Não há Poder da República que sequer cogite enfrentar a mídia

Passei a manhã e o início da tarde de segunda-feira mergulhado em telefonemas para jornalistas e políticos de Brasília sondando as possibilidades de a CPI do Cachoeira vir a aprovar o requerimento do deputado federal petista do Paraná Doutor Rosinha para convocar o diretor da sucursal de Brasília da revista Veja, Policarpo Júnior.

Motivos para essa convocação, não faltam. Se até o último fim de semana havia ainda algum tipo de desculpa para ela não ocorrer, matéria do repórter da revista Carta Capital Leandro Fortes esgotou a questão. Escutas da Operação Vegas mostram Policarpo até encomendando escuta ilegal de um deputado federal ao bicheiro Carlos Cachoeira.

A Operação Vegas, acima da Operação Monte Carlo, contém PROVAS materiais de que havia uma relação de cumplicidade entre a revista e o bicheiro e torna obrigatória, ao menos em tese, uma ampla investigação sobre o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, por ter engavetado a investigação.

A CPI do Cachoeira e o próprio Congresso Nacional, portanto, têm TODOS os elementos para colocarem ao menos Veja e o PGR no paredão.  Todavia, os políticos e jornalistas com os quais conversei consideram praticamente nula a possibilidade de alguma providência vir a ser tomada contra aquele órgão de imprensa ou contra o chefe do Ministério Público.

Em primeiro lugar porque, ao menos em relação à Veja, fui informado de que, em Brasília, até os postes de luz sabem que o principal executivo da Revista, Fabio Barbosa, e o diretor da Globo José Roberto Marinho foram ao Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente, Michel Temer, e firmaram um pacto de não agressão entre a mídia e o governo Dilma.

Entre os partidos políticos, a situação não é muito diferente. Do PSOL ao DEM, passando por PT, PMDB e todo o resto, nenhum partido tem a menor intenção, enquanto agremiação partidária, de desafiar a associação midiática composta, essencialmente, por Globo, Folha, Veja e Estadão.

Se os Poderes Executivo e Legislativo não estão dispostos a tomar providências contra essa organização criminosa composta pela quadrilha de Carlos Cachoeira e  Veja que salta aos olhos – e aos ouvidos – na extinta Operação Vegas, com o Judiciário não é diferente. Basta ver como foi tratado o inquérito do mensalão.

Só para não me estender demais no caso: o inquérito deveria ter sido desmembrado e não deveria, de forma alguma, ir a julgamento exatamente durante as eleições. É um escândalo. Processos similares, como o mensalão do PSDB (envolvendo o ex-presidente do partido Eduardo Azeredo), foram praticamente acobertados pelo STF. Tudo porque a mídia quis.

Alguns dirão: mas o governo Dilma vai permitir que a mídia imole a era Lula e o PT? Resposta: vai. Dilma porque, passado o circo midiático sobre o julgamento, continuará perseguindo resultados sociais e econômicos e, melhorando a vida do povo, ele esquecerá tudo. E o PT porque cederá os anéis (os acusados no inquérito) e preservará os dedos graças à curta memória popular.

Sempre segundo as fontes ouvidas, Dilma não está nem aí para Lula ou para o PT. Ela, segundo dizem, é uma burocrata que não quer se envolver em política. Persegue números positivos para seu governo na economia e no social e ponto final. Não gosta de política e só quer deixar o cargo – seja em 2014, seja em 2018 – tendo o que mostrar em termos de realizações.

O pacto de não agressão entre o governo Dilma e a mídia fará com que não seja desencadeada campanha de destruição como a que foi desfechada contra Lula, que, segundo as fontes ouvidas, só foi alvo de tal campanha porque o ex-presidente questionou o poder midiático e o desobedeceu implementando políticas públicas que desaprovou.

Todavia, do ponto de vista da administração pública não houve nada, no governo Lula, que justificasse a campanha de destruição que a mídia desfechou contra si. Pelo contrário: os mais ricos ganharam muito dinheiro.

Quem acha que pode haver alguma alternativa mais à esquerda, esqueça. O PSOL, por exemplo, mantém alguma retórica de regulação da mídia, mas é um dos maiores beneficiários de sua atuação. Apesar de sua retórica esquerdista, a mídia não o ataca e ainda lhe oferece material para atacar o PT, no qual o PSOL pretende se converter um dia.

