Dilma teria usado a mídia para se livrar de ministros indesejáveis

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

Hesitei em divulgar esta história porque não tenho como comprovar a sua veracidade e porque tampouco posso violar o sigilo da fonte que ma confidenciou, pois resguardá-la foi condição para que a sua versão sobre a sucessiva queda de ministros em 2011 me fosse revelada.

Todavia, diante da recente entrevista da presidente da República à revista Veja, aquela história ganhou, a meu juízo, verossimilhança suficiente para que fosse apresentada ao público, ainda que não possa, de forma alguma, ser tomada ao pé da letra, pois, cabe dizer, este blogueiro julga que a sua fonte tem motivos para não gostar de Dilma.

De qualquer forma, como costuma acontecer com opiniões – e, frequentemente, com fatos inquestionáveis –, acreditará ou desacreditará quem quiser. Mas, se alguém quiser saber a minha opinião sobre o que relatarei a seguir, acho que há muita chance de tudo ser verdade.

Surge então, na mente do leitor, a pergunta crucial: que importância tem a tal fonte para fazer o blogueiro reproduzir a sua “acusação”? Resposta: não posso dizer. Se disser, isolarei um grupo entre o qual se poderá buscar a identidade de quem “acusa”. Mas posso garantir que a pessoa que disse o que será revelado conhece muito bem o assunto. Se falou a verdade, aí é outra história.

Tudo teria começado logo após a vitória de Dilma Rousseff sobre José Serra, ao fim de 2010. Naquele momento, a então presidente eleita estaria “mortificada” pelo baixo nível da campanha, mas, ao contrário do que possa parecer, não tinha raiva da mídia que trabalhou contra si durante todo o processo eleitoral em que se elegeu.

Dilma teria sido sempre contra a “picuinha” que, então, achava que Lula teria comprado com a mídia. Segundo ela teria dito, ele tinha vivido um inferno de oito anos – além dos 13 anos anteriores (desde 1989) de embates com a imprensa – simplesmente porque enfrentou Otavinho et caterva, quando poderia ter contemporizado com eles sem abrir mão das políticas públicas que desejava instituir no país.

Dilma teria dito, “textualmente”, que não haveria qualquer política pública adotada pelo governo Lula que fosse tão inaceitável para a elite que a mídia representa. A exceção seriam as cotas “raciais” nas universidades públicas e os planos de regulação da mídia, mas estas políticas – ou propostas de políticas – não seriam motivo para a guerra que se estabeleceu se Lula tivesse contornado o problema.

Bastaria que tivesse feito o que disse reiteradamente, durante a sua Presidência de oito anos, que jamais fez e que, aliás, é o que Dilma tem feito à farta, quase tanto quanto FHC durante o seu tempo na Presidência: “almoçar” com dono de jornal (ou de qualquer outro grande meio de comunicação).

Naquele momento, Dilma teria decidido promover uma distensão com a mídia por fazer um julgamento do qual não se pode discordar totalmente: instalar uma guerra política no país só por picuinha seria ilógico e até contraproducente do ponto de vista do interesse público.

Além da distensão política – e, aqui, entramos na questão central –, Dilma, agora nos primeiros meses de 2011, teria decidido se livrar de “problemas” que teria “herdado” do antecessor, dentre os quais sobressairiam ministros com potencial para gerar matéria-prima futura para ataques midiáticos e da oposição ao governo.

Apesar de ser absolutamente defensável a suposta visão desapaixonada de Dilma, pois uma guerra entre a mídia e o governo jamais será boa para o país por fazê-lo perder tempo com escandalizações do nada em vez de se dedicar ao desenvolvimento econômico e social, o método que teria sido engendrado pela presidente para se livrar da “herança” de Lula seria, no mínimo, desleal.

Eis o problema: Dilma, por terceiras pessoas, teria alimentado a mídia com informações passadas por debaixo do pano e ao fazer declarações públicas como a que fez sobre o ministério dos Transportes pouco antes do início da queda seqüencial de ministros. Seu objetivo seria o de levar os alvos à renúncia por uma pressão da mídia que acabou atingindo até as famílias deles.

Como evidência disso, foi-me perguntado se eu não teria notado como os ataques a ministros cessaram repentinamente, neste ano, e sobre como a própria Dilma foi poupada durante os ataques desfechados no ano passado, apesar de participar do governo federal desde 2003, o que faz dela co-autora do governo Lula e, portanto, responsável pelos ministros demitidos, que, inclusive, manteve no governo.

Além disso, a fonte me lembrou de que quando Dilma não quis a queda de um ministro, ela não ocorreu. Garantiu que a mídia abandonou a artilharia contra Fernando Pimentel não tão rápido que deixasse ver que não recebera carta branca de Dilma para atacar e não tão devagar que contrariasse a presidente.

Dilma teria feito tudo isso porque não teria querido dizer não a Lula ou desafiar a sua influência, até porque seria um suicídio político. Assim sendo, optou por esse suposto estratagema.

Você, leitor, não precisa acreditar. Aliás, acho que nem deve, pois quem me passou essa história não me ofereceu qualquer outro elemento de que o que disse seja verdade – e foi avisado de que isto seria dito, caso eu escrevesse este post. Assim mesmo, com a condição de não ter seu nome – ou indícios de seu nome – revelado, deixou-me à vontade para escrever.

