Datafolha sobre a Cracolândia dá vergonha de ser paulistano

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

Antes que Deus me leve quero ter a oportunidade de debater, olho no olho, com ao menos um desses mistificadores da grande mídia que adubam, dia após outro, a estupidez, a desinformação e o egoísmo que o povo da cidade de São Paulo não se cansa de exibir.

Esses pistoleiros da Veja, da Globo, do Estadão ou da Folha não resistiriam a 5 minutos de debate sério sobre questões como a operação policial que foi objeto de pesquisa de opinião pelo instituto Datafolha, a operação na Cracolândia paulistana.

Não existe um só especialista (independente) em Segurança ou em Saúde públicas que não tenha condenado aquela operação. No entanto, o instituto Datafolha apurou um fato que não chega a surpreender: 82% da população da cidade de São Paulo apoia aquela vergonha.

A imprensa noticiou fartamente que a ação policial que expulsou viciados daqueles quarteirões na região central da capital paulista simplesmente os fez se espalharem por outros bairros. Foi uma operação meramente higienista, destinada a tirar a visibilidade do problema e a pavimentar o caminho da especulação imobiliária.

Para os setores restritos que têm informações, discernimento e condições intelectuais de avaliar o higienismo que está sendo praticado desbragadamente em São Paulo, porém, quem aparece mal na foto é o povo paulistano.

E o pior é que essa notícia sobre o apoio esmagador àquela demagogia criminosa deve ganhar o mundo, o que irá expor ao escárnio internacional o povo da cidade que viu este blogueiro nascer, a cidade de meus pais, avós, bisavós e tetravós.

A conclusão a que se chega, portanto, é a de que realmente cada povo tem o governo que merece. Vai se confirmando que a polícia que São Paulo tem não é produto da incapacidade dos políticos que governam a cidade e o Estado, mas da vontade da maioria.

Não foi por outra razão que o governador Geraldo Alckmin se aliou a Paulo Maluf, pois o ideário malufista nunca foi tão popular em São Paulo, já que a população, acuada pela criminalidade crescente, recomeça a bradar o mantra de que “bandido bom é bandido morto”.

O efeito imediato dessa pesquisa será o recrudescimento da já altíssima truculência da Polícia Militar e das práticas higienistas dos governos estadual e municipal, pois vai ficando claro que a população paulistana quer apenas que tirem o problema de sua vista, já que todos sabem que a popular operação na Cracolândia produziu apenas esse efeito.

Diante dessa pesquisa, que candidato a prefeito de São Paulo terá coragem de fazer as críticas necessárias à enganação que é a operação maquiadora que está acabando apenas com a visibilidade do problema do crack em São Paulo?

Não foi por outra razão que o comandante da tropa de trolls demo-tucanos que infesta a internet, o ex-secretário-geral da Presidência da República no governo Fernando Henrique Cardoso, Eduardo Graeff, comemorou a pesquisa no Twitter e desafiou o pré-candidato Fernando Haddad a criticar mais a operação na Cracolândia.

A estupidez, a desinformação e a degeneração moral vão se consolidando nesta cidade de mais de dez milhões de habitantes. Não existe um só paulistano que diga que sua cidade é boa para viver, mas a grande maioria não faz a menor idéia sobre por que isso acontece.

Além de todas as desgraças que se abatem sobre São Paulo, seu povo ainda irá virar piada diante do Brasil e do mundo ao se revelar incapaz de enxergar um desastre tão claro como a operação de maquiagem da Cracolândia. Desgraça pouca é bobagem.

Tags: , , , ,

117 Comentário

  1. Pesquisa “dirigida’ induzida, manipulada. Se não aparecer o questionário e a metodologia em detalhes pode cravar; É sacanagem. depois que eu vi a fuça desse graeeff, certeza aumentou

    • Pesquisa datafolha?
      EXCLUSIVO: Pesquisa do DataFolha dá vitória a Zé Serra no primeiro turno – última pesquisa DataFolha, realizada dos dias 20 a 23/07/10.

      Paulistanos, Tu sabes,
      conheces melhor do que eu
      a velha história.
      Na primeira noite eles se aproximam
      e roubam uma flor
      do nosso jardim.
      E não dizemos nada.
      Na segunda noite, já não se escondem:
      pisam as flores,
      matam nosso cão,
      e não dizemos nada.
      Até que um dia,
      o mais frágil deles
      entra sozinho em nossa casa,
      rouba-nos a luz, e,
      conhecendo nosso medo,
      arranca-nos a voz da garganta.
      E já não podemos dizer nada.

  2. Qual a metodologia que foi usada nesta enquete e não pesquisa. Posso sair pelas ruas de minha cidade Uberaba e perguntar se gostariam que as ruas fiquem sem buracos ou pelas rodovias paulistas e perguntar se os motoristas gostariam que tirassem os pedágios. Qualquer cidadão se perguntado gostaria que sua cidade fosse limpa e com moradia para todos, mas a realidade não é esta e o poder constituído trabalha para os ricos e usa métodos de limpeza étnica, higienista, usando uma metáfora, apenas espantam as moscas ao invés de curar as feridas abertas pelo processo desumano de uma política neoliberal.

  3. O problema não é a pesquisa, mas a burrice clássica do paulistano mesmo. Sofre mas gosta. Mas não importa o que o paulistano médio pensa, o que é errado deve ser condenado. O fascismo do governo paulista deve ser combatido, independente da opinião do povo.
    Enquanto isso, os paulistanos continuarão a reclamar dos alagamentos, da criminalidade, dos transportes, da poluição, do trânsito… enfim, de São Paulo. Votam no PSDB, mas não entendem porque suas vidas são tão miseráveis. Eu não sei se dou risada ou sinto pena dessa gente.