É doloroso dizer, meus companheiros, mas está tudo dominado. De oposição verdadeira ao capitalismo selvagem brasileiro e ao seu principal sustentáculo, a mídia hegemônica, não existe nada mais do que a blogosfera, alguns movimentos sociais e alguns poucos políticos idealistas como o Doutor Rosinha. Todos, porém, sem poder.

Enquanto a América Latina vai caminhando para a esquerda, o Brasil é o último grande sustentáculo do selvagem capitalismo de inspiração ianque na região. É o país em que ele é mais poderoso sobretudo por falta de forças políticas que lhe dêem combate real, ou seja, que combatam seu braço midiático, que o sustenta.

Sim, o governo Dilma poderá conseguir avanços sociais e econômicos relevantes, mas não promoverá qualquer tipo de avanço institucional duradouro. Tudo o que conseguir poderá ser desmontado por uma gestão posterior de direita. Sei que muitos ficarão incomodados com o que eu disse neste post, mas, tragicamente, essa é a verdade.

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

191 Comentário

  1. Edu, devemos aguardar as votações dos requerimentos esta semana. Sinceramente, me desculpe, não confio em suas fontes. Tempos atrás, vc publicou um post alegando que a bancada governista votaria contra a criação da CPI do Cahoeira, para em troca a mídia pegar leve com o mensalão. Não aconteceu. Agora o argumento é do mesmo tipo: não convocar o Policarpo para, em troca, a mídia pegar leve com a Dilma. Foi correto a CPI não ter convocado Policarpo logo no início dos trabalhos, porque os indícios eram poucos, e uma convocação soaria como retaliação contra a imprensa. Mas agora … não dá mais pra tapar o sol com a peneira. A Veja se envolveu com criminosos e isso não é mera especulação, é uma verdade “solar”. A Veja tem que responder por sua ilegalidade. O Brasil tem todas as condições para fazer o que a Inglaterra fez com o “News of the World”, e meu palpite é que fará! Fará, se quiser mesmo se tornar mesmo a quinta economia do mundo.

  2. Qual a analise sobre o depoimento de hoje ?

  3. Caro Eduardo, realmente há algum tempo percebemos que a “imprensa” não realiza os costumeiros ataques ao governo, e exemplo maior é a última capa da revista Veja. Dilma seria ingenua a ponto de acreditar que esta “imprensa” respeitará este pacto de não agressão? Ela não tem a força popular, o apoio dos movimentos sociais e liderança que Lula possui. Não seria uma presa fácil para eles? Quem iria socorre-los (Dilma e o PT) neste caso?

  4. Em hipótese alguma devemos desanimar, nem ficar lamentando. Acho que a blogosfera vem incomodando a grande mídia. Com também a TV Record e Carta Capital. Devemos continuar nossa luta. Em minha modesta opinião os blogueiros progressistas, através de uma associação, poderia editar um jornal escrito, que pode ser um diário, ou uma edição semanal com artigos de blogueiros, tudo isso de distribuição gratuita, que poderia ser disseminado nas ruas, praças, associações e sindicatos. Isto seria muito positivo, pois sairíamos do mundo da internet e ganharíamos o mundo real, inclusive com maior exposição dos blogueiros.. Seria um ótimo contraponto a grande mídia. Poderíamos ter para sustentar o jornal, algumas publicidades, e assinantes. Não custa tentar. Nem todo mundo entra na intenet para ler blogs, mas uma ligeira informação escrita e de graça todos lêem. Pode-se lançar numa capital como plano piloto..

    • Muito boa a sua idéia, Apolônio.
      Conheço muita gente que nunca acessou um blog. Então, essa é uma ótima estratégia de alcançar essas pessoas.

    • Excelente proposta!

