O custo da popularidade de Dilma

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

O recuo anunciado do relator da CPI do Cachoeira, o petista Odair Cunha, no sentido de desistir dos indiciamentos do editor da revista Veja Policarpo Jr. e do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, tem significado forte. Resta, contudo, descobrir qual é.

O PT “amarelou”? Se sim, a pergunta que decorre é uma só: por quê? Medo, dirão. Mas medo de quê? O que a mídia poderia fazer a mais do que já está fazendo?

E a questão é a mídia, pois o PSDB, sem ela, não tem força alguma. Não tem militância para além de meia dúzia de bate-paus que escrevem cartinhas contra o PT a jornais e que passam o dia comentando em blogs simpatizantes do governo a fim de insultar blogueiros.

Bem, se a causa do anunciado recuo petista na CPI é a mídia, só pode ser dela que o PT supostamente tem medo. Só não se entende como ela poderia aumentar ainda mais os ataques ao partido, pois o dia só tem 24 horas…

Surge, então, a reflexão sobre por que o PT se empenha tão pouco em reagir aos ataques que sofre. E, aliás, sobre por que o partido do governo não usa as armas que tem como essa que a CPI lhe pôs no colo.

Qualquer investigação sobre o envolvimento de Policarpo Jr. com Cachoeira revelará muito mais do que a “mera relação entre repórter e fonte”. Fontes não escolhem onde o veículo do repórter deve publicar notícias e tampouco escolhem que notícias esse veículo irá publicar, e as escutas das conversas entre “Poli” e “Cachô” mostram exatamente isso.

Sem falar na declaração de ré do esquema, da mulher de Cachoeira, que disse a um juiz, em audiência oficial, que Policarpo era “empregado” do marido. E que ameaçou usar a revista em que o jornalista trabalha para difamar a autoridade que a interrogava.

Quanto ao procurador-geral da República, o caso é ainda mais grave. Não surgiu ainda uma explicação para o arquivamento das investigações contra Cachoeira e o acobertamento de Demóstenes Torres. No mínimo, deveria ser aberta uma investigação da Polícia Federal

Sobre Policarpo, Veja e Gurgel, portanto, espanta que o PT não se empenhe em usar armas como essas. Talvez esteja apenas atendendo ao Palácio do Planalto, mesmo que a contragosto. Afinal, Dilma nada em popularidade e não lhe interessa fazer marola.

Pela popularidade que a presidente tema perder, há, portanto, que quantificar seu preço. Enquanto o governo opta por apanhar sem reagir porque a surra não lhe reduz a popularidade, membros do partido desse governo – inclusive o mais importante, que o elegeu – vão sendo pisoteados pela mídia, alguns pagando altas penas de privação de liberdade…

Mas o governo segue forte. Dificilmente Dilma terá sua popularidade afetada por campanhas denuncistas. O povo vota com o bolso. Pelo menos até que a economia sofra algum revés. Então veremos o custo de o PT se deixar carimbar como inventor da corrupção no Brasil.

Tags: , , , , , , , , ,

266 Comentário

  1. O Cansei fracassou. Agora temos os CANSADOS DO PT. Não aguentamos mais apanhar.
    Esta da CPI foi demais.

  2. Eu acho que o poder executivo não deve bater de frente contra as forças PIGuentas, mas pode sim, indiretamente, combatê-los através da redução mais do que justa das verbas destinadas às concessões públicas radio-televisivas, e também às verbas destinadas à propaganda governamental nas revistas PIGuentas. Acredito esta ser uma prerrogativa válida e legal. Uma vez que estes meios vêm trabalhando de forma partidária e ofensiva.

    Agora, o partido em si, o PT deve entrar de frente na luta contra a injustiça e a desinformação. Ele tem que indiciar os envolvidos do PIG nas CPIs, não livrar a cara desta gente. Acredito que o PIG tenha muita bala na agulha contra muita gente em especifico, não ao partido sem si, mas a cada pessoa, um deputado ou um senador, para ter forças de livras os seus. Chantarem deve ser o que o PIG deva fazer, talvez por isso, o relator deve ter retirado o nome de “Poli” e do prevaricado “Brindeiro Gurgel” da lista da CPI do Cachoeira/veja.

