Resistência a cotas explica desde a desigualdade até o mensalão

Durante a semana que finda, assisti reportagem do Jornal da Globo que se propôs a dar “dicas” sobre as profissões “em alta” no mercado e que ofereceu um dado absolutamente estarrecedor, ainda que não seja novo: o país tem enorme carência de profissionais em profissões absolutamente imprescindíveis ao crescimento econômico.

Um exemplo: faltam engenheiros a um país que, na contramão de um mundo em recessão, segue crescendo, ainda que, agora, em ritmo bem menor devido ao agravamento da crise econômica internacional.

O fato é que escasseiam profissionais com curso superior no país apesar do forte aumento do número de universitários nos últimos anos. Isso ocorre porque cursar universidade, por aqui, sempre foi privilégio da elite branca do Sul e do Sudeste. Foi assim que o Brasil chegou a ser um dos três países mais desiguais do mundo na segunda metade do século passado.

O gráfico que ilustra este texto explica a política no Brasil ao menos entre 1960 e 2012. Representa a Curva de Lorenz, desenvolvida pelo economista estadunidense Max O. Lorenz em 1905 para representar a distribuição de renda em regiões ou países.

O método é muito simples: quanto mais próximo de 1 maior é a desigualdade, e quanto mais perto de 0 é menor.

O Coeficiente de Gini, vale explicar, não é uma criação “petralha”. É calculado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) – no Brasil, é apurado em parceria com o IBGE e com o IPEA.

Como se vê no gráfico, em 1960 a posição do Brasil no índice era de 0,5367. Durante a ditadura militar a desigualdade foi aumentando e mesmo após a redemocratização o país continuou promovendo concentração de renda chegando ao ponto máximo em 1990, cinco anos após o fim daquela ditadura.

A partir de 1990, a desigualdade começou a cair, ainda que de forma quase imperceptível. Entre aquele ano e 2002, último ano do governo Fernando Henrique Cardoso, a desigualdade caiu de 0,6091 para 0,583. A partir de 2003, começou a cair em ritmo 3 vezes maior do que o preconizado pelo PNUD (ONU), chegando, ano passado, a 0,519 – inferior ao que vigia em 1960.

A queda da desigualdade brasileira durante o governo Lula, portanto, foi a maior em meio século – e, aliás, a maior da história do país em período tão curto (oito anos).

A correlação desses dados com a política é imensa. Como se vê, a ditadura militar veio para tornar o rico mais rico e o pobre mais pobre. E, após a ditadura, a situação melhorou muito pouco por mera falta de vontade política.

Durante os governos pós-redemocratização, mas anteriores à era Lula, a melhora da concentração de renda foi pífia apesar de ter caído timidamente durante a era FHC, quando chegou a subir um pouco e depois caiu de novo. Mas pouco, repito.

No período tucano no governo do Brasil, o índice caiu de 0,59 para 0,58, ou seja, quase nada. Eis a explicação para o fato de o PT ter vencido as três últimas eleições presidenciais: os três governos petistas vêm diminuindo a distância entre pobres e ricos como nunca antes na história deste país…

Os estudos do IBGE, do IPEA e do próprio PNUD também revelam um dos principais fatores para a maior concentração de renda a partir de 1964: houve um desmonte literal da educação pública.

A fim de cumprir o objetivo para o qual foi instalada, a ditadura tornou a educação de qualidade um bem das classes mais abastadas do Sul e do Sudeste, que são essencialmente de ascendência indo-europeia, ou seja, essencialmente brancas. Para ter boa educação escolar as famílias tinham que pagar caro, o que, obviamente, só estava ao alcance dos mais ricos.

Por conta disso, no começo da era Lula as universidades brasileiras – sobretudo as públicas – pareciam ser de países nórdicos. Os estacionamentos dessas instituições viviam repletos de carros de luxo e os corpos discentes eram de uma brancura de ofuscar os olhos, com seus olhos azuis e cabelos loiros.

A partir da década passada, porém, políticas públicas começaram a mudar essa situação.

Claro que o mérito maior para a queda acelerada da concentração de renda que o Brasil vem experimentando se deve ao Bolsa Família, mas a política reconhecidamente com maior potencial para mudar a ainda enorme concentração de renda no país é a que levou jovens pobres ao ensino superior.

Já dura quase uma década a política de cotas étnicas e sociais nas universidades públicas (sobretudo nas federais, como UFRG, UNB, UFRJ, UFBA e outras). Além das cotas há o Prouni, que permitiu aos jovens pobres chegarem a universidades privadas com financiamento federal.

No início, há quase uma década, quando o governo Lula trouxe para o Brasil a política afirmativa de inspiração norte-americana que criou uma classe média negra nos Estados Unidos, a elite branca do Sul e do Sudeste reagiu com ira e passou a propagar “criações mentais” (expressão em alta) sobre “prejuízo acadêmico”.

Mas o que seria esse “prejuízo acadêmico”?

Grandes grupos de mídia como as Organizações Globo, o Grupo Folha, o Grupo Estado, a Editora Abril e partidos políticos como DEM e PSDB abriram guerra contra o governo Lula valendo-se da teoria de que ao levar estudantes de escolas públicas para as universidades isso faria baixar o nível acadêmico delas.

A teoria demo-tucano-midiática era a de que, por terem formação escolar inferior, esses estudantes das escolas públicas – que, em maioria esmagadora no país, são negros – tornar-se-iam profissionais medíocres e não conseguiriam acompanhar os estudantes brancos egressos da escola particular, que proliferou durante a ditadura de forma a dar aos mais ricos chances melhores na vida.

O DEM, aliás, chegou a entrar na Justiça contra as políticas afirmativas petistas (cotas e Prouni) alegando que o governo federal estaria cometendo uma injustiça contra os brancos ricos das escolas particulares. O processo foi parar no STF e ali foi derrotado.

Ao mesmo tempo, a teoria sobre “prejuízo acadêmico” que seria gerado por jovens negros e pobres às universidades de elite (que, no Brasil, são as públicas, ou seja, financiadas pelos impostos sobretudo dos mais pobres), desmoronou.

Universidades como UFRG, UNB, UFRJ, UFBA e outras começaram a formar turmas de cotistas oriundos da escola pública e negros e o que se viu foi que não só tiveram o mesmo desempenho acadêmico que os egressos brancos das escolas particulares como, em alguns casos, até os superaram, sem falar que os cotistas abandonam menos os cursos, enquanto que os não-cotistas lideram as desistências.

Após a direita demo-tucano-midiática ter perdido a ação no STF contra as cotas e o Prouni, nesta semana perdeu no Legislativo – o Senado aprovou a política de cotas nas universidades federais. A mídia e os partidos de oposição reagiram, pois essa aprovação é ainda pior do que a derrota na Justiça porque materializa a política de cotas.