Contudo, a reflexão é útil porque a entrevista que Dilma concedeu a uma publicação com o histórico da Veja mostra que, ao menos no que tange a uma suposta intenção dela de distender as relações de seu governo com a mídia, a minha fonte não mentiu. E, sendo honesto, não posso afirmar que essa intenção seja indefensável.

Além disso, julgo que Dilma não preside um governo “de esquerda”, como foi dito aqui no post  A ideologia do governo Dilma; preside um governo de conciliação ideológica entre centro-esquerda e centro-direita – e, para tanto, faz concessões a esta. Por conta disso – e de sua visão sobre distensão política –, sua entrevista à Veja era absolutamente previsível.

Deve-se ressaltar, ainda, o sangue-frio de Dilma e sua estratégia maquiavélica (e não vai, aí, qualquer conotação pejorativa, como sabe quem já leu Maquiavel).

Será que alguém notou que não houve ataques de Reinaldo Azevedo ou de Augusto Nunes à entrevista de Dilma? Sabe por que, leitor?  Enquanto eles se esgoelam chamando seu governo de tudo de ruim que se possa imaginar, ela estava lá confraternizando com os chefes deles e ainda conseguiu uma capa laudatória na revista a que servem.

Detalhe: Azevedo e Nunes ainda podem fazê-los (os ataques), mas perderam o timing. Isso ficou escancarado.

A administração de Fábio Barbosa, novo presidente-executivo da Abril S/A, holding que comanda as operações de mídia, gráfica e distribuição do Grupo Abril, vai mostrando a cara. E, nesse contexto, gente como esses dois blogueiros-colunistas da Veja não parece que terá vida longa na publicação.

Mais uma vez, isso não acontecerá tão rápido que venha a endossar tal percepção, mas não será tão devagar que mantenha na Veja dois de seus principais passivos hoje. Esses sujeitos fazem parte de um passado que Dilma está enterrando, paulatinamente. Para o bem ou para o mal.

Tags: , ,

187 Comentário

  1. Caro Edu
    Só espero que “essa teoria da conspiração” enviada pelo seu amigo seja mais uma vez desmascarada e mostre a verdadeira face dos golpistas que infestam esse país.
    Você é um cara inteligente, portanto, reflita bem sobre o que escreveu hoje.
    Um abraço

    • Reflitamos todos, não seria melhor? O modo imperativo é desagradável de se ler.

      Edu, sua forma transparente de tratar as questões éticas (decisões e consequências) de lançar uma pauta de fonte anônima só reforça seu crédito imenso com a “base” de leitores.

  2. Logo de início, você ou a fonte diz que Lula confrontou a mídia. Nós todos sabemos que isso não é verdade. Você mesmo, aqui neste espaço, lamentou a postura conciliadora de Lula com a mídia. Todo o ódio contra Lula vem contra a sua origem humilde, e não de qualquer política adotada. Dilma está agindo com a mídia exatamente como Lula fazia. Agora mesmo, acabo de ver na Globo, novo ataque contra ministro, agora o ministro das cidades, portanto os ataques continuam.
    É claro que sua fonte apenas revelou essa “informação” para tentar separar Dilma de Lula, o que é o objetivo claro da mídia.

  3. Eu tenho muita vergonha dessa contemporização com a imprensa (e interesses correlatos da ala conservadora, religiosa, etc>)

  4. A relação Dilma & Mídia é “Entre Tapas e beijos”. Acho que Dilma sabe com quem está lidando, mas prefere não bater de frente com o PIG no primeiro tempo do jogo. Primeiro quer consolidar as conquistas sociais, aumentando ainda mais o apoio popular e só então reagirá. Eu acho. Há um fundo de verdade neste “uso” da mídia pela presidenta para afastar ministros indesejáveis. Não se sabe exatamente a participação direta de quais personagens nos bastidores, mas supõe-se. É claro que não houve um controle total, pois muitos dos escândalos foram usados por parte do PIG para atingir o governo como um todo, inclusive a presidenta. É um jogo perigoso e que está empatado.

