Medo e revolta marcam o Natal das vítimas da Favela Moinho

Neste domingo de Natal estive com familiares na favela Moinho, em São Paulo, para fazermos nossa doação anual de Natal. Escolhemos aquela comunidade após tomar conhecimento da precariedade da situação das vítimas do incêndio de grandes proporções que houve por lá na manhã da última quinta-feira, 22 de dezembro.

Veja, abaixo, o vídeo que gravamos no local. Em seguida, outras informações sobre o caso.

O local da tragédia fica relativamente próximo à Cracolândia paulistana. Ao chegarmos lá, fomos informados pela única pessoa que encontramos de que as doações, agora, deveriam ser entregues ao colégio Liceu Coração de Jesus, a poucas quadras dali, porque pessoas da comunidade estariam recolhendo doações com a finalidade de “trocar por drogas”.

Seguimos as instruções, fomos ao colégio e lá deixamos o que teríamos preferido entregar diretamente às vítimas do incêndio, até porque levávamos presentes às crianças. Todavia, alguma coisa nos fez desconfiar de que algo estava errado. A mulher que nos induziu a entregar as doações ao colégio parecia querer que saíssemos logo do local.

Após sair do colégio, decidimos voltar à favela – que, diga-se, só foi queimada parcialmente, tendo sua maior parte sido preservada. Espantamo-nos com a quantidade de pessoas que encontramos perambulando pelas ruas como zumbis.

Apesar de estarmos próximos à Cracolândia, onde é comum ver pessoas nessa situação, aquelas que víamos não eram consumidoras de drogas de forma alguma, mas apenas desabrigados ainda desorientados por uma tragédia que descobriríamos ainda maior do que imaginávamos.

Começamos a conversar com as pessoas que perambulavam pela região e depois recorremos aos moradores das casas no entorno da favela. Em todos aqueles com os quais conversamos foi possível perceber dois sentimentos gritantes: medo e revolta.

Segundo esses vários entrevistados, apesar de a mídia estar dizendo que até agora só foram encontrados três mortos haveria pelo menos trinta vítimas fatais, muitas delas crianças. Essas vítimas seriam, em maioria, do prédio abandonado que também queimou junto com os barracos e no qual viveriam muitas famílias.

O mais chocante, porém, foi uma informação repetida por praticamente todos os entrevistados, de que receberam “ordem da polícia” para não revelar o número estimado de vítimas fatais e de que haveria muitos corpos no interior do edifício destruído pelas chamas, o qual ainda não foi devidamente vasculhado porque corre o risco de desabar.

Apesar disso, foi possível ver pessoas da comunidade vasculhando os andares do prédio. E a única autoridade que vimos foi um membro do corpo de bombeiros do lado de fora do prédio. De resto, nem sombra do Estado. O local está abandonado, ainda que a vida na parte da comunidade que não queimou pareça transcorrer normalmente.

Nos últimos anos, incêndios em favelas em São Paulo viraram tão rotineiros quanto agressões a homossexuais na avenida Paulista. Esses fenômenos só confirmam o que já se sabia, que a cidade foi entregue ao que existe de pior na política brasileira. O resultado do voto irrefletido pode ser visto nessas imagens deprimentes.

Roguemos a Deus, neste dia de Natal, que tenha piedade de São Paulo e que, assim, ilumine seu povo para que na eleição municipal do ano que entra tire do poder essa quadrilha que tomou a administração da cidade e do Estado, pois viver aqui vai se tornando aterrorizante e desolador.

—–

Após gravar o vídeo acima, em busca de confirmar alguma das informações que recolhi em minha incursão no local da tragédia deparei com essa reportagem do UOL. Veja:

25.12.2011

Associação diz que 29 moradores de favela que pegou fogo estão desaparecidos

A Associação de Moradores da Comunidade do Moinho fez uma lista com 29 pessoas que ainda estão desaparecidas desde o incêndio que devastou mais de 300 barracos da favela na manhã de ontem (22).  O levantamento foi feito com base em informações de famílias que ainda não encontraram parentes, segundo informou Humberto José Marques Rocha, vice-secretário da associação.

Pelo menos duas pessoas morreram carbonizadas e quatro ficaram feridas no incêndio. Hoje, os bombeiros encontraram por volta de 8h45 o corpo da segunda vítima. O trabalho de rescaldo foi encerrado por volta de 18h desta sexta. A prefeitura contabilizou mais de 300 barracos destruídos.