    • É exatamente isso que esta faltando…uma alternativa honesta, com credibilidade em versões escrita, digital ou qualquer outra. Temos massa crítica mas ainda não temos o puxador do samba, e principalmente o poder financiador ou que seja uma cooperativa. Meu voto vai para o MSM, que pode muito bem iniciar esse Movimento. Porque não criar uma redação virtual, colegiada e com padrão de trabalho do mercado. Pagamento e compromisso de tarefa. Ai vai um nome…A República Virtual

      • Exato, Ary

        Eu, por exemplo, pago 118 reais por mês para o Fluminense, para apoiá-lo, para quem sabe, no futuro, ele não depender mais de unimeds e que tais

        Eu pagaria 100 reais por mês para termos uma redação de jornalistas comprometidos com assuntos que nós mesmos escolheríamos

        Na Califórnia há exemplos de jornalismo assim

        Pela internet escolhem-se a pauta e os repórteres.

        Talvez por isso os jornais estejam desaparecendo mais rapidamente por lá.

        • concordo, precisamos ter uma alternativa semanal, pois milhoes compram a veja por causa da programação de lazer/cinema, e acabam levando lixo p casa. A carta capital poderia ter um caderno de lazer tb, p ficar mais popular.

  5. Olá, Edu!

    Seu ótimo texto traduz a mais do que compreensível indignação / desânimo com o rumo que os ventos parecem tomar.

    Isso é particularmente próprio aos que veem na esfera midiática um dos maiores – senão o maior – empecilho à extensão das conquistas sócio-econômicas ao plano político-institucional.

    Mas a reprodução do capital depende – e muito – de um potente e articulado aparato midiático.

    E, ao fim e ao cabo, é disso que se trata: da reprodução do capital.

    E qualquer furo de maior envergadura no casco deste inacreditável navio da acumulação têm de ser evitado a qualquer custo.

    Não é a primeira e não será a última vez que um órgão de imprensa menos comprometido com o sistema prova que dois mais dois só pode resultar em quatro, e mesmo assim, continua-se a apostar em cinco, seis, vinte e sete.

    O desânimo, contudo, não deve prevalecer. As batalhas são – sempre foram – longas; as vitórias, raras, até rasas. Este é o sentimento nomal de quem vive o tempo anistórico. Só que os nossos horizontes pessoais não podem ser confundidos com os horizontes históricos.

    Naveguemos, isso é o preciso.

  6. O post mostra uma realidade. Mas não acho que seja desanimadora.

    O que estamos confirmando é o que, mais ou menos, já sabíamos: que o governo Dilma, mais ainda do que o governo Lula, é centrista. Assim como Lula não enfrentou a mídia, Dilma não enfrenta.

    Apesar disso, a mídia, lenta e gradualmente, perde seu poder para o amplíssimo território que é a comunicação digital. Blogs, sites, comunidades virtuais, redes sociais, computadores, tablets, smarthphones, netbooks e notebooks tomam o lugar que antes era monopólio dos jornalecões e das emissoras de rádio e tv.

    Quanto a essa postura da presidente Dilma, acho que ela está absolutamente equivocada. Por um simples motivo: a luta de classes EXISTE, como bem lembrou o milionário estadunidense Warren Buffet. E o capitalismo está ansioso, sedento, sequioso e desesperado para retomar o poder parcialmente perdido na América do Sul. Dilma se ilude ao achar que, fazendo um governo técnico, vai se livrar dos ataques da direita. Não vai não. Fernando Lugo e Manoel Zelaya também achavam isso. Eles chefiavam governos bem água com açúcar. Foram derrubados por golpes. Hugo Chávez e Cristina Kirchner, que presidem governos mais radicais, embasados no movimento popular, sofreram tentativas de golpe, e as venceram.

    • é isso. E tem mais em cima porque tanto Arg, como Bol, Ven e Equador tem combatido e enfrentado o inimigo politica e institucionalmente buscando apoio em camadas crescentes da populaçao. E arrisco dizer algo mais: eles todos estao ou querem vir ao Mercosul mas em paralelo pensam em uma alternativa futura.
      Porque sabem que o Brasil da selvageria capitalista de matriz norte americana se é mais ou menos confiavel hoje com o PT no poder, nao o será mais amanhã se nossos capitaes apenas mantem o curso.

