Lideranças de movimentos negros apoiam Paulo Henrique Amorim

Lideranças de movimentos negros manifestaram-se a este blog não apenas em solidariedade a Paulo Henrique Amorim, alvo da calúnia de que teria sido condenado pela Justiça por racismo, mas para explicar frase que teria gerado condenação que jamais existiu, sobre “negros de alma branca”.

Uma das lideranças é Adenilde Petrina Bispo, líder comunitária em Juiz de Fora (MG), professora de História e Filosofia formada pela Universidade Federal de Juiz de Fora e fundadora da rádio comunitária Mega FM.

A outra liderança que escreveu ao blog para se solidarizar com o Paulo Henrique é Elias Candido, presidente do Partido dos Trabalhadores em Vila Matilde (São Paulo-SP), militante de combate ao racismo, professor e quilombola.

Conheci Adenilde quando, a seu convite e de sua comunidade, fui à sua cidade palestrar sobre a mídia e falar sobre a luta deste blog contra o racismo e em defesa de cotas para negros, política pública que Paulo Henrique Amorim apóia em oposição à maioria dos jornalistas de renome. Elias Candido eu não conheço.

Reproduzo, abaixo, as manifestações dessas lideranças enviadas a este blog na última quinta-feira.

—–

Desde pequenina (hoje estou lá pelos sessenta anos) ouvia sempre a minha avó dizer: “Fulano é um negro de alma branca”. Era até um elogio.

Mas, hoje, sabemos que o negro de alma branca é o negro submisso, conivente com os da Casa Grande.

Hoje, o pessoal do Hip Hop fala, através dos Racionais MCs no rap Juri Racional, em “Ovelha-branca da raça”, fala daquele que renegou a sua cor.

E o que dizer de negro jabuticaba? Quem milita nos movimentos negros, quem vive sempre relegado à invisibilidade e ao fundo da sala, sabe o que é conviver com os negros de alma branca, os jabuticabas da vida que atrasam a nossa caminhada e confundem nosso povo.

Parabéns por mais este post esclarecedor e pela justeza de suas colocações. Firmeza para você, amigo Eduardo, e para o Paulo Henrique Amorim.

Adenilde Petrina Bispo

—–

SOBRE NEGROS DE ALMA BRANCA

A história de luta do povo negro no Brasil começa logo que o primeiro navio negreiro aportou nestas paragens trazendo reis, rainhas, guerreiros, futuros quilombolas e negros de alma branca.

As lutas por liberdade nos séculos que se seguiram enfrentaram grandes dificuldades por conta do poderio bélico do agressor, da manipulação da igreja católica, dos cruéis castigos que intimidavam pessoas de bem que queriam resistir, e dos negros de alma branca.

A vitória parcial que foi a Abolição não veio através da Princesa, mas apesar dela. Muitas foram as batalhas, muitos foram os quilombos formados. Alguns superavam a sociedade brasileira institucionalizada em termos de organização, justiça, liberdade, fraternidade e paz. Não em poucos, conviviam índios, colonos brancos pobres e mouros em um clima de respeito à diversidade étnica e religiosa.

Muitos foram destruídos por ações de negros de alma branca que delatavam suas posições e quantidade de pessoas, facilitando o trabalho do agressor.

Naquele tempo, atendiam pelo nome de “negro da casa” ou “negro de dentro”. Com raríssimas exceções, eram escolhidos porque inspiravam confiança nos Senhores de Escravos por causa de suas fragilidades de caráter.

Correspondiam a essa confiança entregando seus irmãos que fugiam ou que cometiam o que o dono de engenho entendia por delito, atos esses que podiam levar seu companheiro ao aleijume, à privação de alimentos por dias ou até à morte.

Eram recompensados com a permissão de dirigir a palavra diretamente ao escravocrata e comer os restos do almoço da casa grande, comida de melhor qualidade. Além disso, raramente sofriam castigos físicos.

Com o aprofundamento da resistência, através de ataques a fazendas, fugas e multiplicação de quilombos com operação de resgate de escravos, os negros de alma branca se tornaram capitães do mato armados que recapturavam seus irmãos em fuga.

Eram a linha de frente em invasões de quilombos. Miseráveis morais, chegavam a arriscar a vida pelo opressor contra o próprio povo.

Finda a escravidão, apesar da contrariedade dos negros de alma branca, esses capitães do mato desempregados continuaram a agir da mesma maneira servil aos piores tipos de racista, que diziam que, diferente dos demais que se rebelavam, esses eram os bons negros, os de alma branca.

E esses ficavam felizes com esse tipo de comentários. Ainda ficam. Eles ainda estão por aí, contrários às cotas ou manifestações. Negam o racismo e votam nos racistas da pior espécie. Submetem-se a todo tipo de humilhação e querem que você faça o mesmo.

Envergonham-se do próprio cabelo, das roupas, costumes e religiosidade do seu povo e costumam dizer que o responsável pelo racismo é o próprio negro, como se fosse surdo e não ouvisse o absurdo de suas próprias palavras.

Como militante de combate ao racismo, fico muito a vontade para entender o que quis dizer Paulo Henrique Amorim. Como negro, sou a maior vítima dos negros de alma branca.

Eu, modestamente estudioso da história do negro no Brasil, conheço bem os negros de alma branca. Posso reconhecê-los à distância pela linguagem, pelo olhar medroso, pelo jeito janota de se vestir e pela sintaxe entreguista.

Reconheço o trabalho de PHA pelos negros, apoiando programas voltados a essa população e denunciando o racismo da grande mídia. Ele tem todo o meu apoio.

Que os negros e pessoas bem-intencionadas não se confundam: uma ação contra o racismo jamais viria de alguém da Rede Globo, a maior propagadora de racismo deste país.