  4. Isso só mostra, Edu, o poder que a Grande Mídia tem sobre certas pessoas. Quem fala que é apenas uma teoria conspiratória a ideia de que é possível manipular a opinião das pessoas por meios da mídia é realmente muito inocente.

    E se a pesquisa foi manipulada? Pode ser. Pode ser que sejam 60% os que apoiam, e não 82. Mas o que muda? Nada. É provável sim que a maior parte dos paulistanos apoiam essa política fascista. E se é assim, então é melhor que o PT seja derrotado de novo, em vez de mudar o discurso. O PT não pode se curvar ao fascismo paulista, que a Mídia ajuda a propagar.

    VEJA SÓ. NO FACEBOOK, UM DOS DEFENSORES DA AÇÃO CRIMINOSA DO PINHEIRINHO, UTILIZOU UM LINK DO BLOG DO REINALDO AZEVEDO COMO BASE PARA SEUS ARGUMENTOS. A MINHA RESPOSTA FOI ESSA:

    “Diga-me que revista lês e eu te direi quem és. Utilizar o blog do MENINO DE RECADOS DA VEJA como base para qualquer argumento é mesmo uma piada. Aliás, o Reinaldinho pelo menos recebe um gordo salário para reproduzir as sandices da revista do Grupo Abril, cujo 30% do capital é propriedade do grupo sul-africano Naspers, que financiou e apoiou o Apartheid na Africa do Sul. Por falar nisso, talvez isso explique o motivo da Veja ser contra as cotas raciais e de apoiar políticas fascistas como a que foi colocada em prática no Pinheirinho. A imprensa brasileira tem um passado de dar orgulho a Hitler: a Veja tem ligações com grupo que perseguiu e segregou negros, a Folha de São Paulo emprestava carros para torturadores na época da ditadura, o Estadão publicava anúncio de venda escravos no século 19… E é daí para pior. Sem falar nas práticas que a revista Veja, a última flor do fascio, utiliza para conseguir seus fins, envolvendo até espionagem do tipo do jornal News Of The World (que o Rupert Murdoch tirou de circulação para não ser preso). Mas eu repito, jornalistas como Mainardi, que fugiu para a Itália sabe-se lá por que motivo, e como o Sr. Reinaldo Azevedo, o Pit Bull cruzado com Poodle que costuma latir contra qualquer indivíduo que desagrade o seu patrão, Roberto Civita, pelo menos recebem belos salários para vomitar as bobagens que nascem nas cabeças esquizofrênicas de seres como o Sr. Civita. Trágico mesmo são aqueles leitores que defendem os interesses obscuros desses barões da mídia. A premência com que as reinaldetes fãs do blog do homem que é especialista em defender, sem parecer que está defendendo, qualquer um dos amigos do patrão, saem em sua defesa é deprimente. Um adulto que utiliza a revista Veja para provar qualquer coisa ou defender o injustificável é como uma criança de 6 anos que utiliza um livro infantil como prova de que fadas existem. O uso político da imprensa já é imoral, mas pelo menos, em países como os EUA, os jornais e revistas assumem publicamente que têm lado, diferente da imprensa tupiniquim, que publica opinião como se fosse notícia. O ódio que essa gente tem contra tudo o que lembra o povo é nojento, podre e desonesto.

    OK. SABE QUAL FOI A RESPOSTA DELE? SIMPLESMENTE NENHUMA. ELE SIMPLESMENTE POSTOU OUTRO LINK DE UM POST DO REINALDO AZEVEDO, NA TENTATIVA DE “PROVAR” QUE NÃO ACONTECEU NADA NO PINHEIRINHO. COMEÇO A ACHAR QUE A HISTÓRIA DO FILME MATRIX É VERDADEIRA. SÓ QUE NÃO ENVOLVE MÁQUINAS E EFEITOS ESPECIAIS, E SIM PAPEL-JORNAL.

    • Parabens, voce expressou exatamento o que penso. Sou paulistano e tenho que conviver todo dia com os argumentos de meus conterrâneos sobre assuntos como o do descalabro que foi a ação policial no Pinheirinho, argumentos que reproduzem na integra o que esses nazifacistas travestidos de jornalistas escrevem em seus lixos diários ou semanais. Com a força dada pelo Pig o psdb é imbatível, ficará muitos anos no poder aqui em São Paulo, infelizmente eu achava que os caras apenas tinham uma aparato de proteção ou blindagem de suas ações negativas, hoje vejo que tambem existem defensores ferrenhos que mentem descaradamente e com muito espaço pra isso no rádio, na tv e nas publicações períodicas e semanais.

    • Parabéns! Concordo com você em gênero, número e grau. Tá cheio de gente por aí metida a ser bem informada e que tudo o que sabe de notícia é ditado pela Veja, Folha, Estadão e JN. É impressionante a incapacidade de raciocínio dessa gente.
      Que triste…pra todos nós!

  5. Saudações!!

    Eduardo, vemos a cada dia o homem se bestializar.
    Tantos problemas graves que a humanidade atravessa, alguns colocando em xeque a própria existência, no entanto a grande mídia, nefasta que é nos tempos atuais, divulga o fútil e o vulgar, mente, deforma descaradamente os fatos… então, estas “mentes coooptadas tornam-se dementes”, seguindo o rito de uma sociedade cada vez mais desumanizada.

