Não desista de São Paulo

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

Na noite de quinta-feira publiquei crônica cheia de ironia em que disse que se realmente a foto com Maluf for motivo para enterrar a candidatura Haddad será melhor os paulistanos que pensam votarmos em Serra – pelo menos ficaríamos com uma desgraça conhecida.

Pouco depois, no Twitter, disse que esperava apanhar muito pelo que escrevi, o que seria sinal de que a militância não desistiu, ainda, de livrar São Paulo do pesadelo obscurantista em que está mergulhada. Valeu a pena esperar. Apanhei que nem gente grande.

Essa é uma das estratégias que proponho à campanha de Fernando Haddad: é preciso fazer as pessoas pensarem. Elas têm que refletir sobre o amanhã em vez de sobre idiossincrasias momentâneas.

Diante da constatação de que a militância não está morta exorto a você que com razão sentiu-se mal com a foto desastrada com Maluf a que não desista – não de Fernando Haddad, não de Lula, não do PT, mas de São Paulo.

Dizia ontem no Twitter, também, que quem quiser saber a desgraça que se abateu sobre a capital paulista que vá, por exemplo, ao Largo São Francisco no fim da tarde e veja a maré humana que vai chegando e ajeitando, no meio da rua, suas “camas” de papelão ou seus cobertores imundos.

Kassab (e Serra) fecharam todos os abrigos no centro expandido de São Paulo e os reabriram na periferia na esperança de empurrar para as franjas da cidade aqueles “indesejáveis”. Como resultado – já que a vida deles e seu ganha-pão estão no centro -, passaram a dormir nas ruas.

Agora, Kassab acha que vai expulsar essa população de rua tirando seus meios de se alimentar. Proibiu entidades privadas de servirem “sopão” nos locais em que estão os que dele precisam. Sem cama, sem comida, esses mortos-vivos seriam, finalmente, defenestrados.

Kassab é um idiota.

A cidade está tomada pela população de rua. Desorientada, suja, drogada, surrada, desalentada, revoltada…

Não, eu não desisto de São Paulo. Não desisto da política porque alguém vai ganhar a eleição e vai governar. E vai influir na minha vida. Desistir de Haddad por aquela foto idiota significa desistir de São Paulo, de uma candidatura que poderia resgatar a cidade.

Se você for paulistano e estiver se sentindo assim, pense bem. Analise as alternativas. Se você pretendia lutar pela candidatura Haddad e desistiu pela foto com Maluf não está punindo o petista, mas a você mesmo e à sua família.

Alguém como você é capaz de perceber o estado em que está a cidade e como isso representa até perigos impensáveis para todos nós. Será que você tem o direito de tomar uma decisão como essa sem ao menos refletir um pouco mais?

Agora, se você não for daqui, por favor, tenha piedade de nós, paulistanos. Nem se Haddad tivesse tirado foto com o capeta valeria a pena entregar os pontos para os que estão demolindo São Paulo pedra por pedra. Se vencerem a eleição, vão continuar.

*

Abaixo, a provocação que escrevi. Os comentários publicados até por volta de 23 horas de quinta-feira mostram que muita gente não desistiu. Desceram o sarrafo em mim. Ainda bem

Se Haddad estiver “morto”

Publicado em 28 de junho às 18:02 hs.

Pesquisa Datafolha que acaba de ser divulgada não chega a ser promissora para a candidatura Fernando Haddad – caso a pesquisa seja verdadeira, claro. Mais ainda, os números sugerem que o candidato do PT pode ter sofrido um golpe mortal – a foto (e não o fato) de sua aliança com o “dono” do PP paulistano, Paulo Maluf.

Para piorar, a pesquisa também mostra que uma parcela muito pequena do eleitorado malufista se dispõe a acatar sua indicação de voto para prefeito da capital paulista. E, para coroar tudo, o fato de que essa “rebeldia” do eleitorado malufista se deve a que este, como o petista, considera inaceitável essa aliança específica entre PT e PP.

Ou seja: os pruridos “éticos” vicejam dos dois lados. Talvez até mais no PP do que no PT. O eleitorado petista ou o malufista consideram que não há justificativa em São Paulo para aliança que já existe em nível federal porque, aqui, Maluf e Haddad estarão se misturando com o inimigo de uma vida.

