Se vão igualar Agnelo e Cabral a Perillo, faltam Serra e Kassab

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

 

A mídia demo-tucana é viva, há que reconhecer. Está tendo algum sucesso em confundir o público para livrar a cara dos dois principais envolvidos no esquema de Carlinhos Cachoeira: a revista Veja e o governador Marconi Perillo. Globo, Folha, Estadão, Veja e certa “esquerda” vão minando a credibilidade da CPI do Cachoeira com bobagens:

1)      Dizem que estaria sendo “a mais demorada da história” – a investigação começou não faz nem um mês –, como se rapidez fosse sinônimo de apuração séria e apesar de a Comissão ter prazo de 180 dias para funcionar, os quais podem ser prorrogados por mais 180.

2)      Dizem que a CPI está virando “pizza” porque não vai – ou não ia – igualar os governadores Agnelo Queiroz e Sergio Cabral a Marconi Perillo, como se houvesse contra estes um milésimo do que há contra o governador goiano.

3)      Estão popularizando como bordão a frase estúpida do SMS do petista Cândido Vaccarezza de tal forma que até petistas desandaram a repeti-la a cada 30 segundos, ajudando a nivelar Perillo a Agnelo e Cabral.  Veremos essa frase na mídia durante anos, por conta disso.

4)      Agora, a Folha de São Paulo pegou pra Cristo uma assessora de gabinete do presidente da CPI, Vital do Rego, para estigmatizar ainda mais a CPI, o que mostra que a mídia está em busca de elementos contra os investigadores em vez de se interessar pelos verdadeiros investigados.

Tudo isso é pressão, é para não haver convocação da Veja e para deixarem Marconi Perillo em paz. Sem a revista e o governador tucano, a CPI desaba e a mídia sai do processo revigorada, discursando contra quem dirá que quis “ameaçar a imprensa livre”.

Com seu principal governador e o presidente da CPI no olho do furacão, espanta que o PMDB não reaja. Claro que parcela relevante do partido é tucana, mas a maioria não é, tanto que aprovou a aliança com o PT. A mídia, no entanto, está triturando o PMDB e este reluta em reagir.

Vai aqui, então, uma ajudinha à CPI para não se deixar trucidar pela mídia e pela ingenuidade de certa militância dita “de esquerda”.

Se querem igualar Agnelo e Cabral a Perillo apesar de só haver uma ou duas menções inconclusivas contra o primeiro nas escutas da Polícia Federal e de não haver uma mísera menção a Cabral, por que o ex-governador José Serra e o prefeito Gilberto Kassab estão de fora do rol de convocações de aliados do governo federal que a mídia e a oposição exigem?

Vamos refrescar algumas memórias.  A CPI do Cachoeira já teve  acesso a conversas telefônicas gravadas com autorização judicial entre junho do ano passado e janeiro deste ano. As escutas mostram que a construtora Delta foi favorecida por José Serra durante seu mandato de governador e pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Por exemplo: em janeiro último, Carlinhos Cachoeira telefona para o diretor da Delta Cláudio Abreu e pergunta se ele teria conversado com o então dono da empreiteira, Fernando Cavendish, sobre “O negócio do Kassab”. Em seguida, diz que o prefeito de São Paulo “triplicou o contrato”. Esse fato é de amplo conhecimento dos membros da CPI e do Ministério Público de São Paulo.

Veja, leitor, os diálogos que fizeram o Ministério Público paulista abrir inquérito e que estão sob escrutínio da CPI

 

A Delta começou a atuar em São Paulo em 2005, quando Serra assumiu o comando do município. Naquele momento, os contratos com o governo paulistano somavam R$ 11 milhões. Em 2006, quando Serra deixou a prefeitura e se elegeu governador, os negócios se multiplicaram sem licitação. Em 2010, os R$ 11 milhões já tinham virado R$ 36,4 milhões. Entre 2008 e 2011, a Delta abocanhou R$ 167 milhões em São Paulo.

A CPI e o Ministério Público de São Paulo, porém, estão atentando muito mais para o fato de a Delta ter vencido, ano passado, uma concorrência para limpeza urbana em São Paulo no valor de R$ 1,1 bilhão. O MP abriu inquérito, inclusive, devido à existência de documentos falsos e de um edital aparentemente dirigido.