  6. O mais incrível é que, segundo a referida pesquisa, o paulistano acha mais condenável o usuário que o traficante. O traficante que vai na porta das escolas, inclusive particulares, aliciar crianças e adolescentes. Enquanto o senhor ou a senhora, conservadores, estavam respondendo a pesquisa, o filho/filha estava “curtindo” no quarto, na balada, na casa do amigo. O crack pode ser um problema social, porque é uma droga de pobre, mas a cocaína é que move São Paulo. Povo autista…

  7. Os fascistas governador e Prefeito de São Paulo não pregam prego sem estopa. Existe um segmento significativo da sociedade que apoia esse tipo de ação.
    E ainda mais da forma como foi o fato noticiado pela imprensa.

    Eu venho sempre advertindo aos colegas que participam dos blogs sujos que o povão e suas crenças e convicções não estão aqui.
    Quem está aqui tem um pensamento diferenciado e uma vontade política de fazer e não só de esperar acontecer.
    Por isso é preciso não ter a ilusão de que bombou na net, bombou na rua da mesma forma.
    As pessoas continuam elegendo os Malufs da vida.

    Mas, ainda há uma coisa a debater e dizer em favor do povo: Apoiar a necessidade de uma ação policial na Cracolândia não quer dizer apoiar a forma como foi feita.

    Porém, até isso a imprensa distorce. Lembro de duas pessoas, uma delas o Bispo de São Paulo, que disseram que uma ação era necessária, mas não da forma como foi feita.E saíram as manchetes “O bispo de São Paulo apoia……………” e na notícia, sem nenhuma ênfase jornalística, escondido lá dentro, dizia que ele não apoiava o modus operandi.

    Uma ação devia ter sido feita há muito tempo, para impedir, inclusive de a Cracolândia se formar. Na administração de Marta a coisa diminuiu bastante.
    Deixaram o centro abandonado porque não tinha grande peso político e só retornaram agora por causa da repercussão nacional e internacional da Cracolândia, por causa da ação dos governos no Rio e por causa da revitalização($$$$$$$$$$$$).

  8. Eduardo, primeiramente, a pesquisa pode não ter isenção. Durante a última campanha eleitoral o Datafolha destoou demais dos outros institutos.

    O povo de SP é bom, somente é altamente desinformado.

    O PIG protege os tucanos tanto, mas tanto, que o PDSB se acha no direito de fazer qualquer coisa. E como as pessoas não têm as informações completas, acreditam no PIG.

    Nessa hora, cito o PHA: se não fosse o PIG, esses os “luminares” do PSDB não passavam de Rezende.

  9. Meus caros, é bom dar uma olhada na publicação no sitio Folha.com (( http://www1.folha.uol.com.br/poder/1040936-policia-na-cracolandia-e-aprovada-por-82-em-sp.shtml )) para compreender melhor o obejtivo dessa ” pesquisa ” . Os numeros podem ser confiaveis ou não, isso discutivel. Mas o que não dá pra discutir é o texto descaradamente tendencioso publicado junto com a pesquisa.

    Olhe que preciosidade essa frase: “São 72% os que dão no mínimo nota 6 para a intervenção, iniciada no dia 3, semanas depois de o governo federal (PT) lançar seu plano nacional anticrack.” É nitida tentativa de situar aquela barbaridade higienista dentro do programa federal de assistencia aos usuários de drogas.

    E tem essa outra frase aqui: “Há críticas de que tanto a PM colocada nas ruas de forma apressada quanto o plano federal têm motivação eleitoral. PT e PSDB, em especial, gostariam de usar a ação na campanha deste ano.” Ao que parece a Folha já entrou de cabeça na campanha eleitoral com vistas a tornar apenas um debate politico sobre o que é certo e o que é errado naquela sandice dos primeiros dias de janeiro.

    E por fim reparem só em um numero que para mim – se for verdadeiro – é resultado de desinformação pura: a maioria dos entrevistados considera os problemas causados pelo crack como culpa dos usuários.

    Isso é resultado da midia elitista, reacionaria, racista que dia e noite mostra ao publico em geral como é mundo maravilhoso dos ricos de olhos azuis, e que porcaria reina no universo dos pretos quase brancos.

    grandes abraços

  10. Meu caro Eduardo

    Um abraço solidário deste paulistano que já viu janios, malufes, kassabes e tantos outros, eleitos.
    Dá vontade de ir embora prá Passárgada, mesmo não sendo amigo do rei.

    Mario

  11. Todas as evidencias, tratadas aqui e em outros espaços, apontam unicamente na direção de ser uma tremenda(mais uma) MANIPULAÇÃO e, sempre, da mesma direita midiatica. Vieram, providencialmente e exaustivamente já comentado, colocar, na focinheira desse psdb, um pouco de oxigenio. Essa direita esta quase em parada cardiaca. NÃO TEM VOLTA. Tão avidos(direita midiatica) em “pesquisas” favoráveis, a SOCIEDADE INDAGA: Cade as pesquisas de “popularidade” do NAZI alckimim? Ta bem na foto o NAZI? Cade? São mentirosas(sabemos sim o que é essa elite e a não tão elite assim de são paulo) as pesquisas ora tratadas mas, com toda certeza, isso nos da mais força. MUITO MAIS FORÇA pois, todo esse malabarismo partidario/midiatico, nos faz MUITO FORTES pois estamos fazendo com que eles se virem em mil para barrarem NOSSA AÇÃO FIRME, FORTE, VERDADEIRA E EM BUSCA DE UMA SOCIEDADE MAIS ORGANIZADA. MAIS JUSTA. MAIS SOLIDARIA. MENOS VIOLENTA. RESPEITANDO A TODOS. Espaço como este aqui, ORGULHA QUALQUER SOCIEDADE. BRAVOS GUERREIROS. A LUTA CONTINUA. ATÉ SAIRMOS E PERMANECERMOS VITORIOSOS.