Não foi por outra razão que começaram a pipocar reações. Associações de escolas particulares prometem questionar na Justiça a política de reserva de vagas para negros e egressos de escolas públicas. Todavia, não passa de jogo político porque a instância máxima do Judiciário já rejeitou esse questionamento sobre as cotas serem injustiça de negros pobres contra brancos ricos.

No âmbito dessa gritaria política, a mídia ressuscita a teoria sobre “prejuízo acadêmico” que seria gerado pelos cotistas e abafa o contraditório e os próprios fatos.

Nos jornais ligados ao PSDB e ao DEM, as colunas de leitores e os colunistas voltam à carga contra as cotas com argumentos como o de que os cotistas rebaixariam o nível das universidades apesar de as experiências com a política afirmativa do PT mostrarem que os cotistas chegam a superar os não-cotistas.

Estabelecida a correlação entre a política de cotas e a queda da desigualdade mais intensa na era Lula, sobra outra correlação que o leitor certamente ainda não entendeu. Que relação têm as cotas com o mensalão?

Ainda na semana que finda, jornalistas respeitados como Janio de Freitas, da Folha, e até o ministro do STF Joaquim Barbosa ressaltaram como a mídia trata diferentemente os mensalões tucano e petista – o primeiro é abafado e o segundo vira “reality show”.

Ora, por que a mídia não gosta do PT a ponto de ser seletiva ao cobrir casos de corrupção desse partido? Afinal, todos sabem que nunca os ricos ganharam tanto quanto na era petista, ainda que não mais ganhem sozinhos.

Essa ojeriza ao PT ocorre simplesmente porque a mídia, o DEM e o PSDB representam os setores abastados da sociedade que impuseram ao Brasil uma ditadura militar que concentrou renda valendo-se da Educação como instrumento de injustiça social.

Por isso é que o mensalão tucano está sendo abafado enquanto a mídia transforma o julgamento do mensalão petista nesse espetáculo circense que todos estão vendo. Tenta, assim, convencer o país de que o PT encerra mais corrupção do que os partidos que defendem os interesses da elite branca do Sul e do Sudeste.

Simples assim.

Tags: , , , ,

195 Comentário

  1. O famigerado Nobat e do Chapéu nasceram em São Paulo? Qual a origem dos mesmos? São Paulistas ou Paulistanos, ou Carioca ou Mineiro? de Belo Horizonte.

  2. nossa, os militares ferraram GINI de propósito ? ..nada sobre os DOIS choques do petróleo ..a URBANIZAÇÃO que por fatores exógenos deu errada ..a dependência externa ..a pressão dos EUA e FMI c/consequente sucateamento do ESTADO ?

    e ITAIPU, que sustenta ainda hoje quase 20% do BRASIL, nada ? Nada sobre a alavancagem da industria local, da Petrobrás e VALE, da agro-industria e mudança da matriz agrícola, da de pesquisa e petroquímica por exemplo ? ..caracas, vai sair imparcial assim no inferno, ou em Assunção se preferir..

    que tal falarmos de FUTEBOL ? ..quem sabe aqui saia coisa proveitosa a um bom e IMPARCIAL debate, de nível ?

    E sobre COTAS, ainda é cedo pra falar ..de qq forma, a CERTEZA é que as “étnicas” são aéticas, são racistas mesmo pois levam em conta o formado do NARIZ

    CERTEZA maior que os principais cursos, de maior status como engenharia, medicina, odontologia estão LONGE do alcance do pobre comum que, no máximo, conta com meio tempo pra se dedicar aos estudos .l.isso ainda se conseguir se manter até o fim

    mais, mais ainda, muitos dos atuais universitários estão cursando cursos de QUINTA categoria em faculdades de esquina, particulares ..e outra boa parte sequer tem aula, claro, como era de se esperar partindo do reconhecimento da força do CORPORATIVISMO que enfrentamos

    e sobre as recentes mudanças, o critério é cheio de BURACO, e tal qual outras “pseudo-conquistas” é melhor não colocar o burro na frente do carro (tal qual fomos levados a fazer com a norte-sul, transposição, pré-sal, industria naval e aumento da oferta em universidade federal por exemplo)

    e pra finalizar esta estória sem fim, que tal falarmos do desempenho do BRASIL nas Olimpíadas, só pra variar e ficar em assunto mais comum à maioria, hein ? ..e aí, será que em 10 anos de política social, será que alguma coisa mudou

    sei sei, tem o BOLSA FAMÍLIA alguns dirão, esta política que de transitória já promete ficar definitiva ..ou aqui alguém duvida se hoje, após oito anos, se tirarmos o encosto, se a maioria ainda não desabaria pela falta de alternativa ? …pois não se esqueçam, enquanto em tese já poderíamos pensar que o programa chegou no teto, e que daqui pra frente tenderia a diminuir, com muitos dos cidadãos assistidos podendo seguir sus caminhos altivos, não se esqueçam que o governo ainda pensa que será necessário agregar ainda mais famílias que não estão aguentando se manter sozinhas…

    e aí, quando lhes daremos a tão sonhada varinha ?

    • A questão fundamental nessa história, sem a qual
      nada do que o Eduardo relaciona teria acontecido
      foi o fim de quarenta anos de inflação.
      Esse detalhe é muito importante porque as classes
      pobres mesmo, sem conta em banco, sem condições
      de salvar as perdas diárias, acabava se afundando em
      dívidas impagáveis. Este fato me leva afirmar, com
      toda segurança, que quem curou esse cancer foi FHC.

      • E esse povo ingrato que não apenas não reconhece esse governo maravilhoso como o repudia com fervor. Vocês do PSDB deviam pedir para o Brasil trocar de povo. Podiam importar alguns europeus ou norte-americanos (brancos, claro) para o FHC ter um povo à sua altura majestática.

        • O fim a inflação atravéz do Plano Real foi possível
          depois de algumas tentativas malogradas. Cada
          vez que os governos partiam para um novo plano,
          acabava não dando certo e a consequencia para a
          população era um enorme transtorno em todos os
          sentidos da palavra.
          Fernando Collor chegou ao absurdo de encampar
          a poupança de todos os depositantes.

          • Vou lhe dar uma pequena aula de história: a inflação acabou simultaneamente em toda a América Latina. E isso ocorreu porque o plano real (nome da versão brasileira) foi desenhado pelo conclave Margareth Tatcher-Ronald Reagan.

          • Oh, o bisonhão ainda acha que foram os tucanos e demos determinaram o fim do processo inflacionário!

            O povo, na sua imensa sabedoria, percebeu em 2002 a picaretagem demo-tucano-midiática, e elegeu LULA.