  7. Concordo plenamente com você, Edu.
    Já havia postado aqui e em outros blogs que o interesse da Dilma, era fazer PAC e Bolsa-Família. Ela não é política e em sua juventude não havia ideologia, também.
    Tanto Lula, quanto ela, são pragmáticos e desprovidos de ideologia. Eles não pensam no Brasil do futuro, mas do Brasil no médio prazo, onde permanecerão as mesmas forças de dominação, porém com redução no apetite.
    Não lhes importa se as relações capital-trabalho são iguais as relações das senzalas, desde que os escravos consigam comprar geladeira, fogão, ventilador e um carro popular.
    Por isso tudo continuo a dizer que, Direita boa é Direita Morta.

  8. Duas coisas que eu gostaria cometar: 1) Que poder absurdo a atual classe política acovardada esta concedendo a essa mídia mafiosa!!! Pois, mesmo com provas substânciais colhidas pela Polícia Federal essa gente sequer tem coragem de chamar um jornalista como esse Policarpo Júnior para prestar esclarecimentos a uma CPMI. Dois governadores podem ser chamados, mas um funcionário (ainda que ele não seje um jornalistazinho qualquer) de uma editora que pública uma revista semanal, não!!! Um político corrupto como José Roberto Arruda pode até ser preso por algum tempo, mas com jornalistas (Para não falar dos seus patrões na grande imprensa) vemos que eles parecem ter quase tanta impunidade quanto um senhor de engenho. 2) Que tipo de líder é essa Dilma Russef? Como pode a maior mandatária do país afirmar que ela não é uma política e sim uma burocrata? Por acaso essa senhora pensa que o cargo de presidente da república é a mesma coisa que a gerencia de um supermercado ou de uma agência bancária? Que mulher mais obtusa!!!! Isso é uma verdadeira pérola digna do escarnio e do riso de qualquer pessoa com o mínimo de bom seno e nem precisa ser progressista ou de esquerda. Por acaso fazer um acordo com Rede Globo e Editora Abril para não ser atacada por elas e em troca preservá-las das investigações da CPMI do Cachoeira não é fazer política?!!!! Isso não tem consequencias políticas, sociais e econômicas importantes hoje e amanhã para o País!!!! E isso para não dizer do fato de querer abandonar o Lula, se desvencilhando do PT e de sua trajetória que por si só já é um escandalo político. Meu Deus, para onde o Brasil está indo com com uma classe política medrosa, uma presidenta tacanha e uma mídia todo poderosa que pode fazer quase o que quiser no país?

  9. As antigas ditaduras tradicionais, quase sempre exercidas por militares, ou sustentadas por estes, empreendiam uma repressão violenta contra seus contestadores através da eliminação física destes. Se fossem presos, os “subversivos” eram torturados, mortos ou banidos.

    atualmente não é mais assim. A dittadura midiática domina e contrla os poderes constituídos, e aíai de quem ouse contestar. Os desafetos não serão eliminados fisicamente, de forma cruenta, mas terão um tratamento tão ou mais cruel: terão suas reputações simplesmente moídas.

    Uma pessoa que teve sua honra destruída torna-se um morto-vivo, um não cidadão, um civilmente morto. Quem for emporcalhado pela ditadura midiática sofrerá pelo resto da vida. Ninguém vai querer sua companhia, tampouco fazer negócio com um cara “estigamtizado”. Nem trabalhar o infeliz poderá mais.

    Então, quando se diz que alguém tem “rabo preso”, não é que ele tenha culpa de nada não. É medo.
    Medo de ter sua honra triturada pela todo-poderosa máquina de filigranar reputações, e de tornar-se um proscrito. E isso atinge as mais diversas autoridades, do três poderes, das três esferas: federal, estadual e municipal, Ministério Público, Tribunais de Contas, estatais, sindicatos, associações, TUDO hoje é refém da mídia.

    A nossa luta está contra esse monstro só começando.