  12. De fato o resultado da pesquisa mostra que o autoritarismo tem muita força na cabeça dos cidadãos paulistanos.
    Mas é preciso analisar algumas nuances importantes da pesquisa. O resultado poderia ter sido bastante diferente se a pergunta tivesse sido “Voce concorda ou discorda da PM usar violencia para expulsar os viciados da Cracolândia, sem lhes dar opção de tratamento nem lugar para ir?”. Foi isso o que aconteceu, foi isso que os blogs democráticos divulgaram.
    Mas a pergunta foi outra: “Voce concorda ou discorda da ação da PM para reprimir o tráfico e o uso de crack na Cracolandia?” – ora, diante de uma pergunta dessa, não é difícil prever que as respostas de apoio iriam prevalecer largamente.
    Houve 6% que discordaram, mais 7% que discordaram parcialmente. E houve 28% que concordaram em parte, provavelmente porque concordam com a retirada, mas discordam do método utilizado. Somados esses percentuiais, temos 41% que, em teoria, podem discordar do método usado da ação policial.
    Os que concordam totalmente são 54%, maioria absoluta. Mas aqui também talvez seja preciso considerar que essa é uma questão muito conjuntural, um acontecimento recente, a respeito do qual nem todos tem tempo de estar bem informados.
    Eu acho que o cidadão paulistano quer sim segurança, quer sim policia atuante, quer sim que os viciados e os traficantes sejam retirados.
    Mas não fui convencido, por esta pesquisa, de que, em maioria, os paulistanos apoiem a truculência policial.

  13. Eduardo não se aborreça com as bestas dessa mídia maldita, eles estão gritando igual leitão cravado de faca, pois sabem que o Brasil de hoje, graças ao presidente Lula, claro, está bombando, vivendo os melhores momentos que nunca viveu, e o povo está feliz, empregado, viajando de avião pra qualquer lugar, comprando tudo que sonhou, portanto essa mídia tucana não aguenta de inveja.
    Viva o Brasil!!!!!!!!

  14. Eduardo, muito embora o instituto Datafolha não seja nem um pouco confiável, sem credibilidade alguma desde que foi desmentido pelas urnas, vamos admitir que seja verdade, que a população da Capital paulista ainda aplauda o emprego da violência contra a delinquência fruto da miséria e continue a eleger monstros como o coronel Erasmo Dias e seu padrinho Paulo Maluf. O que isto demonstra, em um estado aonde a mídia – principalmente a radiofônica e a televisiva – faz a apologia da violência contra o fruto da desigualdade social, que vêm a ser os excluídos, favelados despejados, estudantes mobilizados e dependentes químicos caídos pelas sarjetas da cidade? Demonstra que históricamente os partidos de extrema direita que prescrevem e aviam tal receita de extermínio da pobreza nunca tiveram oposição qualificada entre nós: que o maquiavélico desmonte da Educação pública e sua privatização em seguida deu certo e não temos mais uma juventude esclarecida, lato senso, capaz de reunir entre três e cinco milhões de pessoas – como as multidões que assistiram aos últimos comícios das Diretas Já e precipitaram a redemocratização do País. Depois de uma geração inteira com tucanos no comando, a opinião pública paulistana apenas reflete o que escuta, lê ou assiste na mídia escrita e na tevê, ou seja, que a lei do mais forte e violento é a lei da sobrevivência, bandido bom é bandido morto, não à universidade gratuita para play boys que não precisam trabalhar para viver, não à favela perto de casa ou do caminho. Infelizmente, tanto a Câmara dos Vereadores como a Assembléia dos Deputados foram convertidas em instâncias homologadoras dos desatinos governamentais, bem como o festejado fiscal da lei, que iria democratizar e acelerar o Judiciário, é um Ministério Público do Faz de Conta ou do me engana que eu gosto. O PT estadual e municipal é cúmplice disso tudo – nem ao menos nos discursos os petistas resgatam a realidade sombria desta era de descalabros tucanos, são omissos e quando questionados limitam-se a dizer que propuseram CPI’s para tudo mas como as mesmas não foram aprovadas, missão cumprida, mandato que segue… Sem escola, imprensa, legislativo ou judiciário. E, ainda por cima, com as antigas organizações não-governamentais substituídas por empresas que não pagam impostos, a população paulistana continua acampada nestes campos de piratininga, continuamos a ser o “vasto acampamento e não uma cidade” que o padre Lebret aqui encontrou e descreveu nos anos 1940. Ou seja, é tudo provisório, cá estamos todos de passagem, prontos para voltar para nossos estados, países e praias assim que possível; afinal, somos todos estrangeiros embora aqui radicados a vida inteira ou até nascidos e criados nesta imensa área conurbada sob o trópico de Capricórnio. O perfil deste mercado eleitoral conservador ao extremo não estaria completo sem a questão da segurança pública, das polícias insuficientes para combater os latrocínios que crescem em proporções exponenciais ao ponto de todos aplaudirem o prefeito como “esperto” quando este se cerca de… coronéis; a maioria oriundos da Rota ou de pelotões de choque especializados em empregar bombas de guerra (de gases lacrimogênio, pimenta, mostarda ou efeito moral), balas de borracha disparadas a queima roupa, choques elétricos portáteis ou cassetetes contra massas humanas indefesas. E, claro, das manobras de manipulação de uma opinião pública desinformada, sem lideranças políticas dignas desse nome (Lula nao conta; é um PadimCícero redivivo) para desmentir pesquisas fajutas como mais esta do Datafolha, que só reflete a classe média A e a Z, ou seja, a elite e o grotão dos desalmados, uma vez que a grande maioria da população é contrária à injustiça, porém, sem lideranças capazes de fazê-la sair às ruas em protesto. A aposta de Lula em Haddad visa criar essa liderança que falta, razão pela qual só nos resta colaborar para que isto aconteça neste ano. Mas em 2014, continuaremos órfãos, sem partido ou candidato, a não ser que o PadimCiço resolva, ele mesmo, acabar com essa dinastia de extrema direita que nos infelicita, sim, mas não degenera, não. Uma coisa é certa: o fato de apenas 120 mil pessoas terem comprado o livro que comprova que o ex-governador e seu partido são corruptos, numa cidade com dez milhões de habitantes, demonstra que só um milagre como o do Lulismo pode nos salvar dessa alkimia perversa que sufoca a emergência de nossa cidadania – condição que só poderemos alcançar quando substituirmos o acampamento por uma cidade digna desse nome.