            O bisonhão ainda não “sacou” que o processo inflacionário na América Latina não interessava mais ao Consenso de Washington.

            O bisonhão ainda credita ao FHC, sem raciocinar que este não passou de um “desembrulhador de pacotes”.

            Por isso, o bisonhão “não entende” porque perde uma eleição atrás da outra.

          • bem, aqui, verdade Eduardo ..fossem os EUA contrários a uma estabilidade, e JAMAIS o plano REAL teria dado certo

            Afinal, à época, bom lembrar, o ESTADO brasileiro já estava de joelhos e colocado à venda pelo DEMO-PSDB

            ..o CONSENSO sem POVO, o de Washington, que teve alguns signatários ordinários por parte do “futuro” governo eleito de Dom THC (tipo Malan que vinha desde Collor), este, o Consenso, já havia decidido de qual seria a nova partilha geopolítica do mundo

            o legal da história é que eles não previram a crise que os pegaria (tanto nos EUA como na Europa) e o novo papel e força da CHINA que, pro bem do BRASIL, conta muito com a gente, e nosso território, pra se manter estável (em recursos naturais e agrícolas eu diria)

            quanto a nós propriamente dito eu ainda não sei ..mas a julgar pela desindustrialização havida concomitantemente com o crescimento do peso do setor primário, tudo aliviado pela geração de empregos do setor de serviços do qual nossos cidadãos NÃO são os principais capitalistas a darem as cartas, bem, aqui eu diria que acho que será mais daquilo, saímos das garras do tio Sam pra sentarmos no colo do Tio Ling por um bom tempo

            agora, francamente, pela fama, tomara que o ‘bilau” deles não fira tanto a gente, né verdade ?

      • Larga de ser bisonho, ô cara! Dentre outras variedades utilizadas, a inflação foi a mais eficiente e cruel forma de concentração de renda utilizada pelos acólitos da ditadura. Numa apertada síntese, inflação significa que “dinheiro na mão de pobre não tem valor, pois evapora rápido”.

        Até a “cura” do mal (que você atribui a FHC) foi pra lá de dolorosa, porquanto o “remédio” era dividir a renda de todo mundo por 2.750 e congelamento (da renda) por tempo indeterminado. Ou seja, para que a inflação acabasse, os pobres tiveram que trabalhar praticamente de graça, a troco de um pão dormido, e enquanto mais trabalhavam, mais miseráveis ficavam.

        “O dinheiro está escasso demais, de que adianta a estabilidade dos preços, se eu não ganho nada?”, diziam os pobres ná época.

        E depois vocês ainda “não entendem” por que perdem uma eleição atrás da outra.

      • A inflação não acabou coisa nenhuma.

        O Plano Real foi apenas a aplicação de uma ordem da Casa Branca, transferindo a pressão inflacionária para a divida pública pra beneficiar as grandes fortunas especulatórias – os agiotas internacionais. Todos os malefícios da inflação foram substituídos por outros, tão graves quanto. Os malefícios desse novo modelo, em vez de quebrar o povo como fazia a inflação, quebrou o pais todo 3 vezes. E continuou a concentrar a riqueza nas mãos dos mais ricos.

        O que mudou isso, o que impediu novas quebras e reduziu um pouco a concentração da renda foram justamente medidas contra-indicadas pelos criadores do modelo – os mesmos que hj estão afundando a Grécia -, e pelos seus testas-de-ferro domésticos que o implantaram aqui. Pode ver como eles se opuseram a TODAS as políticas econômicas de distribuição de renda, redução de juros e desenvolvimento do atual governo e do passado.

    • Se você estudar a história do Chile você vai ver que toda a infraestrutura atual daquele país foi construída por Pinochet, que como administrador foi irrepreensível. Foi Pinochet que construiu a Carretera Austral, a Transamazônica chilena que deu certo. Só que governos que violam direitos humanos não são bem conceituados, ainda que o país lhes deva tudo.

      O mesmo acontece com os militares brasileiros, que investiram na construção de infraestrutura, notadamente Costa e Silva, Médici e Geisel, que ao lado de D.Pedro II, Getúlio, Juscelino, Lula e Dilma, são os governantes que cumpriram o seu dever na parte de construção de infraestrutura. Os militares criaram o nosso próprio satélite Brasilsat. Só que as famílias daqueles que foram mortos queriam ter os seus entes queridos consigo até hoje.

      • JOÃO PAULO, tentar encontrar em um general fascista, chefe de um dos regimes mais sanguinários, como Pinochet, supostos méritos economicistas, me parece, no mínimo uma ingenuidade anilítica. Avaliá-lo com base em obras de infra-estrutura por ele realizadas, para reconhecer ações positivas em seu governo é totalmente inadequado. O governo de Pinochet representou o primeiro balão de ensaio da implantação de uma política neoliberal em todo o mundo, antes de qualquer outro país. Ali assistimos a privatização de todas as empresas estratégicas chilenas, entre elas, as do setor mais rentável, vinculado à exploração do cobre; privatização dos serviços básicos, tanto no setor de saúde como no de educação ( não é à toa que assistimos,nos dias atuais, sistemáticas revoltas dos estudantes em luta por uma educação pública e de qualidade, que lá inexiste em qualquer uma de suas etapas) ; privatização da previdência social ( nos dias que correm os aposentados que foram obrigados a aderir à previdência privada, veem seus rendimentos totalmente defasados em relação ao que antes fariam jus, num verdadeiro escândalo que permitiu a grandes instituições financeiras privadas surrupiarem recursos de trabalhadores , recolhidos compulsoriamente) . Obras de infra-estrutura não significam nada por si sós. A primeira pergunta que deve ser feita é ” para que elas foram construídas?”. A segunda, é ” a quem elas beneficiam ?” Em uma economia totalmente privatizada e, pior ainda, transnacionalizada como a do Chile, tais obras, por serem construídas com recursos públicos, recolhidos dos impostos e tributos da população chilena, por servirem ao escoamento e à logística de um sistema produtivo voltado às exportações de matérias-primas em estado bruto, sem valor agregado,e controlado por grandes mineradoras agora estrangeiras, representaram um sobre-lucro, uma transferência adicional de renda dos trabalhadores e do povo chileno para os cofres desses interesses transnacionais, patrocinadores do golpe de estado chileno. Pinochet, além de fascista sanguinário e covarde, foi também,portanto, um traidor imundo do povo chileno. João Paulo, não tome isso como uma ofensa pessoal. Conheço poucos militares na intimidade e,outros, porque pertencem à minha família e deles ouço falar em minha casa: um deles, é bastante admirado pelos meus familiares, seja por sua indiscutível inteligência, que o fez ingressar na academia militar em primeiro lugar, seja por sua integridade moral, que o fez ser um militar de carreira, vocacionado, portanto ,para um ofício que,eu, entendo ser fundamental para a defesa dos interesses maiores de nosso país,de nossa nação: refiro-me ao general Sérgio Ernesto Alves Conforto, ex-diretor da AMAN e que se reformou recentemente enquanto juiz do STM, indicado por Lula; o “general Conforto”, como o conhecem os que com ele serviram, é meu primo pelo lado da família “Conforto”,sobrenome de meu pai.