Se a Delta cometeu essas irregularidades em outros Estados e municípios, precisamos apurar se isso ocorreu também em São Paulo”, diz o promotor Silvio Marques, do Patrimônio Público.

Há muito mais contra Serra e Kassab do que contra Agnelo e Cabral. Por exemplo: em conversa gravada com autorização judicial em agosto do ano passado, um homem identificado como “Jorge” pergunta a Gleyb Ferreira, membro da quadrilha de Cachoeira, se o edital de uma licitação em São Paulo “evoluiu”.

A quadrilha disse que aguardava “Estar com o edital” naquele dia “à tarde” e que Cachoeira queria que os comparsas conversassem com o Heraldo Puccini Neto, representante da Delta na região Sudeste, pois estava conseguindo “Uma prorrogação com o secretário”.

A Polícia Federal garante que o diálogo se refere a uma concorrência de R$ 1,1 bilhão com o governo de São Paulo e que foi vencida pela empresa ligada ao bicheiro.

A Delta também conseguiu negócios suspeitos com o governo do Estado de São Paulo, então sob administração de Serra. Durante o mandato do tucano, a construtora recebeu R$ 664 milhões do governo paulista. O valor corresponde a 83% de todos os 27 convênios firmados pela Delta com o Estado de São Paulo na última década.

A obra sobre a qual se concentram as suspeitas é a de ampliação da Marginal Tietê. Além de  atrasos e falta de compensação ambiental na obra, o valor pago à Delta aumentou 75% após ela ter vencido a licitação. Ou seja: a empreiteira venceu a licitação com preço mais baixo e depois fez um acerto com o governo do Estado para aumentá-lo.

O Ministério Público de São Paulo instaurou Inquérito para apurar a existência de irregularidades na licitação, superfaturamento e conluio entre agentes públicos do governo de São Paulo, mais especificamente por Delson José Amador e Paulo Vieira de Souza, este conhecido como Paulo Preto, que, durante a eleição de 2010, notabilizou-se como um dos arrecadadores de doações eleitorais a Serra.

Paulo Preto e Amador foram alvos da Operação Castelo da Areia, da Polícia Federal, por envolvimento com empreiteiras. Entre os envolvidos da Delta com a aparente negociata com o governo de São Paulo está o diretor da empreiteira para a região Sudeste, Heraldo Puccini Neto, que está foragido após ter a prisão preventiva decretada.

Na disso, porém, saiu em qualquer outro veículo da grande imprensa. Não passa um dia sem que Globo, Folha de São Paulo, Estadão ou Veja equiparem supostas evidências contra Agnelo Queiroz e Sergio Cabral à montanha de evidências que pesa contra Marconi Perillo, mas Serra e Kassab jamais são mencionados.

Aliás, para não ser injusto, há que reconhecer que nem os militantes ditos “de esquerda” que se dizem preocupados com a “blindagem” de Cabral e com o SMS do Vaccarezza têm cobrado que Serra e Kassab sejam nivelados a Perillo como está ocorrendo com os governadores de Brasília e do Rio de Janeiro.

Não ponho a mão no fogo por nenhum desses aí. A Delta celebrou contratos com 21 Estados, com uma imensidão de municípios e até com o governo federal. Apoiarei, portanto, uma CPI da Delta. Acho até necessária. Agora, transformar a CPI do Cachoeira em CPI da Delta ou do SMS do Vaccarezza, é inaceitável. Mas se querem mesmo fazer isso, então vamos chamar todo mundo para depor, desde que esse “todo mundo” envolva Serra e Kassab.

Todavia, essa será a melhor forma de ajudar Veja e Perillo, contra os quais pesam elementos muito mais graves no âmbito das Operações Vegas e Monte Carlo. Para investigar seriamente o esquema Cachoeira, o correto seria focar nos principais envolvidos e deixar os contratos da Delta com todas essas administrações municipais, estaduais e federal para outra investigação.

A recomendação deste blog à parcela da CPMI do Cachoeira que quer apurar alguma coisa, portanto, é a de que comece a cobrar que Serra e Kassab figurem nas cobranças midiáticas que são feitas pelo nivelamento de Cabral e Agnelo a Perillo. É uma afronta a mídia e a oposição esconderem os envolvimentos desses dois com Cachoeira.

Tags: , , , , , , , , , , ,

192 Comentário

  1. O problema do PIG é complicado.

    Se ele adotar a estratégia de pressionar a CPI para investigar a Delta, vai sobrar encrenca para Serra e Kassab.

