PT tenta o suicídio em São Paulo

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

O desastre eleitoral que se abateu sobre o PT paulistano não poderia ser mais grave se a mídia e o PSDB o tivessem planejado. Por isso, a candidatura de Fernando Haddad sofreu um ferimento mortal do qual poderá até se recuperar, mas não será fácil.

A aliança entre o PP e o PT paulistanos, por si só, era difícil de aceitar. Mas a foto de Lula, Paulo Maluf e Haddad confraternizando entre si tornou intragável o que já era difícil de engolir. Além disso, a imagem será usada pelos adversários de Lula até o dia em que ele permanecer na política.

Dirão que a culpa é toda de Lula porque foi dele a decisão de fazer a aliança maldita “com Maluf”. Todavia, não é verdade. Apesar da falta de percepção do ex-presidente sobre a política paulistana Erundina poderia ter resistido, pois sabia da aliança.

Desistir da chapa de Haddad não isentou a ex-prefeita. Ela atribui tudo à foto, mas se aceitou a aliança contanto que não houvesse foto sugere que se tivesse sido feito tudo às escondidas não se importaria de estar ao lado de Maluf. A emenda saiu pior do que o soneto.

Se Erundina não tivesse renunciado haveria muito burburinho, mas, em alguns dias, tudo teria sumido. Contudo, como ela parece não ter convicções de seus atos deixou-se intimidar por uma militância embriagada, incapaz de enxergar prioridades.

Sim, a aliança com o PP de São Paulo é repugnante porque quem manda no partido, aqui, é Maluf. Em nível federal o partido não é dele, mas, em São Paulo, é. Todavia, a militância entregar o jogo por uma foto é condenar a cidade a continuar piorando.

Sem um bom prefeito, São Paulo continuará piorando. Caso Serra vença, o rumo em que a cidade está será mantido porque é ele quem a governa desde 2004. Se o eleito for Russomano,  Chalita ou Soninha talvez seja até pior, pois nenhum deles é administrador como o tucano ou Haddad.

A militância não quis saber. Agiu como manada. Insuflada por militantes tucanos travestidos de “petistas arrependidos”, começou a propagar slogans contra Erundina até que ela se deixasse intimidar e materializasse o desastre.

Claro que o erro maior foi de Lula. Subestimou a passionalidade da militância e superestimou Erundina e a si mesmo. Além disso, adotou uma postura autocrática ao empurrar Maluf pela goela de todos. Mas ele tem desculpa. Está voltando do inferno.

Não foi por falta de aviso, porém, que essa hecatombe ocorreu. Antes de qualquer um, ainda na sexta-feira passada publiquei post contendo denúncia contra Maluf. No sábado, elenquei as razões pelas quais aquela aliança maldita seria ruim. Mas não fiz escarcéu.

Todos poderiam ter marcado posição sobre a inconveniência da aliança, mas não era preciso fuzilar Erundina até que seu lado titubeante aflorasse.

Agora, se a candidatura Haddad não resistir, São Paulo pode vir a ter um prefeito pior do que Kassab  caso Serra não se eleja – ele ainda seria menos ruim do que seu pupilo. Seria pior, pois, um Russomano vencer. Ou, no limite do impensável, uma Soninha.

Todavia, há um fio de esperança. Conhecendo o povo de São Paulo, é mais do que certo que expressiva parcela da população não considera que se aliar a Maluf é se aliar ao demônio. Muito pelo contrário. O prejuízo real, portanto, pode ter sido pequeno ou até zero.

A menos, é claro, que a militância petista continue dando uma banana para São Paulo e fazendo jogo de cena sobre a aliança com o PP paulistano…

Por outro lado, talvez tenha sido bom Erundina não ser vice de Haddad. Ela seria um foco permanente de crises ao se deixar guiar pela mídia ou pelas redes sociais da internet. Ninguém consegue governar ouvindo só a opinião pública.

Por outro lado, bom seria se o comando da campanha de Haddad não continuasse repetindo as burradas da campanha de Marta Suplicy em 2008, que, como agora, decidiu jogar sua história no lixo usando as mesmas armas que os adversários – ou seja, o preconceito.