O eleitorado malufista, porém, sabe que não perde nada se não votar em Haddad – no dia seguinte à eleição Maluf estará compondo com o eleito, seja José Serra, Celso Russomano ou Gabriel Chalita, que, pela ordem, são os mais bem colocados na pré-disputa eleitoral.

Todavia, essa é uma pesquisa meio esquisita. A margem de erro é a maior estrela. Os três pontos são margem muito alta, pouco usual em um município, onde o campo da pesquisa é menor.

Haddad perdeu dois pontos percentuais, Russomano ganhou três e Serra subiu um, todos dentro da margem de erro da pesquisa. Esquisito, hein…

Poderia ser manipulação? Bem, não seria a primeira vez. Para quem não sabe, em 2010 a Procuradoria-Geral Eleitoral, a pedido do Movimento dos Sem Mídia, mandou a Polícia Federal abrir inquérito para investigar possíveis fraudes nos institutos Datafolha, Ibope, Sensus e Vox Populi.

Detalhe: o inquérito está correndo…

Mas digamos que o Datafolha tenha captado uma tendência. Se essa pesquisa for verdadeira, se não for só uma manipulação da margem de erro, Haddad está na UTI com chances não muito generosas de sobreviver.

Se assim for, vale a pena refletir que talvez seja mais seguro para uma metrópole combalida como São Paulo não deixar que Russomano ou Chalita se elejam. A situação está muito feia em minha cidade. Talvez seja melhor deixar quem a governa continuar governando do que pôr no lugar as alternativas.

Haddad é um candidato extremamente bem preparado. Tem propostas concretas para reverter a maquiagem da Cracolândia, para acabar com o vergonhoso dormitório a céu aberto em que as ruas do centro velho de São Paulo se transformam no finzinho da tarde, tem propostas para o transporte público, para o trânsito caótico, para as enchentes…

Haddad é um profissional da administração pública. Serra é tarimbado, também, e sabe tudo sobre São Paulo, ainda que suas idéias sejam horrorosas porque é hoje um despachante da elite paulista. Mas Russomano e Chalita são curiosos. Podem piorar o que já está ruim.

Para quem não vive em São Paulo, tanto faz. A derrota de Serra seria saborosa. Um ex-governador e ex-candidato a presidente por duas vezes perder uma eleição municipal para um dos políticos quase amadores que o enfrentarão será de fazer petista ir ao delírio, mas só se não viver nesta cidade.

Não sei da aliança com Maluf. Disse e repito que foi uma burrada, mas, agora, não há reversão possível. Se o PT romper a aliança ficará com o prejuízo de imagem e ainda perderá o tempo de televisão e rádio. Quero pensar, portanto, no Day After .

A eleição de Haddad é – ou era – a esperança de reerguer isto aqui, mas, pelo que vi entre a militância petista, somando com os indícios (nada mais do que indícios) do Datafolha, não me parece demais dizer que o petista pode estar eleitoralmente morto. Sendo assim, talvez seja melhor votar na desgraça conhecida.

Tags: , , , , , , , , ,

205 Comentário

  1. Caro Eduardo,
    Nem por brincadeira deve-se fazer um artigo como o anterior.
    Desculpe-me, mas grande parte de seus leitores está acima disso. No momento atual, já basta a mídia, entrevistas pela tv que já sabem o que o entrevistado vai dizer e, por isso o convidam e pensam que nos enganam.
    Não voto na capital SP, pois sou do interior – moro em Marília/SP. As dificuldades do próximo prefeito de SP serão imensas. Além do caos do desgoverno, ainda tem o governo do estado de quem dependerá também em questões primárias, como segurança.. O estado está acéfalo, não tem governo, todos sabemos, segurança, educação, saúde e tudo o mais. O estado não mantém convênios com a União porque acha-se suficiente e NÃO É.. Marília, cidade do oeste do estado, cercada de prisões para todos os lados, vive também numa insegurança total, imagine uma megalópole como a cidade de SP.
    É imperiosa essa mudança administrativa, a começar pela cidade de São Paulo e o ex-Presidente Lula sabe disso, mais que ninguém. Não podemos sequer pensar em votar nulo ou branco. Teremos que fazer um trabalho de esclarecimento, de contradizer, pois, você sabe, as coisas não são como parecem e, é aí que está a indicação para o nosso trabalho.