  3. Os amigos do Presidente Lula – publicaram e vejo da mesma forma a atual situação:

    Odair Cunha faz o possível na CPI. Temos que criticar é Miro Teixeira, Taques, o PMDB e demotucanos
    A CPI do Cachoeira é um colegiado que tem 34 parlamentares titulares. Destes, só 5 são do PT e 2 do PCdoB. Os demais partidos, salvo um ou outro parlamentar, são vozes discordantes em diversos temas. A maioria da base governista que apoia Dilma está também na bancada da Veja, da Globo.

    O PDT, por exemplo, tem Miro Teixeira (RJ) e Pedro Taques (MS) que se aliaram aos demotucanos para blindar a imprensa e o Procurador-Geral, mesmo diante de tantas evidências. O PMDB que, na época em que Renan Calheiros (AL) era alvo da Veja cogitou abrir uma CPI para investigar o Grupo Abril, não quis comprar brigas, preferindo fazer um acordão de bastidores com os barões da mídia.

    O relator Odair Cunha (PT-MG), mesmo com essa minoria, fez um relatório completo, honesto e corajoso. Só de ter feito, publicado e discutido publicamente, já foi uma vitória.

    Veio a reação da maioria da CPI. O colegiado não aprovaria o relatório se não tirasse o indiciamento do PGR e do jornalista Policarpo Júnior, da revista Veja. Sem votos suficientes, a CPI se encerraria sem relatório final, como aconteceu com a CPI do Banestado. Até Demóstenes Torres e Marconi Perillo (PSDB-GO) torciam para isso.

    Daí Odair Cunha e o PT acatar o veto da maioria, conforme explicou o relator na apresentação lida:

    “As Partes VI e VII que discorreram sobre as relações da Organização Criminosa com pessoas ligadas a veículos de comunicação e sobre a atuação do Procurador Geral da República na Operação Vegas, são RETIRADAS DO RELATÓRIO, pelos motivos já expostos que, em resumo, significam a ponderação deste Relator após ouvidos os membros desta Comissão, em busca da apresentação de um Relatório que represente o pensamento médio do Colegiado e que viabilize a aprovação deste importante trabalho.”

    É o que é possível fazer. CPI não é revolução popular, é colegiado de parlamentares das mais diversas tendências. Outras lutas são em outros fóruns, que envolvem mobilização popular e movimentos sociais.

    Vejo muitos amigos internautas crucificando Odair Cunha e o PT por isso. É um grande erro. Quem deve ser combatido por suas posições frouxas, anti-republicanas, são sobretudo Miro Teixeira (PDT), Pedro Taques (PDT), Randolfe Rodrigues (PSOL), o pessoal do PSB do Eduardo Campos, que buscam votos no eleitorado progressista, mas cortejam a mídia reacionária para obter apoio midiático, através de noticiário favorável. E também os parlamentares do PMDB, do PP, etc, além dos sócios da mídia reacionária que são os demotucanos, inclusive do PPS.

    Odair Cunha fez o seu dever republicano de relatar as coisas como elas foram apuradas, sem perseguir e sem fazer vistas grossas. Atacá-lo só leva a enfraquecer uma bancada progressista, minoritária, ajudando indiretamente a reeleger em 2014 os Miros Teixeiras e demotucanos da vida.”
    Êta PSOL cheirando a coisa velha e carcomida!PSOL PSOL FAZ MAL E AINDA COM GOSTINHO DE FORMOL!
    OH Paulo Ramos,OH Brizolas ,OH Cidinha e outros da parte combativa do PDT – quanto tempo ainda aguentaremos os MIROS e cia

    • Não tinha acompanhado isto, mas já muda minha visão. Infelizmente, outros parlamentares não valem nada. Compreendo a situação. Tá feia a coisa.

    • GABRIEL,PARABENS PELA CLAREZA.

      Todos gostaríamos de enquadrar o prevaricador geral da república e o PIG, mas temos que entender a composição do membros da CPI.

      Só o fato de ter divulgado o relatório já é pelos menos uma vitória parcial.

      Se focássemos apenas e obstinadamente um alvo: O DIREITO DE RESPOSTA E EVENTUAIS DESDOBRAMENTOS JURÍDICOS DE RESPONSABILIDADE já avançaríamos de uma forma bem consolidada.

    • Se o covarde Odair tivesse colocado o seu relatório em votação e perdido, todos nós estaríamos agora a aplaudir e defender o PT. Há momentos em que claramente se toma um lado, não há como escamotear e sair por aí tentando explicar. Este blog defende Lula de forma profissional,vocacional, o que se poderia esperar dele? O PT colou na testa, escreveu a sua história, caracterizou-se para o entendimento geral: é um partido vacilante, covarde e sonambúlico.