  15. A opinião da maioria só é boa quando vai ao encontro do PT? E quando vai de encontro? O povo é quem está errado? Vai ser engraçado ver o Haddad mudar de opinião.
    Ora, é inaceitável que quase duas mil pessoas ocupem um local, excluindo o acesso do resto da população, e se droguem livremente.
    Por fim, um dado que vc não comentou: 24% acham que o responsável pela situação é o próprio drogado (para os politicamente corretos, usuário). Nenhuma outra alternativa teve esse patamar.

  16. Nossa Edu, você está me censurando?

  17. Pessoal, não se iludam. A pesquisa pode até estar errada em apontar 82 % mais tenho certeza que no minimo 60 % dos paulistanos apoiam as ações deste governo. Na cidade que moro (resende) tem muitos paulistas que trabalham nas industrias locais (principalmente classe media) e devido a minha atividade profissional conheço muitos deles e todos, vejam bem, todos apóiam estas ações. Infelizmente, São Paulo é um estado em franca decadencia economica e principalmente moral. Creio que no minimo 60 % de sua população rejeitam, inconscientemente o Brasil, se acham americanos do norte e sonham em morar em Miami. A sua elite e boa parte da classe media tradicional, apesar de terem boa formação escolar possuem um baixo nivel cultural, são extremamente reacionarios, falso moralistas e como ja disse frustrados por não terem nascido nos EUA. Espero que os 30 a 40 % da população deste estado, que podemos chamar de seres pensantes, que aprendemos a admirar pela sua pujança economica tenham forças para vencer o terrivel preconceito que domina boa parte desta população. O Brasil precisa de SP no que tem de bom, mais , infelizmente, a falta de humanidade esta acabando com o tecido social desta unidade federativa.

    • Belo Comentário Seu.essa mídia Paulista é desse jeito aí.e não só a de São Paulo.nas eleições,só aparece para atrapalhar.e pior,se diz”isenta”.com esse tipo de gente,dificilmente,vamos para frente!

  18. Enquanto isso : Ninguém sequer menciona a questão dos bailes funks onde tudo começa…Na véspera desses eventos fecham as ruas,e neles não há BOs Nem polícias, nem leis…HA SIM AS SUAS PRÓPRIAS LEIS.A protituiçao adelescente rola livremente. se negocia a droga em igual proporção…Onde os profissionais liberais negociam toda mercadoria para ser consumida nas chamadas cracolandias…E , Cadê o Sr. Geraldinho,governador?Não!!! Ele não se manifesta!!! Por Que???? Ah!!! Os profissionais merecem todo respeito!!!!
    Como baiana paulistana fico indganada de asistir todo este arcenal hipócrita, que consiste em atacar justamente as vítimas, que são os viciados.É muito fácil quem está doente ao invém de encaminhar para uma possivel cura…
    Sei que os resultados do DATAFOLHA são verídicos, pois vejo nas ruas o que as pessoas desinformadas comentam…E aprovam sim… Sinto muito! Sinto pela minha cidade, minha pobre cidade rica…O povo daqui tem paralisia de anasile…É isso aí!!!

  19. Edu, com todo respeito ao teor de seus comentários, eu, leitor assíduo dos blogs sujos e alinhado ideologicamente com os críticos da mídia corporativa nacional: mas, cá entre nós – democracia não é isso? Há um perigo na democracia, que é o de acharmos que o democrático é o ético sob nosso ponto de vista posto em ação, mas, quando a maioria quer outra coisa, os tratamos como idiotas. O que somos, nós, de fato? democráticos ou autocráticos dissimulados? Se SP quer Serra, Alckmin, Maluff e todos os demais do mesmo modelo, que SP os tenha – é de direito.

    Sei que podemos terçar argumentos aqui sobre educação etc, mas isso apenas aumentará o problema central: educação para o povo se mede pelo fato de votarem conosco, de decidirem o que decidimos? Somos nós os critérios para medir a boa performance democrática do povo?