Usar o preconceito contra Kassab em 2008 ou se aliar ao restolho da política brasileira em 2012 são faces da mesma moeda, a moeda da ânsia de obter a vitória a qualquer preço. E o que é pior: apelando para “atalhos” que não se tem segurança sobre aonde vão dar.

Há um só caminho para Haddad vencer a eleição: há que fazer o povo pensar em sua vida e convencê-lo de que sabe como melhorá-la. Jogadas políticas espertalhonas são o campo em que a direita midiática joga. Não dá para vencê-la nesse campo.

—–

O Blog ficou 24 horas fora do ar para migração do servidor. Era para ser meia dúzia de horas, mas tudo deu errado. E o pior: o servidor novo não funcionou e tive que voltar pro antigo – mas vou resolver isso. Contudo, tomara que esta semana termine logo.

Tags: , , , , , , ,

211 Comentário

  1. “PT tenta o suicídio em São Paulo”. (????)
    Se fosse assim os demotucanos teriam se suicidado muitas vezes.
    Nunca se interessaram pelo que Maluf é ou deixou de ser na hora de querer seus votos. O certo é que Maluf AINDA tem voto em SP. Isto é que tá em jogo. Isto é disputa política.
    Política se ganha com voto, que não é do Maluf, são de seus seguidores.
    O modelo, gestão e administração do PT é outra coisa. Mesmo com Maluf por perto.
    Desta vez quem ganhou a disputa dos votos que Maluf ainda tem em SP foi o PT por estratégia de Lula.
    Em se tratando de voto é uma grande hipocrisia se Maluf é ou deixou de ser. Ele é votado.
    São Paulo sabe conviver com Maluf.
    Lula ganhou mais uma.

    • Também penso assim, mas confesso que está sendo difícil de assimilar. Mas no jogo político, como você diz, é preciso jogar xadrez. Tomara que Lula de novo dê um baile em quem acha que ele errou. Não conheço são paulo, nunca passei perto, mas acho que ela já passou do tempo de ser governada por alguém que preste, Haddad merece uma chance.

      • Maluf existe e tem eleitorado. A questão central são os votos e seu tempo de TV.
        Nada pessoal.
        A administração não está em jogo. O modelo PT de gestão e seus objetivos permanecem.
        O certo é que Lula passou uma RASTEIRA nos demotucanos. hehehehehe…
        O que eles davam como certo, perderam. E sentiram o golpe de estratégia.
        O eleitores de Maluf são bem vindos. E somam.
        Lula, mais uma vez, saiu na frente…

    • Este argumento não tem o minimo de lógica. Sou PT desde a982 e digo o PT errou. Assumir o erro é sinal de inteligencia.

    • A história política do Brasil é fascinante, não só pelas mudanças abruptas dos seus personagens principais, mas também pelo modo de fazer política. Quem imaginaria Lula- que já declarou: em carnavais passados: “Se o civil tiver que ser o Paulo Maluf, eu prefiro que seja um general”; “A impressão que se tem é que Cristo criou a terra, e Maluf fez São Paulo”; “O símbolo da pouca-vergonha nacional está dizendo que quer ser presidente da República. Daremos a nossa própria vida para impedir que Paulo Maluf seja presidente”; e tantas outras mais- acomadra-se com Maluf. E este, dividirá o palanque nos discursos de Haddad e Lula; mas tenho certeza que o Paulo não poderá adaptar seu famoso chavão: “Votem no Pitta, e se o Pitta não for um bom prefeito nunca mais votem em mim”, ao canditado do PT; já que Haddad é renovação, dessa forma, merece chavões novos.

  2. Essa aliança pegou muito mal, com foto ou sem foto. Manchou o currículo de Lula e Cia. Eu fiquei chateado.

    • Essa foto manchou o currículo do Lula? essa foto manchou o currículo do Maluf, que aliás já deverias estar preso.
      Imagina os outros da foto , então.

  3. Certas atitudes do Lula são difíceis de entender! Está dando mole para o inimigo. Não entendo como em tão pouco tempo, ele tenha feito a suprema burrice de cair numa armadilha, ao se encontrar com o Jobim e com o Gilmar, no apartamento do primeiro e, logo em seguida pedir o apoio do Maluf para a candidatura do Haddad, num encontro com fotógrafo e tudo. O circo montado tem tudo a ver com as próximas eleições, e sobretudo a eleição para presidente logo após.