Elias Candido é presidente do Partido dos Trabalhadores em V. Matilde, militante de combate ao racismo, professor e quilombola de coração.

Tags: , , , ,

78 Comentário

  1. Fiquei abismado com o texto do Sr. Elias Candido. Isso é um verdadeiro tapa na cara do Jornalista Heraldo Pereira, no Kamel, no Mainardi, no R. Azevedo, no Magnolli, no Desmótenes,etc…..acho que até o Paulo Francis sentiu esta porrada lá no inferno, onde espero que ele esteja………
    Ah, tem um pessoal que frequenta este blog (ainda, infelizmente) que tambem deve ter sentido uma queimadinha na cara. Não preciso dar os nomes aos bois, não é??…….

  2. “Negros de alma branca”. É uma das modalidades mais covardes do colaboracionismo entreguista.

    Por que os nazistas subjugaram a França por quatro longos anos? Ora, eles contavam com uma extensa rede de colaboração, em que pese a heróica resistência partisan.

    E por que os mesmos nazistas demoraram tão pouco na Rússia? Ora, não foi por causa do “General Inverno” coisa nenhuma; foi a pouca e insuficiente colaboração dos habitantes locais. Aliás essa também foi a causa de os americanos terem sido enxotados do Vietnam (e agora do Afganistão).

    Outra forma covarde de colaboracionismo é aquela oferecida pela “direita” tupiniquim ao imperialismo americano (antigamente era aos ingleses).

  3. Of topic, mas dentro dos assuntos mais preciosos na pauta dos progressistas. Lembra, Edu, quando eu disse que a banalização do aborto levaria (não apenas na China ou na ìndia) a situações absurdas do tipo não querer uma gravidez por conta do sexo da criança (detalhe como o sexo só é conhecido após o 3 meses de gestação, com certeza esses abortamentos acontecem muuuito depois do desenvolvimento do tubo neural) ou de posar de virgem junto às famílias conservadoras e coisas do tipo? Olhe só o que está acontecendo na Inglaterra…

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/saude/27393-clinicas-inglesas-fazem-aborto-em-gravidas-que-rejeitam-sexo-do-bebe.shtml

    Quanto ao PHA, ele apenas pratica o racismo de 2º grau, aquele em que a pessoa não crê que o negro tenha o mesmo direito de atingir todo o seu potencial, sua plenipotência como pessoa, independentemente da cor. O negro só teria tal direito enquanto engajado numa luta ideológica anti-racista. Vale dizer: o ser negro, enquanto pessoa, não existe com plenos direitos. Ele só tem essa direito enquanto causa.

    • Você pode ser processado pelo que acaba de escrever. Vou enviar ao Paulo e deixar que ele decida. Talvez depois de pesquisar se você tem como pagar indenização. Vamos aproveitar que ele está indo pra cima de caluniadores como você. Se eu tivesse a grana que ele tem eu faria a mesma coisa.

      • À vontade, meu caro. Só que para isso, você vai ter que abrir todos os meus dados e com isso você vai tirar a tranquilidade daqueles que aqui postam. Não que eu tenha qualquer receio quanto a isso, uma vez que nossas opiniões são sagradas e considero uma honra defendê-las. Mas, vem cá: esse é o tipo de ambiente que vc quer implantar no seu blog? Tem certeza disso?

        • Incrível ler isso de alguém que criminaliza Paulo Henrique por suas opiniões. Ou seja: você pode chamá-lo de racista, insultá-lo à vontade em nome da “liberdade de expressão”, mas quando ele faz uso dessa liberdade você o acusa. No que o seu comentário sobre ele é menos ofensivo do que aquele que ele fez sobre Heraldo Pereira? E não venha me dizer que é racismo porque Heraldo assinou um acordo em que reconhece que não houve injúria racista. Mas fique tranquilo, ele não perderá tempo com você, eu acho

          • Off é um nome?? Apesar de termos o direito de postar comentários de forma anônima, ao enviar sua opinião e não se identificar, é porque ela não é digna de orgulho…
            Dar voz, publicando comentários de quem não se identifica, é ser muito democrata.
            Respondê-lo então…
            Eduguim, você é um verdadeiro santo!!

          • Edu, meu caro, imagino que todos os que vêm aqui de boa fé, discutir de modo sério e civilizado e para compartilhar experiências enriquecedoras não vão se sentir em nenhum momento ameaçados por você.

            Minha mãe sempre me ensinou a ser responsável pelo que faço, se não arco com as consequências ou não tenho caráter ou ainda sou um moleque.

            Todo apoio ao Paulo Henrique Amorim e a você que me ajudam a entender porque escolhi a profissão de jornalista (embora esteja no serviço público como assessor de imprensa, o que me restringe um pouco).

            É repugnante como tem gente que se presta a defender o indefensável. Será que têm consciência de que eles só recebem migalhas daqueles que realmente têm o poder econômico e desfrutam dele?

            Abraços rondonienses,

            Luiz Augusto A. S. Rocha, 26 anos, jornalista (e servidor público), Ji-Paraná-RO.

          • Grande abraço, companheiro

        • OF!!Que bom o assunto em questão está incomodando a “reaça”! Pocha Of Topc, você está fazendo um tremendo exercicio de imaginação vai implodir o cérebro! Você está confundindo urubu com carniça, daqui a pouco você vai descobrir um novo tipo de racismo o “racismo quinta coluna”, não dá para levar vocês a sério, só a CPI da Privataria Tucana e a Reforma da Mídia, enquadrar essa gente,voces merecem!

        • O PH assina o que diz, digo, o que escreve.
          Os covardes se chamam off

        • Não tenho problema nenhum de postar aqui usando meu nome e minha foto. Se você se sente incomodado pelo dono da página abrir seus dados, já vi que você tem culpa em cartório. Quem não deve não teme.