  10. Concordo com o post. Quero fazer algumas observações : Não estamos mortos. O PIG, não fala sozinho. Pessoas como Você Eduardo, fala através do Facebook……a milhões. Acredito, que emparedar o Governo Federal na atual conjuntura Mundial, é suicida para o País.Os Sindicatos deveriam analisar essa conjuntura. Radicalizar, é incoerente. A priori, de acordo com Lei vigente no País, todo governante, não pode dá aumento salarial TRÊS MESES antes das ELEIÇÕES. Isso é um FATO. O Resto, é política baixa. Jurisprudências do STF e STF, permite sim cortar o dia de Trabalho. Sou Sindicalista, fizemos acordo com o Governo do Estado até 2014, que todo mês de Outubro, será feito aumento aos Policiais de 15%. Até agora tem cumprido. Toda Greve é Política, aí depende da extensão de análise. Por que os Sindicatos em Greve não propôs escalonamento? Acho estranho. Quem vai com muita sede ao pote, pode quebrá-lo. Quem nesse momento faz GREVE? Os mais Bem pagos do País. Esses Sindicatos, têm noção do fazem? E sabem que não conseguirão aumento com esse barulho, visto que, a Presidenta, não pode burlar a Lei que está aí ? Sou a favor de quaisquer GREVES, desde que, a CIDADANIA e as Leis sejam respeitadas. Negociar Sempre, sem Intransigência. Negociação Já! de Belo Horizonte.

    • David,

      A maioria desses sindicatos tem liderança dos partidos Psol, Pstu. Fazem aquele jogo (ilógico) de prej
      udicar o governo, como extratégia, para ,no tempo, substitui-lo.
      Por que a maioria dos participantes do blog jogam todas as fichas na convocação de pessoas que não se pronunciarão? A CPMI tem andado, SIM, na analise e vazamento dos documentos. O resto é querer ver embates e chilites, pela TV, como nas CPIs do passado.
      Que o PIG queira isso, compreendo, dá audiência, mas nós, não compreendo.

  11. Nós temos o poder nas mãos. Não podemos esquecer que eles (os deputados e senadores), precisam dos nossos votos para se reelegerem. Portanto, precisamos elaborar uma lista com os nomes dos covardes, e outra, dos que tiveram a coragem de enfrentar o pig. E, no momento certo, nas próximas eleições, faremos uma campanha divulgando os nomes deles. Precisamos de políticos sem rabo preso.

  12. Vou repetir até à exaustão:

    O PT TEM QUE RESPONDER IMEDIATAMENTE ÁS ACUSAÇÕES CONTRA O PRESIDENTE LULA FEITAS POR ESSES DOIS SAFADOS!

    Ou será que vai se omitir nessa também.

  13. Concordo plenamente!

    Após 34 anos votando no PT, cheguei a mesma conclusão. Já não tenho mais esperança de, algum dia, ver este país se tornar uma verdadeira democracia, e não este simulacro em que vivemos.

  14. Não há porque “enfrentar” a mídia. A mídia deve ser tratada pelos poderes
    constituintes da República como um parceiro na construção democrática.
    O canal que fiscaliza, que mostrar o Brasil e o mundo para o povo, que mostra
    aspectos da nossa sociedade a todos os rincões deste imenso país.
    Um governo que trata a mídia como inimiga age mal e pode avançar para
    um pendor totalitário.

    Comete erros, sim. Mas todos os outros profissionais também cometem!!

    • “A mídia deve ser tratada pelos poderes
      constituintes da República como um parceiro na construção democrática.
      O canal que fiscaliza,…”

      Mídia, parceira da construção democrática?

      Ora, ora! A mídia brasileira, que tem imensos interesses econômicos-financeiros, via concentração de renda, vai servir de “parceiro da construção democrática”?

      “O canal que fiscaliza…” – Fiscaliza o que mesmo? Ah, fiscaliza aqueles que se opõem aos interesses ecnômicos da corporação, e mais ninguém. Como se dá essa “fiscalização”? Fazendo acusações sem provas,Iisso quando não plantam uma mala de dinheiro sujo na bagagem (ou no escritório) do indigitado.

      É cada domesticado que aparece aqui, viu?

      • Mas também há interesses econômicos-financeiros nos políticos e partidos que
        ocupam o poder. Eles têm a vontade de se perpetuar no poder e, para isso, promovem
        práticas pouco republicanas, além de um jogo de alianças espúrios. É bem melhor
        para a democracia que exista uma mídia independente que possa fiscalizar, denunciar,
        tais práticas. Mesmo não sendo perfeita, ela é importante, pois não depende exclusivamente
        de dinheiro do governo.