  5. Engana-se quem acha que só com partidos de esquerda, governa-se o Brasil, não há a menor possibilidade disso, nesse país, há forças, ultraconservadoras (DEM), conservadoras (PSDB. PPS, PSD), de centro-direita (PV, PR, PMDB etc.), de centro-esquerda (PSB, PMDB(parte deste), PT(parte deste) etc.) de esquerda (PT, PDT, PC do B etc.) e ultraesquerda (PSOL, PSTU etc), com um arco político deste porte representando a sociedade brasileira, fica impossível um partido somente, no caso o PT, à nível nacional, governar o Brasil, então torna-se necessário a composição de alianças, Lula, entendeu bem o processo, conseguiu sobreviver e governar, somente com uma aliança enorme de partidos, Dilma faz o mesmo!
    Partidos fisiológicos existem em qualquer lugar do mundo, o PMDB e o PSD, representam isso de forma bem clara por aqui, se isso é bom, claro que não é, porém foi a forma, talvez a única, que Lula encontrou para governar e tocar os projetos sociais, econômicos e estruturais do Brasil, pode até parecer retrógrado, porém é o meio mais democrático e possível de se conduzir um país com tamanha diversidade de opiniões como o Brasil, o que falta é transparência e controle, na distribuição de cargos e repasse de verbas para emendas. Tudo se resume à isso, transparência e controle de verbas.
    O Brasil é um país de pluralidade étnica e cultural, porquê não haveria de ser também na política?
    Não somos moldados para ter somente dois partidos, como nos EUA, muito menos parlamentarista como na Inglaterra, temos é que aperfeiçoar nosso sistema próprio de governo, tornando-o mais transparente, menos corrupto, esse é o ponto!! Isso é democrático!
    O que Dilma faz com a imprensa, vai nesse sentido, porquê haveria ela de comprar uma imensa e desnecessária briga com a mídia conservadora, se ela representa uma parte, embora pequena, da população brasileira? Porquê não utilizar essa mesma mídia, corrupta, tendenciosa e perigosa, como um depurador? Ela sabe que surfou na popularidade Lula nos primeiros meses de seu governo, porém, agora, ela tem identidade própria e se sustenta na própria popularidade, que vai sendo aprovada desde das classes C, D até às elites B e A, ou seja, a classe média aprova seu método de governo e a mídia conservadora não tem como ir contra esse movimento! A mídia sabe que Dilma, vai moldando sua identidade eleitoral, como gestora competente e que não compactua com o mau feito, deixar cair ministros indicados por ela, peitar o congresso fisiológico, somente irá reforçar essa imagem, e a mídia sabe disso, tanto que estão em pânico, tentando gerar instabilidade com denuncias como as do Fantástico, tentando também encobrir, desse modo, seus aliados Carlinhos Cachoeira, Demóstenes Torres (DEM) e Marconi Perillo (PSDB), isso está evidente, quando ela, a Rede Globo, atirou no próprio pé na semana passada com a denuncia contra a Toesa, alida de Demos e Tucano, como J. Serra e Kassab, isso é desespero de quem vê que a tática do denuncismo de 2011, não funcionou, e ao contrário, fortaleceu Dilma!
    O que seria pior, Dilma, atacar e tentar calar a impresa com uma lei de médios, e ter sua imagem associada (seria inevitável!) ao autoritarismo e censura, ou, utilizar essa mesma mídia conservadora (Prefiro um milhão de vozes críticas ao silêncio das ditaduras!) para depurar seu governo, colhendo os bons frutos da ética e da moralização política, que vai virando a marca de seu governo (Dilma, diz que seu legado será profissionalização da gestão pública!), o quebra-cabeça vai se encaixando!!!
    Daí vem a afirmação de Lula que: Dilma é um animal político!

    • André,

      Concordo em gênero, número e grau com seu comentário. Ainda no início do governo Dilma quando Edu ficou bastante decepcionado com o almoço dá folha já tinha dito que ela não era burra e sabia que governar o Brasil era isso mesmo. E hoje mais do que nunca acredito no que lula disse: Dilma é um animal político e seu governo será muito melhor que o meu” ele sabia bem o que estava dizendo. Também acho que isso é um pouco para tentar afastar LULA de DILMA pois essa será a única forma de ter uma oposição vitoriosa em 2014 e LULA e DILMA estão enxergando isso.

  6. Qualquer um pode dizer que considera Dilma desleal e traidora. Até você, Eduardo. Você pode chegar a esta conclusão com base em impressões e em avaliações mais ou menos objetivas. Como negar este direito? Eu apenas não gostaria de ver você usando o “direito” de espalhar “notícias” que não são notícias, por falta de fonte legítima, por estarem incompletas, por serem visivelmente parciais e especulativas. Se entendo que a imprensa não tem este direito, por que devera concedê-lo a você? É espantoso que, tão crítico e fiscalizador da mídia tradicional, você esteja agindo, aqui, exatamente como ela. Até os manuais que o Globo e a Folha criaram e costumam ignorar enquadrariam este seu texto e vetariam a publicação, para que fosse mais bem apurado. Se você se considera um crítico da mídia – e reconheço que executa este trabalho da melhor maneira possível – não faça exatamente como ela faz para merecer suas restrições. Esta “notícia” de que a Dilma traiu Lula é tão sem sentido quanto aquela da Folha de que Lula tentou seduzir sexualmente um jovem na cadeia. E naquele caso havia uma suposta testemunha ocular. No seu caso, nem isto ficou claro.

  7. Eu caho que a Dilma por incrivel que pareça é mais pragmatica em algumas questões que Lula. Ela não dá murro em ponta de faca. E confrontar a midia brasileira, que o diga o Brizola, sempre foi dar murro em ponta de faca, até o advento LULA.
    Mas Lula é Lula. E Dilma sabe que não pode contar com a sorte apenas. Então procura não entrar em conflito com o PiG não obstante este vive tentando puxar seu tapete

  8. Eduardo, bom dia.

    Não vejo com bom olhos essa aproximação da Presidente Dilma com a grande mídia. Uma coisa são relações cordiais, outra coisa é essa aproximação toda, com direito à capa da Veja e tudo mais.

    Atitudes da presidenta em relação à imprensa após a posse: Festa na Folha, visita à Globo e à Ana Maria Braga, entrevista exclusiva à Veja. Para não ser injusto, também houve uma exclusiva para o Nassif, representando toda blogosfera.

    Também houve acenos à direita, especificamente aos setores religiosos, elogios da Kátia Abreu (!!!!!), medalhinha do Kassab, afagos com o FHC, até com o PSD do Kassab houve propostas de aliança.

