Veja ilustra por que a mídia precisa de leis

O silêncio da grande imprensa em torno dos fatos que culminaram com a reportagem de capa da edição da revista Veja desta semana, tem duas explicações: a primeira é a de que a matéria é um amontoado de suposições e de “escandalização” do nada; a segunda, é o crime que o veículo cometeu na tentativa de conseguir alguma sustentação para o que publicou.

A matéria, primeiro. Constata que José Dirceu tem relações com políticos do PT, alguns dos quais estão no governo. A matéria poderia ter ido mais longe. Dirceu tinha relações com Lula quando presidente e agora tem com Dilma. Se ela não o visita, ele a visita. O fato de ele estar sendo investigado no inquérito do “mensalão” não o impede de ter relações políticas.

Tudo passaria como apenas mais uma demonstração de jornalismo irresponsável e antiético entre tantas outras que a revista da família Civita já deu. Desta vez, porém, ocorreu um fato espantoso, a despeito das suposições da revista sobre irregularidade que inexiste no fato de Dirceu se reunir com membros de seu partido ou de outros. Esse fato é o gerador do silêncio.

A Veja foge de se aprofundar no fato de ter hospedado seu jornalista no hotel em que José Dirceu se reúne com políticos em Brasília e de que este tentou invadir o apartamento do ex-ministro. Entrar no apartamento alheio em um hotel enganando a camareira, é crime. Pouco importa o que Dirceu estava fazendo.

Mesmo se o repórter tivesse conseguido esconder um equipamento de escuta no quarto de Dirceu, ou uma câmera, ou coisa que o valha, nada do que obtivesse por tais métodos seria legal. Na verdade, seria criminoso.

Há dúvida de que o repórter da Veja tentou invadir o quarto? Os testemunhos de funcionários do hotel não valem? O Boletim de Ocorrência não é nada? O fato de o repórter ter pedido para ficar no quarto ao lado do de Dirceu, não indica nada? Há alguma diferença entre os métodos da Veja e os do jornal britânico The News of the World?

E o principal: quem investigará o que ocorreu? A Polícia Federal? A de Brasília? O Congresso? A classe política aceitará que órgãos de imprensa invadam suas casas em busca de provas contra seus membros? É democrático e republicano que se possa invadir a casa de alguém sem ordem judicial, sem sustentação nenhuma?

O cerne da questão é a regulação da imprensa. A “reportagem” da Veja deixou claro que a brasileira usa métodos iguais ou piores dos que já se vai descobrindo que eram usados por parte da imprensa britânica e que, por lá, estão gerando um escândalo de proporções gigantescas, que inclui até prisão de jornalistas.

E ninguém fala em “censura”, por lá.

O que a Veja acaba de fazer só comprova que este país não avançará sem leis específicas e abrangentes para o exercício da atividade jornalística e sem limites éticos a tal atividade, e que não se pode justificar que a imprensa cometa crimes alegando que os comete para combater outros supostos crimes.

O silêncio em torno da constrangedora matéria da Veja e do ataque criminoso da revista não esconde pudor, mas consciência de que, se esse debate avançar, ficará muito claro o caráter imprescindível de um projeto de lei com regras e limites ao exercício da atividade jornalística e com mecanismos de punição de excessos como o que acabamos de ver.

Se mesmo com a comprovação cabal de que a imprensa brasileira comete crimes iguais ou piores do que os da britânica o governo Dilma não enviar de uma vez ao Congresso um projeto de lei de regulação da mídia, haverá uma crise institucional no Brasil. E todos nós sabemos como sempre acabaram as crises institucionais neste país.