        • As obras que Pinochet construiu tiveram esse sentido de escoamento de riquezas sim, mas também tiveram um sentido geopolítico. A Carretera Austral foi para assegurar ao Chile a posse de um pedaço da Antártida. Tanto é que o Chile não termina mais em Punta Arenas ou em Puerto Williams. Pior foram os argentinos que nem isso fizeram.

      • Muito fácil fazer obras com o sangue alheio.

        Simples assim.

  3. e pra variar, mais um capitulo desta nossa DEMOCRACIA DE BRINCADEIRA, INCONSEQUENTE em todas as correntes, uma feita de MITOS E mentiras, de exageros, de conquistas falsas, análises rasa e/ou realidades distorcidas

    SECRETARIA da educação de SP INTIMA diretores de escola a comparecer a ato de apoio a candidatura de J.Serra

    “…”A Dirigente Regional de Ensino convida os diretores e vice-diretores para evento com a presença do prof. Alexandre Schneider na Casa Ilha da Madeira, Rua Casa Ilha da Madeira, nº 214, 11/08/2012 às 10h”, diz o texto. Schneider é o vice da chapa de Serra e ex-secretário municipal de Educação.

    Segundo diretores e vice-diretores ouvidos pela reportagem, depois de disparar a circular, Espagolla telefonou para os subordinados ameaçando os que não comparecessem à reunião da campanha com a perda do cargo…”

    leia mais em

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/1135677-secretaria-convoca-diretores-de-escola-publica-para-ato-pro-serra.shtml

    e aí, o que estão esperando pra DEMITIR esta delinquente ?

  4. Oi Edu,

    eu nao nego o papel social importantissimo desempenhado pelas cotas nos ultimos anos, mas como filosofia ela me preocupa muito.

    Acho que ninguem discorda que em media, o ensino nas escolas publicas de nivel basico (fundamental e medio) eh inferior ao das escolas particulares. Dado isso, o fato dos cotistas se sairem bem na universidade nao indica que o problema esta no vestibular? Isso nao nos deveria indicar que o processo de selecao eh falho?

    O que me preocupa eh a sensacao de que muita gente acha que as cotas sao as solucao definitiva para os problemas. Do meu ponto de vista, elas deveriam ser uma medida temporaria, para que o jovem da escola publica hoje possa ter uma chance. Mas a longo prazo, nao deveriamos trabalhar para que a qualidade do ensino publico melhorasse e para que o vestibular fosse mais adequado a sua funcao, de modo que as cotas nao fossem mais necesarias?

    • Emille, as cotas, tanto no Brasil como nos EUA, são adotadas não como solução definitiva, mas como correção de rumos.

      O vestibular sempre foi falho. Ele sempre selecionou aqueles que tinham dinheiro para pagar um bom cursinho pré-vestibular. Esse “bom” cursinho, por sua vez, ensinava a… passar no vestibular.

  5. será, será que agora vai? …vai nada

    AGU admite que REITOR que paga grevista deve ser responsabilizado por improbidade administrativa ..ainda mais se a greve (greveS) é política, não ?

    Pois é, enquanto a NAÇÃO ora é tomada de refém por sindicalistas aloprados, ou noutras épocas por outras correntes comandadas por empresários ordinários, enquanto isso, quem é usado como BUCHA deste revesamento é a população, o cidadão que acaba por pagar e pra ficar sem os serviços essenciais e de direito mínimo para sua existência

    GREVE é instrumento válido contra a mais valia, NÃO contra a cidadania

    A população não pode pagar, ser feita de refém, em assunto que não depende dela modificar

    Saúde, justiça, energia, comunicações, segurança, desembaraço de portos e estradas, forças armadas, serviço funerário e educação, são dentre outros, direitos FUNDAMENTAIS, essenciais à dignidade, convivência e garantia do respeito humano ..

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/poderepolitica/1135488-reitores-que-pagam-salarios-de-grevistas-devem-responder-por-improbidade-diz-agu.shtml

  6. Estamos vivenciando um grande momento. Não sei se alguém já percebeu, acredito que sim, o planeta está passando por uma mudança, as pessoas que se escondia por trás da ética, compromisso, caráter social, não está mais conseguindo se blindar, sem perceber estão mostrando a verdadeira cara. Os verdadeiros interesses estão sendo expostos, como por exemplo os atos dos EUA em relação aos países da América Latina e Arábia. Nesses países que sempre serviu de quintal aos EUA, os aliados dos norte americanos em troca de dinheiro, poder estão sendo desmascarados. Aqui no Brasil a mídia não consegue mais manipular as pessoas como antes. Não sei se já perceberam, mas, está havendo divisão, as pessoas que só pensam em si próprio, frias com sofrimento alheios, egoístas, sem ética, caráter, arrogantes, petulantes(graças à Deus hoje o número é menor) estão entrando em sintonia com os reacionários, mídia, tucanos, DEM, PSD, PPS, PTB. Ao contrário, os que se preocupam com o próximo, é a favor ao crescimento, igualdade, progresso do país, estão na mesma vibração, junto com PT, PCdoB, PDT que fazem exatamente essa política. Já li isso em algum livro, não lembro se era de Chico Xavier, chegou o momento da separação do joio com o trigo.

  7. Por favor Eduardo não se comporte igual a PIG golpista, comente as defesas feitas pelos advogados dos réus. O teu blog é igual a veja, só publica aquilo que interessa. Não acabe com o seu pais, bandidagem é bandidagem, não importa o partido. Defender o PT acusando o PSDB / DEM é no minimo leviano. Prefira pessoas e não partidos

    • Deixa de ser cara-de-pau, tucanos virem aqui pedirem para ajudá-los em sua guerra política contra o PT, é piada. Volta pro ninho.