    Uma coisa eu te digo: quando o bicho pegou no segundo turno das eleições, quem segurou o barco, fez campanha entre conhecidos pedindo votos, fez de tudo para que o Serra não ganhasse, foram os setores mais à esquerda da sociedade, não esses setores que hoje Dilma afaga. Quem me garante que a grande mídia não tramará contra Dilma na hora “H” ?? E aí, quem vai segurar o barco de um retrocesso se a direita voltar em 2014 como está acontecendo com o Chile ?? Lula ganhou duas eleições sem ficar de frescura com imprensa.

  9. Meus caros,

    Mantenham a calma.

    1) Há algo de verdade no post sim. Álgúem imagina que a ida de Fábio Barbosa para a Abril seriam para não mudar nada?

    Todavia é bobagem ver a coisa como uma ‘teoria conspiratória’ e infelizmente o título do post leva água para esse moinho quebrado.

    É ingenuidade achar que Dilma pode ‘usar’ a grande mídia e mais ingenuidade ainda achar o PIG pode usar a Dilma.

    E é bobagem rematada achar que Dilma ‘está traindo Lula’, Lula sabe perfeitamente de conversas entre a grande mídia e o Governo Dilma.

    Apenas há interesses comuns entre a grande mídia e Dilma. Como há interesses que permanecerão divergentes.

    Dilma não é o Nunca Dantes, não tem – como ninguém terá nas próximas décadas – a força popular de Lula. Até por isso precisa manter mais ‘diálogos’ com setores da ‘elite branca’ do que o metalúrgico.

    2) Quanto à entrevista em si.

    Respostas brilhantes da nossa Presidenta, que não escorregou em nenhuma das cascas de banana de Veja.

    Aos nossos amigos que não entendem que Dilma é Presidente de todos os brasileiros e que não pode discriminar Veja, apesar da escrotidão (desculpem o termo) da revista recomendo que releiam com atenção a passagem da entrevista que ‘copiei e colei’ abaixo:

    “A senhora se dá o direito de ter uma opinião como mulher sobre determinado assunto, o aborto, por exemplo, e outra como presidente?

    De maneira alguma. Ser presidente não me dá o direito de expressar opinião pessoal, particular ou subjetiva sobre qualquer tema. Aos 64 anos, tenho de ter a sabedoria de guardar essas opiniões para mim mesma.”

    • “guardar pra mim mesma”

      como ?

      e eu como fico, eu eleitor, voto na candidata na base da surpresinha ?

      oras faz favor ..acho que os marqueteiros a inatruíram muito pouco de como se sair destas perguntas-vespeiro ..espero que Haddad seja melhor treinado, ou corremos de vê-lo só falar em ENEM, aborto e homossexualismo como candidato a prefeito de SP

      Dilma, dilminha querida, numa democracia a coisa exige transparência, compromisso ..diz pra mim, o que você e o seu partido (qual mesmo ?) pensam ?

      será que querem primeiro a revolução e poder pra depois nos dizer o querem fazer ?

      ou será que tu ta querendo que eu te dê um cheque em branco ..ou uma procuração pra manter tudo o que esta posto ?

      http://www.youtube.com/watch?v=qJqD6SrrOA4

      • O seu problema é que você quer saber sobre o PT através da cabeça dos adversários, vide o termo “revolução e poder” que você levanta. Seriam, por acaso, a revolução comunista e o poder de comer criancinhas, que tanto o Jornal Nacional nos alerta diariamente ?

  10. “o diabo mora nos detalhes”,boa essa Ramiro!Calma gente,de repente vamos fazer igual aos corinthianos e palmerenses,tem-pé-e-tem-cabeça sim,só que em politica as coisas não são bem assim,uma questão de forma,no conteúdo,a luta pelo poder,pela hegemonia,sem dúvida é permanente,até hoje não entendo o porque da “esquerda” travar uma luta feroz,pasmem,dentro da cadeia,pela hegemonia do “poder” entre os grupos,que poder,se estávamos todos presos uma “merda” só! Temos que separar os poderes,governo tem que governar,tem que buscar consenso,coalizão, tem a batata nas mãos,no mínimo, seria estupidez partir do governo algum tipo de “conspiração” ou coisa parecida!O caso do José Dirceu é um bom exemplo,foi lider de um grupo que o único crime foi tentar a hegemonia de um grupo dentro do governo,nem perguntaram ao Lula o que ele estava achando,não foi a Veja ou a Folha os culpados por não ter dado certo,a coisa “implodiu”,se desse certo poderia até ajudar,deu errado,foi um pé-no-saco,perdemos um ótimo quadro,o Zé Dirceu! Pelo que sei a Veja não anda bem das “pernas”,ela precisa mais do governo que o governo dela,”o diabo mora nos detahes”, perguntaria:os grupos econômicos ajudariam financeiramente a Veja?Capitalista não investe em causa perdida! Estão “turbinando” a Veja,mandam 100 revistas para a banca da minha cidade,vendem duas,as 98 restantes,arrancam e recolhem as capas,vai para o lixo,contabilizam 100! Enganam os patrocinadores,os capitalistas “corneiam” o povo e a si próprio! A única fonte que garante o faturamento da Veja são os 30% adquirido pelos governos tucanos,uma troca de favor é a lógica! O Blog Cidadania,o PH e outros blogueiros também,cada um do seu jeito, tornou-se um referncial nacional,isso é ótimo, é parte do “jogo democrático”!