  4. Complementando, o PT de São Paulo me dá arrepios! São estúpidos!

  5. “…Se Erundina não tivesse renunciado haveria muito burburinho, mas, em alguns dias, tudo teria SUMIDO. Contudo, como ela parece não ter convicções de seus atos deixou-se intimidar por uma militância embriagada, incapaz de enxergar PRIORIDADES…”
    Há muita coisa oculta nos dois termos que assinalei em letras maiúsculas, a convicção de que o povo esquece as alianças malditas feitas para atingir as prioridades mais malditas ainda do PT.

  6. Li tudo e cheguei á seguinte conclusão:
    Se é pra ganhar do serra, vale qualquer coisa.
    São Paulo tá precisando há anos de uma mudança radical de modo de administrar.
    E olha que não moro mais aí…..
    Se vai sem Erundina, que seja.
    Mas que vai com Haddad, vai!
    O Lula teve que se desdobrar e se juntar a outros cacarecos (não é o hipopótamo…) pra ser presidente e estamos onde estamos por conta disso. Não será o maluf que vai estragar esta candidatura.
    Haddad Lá!!!! (com ou sem erundina e maluf)

  7. O Serra está indignado; a Folha espuma; o Estadão está furibundo; o Globo esbraveja. Todos decepcionados com a vergonhosa foto do Lula com o Maluf. Lula teria manchado sua biografia. Ora, tenha paciência, desde quando esse sujeito inexpressivo e essa mídia entreguista teve qualquer preocupação com a coerência do Lula? Se não gostaram, e não gostaram porque queriam ver o Maluf apoiando o seu candidato, é porque a aliança foi boa para o Hadad. Dirão alguns que o Lula deu argumentos para atacarem o Hadad. Mas desde quando essa mídia monopolista precisou de motivos para atacar o Lula e o PT? Atacariam e atacarão de qualquer jeito, então que pelo menos fiquemos com mais três minutos (1,3 para o PT menos 1,3 para o Serra, pois para ele iriam) para defendermos a candiidatura da renovação. A mídia quer, como a direita sempre fez, dividir a esquerda. É isso que vem fazendo, fala deste episódio para esse segmento. Não sejamos ingênios, como ingênio não é o Lula. Ou alguém imagina que ele não previu que sua foto com o Maluf seria estampada em toda imprensa? Será que conhecendo a trajetória de vida desse grande brasileiro, que enfrentou tantas adversidades e foi Presidente por duas vezes, ainda temos dúvidas sobre a sua visão política? Sabe que temos um adversário poderoso a ser batido e junta todas as forças possíveis, até, por certo, tapando a nariz. É assim que procede os líderes, não se preocupam com sua biografia, mas com o destino de seus liderados. Esse episódio não tirará nenhum voto da esquerda e, para a direita, demonstrará que o PT deixou de ser um partido radical, o que pode vir a diminur sua rejeição. Talvez por isso que a mídia conservadora esteja tão alarmada.

  8. É Eduardo, parece que o Lula desaprendeu de fazer política. O caso do encontro com Gilmar e Jobim e toda a repercussão gerada em função desta pelo PIG e a costura dessa aliança suicida e burra com Maluf me fez pensar desta maneira!

    Abraço,

    Geraldo Martins.

  9. o pt, liderado pelo pt paulistano,
    vem fazendo monumentais besteiras, rompendo acordos com partidos de esquerda (casos de Ceará e Pernambuco),
    vai tomar uma surra nas eleições,
    nem lula salva o pt, depois da aliança com o 2o. político mais acusado de corrupção (roriz é hors concurs)

  10. Eu acho que a candidatura do Haddad saiu reforçada do episódio:

    1 – ele não tinha mesmo muito a perder com seus 8% de intenção de voto;

    2 – agora muito mais gente sabe quem é o candidato do Lula e da Dilma;

    3 – os malufistas que não iam votar no Haddad mesmo com o apoio do Dr Paulo, agora, depois que esculacharam seu líder podem até mudar de opinião;

    4 – se o Haddad conseguir vencer as eleições (o que eu particularmente sempre achei muito difícil), a Erundina vai levar fama de que não ajudou na hora em que ele mais precisava; se perder, fica com a pecha de traidora;

    5 – os candidatos a vereador do Maluf continuam na campanha do Haddad e eu acho que isso dá muito mais voto do que ter Erundina como candidata a vice.

