São Paulo amadureceu pela dor

São Paulo está dando o primeiro passo para começar a se livrar de uma quadrilha formada por dois partidos que, há uma década, apesar de subsistirem em terras paulistas, o Brasil vem rejeitando progressivamente: o PSDB e o DEM. E por um consórcio de impérios de comunicação que atingiu o porte paquidérmico que tem hoje graças às incontáveis arcas de dinheiro público que recebeu da ditadura militar pelos favores que lhe prestou.

José Serra, o lunático que o povo de São Paulo ora manda para a aposentadoria, tem todas as características de capo: autoritário, impiedoso, preconceituoso, truculento, cínico e, segundo o livro A Privataria Tucana, desonesto – sua filha e outros parentes, enquanto o governo federal do PSDB vendia patrimônio público a preço de banana, recebiam milhões e milhões de dólares de remessas inexplicáveis do exterior.

Mas o que impôs a Serra a derrota acachapante da vez não foram os questionamentos éticos que, por um misto de cumplicidade da grande imprensa e de covardia de seus adversários políticos, (ainda) não estão sendo apurados, em que pese a CPI aprovada pela Câmara dos Deputados para esse fim, a qual, segundo se sabe, deverá ser instalada no início do próximo ano, na volta dos trabalhos do Congresso.

Como o tema é a eleição em São Paulo, o que se tem que analisar é que tudo o que está acontecendo se deve a que a cidade cometeu um erro fatal em 2004 e outro ainda maior em 2008 e tais erros lhe cobraram um alto preço.

Marta Suplicy foi eleita em 2000 com a missão de reparar a devastação praticada por Paulo Maluf e Celso Pitta na prefeitura ao longo da década de 1990, quando protagonizaram o primeiro grande erro dos paulistanos, o de negar voto a Eduardo Suplicy, indicado por Luiza Erundina, que fizera trabalho saneador da cidade após outra gestão catastrófica, a de Jânio Quadros, que, a exemplo das de Maluf, Pitta, José Serra e Gilberto Kassab, viu máfias se instalarem por toda a administração municipal.

Por omissão criminosa da grande imprensa paulista, São Paulo não sabe que a gestão Kassab está “sub judice”, com vários secretários e o próprio prefeito sendo acusados e investigados pelo Ministério Público por conta das novas máfias que se instalaram na administração municipal de forma a, por exemplo, lucrar com a liberação de construção de imóveis.

A mídia que a ditadura militar legou ao Brasil, porém, escondeu tudo isso do eleitor paulistano no âmbito de sua luta insana contra o Partido dos Trabalhadores, que já remonta a quase a um quarto de século (desde 1989).

Todavia, ainda em 2004, quando a excelente gestão Marta foi interrompida aos meros quatro anos (os grupos políticos de direita que governaram a cidade tiveram todos oito anos) assim como ocorreu com a de Erundina, já se sabia que a retomada das práticas criminosas e socialmente irresponsáveis que a direita iria impor à cidade cobrariam desta um preço, de forma que a conscientização do paulistano sobreviria, se não pelo amor (racionalidade), ao menos pela dor.

A cidade, pois, foi entregue a dois homens que utilizariam a administração municipal como trampolim para seus projetos políticos. Serra ficou no cargo pouco mais de um ano, pois se candidatou a prefeito em 2004 apenas para ganhar musculatura e recursos para disputar o governo do Estado dois anos depois, governo que também abandonaria para disputar a Presidência da República em 2010.

Kassab, assim como o padrinho político, também abandonou São Paulo na mão de assessores corruptos para montar um partido político, o PSD, que reúne, se não o que de pior havia no PSDB e no DEM, boa parte do lixo político que infecta esses partidos.

Enquanto Serra e Kassab se dedicavam aos seus projetos políticos, o caos foi se implantando na capital paulista. Violência, criminalidade, falta de mobilidade urbana, sujeira, abandono da população de rua (que explodiu), serviços públicos de quinto mundo, piores salários de servidores municipais, corrupção desbragada… Ufa! São Paulo, que quando Marta deixou o governo era uma cidade complicada, chegou ao inferno.