  11. Independente do que está exposto nesse artigo,o PT e tudo o que venha dele não inspira confiança alguma. Esse partido é uma vergonha e seus militantes de internet também. As concessões que essa gente faz para se manter no poder são dignas de enojar quem tenha estômago mais sensível.

    Tem sido assim há tempos e eles imaginam que todos são ingênuos a ponto de não perceber o que fazem. De certo modo concordo porque a maioria dos brasileiros não sabe e na verdade nem quer saber quem é o PT e do que é capaz.

    Partido estelionatário é o que melhor traduz.
    Dilma? Se não é petista agrada a eles a despeito de alguns menos propensos a aceitarem qualquer coisa.

    Eu me arrependo profundamente de ter me aliado a essa farsa e ajudado a eleger esse governo. Essa culpa carrego e é dolorida , mas felizmente tive tempo de me redimir por tamanho erro na minha vida.

    E como observo quando alguém acorda e fala a verdade sobre eles , debocham , acusam, porque esse é o expediente que lhes convém.

    Esse país está entregue a gente ruim e não tem chances de mudar. Os da direita já se conhece e os que se dizem de esquerda são uma farsa tornando-se piores ainda. Renovar ? Quando ? Como?

    Eu sempre aceitei quando Lula se declarou como não esquerdista. Afinal não há mesmo mais espaço para a ortodoxia ideológica ainda mais num país despolitizado como o Brasil. Mas o que se viu acontecer com o PT e hoje muito bem traduzido pelos seus militantes de internet. Um estelionato. Muito além da tentativa de adaptarem a ideologia de esquerda ao país com vocação capitalista ,foram fundo se lambuzam na sujeira patológica da nação.Eles não só conseguiram se deixar adaptar como foram além e fazem ainda pior do que sempre fizeram os que antes acusavam.

    Esse país está entregue.

    Uns tempos atrás li um artigo aqui mesmo onde se dizia que precisávamos de um Chaves.
    A chance disso acontecer, principalmente depois do PT ter feito o que fez e ainda fará é nula.

    Resta a eles listar números que só convencem a si mesmos de que tais números tenham significado além de alimentar suas discussões absurdas. Como todos os governos que passaram eles até nisso são semelhantes.

    O PT destruiu qualquer chance desse país mudar aspectos que envergonham esse nação ao longo da sua história.

    • Tucano enrustido/envergonhado?

      • Não sei quanto a este, mas eu não sou tucano e sinto vergonha do PT.Esse tipo de argumento(?) é bem previsível.Com a repetição torna-se inócuo, sem efeito.

      • Até porque anda cada vez mais difícil sustentar a tal diferença entre um petista e um tucano. Querando ou não é o que se ouve nas ruas. Claro que como legítimo miltante de internet deve não saber das notícias das ruas.

    • Com membro da Executiva Municipal do PT de BH esclareço que ideologia no PT ão é para ser discutida em tertulias e saraus. A luta de classes existe e a disputa entre oprimidos e opressores é constante. Toda e qualquer tonada de decisão de prefeitos, governadores e da propria Presidenta leva em conta esta premissa e a opção final é sempre tomada em favor dos oprimidos, seja lá quem for. Quando se toma uma decisão a favor dos empresários pode ter certeza que o que se mira na reta final é o barateamento de um produto, crescimento do nível de emprego no setor , aumento salarial,etc,etc. Não se admite tomar uma decisão que tenha por fim apenas privilegiar, ainda mais, os privilegios da classe rica. Isto é fato concreto nesta Brasil em construção há pouco menos de 10 anos. Olhe para traz e veja quem realmente ganhou espaço, poder, dinheiro, emprego,escola, saúde,etc nestes anos. Pode ter certeza que temos muito, muito mais para fazer. Veja por favor o caso da China com seu socialismo concreto e real. É isto que queremos para o Brasil. Dar voz e vez aos aprimidos e não discutir a cor do gato. Vamos em frente. Esta é a nossa luta.

    • Celso, ninguém no mundo é a-político. Se você não concorda com um partido e um governo, é um pleno direito seu, garantido pela democracia. Não concordar com a orientação política de um partido e um governo significa alinhar-se com outra orientação diferente, provavelmente de oposição. Isso significa que você é um cidadão político. Isso significa que, quando você expressa uma opinião política na internet, você também se torna o “militante de internet” que você está tentando desqualificar.

  12. Prezado Edu,

    Fique atento. Não se deixe manipular!!!

    A rede globo, através do Fantastico, ressucitou o sentimento de indignação nacional com os tais crimes de corrupção (que não foram, porque não se concretizaram).

    O roteiro é facil de ser decifrado:

    1- Cria-se o clima de indignação nacional;
    2- Durante uma semana martela-se na cabeça da opinião pública que TODAS as obras e licitações na esfera publica são manchadas pela corrupção;
    3- Joga-se um ministro recém-empossado na lama (mesmo não sendo ele, o secretário municipal a época da assinatura dos contratos);

    O que virá adiante?