    Se o PIG direcionar sua pressão para que somente o Cachoeira seja investigado, inevitavelmente a Veja entra na dança, pois Cachoeira só conseguiu tamanho poder graças à revista. Outros órgãos também podem estar implicados como, por exemplo, a Globo.

    O PIG terá que suar para tentar sair dessa CPI com dano mínimo. O Perillo já está perdido mesmo. Está na mesma situação que a Yeda Detran Crucius no final do mandato. Demóstenes também acabou politicamente, sendo cassado ou não. Mas o pior, para a oposição, é o grave dano que a Veja sofreu, pois sua imagem ficou indissoluvelmente colada à do crime organizado. Se o “Poli” e o chefão Civita forem chamados para depor, aí é o pior cenário para o PIG. Eles tentarão evitar a qualquer custo.

    • Penso que a estratégia do PIG é confundir as pessoas ao máximo, para ninguém entender nada.

      Dessa forma, continuarão buscando desqualificar a CPI, como puderem.

      Outro dia, no programa Zorra Total, lá estava a atriz que imita a presidente Dilma dizendo: essa CPI vai acabar em pizza… Isso é o que o PIG mais deseja e ele está usando todos os meios para confundir, confundir, confundir.

      Por isso defendo que a CPI crie um blog ou site, em linha direta com os brasileiros (como a Petrobrás fez,criando seu blog), para dar notícias; naturalmente, aquelas que puderem ser dadas sem prejudicar os trabalhos.

      Essa CPI é uma grande oportunidade de fazer uma bela depuração em várias frentes. Não pode ser desperdiçada.

    • O único problema é que a CPMI abriu os sigilos bancário, fiscal e telefônico somente da Delta Centro-Oeste. Não sei se isso limitaria a investigação apenas em Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

    • Roberto, tenho absoluta certeza de uma coisa: se a coisa ficar ruim para a imprensa, a Veja será boi de piranha!! Não vai sobrar nada para contar a história e o Civita irá ficar quietinho, pois SERÁ “aconselhado” a ficar!!!

  2. Marconi Perillo e a Veja são de fato peças fundamentais na quadrilha do Cachoeira; mas não mais que Demostenes; os tres são mais importantes para a investigação que o proprio Cachoeira, esse um simples bicheiro que evoluiu no mundo do crime; um bandido comum;
    em relação ao PMDB a parte que aderiu ao governo o fez em troca da vice presidencia e nunca por ser mais afinada com o PT; o PMDB se caracteriza pelo mais puro pragmatismo fisiologico; num certo sentido é mais nocivo que o proprio DEM por exemplo.

  3. E por que os parlamentares do PT também não levantaram essa lebre do Serra e Kassab?

    • Para não dar munição para essa turma. A pior coisa que o PT pode fazer no momento é entrar nesse jogo!

  4. Minha pergunta é: por que o PT ou algum partido da base aliada não pede a convocação de Serra, de Kassab, de Siqueira Campos, de Beto Richa e de Aécio Neves (apanhado em flagrante na prática de tráfico de influência). O que estão esperando? A mídia e a oposição ficam falando de “três” governadores e há muito peixão da oposição

    • Pq é exatamente isso que o PIG quer: transformar a CPI no repeteco da CPI do fim do mundo e forçar um acordão.

      Imagina se a CPI investiga 22 governadores… primeiro, os aliados de cada um não vão querer investigá-los e a CPI morre. Segundo, mesmo que investiguem, o que vão fazer se encontrarem provas contra todos? A CPI não pode cassar governadores, acredito. Mas mesmo assim, já imaginou o que acontece no país com 22 governadores sob suspeita?

      É uma bomba atômica chamar todo mundo. E isso sem falar na conversa sem fim sobre pacto federativo que certamente se seguiria.

      E essa bomba cairia no colo de quem? Do governo federal!

      Se conseguirem chamar Cabral, o governo vai ter apenas duas opções: ou finge que esquece dos demais governadores e fazem um acordo pra livrar o Cabral, ou chama todo mundo e o país para e sabe-se lá o que vai acontecer.

      E adivinha qual a única saída possível? A pizza…

  5. Não seja bobos ou muito esperaçosos. O PIG tem a justiça, OAB, MP a seu lado. Isso não dar em nada, são todos bandidos ricos. Para mim CPI – COMISSÃO PARA IDIOTA ou CPMI – COMISSÃO PARA MUITO IDIOTA. Quando chegar a justiça tudo será anulado. O CARLINHOS SERÁ VÍTIMA.