E a São Paulo de hoje não é ruim apenas para os pobres, apesar de, para estes, ser muito pior. É ruim também para os ricos. A cidade viu, nessa administração nefasta que caminha para o ostracismo e para a vergonha histórica, ocorrerem até o que nunca antes ocorrera: enchentes em bairros ditos “nobres”. Isso sem falar que a cidade é hoje uma praça de guerra com dezenas de assassinatos todos os dias, sobretudo à noite.

A eleição de Fernando Haddad é, portanto, o primeiro passo para tirar não só a capital paulista das mãos da quadrilha demo-tucano-midiática, mas, sobretudo, o governo do Estado, pois São Paulo está encolhendo diante de um Brasil que cresce e se desenvolve como nunca se viu, tudo graças a um grupo político que governa fechando as portas às políticas públicas do governo federal que estão fazendo outras regiões progredirem muito mais.

O povo de São Paulo precisou passar pela autoflagelação que se impôs com a eleição do atual grupo político que governa a cidade de forma a acordar. E, repito, se não foi pelo amor, foi pela dor que amadureceu, pois eleição é coisa séria, não pode ser confundida com as disputas retóricas do futebol, mas o paulistano, instigado pela mídia partidarizada e irresponsável, vinha votando com o fígado em vez de votar com o cérebro.

 

Se urna pode condenar, também pode absolver

 

Desde que, acima de qualquer outra, a vitória de Fernando Haddad ameaçou comprovar que o povo brasileiro não acredita na orgia midiática em torno do julgamento do mensalão, os mesmos pistoleiros da mídia que previram que o PT, além de ser “condenado” pelo Supremo Tribunal Federal, também seria condenado pelas urnas, mudaram o discurso.

Não há colunista, editorialista ou veículo integrante do Partido da Imprensa Golpista que, antes de se configurar a imensa vitória eleitoral que o PT teve em 2012, não tenha dito que as urnas se coadunariam com a mídia e com o tribunal de exceção de forma a condenarem o PT.

Após 7 de outubro, quando o PT se tornou, mais uma vez, o partido mais votado do Brasil ao mesmo tempo em que o conclave demo-tucano-midiático-judiciário mandava o Estado de Direito às favas e inaugurava a era dos presos políticos no país, esses pistoleiros da opinião passaram a dizer que “urnas não absolvem” o PT, como se este estivesse sendo julgado.

O PT não foi a julgamento, mas se o veredicto das urnas, segundo a pistolagem midiática, servia para condenar o partido, por que é, diabos, que não serve para absolver?

Pergunte-se, leitor, o que o PIG estaria dizendo se o PT tivesse sido arrasado eleitoralmente em todo o país. As manchetes, inequivocamente, seriam no sentido de que o povo, assim como o STF, condenou os “mensaleiros”, o PT e Lula, ainda que estes dois últimos não tenham sido sequer acusados formalmente.  Portanto, as urnas absolveram, sim, Lula e o PT.

 

Blogueiro viaja nesta segunda durante duas semanas

 

Tive que esperar passarem as eleições para fazer a última viagem de negócios do ano. Devido ao tempo que investi para ajudar a evitar que o golpe político demo-tucano-midiático-judiciário tivesse êxito, a viagem que começo a empreender a partir desta segunda-feira se estenderá por 16 dias, durante os quais visitarei vários países sul-americanos. Contudo, como sempre, isso não impedirá que continue atualizando o blog diariamente.

Tags: , , , ,

140 Comentário

  1. Edu, se passar pela Argentina, procure DVDs do “Les Luthiers”.
    Se ainda não conhece, afianço-lhe que são de chorar de rir.

    • Bom dia, Scan. Aproveitei a dica do “Les Luthiers”, ja registrei pra ver mais tarde.
      Agora (muito) bom dia (mesmo) ao Eduardo, que eu so conheci recentemente, ao longo desse ultimo segundo turno, a partir do blog do PHA.
      Parabeéns pelo excelente artigo cuja conclusão – se nos quizeram convencer que elas condenariam como não admitir que as urnas absolvem? – é simplesmente brilhante porque obvia.
      Parabéns pela luta contra a rde Globo (como fazer para apoia-la mais efetivamente?), e sobretudo pelo resumo da opera: conclave golpista demo-tucano-midiático-judiciário ! Muito boa viagem!