    Há muito â ser feito, continuemos nossa luta, façamos o melhor que pudermos para que tanto nos municípios como na capital, tenhamos o governo que queremos. E queremos HADDAD para PREFEITO DE SÃO PAULO..

    • Maria Olimpia, se depender do meu voto, aqui na cidade de São Paulo, dá Haddad.
      Concordo com o seu posicionamento.

  2. Então tá. O post anterior era apenas uma provocação. Se você ainda não aprendeu a respeitar seu leitor não é agora que vai aprender.
    O Kassab não é idiota. Idiotas jamais chegam a prefeito de uma das maiores cidades do mundo. Idiotas escrevem posts idiotas.

    • ‘Idiotas não chegam a prefeito de uma das maiores cidades do mundo?’

      Bem… alguma coisa muito grave esse cara está fazendo pra também ter uma das maiores rejeições a um político no mundo. Fui a São Paulo recentemente, e o aversão dos paulistanos a esse prefeito me pareceu absoluta.

    • Pois é.
      Está aí a prova do que você acaba de dizer.

    • E completos idiotas usam do seu argumento.
      O post, na pior das hipóteses (que foi descartada agora), foi uma opinião de momento do seu feitor, aberto a críticas, contestações, argumentações, etc…
      Apesar de não concordar com o post do Eduardo, entendi que ele estava perdido mas, apresentava alguns argumentos, e como seria árduo sustentar discussão, desisti.
      Agora ele se explicou, mas ele tem “handicap”, tem passado, tem história, tem respeito, tem coerência, e não será “um qualquer” a desqualificá-lo. Você por exemplo, o que tem a apresentar para desqualificá-lo como alguém que não respeita o leitor?????
      Duvido que tenha cidadão!!!!!!
      Conclusão: Idiota foi sua manifestação!!!!!!!!!!!

    • Exato, Hitler também não era um idiota, era um humanista incompreendido.

    • Tanto chegam a prefeito da maior cidade do Brasil, como chegam a presidente do maior, ainda, país do mundo (duas vezes, pois foi reeleito). Já ouvistes falar em Bush quase júnior?

      Estou argumentando como se esta fosse a intenção do comentarista.

  3. Que Deus tenha misericórdia de vocês paulistanos. Por aqui, ficamos na torcida para que a população enfim consiga enxergar o caos que se transformou a capital e o Estado de São Paulo por conta dos desgoverno tucano-demo.

  4. Boa tarde.
    Como eleitor do PSDB, que tem simpatia pelos governos Lula e Dilma, mas que nao gosta do DEM nem do PP, nem de nenhum partido de extrema-direita, muito menos da pessoa do sr. Maluf, digo que estou vendo um certo desepero da militancia petista.
    Interessante que aqueles que defendem a aliança do PT nao reconhecem que esse partido abandonou de vez seu antigo discurso etico.
    Quanto a qualidade dos governos do PSDB discordo, assim como discorda a maioria do povo paulista. Da mesma forma a maioria do povo brasileiro discorda da ideia de que os governos do PT foram ruins.
    Eh tudo questao de ponto de vista e de puxar a sardinha pro seu lado, mas maioria eh maioria.
    O ponto positivo desta eleiçao pra prefeito eh que o atual prefeito, do novo partido PSD, sera substituido, provavelmente, por um politico de um partido muito melhot o PSDB. Entao o povo sabe que vai haver mudança com Serra, que eh muito experiente, tendo feito bons governos, sendo ele mais confiavel que Haddad, que nunca disputou nada, e foi um ministro de performance discutivel.
    O problema eh que o senhor, Sr,. Edu, recebe muito mal ideias divergentes, ofendendo sempre quem discorda do senhor.
    Nao precisa concordar com ninguem, mas destratar o interlocutor eh feio, e nada democratico.
    Expuz minha opiniao, nao te ofendi, entao vamos discutir com cordialidade.

    • Gostaria de saber se o sr. é servidor publico estadual, se tem mãe, pai, filho, sobrinho… Qualquer parente servidor publico estadual.
      Se tem filhos em escola estadual, se já foi assaltado.
      Provavelmente não.
      Para dizer que o PSDB tem feito bom governo, só não conhecendo, nem convivendo com nenhum servidor público das áreas que eu mencionei.
      Me diga se o vale alimentação dos servidores, os salários dos médicos, policiais da maior cidade do país são bons, maravilhosos.
      Me diga se os hospitais públicos são essa maravilha, se o PCC estar dando toque de recolher na periferia, se as crianças que saem das escolas estaduais sem quase saber nada, sem repetir de ano, passando direto é um bom governo.
      Por favor. Quando disser q o PSDB em SP faz um bom governo, me fale item por item do que vc diz ser bom governo, que eu tenho certeza absoluta q refuto todos eles.