        Imagine só se todo meio de comunicação fosse estatal?? Se não houvesse uma TV do tamanho
        da Globo, que tivesse independência financeira para fazer denúncias contra as várias esferas do
        governo aonde existe malfeitos?? Muita coisa ia ficar na penumbra, talvez até o Mensalão, tanto
        o do PT quanto o do PSDB, de Minas. Assim como o escândalo do DEM de Brasília.

        • Só pra você ter uma ideia da enormidade que está dizendo, em todos os países desenvolvidos uma Globo seria proibida de existir justamente por seu tamanho paquidérmico. Nos EUA, isso se chama veto à propriedade cruzada.

  15. Só conheci um político destemido, que enfrentou a mídia de frente e nunca esmoreceu. Governador, enfrentou os militares de armas na mão com o povo gaúcho. Foi desprezado pelo PT, por quase toda a esquerda, por São Paulo e por Minas. Dizem que era o responsável pela violência urbana, mesmo sem ir a São Paulo nem ter poder sobre o Nordeste. Governador do Rio duas vezes, massacrado pela mídia, conseguiu fazer o Jornal Nacional ler todas as suas críticas e denúncias sobre o comportamento da Globo, como está no célebre link:
    http://www.youtube.com/watch?v=ObW0kYAXh-8

    Lula dizia que ele era “capaz de pisar no pescoço da mãe para chegar à Presidência”. Não pisou. Chegou, sim, a prometer que ia rever a concessão da Globo no primeiro dia de mandato. Perdeu. Para Lula e Collor. Roberto Marinho publicou na ocasião um editorial na TV elogiando o “companheiro Lula”, nas suas palavras.

    Infelizmente, Leonel de Moura Brizola está morto desde 2004.

    • MUITO BEM LEMBRADO AMIGO !!! ESSE ERA O HOMEM !

    • O Brizola Neto ao invés de dar continuidade à luta do avô, mas que nada… E o ministro Paulo Hibernando Silva sentou em cima do processo da Lei de Regulamentação e tá lá, dormindo na esplanada… E a veja paparicando a Dilma, elogiando na capa e tudo…

  16. Aqui com meus botões, lambendo os beiços depois de uma bicada de Samanaú (uma cachaça porreta de boa da minha terrinha Caicó) aposto o contrário, que essa convocação sai sim. E nem duvido nada se o Poli usar o “direito constitucional de permanecer calado” já que nitidamente ele segue o líder. Só que não espero desse depoimento algo tão bom como o fechamento da revisteca. Não vai dar em nada até porque isso não é um propriamente um processo criminal. É só inquérito de uma comissão parlamentar. Mas servirá para fazer esses facistóides e seus paus mandados darem uma recuada na sua sanha golpista. Nem que seja parcial e temporária. Eles já estão acuados. Viram ser desmontada uma importantíssima fábrica de factóides. E montar outro esquema parecido, além de dar muito mais na vista, requer um bom tempo. Vou tomar outra.

  17. Ah, como é tola a ingenuidade de certos governantes. João Goulart era ingênuo. Foi deposto pelo golpe de 1º de abril de 1964.

    Dilma também é ingênua. Ela acha que governando tecnicamente não será incomodada pela elite financeira, ou pelos latifundiários. Ela acha que, ficando de fora dos confrontos, como esse julgamento, ela resolve os problemas.

    A verdade é que, nesse julgamento, a elite golpista está exercitando os músculos para dar um golpe. Washington precisa de um golpe no Brasil.

  18. desagradável, mas ..mas ..eu te disse

    Verdade que no fundo disso só tem um motivo

    A NOSSA democracia, aquela que nos deram com muito custo e favor ..aquela abraçada e defendida por gente SEM convicção, por carreirista oportunistas e populistas, esta que NÃO tem valor ..é uma fraude, inconsequente, um amadorismo provinciano cedido pra plebe pela elite só pra se diminuir a tensão ..pra se dar a impressão de que o povo manda, pra fazer de conta enquanto poucos enchem suas contas..

    …hoje todos são ou se prestam a serem massa de manobra, e quando menos percebemos, entendemos que a MAIORIA do políticos, inclusive muitos ditos LÍDERES da esquerda CAPITALISTA, hoje nos fazem de bestas (e mamam, ah como mamam os cretinos e seus rebentos).