Tags: , , , , ,

254 Comentário

  1. Pois é; espera-se que outros, além de você Eduardo, coloquem em pauta essa violação (mais uma…) dos princípios mais básicos de ética jornalística, e dos códigos civil e penal, por esse periódico que não serve nem para “forrar a caixinha” de cães e gatos. José Dirceu, suponho, entrará com processo (mais um…) contra a empresa dos Civita; mas a coisa não pode se limitar a isso. É preciso que os fatos ocorridos no Hotel Naoun Plaza venham a público com a justificada intensidade. É claro que o restante da mídia, como de praxe, nem tocará no assunto; mas o governo, por força da polícia e do judiciário, juntamente com o ‘pouco, quase nada’ que existe de mídia confiável em nosso país, têm de dar o devido destaque a tais ações criminosas dessa revistinha desprezível. O ocorrido deveria ser usado para ilustrar, de forma inelutável, o que se pretende com a regulamentação da mídia. A meu ver, o que se passou em Brasília seria uma deixa perfeita para que o governo Dilma incluísse em sua ordem do dia, a versão tupiniquim da “Ley de Medios”. Pena que, certamente, isso não será feito… O marasmo e o desgaste progressivo do governo Dilma, acho eu, vão continuar; e todos sabemos aonde, ou em que, isso vai terminar… Certamente, não em algo que seja bom e conveniente para o Brasil e seu povo!

  2. E o site http://pontoecontraponto.com.br/?p=6507 PROVA tecnicamente que as fotos de pessoas no corredor do hotel, com ou sem o José Dirceu, foram tiradas por câmera de espionagem, não são imagens das câmeras de segurança do hotel. Portanto, crime de invasão da privacidade, (não do hotel, mas de quem instalou o equipamento espião), pior ainda porque fotografa ministro de Estado brasileiro. Por muito menos do que isso (grampeamento de conversas telefônicas), uma revista de grande circulação foi fechada na Grã-Bretanha, seus donos tiveram de responder ao Parlamento britânico, estão sendo processados, etc.

    • Estamos no Brasil onde uma turma de togados tem como princípio não a JUSTIÇA,mas defender os seus,ou seja,os tungamos emplumados e seus aliados do PIG.Ah que falta nos faz um Chaves ou uma Cristina.

    • Ministro de estado??!!??

      • “Ministro de Estado” é o título dado a um cargo político do Poder Executivo do Brasil que responde diretamente ao Presidente da República. A um ministro, compete dar rumo estratégico às áreas de interesse da nação, como educação, saúde, cultura, trabalho ou transportes, etc.

      • Pimentel, um dos fotografados, é ministro de Estado, até prova em contrário…

    • Mas lá tem JUIZES né aqui temos gilmar dantas!

      • No STF temos o Gilmar Dantas para dar facilidades aos mafiosos.

        No Fórum de Pinheiros a famiglia Civita tem facilidades. Assim eles conseguem praticar os danos morais e as invasões de domicílios.

        “Ley de Medios” neles”.

    • Mas se fosse na Inglaterra, nada disso teria acontecido, pois o Zé Dirceu não estaria hospedado em hotel 5 estrelas. Ele estaria sendo filmado por câmeras de segurança de algum presídio inglês.

  3. A não escandalização de Murdoch por aqui é é mais grave do que o fato em si.
    Triste Brasil.
    Como se vê, quando deveria estar havendo uma grande repercussão por conta desta arapongagem da Veja, paira o silêncio, nenhum veículo tratou do assunto.
    Por conta da desastrada operação do 007 do Civita, não repercutiram nem mesmo a capa da Veja.
    Isso aqui seria um verdadeiro paraíso para Murdoch
    Se cuida Lula, se cuide quem não é do agrado da Veja pois, pelo andar da carruagem, estarão vós com o direito de ir e vir limitados, pois que filmados por onde ides
    É mole né
    Ah, como nossos Murdochs não são bobos coisa nenhuma, talvez até algum colunista venha a público dizer que a Veja errou e, claro, farão isso não como autocrítica mas como forma de dizer que só a Veja faz isso.
    Quando estouro o caso Murdoch a mídia nacional agiu desta forma, ou seja, criticou Murdoch como forma de dizer-se ética
    Deus tá vendo!
    Se tivessem feito autocrítica e se consertado não estaríamos assistindo a esta arapongagem do Civita

    • Todos que veem o tamanho do crime cometido por Veja e o perigo advindo desse crime para o Brasil e nosso projeto de país deve enviar email de repudio e cobranca para os jornais revistas tvs radios e p o congresso para exigirmos punicao e mais, a lei que regulamente essa atividade que não é divina para ter imunidade universal para fazer o que bem entender.