  6. Eduardo, estou arriado de cama com uma forte gripe e neste estado só quero saber de coisas bonitas, como por exemplo o sorriso da Vitória, portanto como não quero, neste estado, falar sobre poltica, só escrevo para que voce de um beijinho de boa noite na Vitória.

  7. Eduardo, pelo visto você está em novo servidor, nova hospedagem, nova casa e seu lá o que mais, pois não entendo muito disso, mas…
    Parabéns e um abração. À luta companheiro!

  8. Eduardo, essa CPI está interessante. O PIG quer confundir, mas não pode forçar muito em algumas frentes, senão sobre para ele mesmo, para Serra, Kassab.

    Mesmo assim, a estratégia é confundir as pessoas e pressionar os deputados e senadores, que precisar ficar espertos com isso.

  9. Algumas razões para convocar o Siqueira Campos para depor na CPMI

    1) Siqueira Campos recebeu mais de R$ 4 milhões do esquema Cachoeira;
    2) Cachoeira mandava avião buscar o filho do governador, Eduardo Siqueira, que, segundo ele, Cachoeira, numa conversa mantida com uma prostituta que atenderia ao Eduardo, pela bagatela R$ 1.000,00, paga pelo Cachoeira, era quem mandava no governo do Tocantins.
    3) Siqueira Campos participou de reunião com o Cachoeira tendo por tema a situação de um delegado da PF;
    3) Segundo Claudio Abreu o Siqueira Campos prometeu conceder ao grupo Cachoeira/Delta a inspeção veicular do Tocantins.

    Logo, não é possível que o governador do Tocantins não seja convocado para depor na CPMI:

  10. Eduardo, sinceramente você está pisando na bola e perdendo sua credibilidade em defender Cabral. Todos devem, Eduardo. Cabral, Agnelo, Perillo, Serra, Demóstenes, PIG.

    A questão aí não é igualar, á questão é que de fato são iguais nisto aí.

    • Há oito anos que aparece gente insatisfeita com minhas opiniões neste blog anunciando que vou perder minha credibilidade. Os profetas da credibilidade alheia, porém, só representam a si mesmos, por mais que gostem de falar pela maioria

      • Não, Eduardo, não estou insatisfeita com a sua opinião. Não concordo com esta balela que você e outros estão criando para eximir Cabral; isto não existe, todos estão envolvidos.

        E sinto muito, vc vai se indispor comigo, não acredito na inocência de Cabral nem aqui nem na China.

        • E a propósito, não estou falando pela maioria, quando falo, sempre falo por mim mesma, pelo que penso. E quando afirmo sua credibilidade, falo em relação à credibilidade que vc tem em relação a mim. Não falo pelos outros, Eduardo, falo por mim. Não tenho procuração para falar por ninguém, sempre falo por mim mesma. E sim, não confio na isenção de Cabral e nos argumentos que você, Dirceu, Pinheiro e tantos outros têm usado para inocentá-lo.

          • Luana, pelo amor de Deus, santa misericórdia, “vê se entende pelo menos uma vez criatura”, Vamos investigar Cabral, o Pero Vaz Caminha, o Marques de Pombal, o Joaquim Silvério dos Reis, e o cacete, mas quando isso for objeto da investigação pela CPMI, repito: QUANDO ISSO FOR OBJETO DA INVESTIGAÇÃO PELA CPMI (dinovo: QUANDO ISSO FOR OBJETO DA INVESTIGAÇÃO PELA CPMI). Vai precisar de um desenho, sugiro o Pato Donald!

        • Não vou me indispor com você. Você está se indispondo comigo ao fazer decretos sobre a minha pessoa por discordar de mim. Quem você pensa que é para falar em nome de todos sobre a minha credibilidade? Deixe de ser arrogante que a sua vida será mais fácil. Sobre Cabral, pode ser culpado de tudo. Não o defendo. Só digo que não há EVIDÊNCIAS contra ele ou Agnelo nesse episódio da CPI. A menos que você tenha essas evidências e esteja escondendo. Se quiser fazer a gentileza de postar aqui, publico. Se não tem, sua opinião não é suficiente para condenar ninguém. Compare o que há contra Agnelo e Cabral com o que há contra Perilo. E depois Veja o que há contra Serra e Kassab, sobre os quais você não fala. Mande as evidências e pronto, prove sua tese.