      • Tem gente que fica por dentro de um ou dois assuntos, sobe num tijolo e já quer fazer discurso!!!!
        Mas, tudo bem, não dá pra exigir mais, de quem está dando o máximo.

    • Não moro em São Paulo (graças a Deus), mas tenho profundo respeito por quem mora aí, até porque são todos brasileiros, irmãos de pátria, seres humanos, filhos de Deus, mas, porca miséria……., quando visito São Paulo, que tenho evitado, isso aí está um caos, nada do que se via na década de 80. Como se conseguiu involuir tanto proporcionalmente??????
      Quanto a você, Sr. Heitor, tem viajado pelo Brasil???? Se não tem, viaje, e busque comparações com o passado, DE AMBOS OS LADOS!!!!!!!!!!!
      Seu argumento – puxar sardinha – e sua retórica são ridículos.

      • Cuidado com o que falam. Décadas de 70/80 eram o Maluf e o Jânio Quadros que construiam obras mil por São Paulo. E aos que NÃO SÃO DAQUI, evitem, como eu evito, falar dos problemas das demais capitais do país, como, por exemplo, as até agora 140 explosões de caixas eletrônicos em Belo Horizonte e a corrupção que ainda vige na polícia do Rio de Janeiro, pese às tais UPPs. Cuidem do que é seu, que nós cuidamos do que é nosso. Simples assim.

        • Perfeito, Ramiza.
          Quem não é de São Paulo, se quiser meter o pau, procure fazê-lo, a partir do que vê, afinal, não dá pra saber o gosto do pudim, pela receita.

      • Eu amo achismos.

    • Amigo Tucano. Respeito seu partido preferido, até acho que o Alckmin é um governador razoável, mas José Serra ninguém merece. Se você gosta do PSDB também não deveria gostar dele, ele sabota o próprio partido na luta para realizar suas ambições, fora que foi um péssimo prefeito e governador e seu afilhado consegue ser ainda pior.

      Olha, lhe faço a mesma pergunta que faço para todos os eleitores do José Serra. Enumere realizações que ele e o Kassab fizeram por nossa cidade, façamos um de-para com a gestão de quatro anos da Marta, quem trouxe mais melhorias para a vida do paulistano.

      • A Marta fez um túnel que enchia d”água, os corredores de ônibus meia boca, mas acertou no conceito dos CEUs.
        Ah!, também nos mandou relaxar e gozar.
        Mais recentemente, ficou “p” da vida, com a candidatura do Haddad.
        Grande Marta.

        • Conversa, problemas acontecem. Alckmin fez um metro que virou a maior cratera feita pelo homem na América Latina e todo mundo achou “normal”

        • Olha que demais, vocês só sabem enumerar os defeitos do governo Marta, jamais conseguem enumerar as vantagens dos governos Kassab e Serra.

          Pois eu digo, Marta criou corredores de ônibus(não foram os ideais mas ajudaram e muito eu vivi o antes e o depois), criou o bilhete único(outra revolução na vida dos paulistanos), criou os CEUs, reorganizou o transporte por ônibus tirando os clandestinos das ruas.

          É, o túnel da Rebouças teve problemas de projeto, a estãção Pinheiros da linha amarela Metrô também, como bem disse o Edu, mas o desabamento da estação foi muito pior e ainda matou sete pessoas.

          Se você responder, tente me convencer que o Serra é bom, que o Serra e o Kassab fizeram coisas boas por essa cidade. Fale tudo o que eles fizeram de bom, como a cidade melhorou nestes oito anos, a sua última resposta me dá impressão que não há nada o que falar, que seu partido nunca fez nada mesmo…

  5. Mais INVESTIMENTOS, mais renda,empregos para os Cearenses.Ruim para tucanos,Demonios e assemelhados;

    Fábrica de tuneladoras norte-americana quer se instalar no Ceará

    O Governador Cid Gomes recebeu nesta sexta-feira (29), no Palácio da Abolição, o Presidente da empresa The Robbins Company, Lok Home. A empresa é especializada há mais de 50 anos em fabricar máquinas de construção avançada para serem utilizadas no subsolo. Na ocasião, Lok Home apresentou o plano para instalação de uma fábrica de tuneladoras no Ceará, que deverá atender todo o mercado Latino Americano. O secretário da Infraestrutura, Adail Fontenele, também estava presente no encontro.