    • Cara:
      Q o relatório seja lido, como está. Q o relatório seja votado. Agora, se não vai ser aprovado; isso, vem depois.
      O negócio é q vejo só uma pessoa a falar da CPi do Banestado: o Requião. Ele dá nomes aos bois, direitinho. Então, q seja dado espaço pro Requião, ora.
      Existem momentos de enfrentamento, políticos, q não podem deixar de ser vividos, intensamente. Não interessa, se o resultado for negativo. O q não pode acontecer é comportamento inglório, covarde.
      Esse comportamento, aê, vai ser desastroso nas próximas eleições… pro PT. ( Eu não voto, mais, nesse partidinho…)

  4. Eduardo,

    Acho que o PT, em quem sempre votei, se deixou enganar por si mesmo: passou a acreditar que é a única opção que pode dar continuidade ao estilo de governo instituído pelo Lula.

    Mas engana-se redondamente. Graças a Deus, vemos hoje o surgimento de novas lideranças comprometidas com os mesmos princípios básicos.

    Uma coisa coisa ficou certa: com o PT, não podemos esperar nenhuma melhoria institucional, aquelas coisas que podem forçar a melhoria de costumes em áreas críticas como a comunicação social feita pela mídia.

    Se o PT olhar no espelho hoje, verá uma cara muito semelhante à do PMDB, quando a necessidade de resistir ao regime militar já não era tão grande – com os resistente sendo deixados de lado, sobrepuseram-se os fisiológicos, levando o partido ao saco-de-gatos que é hoje.

    E não nãos esqueçamos: foi nas gestões do PMDB que a concessão de rádios e TVs tornou-se mercadoria distribuída principalmente a políticos em troca de apoios. Esses políticos donos de rádios, jornais e TVs são hoje os que, por trás do pano, impedem qualquer melhoria na regulação da propriedade dos meios.

    Hoje, estou envergonhado da covardia do PT. Seria preferível ver o relatório derrubado na CPI ou no plenário, mas ter a posição de resistência marcada. Os princípios conservados. Afinal, já não tem o poder e a massacrante popularidade?

    Abatidos pelo conformismo, pela pusilanimidade disfarçada em pragmatismo político.

    Bye, bye, PT. Vamos nos empenhar na eleição de alternativas que mantenham o rumo e contenham promessas efetivas de melhoras institucionais.

    Há uma música que pode vir a ser o réquiem do PT: “a gente não quer só comida, a gente quer bebida, diversão e arte!”.

  5. Cara, como é duro esta atitude de ver o PT, partido do qual me identifico, apanhar deste jeito, e o pior, quando tem a possibilidade de retaliar tanta agressão, simplesmente, dá a outra face a tapa. Tou ficando cansado. Dá uma raiva.

    PT, pelo amor de Deus, reaja.

  6. Prezado Eduardo,
    medo mais do quê? Como você disse, o dia tem 24 horas e em todas elas o PIG se esmera em atacar o Governo LULA/DILMA sem qualquer parcimônia. Pressão? Por acaso vão parar com essa volta atrás no relatório da CPMI do Cachoeira? Tristeza, indignação, desesperança e vergonha. Esses são os sentimentos de qualquer simpatizante do PT neste momento.

  7. Estou de L.U.T.O. Teremos que esperar 2018 pelo LULA. O PT perdeu a oportunidade unica.

    • Esperar por Lula em 2018?
      O mesmo Lula que nomeou a amante p/ o cargo de Chefe de Gabinete da PR em SP e que a levava com ele nas viagens oficiais em que a primeira-dama nao o acompanhava?
      O memo Lula que fez do cargo de PR uma extensao de sua alcova?

  8. Fernando Collor, o único que está tentando combater o PIG, questiona Odair.

    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2012/11/28/collor-a-odair-e-o-crime-do-gurgel-e-o-coito-na-veja/

  9. Edu, o partido está me deixando cansado. E isso não é bom…

  10. Salve Edu!

    Será que esse recuo ocorreria em um segundo mandato de Dilma?

    No segundo mandato os governantes, normalmente, são mais ousados.

    Haja vista que, no governo Lula, Franklin Martins, e sua proposta de controle social da mídia, foi para o Ministério das Comunicações somente em 2007.

    • Anderson,

      Você está disposto a aguardar um segundo mandato da Dilma para ver iniciativas neste assunto?

      Eu não.