          • Condeno, sim, elel é pessoa pública. Agora, quanto ao julgamento, aí, sim, ele irá pela lei.

          • As evidências do envolvimento de Cabral com Cachoeira. Um jantar com o dono da Delta me parece nada.

          • E vou repetir, estou falando em meu nome. E não sei qual o motivo da sua irritação por discordar de você disto aí, Eduardo.

            Eu não concordo com isto em relação ao Cabral, você pode falar o que quiser, pode xingar, pode falar o que quiser, nem eu nem você vamos mudar de opinião. Agora, se você quiser que não poste mais aqui, aí, sim, não farei é um direito seu. E eu respeitarei, tenha certeza disto.

          • Eu nunca pedi para ninguém educado parar de discordar. Eu me irrito quando alguém vem falar da minha pessoa em vez de falar do assunto que estou discutindo. Você vem dizer que vou perder credibilidade porque discordo de você e não aceito isso. De resto, o blog sempre lhe deu espaço

          • E outra coisa, estou pouco me lixando para Serra ou Kassab.

      • E quem disse que você tem credibilidade?

        • Luana.
          Nao se trata de credibilidade ou de defender uma opiniao.
          Este blog faz o que extamente o mesmo que os outros que sao financiados para defender o governo.
          Nao existe isencao aqui.
          Se as fotos em Paris ao inves de mostrar o Cabral com o Cavendish, mostrassem o Alckmim, todo mundo aqui estaria gritando para que ele fosse convocado para depor na CPMI.
          Nem o fato da Delta ter recebido milhoes de reais sem licitacao do governo do RJ parece chamar a atencao da maioria dos patriotas que aqui vem…
          Se uma CPMI se resume a apurar aquilo que jah foi investigado pela PF, ela jah nasceu morta!
          Essa CPMI tem a obrigacao de aprofundar as investigacoes sobre as atividades da Delta e de Cachoeira, mas se fizer isso vai ter muita gente do governo e da base aliada sendo apanhada com a boca na botija.
          Melhor entao concentrar os esforcos na oposicao e na Veja porque isso rende mais e nao expoe quem nao interessa ao governo.
          No final vai acabar tudo em pizza ou voce tem alguma duvida?

          • Marc, meu caro néscio, vc é assim mesmo ou tá querendo enganar aos leitores do Cidadania??

          • Somente nao sou um alienado como voce, caro Haroldo.

          • Bom saber que sou um alienado e não um vendido, obrigado, sr. Marc!!!

  11. É incrível (mas comprovável) essa capacidade dos demotucanos e particularmente do José Serra estarem em TODAS AS FALCATRUAS que se investiga no país, nestes últimos 18 anos. Sem falar na Privataria Tucana, no caso Alstom, nas ambulâncias, exclusividades tucanas, os demais casos tornados públicos de “titularidade” de outros partidos, sempre tem um bico grande ou o próprio Serra ali no meio ou na beirada, sempre participando.
    Até na CPI em que o PIG estigmatizou o chamado “mensalão” do PT essa mesma mídia golpista precisou fazer enorme malabarismo para filtrar todas as informações sobre o “mensalão-pai” mineiro, com os mesmos operadores mineiros e que havia financiado as campanhas de Azeredo, de Aécio Neves, de FHC, de Covas, em 1998.
    No “mensalão do DEM”, do governo de Arruda, além do presidente do PSDB em Brasília e secretário de obras, que era o principal arrecadador da “campanha”, as mesmas empresas que superhipermegafaturavam serviços de call-center e fotocópias no governo brasiliense e depois redistribuíam milhões entre os beneficiários do esquema demotucano, a Uni-Repro e a Call Tecnologia, receberam mais de R$100 milhões por contratos com a prefeitura de SP e outro tanto por contratos com o estado de SP, nas administrações Serra&Kassab.
    A demotucanagem goiana está sendo agora escancarada aos brasileiros, e agora ficamos sabendo que a mesma turma faz o mesmo tipo de negócios com os mesmos Serra&Kassab.
    Por uma estrutura de alta blindagem ferrenha, permanecem ainda escondidos da opinião pública os negócios dessa mesma sociedade política demotucana nos governos de Minas e do Paraná, mas alguns odores já exalaram e ainda exalam provocando ânsias por esclarecimentos nos cidadãos desses estados.
    Isto sem falar nas centenas, talvez milhares de prefeituras e vereanças, em que os valores somados devem ultrapassar bastante o que já conhecemos malversados e desviados por praticantes desse modo demotucano de fazer política, privatizando a grana pública.
    Eu também concordo que deveria ser instituída CPMI exclusiva para a Delta como um todo, investigando suas relações com os governos do Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Tocantins, e outros estados e municípios onde ela tenha atuado.
    Mas esta atual CPMI é voltada para inquérito e averiguação da Organização Cachoeira e seu vínculo com detentores de funções públicas, com base nas investigações da Polícia Federal e suas gravações autorizadas pela Justiça Federal. Assim, para não perder o foco e produzir resultados, por ela devem ser investigados aqueles que estão notória e explicitamente mencionados e/ou vinculados à referida Organização. Se no decorrer das investigações aparecerem outros participantes, aí sim deveriam ser investigados.
    Não entendi até agora porque os cidadãos goianos ludibriados não entram com alguma ação contra o Procurador-Geral Gurgel (destituível pelo Congresso) e a Revista Veja, cobrando suas responsabilidades. E também por que não exigem das autoridades novas eleições, considerando que o suplente de Demóstenes e o vice de Perillo, com certeza pertencem à Organização Cachoeira.
    Ou talvez os goianos não se sintam ludibriados, quem sabe?