    Não sei. Sinto-me desconfortável, às vezes, com nossa retórica. Ela tende a um princípio de autoridade moral, ética, política que, confesso, tenho medo de não corresponder à realidade.

    Democracia é isso: correr risco de ver a parede pintada de roxo, quando gostávamos tanto que fora azul…

    Um leitor seu, de Nassif, de PHA, de Tijolaço, de Santayana, um eleitor de Lula e de Dilma, preocupado com nossos olhares superiores.

    Com respeito,

    Osvaldo.

  20. “Diante dessa pesquisa, que candidato a prefeito de São Paulo terá coragem de fazer as críticas necessárias à enganação que é a operação maquiadora que está acabando apenas com a visibilidade do problema do crack em São Paulo?”

    É a hora de Haddad mostrar que merece o voto do paulistano. Como vc mesmo disse, eles não resistem à um debate sério. Haddad tem a obrigação de debater o assunto independentemente se isto lhe trará voto ou não.

  21. Caro Eduardo
    O data-folha não é confiável e vc. mesmo instou a PF a investigá-lo por esse motivo.
    Portanto, não acredito nele.
    gde abraço!

  22. Precisamos acompanhar o que está acontecendo com os moradores expulsos de Pinheirinho.Eram estimados em 6000.Onde estão eles?
    Só dá para saber que quatrocentos e cinquenta estão nessa situação:
    http://www.youtube.com/watch?v=Rry3nLl_miw&feature=player_embedded#!
    Vendo esse vídeo a gente pode bem avaliar o absurdo que foi essa expulsão dessas 6000 pessoas das casas onde moravam,sem nenhum planejamento.
    Quem vai se responsabilizar por esse absurdo? O Judiciário, o Prefeito de SJC, o Governador de SP?
    É inadmissível que o governo municipal e estadual tenham promovido uma operação de guerra para jogar pessoas na rua,sem ao menos se preocuparem em garantir acomodações para cada família,com seus pertences,em condições onde houvesse higiene,privacidade,meios para preparar alimentos etc – e que isso fique impune.
    Como não mediram a consequência de seus atos? E vai ficar tudo por isso mesmo?

  23. Eduardo Graeffnão é o parceiro da Soninha nas trolagens durante a campanha eleitoral de 2010? Não é o mesmo que o Luiz Nassif processou?

  24. Vale a pena reproduzir a mensagem de ANA DB – logo acima.

    As pessoas vão perdendo seus direitos e não se dão conta ou não fazem nada, daqui a pouco vão ser as próprias a serem expropriadas, desapropriadas, expulsas sem a menor consideração aos seus direitos.

    “ana db

    29/01/2012 • 21:12 .Pesquisa datafolha?
    EXCLUSIVO: Pesquisa do DataFolha dá vitória a Zé Serra no primeiro turno – última pesquisa DataFolha, realizada dos dias 20 a 23/07/10.

    Paulistanos, Tu sabes,
    conheces melhor do que eu
    a velha história.
    Na primeira noite eles se aproximam
    e roubam uma flor
    do nosso jardim.
    E não dizemos nada.
    Na segunda noite, já não se escondem:
    pisam as flores,
    matam nosso cão,
    e não dizemos nada.
    Até que um dia,
    o mais frágil deles
    entra sozinho em nossa casa,
    rouba-nos a luz, e,
    conhecendo nosso medo,
    arranca-nos a voz da garganta.
    E já não podemos dizer nada.”

  25. https://www.facebook.com/OccupyBrazil/posts/224026067686755
    .

    PREZADOS, ATENÇÃO!!!!
    O amigo @Pedro Rios Leao começa hoje uma greve de fome algemado em frente à Rede Globo (central de jornalismo do Jardim Botânico), por conta do que ocorre em Pinheirinho e é solenemente ignorado pela grande mídia.
    Por favor, quem puder ir pra lá com câmera, vídeo, celular que filme, o que puder para registrar, faça-o. É muito importante.
    Ajudem, Compartilhem!

  26. Esse bandido Maluf tá em todas mesmo. Pertence a base de apoio do governo federal e ao mesmo tempo alia-se a um governo de oposição em São Paulo.
    Ele quer mesmo é estar no governo, qualquer que seja. E todos os bajulam, inclusive o governo do Lula e agora da Dilma.
    Esse modelo de governo do Brasil, onde governos têm que engolir alianças espúrias a troco de voto, só traz atrasos. Mas sem os bandidos apoiando, nem o governo da Dilma, nem o governo do Alkimin conseguiriam impedir tantas CPIs, sejam elas boas os más.

  27. Atencao, com o devido respeito e solidariedade humana que este assunto merece devido ao tratamento dado pelo governo nazista do PSDB aos estudantes da USP, da Cracolandia e Pinheirinho, acho que a midia democratica esta entrando no jogo do PIG deixando a CPI da privataria pra segundo plano e ate esquecida. A CPI da Tucanalha vai por um fim neste tipo de atitute deploravel intensificada pelos facistas que ainda restam em nossa caminhada democratica. Nao podemos esquecer da CPI, isso nao quer dizer que devemos cruzar os bracos e assistir calados estes atos de truculencia. CPI da Privataria Ja’, vamos pra rua.