      • Ligia, tem um monte de vídeos do Les Luthiers no Youtube.
        Pegue qualquer um e dê uma olhada: o pessoal é demais.
        []’s

  2. Admirável Sr. Eduardo, parabéns pela sua luta corajosa, tenaz, incansável e inteligente. Que sua viagem de negócios seja tão bem sucedida quanto seu blog. O Sr. já é uma referência da comunicação brasileira, e certamente é lido por todas as esferas políticas do país. Peço, portanto, que aconselhe , tão frequentemente quanto possível, que o Haddad e o PT não deixem de divulgar, com o maior destaque , todas as realizações do governo, que serão escamoteadas, distorcidas, deturpadas, condenadas, criticadas , como se tudo fosse inútil, caro, mal feito , desnecessário e até prejudicial ao povo e ao país, como o caso de Belo Monte, Enem, bolsa família, Prouni, Olimpíada, Copa do mundo, por exemplo.. Porque ficar calado é deixar que esses falsos brasileiros sejam ouvidos, lidos e acreditados, fazendo com que importantes parcelas da população realmente acreditem no que dizem, pois não ficam sabendo o lado do governo.
    Obrigado por sua luta , boa viagem e boa sorte.

    • Queria dar muitas respostas a todos os companheiros de luta, mas passei a noite nos preparativos da viagem. Cedinho, nesta segunda, embarco para duas semanas de viagem. Parabéns a todos e muito obrigado pelo apoio

  3. ♫ Boa viagem, Edu. Fico feliz em saber que você vai viajar pela América do Sul, ao contrário da corja que vai para Paris – os mais sofisticados, que falam francês – ou para Miami – a bregaiada que se vira bem por lá com português mesmo e volta cheia de bugigangas de consumo..

  4. Valeu Edu, boa viagem e bons negócios. Vai com Deus.

  5. Você merece! Você ajudou a construir essa vitória!

    abs

  6. Excelente análise, Eduardo!
    Sua atuação na campanha de Haddad foi importantíssima para construir a vitória. Nesses anos todos do Cidadania e do MSM, você firmou uma credibilidade admirável, porque não só descreve e analisa os fatos políticos com lucidez e coerência como vai à luta, com vontade!
    Acredito que a vitória do Haddad é uma grande esperança para todos os brasileiros. Teremos que dar a ele um imenso crédito de confiança, colaborar, incentivar mas também estar vigilantes para que as armações de praxe, os conluios sombrios não venham a criar obstáculos a administração Haddad. É hora de dar sugestões, participar ativamente e apoiar, já que como diz a sabedoria popular time sem torcida não sai da várzea.
    Vamos todos confiantes, seguir na trilha da esperança, botar fé e participar de todas as formas possíveis para que Sampa dê a volta por cima e arraste o Brasil no processo de agudização da consciência crítica.
    Uma ótima viagem e conte-nos de Nuestra América.
    Um grande abraço da amiga véia.

  7. O PODER DO LULA ESTÁ NO QUE ELE FEZ PARA OS BRASILEIROS POBRES E MISERÁVEIS E PELO BRASIL COMO PAÍS! – Deu gosto ver ontem na Globonews as caras de “tacho” da Renata Lo Prete (essa parecia uma “barata tonta”, diante dos resultados da prefeitura do SP), da Mariana Godoy, do Merval Pereira (falando do crescimento do PPS nessa eleição (???), do Camarote, da Cristiana Lobo (aquela do sorrizinho falso) e de todas as apresentadoras e apresentadores da Globo News, da Tv Globo, SBT, Redetev, da Bandeirante e Bandnews e outras menores. Ah, principalmente do Boris Kasoy,aquele que debochou da pobreza dos garis perante os telespectadores brasileiros! Todos eles e seus patrões achavam que o resultado do julgamente do “mensalão” iria prejudicar as eleições dos candidatos do PT! Em São Paulo o Lula venceu as velhas raposas dos cambalachos com um candidato novo na política de SP! Não acreditaram na força que tem o reconhecimento do povo brasileiro por tudo o que o Lula fez e a Dilma está fazendo agora. A vitória em São Paulo é mais que espetacular, é um verdadeiro orgasmo diante da derrota do centro nacional da imprensa vendida aos EUA e à União Européia! ÊTA DEUSZINHO BOM ESSE QUE PROTEJE O LULA E A DILMA!!!

