A fragilidade da base aliada

 

A entrevista que o vice-presidente da CPI do Cachoeira, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), concedeu ao Blog na quinta-feira, exige reflexão. Aqui ou em qualquer outra página em que a entrevista foi reproduzida – como no Blog do Nassif ou no Brasil 247 – os comentários foram, esmagadoramente, críticos. Aliás, melhor seria dizer que foram comentários furiosos.

As reações foram da ampla satisfação dos comentaristas de viés tucano à mais ampla rejeição dos de viés petista. Ninguém aceita as justificativas para o recuo do relator da Comissão, Odair Cunha (PT-MG), no sentido de retirar de seu texto os pedidos de indiciamento do jornalista Policarpo Jr. e do procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Particularmente, fiquei dividido. Ao mesmo tempo em que, como todos sabem, apoio posições mais corajosas do PT e do próprio governo Dilma para enfrentar os ataques tucano-midiáticos, reflito sobre as condições efetivas de êxito que tanto um quanto outro possam ter tido…

Analisando o que o deputado Paulo Teixeira disse ao Blog, torna-se óbvio que a base aliada se esfacelou – ao menos no âmbito da CPI. Ora, a base aliada controla a presidência, a vice-presidência e a relatoria da Comissão, mas não conseguiu aprovar nada mais do que a oposição.

Se a base aliada convocou – ou convidou – um governador como Marconi Perillo – que, na verdade, é o foco da investigação por seu envolvimento escandaloso com o bicheiro Carlos Cachoeira –, a oposição conseguiu convocar o governador petista Agnelo Queiroz, contra quem não pesa nem um grama do que pesa contra seu homólogo tucano.

E se a base aliada convocou Paulo Preto, a oposição convocou Luiz Antonio Pagot…

O equilíbrio de forças oposicionistas e situacionistas na CPI mostra, portanto, que grande parte da base aliada ao governo Dilma atua ora como governista, ora como oposicionista. Não se sabe ao certo, portanto, qual é a verdadeira base aliada do governo Dilma, mas pode-se inferir que, à exceção do PC do B, não exista nenhum outro aliado confiável.

Em uma situação assim, fica mais fácil entender o temor do governo Dilma e do próprio PT. Com uma base de apoio tão volátil – e, frequentemente, tão desleal –, o governo se expõe, no limite, até a revoltas parlamentares como a que deu origem ao impeachment do ex-presidente Fernando “aquilo roxo” Collor de Mello.

Não é brincadeira…

Isso sem falar que Dilma tem como vice ninguém mais, ninguém menos do que Michel Temer, que já foi aliado “fiel” dos tucanos e que, dizem, está por trás da hesitação da presidente em relação à imprensa.  O governo deve temer Temer. E muito. Se Dilma sofrer queda de popularidade, ele salta do barco antes que você, leitor, possa proferir a palavra fisiologia.

Vejo-me obrigado, portanto, a refletir sobre a expressão “governo de coalizão”. Boa parte da militância petista não leva em conta algo que escrevi há alguns meses aqui, sobre que o PT chegou ao governo, sim, mas não chegou ao poder.

O fato é que a imprensa, apesar de não conseguir mais eleger quem quer por estrita falta de colaboração desse ente que trata sempre como detalhe nas escolhas que o país faz, ou seja, o povo, ainda  tem um poder político praticamente inacreditável. Isso porque se impõe em quase todos os partidos, para não dizer em todos.

A situação se torna estarrecedora quando se reflete que, mesmo no único partido em que a mídia não deveria ter influência, ela tem. Todos sabem muito bem quais são os petistas que vivem aos beijos e abraços com o Partido da Imprensa Golpista enquanto este faz tudo o que pode e que não pode para destruir o partido deles.

Como já expliquei em post anterior, isso se deve ao fato de que essa coisa de que a mídia não influi mais em eleições pode até ser verdade em eleições mais disputadas, nas quais o PT joga com a “bomba atômica” Lula e com o peso – e o dinheiro – que sua nova configuração ideológica lhe propiciou a partir de 2002. Mas não é verdade no varejo.

É óbvio que parlamentares, prefeitos de cidades menores e até governadores continuam sendo eleitos por influência da mídia – e são esses que até aderem, fisiologicamente, ao partido que está no poder, mas só para mamar, pois, na hora do vamos ver, os integrantes desses partidos “aliados” são liberados pelos dirigentes para agirem como quiserem.