    6 – é melhor ganhar sem a Erundina (embora eu reconheça a força eleitoral da deputada), pois pelo que ela vem demonstrando ao longo do tempo trata-se de uma pessoa de difícil relacionamento. Acho que ia atrapalhar mais do que ajudar um possível governo do PT.

  11. Haddad nunca deu seu apoio para os técnicos administrativos federais da educação e professores que estavam e estão de greve no seu período como Ministro da Edacação, hoje um técnico administrativo federal da educação ganha 1.034, 00 reais, o salário mais baixo do serviço público federal. Haddad, lula e maluff não é surpresa para mim, pelo contrário, isso mostra que Haddad vai tratar o educação do municipio de São Paulo como sempre tratou a educação no governo dilma, com o sucateamento da educação, começando pelo salário de fome e a implantação da bolsa miséria do PT para os servidores da educação federal.

  12. Parte 1: Erundina diz não ao Canto Certo que o Galo Cantou.
    Primeiramente um toque sobre o preconceito político oportunista: Sarney salvou o PT da derrota por três vezes, senão é a coligação com o PMDB e outros partidos como inclusive o PP de Paulo Malufe o PT perdia as três eleições que venceu para presidente da República, e, se o PMDB apoiar o PSDB é o PSDB quem ganha.
    E junto ao PMDB vieram os partidos do Renan, Delfim Neto e até Paulo Maluf que ocupa ministério no governo da Dilma e uma secretária no Governo do Estado de São Paulo. Ou seja Paulo Maluf tem um Ministro dele aí dentro da sua casa Dona Luíza Erudina (Paladina da moral e ética por interesse próprio), do PT, e ministros do PMDB, PDT, PPS e etc…
    Agora antes de ir direto ao ponto quero esclarecer o título Três em uma(decepções):
    Primeira: Por conta da confusão de um nome de Blog como “Transparente como um Cristal vamos questionar!?” e que coincidentemente questionava a coligação PP, Maluf, PT haddad e Lula, e PPS luiza Erundina. Com foto de Paulo Maluf, Lula e Haddad juntos para o anúncio desta coligação, por Paulo Maluf. Com a seguinte frase: “Pois é, o IMPOSSÍVEL não é tão impossível, quando o lado “INVENDÍVEL” se vende !!!
    Lamentável, pra não dizer mais…”
    Parte 3: Segunda: O nome do Blog, que entrei por causa da coligação, já por ele questionada, lembrou-me do que me aconteceu como se por encomenda da outra força, por alguém que se dizia amigo meu. Um mestre espírita de uma ordem que deposito toda a minha confiança nela com alguma desconfiança do crescimento dos homens nela, que disse que só se prontificaria a me auxiliar em um momento delicado de minha vida. Assim que eu ficasse “Transparente como um Cristal”. Me perguntei desde então que ser humano arrogantemente à Deus, se diria ser “transparente como um Cristal!” E cobraria de outro homem, da humanidade, que assim como ele, eles o fossem?
    Terceira: No artigo para a coligação que repito resumos abaixo antes de dar o parecer final ao três em um, peço certa atenção ao seu título e autorização ao moderador deste blog para republicá-lo:
    “O Galo Cantou Canto Certo”
    Parte 4: São Paulo forma a mais genial e eclética aliança política que sequer o maior dos gênios do marketing político poderia imaginar. O que naturalmente levará à vitoria da disputa eleitoral mais cobiçada do país, a prefeitura de São Paulo.
    São tantos acertos políticos em todas as suas áreas, que vai de costuras políticas em pequenos municípios, prefeitura de São Paulo em si, governo federal, aproximação definitiva e concreta do PSB com a aliança governista e, principalmente a demonstração de confiança total do PSB na Presidente Dilma.
    O parecer final: A coligação não vingou, eu deixei de frequentar os estudos espíritas também por conta da afirmação daquele que se dizia mestre e nem sei se é mais. o Blog “Transparente como um Cristal vamos questionar!? provavelmente dava se questionar. Parte 5: Porque ao que tudo indica ao meu ver, opinião pessoal, tais cristais se espatifaram em frangalhos incoláveis. Pois todos eles não passavam de uma comparação ilusória da pureza do homem, que por natureza erra, à pureza da transparência de um cristal. Que quebra, na alusão até “”três em uma” taça de cristal de ilusões. 1 – Blog “Transparente como um Cristal vamos questionar!?” como meu ex-mestre. 2 – o encanto do Canto Certo que O Galo Cantou para o meu ex-mestre espírita. 3 – Luíza Erundina abandona candidatura depois de dizer que não era mulher de voltar atraz em uma decisão.
    E o que ficou? Podemos afirmar que é o mistérioso “Canto Certo que o Galo Cantou”. Só revelado para quem recebeu o merecimento.
    Sobrando aos simples mortais, festas de conjecturas.
    José da Mota