      • Perceba, sua resposta justifica a minha crítica e qualifica o seu discurso. Quado afirmo, não importa o partido mas sim a pessoa, pretendo com isso justamente minimizar os malefícios causados pelo jogo poitico, não estou fazendo guerra politica, mas você se comportando desta maneira sim. Sei lá, tenta ser cara de pau o suficiente para justificar os desvios para o caixa 2, certeza que existem arcabouços jurídicos que vão te ajudar a provar que tudo foi UMMMMMM GRAAAAAANDE SONHO DO PGR HAHAHAHAHAHAH

        • Se tudo o que a acusação diz fosse prova incontestável não precisava nem ter julgamento. Vem cá, você tenta convencer alguém que sua razão é a ética? Está aqui porque quer punição dos corruptos, é? Não admira que vocês não parem de perder eleição após eleição. Acham que todo mundo é idiota

          • Eu gosto dos posts que você escreve em alguns aspectos e em outros não. Fico sabendo de muitas falcatruas do PSDB / DEM e outros. O que eu não concordo são com as suas posições frente aos fatos, as considero um tanto quanto mesquinhas e desnecessárias . Acho que te deu vergonha alheia escutar tudo aquilo né porque você defendeu em demasia a tese de que não aconteceu nada. E já que você mencionou a ética, vamos lá.Se considerarmos que a moral se estabelece partindo de reflexão ética, pode até ser que esses comportamentos dos envolvidos se justifique. Mas na minha opinião, a maior parte das regras se estabelece conforme a necessidade de grupos dominantes que não suportam a possibilidade de perder o poder.

        • Meu caro, se vc acha que a pessoa importa, então é vc que está a gir sem ética.

          O que importa são os atos e as provas desses atos. Se vc condena baseado na pessoa que está sendo acusada, vc não está julgando, mas perseguindo aquela pessoa.

          Simples assim.

          • Quer o que com esse jogo de palavras. Quando falo pessoas é obvio que me refiro ao comportamento praticado por elas. Só um otário não perceberia que o que vc quer é justificar os atos de alguns, apoiando-se no comportamento equivocado de outros. Só uma coisa Pierre, eu já te disse uma vez que as datas dos saques coincidiam com as votações e foi justamente essa uma das provas que do PGR, portanto toda aquela baboseira que vc postou no seu blog falando que não passou de uma mera coincidência hahahahaha que dó

          • Cara, nem sei quem é vc ou o que vc escreveu ou não no meu blog, pra começo de conversa.

            Agora, se vc diz “o que importa é a pessoa”, não venha me dizer que “é óbvio” que vc queria dizer “os atos e as provas desses atos”, pq não há leitor de mentes capaz de interpretar uma coisa da outra. Vc deveria, pelo menos, ter a decência (e a ética, que não passa de uma palavrinha pra ser usada contra os outros pra vc, pelo jeito) de admitir que se expressou mal, no mínimo, e não vir com essa arrogância infantil, como se a culpa de vc ter escrito besteira fosse dos outros.

            Quanto à tal relação das datas, o que lhe respondi continua sendo verdadeiro: POUCAS datas coincidem, não há padrão mesmo entre as que o fazem, algumas ocorrendo antes e outras, depois e, finalmente, dada a quantidade de votações “de interesse do governo”, se vc escolher qualquer dada aleatoriamente, a chance dela ocorrer alguns dias antes ou depois dessa votação é imensa.

            Simples assim, meu caro. Ah, e obrigado por lembrar de mim, pq eu realmente não faço a menor ideia de quem sejas.

    • Outro bisonhão que ainda acredita no “mensalão do PT”

      Ô bisonhão, “caixa 2″ partidário não é crime, porquanto NENHUMA LEI criminaliza essa conduta.

      E no “caixa2″ do PT não há dinheiro público,

      E mais: aqui não é o blog do Reinaldo Azevedo. Aqui você dá de cara com a verdade, e não com a distorção dos fatos.

    • Quando é que vcs vão ter a decência de admitir que ninguém “defende o PT atacando o PSDB e o DEM”?

      Apontar a evidente perseguição política cometida contra o PT pela imprensa canalha (que já julgou e condenou todo mundo sem sequer avalar as provas, baseados apenas em sua agenda politiqueira) e demais apêndices (como o PGR e alguns ministros de quinta categoria no STF), e PROVAR a existência dessa perseguição apontando o fato inegável de que casos similares (e até mais graves e devidamente provados) cometidos por tucanos e demos NÃO são tratados com o mesmo critério, com o mesmo destaque, ou mesmo com a mesma indignação.

      Alias, enquanto um processo contra uns gatos pingados do PT e outros partidos (e mesmo alguns de partido algum) são tratados como condenações in limine contra TODO o PT e, especialmente, contra um ex-presidente, PSDB e DEM são devidamente blindados de qualquer culpa nos demais casos.

      E isso além de todo o exagero e histrionice em torno da AP470. Enquanto exige-se condenação independentemente de provas e faz-se um verdadeiro circo em um caso, nos demais limita-se a dizer o mínimo do mínimo, sem nenhuma condenação apriorística.

  8. Sem mudança estrutural e sem transformação na natureza do Estado Brasileiro,com cotas ou sem cotas,com politicas afirmativas ou sem politicas afirmativas,a ação estatal sempre se pautará pela repressão cruel contra as classes perigosas,as classes dos despossuidos,dos excluidos.Seja em Canudos no final do seculo XIX,seja em Eldorado dos Carajás,no Pará,no final do seculo XX,seja em Pinheirinho,já em pleno seculo XXI,a violencia do Estado é a mesma deixando um saldo de muitos mortos e feridos tanto fisica quanto psicologicamente.Politicas compensatorias de nada adiantam,se não houver um questionamento profundo,radical,contundente pela maneira como o Poder Público tem se relacionado historicamente com as classes ditas perigosas.A face do Estado que se faz presente junto às classes dos excluidos é a face assassina,atraves de uma policia truculenta,desumana,com metodos de atuação que beiram a selvageria,seja na periferia de São Paulo ou nas favelas ¨pacificadas¨do Rio de Janeiro.Portanto sem uma mudança radical na natureza do Estado Brasileiro politicas compensatorias e meramente compensatorias serão como chover no molhado,embora tais politicas sejam melhor do que nada.

  9. ” começaram a formar turmas de cotistas oriundos da escola pública e negros e o que se viu foi que não só tiveram o mesmo desempenho acadêmico que os egressos brancos das escolas particulares como, em alguns casos, até os superaram”

    Analisando através do conhecimento indutivo ( analisa os casos particulares para identificar uma lei geral) imagine um jovem negro pobre, criado na certeza de que jamais chegaria a uma faculdade e que sua trajetória de vida seria semelhante à de seus pais. Eis que, aproveitando-se da lei de cotas, vê-se legalmente dentro do meio acadêmico. É claro que vai se agarrar a essa oportunidade com todas as forças que puder reunir, auxiliado e apoiado por sua família que vê nele a oportunidade da até agora sonhada ascenção social.

    O blogueiro, contudo, não prova com dados confiáveis sua afirmação.
    Dizer tambem que a esmagadora maioria do povo brasileiro apoia as cotas ( que agora recebem os qualificativos de étnicas e sociais ) é um evidente exagero.