Um bom exemplo é São Paulo. Enquanto Orestes Quércia estava vivo o PMDB era o maior aliado do PSDB por aqui, apesar de dividir o governo federal com o PT. É óbvio, portanto, que os interesses que um PMDB representa em São Paulo acabam interferindo na atuação da bancada federal do partido. E esse é só um exemplo.

Você, eleitor ou simpatizante do PT, pode ficar contrariado com o partido. Pode dizer que é covarde, pode xingá-lo quanto quiser. Mas uma coisa é certa: o PSDB só não está no poder porque o PT aceitou essas regras do jogo. O que há para decidir, portanto, é se queremos o PT no poder, mas sem poder falar grosso, ou falando grosso, mas na oposição.

Tags: , , , , , , , , , , , ,

256 Comentário

  1. Não acho que devamos abrir mão do governo, apesar de concordar plenamente com Eduardo, de que a base governista é frágil e, sobretudo, desleal. O ideal (digo o ideal) seria uma chapa de candidato do PT com um vice de um partido mais engajado à esquerda, tipo o PCdoB. Realmente, com esse vice que Dilma tem, ela e o partido ficam sempre em situação muito delicada, amarrada, sem poder promover os avanços de que o país precisa. Daí, os eleitores petistas sempre com essa eterna insatisfação.Mas é preciso ter cuidado, pois não dá para confiar no principal aliado (o PMDB), partido extremamanete fisiológico. Posso estar enganado, mas em caso de golpe, não sei se o vice de Dilma teria a mesma postura de um José Alencar. Com tanta fragilidade e com as denúncias seletivas da imprensa oposicionista e golpista dá para se entender a posição do PT (Odair) na CPMI. Não sei se é coincidência, mas bastou sair a entrevista de Paulo Teixeira, na qual ele afirma a possibilidade do Policarpo ser investigado pela Polícia Federal, para seu nome aparecer nos supostos emails de Rose e ser, sem a menor prova, citado como envolvido no suposto esquema. É como se um aviso fosse dado, tipo assim: “Não se meta com a mídia, pois podemos forjar denúncias contra o senhor” . Só há no momento uma alternativa: organização da militância e dos movimentos sociais para dar apoio ao governo, pressionando a frágil base aliada, fazendo contraponto à mídia oposicionista e golpista, exigindo a democratização na escolha dos membros dos tribunais e uma profunda reforma do judiciário e ajudando a eleger um congresso de efetiva maioria para o governo, como nas democracias parlamentaristas (eleger justamente deputados de partidos tipo o PCdB, PT e PSB qe são os únicos que têm dado efetivo apoio ao governo). Dilma se candidatando em 2014, não deve reptir esta aliança com o PMDB (é muito risco e pouco avanço)

    • A meu ver o principal problema para governos, de fato, progressistas tomarem o poder é ter maioria, de fato, no congresso nacional, nas assembléias legislativas e nas câmaras municipais. Sem isso é aprender a andar sobre casca de banana.

  2. Com já postei anteriormente: A base aliada (principalmente o PMDB) tem “algumas coisa” à esconder da velha mídia…? (rabo preso) O PT está refém dos seus “aliado”. Só com um renovação (limpeza) do congresso, poderá reagir.

  3. Como só nos resta espernear, minha sujestão é: andar com faixas dentro do carro e onde estiver um repórter do Pig ao vivo, atravessar com a faixa por detrás do repórter, de frente à câmera, com frases de protesto contra eles, como “Partido da Imprensa Golpista”, “fora Rede Globo”, “Globo respeite a democracia”, “democratização da mídia” etc… Do Congresso não sai lei nenhuma por parte desses vendidos! A lei da ficha limpa só saiu porque era do interesse dos golpistas da direita. Com a campanha por parte do PIG e com o Judiciário aliado deles foi fácil aprovar a tal lei. Com um judiciário como o nosso a direita tira qualquer candidato da esquerda das eleições e sem parecer golpe. Fui contra esta lei desde sempre.

  4. os golpes americanos na américa latina e a mídia americana (ou lavagem cerebral para apoiar golpes nos paísitos):
    ATÉ EM SERIADO ESTADUDINENSE A FAMA DA CORRUPÇÃO DOS PETRALHAS É MOSTRADA

    Trata-se do seriado Person of Interest, no 3. episódio da 2. temporada – Masquerade, exibido nos EUA no dia 18 de outubro.