    Durante a audiência, o Presidente Lok Home também assinou o contrato para fabricação de quatro tuneladoras tipo Earth Pressure Balanced (EPB) completas, incluindo backup e periféricos. Esses equipamentos serão utilizadas nas obras de implantação da Linha Leste do Metrô de Fortaleza (Metrofor). O valor do contrato foi de R$ 128.224.258,52.

    No último mês de junho o Governo do Estado, através da Secretaria da Infraestrutura do Ceará (Seinfra), homologou a empresa The Robbins Company como a vencedora do pregão presencial para a fabricação de quatro tuneladoras destinadas a construção da Linha Leste do Metrô. A homologação da documentação vencedora aconteceu após análise da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

    Uma vez entregue as tuneladoras, também conhecidas por “tatuzões”, a fabricante terá dois meses para montar os equipamentos nas duas frentes de serviços que serão iniciadas. A expectativa é que as primeiras duas tuneladoras cheguem em maio de 2013. Dois meses depois os equipamentos serão montados nas duas frentes de serviços.

  6. À revelia do Paraguai, Mercosul anuncia adesão da Venezuela ao bloco
    BC Brasil

    “Cristina e Dilma. AFP”
    Os líderes de Argentina, Brasil e Uruguai anunciaram nesta sexta-feira, em Mendoza, a adesão da Venezuela como membro pleno do bloco. A decisão se deu à revelia do Paraguai, suspenso do grupo após o polêmico impeachment do ex-presidente Fernando Lugo. O país era o único integrante do bloco que ainda não havia ratificado a adesão venezuelana.

    ‘Anunciamos a adesão da Republica da Venezuela como membro pleno do Mercosul em uma reunião (extraordinária) no dia 31 de julho no Rio de Janeiro’, disse a presidente Cristina Kirchner, da Argentina.

    Ao discursar, a presidente Dilma Rousseff disse esperar ‘que a Venezuela formalize a adesão buscada com esforço’. Em menção indireta ao Paraguai, Dilma disse que o Mercosul tem ‘o compromisso democrático’ e rejeita ‘ritos sumários’, em uma referencia ao rápido impeachment de Lugo.

    Segundo Dilma, o Mercosul está aberto para a adesão de novos sócios plenos do bloco.

    Em Caracas, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, comemorou a decisão e afirmou que o ingresso do país no Mercosul, após sete anos de espera, representa ‘uma derrota para o imperialismo americano e as burguesias lacaias da região’.

    Segundo Chávez, a burguesia venezuelana junto da do Paraguai ‘fez o impossível para evitar a inclusão da Venezuela no bloco regional’.

    A Venezuela fez seu pedido formal de adesão ao bloco em 2005. O pedido foi analisado pelos Congressos dos quatro países membros. Apenas o Senado paraguaio ainda não havia aprovado a adesão, sob o argumento, de alguns senadores, de que a Venezuela não respeita os valores democráticos exigidos pelo bloco.

    Ironicamente, esse foi o mesmo argumento usado pelos sócios do bloco para suspender o Paraguai após o impeachment de Lugo.

    TLC com os EUA

    Mais cedo, em Assunção, o novo presidente do Paraguai, Federico Franco, lamentou a suspensão temporária de seu país do Mercosul e não descartou que o país firme um Tratado de Livre Comércio (TLC) com os Estados Unidos.

    ‘Ao ser suspenso, o Paraguai está liberado para tomar decisões e vamos fazer o que for melhor para os interesses paraguaios’, disse Franco, segundo a imprensa paraguaia.

    Quando perguntado sobre a possibilidade de ‘negociar acordos comerciais com Estados Unidos, China ou outros países’, o presidente paraguaio respondeu: ‘é uma possibilidade’.

    ‘Golpe brando’

    Ao abrir o encontro, a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, qualificou de ‘golpe brando’ o impeachment relâmpago de Fernando Lugo, no Paraguai.