    Referências:
    http://transparenciasaopaulo.blogspot.com.br/2012/04/deltacachoeira-teve-mais-de-r-900.html
    http://namarianews.blogspot.com.br/2009/07/jose-serra-o-pai-da-comunicacao.html
    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,kassab-pagou-r-1069-mi-a-empresas-de-esquema,475485,0.htm
    http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,planilha-cita-41-empresas-e-caixa-2-de-r-11-mi-na-campanha-de-arruda,476526,0.htm
    http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,custo-da-ampliacao-da-marginal-do-tiete-ja-e-75-maior-do-que-o-previsto,743163,0.htm

  12. Mobilização nasce na internet e tira garoto Paulo Sérgio da inexistência social

    A mobilização que nasceu nos últimos dias em torno de um garoto preso desde o fim de março e violentado psicologicamente por uma “repórter” do programa Brasil Urgente Bahia, começa a dar resultado. A Defensoria Pública da Bahia se mobilizou para apurar a situação de Paulo Sérgio Silva Sousa, de 18 anos. Ao mesmo tempo, o Ministério Público Federal entrou com uma representação contra Mirella Cunha, a repórter-torturadora.

    “Eu me senti humilhado, porque ela ficou rindo de mim o tempo todo. Eu chorei porque sabia que ali, eu iria pagar por algo que não fiz, e que minha mãe, meus parentes e amigos iriam me ver na TV como estuprador, e eu sou inocente”, foi o que disse o garoto à Defensoria Pública da Bahia.

    Não fosse a internet e Paulo Sérgio seria “só mais um Silva que a estrela não brilha”, como diz a música. Seria mais um dos que mofam nas prisões brasileiras sem julgamento formal, na situação de condenados sociais. Mas, no início da semana, o vídeo em que a enviada da Band humilha o garoto – vídeo que já estava no YouTube desde o dia dez de maio – ganhou destaque com a divulgação da história em alguns blogs – o Jornalismo B esteve entre os primeiros a atacar a conduta da “repórter” e da Band…”
    http://jornalismob.com/2012/05/24/mobilizacao-nasce-na-internet-e-tira-garoto-paulo-sergio-da-inexistencia-social/