          Aliás, sugiro que você poupe trabalho ao Eduardo e ao PHA: poste aqui seu nome e seu endereço para facilitar a entrega da citação judicial.

          • A que ficou reduzida a direita-burra! Hoje os falangistas vivem de festejar o câncer de um, o erro de linguagem de outro, a derrota de um movimento social esmagado pela PM, e a torcer por um desastre econômico grego no Brasil…
            É a turma do “não-de-jeito-nenhum”, ou seja, só têm bandeiras negativas, pessimistas, carregadas de ódio. O simples e digno acordo entre PHA e Heraldo Pereira, dois brilhantes colegas jornalistas, já é motivo para festa no chiqueiro! Se a Dilma tropeçar na escada, eles terão um mês de comemorações…
            Nos EUA a direitona-burra é a mesma: criticam Obama porque pediu desculpas aos muçulmanos pela profanação do Corão, nesta semana (a “América” não deve se humilhar e pedir desculpas por nada, nunca!”); os católicos precisam votar contra Obama porque ele quer facilitar o acesso aos métodos anticoncepcionais (embora 98% das mulheres católicas tenham ou estejam usado tais métodos); a imprensa norte-americana está comprada pelo Obama (enquanto cinco repórteres do grupo Murdoch – Fox – são presos por crimes nada “jornalísticos”; não houve golpe em Honduras, onde acabaram de incinerar centenas de prisioneiros comuns; o irão tem que permitir acesso a suas bases militares, quando o país está ameaçado diariamente por Israel e EUA. Enfim, o fascismo continua forte aqui e alhures, mas cada vez tem menos capacidade para se justificar. Só com armas mesmo esta turma volta ao poder. Aqui e alhures (que palavra, né?…rsrsrs)

        • É uma “honra” defender suas opiniões, mas vc não usa seu nome próprio?

          Nosso conceito de “honra” deve ser muito, mas MUITO diferente…

          • A GLOBO ditadura Vandalista da comunicação, leviana ardilosa e racista inimiga do povo brasileiro. No Brasil os judeus monopolizam a TV discriminam e humilham as mulheres negras?A MeGaLOBO RACISMO? A violência do preconceito racial no Brasil personagem(Uma negra boçal degradada pedinte com imagem horrenda destorcida é a Adelaide http://globotv.zorra-total/v/adelaide-e-briti-pedem-dinheiro-no-metro/, do Programa Zorra Total, TV Globo do ator Rodrigo Sant’Anna? Ele para a Globo e aos judeus é engraçado, mas é desgraça para nós negros afros indígenas descendentes, se nossas crianças não tivessem sendo chamadas de Adelaidinha ou filha, neta e sobrinha da ADELAIDE no pior dos sentidos, é BULLIYING infeliz e cruel criado nos laboratórios racistas do PROJAC (abrev. de Projeto Jacarepaguá da Central Globo de Produção) da Rede Globo é dominado por judeus diretores,produtores e apresentadores ( OBS. alem destes judeus e judias citados existem centenas de outros e mais de 200 atores, atrizes, comediantes, artistas e apresentadores judeus e judias e milhares de empregados e colaboradores da ” Rede Globo Judaica Midiática Brasileira” )como Arnaldo Jabor,Carlos Sanderberg,Luciano Huck, Jairo Bouer,Luis Erlanger,Marcos Losekann,Marcius Melhem e Leandro Hassum,Vladimir Brichta,Tiago Leifert, Pedro Bial,William Waack,William Bonner & Fatima Bernardes,Ernesto Paglial & Sandra Annenberg,Mônica Waldvogel,Renata Malkes,Sandra Passarinho,Amora Mautner, Lillian W. Fibe,Esther Jablonski,Glenda Kozlowski,Gilberto Braga,Wolf Maya,Mário Cohen,Ricardo Waddington,Max Gerinder ,Maurício Kubrusly,Mauro Molchansky,Maurício Sirotsky ,Marcelo Rosenbaum,Michel Bercovitch,Fábio Steinberg,Guilherme Weber,Caio Blinder,Daniel Filho,Gilberto Braga,Walcyr Carrasco,Carlos H. Schroder e o poderoso Ali Kamel diretor chefe responsável e autor do livro Best seller o manual segregador (A Bíblia do racismo,que irônico tem por titulo NÃO SOMOS RACISTA baseado e num monte de inverdades e teses racistas contra os negros afrodescendentes brasileiros)E por Maurício Sherman Nisenbaum(que Grande Otelo, Jamelão e Luis Carlos da Vila chamavam o de racista porque este e o Judeu sionista racista Adolfo Block dono Manchete discriminavam os negros)responsável dirige o humorístico Zorra Total Foi dono da criação de programas e dos programas infantis apresentados por Xuxa(Luciano Szafir)e Angélica(Luciano Hulk) ambas tendo seus filhos com judeus,apresentadoras descobertas e lançadas por ele no seu pré-conceitos de padrão de beleza e qualidade da Manchete TV dominada por judeus sionistas,este BULLIYING NEGLIGENTE PERVERSO da Globo, que nem ADOLF HITLER fez aos judeus mas os judeu sionistas da TV GLOBO faz para a população negra afrodescendente brasileira isto ocorre em todo lugar do Brasil para nós não tem graça, esta desgraça de Humor racista criminoso, que humilha crianças é desumano para qualquer sexo, cor, raça, religião, nacionalidade etc. o pior de tudo esta degradação racista constrangedora cruel é patrocinada e apoiada por o Sr Ali KAMEL fascista sionista (marido da judia Patrícia Kogut jornalista do GLOBO que liderou dezenas de judeus artistas intelectuais e empresários dos 113 nomes(Manifesto Contra as contra raciais) defendida pela radical advogada Procuradora judia Roberta Kaufmann do DEM e PSDB e o Senador Demóstenes Torres que foi cassado por corrupção)TV Globo esta mesma que fez anuncio constante do programa (27ª C.E. arrecada mais de R$ 10,milhões reais de CENTARROS para esmola da farsa e iludir enganando escondendo a divida ao BNDES de mais de 3 bilhões dólares dinheiro publico do Brasil ) que tem com o título ‘A Esperança é o que nos Move’, show do “Criança Esperança”de 2012 celebrará a formação da identidade brasileira a partir da mistura de diferentes etnias) e comete o Genocídio racista imoral contra a maior parte do povo brasileiro é lamentável que os judeus se divirtam com humor e debochem do verdadeiro holocausto afro-indigena brasileiro o Judeu Sergio Groisman em seu Programa Altas Horas e assim no Programa Encontro com a judia Fátima Bernardes riem e se divertem.(A atriz judia Samantha Schmütz em papel de criança um estereótipo desleal e cruel se amedronta diante aquela mulher extremamente feia) para nós negros afros brasileiros a Rede GLOBO promove incentiva preconceitos raciais que humilha e choca o povo brasileiro.Organização Negra Nacional Quilombo ONNQ 20/11/1970 – REQBRA Revolução Quilombolivariana do Brasil – quilombonnq@bol.com.br