O aposentado José Ribamar Rocha, 67, que mora há nove anos na favela, acredita que mais pessoas tenham morrido no incêndio. Ao lado da comunidade, há um prédio abandonado, onde moravam famílias sem-teto e era frequentado por usuários do drogas. “O prédio estava superlotado. Moravam umas 250 famílias lá. Tem muita gente que dormia lá e não vivia com nenhum parente”, afirma.

As chamas foram contidas a poucos metros dos barracos do aposentado. A área que está isolada pelos bombeiros começa exatamente ao lado do lugar onde Rocha vive. “Foi sorte que não aconteceu nada [com o barraco]. Ganhei na loteria.”

Aline Lourenço da Silva, desempregada, acredita que haja mais vítimas, já que no momento do incêndio havia muitas pessoas gritando no prédio. “Não tinha como sair dali. Teve gente que viu a pessoa pedindo socorro, mas não conseguiu ajudar”, relembra.

O prédio continua interditado pela Defesa Civil por risco de desabamento. As duas linhas da CPTM (7-Rubi, 8-Diamante) que passam ao lado da favela não estão funcionando nos trechos próximos ao local atingido pelo incêndio.

Destino das famílias

Segundo o coordenador da Defesa Civil municipal, Jair Paca de Lima, 430 famílias foram cadastradas pela Secretaria de Assistência Social.

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), que foi recebido com protesto de moradores, disse que as famílias do local já estavam cadastradas em programas sociais da prefeitura e agora serão encaminhadas para abrigos –e se não houver abrigos suficientes, afirmou ele, a prefeitura vai construir mais unidades.

A prefeitura disse posteriormente, em nota, que “todas as famílias que tiveram seus barracos atingidos pelo incêndio serão incluídas em programas habitacionais da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab)”. Os ministros Maria do Rosário (Direitos Humanos) e Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) visitaram o local e ofereceram ajuda federal.

Parte das famílias procurou abrigo em casas de amigos e parentes. Outras foram alojadas provisoriamente no Clube Raul Tabajara, na Barra Funda.

Além dos moradores do prédio abandonado, viviam na favela 532 famílias, que totalizavam 1.656 moradores, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre os aglomerados urbanos no Brasil, divulgado na última quarta-feira (21).

Área da favela é alvo de disputa

A área onde está a favela do Moinho vem sendo alvo de disputas judiciais entre a prefeitura e os moradores nos últimos anos. A favela surgiu há cerca de 30 anos, quando um grupo de moradores ocupou uma área da Rede Ferroviária Federal S/A (RFFSA). A empresa foi extinta em 2007 e todos os seus bens repassados à União. Antes, em 1999, o terreno foi leiloado a Mottarone Serviços de Supervisão, Montagens e Comércio Ltda. para saldar as dívidas tributárias da RFFSA.

Em 2006, em reunião de conciliação com a prefeitura, a Mottarone demonstrou interesse em doar o terreno para que fosse destinado aos moradores da favela, mas a prefeitura não aceitou a proposta, sob o argumento de que não era possível alojar as famílias no local.

No mesmo ano, Kassab emitiu decreto de “utilidade pública para fins de desapropriação”, medida que obriga o proprietário a ceder o terreno mediante indenização. No ano seguinte, a prefeitura entrou na Justiça com uma ação de desapropriação da área.

Em resposta, os moradores se associaram ao Escritório Modelo da PUC (Pontifícia Universidade Católica) –entidade conveniada à Defensoria Pública para defender os interesses de comunidades carentes– e entraram na Justiça com ação coletiva de usucapião em 2008. A medida é válida para famílias que morem em um local por mais de cinco anos e garante a propriedade do imóvel.

O processo está na 17ª Vara Cível do Fórum Ministro Pedro Lessa. Os moradores garantiram na Justiça o direito de aguardar o fim do julgamento morando na favela do Moinho.


Tags: , , ,

130 Comentário

  1. Lembrou-me o Rio da Guarda.
    A canalha assassina que domina São Paulo não deve apenas ser varrida pelo voto popular: tem que ser devidamente enforcada pelos crimes cometidos.
    Precisamos de um novo Nuremberg.

    • Muito bem lembrado Scan

      Devemos ter um novo processo e julgamento nos moldes ou até melhores de que Nuernberg.

      Lamentavelmente não existe a pena máxima no Brasil e portanto esta opção não poderia ser usada.

