Militantes da ‘faxina’ reeditam o Cansei

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

Quem chegasse hoje ao Brasil e lesse os jornais imaginaria que há uma guerra contra a corrupção liderada por uma imprensa idealista. O noticiário exacerbou exponencialmente aquela “cruzada ético-midiática” que permeou a década passada. Se, durante o governo Lula, havia alguma denúncia todos os meses, no governo Dilma o processo foi elevado ao cubo, com várias denúncias sendo espalhadas ao mesmo tempo.

Após os ministros da Casa Civil, da Agricultura, dos Transportes e da Defesa, entraram na mira os ministros da Casa Civil (de novo), das Cidades, do Turismo, das Comunicações e, agora, até o presidente da Câmara dos Deputados (que é do PT, claro).

A mídia, aproveitando-se de que suas denúncias geraram efeitos que as corroboraram – não porque foram irrefutáveis, mas porque o governo cedeu à pressão que desencadearam – intensificou sobremaneira a campanha moralista. Já há movimentos “espontâneos” na sociedade de formação de grupos civis para protestarem “contra a corrupção” em marchas e passeatas.

Os militantes “anticorrupção” da hora reeditam o movimento Cansei, que surgiu durante o governo Lula contando com o apoio de artistas, empresários, das classes mais abastadas e dessa mesma imprensa sempre disposta a fazer campanhas moralistas contra o PT e seus aliados, mas só contra eles.

Com tantas denúncias e demissões, parece haver uma cruzada contra todos os corruptos. E como essas denúncias ganharam credibilidade porque provocaram demissões em massa no governo Dilma, à diferença do Cansei não estão caindo no ridículo.

Seria muito bom que houvesse uma faxina de verdade na administração pública do Brasil, pois a corrupção realmente se institucionalizou neste país. Está entranhada em todos os governos. Em alguns mais, outros menos, mas está entranhada no Estado brasileiro (Executivo, Legislativo e Judiciário). Só que a “faxina” que ocupa o noticiário não é uma faxina de verdade, mas uma campanha para desmoralizar este governo, seu partido, seus aliados e, acima de todos estes, o ex-presidente Lula.

Fosse de outra maneira, não estaria restrita ao governo federal e aos seus aliados. Assim como a mídia fustiga o governo do Rio de Janeiro e, acima de tudo, o seu titular, Sergio Cabral, com denúncias de corrupção e má conduta do governador daquele Estado, se estivesse realmente querendo combater a corrupção fustigaria também os governos de São Paulo ou de Minas Gerais, contra os quais pesam tantas denúncias.

Dito assim de chofre que há denúncias contra os governos paulista ou mineiro, quem não acompanha a política muito de perto ficaria surpreso. Afinal, na imprensa de São Paulo, do Rio ou de Minas não saem acusações ou denúncias contra eles.

As oposições em São Paulo e Minas reclamam de que a mídia ignora os deputados estaduais desses Estados que batem às portas da Globo, da Folha de São Paulo, da Veja e do Estadão, entre outros, pedindo pressão para conseguirem instalar CPIs contra os governos Geraldo Alckmin e Antonio Anastasia. Mas como no tempo de José Serra e Aécio Neves, esses meios de comunicação nem os recebem.

Há deputados paulistas e mineiros com calhamaços de denúncias contra os governos Alckmin e Anastasia. Eles dizem que suas denúncias têm muito mais indícios do que as que estão derrubando ministros de Dilma Rousseff, mas as redações dos grandes meios de comunicação estão proibidas de noticiar qualquer coisa que desfavoreça o PSDB.

Os militantes dessa “faxina” exclusivamente contra o PT e aliados, que poupa políticos de administrações controladas pelos partidos que se opõem ao governo Dilma, reeditam o Cansei. Estão sendo programados atos públicos para baterem com o noticiário. Em breve, as capitais brasileiras estarão vendo esses grupos saírem as ruas com aquelas peruas enfeitadas com jóias e mauricinhos com seus tênis e roupas “de marca”.

Para engrossar grupelhos de dondocas, o PSDB tenta cooptar centrais sindicais que sempre se opuseram à CUT e ao PT, mas que aderiram a Lula na década passada porque, como durante o governo Fernando Henrique Cardoso, sempre estiveram ao lado do poder. Se os tucanos e seus jornais, revistas, rádios, TVs e portais de internet tiverem sucesso, em breve veremos um Cansei vitaminado ganhando as ruas do país.