  13. Edu, sobre a nossa entrevista deixei mensagem no Fale com o Blog. Ok?
    Estou aguardando uma resposta sua.

  14. Embora sejamos a sexta economia do mundo,nossa educação representa o quinto mundo(se é que isso possa existir).Portanto,enquanto não tivermos uma educação digna desse nome,teremos um povo que vota por um prato de lentilhas e politicos que se vendem por trinta dinheiros.Sinto um cheiro de pizza no ar.Creio que talvez seja impressão minha somente.Mas como acreditar num poder,o Poder Legislativo,que tem medo de uma midia que o chantageia?Como acreditar num poder,o Poder Executivo,que se dobra a denuncias infundadas de uma midia reconhecidamente golpista,traiçoeira?Como acreditar num poder,o Poder Judiciario,mancomunado com os privilegios e a corrupção?Talvez reste dançar um tango argentino,como no poema Pneumotorax de Manuel Bandeira.Educação é a chave para o desenvolvimento,mas educação de verdade e não o que temos hoje.Estamos formando conformistas incompetentes e não conseguimos formar rebeldes competentes,nas palavras do sociologo portugues Boaventura Santos.E é a mais pura verdade,porque hoje temos uma educação que forma pessoas sem a minima auto estima,sem a minima consciencia critica.A educação brasileira,nos ultimos anos,vem formando verdadeiros ignorantes.Ignorancia em cidadania,em direitos humanos e principalmente em brasilidade.Somos brasileiros mas não conhecemos nossa historia,nossa cultura.Talvez essa CPMI nem existisse se fossemos um pais mais civilizado,com um povo mais instruido.Porque politicos como Serra,Kassab,Perillo ou Demostenes talvez não tivessem tanta chance como têm,sendo o pais como é.Preferimos investir numa Copa do Mundo ou nas Olimpiadas do que na formação de quadros intelectuais e cientificos,para dar suporte consistente a um processo continuo de desenvolvimento.As escolhas de um povo(incluindo aí as classes dirigentes)condicionam,positiva ou negativamente,seu futuro enquanto nação.

  15. Pelas informações que ouvimos falar sobre as ligações captadas pela Polícia Federal entre Cachoeira e os governadores Perillo, Agnelo e Cabral. Há poucas evidências sobre as relações de Agnelo com Cachoeira, de Cabral com Cachoeira, no entanto, para desespero da imprensa vendida do PIG, há muitas evidências das relações entre Cachoeira e o Perillo.

    Se os deputados aumentarem o alcance da CPMI, eles podem encontrar algumas evidências ligando Cabral ao Cavendish, como também a família Garotinho ao Cavendish. Mas para a tristeza dos mesmos mafiosos do PIG, a relação entre Cavendish e os tucanos-pefelês de São Paulo é muito mais intensa e abrasiva para o desgosto dos tucanos-pefelês, pis nessas evidências aparecem Paulo Preto e a Dersa com o famoso Tunganel Viário do Cerra.

  16. “…Mas na Delta da Cachoeira, tucano não pode sorrir…”
    Sensacional a paródia do Comédia MTV da música Roda Viva de Chico Buarque.
    http://mtv.uol.com.br/programas/comedia/videos/indiretas-ja

    • Sensacional.

      Eu já tinha visto algumas coisas desse pessoal, mas essa ganhou de todas. Principalmente pela música parodiada, (mais) uma pérola do grande Chico.

  17. Enquanto um garoto inocente é humilhado, acusado de estupro (sem provas) e preso, na Bahia, os bandidos acusados com provas robustas (Perillo, Leréia, Demóstenes, Policarpo, Civita e todo o bando da privataria) andam por aí soltos e atuando criminosamente e contra o país. E a imprensa defendendo estes bandidos e acusando inocentes. Se está do lado dos crimonosos, é porque a imprensa golpista tira proveito de seus crimes. E os deputados da CPI estão todos com medo, da imprensa. Um twitaço talvez os façam criar coragem e focar naqueles que estão comprovadamente envolvidos com o crime.

  18. “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” – Malcolm X (1925-1965).

    “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” – Joseph Pulitzer (1847-1911).

    Ley de Medios, já ! ! ! Comissão da Verdade, já ! ! !

  19. Extra! Stanley Burburinho: Será só imaginação?

    Em agosto do ano passado o país passou pela “crise” do Ministério do Turismo.
    Uma operação da Polícia Federal apelidada de Voucher desmontou um esquema de corrupção que envolvia peemedebistas e uma ONG.
    O dinheiro foi repassado, mas não chegou ao destino.
    A ação desencadeou um mal estar entre a base e o Governo.
    No dia 11 de agosto o Jornal Nacional lançou mão de um grampo que serve apenas para ilustrar como as empresas de fachada eram arregimentadas pelo esquema.
    Stanley Burburinho me pergunta se teria sido este o grampo sobre o qual Dada se refere, nas conversas que vieram à tona na Operação Monte Carlo?