    4- Senadores e Deputados vão tentar abrir uma nova CPI do Fim do Mundo das Licitações;
    5- Vão exigir as explicações e a exoneração, do ministro das cidades, sobre um “crime” que ele não fez!!!
    6- Tumultua-se ainda mais a execução das obras da COPA2014;
    7- Desgasta-se, ainda mais, a governabilidade federal em ano de eleições municipais;
    8- Esconde-se o absurdo escândalo do Demostenes-Cachoeira-Gilmar;

    Sinceramente, Edu…

    Esse roteiro já é conhecido de todos nós!!!

    Não seja Polyana em acreditar que a velha midia vai dar alguma tregua para a Presidenta…

    Eles querem a cabeça dela e é já !!!

    • Mas essa midia é desesperada e trabalha erraticamente, sem rumo, igual biruta de aeroporto.
      Reinaldo Cabeção? Augusto Nunes? Biquinho cereja da ABL? Essa turma apodreceu.
      Então é uma procissão onde os enterros se sucedem, e são filmados pela Globo,que agora
      achou por bem “homenagear” Chico Anysio, que foi posto na geladeira por ser inviável, pela
      própria Globo….E “guenta”! cara de Hommer Simpson do Willian Boné. E a pobre Patrícia,
      que sequer é poeta, precisa fazer caras e bocas. É na mão dessa laia que está o povão.

  13. Não é por nada não EDU, mas essa matéria é bem do tipo “sem querer fazer fofoca, mas já fazendo”, que não tem nada de proveitoso… Quem é que já não imaginou isso, caro?! Até pela forma com que a mídia tenta desvincular DILMA de LULA, de quem teria recebido uma herança maldita. Se a DILMA fez isso realmente, nunca saberemos, mas se fez, parabéns a ela. Está provando que é mais Política do que imaginamos. E a VEJA que se cuide, porque assim como os usou para conquistar seus interesses, a DILMA pode muito bem puxar o seu tapete logo adiante.

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS”

  14. Não é por nada não EDU, mas essa matéria é bem do tipo “sem querer fazer fofoca, mas já fazendo”, que a meu ver não tem nada de proveitoso… Quem é que já não imaginou isso, caro?! Até pela forma com que a mídia tenta desvincular DILMA de LULA, de quem teria recebido uma herança maldita. Se a DILMA fez isso realmente, nunca saberemos, mas se fez, parabéns a ela. Está provando que é mais Política do que imaginamos (e porque não imaginar que o próprio LULA a induziu a fazÊ-lo?!). O PiG que se cuide, porque assim como os usou para conquistar seus interesses, a DILMA pode muito bem puxar o seu tapete logo adiante.

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS”

  15. O ex Luiz Inácio e a Pres. Dilma tiveram e têm razões para agir como agiram e agem. Eu mesmo fui um dos que torceram o nariz para o comportamento da Presidente com a imprensa, mas quem está no leme é ela, não eu. Penso que ela usou a mídia sim, mas não da forma descrita. A imprensa queria atingir os ministros da “cota” do ex-presidente. Eles acabavam caindo, mas quem nomeava o substituto? Ela. A caneta da nomeação estava com ela, não com o otavinho, ou os marinhos, os mesquitinhas ou civitinhas. Aos poucos, ela recompôs seu ministério, quase uma reforma ministerial. Os ataques, se não cessaram de todo, diminuiram de intensidade. Por quê? Porque o objetivo da imprensa – tentar atingir o ex-presidente – foi conseguido? O tempo dirá. O lançamento do livro A Privataria Tucana em 9 de dezembro do ano passado teve algo a ver? Afinal, quem estava, e ainda está no pelourinho é o queridinho do PIG, José Serra. Teriam eles pensado:”Epa, vamos devagar com o andor que o santo é de barro”. É possível.

  16. Concordo com o posicionamento acima exposto de que a Dilma é a Presidenta de todos e assim deve se portar, dialogando com todas as correntes. Acredito nela e neste posicionamento inteligente.

    O que não concordo é com o posicionamento da base aliada mais especificamente com o PT que teria a obrigação de bater de frente com as forças mais a direita para não dar muito espaço e encurralar os adversários e não o faz por medo. Isso é fato o PT tem medo.

  17. “Dilma teria feito tudo isso porque não teria querido dizer não a Lula ou desafiar a sua influência, até porque seria um suicídio político. Assim sendo, optou por esse suposto estratagema.”
    O tempo todo durante as quedas dos ministros eu pensava exatamente isso, o que vem a fortalecer minha desconfiança de que Dilma, de uma forma ou de outra, engendrou a queda desses ministros que, diga-se de passagem, pareciam mesmo impecílios para o que ela pretende no governo.
    Cada dia que passa ela mostra a todos que, definitivamente, “poste” ele não é mesmo!

  18. Não acredito nesta hipótese, porém se for verdade é profundamente triste, neste caso fico com o velho ditado: diga-me com quem andas e eu ti tirei quem és!

    Se for verdade como fica???

    Os Pinheirinhos??
    Os homosexuais vitimas de todo tipo de agressão??
    As mortes por aborto clandestinos????
    O fim da ditatura midiatica, tão ou mais terrível quanto a ditatura política???
    O roubo bilionário da riqueza nacional com as privatizações???