      Mas como o processo nos moldes de Nuernberg não seria um julgamento sem amplo direito de defesa como rege nossa constituição de 88, certamente os desdobramentos ainda poderão ser diferentes daqueles que nosso desejo queira impor.

      Mas concordo plenamente com V.Sa. que todos os processos dos governos devem ser amplamente discutidos, julgados e sentenciados. Todos, indiferente de sua cor partidária.

      • Como espiritualista, só posso desconfiar que Nero voltou, reencarnou e começou a fazer as estrepulias que fez com Roma e depois teria culpado os Cristãos. Nero era uma personalidade meia estranha. Há mais alguém por SP que age igual?

    • Também estive lá e vi de perto. Como me disse um morador: ‘estranho como as máquinas estão trabalhando rápido,nos escombros.Dizem que vão explodir,ou implodir o Prédio”. Eu emendei: e a Favela tem mais de 10 anos( falam de 30) e NUNCA o poder Público( ?) se manifestou, a respeito das condições de vida das pessoas que aqui vivem,não é?” Ele concordou.30 anos e nada.Com esse incêndio “oportuno”, rápidamente cadastraram as famílias e ofereceram 1.200 reais,para sair dali definitivamente,ou 300 mensais para “aluguel” (onde seria?), achando serem essas, soluções de moradia para tanta gente…Ah,os mortos podem chegar a 38.

  2. É por isso que insisto,que as doações sejam feitas UNICAMENTE NA MISSÃO BATISTA CRISTOLÂNDIA,único local com pessoas que conheço e que fazem um trabalho sério.
    Alameda Barão de Piacicaba,509 Campos Elíseos
    Atenciosamente Paola Bartolo (Professora de ballet do Projeto novos sonhos) um projeto com as crianças da Favela do Moinho.

  3. Pergunta: se voce foi até lá, por que não entrou no prédio onde estariam os corpos, ou fez um vídeo que mostrasse algo a mais do que já está sendo divulgado pela mídia?

    Se entrevistou moradores, cade as imagens? Se eles queriam permanecer anônimos, voce poderia te-los filmado de costas e alterado a voz no computador depois…

    Ganharíamos muito mais com isso…

    • É proibido entrar no prédio e ele está desabando. Queria que eu arriscasse a vida e a dos meus familiares? É isso? Quanto ás pessoas que entrevistei, não aceitaram gravar de jeito nenhum. Quando eu tirava a câmera, ficavam nervosas e me deixavam falando sozinho. Os grandes jornais vivem publicando fontes anônimas, criaram até uma CPI de um grampo que não tinha prova nenhuma além da palavra de uma revista, mas esses você certamente não cobra. Então, companheiro, vá catar coquinho.

      • Ô Novais, pergunta isso pra imprensa, que cobriu mal e porcamente esse caso! Pergunta isso pro seu prefeito, pras autoridades constituídas, que deveriam investigar esses crimes e não o fazem! Você pressiona um cara que nem repórter é mas que fez muito mais que muito jornalistazinho por aí. Por que não faz essas perguntas pro seu deputado, pro MP, ou manda essas questões pros jornais e revistas que você lê?

        • Pergunto para ele justamente porque ele teve a coragem de ir até lá. Mídia tradicional, nem a leio, não vale o meu tempo.

          Usar como desculpa que é proibido entrar no prédio? Fala sério… Entrei em Gaza atravessando um túnel vindo do Egito para conseguir umas boas imagens, como muitos outros, em busca da notícia e da divulgação da verade. Por isso me sinto gabaritado a te cobrar o mesmo. Se não queres fazer, tudo bem. Bastava dizer que não queria “arriscar” a sua vida.

          Achei que aqui seria um espaço diferente, mas se o autor do blog me manda catar coquinho na primeira intervenção…

          • mandar catar coquinho foi pouco. fui lá com a esposa, a enfermeira de minha filha caçula e o filho para fazer uma doação. O prédio pode desabar a qualquer momento. A polícia proibiu a entrada. O local está cheio de usuários de crack enlouquecidos. Enquanto isso, a família esperava para almoçarmos. Vá catar coquinho, meu caro

          • Primeira intervenção? isso está mais para trollagem!