Tags: , , , , , ,

180 Comentário

  1. é isso aí Eduardo, vamos lutar para que essa faxina seja também aplicada nas esferas estaduais e municipais, talvez esse seja o maior objetivo e desafio da blogosfera, e sei que com o trabalho em formiguinha isso acontecerá… vida longa a vc, camarada.

  2. Edu, mas uma do PIG: repórter da Veja tenta invadir suíte em que Zé dirceu estava hospedado. Zé Dirceu abriu BO contra o repórter.

    http://www.zedirceu.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=13040&Itemid=2

    É bom lembrar que o Amaury Ribeiro Jr disse que seus dados foram roubados de seu computador quando estava hospedado em um hotel.
    Curiosamente, foi a Veja a primeira a mencionar esses dados.

  3. Princípio da corrupção: achar que regra é só para os outros.

    RT @joseserra_ Regra besta essa q desclassificou o palmeiras.

  4. A Ley de Médios tem que sair do papel. Se a Ley sair do papel, outros canais de comunicação de acesso ao público surgirão. Enquanto a midia golpista divulga as situações que acontecem apenas de um lado, uma outra mídia, independente divulgará as situações de outros administradores de outros partidos.
    .
    Mas o Paulo Bernardo preferiu fazer um afago à mídia, calculando ficar imune. A Marta com aquele espaço na folha de são paulo acha que será poupada. ô pessoal ingênuo.

  5. Qual mídia fustiga o Governo Sergio Cabral?
    Só o Noblat aqui no RJ em seu blog, a folha em SP e Garotinho, dep. federal.
    E não entendo porque, já que Noblat está na folha de pagamento da Globo e Folha é sócia da Globo. Garotinho dá pra compreender, virou inimigo político desde 2007.
    Cabral é blindadíssimo aqui no RJ, meu caro Eduardo Guimarães, até porque ele e o Prefeito do RJ já doaram milhões à Globo. Uma das doações foi para construir o Museu do Amanhã na futura reforma da praça Mauá e outra doação foi para a transmissão do sorteio da copa.

    Quanto ao resto concordo em número e grau com seu texto.

  6. Simples, simples! Não vou em passeata de quem não mostra a cara! O Eduardo Guimarães existe de verdade, se faz existir, se coloca como o fiador da sua própria palavra e isso merece respeito maneirem a trollagem. Cidadania Democrática 2932 amigos curtindo que liderança, de que movimento anti-corrupção? Cadê o lastro disso, como eu vou saber se não é uma barca furada tipo Cansei!. Simples assim.

  7. Cadê os 100 bilhões das privatizações do PSDB?

    • Antigamente a gente podia dizer que o gato comeu.

      Hoje podemos afirmar que os tucanos subtrairam este numerário do erário público!

    • Só os 100 bilhões DAS PRIVATIZAÇÕES??? E os trilhões dos impostos dos 8 anos do desgoverno fhc, nada?????

  8. Parece que a Ideli também vai entrar na dança…

  9. Caro Edu,
    Na TV, nos anos 60/70,(num breve resumo) passava um seriado chamado “OS INVASORES”. Era um seriado que contava a estória de seres extraterrestres que invadiram o planeta Terra na tentativa de domina-la. Eles tinham o poder de se transfigurarem em seres humanos e procuravam se inserir nas Instituições federais, estaduaisa,grandes e pequenas corporações, conquistar pessoas importantes etc., e assim dominar os seres terrestres com seu plano astuto e poderoso. Se o seu disfarce fosse descoberto por alguem, eles o matariam incontinenti.
    Trazendo essa estória para a nossa realidade, eu diria que há tantos INVASORES na política que não sabemos mais quem é quem. Por exemplo eu citaria alguns INVASORES: Sarney, Collor, Gilmar Mendes, Sergio Cabral, Eduardo Paes, FHC, Ali Kamel, José Neumane Pinto, Boris Casoy,os Frias, os Marinhos,Strotski, Regina Duarte, Hebe Camargo etc. etc. etc. O Sarney tem conchavo com a Globo que tem conchavo com Collor quem tem conchavo com… É uma erva daninha, se tentar puxar uma, vem as outras. Porém temos uma arma letal contra OS INVASORES: Lei de Médios.
    Grande Abraço.