    Sr. Finch (Michael Emerson, o Benjamin do seriado Lost), um bilionário misterioso, desenvolveu um programa de computador que prevê a identidade de pessoas ligadas a crimes violentos que terão lugar num futuro próximo.

    Dê uma pausa no video e veja as manchetes.
    01m21s – “O partido político (PT) do pai dela foi acusado de fraude na última eleição.” veja notícia do site “DEM acusa de fraude o comitê eleitoral do PT”
    01m27s – “Sequestros políticos não são incomuns no país dela.”
    01m33s – mostrando site a notícia “Partido dos Trabalhadores indicará Campos.”http://www.youtube.com/watch?v=2IkGoU7bDtc

    se isso serve como medida para saber o interesse dos americanos em nós….depois não reclamem quando um golpe aqui for bem sucedido, a gente tem como base um governo que prefere cachorrinhos que abanam o rabo ao invés de pessoas com valor (ver entrevista com fux- se tivessem escolhido um juiz com honra e de valor…quem sabe o julgamento do mensalão não tivesse sido diferente. ai quando não foi, só restou apelar para a miltância. até quando?

  5. O ideal e elegermos politicos desvinculados com qualquer tipo de concessao publica de comunicacao , precisamos identificar e votar em pessoase esquerda que nao sao comprometidas com esses grupos midiaticos.

  6. O pior é que o PT voltando à oposição, fique certo Eduardo, não voltará mais com a auréa que tinha de partido puro. Sua passagem pelo poder sem fazer as necessárias mudanças (lei da mídia, reforma política etc.) deixaram o PT fragilizado. E agora, para completar, esse caso da Rose que a mídia está usando para desgastar a figura de Lula, com reflexos sobre Dilma, vai, inevitavelmente, influir na imagem do partido e seus principais membros e, portanto, seu retorno à oposição vai ser numa posição periclitante. Espero que o governo trabalhista mantenha o poder e procure, urgentemente, colocar o trem nos trilhos, fazendo todas as reformas necessárias e se afastando, a medida do possível, não da base aliada (infelizemente não deve), mas de alguns membros dessa base que fazem jogo duplo (difícil é separar o joio do trigo).

  7. É fogo viu?

    O Brasil precisa ser liberto destes entraves.

  8. Edu, sua análise é brilhante, e realmente toca na ferida. De fato, creio que com essa base aliada não conseguiremos aprovar, por exemplo, alguns projetos que são essenciais para o país, como a Lei de Medios. Entretanto, ainda assim acredito que há outros meios possíveis de se combater os inimigos que podem dar certo. Não entendo a razão pela qual o governo não lança mão deles. Por exemplo, por que o governo ainda não fechou a torneirinha de grana que jorra para os grandes jornais e revistas? Ele não precisa de aprovação alguma de nenhum outro poder para fazer isto, basta vontade e coragem para enfrentar os gritos que virão pela frente. Sem essa ajuda financeira (ou pelo menos com muito menos ajuda financeira), tenho certeza que eles já sairiam enfraquecidos. Temos desperdiçados muito as indicações no STF também, acreditando de forma ingêna que escolha deve ser “isenta”. Um governo de esquerda deve entender que as nomeações devem ser de juízes de esquerda e, portanto, ideológicas, sim. Nos governos anteriores todas foram feitas assim. Como a Dilma foi escolher figuras como Rosa Weber e Fux, pessoas medíocres e ainda por cima extremamente conservadoras? Um desperdício! Também acho que houve um distanciamento entre o governo e os movimentos sociais e mesmo entre o governo e o povo que me assusta muito. A Dilma precisa ir mais para as ruas e conversar diretamente com as pessoas, denunciar claramente o que está ocorrendo, alertar para o jogo sujo que tem sido feito para desestabilizar o governo. Entendo que ela tem um perfil diretamente do que o Lula possui, mas fazer política é importante para alguém que ocupa o posto de presidente da república. Por último, o governo está precisando fazer uma faxina completa na PF e mandar embora todos aqueles vazadores de informações para a grande mídia. Quando a PF tiver a coragem de investigar e indiciar figuras ligadas à oposição da mesma forma que faz com figuras ligadas ao governo, a casa deles cairá raipidinho. Escändalos da oposição é o que não faltam.

  9. Caro Edu

    Texto de uma clareza cristalina, meus parabéns!
    Só não entende se não quiser.