    O BRASIL precisa tomar jeito, precisa buscar criar uma nova forma de governo, mais voltada ao cidadão e menos às CORPORAÇÕES ou a minorias BARULHENTAS que só se pedem pra si e pros seus.

    O BRASIL precisa ABANDONAR esta democracia representativa, esta TIRIRICA grevista, e se permitir viver numa DEMOCRACIA PARTICIPATIVA, uma aonde os intermediários seriam mínimos, e os mandatários milhões ouvidos em escrutínios.

    sei que este desenho não será pra mim, e quiça pros meus filhos ..mas se chegar aos netos já estará muito bom

  19. Peço licença Edu para divulgar este evento em Brasília: http://www.comunica.df.gov.br/

  20. Quanto ao texto, Edu, ontem o advogado do famigerado Roberto Jeferson “defendeu'” a convocação do ex presidente Lula no processo (ou seria circo?) do chamado mensalão. É clara aqui a tentativa de fazer com que Lula seja inelegível no futuro (caso pretenda concorrer novamente). E tudo isso com a covardia e subserviência de grande parte do PT, de Dilma, e de parte de seus aliados. É uma pena e é muito triste.

  21. Eu não estou nem perplexo, nem surpreso com o quadro atual. Há muito já entendo que nosso MODELO DE ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE ESTÁ FALIDO.
    Há muito tempo.
    Minha última esperança era o PT, que se esvaiu também há muito tempo. Mesmo os membros mais honestos do partido não se apresentaram com garra, determinação, nunca se mostraram incansáveis na defesa de reformas verdadeiras, que pudessem sim evitar o quadro atual. Se eles nunca tiveram apoio da mídia, que buscassem aparecer pelos movimentos sociais.
    Prova maior do que digo é o fato do PT ter entrado no esquema das eleições, quietinho, e agora é vítima da própria omissão. Gostou da fruta né.

  22. Com todo o respeito, a presidenta tem que ser muito tola em acreditar em promessas como essas de não agredir, atacar, caluniar o seu governo e a sua própria pessoa. O passado recente demonstra isso. Já com relação a “Não há Poder da República que sequer cogite enfrentar a mídia”, nem mesmo o econômico, vide as propagandas dos patrocinadores das equipes brasileiras nos últimos jogos olímpicos e exibidas nas concorrentes da Record. Extremamente tímidas em comparação à épocas anteriores resultando numa pouca eficiência ao objetivo das campanhas junto ao público em geral: criar uma imagem de responsabilidade solcial, apoio ao esporte, etc…

  23. Parabéns Sr Edu, comungo deste seu pensamento, infelismente, nossos politicos, mesmos os que sempre acreditamos, não tem coragem suficientes para pelo menos vir aqui num espaço como esse, manifestar suas indgnações, assim como faz o Sr e outros bloqueiro juntamente com colaboçao de nossos comentários. Infelismente viveremos ainda por muitos anos sob a ditadura da nosssa “liberdade de imprensa” . Fiquemos na esperança que um dia apareça alguem com a coragem de uma Cristina ou mesmo não com os ideais, mais com a coragem de um Chaves!

  24. Se a presidente Dilma acatar os termos desse pacto de não agressão proposta pela mídia golpista está cometendo um grave equívoco político e pessoal, do qual inevitavelmente sentirá arrependimento no futuro. A grande mídia brasileira está comprometida com poderes externos ao Brasil e não pode contrariar os interesses de seus patrões ocultos, que, do exterior, comandam os tirantes que movimentam as marionetes da chamada grande imprensa do Brasil.