    • Por que todo covarde não coloca o nome naquilo que escreve? Por que toda trolagem finge-se de idiota analfabeta para continuar insistindo na bobagem que escreve?

    • Como diria o querido técnico ‘Natalino’, percebe-se que you are an anta off course… talvez tenha assistido demais a “The birth of a nation”… só falta dizer que o PHA acha que o jornalista em questão não poderia usar terno e ter aquele ar almofadinha (de certo vem daí sua “plenipotência como pessoa”), mas deveria usar roupas afro e dreads, seu único “direito enquanto causa”… racismo de 2º grau… tenha santa paciência…

  4. Paulo Henrique Amorim é apenas mais um branco ensinando um negro a ser negro, ou seja, ensinando o negro qual é o seu lugar. No caso, a militãncia, pois negro bom é o negro militante, que consegue progredir na vida a partir de cotas, ajuda do governo. Um negro que se faz sozinho não é interessante para a militãncia, pois seria um mau exemplo, já que se ele conseguiu progredir na vida sem ajuda, outros poderiam também, sem qualquer tipo de coitadismo. E Heraldo Pereira foi assim. Formado em Direito, com mestrado, é um dos grandes jornalistas do Brasil. Chegou longe demais sozinho, e isto é imperdoável para a militância.

    • O seu comentário também pode lhe gerar processo. Você não tem como sustentar essa argumentação em juízo, assim como Paulo não tinha pelas críticas feitas a Heraldo. E poderia ser processado por racismo pelas pessoas negras que está insultando. Vejam só como são as coisas.

      • Eduguim:

        Agora vais ameaçar a todos de processo?

        • Eu? Quando? Quem pode processar alguém, nesse caso, é quem tem legitimidade para tanto. Quem disse que PH foi condenado por racismo, mentiu. Ele diz que não ficará barato. Eu acho que processo é o último caso e só quando o ataque é escandaloso e não aceita parar. Quando alguém não pára de jeito nenhum, processar é um meio de se defender. Eu costumo me defender. Você não se defende?

    • Rapaz, você fêz uma tremenda lambança com a lógica em seu comentário.
      Presta a atenção, filho: Você acha que o Heraldo Pereira chegaria onde chegou se não fosse pelas conquistas conseguidas pelo movimento negro ao longo da história?
      Ele não é militante, mas beneficiou-se da miltância que veio antes dele. Ou você acha que todos os direitos que o negro conquistou até hoje, ele ganhou de mão beijada da elite branca?

      • Juliano,
        O Eduardo e PHA não fizeram lambança nenhuma. Heraldo, como movimento negro ou sem movimento negro Heraldo chegaria até onde chegou. Existia muitos negros aliados dos brancos escravocratas antes de 1888(13 de maio) e eles eram aliados dos brancos não em função do movimento abolicionista, mas porque gostavam de ficar perto de quem manda mesmo.

      • Comentário extremamente FELIZ!!! Parabéns!!!

    • Ah, a falácia da falsa dicotomia. Um clássico da direita mais reaça! A mesma coisa do “conosco ou contra nós” do Bush, o “bem contra o mal” dos reaças e por aí vai… Coisa bastante infantil, na verdade.

      Ser militante ou ser colaborador dos racistas não são as únicas opções disponíveis. Assim, criticar um colaborador pela colaboração nojenta não significa, em nenhuma hipótese, exigir dele militância.

      Criticar um reaça por ser um reaça, diferentemente do que prega a direita covarde, não é exigir que ele seja comunista, por exemplo.

      Ficou difícil, ou preciso desenhar?

      Ou seja, o PHA não quis “ensinar” a ninguém como agir. Quis apenas ensinar como NÃO se agir: não ser um colaborador, um traidor, um vendido. Não há retórica suficiente no universo pra transformar a traição criticada em “fazer-se por si mesmo” e a única alternativa a ela em “militância e ajuda do governo”.

      Simples assim.

  5. Solidariedade Total ao nosso Paulo Henrique Amorim. Fora PIG! E seus cães amestrados! de Belo Horizonte.

  6. Muito pior que negro de alma branca é branco de alma negra. São muitos, divulgadores de preconceitos, amorais, gananciosos e estúpidos, pois se julgam superiores.

    • Opa, opa! Essa analogia que vc faz entre branco e negro é preconceituosa: está associando branco a puro e negro a impuro, diferentemente do que querem dizer os dois ditos populares. Negro de alma branca é o negro submisso; branco de alma negra é o branco que valoriza a cultura negra. Nos dois ditos populares, não há carga de preconceito.