  10. Acredito que ninguem nesse blog teve alguma esperança, que as mudanças iniciadas em janeiro de 2003,com a chegada de Lula à presidencia da República,fossem ser feitas sem conflitos.E a verdade é que quanto mais as mudanças forem sendo feitas,no ambito de uma sociedade que parece ter sempre convivido normalmente com as abissais diferenças sociais,muito mais agudos e muito mais violentos se tornarão esses conflitos.É uma guerra suja em que a direita usa e abusa dos expedientes mais criminosos,para manter seus privilegios imorais,incompativeis com um minimo grau de civilização.O Brasil ainda é um pais em construção,possibilidade de retrocessos sempre serão possiveis,enquanto mudanças substanciais não forem efetivadas,consolidadas.Essas mudanças ainda estão por vir.E essas mudanças,sim,vão atingir em cheio um ninho de vespas porque mexem em privilegios mais do que centenarios.Aí é que realmente veremos se o governo tem forças suficientes para atravessar um periodo de extrema instabilidade.Mas se queremos que o Brasil seja uma nação socialmente equilibrada e soberanamente justa será inevitavel que atravessemos um periodo extremamente conturbado.O que vimos até agora é um mar de rosas perto do que está por vir.Uma vez atravessado esse periodo de incertezas,de perigo de retrocesso,poderemos dizer que as mudanças feitas vieram para ficar.

    • Antes não da para falar nada.Fica se apenas nos limites de mudanças meramente topicas,sem atingir o cerne da questão central:desprivatizar o Estado Brasileiro,que sempre serviu de suporte às ambições de uma minoria poderosa economicamente e influente do ponto de vista politico.Encetar de fato uma reforma estrutural dessa natureza,é mexer num ninho de vespas,de serpentes,de quaisquer outros animais peçonhentos.

  11. Um pouco de contraponto já que para defender o governo não falta gente neste país.

    O indice GINI de TODOS os paises do mundo fora raras exceções teve melhoras significativas no período 1990 a 2012 não podendo colocar como mérito do governo Lula esta melhora.

    Se olharmos bem o Brasil teve um desempenho MENOR que a maioria dos outros países.

    Esta melhora não pode ser colocada na conta do PT que adora ser pai de méritos alheios(como a maioria dos politicos).

    O Brasil esta a frente de uns poucos países do mundo só ganha de alguns países da africa e ainda assim os que estão ou estavam em guerra.

    Apesar da retórica à lá manual do idiota latino americano o grande causador da desigualdade social do nosso país tem um nome bem definido INFLAÇÃO.

    Inflação nada mais é do que emissão de moeda por parte do governo para saldar suas dividas, este “novo dinheiro” que entra concorrendo com o consumo do “velho dinheiro” gera uma transferência do mais pobre o ultimo a receber este “novo dinheiro” para o mais rico que tem mecanismos para lhe resguardar .

    Como classe média alta vc deve ter “investido” no overnight, era protegido pela indexação da economia brasileira, mas os trabalhadores que recebiam e consumiam não tinham qualquer proteção contra a inflação.

    Reforço inflação não é aumento generalizado de preços como a mídia fala, é mais uma desinformação que ate a esquerda acredita, pq não quer defenestrar o estatismo já que teria que admitir que o culpado pela inflação é o estado e não os “capitalistas” gananciosos.

    …………..
    Sobre cotas podemos ir por dois caminhos do pq da cotas.

    Primeiro o estado brasileiro investe 70% do orçamento da educação no ensino superior. Então em vez de alocar mais recursos para a educação e melhorar o ensino como um todo sai mais barato criar “cotas” do que investir no ensino básico e médio.

    Sairia muito “caro” melhorar a qualidade de todo o sistema educacional brasileiro então se faz este “remendo”.
    A questão e que crianças não vota já universitários votam e ainda são bons para serem usados como massa de manobra.

    Segundo em termos de ideologia a criação de cotas tem como objetivo instigar a segregação racial criando
    crise onde não existe, separar para dominar ainda é o melhor método para implantar uma hegemonia na sociedade.
    A UNE assim como o DEM entraram na justiça contra as cotas e contra o PROUNE voltando atrás depois de serem convencidos diga se “comprados ” pelo governo.

    • Vamos fazer o seguinte: divulgue a fonte desses dados e vamos analisá-los com isenção. Pelo que sei, o mundo inteiro se debruça sobre a experiência brasileira justamente pela sua efetividade. Agora, se você tem dados diferentes vamos analisá-los. Aguardo.

      • KKKKKKKKKK Como é que ele vai divulgar a fonte, se ele não passa de um repetidor de “verdades” alheias (e isso quando não repete o texto completo com um copiar e colar)?

        É evidente que ele fala besteira. Durante o reinado do Farol de Alexandria, com a inflação controlada, o coeficiente de GINI diminuiu muito menos e chegou até a aumentar! Mas esse “detalhe” não impede o coitado de dizer, indiretamente, que a “paternidade” da maior e constante redução dessa desigualdade é das políticas de FHC.

        Aliás, ele sequer deve conseguir entender que a redução do coeficiente não é linear. É imensamente mais difícil reduzir de 0.53 para 0,51 do que de 0,60 para 0,59, por exemplo. E basta pensar um pouco no que significa esse coeficiente pra perceber isso, nem precisa entender como ele é calculado.

        O coitado continua a repetir propaganda desacreditada de dois séculos atrás, como a dessa balela sobre inflação e emissão de moeda… querer que ele produza as fontes de suas afirmações amalucadas é pedir o impossível.

      • ex:

        https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/rankorder/2172rank.html

        http://data.worldbank.org/indicator/SI.POV.GINI/

        Difícil achar um país com indice GINI superior a do Brasil e mesmo assim são os que estão ou estavam sofrendo com guerras.
        Vendo os dados da pra notar a melhora nos indices GINI no mundo e que eu saiba Lula não governou o mundo.

        2007-2011

        Argentina 54,3 50,6 49,4 49,3
        Brasil 55,9 55,1 54,7
        Equador 54.3 50.6 49.4 49.3
        Uruguay 47.6 46.3 46.3 45.3
        Ucrania 29,6 27,5 26,4
        Russia 43.7 42.3 40.1

    • Aliança NeoLiberal, o finado FHC talvez diga que você é brilhante, um brilhante defensor da ideia que foi o PSDB que melhorou a vida dos brasileiros!

      Você também deve ser um defensor brilhante a confirmar com convicção que tanto a “lenda do mensalão do PT”, quanto a lenda das sereias não são lendas, mas de fato coisas reais!

      Você é brilhante! Tão brilhante quanto o Noblat.