  8. EDUARDO, BOA VIAGEM. VÁ COM DEUS E VOLTE TAMBÉM COM ELE!

  9. Boa viagem Edú, e sempre que possível nos envie notícias dos países-irmãos. Parabéns aos paulistanos pela grande vitória. Em Taubaté, infelizmente, não conseguimos derrotar o candidato do PSDB, Ortiz Júnior, que fez uma campanha milionária, apesar de estar com seus bens bloqueados pela Justiça por suspeitas de corrupção na compra de mochilas escolares pela FDE – Fundação para o Desenvolvimento da Educação – de cuja presidência seu pai foi afastado por oito meses, com bens igualmente bloqueados.
    Uma luta de Davi contra Golias, na qual até Lula foi proibido de fazer comício na Avenida do Povo e quase impedido de falar na praça principal!
    Mas a vitória na capital compensa a derrota de Taubaté, largamente.

  10. Até mais Guerreiro.

  11. Meu caro Eduardo, O PT de São Paulo deve muito a você. Vá com Deus e que ele te ilumine nessas viagens de negócios.
    Um grande abraço.

  12. Valeu Edu,você e um militante do Brasil e combateu um bom combate,boa viagem e bons negocios refaça as energias e volte logo porque a luta continua e nos internaltas precisamos que você continue,abraços

  13. A unica analise que nosso Blog não fez foi a aliança do PT, com Maluf e ai vai o paragrafo publicado nesse texto segue abaixo para analise dos leitores do mesmo Blog:

    Marta Suplicy foi eleita em 2000 com a missão de reparar a devastação praticada por (Paulo Maluf )e Celso Pitta na prefeitura ao longo da década de 1990, quando protagonizaram o primeiro grande erro dos paulistanos, o de negar voto a Eduardo Suplicy, indicado por Luiza Erundina, que fizera trabalho saneador da cidade após outra gestão catastrófica, a de Jânio Quadros, que, a exemplo das de Maluf, Pitta, José Serra e Gilberto Kassab, viu máfias se instalarem por toda a administração municipal.
    Vejam bem, como podem sanear se em 2000, Marta Suplicy foi eleita com a missão de reparar a devastação feita por Paulo Maluf hoje aliado do PT, não posso acreditar nesse paragrafo se existe verdade e nem se existem, devemos aconselhar que os cegos não exergam, os analfabetos não sabem ler, mas no paragrafo e muito claro e o Blog deveria ter eliminado para não cometer pecado mortal de mostrar provas de alianças expurias, sempre votei na esquerda, mas essa que esta se formando e caotica e o que se ve o lhe interessa, qualquer aliança ou conchavo e bom para ganhar eleição, e digo logo não estava torcendo pelo Serra e o paragrafo que esta errado na analise.

  14. Boa viagem Edu, você merece! Você contribuiu muito para essa vitória! Boa viagem e bom descanso! Deus o acompanhe . Nós lhe agradecemos a dedicação. Abraços

  15. Eduardo, grande guerreiro! Em nome de todo povo paulista desejamos uma excelente viagem. Que Deus o ilumine e esteje sempre ao teu lado e familia.

  16. A globo nunca pensará como nós. Se eu volto pra casa com meio quilo de carne pro macarrão do jantar e percebo que tem um pedaço ruim, eu separo a parte ruim e aproveito o resto pra fazer o molho. De jeito nenhum eu jogo tudo fora. Mas a globo insistiu pra gente ver o mensalão estragando todo o PT e jogar fora todo o PT. A globo errou porque não consegue pensar como nós, pessoas humildes.

  17. Valeu Edú…Boa Viagem.Grata,grata e grata.

  18. Como sou leigo em economia alguem poderia me tirar esta dúvida

    Nos meses de julho, agosto e setembro a divída pulou de 46 para 60 bilhões de reais, ou seja, um aumento de R$ 14 bilhões

    Em fevereiro deste ano a dívida de SP estava em R$40 bilhões

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-02-15/kassab-se-reune-com-dilma-para-discutir-divida-de-r-40-bilhoes

    Em junho deste ano estava em R$ 46 bilhões

    http://colunas.revistaepoca.globo.com/felipepatury/2012/06/16/no-prego-3-as-propostas-para-a-divida-paulistana/

    Neste mês, outubro, esta em R$ 60 bilhões

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2012/10/kassab-quer-conversar-sobre-divida-impagavel-de-sp-com-haddad.html

    30/10/2012 13h38 – Atualizado em 30/10/2012 14h27

    Kassab quer conversar com Haddad sobre dívida ‘impagável’ de SPSegundo o prefeito, dívida com o governo federal supera os R$ 60 bilhões.
    Haddad afirma que dívida será renegociada imediatamente.