  4. presta atenção ..2012 tende a ser igual, ou se bobear, PIOR que 2011, um ano absolutamente morno, perdido ..a blogosfera precisa também se manifestar ..isso é assunto que diz respeito a nossa tribo, a todo cidadão brasileiro, e não somente a títeres contratados pelo mercado ou pelo jornalismo ALUGADO, aquele dito de “amigos”

    O BRASIL não tem crescido no ritmo que merecia ..sobe no ranking do mundo por conta de outros que pararam ou que caíram ..gera emprego no comércio de bugiganga e perde na do conhecimento, na INDUSTRIA ..infla as estatística via câmbio descalibrado

    ..mantem-se confortável na Balança, mas a custa de venda de minério e do agro-negócio ..mantem um crescimento modesto enfim, abusando do consumismo imediatista (carros, informática, eletro, linha branca etc) e não incentivando ações mais permanentes como no desfavelamento e na INFRA

    O juros BÁSICOS continuam altos, o orçamento de 2012 já compromete quase 50% dos recursos pra pagamento de divida ..o ESTADO continua com MEDO de regular a economia, o crédito e os índices ..de usar de outras e vastas ferramentas pra controlar a inflação que não a SELIC

    e agora a razão do meu chamamento ..veja esta manchete:

    em tempos de crise o GERALDO ameaça, por antecipação, ameaça cortar gastos em 2012 por MEDO de que caia a arrecadação ..esta que estaria ameaçada pela DEPRESSÃO internacional

    OU SEJA, vivemos uma sucessão de equívocos que logo logo podem nos levar para o LIMBO e para o colo dos amigos de LEMBO

    FALA verdade, tem ou não tem gente querendo extrair desta marolinha uma outra crise muito mais profundo, esta que diga-se JAMAIS deveria ser nossa ?

    ACORDA DILMA, abaixa o JUROS e pisa fundo nos INVESTIMENTO minha filha ..deixe o excesso de superavit primário pra outros tempos, agora é hora e ações anticíclicas !!!

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,preocupado-com-a-crise-alckmin-estuda-congelamento-de-gastos-em-2012,815470,0.htm

    • Romanelli não frequenta mais o Nassif pq, te trataram mal pra variar?

      Juros é efeito não causa , detectando se a origem resolve se o efeito.

      Primeiro o conceito, juros representam a preferência temporal do consumo, como o governo tem pressa a eleição esta logo ali, gasta para por em prática seu plano de governo sem se preocupar com a responsabilidade fiscal, entra em deficít ano apos ano, no acumulado de varios governos a divida passa a ser impagável se não se tomar medidas de contenção de gastos.

      No Brasil temos um circulo vicioso que inicia se no gasto acima da arrecadação gerando um deficít anual de 160 bilhões, o correto era aumentar os impostos e cobrir este custo como por exemplo criar alquotas de IR de 30% a 50% , mas nenhum governo teve coragem ate agora sob pena de perder a próxima eleição.

      O governo brasileiro usa de um subterfugio ele emite moeda e titulos e em conluio com os bancos absorve a produtividade e ganhos de poupança do povo brasileiro.

      A grande vantagem para o governo é que a maioria do povo não vê este “golpe” e mesmo que tenha inflação de preços ela não é atribuida a culpa ao governo que se passa de vitima.

      Com estas perdas a economia vê seu nivel de investimento privado sendo “comido” tanto pela inflação como pelo desvio de investimento indo para custear os deficíts orçamentários do governo.

      O governo brasileiro não pode manter por muito tempo desta forma sob pena de matar a sua galinha dos ovos de ouro, então ele reduz o custeio, sempre nas areas onde é de fácil apelo social , reduz o investimento em saúde, educação e segurança. Assim futuramente o apelo para que ele retorne aos gastos seja mais fácil inclusive retornar a niveis ate maiores que antes( é o truque do bode na sala ).

      Então ele afroxa e solta ou aperta de acordo com os ganhos de produtividade e poupança do povo.

      Juros é um problema de prioridade politica e não economico, ou se escolhe ganhar a eleição ou se escolhe ser estadista.(não tem como se consumir e poupar, não tem como reduzir deficíts e gastar etc.)