  12. Arrastarm o jovem Stuart num quartel,colocaram a boca dele num escapamento de um gipe,eu imagino o martírio desse ser ,aviltado covardimente por sádicos,vermes,companheiro a tua morte não ficará impune´,tua morte não foi em vão,é a volta do sipó de arueira no lombo de quem mandou dar…….

  13. É interessante como tem gente que insiste em misturar diversos tópicos pra ofuscar o debate.

    As cotas étnicas não se destinam a reparar a desigualdade social, mas a desigualdade racial. É simples assim: as famílias negras foram prejudicadas por séculos de preconceitos. Sempre competiram em condições desiguais, e foram literalmente impedidas de atingir seu potencial pleno. Foram gerações e gerações marginalizadas, resultando na atual situação de comporem, hoje, a imensa maioria da camada mais pobre da população.

    Essa é a injustiça que essas cotas visam reparar tardiamente.

    As cotas sociais tem por objetivo reduzir diferenças sociais, dar a quem não tem condições econômicas a chance de cursar uma faculdade e, quiçá, melhorar as condições de vida de sua família.

    São objetivos completamente diferentes, e igualmente importantes. Duas injustiças: a primeira, a marginalização de gerações de uma etnia, a segunda, o fato da educação superior ser um privilégio em uma sociedade que a reservou a quem tem dinheiro.

    E um terceiro tópico é a melhora da educação fundamental, completamente irrelevante já que, mesmo que se conseguisse, por um passe de mágica, reparar os danos provocados por décadas de sabotagem da educação pública, não se repararia nem a injustiça étnica, nem a social por mais algumas gerações no mínimo.

    Aliás, embora reparar a educação fundamental deva ser uma prioridade, estabelecer o sistema de cotas não elimina essa necessidade, e nem significa que essa questão será colocada de lado.

    Ao contrário, se o sistema de cotas tiver o sucesso que se espera, teremos mais pessoas em condições de entender a necessidade dessa reforma e de exigi-la. Ou seja, o sistema de cotas irá apenas facilitar a reforma da educação fundamental, e não impedi-la. Afinal, quem quer manter a educação como ela é hoje certamente não quer formar pessoas capazes de exigir mudança no futuro.

    Simples assim.

  14. Voltando as cotas. É preciso se informar mais, saindo do lugar-comum daquilo que a mídia corporativa comprometida até a raiz dos cabelos com os interesses de seus patrocinadores e com a sua mania de brincar de deus procurado influenciar corações e mentes costuma dizer.

  15. É Edu, os mercenários (com qual dinheiro?) estão à toda. Haja paciência.

  16. Só lamento de que esse seu texto maravilhoso(com o qual concordo no conteúdo essencial, ou seja de que a direita mais reacionária é contra as políticas de cotas para impedir que os pobres tenham acesso à educação de qualidade), apesar disso, cometa um erro gravíssimo, que infelizmente é resultante do fato de que até mesmo um pessoa bem intencionada como você não conhece de fato o Brasil, tendo a visão dele que a mídia impõe. REFIRO-ME AO ERRO GROSSEIRO QUE COMETE AO AFIRMAR QUE A “ELITE” BRANCA E REACIONÁRIA ESTÁ LOCALIZADA SOMENTE NO SUL E SUDESTE. ESSA “ELITE” EXISTE EM TODO O PAÍS, REPETINDO NOS 26 ESTADOS BRASILEIROS A MESMA DIVISÃO DE CLASSES QUE VOCÊ CITA EM SEU TEXTO, COMO TAMBBÉM, EXERCENDO EM TODOS ELES OS MESMOS PRECONCEITOS E POSTURAS REACIONÁRIAS QUE VOCÊ ACREDITA SEREM “EXCLUSIVIDADE” DA “ELITE” SULISTA. SOU PERNAMBUCANO COMO VOCÊ BEM SABE, DE CLASSE MÉDIA E DESCENDENTE DE EUROPEUS, CONVIVO COM ESSAS PESSOAS BRANCAS E REACIONÁRIAS NA SUA MAIORIA, PUDE ESTUDAR EM ESCOLAS PARTICULARES, E CURSEI UNIVERSIDADE PÚBLICA, A QUAL, EM PERNAMBUCO E EM QUALQUER ESTADO DO BRASIL, TEM EXATAMENTE O PERFIL QUE VOCÊ CITOU, É COMPOSTA SOMENTE POR BRANCOS DE DESCENDÊNCIA EUROPEIA(ALGUNS COM SOBRENOMES SAXÕES), FORMANDO UMA “CLUBE” DE EXCLUSÃO QUE SALTA AOS OLHOS. COMO FUI DO MOVIMENTO ESTUDANTIL, E SEMPRE DE ESQUERDA, LEMBRO-ME QUE ADORAVA PROVOCAR OS CONSERVADORES DA UNIVERSIDADE EM QUE ESTUDEI AFIRMANDO-LHES QUE IRIA PROVIDENCIAR UM PASSAPORTE PARA IR ÀS AULAS, JÁ QUE QUANDO CRUZAVA OS PORTÕES DA UNIVERSIDADE PARECIA-ME QUE INGRESSAVA EM OUTRO PAÍS, DIFERENTE DO QUE VIA NAS RUAS. SEM CONTAR OS REPRESENTANTES CONSERVADORES DESSA GENTE(SÓ PARA CITAR O MEU ESTADO, LEMBRO-LHE QUE SÉRGIO GUERRA, MARCO MACIEL E RAUL JUNGMANN – OS DOIS ÚLTIMOS ENTERRADOS POLITICAMENTE POR LULA E PELA CONSCIÊNCIA DOS PERNAMBUCANOS – SÃO TÃO BRANCOS E REACIONÁRIOS COMO QUALQUER UM DOS POLÍTICOS NAZI-FASCISTAS DO SUL/SUDESTE).DA MESMA FORMA QUE OS POLÍTICOS CONSERVADORES DE TODO O PAÍS SE UNIAM PARA APOIAR A EXPLORAÇÃO DO BRASIL PELOS EUA, JÁ QUE ISSO LHES GARANTIA A PERPETUAÇÃO DA ORDEM SOCIAL DA QUAL ERAM BENEFICIADOS, OS POLÍTICOS CONSERVADORES DAS REGIÕES EXPLORADAS, NORDESTE, CENTRO-OESTE E NORTE; SE UNIAM PARA GARANTIR A PERPETUAÇÃO DA EXPLORAÇÃO DE SUAS REGIÕES PELOS “SULISTAS”, FEITA ATRAVÉS DE UM ESTRUTURA TRIBUTÁRIA DESTINADA A TRANSFERIR OS RECURSOS DE TODOS OS ESTADOS, RECOLHIDOS PELA UNIÃO, PARA FINANCIAR O “DESENVOLVIMENTO” DO SUL/SUDESTE, PRINCIPALMENTE DE SÃO PAULO, ORDEM EXPLORATÓRIA QUE BENEFICIAVA A “ELITE” BRANCA E RETRÓGRADA DAS REGIÕES EXPLORADAS. POR ISSO, AS “ELITES” BRANCAS DE NOSSAO PAÍS ODEIAM LULA, TANTO PORQUE COMEÇOU A MUDAR A ORDEM SOCIAL EXTERNA DE EXPLORAÇÃO, COMO PORQUE MODIFICOU A INETRNA; OU SEJA, PORQUE COMEÇOU A MODIFICAR O MODELO DE EXPLORAÇÃO QUE TRANSFERIA AS RIQUEZAS DO BRASIL PARA OS EUA, COMO TAMBÉM PARALELAMENTE MODIFICOU O MODELO DE EXPLORAÇÃO INTERNA QUE ROUBAVA AS RIQUEZAS DO RESTANTE DO BRASIL E AS ENTREGAVA PARA SÃO PAULO. CONTINUANDO NO RESTANTE DO BRASIL, CONVIDO-O CARO AMIGO PARA SAIR DE REZENDE, COMO DIRIA PHA, E CONHECER O BRASIL FORA DAS LENTE DE GLOBO E SUA TURMA. ASSIM, VERÁ QUE A “ELITE” BRANCA DO BAIRRO DE BOA VIAGEM(QUE ENTROU NA JUSTIÇA COM DEZENAS DE AÇÕES SÓ PARA TENTAR IMPEDIR QUE A PREFEITURA PETISTA DE RECIFE CONSTRUÍSSE UM PARQUE NAQUELE BAIRRO COM O NOME DE D.LINDU, A MÃE DE LULA, JÁ QUE A ARROGÂNCIA DESSE FASCISTAS NÃO ADMITIA TEREM NO “SEU” BAIRRO UM PARQUE – LUGAR PÚBLICO – E AINDA POR CIMA COM O NOME DE UMA MULHER DE ORIGEM HUMILDE )É TÃO ARROGANTE E DEMENTE QUANTO A “ELITE” DOS JARDINS. DIGO ISSO NÃO PARA ACHAR QUE O NORDESTE, O NORTE E O CENTRO-OESTE SÃO “MELHORES” POR TEREM OS MESMOS INDO-EUROPEUS PSICOPATAS QUE VOCÊ ALIENADAMENTRE ACREDITA SEREM EXCLUSIVIDADE SULISTA, ESSA CORJA É UMA PRAGA EM QUALQUER LUGAR, MAA EXATAMENTE PARA QUE ESTE ESPAÇO AO MENOS REPRODUZA UMA VERSÃO CORRETA DO BRASIL, LIVRE DOS ESTERIÓTIPOS QUE A MÍDIA ALARDEIA, JÁ QUE SOMENTE CONHECENDO ESTE PAÍS É QUE PODEREMOS COMBATER MELHOR OS SEUS PROBLEMAS E SABER QUE AS FORÇAS DO ATRASO ESTÃO EM TODOS OS ESTADOS DO BRASIL, AGINDO EM UNÍSSONO EM SUAS REGIÕES PARA IMPEDIR ESTE PAÍS DE MODIFICAR-SE, É ESSENCIAL PARA TERMOS ÊXITO EM UM COMBATE QUE OCORRERÁ EM TODOS OS CANTOS E PRECISA DE FORÇAS QUE CONHEÇAM O.BRASIL.