      • É verdade, três belos exemplos de “brancos de alma negra”:
        Janis Joplin, Mick Jagger e Amy Winewhouse

      • Tânia, isso que você falou me remeteu imediatamente ao saudoso poetinha, naqueles lindíssimos versos:

        “Porque o samba nasceu lá na Bahia
        E se hoje ele é branco na poesia
        Se hoje ele é branco na poesia
        Ele é negro demais no coração”
        (…)
        “Vinicius de Moraes
        Poeta e diplomata
        O branco mais preto do Brasil
        Na linha direta de Xangô, saravá!”

        Samba da Benção, um hino ao que há de mais belo na vida, a capacidade de amar.

        Abraços rondonienses,

        Luiz Augusto A. S. Rocha, 26 anos, jornalista (e servidor público), Ji-Paraná-RO.

      • Calma, lá Tânia. Com o jogo de palavras quis apenas ressaltar o repúdio aos preconceitos raciais. Sinceramente, nem sabia dessa conceituação de brancos de almas negras como sendo um aspecto positivo.

  7. Concordo com o colega Peixoto: o texto do Elias Candido é um tapa na cara da globo!

  8. A Rede Globo, dificilmente mostra negros em suas novelas (apesar de estarmos em um país com tantos negros). e, quando mostram, esses negros são mostrados como empregados ou escravos.

    Fora do Brasil vemos Morgan Freeman, Cuba Gooding Jr, Eddie Murphy, Denzel Washington, Samuel L. Jackson e muitos outros tendo espaço, sendo respeitados e premiados.

    Enquanto Morgan Freeman, por exemplo já interpretou Deus e o presidente norte-americano. E por aqui? O que é dado ao artista negro??

    Qual negro já foi colocado como galã nas telenovelas brasileiras?

    Ao que parece, por aqui a beleza tem relação direta com a cor da pele…

    Oprah Winfrey, negra, pobre, vítima de abuso e abandono na infância, acabou por tornar-se a maior apresentadora norte-americana. História digna de filme.

    O mesmo país, que deu uma chance à Ophah, elegeu um negro seu presidente.

    Será que o Brasil chegaria tão longe? E a Globo? O que faria a respeito.

    A Globo quer, com Fátima, construir uma Oprah branca. Será que vão conseguir?? http://ofuxico.terra.com.br/noticias-sobre-famosos/forbes-compara-fatima-bernardes-a-oprah-winfrey/2011/12/05-124787.html

    Com todo o respeito, chamar Paulo Henrique Amorim de racista, é ofender. Ele, que tanto defendeu as cotas raciais nas universidades.

    O maior racismo é praticado nos bastidores. Ele não é dito.

    A falta de oportunidades é o lado mais cruel do racismo.

  9. O Estado de Minas apresentou on line a manchete “Repórter da Record é condenado porr acismo contra repórter da Globo.”(algo assim. esses estado de minas é do PIG e 1.000% aecista.

  10. Edu, as almas penadas condenando o queridíssimo PHA, aff paciência; gostaria de saber o que essas almas penadas têm a dizer dos emocionantes relatos dos moradores de pinheirinho, Waldir Martins de Souza e Maria Laura, ontem, na comissão de direitos humanos e legislação participativa, Senado Federal, audiência pública para debater a violência de posse da área do Pinheiro – SP. Chorei. abs

  11. Convém também lembrar que o Heraldo Pereira sempre foi um jornalista do segundo time na Globo, e que só foi alçado à bancada do JN (sempre nos finais de semana, em substituição aos titulares) estrategicamente no momento em que Ali Kamel começou a escrever seu livro “Não somos racistas”, para que ao lançar aquele clássico do cinismo a Globo não pudesse ser acusada de não dar igualdade de condições a brancos e negros em seu departamento de jornalismo…

  12. – Não tivesse havido a ofensa, por que a retratação?
    – Não tivesse havido a ofensa, por que a indenização?
    – Não tivesse havido a ofensa, por que a exclusão dos tais posts?
    – Não tivesse havido a ofensa, por que o anúncio obrigatório nos jornais?

  13. Excelentes os textos reproduzidos…
    É claro que os que conhecemos o trabalho do Paulo Henrique Amorim e a luta dos militantes do movimento negro ficamos indignados com a manipulação grotesca que os grandes meios deram ao fato, logo eles, que aprofundam o racismo de todas as formas, inclusive negando a sua existência.
    Mas, por outro lado, e até lendo algumas colocações disparatadas que pipocam por ai, vejo que a situação pode servir de mote para aprofundar o debate (responsável) em torno do tema.
    Todo o apoio ao PHA e a sua luta em favor dos negros do Brasil.

  14. Os colonistas acusam PH de um crime que ele não cometeu,querem calar PH por ser uma voz independente e acima de tudo ética e essa é a verdadeira razão.Os colonistas da midia golpista e vagabunda,não se conformam com o fato de PH desmacara-los reiteradamente,arrotam uma indignação diante de um crime que não existiu e eles sabem muito bem disso,mas se esquecem rapidamente que durante oito anos em que esteve à frente da presidencia da república,Lula foi vitima de uma das campanhas mais sordidas e selvagens da historia da imprensa brasileira,sem que em nenhum momento fosse dado a ele,Lula,qualquer chance para que pudesse exercer o sagrado direito de defesa.É engraçado porque a mesma indignação dos colonistas com relação ao episodio envolvendo PH e o funcionario da Globo,é a mesma indignação que eles mostraram contra os ocupantes da area do Pinheirinho.Com isso eles demonstram que estão do lado errado da historia e podem pagar um preço muito alto por isso.