  10. eduardo

    para inibir essa pratica nefasta vcs deveriam, peridocamente, listar no blog os nomes dos deputados que protegem o PIG e são contra o governo Dilma

    formariam a famosa LISTA que seria publizada nos blogs semanalmente

    garanto a vc que um monte de deputado iria fazer uma forcinha para não aparecer na lista como oposicionista

    ate mesmo os do PT

    pensa nisso

    esse povo é hipocrita e so se manifesta por baixo dos panos

    bota a cara e os nomes deles para fora eduardo

    abs

  11. Eu dei o meu vota para o PT chegar aonde chegou. O que querem mais? que eu vai ensiná-lo a exercer o Poder?
    Se eu soubesse não teria vestido meu uniforme de Povo e me esfalfado em quase cincoenta de trabalho
    para no final conseguir uma aposentadoria que mal dar pra comprar os remédios para mimha velhice.
    Jésus da Silva.

  12. Caro Eduardo,
    Sua reflexão tem sentido e sua frase sobre o governo e o poder do PT é óbvio.
    Nada a acrescentar. No entanto isso não esgota o problema. Não vou traçar um
    histórico do PT “autêntico”, apenas um exemplo recente. Quando o PSDB tentou
    sangrar Lula até o fim do mandato no episódio em que Dirceu foi acusado de
    articular um mensalão, por instinto político de sobrevivência, Lula foi às ruas e
    convocou a militância e simpatizantes para resistir. Foi para a rua praticamente
    só, pois as principais lideranças estavam imobilizadas pelas denúncias. E o
    velho metalúrgico ganhou a batalha e foi reeleito.
    Hoje, a elite política do PT desapareceu e esquece que PT significa Partido dos
    Trabaladores, Dilma inclusive. Não há uma imprensa própria do partido (temos
    que nos virar com os blogueiros como você, Nassif, Azenha, etc.). Vocês são
    imprescindíveis, mas não podem dirigir difusamente a comunicação de um
    partido.
    As principais lideranças do partido, inclusive os que estão no ministério não
    sabem nem querem saber quais são as bases potenciais do PT. O Cardoso na
    justiça é uma aberração. Tentou misturar o código de ética dos advogados que
    permite que defendam assassinos, ladrões, corruptos, com o código de ética de
    um dirigente partidário que recebe as benesses dos cargos. Agora a PF de Serra
    o deixou vendido, com a boca aberta. Aliás, não sejamos injustos, Greenhalg já havia
    cometido o mesmo desvario com Daniel Dantas.
    Mercadante que teria potencial de líder, pula de um ministério para outro como quem
    troca de gravata.
    A geração mais jovem, com tradição acadêmica de marxismo, a exemplo de um Haddad
    e de um André Singer, em vez de pensar em reforçar os laços do partido com os
    trabalhadores, agora teorizam sobre uma classe média (fruto do markeing político,
    para classificar gente que ganha menos de R$ 1.800,00).
    Finalmente Dilma, com platitudes sobre a república (ela esquece que é uma república,
    mas é burguesa), repete sem parar piadinhas de gosto mais que duvidoso sobre o
    controle remoto e não enfrenta o monopólio econômico e político dos meios de comunicação.
    Em lugar de pensar que nossos problemas estão nos outros, o PT tem de pensar antes na sua
    estratégia política para sair do beco sem saída em que nossos inimigos de classe tentam nos
    colocar sem parar.
    Um abraço fraterno
    Jcalbek

  13. A acomodação se inicia com a Carta aos Brasileiros, em 2002, na realidade uma adesão, quando se procura desfazer qualquer temor de que o PT no governo pudesse atacar as bases da economia neoliberal, respeitando os contratos, que se consumou, exceto para os contratos de interesse coletivo dos trabalhadores. Deu-se inclusive a aceitação de banqueiro ligado ao PSDB para dirigir o Banco Central, que permaneceu por oito anos. A verdade é que, assim como a base aliada, o governo é uma mixórdia ideológica, vai a Porto Alegre, mas dirige seguindo o Consenso de Washington, muito de acordo com a sua base de sustentação, que a eleição de Haddad para prefeito de São Paulo mostrou depender até do apoio de Paulo Maluf. Quem tem ganho mais tem sido os ricos e os grandes capitais. Por isso fica fácil entender porque empresas estatais, a Petrobrás o maior exemplo, continuam preservadas, mantidas enxutas com forte terceirização e precarização de muitos direitos de seus empregados da ativa e aposentados, a muito custo atendendo seus compromissos com a sociedade brasileira, mas mais preocupadas em se maquiar e exibir grandes lucros para pousar na Bolsa de Nova Iorque (NYSE) como um ativo que interesse ao capital multinacional. O poder de fato está aguardando uma oportunidade para viabilizar a Petrobrax de Fernando Henrique Cardoso. Nesses quase dez anos é verdade que os que vivem de trabalho têm tido ganhos, mas nada institucional, nenhum direito relevante, com a Previdência mais ágil e sem filas, mas no mesmo esquema de redução de direitos implantada nos governos do PSDB. Na essência, não há uma nova política, apenas se atua para diminuir os danos que levem a população ao desespero. Uma política de uma no cravo outra na ferradura, sem bases de sustentação de fato, que sobrevive porque a oposição até hoje possível, no geral, tem os mesmos interesses. Ninguém tem base para mudança alguma. E continuam os déspotas esclarecidos, nesse exército de Brancaleone, tentando alguma melhora para os pobres, mas nada institucional. Até quando não se sabe.