    • Spin, você se lembra do top top do Marco Aurélio Garcia? De como a Rede Globo flagrou o Marco Aurélio fazendo top top? Eu acho que não é de hoje que a imprensa instala aparelhos de espionagem para flagrar qualquer coisa, e depois justificar uma campanha difamatória. É preciso a Lei dos Meios de Comunicação, ou Aécio ganha as eleições em 2014 com um pé nas costas.

      Só uma notícia mais: o PMDB abandonou o bloco de oposição na Assembleia Legislativa de Minas, o Minas sem censura, e vai aderir ao Anastasia fora da lei. O PSB está mais próximo de Aécio do que de Dilma. Se Lula não for o candidato em 2014 ESTAMOS PERDIDOS (digo perdidos para não usar outro verbo mais a propósito, mas que é vulgar).

  4. Em tempo: o sr. Rogério Tonato, gerente do hotel Naoum, telefonou para este ansioso blogueiro às 20h40 deste sábado e informou que já consultou os advogados do hotel para estudar como processar a revista Veja. Ele informou que o hotel existe há 22 anos e que isso jamais aconteceu. (O gerente respondendo ao PHA que o hotel Naoum não foi cúmplice do crime da Veja http://altamiroborges.blogspot.com/2011/08/dirceu-processara-veja-e-o-ze-cardozo.html

  5. Só que com esse fato a Veja deu ao que a criticam o que eles precisavam, provas de que a Veja é capaz de tudo para atingir os seus fins e para piorar a situação, o escândalo Britânico cai como uma luva pra demonstrar que a Veja vem cometendo crimes. O bom nesta história é que ela não poderá falar que isso é intriga dos inimigos, pois ela se utiliza de exemplo desses países para justificar suas mazela aqui no Brasil.

  6. Um conselho aos amigos do blog: Nunca cometam o mesmo erro que cometi esta manhã….
    Ao acordar ( de ressaca) caí na bobeira de dar uma olhada no blog daquele imbecil do R. Azevedo……..não conseguí segurar e saí correndo para o banheiro e vomitei como nunca…..Tá certo que a ressaca ajudou, mas o que aquele idiota escreveu hoje é nojento. (pior é seus leitores amestrados). Ler aquilo já é masoquismo……

  7. Ainda que não se simpatize com o Dirceu. Querem explorar a fraqueza humana da empatia com o personagem para avançarem celeres na violência institucional
    Eles, esses grupos, querem alcunhar isso de trabalho de imprensa, uma farsa criminosa.
    Se aproveitam por que temos legisladores que se borram de medo de confrontá-los com ética que apregoam, para não serem vitimas do poder que lhes foi permitido. Estão emparedados pela complacencia cumplice, pela anuência em troca de visibilidade, e pela cultura, falsa e pueril, da fama, para angariar dividendos. Se tornaram refens, enfraquecendo toda a cidadania.
    .

  8. Certa ou errada a atitude de qualquer político, em legistatura ou não, seja de que partido for, deixo para uma outra ocasião.