  13. Parte 1-2-3: Agora sim eu posso dizer com segurança e certeza:
    “O Galo Cantou Canto Certo”
    E só agora fui saber que o certo deste canto era; para São Paulo
    caminhar de mãos dadas com Manuela Dávia, Renato Rabelo, Haddad, Tarso Genro, PC do B e PT.
    A falta de preconceito e farsas, apoiou Hadadd, e se chama Renato Rabelo. Botando a prova todos os seus anos de luta pelo bem do Brasil. Ao lado da maior liderança política jovem que surgiu nos últimos anos no país, Manuela D’Ávila, com certeza em carreira breve e mulher ainda no mínimo da idade exigida para tanto, possivelmente nossa presidenta da República.
    Parte 4: Porto Alegre ao elege-la, Manuela Dávila, prefeita, dará-lhe a oportunidade de mostrar aos brasileiros toda a sua capacidade de governar, inclusive a nação na hora certa politicamente.
    E o que um dia em vários Blogs foi comentado por mim exageradamente emocionado para a aliança Haddad e Erundina, descubro que foi puro engano, do que entendi sobre “O Canto Certo que O Galo Cantou”.
    Então repito tudo o de bom que descrevi, substituindo os personagens errados pelos certos, obedecendo ao canto do galo.
    “O Galo Cantou Canto Certo”
    São Paulo forma a mais genial e eclética aliança política que sequer o maior dos gênios do marketing político poderia imaginar.
    Parte 5 : O que naturalmente levará à vitoria da disputa eleitoral mais cobiçada do país, a prefeitura de São Paulo. São tantos acertos políticos, da prefeitura de São Paulo à Prefeitura de Porto Alegre, governo federal, à até a Presidente Dilma. De onde naturalmente gerará maior aproximação, melhor administração e mais projetos para os estados de São Paulo e Rio Grande do Sul. Agora sim, é de se admirar e repetir para acreditar, estratégia política racionalmente inimaginável, um golpe de sorte, dar a vitória da disputa pela prefeitura de São Paulo, mudando todo o quadro político nacional.
    Como se projeto planejado em universidades como Federal de Juiz de Fora, UFRJ ou UFRS, mas por político conhecedor de nossas mazelas. P.S. Dividido em partes. Como se fosse uma tese de doutorado, PHD, com o título, “Passo a passo para mudar a política brasileira de mãos para sempre” ou “Os novos rumos do Brasil” ou mais brilhante ainda;
    Parte 6: “Brasil acordado em solo esplendido”, ousando um pouco mais, “Brasil acordado em solo esplendido com Manuela Dávila futura presidente”.
    Como para o PT no início das negociações para a campanha eleitoral de São Paulo perder o apoio de Kassab foi considerado uma derrota fatal. A surpresa da chegada da surpreendente Manuela Dávila (PC do B, do gigante Renato Rabelo (PC do B) e do próprio PC do B na aliança com Haddad foi sensacional.
    E ainda como a cereja do bolo ganharam o apoio do cobiçado, e também ápto líder à assumir a presidência do Brasil, Tarso Genro, como padrinho e costurador político de uma aliança PT PC do B para Porto Alegre.
    Paro por aqui, porque sobre este tema há muito o que conjecturar. Em outra oportunidade volto à ele com prazer, e haverá, um tanto bom. E diferentemente da primeira vez, verdadeiro, verdadeiramente compromissada a coligação aqui anunciada.
    José da Mota.

Trackbacks

  1. PT tenta o suicídio em São Paulo « Blog do EASON

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.