      • Oi Aliança ..bem, não concordo com o seu conceito de JUROS (aliás, vc já devia imaginar), não o que vemos dele na nossa prática ..ademais, do tal déficit que disse, não se esqueça, dos 160, R$ 240 bi ali são juros administrados (e outra boa parte INVESTIMENTO e previdência, coisas distintas)

        ..hoje o risco país é baixo, nossa divida cadente, e a arrecadação crescente, aqui é o paraíso mais seguro do ocidente ..tínhamos tudo pra estarmos com o juros (nominal e real) baixos, ainda mais se optássemos por medidas mais pontuais e eficientes, que pudessem SIM controlar a atividade e a INFLAÇÃO, mas via prazos, linhas e recursos, e não necessariamente só com o juros (custo pro Estado)

        ..fora ainda que aqui em Pindorama o governo tem medo de não propor a DESINDEXAÇÃO e a desazonalizaçção dos índices (o que é bem diferente de expurgo) ..

        Sobre minha participação no BLOG do Nassif

        eu fui EXPULSO de lá pelo Nassif, não sem antes ele me injuriar e ofender, e imediatamente retirar o meu cadastro pra que eu não pudesse responder nem me defender (uma covardia mesmo)

        ..fui expulso pq reclamei que por 3 vezes, sem ofender ninguém, eu fui DEDADO por colegas inconsequentes que diziam que eu era TROLL e contra o governo (vê se pode, justo eu que lá fui pioneiro em defender o governo LULA), diziam que meus comentários deveriam ser deletados

        ..inclusive na 3a vez que fizeram até o Nassif me deu razão ..ele ESCREVEU que NÃO via motivo para tal pedido deles (numa das vezes feitos por uma tal sobrinha do Mino Carta), mas que mesmo assim ele não restabeleceria o meu escrito (incrível a lógica dele)

        ..a gota d´água, do que sei, veio depois, por eu tê-lo questionado em um texto DELE aonde ele mesmo misteriosamente elogiava os agro-boys e Blairo Maggi numa tacada ..isso num texto em que ele dizia de uma palestra em que era convidado e mediador no Chile ..e eu, por tê-lo perguntado de QUEM o teria financiado em tal visita – pra que ele pudesse escrever tal artigo -, e aí, dele, recebi maior esculacho

        ..sei lá, ele agiu como quem devia, entende ? ..e ao final disse que o patrocino foi feito pela BAYER e que não havia interesse cruzado (sei sei, isso pq ela é das MAIORES produtoras de sementes transgênicas do mundo) ..pior mesmo foi a coincidência que no dia seguinte o governo disse que o Estado de Blairo era novamente o que mais desmatava entre a gente (ponto pra mim ..novamente)

        Sabe, confesso que fiquei decepcionado com Nassif ..eu não sei dos outros, sei de mim, sei que não sou e nem merecia aquela avalanche de destrato, de OFENSAS mesmo que inclusive envolveu a MINHA família que ele nem conhece

        ..sei que ele já foi processado no passado (no tempo que ele era da Folha, apoiava o Serra – até 2006 – , era quase do PSDB, da USP e da CULTURA) e que foi condenado até com prisão por ter injuriado alguém (esta na wikipédia)

        ..até então eu achava que era coisa da “oposição”, aliás, eu até liderei um movimento que pretendia arrecadar dinheiro pra ele se defender contra a ABRIL ..mas não, depois do que passei sei que ele não mede esforços pra desconstruir e tentar destruir quem o desafia, ou quem simplesmente discorda dele

        Imagine ..imagine um JORNALISTA ter medo de perguntas, perguntas escritas ..imagine um JORNALISTA que não rubra em te DELETAR, e junto com isso suas idéias e participação de 3 anos neste atual blog dele (pode ver, todos os meus comentários e réplicas DESAPARECERAM, meus debates com você e com os outros)

        ..isso me remete ao império romano censurando os templos de Alexandria, o Egito ..ou a igreja católica da Idade média, os NAZISTAS,. à ditadura e as práticas do “seu Frias” que a ele deu anos de guarida e que ele tanto admira (junto com o Aécio)

        mas ..mas como aqui na terrinha não temos um código de ética para a mídia ..a ação dele passa desapercebida ..afinal, afinal eu pra ele sou só mais uma mosca que ele tenta esmagar com os dedos ..afinal, ele pensa, afinal ele apoia o governo e tem até programa na TV publica .. e eu, pensa, oras vá, eu sou só um brasileiro anônimo a mais que não merece consideração nem respeito e que se bobear, com a influência dele, ele desliga

        abrá

        • Eu lamento o ocorrido vc faz muita falta, a maioria dos comentaristas são “focas amestradas” só batem palmas não tem senso critico e opinião própria.
          .

  5. É incrível o número e a violência dos incêndios em favelas de São Paulo nesses últimos anos. Vale um esforço de reportagem fazendo um balanço.