  14. DENUNCIA GRAVE!!!
    Estive lendo em jornal Português, que a Policia Federal, e ministério Público, tem gravações e E-mails onde incriminam Lula diretamente com a quadrilha do mensalão e outros atos de corrupção do governo do PT.
    São gravações e E-mail guardados dos últimos 10 anos . O Jornal deixa transparecer que são denuncias graves, porém para não causar desastre politico nacional criando assim instabilidade politica no país, essas revelações são guardadas a sete chaves inclusive pela imprensa brasileira para não virem à tona muito menos a público.
    Resumindo: Uma proteção e blindagem absurda sobre Lula da Silva .
    Porque tanta proteção para Lula ?
    Porque escondem os atos de Má Fé os quais Lula fez e faz a essa nação?

    Autoridades desse país, nós contribuinte s e vitima s dessa quadrilha , pedimos que apurem os fatos não deixem Lula fazer do nosso pais, uma casa de mãe Juana para se perpetuar no poder.

    Não deixem esse pais virar uma mentira de enganações com o único intuito de perpetuar no poder quadrilhas..

    O BRASIL QUER SABER , Estamos aguardando: QUAL SERÁ A PROXIMA DENUNCIA ENVOLVENDO ESSE MARAJÁ AI EMBAIXO ?
    Vai demorar? kkkkkkkkkkkkkkk
    Podemos esperar de Pé ? kkkkkkkkkkkkk
    O cara é um verdadeiro 171 da pesada !!!
    Lula da Silva, uma baita HERNAÇA MALDITA a qual temos que engolir !!!

    Lula da Silva, + podre que CARNIÇA !!!
    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=574103792604986&set=a.508599665822066.130782.229188757096493&type=1&theater

    • Leticia Maynard,
      qual jornal português?
      publicado quando?
      quais denuncias?
      que e-mails?
      que idade tens?
      7?
      ou 1964?

      A única proibição à imprensa, neste país, é falar bem de Lula.

    • Eu acho que você postou mensagem no lugar errado. Vai se embalar no colo do tio Rei, lá que é o seu lugar.

    • Maynard??? que nome é esse???

      Abriram as portas do inferno??

  15. A pequena burguesia endoidou de vez. Os blogueiros “sujos” endoidaram de vez. Ou estes blogs “sujos” estão infiltrados de psdbostas, ou deu uma virose heloisa helena na moçada. PQP!!!!! A QUEM INTERESSA, HOJE, DESGASTAR O GOVERNO DILMA E O PT????? PORRA!!!!!! Ninguem divulga, ninguem, as boas realizações deste GOVERNO. Todos repercutem, todos, os golpes, as bandidagens, da grande mídia. Está todo mundo dando moral para essa merda de artigo do Mino Carta. A quem interessa chamar o governo Dilma e o PT de covarde e de traidor????? Este artigo, do Eduardo, mostra muito bem a fragilidade do alicerce, da base de sustentação deste governo. Faltou mostrar, e dizer, da fragilidade do PT. A nossa sorte é que a oposição está em uma pindaíba pior que a nossa, mas eles tem a grande imprensa e o judiciário.Por que ninguem cobra o PCdo B, O PSB, o PDT e os outros??? Até o Nassif, vem falar que falta Estadista nesse país. Vamos lá, concordemos com êle, falta Estadista nesse país. Não temos porque não queremos???? E daí, como se cria Estadistas???? A canetada ??? Será que é tão dificil entender que não depende só do querer, que depende das forças que temos???? Chamo a todos para uma reflexão sobre A QUEM INTERESSA, HOJE, DESGASTAR O GOVERNO DILMA E O PT????? Precisamos criar um movimento de apoio ao Governo e ao PT, um movimento de UNIDADE POPULAR.