      Para mim, a Dilma é a continuidade do Lula. Então, na verdade está num TERCEIRO mandato. Se estão recuando tanto agora, vão recuar ainda mais adiante.

      Rei morto, rei posto!

  11. Poxa Simas li o seu primeiro me congratulei. Agora não dá. Busco uma explicação estratosférica, transcendente se quiser. O fato de Haddad ter vencido o Serra, apesar da AP470 e o que ele virá a enfrentar de problemas alem da mídia. Ora a mídia não é uma imprensa livre e sim uma empresa livre. Quanto ao Gurgel veja o paradoxo do Collor a chamá-lo de prevaricador da Republica e a Veja de “coito de bandidos”.

    E o Cidadania colocando uma explicação. E o Nassif e o Miguel do Rosário em explicações do ocorrido.

    Ora me perdoe, mas o que eu perco em ser otimista……… Todos temos retrospectos na vida. Congratulei-me com você as 21,01 comentando o do Roberto Ribeiro as 18,56 do 28/11. Vou buscar aquela frase escrita na igreja que freqüentava, durante a ditadura. “Enquanto passo fome vocês fazem congressos para discutir minha fome” (simile de desigualdade de renda das familias)

    Está bem. Lula e Dilma não são ingênuos como nós não somos. A famosas explicações da correlação de forças e da realpolitk. Contemborizam? .Chavões, chavões. Esse outro………A felicidade está sempre onde nós a pomos, porem nunca a pomos onde nos encontramos”……Qual o agora no qual nos encontramos? Senão no conceito da “AGORA” grega – o partilhar da blogosfera progressista e “suja”.

    Outra; Em fins de ciclo apodrecido e gasto (JHS) para o surgimento de um novo com realce de novos (velhos) valores: as energias em confroto se agigantam. Um novo valor é a cooperação

    No mundo do trabalho. Trago a atual, verdadeira, indiscutível cooperativa de Mondragon nos paises bascos (a mesma de Guernica- Non passaran). A verdade; enquanto na Espanha o desemprego está em 25% na Shangrilá basca está em 12%. O complexo de Mondragon representa também “só” 12% do PIB espanhol. Ora juntando tudo; Estou no Brasil e não em Guernica que foi arrasada, porem a Historia o diz – depois do arraso – nesta região pobre da Espanha, com desemprego e falta de alternativas, um “alguém” começou a pensar na cooperação (nada mais de um moderno “tinham tudo em comum” bíblico) no mundo do trabalho. Veja este e outros pelo google http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=4&ved=0CEoQFjAD&url=http%3A%2F%2Fwww.sdr.rs.gov.br%2Fupload%2F1350930684_181012%2520-%2520Andr%25C3%25A9s%2520Bedio%2520Alonso_tarde.ppt&ei=cKmuUOShC-XC0QHojoCoCg&usg=AFQjCNHEeD3BSDac3LEi9f3lH4X4_0MK7Q&sig2=FCsWC4h3XU2xbJ47VISKwA .
    Estamos a viver o arraso da retirada do Gurgel e o caneta da Veja. O que surgirá daí?

    E neste ínterim o que fazemos………………A mim nada mais de pelo menos (sempre insuficiente pela minha consciência) a não ser contribuir com o MSM. Intervozes, Cafezinho, Brasil de Fato…….e Wishing Thinking, como forma pensamento em busca do sincronismo para uma loucura utópica de América latina, berço de uma nova civilização”

    Respeito e muito a sua postura de vida. Não posso compactuar entretando, com uma analogia em alimentar o “medo” conforme entendo com o filme “Historia sem fim”

  12. Edu,
    uma pergunta que acabei de pensar: é possível utilizar os capítulos do relatório final da CPI sobre os jornalistas e o procurador geral como parte de um processo a ser encaminhado para o ministério público? Por exemplo, o MSM ou qualquer cidadão poderiam fazer essa representação?
    Abraços.

  13. Cabe parabenizar à mídia pelo desserviço que faz a si mesma: nunca houve tanta perseguição à corrupção quanto no lulismo. Mesmo no próprio partido tem cabeças sendo cotadas, e não me refiro à novela das 10, “O Mensalão”. Nunca houve isso nos partidos de direita (leia-se Udenismo, Mídia e Judiciário).

  14. Concordo com Orides, é preferível ver o relatório derrubado , a ter esta postura covarde.
    Nunca pensei que o PT seria responsável por sua derrocada.
    Esta atitude do PT foi um soco no estômago da militância.
    Onde está a resistência?
    Caso prospere esta desonra , nunca mais voto no PT.
    A vitoria ,neste caso, não será da mídia, será a derrota do PT por sua inoperância.
    Todos os ptitas que conheço , estão sentindo -se traídos.