    • Carlos Henrique, muito bom o seu comentário. É isto mesmo. Você me fez lembrar os anos oitenta, eu era então professor de Geografia quando dei aula em Carandaí para uma menina pernambucana, cujo pai estava trabalhando na Companhia Cimento Tupi. Os avós maternos da menina moravam em Pernambuco, no sertão ou no agreste, não me lembro mais qual a região. Só sei que numa das muitas secas que houve foi construído com dinheiro público um açude nas terras de um fazendeiro. Os tios da menina tinham que buscar água de madrugada, pois o latifundiário simplesmente não permitia que o povo fosse buscar água ali. E as pessoas morrendo de sede, e o homem com um açude particular.

      Sr. Carlos Henrique, não se sinta ofendido se eu lhe disser uma verdade: Eu custei a ler suas sábias palavras, pois letras maiúsculas embaralham minha vista. Terei de comunicar isto ao meu oftalmologista na próxima vez que for à consulta.

      Uma sugestão: divida-o em pequenos tópicos numerados. Não precisa fazer dez comentários se tiver dez tópicos. Pode fazer num único comentário.

      • Ah, é mesmo? Então me digam por que vocês fazem aliança com o Sarney (elite do Maranhão e Amapá), Collor e Calheiros (Alagoas) Roriz (DF) Maluf (São Paulo) e tantos outros próceres de nossa velha oligarquia, que dão sustentação ao Governo desde a era Lula?
        .
        Então os reacionários são apenas os que são de oposição? Vocês acham que essa turma tá preocupada com pobre?

        Beleza, então. Tamo combinado!

        • Não existe aliança com de partidos e governos com pessoas, mas com partidos. O que sua turma tenta dizer é que quando a direita faz alianças é lícito, quando a centro-esquerda faz é imoral. O projeto de país é o do PT. Aí estão a distribuição de renda e a redução da pobreza – bem como o soerguimento internacional do Brasil – que não me deixam mentir. Isso mostra que a aliança foi acertada. Só a esquerda não governa um país como este sozinha. E nem a direita. O importante é que a cabeça seja progressista. O resto é chororô de perdedor

  17. Mas a lei é tão bacana, tão bana mesmo que o Governo vai deixar o IME e o ITA de fora… por que será?

    Essa pseudoamplicação do ensino superior foi uma balela. Bilhões de reais para despejar milhões de analfabetos funcionais no mercado.

    Somente entre 15 a 20% dos bacharéis conseguem ser aprovados no Exame de Ordem da OAB. Espalhe isso para as demais áreas de formação e se terá noção do estrago.

    Aqui nem se trata de ser elitista: trata-se de aplicar o remédio errado e na dose errada. O Governo deveria priorizar o ensino fundamental e médio, ensinando a ler e fazer conta. Conheço universitário de particular do Prounic que não sabe fazer conta de dois números (nem didivir nem multiplicar). Que miserável de profissional vai ser esse?

    Bem, podem cantar as loas do país maravilha registrado em cartório: ele existe lá e na cabeça de vocês.

  18. Concordo plenamente com o artigo, que está muito bem escrito diga-se de passagem…

  19. Parabéns pelo blog e pelo trabalho!

Trackbacks

  1. Os sistema de cotas, o mensalão e a direita « Marcos Aurélio

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.