    O que está em pauta e temos que discutir urgente, é o comportamento disforme, predatório, criminoso, sociopata e desligado de qualquer senso de justiça social que a imensa maioria, infelizmente, de nossa mídia pratica. Ética e deontologia são códigos de conduta profissional que passam anos luz das salas (recuso usar o termo redação) destes veículos de desinformação e factóides. Assim como religiões usam o nome de seus deuses para justificar e praticar pilhagens e massacres pelos milênios da existência, a imprensa usa o deus da auto-regulamentação e transforma liberdade em libertinagem de expressão para justificar e praticar centenas de assassinatos sociais, quiçá coisa pior (alguém lembra da Escola de Base?) pra ficar só nesse pequenino exemplo. É uma imprensa, e acrescente aí seus empregados, crescida nos louros do totalitarismo latino, aristocrática e acostumada a servir de garoto de recado escuso para toda e qualquer forma desumana de ditadura, de direita e esquerda, e que hoje se cobre em vestes democráticas, mas esconde por baixo da putrefata pele as entranhas facistas de quem as dirige. Uma imprensa que historicamente sempre foi contrária a democratização da América Latina porque sabe que o peso da verdadeira democracia, a participativa, e não a delegativa, como temos em nosso país, é inviável para a sustentação do modelo mídia-de-poucas-famílias que defendem. Sem pressão social, esse modelo totalitário/aristocrático jamais mudará!
    Por tudo isso e muito mais é urgente que a sociedade civil exija deste governo letárgico uma regulamentação para frear esse trem doido, esquizofrênico patológico que devora tudo e todos que se atrevem a enfrentá-lo.

    Sem Ley de Medios e sem Reforma Agrária não há democracia!

  9. Edu e demais comentaristas.
    Em comentários anteriores, um troll questionou qual seria o crime praticado pela Veja ou pelo repórter.
    Aqui está uma matéria que dá um pouco de informação. Não de todos os crimes, mas alguns que poderão dar base a que a PF entre no assunto.
    Ela mostra tres coisas:
    1) para ser PIG não basta ser leviano e maldoso, tem que ser bandido
    2) para trabalhar no PIG precisa ser bandido igual aos patrões
    3) para ser troll não precisa entender de nada, basta ser ignorante e cumprir as ordens de quem está pagando.

    http://pontoecontraponto.com.br/?p=6507

  10. Li a reportagem antes de opinar, para não fazer juízos precipitados.

    Pois bem.

    Estou escandalizado, não com o teor e conteúdo da reportagem, no que vi pura elocubração, um exercício de “Teoria da Conspiração”, mas sim com a VIOLAÇÃO DOS DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS, com o ATO CRIMINOSO, violador da liberdedes constitucionais.

    Faça-se denúncias, mas embasadas, primeiro, em provas concretas, segundo, lícitas!

    Que distância guarda a reportagem dos métodos utilizados para a fabricação de supostos dossiês!?

    Mas, o mais grave de tudo é o perigo a que estamos expostos de termos nossas vidas devassadas por esse rolo compressor, e o pior, sem chance de defesa e igualdade de condições para tanto.

    CRIME. ATENTADO CONTRA OS DIREITOS, GARANTIAS E LIBERDADES CONSTITUCIONAIS!

  11. Parabéns a para a veja, imagina se toda a imprensa e os blogs fossem “chapa branca”, cadeia pro mafioso e não para o jornalista que faz jornalismo livre, francamente!!!

    • Fugindo de hotel sem pagar a conta e tentando invadir um apartamento daquele hotel… Isso é jornalismo, é?

    • Jornalismo livre ? Onde ? Na veja ? Você tá bem ? Respire, raciocine, com calma. Ligue o tubo rápido ! Cara, chame um médico já !!!

    • Esse rapaz só deve ser de outro planeta! Nunca aprendeu o que é cidadania e muito menos sobre direitos e garantias fundamentais!
      Quero só saber dele, se qualquer um pode invadir a casa dele sob qualquer pretexto?

      Isso é jornalismo?

      Parece coisa de terror cometido por quem não se submete às leis vigentes no país!

      Mas, isso parece que está perto de começar a mudar… breve…

    • Pois é. Tem bandido pra tudo, inclusive para defender outros bandidos.

    • Vamos conversar que não foram espionar a vida de nenhum cidadão de bem!

  12. Edu, seu blog é seguro?

    Pode ser que a VEJA mande invadí-lo e instalar “programas com vírus” que roubem o conteúdo pessoal de nossos computaores, e-mails etc.