    Tatiana Santiago Do G1 São Paulo

    5 comentários

    O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), disse na manhã desta terça-feira (30) que a dívida da capital paulista com o governo federal, estimada em mais de R$ 60 bilhões, é “impagável”. Segundo Kassab, este é o ponto mais crítico a ser debatido na reunião com o prefeito eleito, Fernando Haddad (PT), na sede da Prefeitura, nesta tarde. Será a primeira reunião entre os dois políticos para definir como será feito o processo de transição na Prefeitura de São Paulo.

    Tatiana Santiago/ G1)Prefeito Gilberto Kassab (Foto: Tatiana Santiago/ G1)

    “Todos sabem que a situação da Prefeitura não é uma situação fácil financeiramente. Os recursos são muito escassos”, afirmou o prefeito.

    De acordo com ele, no geral, a população não entende quando ouve falar que existe dinheiro em caixa e a Prefeitura não pode gastar, pois esses recursos já estão vinculados e já estão destinados.

    “A verba mais importante da gestão [municipal] é a verba do Tesouro. Esta é uma verba extremamente escassa hoje diante dos nossos compromissos, das nossas dificuldades”, disse. “Ela [a dívida] é impagável hoje”, completou o prefeito. De acordo com ele, os problemas com orçamento se devem ao pagamento da dívida federal. Desde 2000 foram pagos R$ 18,9 bilhões, sendo R$ 3,3 bilhões somente neste ano.

    saiba mais

    * Dívida com a União compromete futuro de SP, diz Haddad
    * Haddad espera que bilhete mensal e isenção de inspeção valham em 2014

    Mais cedo, Haddad afirmou em entrevista à Rádio CBN que a não renegociação da dívida do município com o governo federal compromete o futuro da capital paulista no longo prazo. Nesta segunda-feira (29), a dívida com a União foi um dos temas da conversa que Haddad teve com a presidenta Dilma Rousseff, em Brasília.

    Haddad disse que a dívida será renegociada com o governo federal imediatamente. Segundo ele, já na próxima semana um grupo de trabalho será constituído para debater o assunto. Entretanto, segundo ele, a não renegociação da dívida não inviabiliza sua administração.

    “Não inviabiliza, embora comprometa a longo prazo. Não posso trabalhar só para os paulistanos dessa geração. Então, [a não renegociação] inviabiliza o futuro de São Paulo e por isso eu não posso descuidar”, disse Haddad em entrevista à CBN.

    Alianças
    Apesar do namoro entre o PT e o PSD, que foi reatado recentemente, após a derrota do candidato José Serra (PSDB), que era apoiado por Kassab, o prefeito disse que o possível apoio não será discutido nesta terça e não informou a data em que deve ocorrer a negociação com os petistas.

    “Não está na pauta da nossa conversa nenhuma ação política, nem teria sentido. A visita é protocolar do prefeito eleito para o atual prefeito e serão tratados temas administrativos.”

    Sobre as críticas feitas pelo prefeito eleito durante a campanha eleitoral, Kassab disse que as críticas não foram pessoais, mas somente a sua administração. “Se ele não falasse mal, iria ser aliado do Serra”, ironizou.

    Kassab também disse que ficou contente em saber que o presidente nacional do PT quer uma aliança nacional com seu partido. “Mostra o apreço que o PT tem pelo PSD, mas ainda é cedo para esse tipo de discussão, vamos deixar para o próximo ano”, disse.

  19. edu, viaje tranquilo você merece
    mas não é a primeira vez que os barões se ferram
    com suas próprias armas assinaladas

    ditadura com globo sbt
    indiretas com sarney
    veja na capa com collor fhc e sempre contra lula mst
    e o feudo mantido em sp
    foram afinal mesmo aí desmascarados
    PT

Trackbacks

  1. São Paulo amadureceu pela dor | S.O.S. – Notícias | O portal de notícias da hora!
  2. São Paulo amadureceu pela dor « Blog do EASON

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.