  28. Caro Eduardo, essa sua frase diz tudo: “…realmente cada povo tem o governo que merece.” Pode até ser um chavão; mas é, também, uma grande verdade. É extatamente isso; São Paulo está como está, porque tem um eleitorado incapaz de fazer a escolha que será menos ruim para si próprio… O eleitor médio (e, por extensão, a média das pessoas) em São Paulo, tem mentalidade simplista, é desinformado, não tem preparo para exercer seus direitos, é preconceituoso e, para piorar ainda mais, é conservador. Num cenário como esse, só há um remédio: uma gigantesca campanha educacional, que esclareça, aprimore, mude a forma de pensar. Infelizmente, parece que não há ninguém disposto a assumir essa empreitada…

  29. Edu,

    Essa pesquisa é suspeitíssima. Todos os paulistanos apóiam medidas para acabar com a Cracolândia. Todos paulistanos querem que a lei impere em todos os recantos da cidade, o problema é a forma de se fazer isso, porque o que foi feito foi simplesmente espalhar os zumbis pela cidade toda e isso ninguem apóia. A pesquisa do DATAFALHA foi cretina e eles sempre agiram dessa forma. Creia Edu, os paulistanos não são 82% elitistas, racistas e desumanos. A DATAFALHA está manipulando e disso você sabe muito melhor do que eu.

  30. Edu, independente do quanto esta pesquisa pode ter sido manipulada, o resultado não me surpreende. Os paulistanos (e muitos paulistas também) estão brutalizados e entorpecidos por décadas de lavagem cerebral e de piora constante na qualidade de vida. Aceitam rodízios, proibições diversas, leis como a das sacolinhas nos supermercados, demorar 30 minutos para percorrer um trecho de 1 km (isto é literal), poluição, obras como as das marginais, ação na cracolândia e em Pinheirinho como se tudo isso fosse algo normal, aceitável ou inevitável. Quem fala alguma coisa contra é muitas vezes tachado de reclamão, inconformado, revoltado, chato ou “petista” (como se isso fosse uma grande ofensa…).
    Não é à toa que outra pesquisa mostra que 56% dos habitantes mudaria daqui, se pudesse. Vejo gente que diz que “ama SP” e se emputece quando alguém fala umas verdades aproveitar todo e qualquer feriado ou final de semana para cair fora daqui, mesmo passando horas e horas na estrada. Seria engraçado se não fosse trágico. Abraços. (LAP)

  31. Sou paulistano de nascimento, moro no Pernambuco, e tenho que ir a São Paulo regularmente para visitar meus parentes e alguns amigos. Minha família mora em São Paulo há cinco gerações. Todo ano repito a romaria.
    Contudo, tenho observado que o paulista está totalmente dissociado da realidade brasileira. São Paulo virou um gueto, lamentavelmente, retrógrado, cada vez mais bairrista, preconceituoso e arrogante. Não consigo mais me reconhecer como paulistano. Estou horrorizado.
    Você sente, ao conversar com as pessoas, que está mais parecendo ser o Brasil dependente de São Paulo e não o contrário.
    O ridículo 9 de julho está tão arraigado no sentimento paulistano que a simples menção de Vargas ou trabalhismo geram urticárias fortíssimas nos paulistanos, ofensas e até brigas.
    É de arrepiar quão obtusa tornou-se a sociedade paulistana sobretudo no que tange aos interesses dos pobres e desvalidos.
    São Paulo desse modo conseguirá ser odiado de verdade pelo Brasil Inteiro.
    Meu Deus, quanta vergonha em ser paulistano.

  32. O Datafolha é mais um dos tentáculos desta máfia/famiglia que “trabalha” há 10 anos para derrubar Dilma/Lula e colocar a chave do cofre nas mãos do tucanato corrupto. Porque eu iria acreditar nela ?
    Na minha opinião, se 50% do pessoal de SP realmente apóia este ato de terrorismo, então a coisa está pior do que eu imaginava em relação à população de São Paulo.

  33. Não pode ser surpresa, basta ver os resultados da últimas eleições em São Paulo. Os políticos do PSDB e do PFL/Demos, nos útimos quase vinte anos são comumente sempre eleitos, inclusive para os cargos de Governador e Prefeito. Lula (três vezes) e Dilma foram derrotados nessas plagas paulistas. Alkmin, católico ligado ao direitista Opus Dei, é governador pela terceira vez em São Paulo. Onde a surpresa de serem São Paulo e sua capital conservadoras, mais ligadas aos políticos de direita, mais aos direitistas? Nas vezes em que políticos de esquerda (dos que pode se dizer como tal, Erundina e Marta) assumiram na capital, foi na sequência e término de péssimos, e bota péssimo nisso, mandatados dos tradicionais políticos direitistas de São Paulo. Logo, logo os paulistas se arrependeram. Em São Paulo é assim mesmo. Não se envergonhe de ser paulista, porque apesar de tudo, demora, mas há esperanças. São Paulo, por menos que queira sua elite, é Brasil.Você sabe, claro, que a elite paulista é o sustentáculo do capitalismo selvagem neoliberal no país. Todos os instrumentos do neoliberalismo, econômicos e principalmente os financeiros, são controlados por São Paulo, que lidera a uso da mídia para desinformar e deseducar a população. Agora, essa não é uma questão de pesquisa. É uma desonestidade fazer tal pesquisa no calor dos acontecimentos, no meio das mais divergentes opiniões sobre os acontecimentos. Pedir que pessoas do povo dê sua opinião sobre os acontecimentos com cobertura de mídia tão facciosa não tem o mínimo sentido. Essa pesquisa não passa de tentativa de esconder o óbvio. Visto por qualquer ângulo, que não seja pelo viés ideológico, de defesa de grupos políticos, os recentes acontecimentos em São Paulo são inaceitáveis, seja do ponto de vista da segurança pública, da saúde pública, da justiça, e até mesmo no desrespeito aos fóruns de civilidade, aos direitos humanos. Isso, sim, é vergonhoso, mas não só para paulistas e paulistanos, mas para qualquer brasileiro ou outro qualquer cidadão que defende o estado democrático de direito e os direitos do homem em qualquer parte do planeta.