    FOTOS DOCUMENTO————

    Seria Dada, a serviço de Cachoeira, parceiro da TV Globo para ilustrar reportagens do JN? Será que os colegas Vladimir Netto e Ari Peixoto poderiam ajudar a CPMI a elucidar este caso? Talvez a Silvia Faria, diretora de jornalismo de Brasília à época. Ou, quem sabe, o Bonner, editor-chefe do telejornal. Ou melhor, o Ali Kamel e os Marinhos? Com a palavra os deputados da CPMI.

    Para ver a reportagem com o grampo que pode ser o Dadá basta ir aqui, enquanto ela ficar no ar, porque depois dessa tenho dúvidas se será fácil acessá-la. De qualquer forma segue um html que pode facilitar um “cache” no futuro. (( http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2011/08/mp-investiga-fraude-em-outros-dois-convenios-do-ministerio-do-turismo.html ))

  20. “A mídia demo-tucana é viva” ? Tem certeza ? Parece mais morta-viva, zumbi.

    Tentei postar ontem, por várias vezes, de manhã e à noite. De manhã o blog avisava estar mudando de servidor e não foi possível acessar até quase meio-dia. À noite também não consegui acessar a página do Blog da Cidadania.

    “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” – Malcolm X (1925-1965).

    “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” – Joseph Pulitzer (1847-1911).

    Ley de Medios, já ! ! ! Comissão da Verdade, já ! ! !

    • ‘ontem’, não : anteontem, 23maio2012.

      “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” – Malcolm X (1925-1965).

      “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” – Joseph Pulitzer (1847-1911).

      Ley de Medios, já ! ! ! Comissão da Verdade, já ! ! !

  21. Vale sempre dizer :

    “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” – Malcolm X (1925-1965).

    “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” – Joseph Pulitzer (1847-1911).

    Ley de Medios, já ! ! ! Comissão da Verdade, já ! ! !

  22. Mais umazinha :

    “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” – Malcolm X (1925-1965).

    “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” – Joseph Pulitzer (1847-1911).

    Ley de Medios, já ! ! ! Comissão da Verdade, já ! ! !

  23. Caracoles : “parcela relevante do partido é tucana”… Deviam ser devidamente defenestrados por infidelidade partidária e nacional. Vê-se que não é só a Grobo e a horda PiGuenta (e seus lacaio$$) que são a eterna pro$$tituta.

    Parabéns, prezado blogueiro da Cidadania, pelo excelente trabalho, ajudando a desfazer o mal que o PiG faz e construindo um País e um mundo melhores, muito melhores.

    “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” – Malcolm X (1925-1965).

    “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” – Joseph Pulitzer (1847-1911).

    Ley de Medios, já ! ! ! Comissão da Verdade, já ! ! !

  24. Ainda bem que há paulistas e paulistanos de bom combate, como, por exemplo, o valoroso blogueiro deste ‘Blog’ da Cidadania.

    O pouco que podemos fazer, de onde estamos, é torcer muito e dizer, mais uma vez (e sempre) :

    “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” – Malcolm X (1925-1965).

    “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” – Joseph Pulitzer (1847-1911).

    Ley de Medios, já ! ! ! Comissão da Verdade, já ! ! !

  25. Como já disse o ansioso blogueiro, parece que a batata do “Cerra” e demotucânu$$ começa a assar.

    “limpeza urbana em São Paulo” e ‘Marginal’ ? Tem que ter limpeza é (também) política, ideológica e comunicacional. Não necessariamente nessa ordem (mas se for simultaneamente, melhor ainda).

    “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” – Malcolm X (1925-1965).

    “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” – Joseph Pulitzer (1847-1911).

    Ley de Medios, já ! ! ! Comissão da Verdade, já ! ! !

  26. Eduardo, uma coisa me ocorreu, se todo esse pessoal que teve o nome jogado na lama (ministros, secretários, empresas concorrentes, etc) por conta da conspiração midiática do PIG, entrar na justiça por reparação, perdas e danos morais, a venda de revistinhas e a programação medíocre vai criar receita suficiente para as indenizações ??

  27. Eles estão jogando tudo para confundir. Eu, mesmo sabendo que não é o que eles divulgam, chego a me confundir, a achar que virou pizza. O PIG não vai deixar barato. E aí, tirando os que têm interesse em defender o PIG, noutros há o medo, pois, se forem contra, o PIG pode destroçá-los na próxima eleição. Vale lembrar o exemplo da Argentina. Ai, que inveja!

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.