  15. Edu parabéns,ao PHA minha solidariedade.Quanto ao teor do post, racismo,é so aparecer este tópico para ver como ele é velado no pais,mas carregado de um ódio profundo e de uma ignorância impar.Lembro de meus livros de história quando era criança em que diziam que a escravidão dos índios não deu certo no Brasil porque eram “preguiçosos e indolentes”,e que os negros eram mais doceis,como se estivéssemos falando de cavalos e não de seres humanos(se bem que hoje graças,até maldade contra animais não esta sendo também mais tolerada).Nos negros e indígenas tínhamos toda a nossa auto estima e orgulho já destruídos na infância,a batalha das minorias da nossa geração não era só externa,começava pelo mais difícil,que era se livrara de todo o massacre que seu espirito recebeu a vida toda.Voltar a sentir orgulho de sua pessoa,de sua raça,cultura,e resgatara sua cidadania.è uma batalha diária.

  16. Apesar de não ir com a lata deste PH, já que ele não me passa confiabilidade em suas atuais posições políticas que são absolutamente diferentes das que ele tinha quando trabalhava para veículos tais como Globo e Band , não considero sequer que ouve insulto ao Jornalista Afrodescendente que trabalha para a Grande mãe de todos os golpes .

    ” Negro de alma branca ”

    Primeiro , o jornalista pertence á que etnia ?

    Resposta : Negra

    Portanto nenhuma inverdade ou calúnia foi dita.

    Segundo , o restante da frase ” de alma branca ”

    Neste caso , existem varios sentidos que podem ser dados , inclusive o de elogio , pois mesmo para a Igreja cristã , a pureza esta relacionada com a cor Branca , naõ é mesmo ?

    Iremos processar o Papa por racismo ?

    Ou então , ainda que nos dirigíssemos ao viés contrário, o do insulto , no máximo que esta frase poderia significar é que o Jornalista afrodescendente querelante é um Puxa-saco de seus patrões brancos , que supostamente prefere a companhia de brancos á de negros ( de sua etnia ) ou que prefere o modo de vida dos brancos aos de seus congeneres negros .

    Em resumo , não se tem nada ai que implique em crime de racismo ou quetais , no máximo uma injúria , e ainda assim leve .

    Acredito que se o tal PH , fosse até o final , esta ação civel seria considerada indeferida ou extinta pela fraquesa de sua arguição

  17. Lembro-me de um episódio, faz um tempão já, em que o grande Milton Gonçalves deu espinafrada na própria Globo, no ar, ao vivo mesmo, no programa do Faustão.

    Não sei se há alguém aqui que irá lembrar desse episódio.

    Foi o seguinte: o Faustão comentava algo sobre racismo no Brasil e tal (não me lembro de muitos detalhes). Milton Gonçalves o cortou na hora, com aquele seu jeitão característico, dizendo: “está certo, Faustão, mas, você deveria começar a trocar as suas bailarinas, pois olhando ali, para o palco, não há uma negra sequer”. O câmera deu uma virada de 180 graus e…nada…só loiras.

    Foi uma das maiores “saias-justas” que vi na TV até hoje. Todos ficaram de queixo caído, pois, ninguém esperava esse tipo de reação do Milton.

    O Faustão deu uma desculpa qualquer e mudou de assunto na hora. Nunca me esqueci. Evidente que a culpa não é dele. É todo um contexto.

    Enfim, soa meio estranho quem não dá exemplo posar de arauto da moralidade.

    Já andei procurando esse vídeo no youtube mas não encontrei. Devem ter apagado, queimado, sei lá, tal foi a vergonha pela verdade dita por Milton Gonçalves, que, na verdade, nem foi uma crítica, mas, uma constatação (dura constatação);

  18. hoje passei o dia respondendo no face aos que replicaram a ‘condenação’ do PHA. Um deles me deixou boquiaberto pois é uma pessoa de caráter e de vida e atitudes extremamente positivas, passei o atalho deste sítio para que ele se informasse melhor. A calúnia está em progressão geométrica e vendo alguns comentários covardes aqui não fico nem um pouco surpreso. Há tempos atrás chamei um outro comentarista de covarde e pedi que ele me processasse pra que pudesse dizer cara a cara o que lhe dizia via escrita. meu nome está aí, é real, poderia usar um apelido mas prefiro que meus amigos e inimigos, pois os tenho, saibam exatamente o que penso. Quanto ao Edu abrir os dados dos postulantes daqui só quem deve é que teme. pois são o que são: COVARDES!

  19. A árvore quando está sendo cortada, observa com tristeza que o cabo do machado é de madeira. Provérbio Árabe – via @stanleyburburin

  20. Meu marido, negro, chama “negro de alma branca” de “Capitão-do-mato corporativo”. Postei essa frase no twitter e a Waldvogel retuitou. Tadinha (sic), ela não deve ter entendido!

    Paulo Henrique Amorim faz sucesso com jornalismo de interesse nacional e não aquele dos barões da mídia. Isso deve incomodar muito e, lógico, qualquer falha será maximizada, porque ele afronta as mentiras do PIG todos os dias.

    Nenhuma novidade na atitude dos urubus vendidos da imprensa!

    Abraços

  21. Finalmente você se curvou e não publicou meu comentário. Estou feliz agora.

    • Eu não sou obrigado a publicar seus insultos. Comente como gente que publico.

    • É cada uma que tenho que ler… O infeliz está “feliz” por ter ultrapassado o limite da democracia, da expressão legítima.

      Antes de ser uma condenação do Edu, é uma condenação dele mesmo. E o cara está “feliz” por isso.

      É mole ou quer mais?

  22. Edu, é de alimentar a alma essa corrente de solidariedade.
    PHA é um homem que incomoda aos reacionários, então tentar desqualificá-lo é uma manobra cínica.
    Mas ele é um homem honrado, digno e respeitabilíssimo.
    Todo apoio ao PH e a todos que trabalham efetivamente para construir um mundo melhor.
    E Viva Palmares, o primeiro grito de liberdade do Brasil, de todas as raças, de todos os credos, de toda gente.