    Etc,etc,etc

    • Já, já te chamam de tucano. hehe

      • Caro companheiro Carlos, por favor pode me xingar de tudo quanto é nome, mais por favor , tucano não, até porque se voce observar bem a maioria das coisas que eu questiono, são oriundas de governos tucanos (pinheirinho,privatização,etc). Pelo andar da carruagem quem vai ser chamado de tucano se continuar neste ritmo vai ser o PT, pois estão cada vez mais parecidos.E pelo que eu entendo quem não admite criticas é a turma da direita. Saudações fraternas

  19. Não acredito que a presidenta seja tão “rasteira” e falsa, pois isso seria covardia e, ela não me parece uma pessoa covarde, pelo o que li no livro do Ricardo Amaral (acho que esse o nome do jornalista). Agora, que ela governa e continuará governando diferente e ao mesmo tempo na mesma linha do Lula isso é óbvio. Acho que já disse aqui várias vezes e, desde que a presidenta foi eleita, ela é mulher, pensa como mulher e agirá como mulher ao governa o Brasil, portanto, Lula e Dilma são iguais e ao mesmo tempo diferentes.

  20. Lula nunca enfrentou a midia como deveria e Dilma também não o está fazendo. Deixar de almoçar com a imprensa não é mérito, tanto quanto almoçar não seja demérito. Oito anos de governo Lula e A Lei de Meios não saiu e todo o brilhante trabalho de Franklin Martins foi pro beleléu.

    Sinceramente não sei os motivos de Lula, menos ainda os de Dilma, mas o fato é que nenhum dos dois tem em suas mãos o poder absoluto de gerir esta nação.

    Vi essa semana uma entrevista com o Ciro Gomes que afirma com todas as letras, para quem quiser ouvir, que nos “cafezinho” do Congresso Nacional,. TODO MUNDO SABE QUEM ROUBA…o difícil é comprovar.

    Em um país, ONDE TODO MUNDO SABE QUEM ROUBA, caberia ao Mandatário chutar o pau da barraca se quisesse passar esse país a Limpo. Lula me decepcionou porque não fez isso e a Dilma nunca me prometeu que faria isso, por isso não poderia ter me decepcionado.

    Se ela está fazendo esse jogo, espero que ela tenha êxito pois tem muita gente, inclusive do PT que se locupleta com esquemas “seculares” que “TODO MUNDO CONHECE”…Talvez Dilma tenha a itntenção de provar alguma coisa….Vamos deixar ela trabalhar, foi para isso que a elegemos.

    • Conversas de botequim. Estou cansado de escutar coisas semelhantes.
      Quem rouba não é citado entre os que roubam. Essa é a regra pétrea da máfia.
      “Não fale mal do seu irmão!” Então é muita basófia. Ciro Gomes é um
      político bastente confuso que vive esbravejando e cometendo suas bravatas.
      Quem o leva a séiro? Qual o poder que ele tem? Aqui no boteco da esquina
      tem um bando de malucos dizendo que o mundo vai acabar em 24/12/2012…
      No dia seguinte, em plena amnésia alcoólica, ninguém se lembra mais da história.

  21. Caro Edu,

    Como você deve ter lido no blog do Nassif, Veja caiu na teia do Cachoeira. Essa entrevista de Dilma, astutamente, concedeu a entrevista para dizer que não há perseguição política à revista do Civita no momento em que a Polícia Federal está prestes a bater à porta de Policarpo Jr em BSB. A entrevista desarma a possível falácia que a revista poderia construir tentando relacionar ações policiais/judiciais à um “atentando à liberdade de expressão” que, no primeiro “grito” de Veja prontamente seria seguido pelos demais veículos da velha mídia.

    Quando a PF (e, tomara, também a CPI do Cachoeira) chegarem aos esquemas envolvendo o triângulo Cachoeira-Demostenes-Veja, os Civita vão ter muito mais para se preocupar do que somente a queda de faturamento da editora e seus novos negócios em educação que não decolam nem com turbinas de Jumbo!

    Grande abraço.

  22. Eduardo, por gentileza, divulgue o 1º Encontro Estadual de Blogueiros Progressistas de Goiás. Data: 14/04/2012. Local: Auditório da Câmara Municipal de Goiânia. Horário: 8:00h às 18:00h. Entrada franca. Segue o site:
    http://blogproggoias.ning.com/
    Antecipadamente agradeço.
    Abraço
    Maria José

  23. Nem sei se você vai me dar espaço. Mas é preciso dizer uma coisa de Dilma. Ela tem mágoas guardadas.
    E na presidência conquistaa por lea, chegou o momento de queimar essas mágoas. A imponência que ela
    demonstrou naquela foto perante militares pusilânimes que escondiam seus rostos com a mão, é
    emblemática. Essa é a Diilma. Ela sempre foi essa mulher superior, altaneira, e ciente do poder que
    teria, quando lhe dessem esse poder. Ela não está pra brincadeira. Veio pra detonar. E está fazendo tudo
    com inigualável maestria. Vai comer cada um dos algozes, com farinha.Nem me refiro aos milicos. e sim
    à essa mídia presunçosa, que é fraca de caráter, e não tem força pra suplantar a força de Dilma.
    E há outros tantos que serão devorados. Haverá na história, longínqua, um momento em que terá que
    ser dita uma coisa: Lula foi valente e desbravador, mas não conseguiria nunca suplantar a estratégia
    do poste que ele tão intuitivamente ofereceu à nação. Essa mulher é que soube fazer o seu tempo.
    Quem sabe faz a hora, não espera acontecer (Vandré).