    PS: E esta tal Letícia Maynard, Maynard. Esse sobrenome, não me é estranho. Eu li num jornal, aqui na minha região, que ela….., não, não vou falar, NÃO TENHO PROVAS!!! NÃO VOU FAZER PISTOLAGEM, IGUAL ELA FAZ!!!! Mas esse sobrenome, Maynard!!!!!

  16. Lembrei, lembrei. Maynard, é um pistoleiro da veja .É um pistoleiro da famiglia.

  17. 02/12/2012 21:42

    Bomba! Como Rosemary entrou com 25 milhões de euros em Portugal

    http://www.blogdogarotinho.com.br/Default.aspx

    Na nota anterior dei a pista sobre a existência de uma conta na cidade do Porto (Portugal), na agência central do Banco Espírito Santo, onde foram depositados no 25 milhões de euros. Imediatamente comecei a receber muitas ligações de jornalistas pedindo mais informações a respeito do assunto. Recorri à minha fonte que me deu mais detalhes esclarecedores de como tudo teria ocorrido. Vocês vão cair para trás.

    Como já foi tornado público, Rosemary era portadora de passaporte diplomático, mas o que não foi revelado é que ela também era portadora autorização para transportar mala diplomática, livre de inspeção em qualquer alfândega do mundo, de acordo com a Convenção de Viena. Para quem não sabe esclareço que o termo “mala diplomática” não se refere específicamente a uma mala, pode ser um caixote ou outro volume.

    Segundo a informação que recebi, Rosemary acompanhou Lula numa viagem a Portugal. Ao desembarcar foi obrigada a informar se a mala diplomática continha valores em espécie, o que é obrigatório pela legislação da Zona do Euro, mesmo que o volume não possa ser aberto.

    Pasmem, Rose declarou então que havia na mala diplomática 25 milhões de euros. Ao ouvir o montante que estava na mala diplomática, por medida de segurança, as autoridades alfandegárias portuguesas resolveram sugerir que ela contratasse um carro-forte para o transporte.

    A requisição do carro-forte está na declaração de desembarque da passageira Rosemary Noronha, e a quantia em dinheiro transportada em solo português registrada na alfândega da cidade do Porto, que exige uma declaração de bagagem de acordo com as leis internacionais. Está tudo nos arquivos da alfândega do Porto.

    A agência central do Banco Espírito Santo na cidade do Porto já foi sondada sobre o assunto, mas a lei de sigilo bancário impede que seja dada qualquer informação. Porém a empresa que presta serviço de carros para transporte de valores também exige o pagamento por parte do depositário de um seguro de valores, devidamente identificado o beneficiário e o responsável pelo transporte do dinheiro.

    Na apólice do seguro feito no Porto está escrito: “Responsável pelo transporte: Rosemary Noronha”. E o beneficiário, o felizardo dono dos 25 milhões de euros, alguém imagina quem é? Será que ele não sabia? A coisa foi tão primária que até eu fico em dúvida se é possível tanta burrice.

    Esses documentos estão arquivados na alfândega do aeroporto internacional Francisco Sá Carneiro, na cidade do Porto. O dinheiro está protegido pelo sigilo bancário, mas os demais documentos não são bancários, logo não estão sujeitos a sigilo. A apólice para transportar o dinheiro para o Banco Espírito Santo é pública, e basta que as autoridades do Ministério Público ou da Polícia Federal solicitem às autoridades portuguesas.

    Este fato gravíssimo já é do conhecimento da alta cúpula do governo federal em Brasília, inclusive do ministro da Justiça. Agora as providências só precisam ser adotadas. É uma bomba de muitos megatons, que faz o Mensalão parecer bombinha de festa junina.

    Em tempo: Pelo câmbio de sexta-feira, 25 milhões de euros correspondem a R$ 68 milhões.

  18. A base aliada é frágil, mas a oposicionista é mais frágil ainda. Só o PIG não é frágil. Esse é que é o verdadeiro inimigo a ser neutralizado. Lula de certa forma conseguia fazer-lhe contra ponto. Dilma precisa aprender a fazê-lo. Em Minas, como eu já disse aqui,tem propaganda do governo toda semana nas TVs, rádios, jornais e revistas. Eu me pergunto por que diabos a comunicação social do governo federal não faz isso, se tem muito mais verba do que o Estado. Essa base aliada é frágil, mas necessária, porque sem ela não se governa. E tem que ter o PMDB , porque nanicos fazem pouca ou nenhuma diferença.