  15. Tô de saco cheio desta cúpula do PT. Tem que ir todo mundo pra cadeia mesmo.
    Estou lendo a biografia do João Goulart e as coisas são mesmo parecidas. Se ele tivesse tido peito, poderia ter evitado o golpe. Não teve, quis ser mais católico que o papa e por conta disto o Brasil sofreu 25 anos. Agora colocamos estes covardes no poder e corremos novo risco. Espero que encontrem os votos “preciosos” da classe média que estão esperando, pois o meu foi já era.

  16. Tbm estou muito decepcionado com as atitudes petistas. Graças a bunda-molice do partido estamos vendo esse circo vergonhoso sendo armado. Acho que eles merecem cada torrada que está levando. A vida é assim, quem ñ bate apanha… uma hora o PT aprende e reage, ou é soterrado pela própria covardia… Que falta faz um Brizola para peitar essa imprensa vendida…

  17. Antes de tudo, afirmo que sou filiado ao PT desde a década de 80. Parabéns ao Eduardo que mais uma vez soube alertar para uma questão crucial. Gostei e concordo com o comentário do Gabriel (29/11 – 8:43). Porém, (sempre um porém…) não são inválidas as críticas à frouxidão do PT. São preocupantes ( e muito!!!) o rumo e o desfecho desse processo contínuo de acusações para desgastar o PT. Não é somente pelo partido PT, como também pela nossa democracia. Lamentavelmente não vejo nenhuma reação vigorosa do PT e da esquerda como um todo. Desde 2005, quando deixaram a oposição pintar e bordar na CPI que deu origem ao relatório do “mensalão”, agora a mídia comandou a música da tal ação penal 470 e o supremo dançou com obediência. Agora estão farejando uma ação contra o Lula, não vai demorar encontrar um procurador que jogue um processo em cima do Lula. A Dilma está na linha de tiro. Golpe branco, com “fundamentos jurídicos”. Isso não é exagero nem drama.

  18. vejam que interessante um vídeo que demonstra como o pessoal do PT esta perdidinho, abandonado pela ELITE pratidária

    nota inicial – NÃO concordo com o Paulo M.L. ..pra mim o mensalão como descrito (mensal, regular, dado diretamente a todo parlamentar da base, pra projeto específico etc) realmente NÃO existiu ..mas existiu DINHEIRO desviado, empréstimos forjado, a turma do MV e documentos falsos ..e o mensalão não existindo não quer dizer que não houve uma PISCINA de crimes e de irregularidades, que a democracia não foi agredida, que canalhas não abusaram se valendo do poder econômico pra enricarem e/ou desviarem ..e como sou daqueles que preza pelo MÉRITO e não pela forma dos processos, daí concluo que o STF mais acertou do errou no processo ..antes tamanha objetividade, combate a hipocrisia e lucidez valesse pra todas as bandeiras (aqui sim uma demanda justa vinda do PT)

    ..Aliás Roberto Jeferson (que realmente atirou numa coisa e acertou noutra) SUSTENTOU sim TUDO o que disse na CPI ao dizer pro delegado que CONFIRMAVA tudo o que tinha dito, mas que não iria repetir, contrariando Levandovsky e Paulo Moreira outra vez.

    ..mas vamos ao vídeo pra vcs verem a “qualidade, profundeza dos argumentos e solidez das estratégias”

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=_YEQfGdiE_I#!

  19. Pior do que o novo relatório da CPMI são as explicações fajutíssimas do relator. Não caio nessa e espero que este deputado NÃO SEJA REELEITO.

  20. acho que o relator, tambem deveria ser indiciado. uma pena o PT, que eu sempre votei, ter esse tipo de atitude. me parece que esses caras nao ve a realidade das coisas

  21. Decerto você pensa que o MP dorme ou nada na incompetência. Se houvessem indícios de delito nas atitudes de Policarpo é mais que certo que já haveria denuncia e o consequente inquérito. O mesmo acontece com Gurgel. Situação diferente é o rosegate. Há fortes suspeitas de prevaricação, com o agravante de que a denunciada foi auxiliar direta de Lula e Dirceu .
    Sobre a popularidade de Dilma, o PT fez, até agora, um bom trabalho em acobertar os malfeitos e, no seu melhor estilo, acusar e baixar o pau em quem sabe que tem elementos para denunciar. Chegará uma hora em que as evidências serão tantas que o eleitor, por mais tapado que seja, vai se tocar.