  23. Tenho certeza absoluta que não há um só negro discutindo neste blog… mais uma vez a discussão sobre racismo no Brasil é coisa exclusiva de branco para branco, com a intenção de venderem a ideia deturpada que somos menos racistas que os outros povos brancos do mundo. Agora, escutar a opinião de negro, ah, isso ninguém quer, todos só querem falar bem e beijar o negro do seu lado com o nítido intuito de deixar o nosso belo quadro social da mesma forma que sempre foi.

  24. Lá em cima, tive a pachorra de ler um tal de ‘off’.
    Pachorra porque não tem face.
    Não pude ficar quieto com a ESTAPAFÚRDIA escrita.
    É um clichê da grande mídia golpista.
    Há uma grande falta de conhecimento do sem face, ou melhor, off.
    Ele deveria primeiro saber que educação é a prática da liberdade.
    Se não houver conhecimento vai ficar conectado só a ‘cliches’ midiáticos.
    Ele diz qualquer coisa só para marcar presença, não há sentido no que diz.
    É preciso que as coisas ditas tenham sentido e respeito para quem as lê.
    Palavra dita é palavra empenhada.
    Menosprezar, subestimar e desrespeitar, vergonhosamente, um dos maiores ícones do anti-racismo e jornalismo brasileiro é de uma total falta de educação e formação.
    É um festival de besteiras, com verdadeiros disparates, bobagens e explicações vazias.
    Nos dias de hoje, a comunicação tem extrema importância.
    É preciso mais educação e conhecimento.
    As pessoas estão mais bem informadas.
    Este tipo de atitude o torna fraco e decepcionante.
    Este tipo de atitude é ‘intimidação’.
    Este tipo de atitude demonstra uma falta de especialização/conhecimento e de arregaçar as mangas durante o cotidiano de uma sociedade, seja qual for o ramo/profissão.
    ….
    O PHA e Eduguim são muito corajosos e competentissimos jornalistas que nos mostram a realidade social do país em nome de um Brasil melhor.
    ….
    ÔÔÔ ‘off’. Não seja mais um “deseducado” lacaio da ordem midiática!
    Marx disse: “O homem pode ser senhor de seu destino (um revolucionário) SOMENTE na medida em que pode romper com seus determinismos e condicionamentos.”

    PHA e Eduguim revolucionaram os blogs progressistas. Eles nunca foram condicionados à mídia golpista.
    O anti-racismo é uma luta deles.

    É lamentável, “off”!
    Passe para “ON” – será muito melhor para seus conhecimentos.

  25. Fora de pauta.

    “Presidente do PSDB de Suzano é o dono do Jet Sky que matou menina de 3 anos – está explicado o silêncio da imprensa e da polícia, “SÓ” 5 dias para divulgar os nomes…PSDB de São Paulo – pode esperar tudo.

    Foram 5 dias para que a polícia e a imprensa divulgassem o nome dos pais do moleque que atropelou e matou uma menina de 3 anos em Bertioga, detalhe que mostra o caráter dessa família é que sequer prestaram socorro e fugiram da cidade. O dono do Jet Sky é O PRESIDENTE DO PSDB de Suzano, os responsáveis pela morte da menina (família simples, a menina estava muito feliz – vide vídeo – em conhecer o mar) são graúdos e relacionados com o PSDB e em se tratando de São Paulo é mais complicado.”
    http://dilma13.blogspot.com/2012/02/presidente-do-psdb-de-suzano-e-o-dono.html

  26. Enquanto isso..

    Milhares de irmaos brasileiros estao desabrigados com a enchente no Acre ..

    Nossa defesa civil esta funcionando ?

  27. Penso que se existe alma,ela tem todas as cores e monta lindos desenhos,feito o caledoscópio que é o ser humano.Dentro de nós,os sujinhos,cabem os amarelos,os brancos,os vermelhos,os pretos,os altos,magros,gordos e bem intencionados.Com tanto para ser feito em todas as direções,com tantas causas relevantes,que esperam os vermelhos,amarelos,pretos e brancos… alguns se apegam a miudezas…fazem uma tempestade em um copo dágua,aqueles que viram em uma frase,tirada de um contexto,uma oportunidade para desmerecer todo um trabalho sério.Entra o tal de DESMONTE do sujeito.TEntaram isso com o Amaury Ribeiro Junior.E as hienas estão salivando e mostrando os dentes.Se o dito jornalista ofendeu-se,deveria ter procurado o PH e pedido uma retratação.Simples.VALORIZARAM O FATO PARA TER ONDE SE APEGAR.Tática de desconstrução,muito aplicada pela direita,especialista em golpes sujos.Até o mundo mineral sabe quem é PHA e o que ele defende.Até a direita golpista sabe disso.Ao supervalorizarem o fato,nos dá a nitida importância de quem é PHA e o quanto o fato dele existir os INCOMODA.Parabéns aos movimentos negros,que sabem separar o joio do trigo.

  28. Falar desse RA é gastar muita vela com um defunto ruinzinho de doer !!!
    Trata-se de bibelô e personagem criado pelo Mario Sabino, para dar orgasmos à parcela de assinantes reacionários e sóciopatas (bem descrito pelo Edu tempos atrás).

    O Nassif já dissecou isso no dossiê Veja, é a velha história de um bando de jornalistas medíocres metidos a yuppies e que copiam o estilo neocon da mídia Murdochiana.
    http://sites.google.com/site/luisnassif02/amudan%C3%A7adecomando
    http://sites.google.com/site/luisnassif02/acaradaveja

    Obs: o Nassif tbém cantou a bola do esquema Abril/Veja que depende dos esquemas de licitação e fazem ginástica para inflar o nr.de tiragem e agradar anunciantes ingênuos.
    Tem também matérias “trocadas por publicidade”, vide esquema do Dantas e outros capitalistas sem escrúpulos. A questão é que esse modelo não se sustenta em médio e longo prazo, ou seja, o tempo de vida útil desse RA/Nunes e outros pulhas virtuais é o tempo dos Civita cairem fora do negócio sob o argumento de mudança de estratégia, convergência de mídias..e blábláblá.eu acho que isso acontece em menos de 2 anos.