  19. Análise irretocável.

  20. Sr. Jorge Nogueira REbolla, não sei se o senhor acompanha de perto as práticas políticas da família garotinho. Divulgar o que diz membro da família garotinho…Bem, quem achar que deve comprar carro usado da família garotinho que compre.

  21. A questão não é simplesmente “escolher” entre uma posição e outra, como se a dinâmica sócio-política fôsse estanque. A necessidade imprescindível é que precisamos caminhar dessa posição de estagnação, sob pena de ao não fazê-la perpetuarmos um status quo construído pelo dominadores, o que, além de impedir que esta país progrida, também congelará a caminhada do PT como partido líder de um processo de mudança, possibilitando que ele congele-se da mesma maneira que aconteceu com a Concertación chilena, virando um “esquerda-direita” que ao final acabará repudiada principalmente pelas novas gerações, que não conheceram o PT como representante da mudança e da rebeldia, mas não só por ela. É EVIDENTE QUE COMO SABEMOS O PT CONTROLA APENAS UMA PARCELA DO PODER POLÍTICO(O QUE SIGNIFICA PARTES DO ESTADO, MAS ESTÁ LONGE DE CONTROLÁ-LO POR COMPLETO), E NÃO TEM NENHUM DOMÍNIO SOBRE O PODER ECONÔMICO; QUE É O REAL FORMADOR E DEFINIDOR DE UMA SOCIEDADE, E MUITO MENOS SOBRE O MIDIÁTICO. E É ESSA CORRELAÇÃO DE FORÇAS QUE NOS OBRIGA A ACEITAR O CARÁTER REFORMISTA, GRADUAL E LENTO, DOS GOVERNOS LULA E DILMA. CONTUDO ESSA CORRELAÇÃO DE FORÇAS NÃO PODE NUNCA FICAR ESTANQUE “AD ETERNUM”, ATÉ PORQUE A FORMA COM CONFIGURA-SE ATUALMENTE APONTA UM LIMITE BEM CLARO PARA AS MUDANÇAS MÍNIMAS QUE PODEM OCORRER, O QUAL JÁ ESTÁ PRÓXIMO DE SER ATINGIDO; NECESSITANDO ALTERAR-SE EM FAVOR DAS FORÇAS DEMOCRÁTICO-PROGRESSISTAS, PARA QUE NÃO OCORRA A JÁ CITADA ESTAGNAÇÃO, E TAMBÉM O RETROCESSO, DO PROCESSO DE MUDANÇAS INICIADO COM A VITÓRIA DE LULA EM 2002. Nesse contexto podemos perceber a obrigatoriedade de uma ação mais efetiva do PT. Em primeiro lugar contra o golpismo escandaloso que tomou conta deste país, liderado pela mídia(e que pretende como sempre colar no partido a pecha udenista de “inventor” da corrupção, normalmente sequer existente, a mesma usada contra todos os Governos Trabalhistas que ascenderam ao poder neste país desde Vargas) e em segundo lugar em prol de mudanças mais profundas em nossa ordem social excludente, como a democratização dos meios de comunicação. POR ISSO, O PARTIDO E AS FORÇAS QUE O APOIAM E REPRESENTAM, COMO A BANCADA PARLAMENTAR E OS MOVIMENTOS SOCIAIS, TINHAM SIM, COMO UMA DAS PRIMEIRAS MEDIDAS A CARACTERIZAR ESSA REAÇÃO POLÍTICA NUNCA LEVADA A CABO, GARANTIR A APROVAÇÃO DO RELATÓRIO DA CPI DO CAHOEIRA, O QUAL DEVERIA TER SAÍDO AINDA MAIS EFETIVO(EXIGINDO O INDICIAMENTO DE CIVITA E INCLUINDO OS MARINHO PELA CLARA PARTICIPAÇÃO DA ÉPOCA NO ESQUEMA), NÃO RECUANDO UM MILÍMETRO NAS CONCLUSÕES DA INVESTIGAÇÃO, MAIS AINDA NUM MOMENTO EM QUE A DIREITA TENTA ESCONDER O CASO COM AS ACUSAÇÕES CONTRA ROSEMARY, USADAS PRINCIPALMENTE COMO PERSPECTIVA E “BALÃO DE ENSAIO” PARA O GOLPE QUE PRETENDEM LEVAR A CABO AINDA EM 2013. Como toda covardia, ainda mais diante de vermes arrogantes como são os conservadores, o partido já está pagando caro por essa atitude : além do desgate entre os que o apoiam, a direita aproveitou-se da moleza demonstrada e agora está mais afoita, sequer pretendendo aprovar o relatório deformado que o Relator apresentará. Por isso Posturas como essas evidenciam o que qualquer um com um pouco de experiência na luta sabe : os conservadores só respeitam a força, qualquer recuo diante dos descendentes dos coroneis(e que são tão coroneis quanto seus papais)só nos leva à à perspectiva de perdermos o que ainda nos restou, já que os senhores de engenho ao perceberem o recuo não hesitarão em tentar esmagar os que ousaram rebelar-se contra seu domínio despótico. Fazer o partido compreender isso (não racionalmente porque ele já o sabe, mas sentindo essa constatação, que é verdadeira forma de apreender-se algo), é tarefa essencial para aqueles que apoiam; muito mais do que o PT, mas as mudanças que vem-se realizando para construir uma Nação mais justa; e nessa tarefa a mídia alternativa, os movimentos sociais e a Sociedade civil organizada têm papel decisivo numa mobilização que é fundamental se não quisermos ver as forças do atraso retornarem ao poder através do golpe midiático.