    ‘Essa vai ser uma reunião histórica porque apesar das diferentes visões que temos (no Mercosul e na Unasul) temos em comum a defesa da legalidade. E que não se instalem na região os golpes brandos. Movimentos que sob a marca de certa institucionalidade significam a quebra da ordem institucional’, afirmou a presidente argentina.

    Cristina questionou a falta de prazo para que Lugo se defendesse durante o processo de impeachment, na semana passada. ‘Meu país acredita que houve ruptura da ordem democrática do Paraguai. Não há no mundo processo político que dure duas horas e que não tenha espaço para a defesa’, afirmou.

    Sanções

    No discurso, Cristina disse que a decisão do Mercosul é a de não aplicar sanções econômicas ao Paraguai porque ‘elas nunca são pagas pelos governos, mas pelos povos’. A única sanção será a suspensão do país nas reuniões do blogo, o que significa o isolamento paraguaio na região.

    Em Assunção, o novo ministro das Relações Exteriores do governo Franco, José Félix Fernández Estigarribia, questionou a legalidade do impedimento de o Paraguai participar das reuniões do Mercosul e da Unasul.

    ‘Não quero sanções políticas e nem econômicas porque não são justas e nem legais’, disse.

    A Unasul está sob a presidência paraguaia mas, segundo ele, o destino da participação do país no grupo também será definida com a ausência paraguaia.

    Entre os presidentes que participam das reuniões estão, além de Dilma e de Cristina, José Mujica, do Uruguai, Ollanta Humala, do Peru, Evo Morales, da Bolívia, Rafael Correa, do Equador, e Sebastián Piñera, do Chile. Ao contrário do esperado, Hugo Chávez, da Venezuela, não compareceu e está sendo representado por seu ministro das Relações Exteriores, Nicolas Maduro.

  7. Prezado Edu,

    Estou encaminhando esta crônica via email para meus amigos de São Paulo para encaminharem para suas listas de contatos. Sou do interior (Sorocaba) mas não posso deixar que a cidade de São Paulo continue nesse desgoverno.

    HADDAD PREFEITO….. JÁ!!

  8. Ministério Público alerta Prefeitura de São Paulo sobre sopa a moradores em situação de rua

    http://encontrosp.blogspot.com.br/2012/06/ministerio-publico-alerta-prefeitura-de.html

  9. Como nordestina que viveu 20 anos em São Paulo, sempre fico triste quando vejo que o paulistano, em geral, não luta pela sua cidade. Nunca desisto dessa cidade que me deu muito e, sempre que posso, tento abrir os olhos de conterrâneos que ainda vivem e votam lá, mas principalmente, amigos paulistanos, sobre o que os tucanos fizeram e ainda fazem com a maior cidade brasileira.

  10. Caro Eduardo

    Quem desiste de São Paulo é o Serra.
    E isto temos que deixar bem claro na campanha, temos que mostrar que o seu vice, na verdade será o prefeito, caso Serra vença as eleições.

  11. Enquanto se briga entre Serra e Haddad,Chalita e Russomano correm por fora.E quem corre por fora tem muito mais chance de chegar na reta final muito menos desgastado e com mais chances de se eleger.Quem viver verá.E eleição trambem so se ganha no dia.

  12. Voto em Minas!

  13. Edu, apoio total. Sou Mineiro e Presidente do Sindicato dos Detetives( Investigadores) de Polícia Civil de Minas – SINDETIPOL/MG. Não acredito, que 30 anos desde Mário Covas….foi BOM para a Cidade de São Paulo. Os Policiais de São Paulo, são os mais pagos do Brasil. Aqui em MINAS, por lei, pra ser Policial Civil tem que ter TERCEIRO GRAU. Quem Governa a Cidade São Paulo, isto é, PSDB e assemelhados, NÃO merecem nova oportunidade. Sugiro, se possível for, refletir sobre um pensador Francês Renê Descartes: Penso, Logo Existo. Espero que os Paulistanos, dê um BASTA nos desmandos do PSDB e da OPUS DEI. de Belo Horizonte.

  14. Quero deixar claro: Os Policiais de São Paulo, são os MAIS MISERÁVEIS, os mais mal pagos do Brasil. Vivem na Miséria em sua acepção. XÔ PSDB de São Paulo. de Belo Horizonte.