  25. Não se pode esquecer que o Cachoeira tá quase aceitando a delação premiada.

  26. Edu.
    Gostaria de dormir semanas e acordar, sem pesadelos fatais, após esse Circo armado com o julgamento.
    O cerco feito pela mídia, STF, PGR,etc é vergonhoso. Pior, sem reação do PT, do Governo Dilma.
    Com o fim das Olimpiadas, não dá pra assistir TV. Todos estão empenhados em induzir as pessoas menos avisadas contra o PT e contra Lula, especificamente.
    Até programas que não teriam nada a ver com política diretamente estão empenhados em desconstruir a imagem do PT/Lula. Estranhamente, Dilma está fora desse alvo.
    Domingo assistia o Metropolis da Cultura e, absurdo, vi um quadro que remetia a alguém que recitava Drumond com o “E agora José”, “…a festa acabou…” e fotos de Dirceu e…..Lula. No Metropolis da Cultura, propriedade de Serra.
    A cartilha do PGR para crianças induz e julga antecipadamente o Mensalão, sem reações contundentes do PT.
    O Governo e o PT têm um desdem total com o processo de comunicação. Parece que estão se lixando para a população. Pouco lhes interessa se não sai no PIG. Nada lhes interessa na Carta Capital, na Record, nos blogs sujos.
    Até no cinema o mensalão está em pauta. Vi há algum tempo um filme no circuito de arte e: propaganda da revista Piauí: tema MENSALÃO.
    Aqui em Salvador temos um exemplo claro no que vai resultar essa política, ou absoluta falta de politica, do PT.
    O neto de ACM vai ser prefeito e futuro Governador do Estado.

  27. A Sra. Dilma Rouseff, após apertar a mão do apresentador do JN, de cozinhar com a Ana MAria Braga, de usar e dar poderes ao seu Vice para negociar com o PIG, me parece querer estar se perpetuando no poder, uma ditadora dentro da democracia. A propósito: as univerdiades federais estão em greve à 60 dias, a polícia federal também, nada de melhorias na infraestrutura rodoviária do país, petrobrás com prejuízo e ameaça de aumento do preço dos combustíveis…é.. a presidenta vai precisar muito do PIG!!! Acompanhem.

  28. Se o PT não quer ou não sabe se defender, os simpatizantes é que não têm esta tarefa. Talvez com uma série de condenações forjadas pelo PiG, o partido comece a aprender a lição.

  29. “Sim, o governo Dilma poderá conseguir avanços sociais e econômicos relevantes, mas não promoverá qualquer tipo de avanço institucional duradouro. Tudo o que conseguir poderá ser desmontado por uma gestão posterior de direita. Sei que muitos ficarão incomodados com o que eu disse neste post, mas, tragicamente, essa é a verdade.”
    Isso é o que eu sempre digo!!!
    E por falar em enfrentar, quando a Dilma vai deixar de colocar anúncios do governo na veja, já que está provado o envolvimento da abril com o crime organizado? Será que ela não tem coragem nem para isso, porra??? Logo ela, que demitiu um monte de gente por causa das denúncias falsas da revista quadrilheira.

  30. Há muito tempo não vinha a esse blog, foi um prazer ler o post, acima. Parabéns!

  31. As coisas mudam, o caminho é denunciar e lutar. Quando a causa é justa, a vitória é consequência da perseverança. Sem esmorecer, pois.

  32. Embora não concorde com o seu ponto de vista agoraesposado, é fato que você Eduardo Guimarães é um excelente articulista. Escreve com lógica e acima de tudo coerência, bem diferente do xingatório adotado por outros que se autodenominam “blogueiros progressistas”. E sem patrocínio estatal, provando ser um idealista e não um mercenário.

  33. Em poucas palavras : “Para a mídia golpista o crime compensa visto que seus baluartes são inimputáveis. ”
    Ou para clarificar melhor : “A mídia manda no país, em cada um de nós e, sobretudo, está acima da Lei. “

  34. Eu temo que a volta do atraso ao poder bote tudo a perder. É fácil, muito fácil, mergulhar o país no passado, com o PIG dizendo que está tudo bem, e vamos afundando como antes. E daí, mais quanto tempo para começar de novo?

  35. Em primeiro lugar porque, ao menos em relação à Veja, fui informado de que, em Brasília, até os postes de luz sabem que o principal executivo da Revista, Fabio Barbosa, e o diretor da Globo José Roberto Marinho foram ao Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente, Michel Temer, e firmaram um pacto de não agressão entre a mídia e o governo Dilma.

  36. Muito lúcida a análise de Eduardo Guimarães, aqui um comentário

    http://dasmalazartes.blogspot.com.br/2012/08/hoje-como-amanha-e-ontem.html

    abraços

    Marcelo

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.