    Depois dessa, não dúvido!

  13. Daqui a pouco sairei para almoçar e, como sempre faço, passarei na banca de revistas para comprar a Carta Capital (desisti de assinar porque o sistema de entrega é péssimo).

    E provavelmente verei, como de outras vezes, cidadãos com aparência respeitável comprando o seu exemplarzinho daquela revista imprópria, estampada no topo deste artigo.

    O que me impressiona é que às vezes alguns levam o kit completo do lixo mediático semanal, ou seja, além da já mencionada porcaria levam também as suas coleguinhas semanais, e que costumam operar sincronizadas.

    Enquanto isso o PT autista prefere enfiar o rabo entre as pernas ao invés de se inspirar na presidenta hermana e lançar a Ley dos Medios.

    Paciência, cada povo tem o governo e o destino que merece . . .

  14. Quando será que o “Poderoso Chefão” da famiglia Civita fará a sua oportuna e cínica “declaração de princípios”. Como diz o Paulo Henrique Amorim, meios e fins eles (a corriola do pIG) já têm, desde os tempos da “ditabranda” (para eles que tantos dividendos colheram da despudorada associação com ditadores, de conduzirem militantes de oposição ao matadouro e de denegrirem a imagem das vítimas). “Saudosos” tempos durante os quais puderam consolidar os seus respectivos impérios eliminando concorrentes pelo ardil, sujo, servindo-se do poder militar ao qual aderiram interesseiramente, como parasitas. Ou as forças políticas e o Judiciário da nação desmontam, já, esta rede de comunicações que faz uso de chantagens e espionagem em favor da propriedade cruzada de meia dúzia de mafiosos de punhos de renda, ou o Brasil não ingressa no século XXI como uma democracia de fato. A estrutura da comunicação atual IMPEDE que o país tenha uma oposição autêntica, baseada em princípios e com propostas alternativas válidas. A oposição vazia e corrupta de hoje é pautada pelo PIG. E ao que parece o governo também. Todos, de oposição ou da situação, principalmente os últimos, estão à mercê das chantagens da quadrilha midiática que age impunemente. Os da oposição, corruptos ou não, que por ora são poupados, não se enganem. Caso voltem ao poder serão chantageados e farão o que o PIG quiser. A raiva do PIG é esta: nos últimos oito anos não fizeram o presidente (títere) como antes, através do capo Roberto Marinho (secundado pelos anti-brasileiros Civitas, Mesquitas e Frias). Gostaria de ver o dia em que as comunicações serão faxinadas, saneadas e re-equilibradas no país.

  15. Se depois deste duplo crime (tentativa de invasão de domicilio + camara escondida) nada acontecer com a Máfia Midiatica comandada pela Veja/Instituto Millenium, ANJ/SIP, terei certeza que nossa “Democracia” e seu “Estado de Direito” resultante não passam de falácia. Com Lula ou Dilma ou FTHC, ou seja quem for a marionete desta canalha que – tudo indica – possui este país e a nós outros…

    Mais um Caso de POLÍCIA este #VejaInvaders . Nojento…

    E, como vc bem lembrou na conclusão do seu texto, sabemos bem como terminam as ‘crises institucionais’ que são fabricadas no país.

    Forte abraço, Edu.

  16. Nossa que milagre!!!!!!! contei apenas um apoiador da veja, cade o Cristoph(ex campineiro) e seus semelhantes. Isto prova que contra fatos não há argumentos, chegamos ao limite, assim como a Veja e demais orgão do PIG arruinam a vida de muitas pessoas e instituições, levantando falso (não nos esqueçamos do caso da Escola Base de São Paulo), é hora de de tomarmos atitudes concretas para se colocar ordem no galinheiro. Grande abraço Edu de um militante da UPOP-JA Universidade Popular Juvenal Arduini de Uberaba

  17. Até parece que alguém pega uma raposa como Dirceu, é mais fácil prender o Curupira, Boitátá, Loira do banheiro, provar que o Sací Pererê tem 2 pernas e mora no fundo do mar………. do que alguém pega-lo….kkkkkkkk O cara é profissional meus caros……Maluf tá preso? ….kkkkkkk Realmente ele é a cara do PT, ou dá ou desce………kkkkkk

  18. É isso aí Edurdo, mesmo sabendo que será dificil a regulação da mídia no Brasil, não podemos parar de bater nessa tecla. Você, que é um dos maiores formadores de opinião no Brasil, tem que seguir nessa linha, e nós vamos juntos!