  29. Espetacular, Eduardo! O PHA merece toda a defesa pois todos o conhecem e sabem o quanto ele é a favor dos marginalizados, e sabemos bem que os negros são marginalizados. O apoio que os movimentos negros estão dando ao PHA é excelente e desmonta as tramas piguentas que andam por aí. E parabéns a vc também, Edu, por ter saido em defesa do PH, assim como tantos blogueiros progressistas, valeu!

  30. Eduardo,venho reiterar o meu apoio ao Paulo Henrique Amorim e meu agradecimento a você por nos dar visibilidade. Percebemos que o pig festejou o que aconteceu com o PHA, pois viu uma possibilidade de tirar a credibilidade dele, da mesma forma que muitos, em forma de comentários, tentam lhe atingir, mas como dizem os pretos velhos, você enverga mais não quebra, porque o que fortalece a você e o PHA é a coerencia e a crença que pig nenhum vai derrubar. Parabéns… voce é muito necessário na nossa caminhada …parabens pela solidariedade ao PHA e a causa dos negros e excluídos deste país. Abração forte! “è nóis!”

  31. Sempre torço pelo Paulo Henrique Amorim nas ações que lhe movem na justiça, até pela pouca qualidade dos que o acusam: Heráclito Fortes, Gilmar Mendes, Serra, Daniel Dantas, Naji Nahas, Carlos Jereissati, Ali Kamel, Ricardo Sérgio e outros. No entanto, nesse episódio do Heraldo Pereira não consegui ser solidário com ele. Houve leviandade da parte dele, fez acusações que não pode provar. Quanto à frase NEGRO DE ALMA BRANCA, foi fruto da sua forma baquirrota de se expressar, às vezes com muito exagero. Fez acordo, está tudo certo. O Heraldo não o reconhece como um preconceituoso. O que não se pode é colocar nessa discussão elementos perniciosos como Reinaldo Azevedo sob pena de contaminar o debate.

  32. Maravilhosos comentários dos dois militantes do movimento negro. Expõem perfeitamente os “negros de alma branca”(Alô, empregadinho da Globo e um outro pseudoprofessor negro que vive relinchando na mídia conservadora contra as cotas raciais!). São esses verdadeiros racistas, os que, apesar de negros, agem contra o seu povo, defendendo aqueles que os oprimem; que devem ser denunciados. É a hipocrisia da Globo e de Heraldo Pereira(um negro de alma branca, possuidor do “olhar medroso”, tão brilhantemente revelado no último comentário)que precisam ser reveladas. Pereira e seus amos; a quem serve caninamente; são os que trabalham contra a libertação dos negros das entranhas racistas de nossa Sociedade. Heraldo Pereira difunde diariamente o discurso que oprime seu povo, a ideologia conservadora e excludente dos donos do poder, na qual os negros são relegados a papeis subalternos(como nas racistas novelas globais). São esses racistas, e os negros de alma branca e serviçal que os servem, os que tentam calar hipocriotamente as vozes que defendem a luta dos negros por sua libertação; é essa corja que combate as políticas afirmativas a mesma que tenta disfarça, com mentiras e aleivosias sobre uma inexistente “democracia racial”, a Sociedade criminosamente racista que construíram e pretendem perpetuar. São eles; Heraldo Pereira, a mídia consevadora, a classe dominante, os negros que são contra as políticas afirmativas, as instituições conservadoras; os inimigos daqueles que lutam pela construção de uma Sociedade verdadeiramente democrática e igualitária.

  33. E o Idelber Avelar mais uma vez terceiriza o ataque e tenta atingir todos os blogueiros progressistas. Isso já tá virando modus operandi.

  34. Creio que os Movimentos Negros Organizados deveriam realizar um ato de desagravo ao Paulo Henrique.
    Quem é esse tal de Heraldo Pereira?
    Sou Negro, de Alma Negra.

  35. Crerio que os Movimentos Negros organizados dfeveriam realizar um ato de desagravo ao Paulo Henriq

  36. Não consegui sequer acabar de ler o post devido à quantidade de baboseiras escritas. Negros que querem parecer fortes acabam por mostrar o tamanho da fraqueza intelectual que possuem. Quanto aos NEGROS DE ALMA BRANCA, péssimo exemplo. Que tal…negro da senzala e negro da casa grande? O Movimento Negro do Brasil está repleto de negros da casa achando que tudo o que o branco faz é lindo e perfeito. Achando que as leis são pra eles e que o país é deles. Esse país que discrimina mais do que qualquer outro lugar do mundo. País que não combate o racismo. País onde a polícia mata EXTERMINA negros em todos os cantos. Estou meio farto desse discurso “meia-boca” de negros de Alma Branca. E de brancos que dizem-se engajados com a causa do negro no País! Sinceramente….

    Sem comentários!

  37. É impressionante até onde chega a ignorancia de algumas pessoas nessa pagina http://www.rabodearraia.com/capoeira/blog/post/view/identifier/A-CAPOEIRA-DESDE-O-DESCOBRIMENTO-DO-BRASIL-A-ORIGEM-DA-CAPOEIRA/ achei um post onde “mestre capoeirista” extremamente racista e iludido quer creditar a capoeira exclusivamente aos indios com base numa unica e vaga descrição de uma luta indigena, em meio a discusão até o credito pelo berimbau quiseram roubar, com base num instrumento só ligeiramente parecido.

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.