  22. Caetano sai em defesa da “mídia golpista”

    Brasil 247 – O compositor baiano Caetano Veloso nunca morreu de amores pelo PT e sempre gostou de uma boa polêmica. Ontem, ele defendeu a chamada “mídia golpista”, ou PIG (Partido da Imprensa Golpista), das críticas recebidas pelo partido, ao comentar os resultados do julgamento do mensalão.

    “Eu não compartilho com a visão de alguns petistas que dizem que isso é um golpe da mídia golpista, acho isso ridículo e desrespeitoso com a população”, disse ontem, ao participar de uma entrevista no jornal Estado de S. Paulo.

    Caetano também criticou o ex-presidente Lula. “Lula, logo que aconteceu (o mensalão) disse que tinha sido traído. Depois, dando a entender que o mensalão era caixa 2, disse que era uma coisa que todo mundo fazia no Brasil e que não tinha nada de mais. Agora está dizendo, ou insuflando as pessoas a dizerem, que se trata de golpe da mídia? Isso é um desrespeito.”

    Fonte: http://www.brasil247.com/pt/247/bahia247/86519/Caetano-sai-em-defesa-da-m%C3%ADdia-golpista.htm

  23. João Goulart também éra muito popular quando houve o golpe de 64, segundo pesquisa Ibope feita na época. Isso não impediu que o Brasil tivesse 20 anos de ditadura.

    Um cidadão apoiar o governo é uma coisa. Esse mesmo cidadão sair à rua, fazer greves, enfrentar a polícia e o exército para defender o governo contra um golpe, é uma coisa absolutamente diferente.

  24. CV não tem que justificar seu apoio a ACM Neto. CV acha feio o que não é espelho.
    CV – Caetano Veloso,de triste memória.

    • Ele simplesmente esqueceu que em 1973 a TV Globo promoveu o long-play de um grupo chamado, se não me engano ”Chocolate da Bahia” às custas dele, Caetano Veloso, tirando entre vinte e tantas músicas do grupo o verso de uma que dizia ”a cobra mordeu Caetano”, alusão para lá de maldosa, visto que cobra é um dos muitos eufemismos usados para que as pessoas evitem mencionar pelo nome, o órgão masculino.

  25. O jeito é organizar twitassos e espalhar no facebook, essa sacanagem que querem fazer com o relatório pra proteger Veja e PGR.

    Edu, sugiro que também façamos uma campanha enviando emails para os parlamentares que compõe a CPI. Esse Pedro Taques é um falso moralista do pau oco, aqui do meu Estado.

    O Brasil não pode aceitar que os crimes dessa revista podre e desse prevaricador Geral sejam abafados, pela pressão do PIG.

  26. Hoje eu chorei, pois me lembrei da famosa frase do Lula: “Mais vale as lágrimas de uma derrota do que a vergonha de não ter lutado “. O meu sentimento ao ler esse post foi de tristeza, estou desmotivada, … como lutar por um partido que não luta? que não vai a lugar nenhum? Não consegue chegar às vias de fato de nenhuma CPI? quando na maioria das vezes elas ficam só no papel? …..Gente o que aconteceu com esse partido? Me sinto uma paspalha, acreditando em mudanças estruturais, no fortalecimento da democracia, … mas que a cada episódio, me parece a quilômetros de distância!!! Só podemos lutar por algo que acreditamos, e pelo visto o PT deixou de ser um diferencial, aceitou ser capacho de uma mídia sacana e de um bando de políticos corruptos aliados a ela. Esses políticos surfam na popularidade do Lula e Dilma, desfrutam dos benefícios do governo e apunhalam o PT. Que droga de base aliada é essa? De que adianta elegermos uma bancada tão grande para ela se coligar com a globo-veja-folha-estadão? O FHC foi mais coerente, pois juntamente com sua bancada, fez exatamente o que queriam os apoiadores de seu governo (mídia e elite), abafou todas as CPI’s, pelo menos nisso, ele foi coerente. Mas o comportamento que a militância esperou, ao colocar o PT e base aliada no poder, foi a apuração dos fatos e a penalização dos envolvidos, doa quem doer. Infelizmente o PT frustrou nossas expectativas, nos enfraqueceu na luta.

Trackbacks

  1. O custo da popularidade de Dilma | Altamiro Borges

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.