  22. Rousseff está mexendo com muita gente poderosa,que nem Lula se atreveu a fazer. Se não vejamos : Comissão da Verdade – Militares de alto coturno; Continuou a baixar ainda mais os juros,forçou a baixa spreads – Setor financeiro,bancos; Baixar preço de energia eletrica e rever concessões, – Empresarios do setor eletrico pesado; Continuou e apertou o combate à corrupção dos grandes, quer acabar com financiamento privado de campanhas- Empresarios politicos,politicos empresarios,empresarios so,politicos so,funcionarios publicos de alto coturno.

  23. Bom Dia Edú:

    Problemas pesoais me fizeram ficar afastado do Internet por algum tempo. Mais uma vez tua análise é brilhante. O ponto agora é encaminhar as saídas para tal situação. Dikma tem uma oportunidade de ouro,agora, com todo este pseu-do moralismo “lacerdista ganindo em volta, de dar um troco brilhante: basta voltar à pauta a questão da reforma pol´[itica, mas com um escopo muito mais aguçado. ou seja manter o foco no FINANCIAMENTO PÙBLICO das campanhas e na LIMITAçÂO dos gastos das campanhas eleitorais. Isso acalmaria a classe média e, no médio prazo, implodiria muito do fisiologismo de”aliados’ como o PMDB. Outro ponto imposrtante, este fora da pauta mensalão, é o de resesenhar a base com um perfil mais à esquerda, como alguns comentadores já colocararam. O PMDB só entrou na chapa dilma por conta do peso do horário eleitoral na campanha.; este foi, sem dúvida, um ponto central da estratégia de Lula; o ponto fraco do PMDB é justamente o do PT estar crescendo em seus tradicionais redutos eleitorais, nas cidades médias e pequenas, assim juntou-se afome e a vntade de comer. Mas eles teem extrapolado em muito os seus arroubos. Esta CPI mostrou claramente o perfil chantagista de Temer, de Miro Teixeira e de outros dinossauros políticos brasileiros. É hora de uma paulada, discreta , mas eficaz, e aí não há outra chance, senão o uso de uam arma que a esquerda domina muito bem: a das mobilizaçõs populares. Política não se faz s´[o em ano eleitoral. Temas como a reforma eleitoral, por exemplo , podem, se bem conduzidos, levar a manifestações de massa que sinuquem estes aliados golpistas. O mesmo pode valer para a democratização da Internet, o desinvestimento na mídia ( o sindicato dos jornalistas, por exemplo, poderiam apoiar uma campanha por cotas de propaganda governamental nos pequenos veículos e na INTERNET. Enfim, acho que está na hora de botar o vloco na rua, em cima de duas ou três questões bem escolhidas. Com o ganho político daí advindo, seria possível aumentar as bamcadas mais à esquerda na Câmara e ser menos dependente destes crápulas! Um Abraço.

Trackbacks

  1. A fragilidade da base aliada | S.O.S. - Notícias | O portal de notícias da hora!
  2. A base aliada | Viva Marabá Carajás Brasil
  3. A fragilidade da base aliada | Altamiro Borges

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.