  24. Uma teoria, nada mais q uma teoria.

  25. Eduardo,
    se ela tiver tendência ao suicídio e tese é perfeita.

  26. No dia 04/08/2011 – 22:17 eu postei este comentário no blog do Nassif

    “É cansativo explicar as razões estratégicas por trás dos movimentos aparentes. Analogamente, jogar xadrez não é somente saber como mover as peças; Dirigir não se resume a saber os comandos do automóvel.
    Como saber as concessões feitas por Dilma, Lula e o PT para que ela fosse eleita? Como neutralizar as desconfianças do capital em relação a um provável governo Dilma? Seguramente Lula, Dilma e PT aceitaram as “indicações” destes ministros como tática de neutralização de ataques mais pesados durante a campanha. Uma vez ganha a eleição, cumpriu-se o acordado, a saber, a nomeação destes ministros alienígenas. A boa vontade aparente do governo Dilma com a mídia significa, agora que as peças foram movidas, o uso do criticismo sistemático do PIG em benefício de uma estratégia mais ampla. Deixaram a mídia exercer seu “poder” de acusar, sua contumaz arrogância em escandalizar. O governo Dilma – certamente aconselhado por Lula – ofereceu aos detratores de plantão as ovelhas que mais lhe convinham, a saber, justamente aqueles ministros e repartições que foram objeto daqueles acordos eleitorais. Este expurgo sempre esteve nos planos do PT, ou pelo menos do PT que pensa, e a mídia vaidosa serviu bem a este propósito. A mão não tão invisível do gênio político de Lula domina este tabuleiro. O resto é só “notícia”.
    Vem muito mais por aí. Quem tiver olhos que veja, quem tiver ouvidos que ouça!”

    Mais ou menos nesta linha.

    Abs.

  27. Caro Edu,

    Creio que a presidenta acerta em elevar o interesse público às picuinhas midiáticas e exatamente por isso, não creio que ela se prestaria à criá-las, levando-as para seu quintal.

    Ela sabe que não conta com o aceite dos grandes grupos midiáticos e isso (a conspiração) seria uma hecatombe política em qualquer momento, caso a mídia, notadamente a VEJA, que jamais lhe poupara, viesse a fazer uso desse comezinho estratégico, ou um simples pires.

    Se Dilma, de fato, fizesse o que a fonte denuncia, ficaria refém para o resto da vida de setores que não lhe nutrem simpatia. Ademais, provas…???? A correlação engendrada, somente por conta de uma entrevista à VEJA, é frágil. Fica muito mais verossímil a distensão, à uma conspiração.

    O que poderia fazer algum sentido, seria o fato de sua indisposição, ou ausência, na defesa dos ministros e o ato final (a queda), o que lhe renderia índices de aceitação junto à sociedade, bastante saborosos; o que se deu. Mas conspiração, um wikileaks do planalto a serviço da VEJA…??? Não se coaduna com sua história de vida e seria, para sempre, um divisor entre ela e o ex-presidente Lula. Mesmo sendo maquiavélica, no pensar do pensador político italiano, não creio que a princesa daria ao adversário as chaves do seu castelo, sabendo que não poderia deitar a cabeça e dormir sem preocupação. Dilma não colocaria um cavalo de tróia dentro dos seus domínios.

    Desculpe-me, Edu, mas é o que penso.

  28. Para o mal! Se ela fez isso, ela não tem caráter! Aliás, segue um estilo muito comum na espécie humana : agir por trás, de maneira covarde e conspiratória! Enquanto nos esgoelávamos para defendê-la, Dilma confraternizava com essa corja que, enquanto não for combatida e destruída, impedirá qualquer evolução concreta deste país. Ela achava que Lula “tinha pecuinhas” com a mídia : era exatamente o contrário disto nossa crítica ao ex-presidente. Com exceção dos últimos anos de seu Governo, Lula sempre recebeu de mim, e deste espaço, a crítica de que seria por demais brando com os barões da comunicação. Se Dilma via a “brandura” de Lula como agressividade excessiva : COMO NÃO SERÁ A SUA “CONVIVÊNCIA HARMONIOSA” COM OS BARÕES DA COMUNICAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!! Pelo jeito não evoluiremos nada!

  29. Essa história me parece bem verossímil. Com isso, Dilma perde muitas oportunidades de avançar o país; é conciliar com os interesses dos inimigos vis. Ela está legislando (via Congresso) a larga sobre várias matérias e deixando que os governadores apliquem ou não a lei. Popularmente, jogando para a arquibancada. Enquanto isso, reformas que Lula não pode ou não se interessou em fazer não andam: reforma administrativa, política, fiscal, lei da mídia e assim por diante. Continuará governando com os bons ventos ( nem tanto) da economia brasileira que pode a qualquer momento sofrer forte impacto negativo. Está fazendo uma política de conciliação com setores retrógrados que estão conseguindo manter tudo como dantes. Ainda vai acabar compondo com Serra que vencerá a eleição em São Paulo. Ela não se reelegerá!

Trackbacks

  1. Dilma teria usado a mídia para se livrar de ministros indesejáveis … | Brasil Media
  2. Dilma teria usado a mídia para se livrar de ministros indesejáveis - Embolando Palavras

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.