  19. Eduardo,

    Esse tipo de “jornalismo” proporcionou uma grande revolução gramatical no que tange os sinônimos, então vejamos: inVeja = organização criminosa; liberdade de imprensa = descumprimento descarado dos preceitos constitucionais; jornalista = meliante; editorial = ofensa da dignidade humana; reportagem = invasão de privacidade; capa de revista = difamação, calúnia e injúria; pauta = obtenção de provas por meios ilícitos; e PIG = garantia de exclusão da apreciação do Poder Judiciário de lesão ou ameaça a direito.

  20. EDU, é desanimador e desencorajador saber que os Poderes da República não tem a devida coragem de enfrentar o PIG.
    É o cúmulo do absurdo o governo ficar de braços cruzados diante dos crimes cometidos pela VEJA.
    Qual é a função do MPU ? Onde está o Congresso Nacional ? E o Executivo ?
    No futebol e na política, quem não faz gol, leva… assim, para a nossa infelicidade em já sei como vai terminar esse jogo.

  21. Esse tipo de “jornalismo” proporcionou uma grande revolução gramatical no que tange os sinônimos, então vejamos: inVeja = organização criminosa; liberdade de imprensa = descumprimento descarado dos preceitos constitucionais; jornalista = meliante; editorial = ofensa da dignidade humana; reportagem = invasão de privacidade; capa de revista = difamação, calúnia e injúria; pauta = obtenção de provas por meios ilícitos; e PIG = garantia de exclusão da apreciação do Poder Judiciário de lesão ou ameaça a direito.

  22. Dizem que o costume do cachimbo entorba a boca, isto é verdade, o Civita entortou a bocarra ao manter este modus operandi sem perceber que a qualquer momento a casa poderia cair

  23. eu queria que o povo se interessasse mais por estas denúncias e peço socorro ao ministério público, tribunal de contas… justiça brasileira.
    O excesso maior estão cometendo os políticos que precisam comer CADEIA!!!!!!!!!
    Parabés à VEJA pela coragem de denunciar e investigar o que as outras se abstém.
    se o seu repórter cometeu excessos, ainda bem que foi com corruptos que não deviam ter direito a NADA!!! a não ser devolver o que tiraram dos cofres públicos.