  15. Corte suprema nega pedido de empresas de mídia. (Tradução Bing)(29/06/12)

    WASHINGTON-A Suprema Corte recusou-se a pedido de empresas de mídia para levantar a proibição de possuir um jornal e uma emissora de televisão no mesmo mercado.
    Os juízes na sexta-feira negaram apelação das empresas sem comentário. Os meios de comunicação dizem que as restrições já não fazem sentido na era da Internet.
    O recurso também tentou livrar-se de outros limites de propriedade, incluindo quantas televisão local estações uma empresa pode controlar.
    As empresas dizem que as regras tornarão-lo mais difícil para as emissoras e jornais para fazer negócios e responder aos concorrentes na Internet, Televisão por satélite e cabo — entidades que não enfrentam as mesmas restrições.
    Críticos da consolidação de mídia têm alertado dos perigos de muitos de meios de comunicação, caindo sob a posse de um punhado de grandes corporações.
    http://www.msnbc.msn.com/id/48012643#.T-5JuJExPUs

  16. Gente, o Haddad foi um ótimo ministro da educação e por isso deveria ser um bom prefeito. Certo? Errado!!Ótimo ministro da educação ele realmene foi! Só que para os empresários donos de faculdades e congêneres. Ele consolidou o ensino superior como um dos melhores negócios do Brasil! Vender cursos superiores em grande escala é um negócio sem riscos, pois o governo banca o pagamento (prouni/fies) e o empresário finge que ensina. É um negócio tão bom, que basta ver o tanto de políticos que são donos desses estabelecimentos de “ensino”. Fazer o verdadeiro dever de casa que é fomentar os ensinos fundamental e médio de alta qualidade, em tempo integral, com professores bem remunerados e um currículo decente, isso ele não fez!! Ele pode ser bom, no meio de medíocres!!

    • clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, …………………………………

  17. Eduardo, para mim, foi mais um GOLPE DE MESTRE do presidente Lula!
    De uma só vez, ele gerou um estardalhaço na mídia (que sabemos que é totalmente de oposição ao PT e Haddad, os boicotando), lançando seu nome à exaustão, escancarando sua candidatura e, de quebra, aproxima uma parte do eleitorado conservador, viúvos de maluf, que ainda é grande!
    Lula é uma raposa na política. É claro que ele calculou, e bem, as perdas e ganhos, se não, JAMAIS sairía naquela foto, bastando fazer o acordo nos bastidores, não é? E sabe que Haddad, depois do primeiro “impacto” da notícia, se beneficiará, e muito, de tudo isso! Não tenho dúvidas!!!
    Basta lembrar dos “petistas” radicais (psol, e afins), que chiaram, se indignaram, sairam do partido e… desapareceram politicamente, sem prejuízo para Lula/PT. Afinal, qual é, há um bom tempo, o partido mais lembrado e com o maior número, disparado, de simpatizantes? Lula sabe o que faz!!!

    • Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,desencontros-,889334,0.htm

      Realpolitikagem. “Realpolitik” é um termo conveniente para desculpar o baixo oportunismo, contradições ideológica e calhordice em geral. O termo nasceu na Alemanha e tem uma longa história, sendo invocado sempre que um acordo ou um arranjo político agride o bom senso ou a moral. Há uma graduação na “realpolitik” que vai do tolerável (uma acomodação com o vizinho do lado para assegurar a paz no prédio, mesmo tendo que aceitar o cachorro) ao indefensável (o pacto Stalin/Hitler no começo da Segunda Guerra Mundial, por exemplo). É difícil saber onde colocar o pacto Lula/Maluf nessa escala. O hipotético acordo com o vizinho é um sacrifício pelo entendimento e o Stalin estava tentando ganhar tempo até ter um exército. No acordo com o Maluf trocou-se uma história e uma coerência por um minuto e pouco a mais de espaço para o candidato do PT na TV. Ó Lula!

      Luiz Fernando Veríssimo

      • Eu acho que pode ter sido um erro estratégio do Lula sim. Acho que se aliar com o pior de São Paulo trouxe mais malefícios que benefícios.

        Agora com o José Serra talvez a aliança fosse mais natural, por isso não se ouvia qualquer crítica quando ela era quase certa. E aí? A aliança do Maluf com o Serra seria natural para você?

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.