  6. Bom…
    O Eduardo podia pedir pra quem estava entrando no prédio pra filmar os supostos corpos…ou pedir pras pessoas fazerem uma lista com os nomes dos desaparecidos…teoria da conspiração virou moda aqui…

  7. Será que paulistas e paulistanos principalmente não se deram conta de que são governados por verdadeiros seguidores de uma politica higienista?Tanto Alckmin quanto Kassab governam para uma elite que sempre se associou a bandidos nacionais ou estrangeiros para espoliarem o povo e o pais.Tanto Alckmin quanto Kassab sempre tiveram na quase total ausencia de politicas sociais em seus governos o objetivo de eliminar os pobres ou pelo menos diminuir drasticamente o numero de pobres tanto na cidade quanto igualmente no estado.Tanto Alckmin quanto Kassab querem eliminar tanto os cidadãos que não são produtivos(idosos,crianças e deficientes)quanto indesejaveis(nordestinos,desempregados,moradores de cortiços e favelas)e isso fica escancarado tanto na situação comatosa em que se encontram saude e educação públicas,quanto nos incendios criminosos ocorridos ao longo desse ano de 2011.

  8. Eduardo!

    O prédio abandonado é federal.
    Por que o governo Dilma teria interesse em esconder os mortos?

    Paulo

  9. Não precisa ser um gênio para perceber o caráter criminoso dessa barbaridade, infelizmente a cara de um Estado nazi-fascista como o seu, do qual saem animais como os trolls imbecis que relincham absurdos nesta página. Infelizmente, cabe aos poucos que pensam em seu estado iniciarem uma mobilização para que o cidadão comum, vítima da própria burrice e alienação, compreenda que o PSDB é o único responsável pela decadência acelerada de São Paulo(a âncora do Brasil)e retire essa corja, junto com todo o bando de lacaios que os defendem na INTERNET, para sempre da realidade coletiva de vocês.

  10. Edu,

    Moramos a poucas quadras da comunidade do Moinho e estivemos por lá desde sexta-feira.

    Conversando com algumas pessoas ouvimos relatos de mães que jogavam seus filhos do alto do prédio em chamas para outros moradores apanhar e de pessoas que morreram ou foram levada a hospitais e não retornaram… Imagino que organizações de Direitos Humanos ou a Associação de Moradores possam fazer algumas denúncias com nome e sobrenome.

    Só não entendemos como um assunto que atingiu tanta gente sumiu de forma tão rápida do noticiário…

    Além do local indicado nos comentários para recebimento de doações há também a UBS que está atendendo os desabrigados na Rua Boracea, 270 e um galpão da igreja católica na Alameda Eduardo Prado, 108. Há também uma creche na comunidade e a associação de moradores (mas não temos o endereço).

    Recomendamos a doação a alguma instituição (qualquer uma) do que aleatoriamente aos moradores para propiciar que todos possam ser beneficiados/as e não uns mais do que outros. A ajuda se torna mais importante no momento em que menos gente se mobiliza para apoiar.

  11. Esses incêndios nas favelas de São Paulo estão me parecendo muito suspeitos. O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM SÃO PAULO, SANTO DEUS? Tanta intolerância, tanto preconceito. Vivi 20 anos nessa cidade, anos 70 e 80, e ela me acolheu muito bem, mas parece que nos últimos 20 anos ela se transformou numa a cidade de extremistas, racistas e alienados. Que pena! Deus ilumine a todos em 2012.

  12. Além da limpeza etnica, há interesses imobiliarios, ocultamente estes incendios foram muito bem estudados e se houvesse uma investigaçao por PFs hiper selecionados, descobririamos que os Prefeitos e Governadores estao envolvidos??? ….Hoje vi a GCM agredindo os moradores que teimam e voltar para reconstruir seus barracos(lares) para ter um lugar digno para morar, foi uma pouca vergonha, os Guardas Municipais fortementes armados espancando familias esfomeadas e sem destinos. Este é o desgovernos que acontece a 20 anos em São Paulo. Mas só TV RECORD está divulgando??? Falta uma organizar em Sao Paulo, uma mobilizaçao estigo Greve GEral contra estes canalhas que privatizam e roubam os cofres publicos com ajuda de todos os Orgaos Publicos que foram corrompidos e em especial os Tribunais de Justiça que sao totalmente corruptos.

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.