  24. Se deu na Veja é crime !

  25. Suas colocações são corretíssimas! CHEGA DE ATURARMOS O BANDO DE MARGINAIS QUE FAZEM PARTE DESSA REVISTINHA CANALHA AGINDO IMPUNEMENTE! Marginais que vão desde os proprietários, a classe dominante cuja defesa dos privilégios são o único motivo das reporcagens dessa merda e a horda de degenerados que compõem seus “jornalistas” amestrados. Não é de hoje que a Veja acumula crimes, anexa ao seu histórico de canalhices centenas de matérias sem qualquer fundamento, “reportagens” que nascem apenas da “criatividade” das mentes doentes que “trabalham” naquela porcaria. A lista é imensa : “dólares de Cuba”; “vinculação do PT com o narcotráfico”; “contas no exterior de Lula e aliados”, etc. TUDO MENTIRA, TUDO ARMAÇÃO, TUDO CALÚNIAS QUE NÃO GERARAM CONSEQUÊNCIAS MAIORES PARA ESSES CANALHAS DO QUE MEROS PROCESSOS CÍVEIS; LEVADOS A CABO DURANTE ANOS(COM INFINDÁVEIS POSSIBILIDADES DE RECURSOS); FINDO OS QUAIS, A REVISTINHA CANALHA APENAS TEVE QUE PAGAR INDENIZAÇÕES, COM VALORES QUE JÁ ESTÃO PROVISIONADOS POR ELA(E POR TODOS OS ÓRGÃOS DE NOSSA MÍDIA CANALHA, ESPECIALIZADA EM PUBLICAR MENTIRAS E ARMAÇÕES CONTRA AS FORÇAS POPULARES)E ORIGINAM-SE NOS MILHÕES EM DINHEIRO PÚBLICO QUE RECEBE DOS GOVERNOS CONSERVADORES; COMO O DE SÃO PAULO; QUE SÃO OS SUSTENTÁCULOS FINANCEIROS DESSES MARGINAIS, USANDO PARA TAL “CONTRATAÇÕES” ILAGAIS DE ASSINATURAS, PAGAS COM O DINHEIRO DOS IDIOTAS SULISTAS QUE OS ELEGEM. Seu raciocínio é perfeito : se o restante dos coroneís eletrônicos calou-se diante do espetáculo de trogloditismo dos fanáticos da Veja, não foi por não apôarem, mas por perceberem que taticamente seria suicídio. Num momento em que o planeta escandaliza-se diante da atuação criminosa da mídia inglesa(a menos regulada da Eurpoa, mas ainda assim muito mais regulada que a brasileira, a qual não possui controle nenhum), cujos crime despertaram naquele país, e em todos os seus cidadãos, a necessidade urgente de aumentar a regulação dos meios de comunicaçãoo(não por verem isso como censura; só os cínicos da direita que têm a cara de pau de associar regulação à censura; mas exatamente para que com a regulação tenham mais democracia; ou seja, com a regulação garantam o direito de todos se expressarem, fornecendo seus diferentes pontos-de-vista, e que a necessidade de informar não seja a desculpa para bandidos tentarem impor sua opinião, denegrir reputações com mentiras ou violarem os direitos humanos). Pois bem, num momento em que questões como essas ganham a pauta mundial de debate, impulsionadas pelos crimes dos bandidos da mídia inglesa; “levantar a lebre” dos crimes da Veja, bem piores do que os dos capangas de Rupert Murdoch; seria atrair a atenção, fazer as pessoas despertarem para a obviedade de que no Brasil; não apenas a Veja, mas todo o resto da oligarquia midiática; comete atos muito mais vis sem sofrerem qualquer tipo de punição. Ao contrário, têm a cara de pau de posar de “isentos”, censurando quaisquer discussões sobre a necessidade urgente de garantir-se a democratização das comunicações neste país, as quais são controladas por essa oligarquia, que as usa como arma para a defesa dos seus interesses políticos, censurando todas as pessoas e/ou opiniões que os contrariam, além de assasinarem a credibilidade dos que ousam enfrentá-la. Se é evidente que os barões da comunicação procurarão censurar o surgimento desse debate, é necessário que nós; Sociedade Civil e mídia alternativa; tragamos essa questão para o centro da pauta político-social. E utilizar momentos como esse, onde ainda vivencia-se o impacto de mais um dos crimes da mídia, é excelente para conseguir-se conscientizar o grande público(ainda bastante alienado e desinformado nesse assunto)sobre a necessidade inadiável de democratizar-se as comunicações neste país, sem a qual a liberdade de expressão, e a verdadeira Democracia, jamais existirão no Brasil. Não percamos essa chance; vamos às ruas, aos sindicatos; às organizações populares; mostremos a cada brasileiros, cada homem e mulher deste país como a prepotência e a impunidade dos barões da comunicação são uma agressão à liberdade e à dignidade de todos os cidadãos.

Trackbacks

  1. REPÓRTER DA VEJA TENTA INVADIR APARTAMENTO DE DIRCEU PARA FABRICAR MATÉRIA « LIBERDADE AQUI!
  2. O que marcou a política em 2011 | Blog da Cidadania

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.