  34. Segundo o site “Brasil de Fato”,por detrás da diáspora na cracolândia está o interesse de uma grande empreiteira:”Entre um e outro crime (Moinho e Pinheirinho), o superespetáculo contra a chamada Cracolândia: a dor e o sofrimento como pedagogia. Enfim, é necessário entregar rapidamente à Odebrecht aquela área. Em ano eleitoral, não cumprir compromissos com as empreiteiras afeta os caixas- dois das campanhas.”http://brasildefato.com.br/node/8702!!!Eis o verdadeiro motivo da dispersão imposta aos usuários do local!!Enfim…..pra variar…e como não poderia deixar de ser…..as informações que vêm a público escondem as verdadeiras intenções por detrás da ação….e o paulistano “compra gato por lebre” e segue adiante,sem pensar,questionar,fuçar,se informar,dando como certas e juramentadas as notícias que esta mídia vagabunda e a serviço de interesse escusos lança nos ares…enfim…é mais uma vez a manipulação fazendo vítimas!!!

  35. Eu queria ver qualquer ação social e de saúde na Cracolândia, sem a proteção da PM!

  36. Alberto Santana, as únicas diferenças entre eu e você são os nomes e o fato de que moro em SC.
    De resto, o teu texto exprime exatamente o que penso, o que vejo e ouço e o que me acontece.
    Que pena…

  37. Que vocês são idiotas e dementes o Brasil inteiro já sabe! Mas até para vocês é espantoso tal nível de bestialidade, maldade e fascismo! Não dá para culpar só a manipulação da mídia conservadora, vocês são os grandes responsáveis, e caminharão ainda mais aceleradamente para o caos se não acordarem!

  38. caros amigos morei em sao paulo a 15 anos a 25 voltei para meu estado de pernambuco sei que a sao paulo de hoje nao e mesma de 25 anos atras os tempos vao passando as pessoas vao ficando mais nervosas e com a situaçao em que estamos vivendo em todos os estado do brasil com a violencia a droga se alastrando pelos quatro cantos do nosso querido pais em sao paulo e muito pior pos um estado do porte de sao paulo que abriga gente de todos os paises do mundo e de todos os estado brasileiros nao poderia ser diferente mais na epoca do governador brisola a siatuaçao da droga foi se espandindo pelo pais afora pos ele tinha filhos envolvidos com a droga e nao deu muita atençao a um controle da violencia no estado do rio de janeiro depos dos governos de brisola veio o de garotinho que foi outra porcaria de governo no rio de janeiro que nada fes para acabar com a violencia naquele estado nada fez pelo social nunca fizeram nada pelo social quando o governo nao faz os traficantes se soltam e levam nosss crianças para o meio do trafico muitos servem de aviao ainda pequenos e a consequencia e a morte muitos com menos de 15 anos de idade nunca vimos a imprensa falar nada sobre este asunto pos para a imprensa quanto mais desgraça mais jornal vende existem jornais por ai se voce molhar e espremer e capas de pingar sangue de tantas fotos de gente mortas a bala caros amigos lamentavelmente o brasil hoje esta passando por uma grande transformaçao politica e financeira nesta era do melhor governo que o brasil ja teve nos ultimos 20 anos eu mim lembro aqui no recife lula participou de um debate em um programa de radio e ele disse que o brasil estava doente e ele tinha como curar a doença do brasil lula nao era medico nao era nem um doutor mais era um trabalhador metarlugico que realmente curou a doença deste pais coisa que tucaneiros cheio de aneis no dedo e diplomas na parede nao conseguil a nao ser vender quase tudo que tinha de bom no nosso pais para salvar banqueiros falidos e o dinheiro sumil e ninguem mais viu hoje o brasil e respeitado e amado por quase todos os paises do mundo graças a um produto valioso chamado luiz inacio lula da silva e agora a nossa presidenta dilma fara com sua grande capacidade de ter estado com o professor durante 8 anos a sua contribuiçao que com certeza jam,ais sera esquecida a primrira mulher presidenta do brasil viva lula viva dilma viva os nossos irmaos da cracolandia viva os nossos irmao do pinheirinho tenham certeza de uma cpoisa jamais esqueceremos voces e seus massacradores desulmanos deus e testemunha mais tenha fe nele que voces sairao vencedores muita gente de muito longe estao trabalhando em prol de voces que deus vos abençoem hoje e sempre jose pinto paulista pe.

  39. A própria incompetência da Secretaria de Segurança de São Paulo em passar um mínimo sentimento de segurança à população, aliada à desinformação e ao tradicional conservadorismo da classe média são as causas deste absurdo e vergonhoso apoio à ação policialesca em locais como a Cracolândia e a Favela do Moinho. Sou paulistano e estou envergonhado de meu povo.

  40. Foram espantadas como baratas pessoas que deveriam ser tratadas como doentes.
    E a aprovação dos paulistas comprova que o país também está doente de educação, informação e tudo o mais.
    Isso me dá espanto.

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.