    Estão em andamento 31 ações em 13 aeroportos: Brasília, Belo horizonte, Campinas, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre, Recife, Salvador, Guarulhos/SP, São Gonçalo do Amarante/RN e Galeão/Rj. Os investimentos já somam R$ 7,35 bilhões.

    Infraestrutura
    38,5% das obras e ações de grande complexidade do PAC2 foram concluídas, um investimento de R$ 272,7 bilhões executados em 2011 e 2012

    Copa do Mundo
    Dois novos estádios foram inaugurados em 2012 e outros quatro serão entregues em 2013
    Lançamento do Plano Brasil Medalhas 2016
    Apoio aos 200 atletas olímpicos e paraolímpicos brasileiros classificados entre os 20 melhores do mundo em suas modalidades, para preparação dos jogos olímpicos do Rio em 2016

    ===================================

    Aproveito para parabenizar o governo pela divulgação desses dados via internet. Só sugiro ir aos jornais, rádios e TVs também, a título de prestação de contas na metade do governo. Quem se comunica, não se estrumbica.

  12. Pois é Edu, o Brasil era o máximo quando a taxa SELIC era de 45% e inflação de 12,5% em meados de 2002…

  13. Esse é um povo que não aprende nem com a própria História. Continuam colonialista, predadores de futuros e esquecidos. Quanta empáfia para um povo só.

  14. ESSES GRINGOS DE MERDA NÃO TÊM QUE SE METER NO NOSSO PAÍS, ELES DEVERIAM ENCHER A BOCA DELES DE SABÃO E NÃO OUSAREM FALAR SOBRE O BRASIL. PARA COMEÇAR, ESSES LADRÕES NOS ROUBARAM, JUNTO COM TODA A AMÉRICA LATINA, DURANTE CINCO SÉCULOS(QUEM FEZ A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL DOS VERMES INGLESES FOI O OURO DE MINAS GERAIS, ROUBADO POR PORTUGAL E DE LÁ PELA INGLATERRA); MESMO ASSIM SÃO TÃO INCOMPETENTES QUE CONSEGUIRAM COM TODO O ROUBO SECULAR QUE IMPINGIRAM AO MUNDO, METER O LIXO DOS PAÍSES DELES NA MISÉRIA, GRAÇAS A UMA CRISE ECONÔMICA CONSTRUÍDA PELO REGIME DESPREZÍVEL QUE ELES FIZERAM E IMPUSERAM AOS OUTROS POVOS ATRAVÉS DA VIOLÊNCIA MAIS BÁRBARA QUE SE POSSA IMAGINAR, GENOCIDANDO, TORTURANDO, ESTUPRANDO, ROUBANDO, DESTRUINDO POVOS E CULTURAS MUITO SUPERIORES MORAL, SOCIAL E INTELECTUALMENTE A ELES. SOU DESCENDENTE DE EUROPEUS, MAS SÓ NOS GENES; POIS SOU NORDESTINO, BRASILEIRO E LATINO-AMERICANO DESDE O CERNE DE MINHA ALMA; E NÃO GOSTO DESSA GENTE. SÓ UM DEMENTE NÃO PERCEBE QUE O INÍCIO DO PROCESSO DE LIBERTAÇÃO DO BRASIL DA INSERÇÃO SUBALTERNA NA ECONOMIA INTERNACIONAL, COMO VÍTIMA DA EXPLORAÇÃO DO IMPERIALISMO FINANCEIRO(FORMA MAIS MODIERNA DA EXPLORAÇÃO COLONIAL)IRIA DESPERTAR REAÇÕES DESSES IMPÉRIOS FINANCEIROS. AS CRETINICES DESSAS DUAS BOSTAS DA MÍDIA INGLESA SÃO APENAS A PONTA; MAIS VISÍVEL, MAS BEM MENOS PODEROSA; DESSA REAÇÃO, QUE SEM DÚVIDA NENHUMA TAMBÉM ESTÁ PRESENTE NA TENTATIVA DE DERRUBADA DO GOVERNO DILMA, E DA INVIABILIZAÇÃO ELEITORAL DELA E DE LULA; OBVIAMENTE FINANCIADA PELO IMPERIALISMO, SÓCIO, OU MELHOR PATRÃO, DE NOSSA CLASSE DOMINANTE ANTI-NACIONAL E CANALHA E DA MÍDIA CONSERVADORA, FASCISTA E BURRA QUE É SUA PORTA-VOZ. OS MESMOS JORNAIZINHOS GRINGOS CITADOS NO SEU TEXTO NÃO DISSERAM UM “A” QUANDO O MINISTRO DA FAZENDA ALEMÃO TAMBÉM PREVIU UM CRESCIMENTO MENOR PARA O PAÍS DO QUE O QUE DE FATO VAI OCORRER. E OLHA QUE A SITUAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL É MELHOR NÃO SÓ DO QUE A INGLATERRA; QUE ESTÁ PASSANDO FOME, COM JOVENS NÃO PODENDO CONTINUAR NA UNIVERSIDADE PORQUE BOLSAS DE ESTUDOS SÃO CORTADAS(ENQUANTO OS PALHAÇOS FINANCIAM AQUELA IMBECILIDADE DA MONARQUIA) ; DIREITOS SOCIAIS SÃO EXTINTOS, A ECONOMIA GERA DESEMPREGO; MAS TAMBÉM ESTAMOS À FRENTE DOS ALEMÃES, QUE COMEÇAM A SENTIR A CRISE, MESMO SUSTENTANDO-SE UM POUCO GRAÇAS À EXPLORAÇÃO MONSTRUOSA QUE ESSE ABSURDO CHAMADO”UNIÃO” EUROPEIA(QUE NOSSA MÍDIA PROVINCIANA VÊ COMO UMA MARAVILHA)PERMITIU A ELES REALIZAREM NAS ECONOMAS DAS NAÇÕES EUROPEIAS MENOS DESENVOLVIDAS, AFINAL SÓ UM CRETINO NÃO PERCEBERIA QUE UMA UNIÃO MONETÁRIA ENTRE ECONOMIAS COM ESCALAS DISTINTAS ESMAGARIA AS MENORES. É hora da Sociedade Civil brasileira apoiar o Governo Dilma contra a tentativa de golpe que vem em várias frentes, como veio no passado, e repudiar também os ataques estrangeiros, explicitando os interesses que ocultam. Um repúdio, em artigo a ser publicado na mídia progressista da Europa(Liberation, Nouvelle Observarteur), assinado por diversas organizações sociais, veículos alternativos, sindicatos, intelectuais, associações populares e cidadãos comuns seria uma excelente tapa na cara desses cúmplices do PSDB na sabotagem patrocinada pelo imperialismo financeiro.

Trackbacks

  1. Edu: economist e FT apoiaram Cerra | Conversa Afiada
  2. FATOS & FOTOS
  3. FATOS & FOTOS

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.