    • “Os Invasores” tá passando no canal pago TCM.

      Já nós por aqui temos bons jornais como o Brasil de Fato, a Revista do Brasil, a Rádio Brasil Atual. Mas muito localizado, né? A Rádio Brasil Atual é um respiro quando meu organismo entra em estado de toxicidade alta por excesso de CBN e sua crise do governo federal eterna, BANDNews e Doras Kremers, Boriss Cassoy, o careca do olho azul, etc… Desintoxica. Pena que só dá pra ouvir qdo em casa, via web (pessoal de SP tem no FM).

      Quem está na divida mesmo é a TV Brasil, o jornalismo. O internacional é midia murdoquizada muito similar à globo. Desnecessário. Os jornalistas de lá precisam ler mais a blogosfera. A guerra na Líbia é só mais um exemplo da ausencia de jornalismo critico por lá – como na maioria das redes – exceção aos programas especificos do Rodrigo Vianna e do PHA na RecordNews.

  10. o que me deixa triste nao é a existencia do “cansei” mas a revolta contra a defesa da cidadania; ou seja: parece que ha alguem querendo justificar o injustificavel.
    quando as denuncias nao nao provam nada, nada acontecerá, mas se o “cidadao” é demitido e fica provada sua culpabilidade como atribuir a culpa à imprensa?
    será que a nossa revolta nao deveria ser para que todos fossem investigados e quando comprovadoa a culpa ser punidos de verdade?
    o vemos aqui é que o cara é remanejado ou às ate demitido, mas fica nisso.
    quantos devolvem o dinheiro desviado? quantos estao presos? será que quem é nomeado pelo povo nao tem o dever de prestar conta a esse povo? o que ha de errado em o povo querer saber tudo da vida dos politicos? se quer ter vida rpivada seja cidadao comum.

    me responda quem se sentir capaz: qual administrador brasileiro seria capaz de agir como o govrno de fukushima no Japao que devolveu o excesso de dinheiro à cruz vermelha?

  11. O que é a política!!!!!!!
    Agora, quando acontece a queda de um executivo do governo, por corrupção, sempre aparece alguém procurando fazer uma revisão das circunstâncias.
    Eu acho que, roubou, tem que sair, cair, ir ver o sol nascer quadrado, etc., etc., etc.

    Varre Dilma, varre.

    • Peço àqueles que acham que Dilma está no caminho certo que atentem para esse tal de Décio, troll pago pela direita que passa o dia na internet falando mal do governo, de Lula e do PT em blogs e mais blogs. Se você tinha alguma dúvida de que a tal “faxina” é uma roubada, agora não tem mais

      • Eu nunca disse que o início da corrupção no país, começou no governo Lula.
        E eu acho que a Dilma está fazendo certo, mais certo até que o Lula.

  12. meu caro, se as acusações contra os governos de SP e MG são tão irrefutaveis, pq não as publica aqui mesmo? Pq depender tanto da imprensa má, ianque, imperialista, burguesa e golpista?

    • Eu e o resto da blogosfera vivemos publicando. O pior desses escândalos é o do desassoreamento do Tietê. Serra tirou algumas centenas de milhões de reais das obras de manutenção do rio para gastar em publicidade eleitoral de seu governo. Tem toneladas de denúncias contra o Rodoanel. Há mais de 100 pedidos de CPI na AL de SP, que versam sobre tudo. Mas CPI não sai em SP porque a mídia não faz o que faz em nível federal, ou seja, pressionar. Isso é o mais revoltante.

  13. O roto falando do esfarrapado. Sim, vc é o defensor incansável dos lulistas

  14. A sujíssima Veja, cada vez mais sujíssima (royalties para Helio Fernandes).

  15. Vocês querem saber de uma coisa?
    J’ai fatigué. Aussi.
    Au revoir!!

  16. Prezado Eduardo

    Acompanho há muito a sua cruzada contra a facciosidade da grande mídia nacional em favor do grande capital e das classes privilegiadas através da entrega do poder a seus representantes e sinto que você (junto a alguns outros poucos blogueiros) representa uma “voz clamando no deserto”.
    Basta conhecer um pouco da história do Brasil para saber que “isso vem de longe”. E vai persistir por muito tempo se não houver uma radical conscientização do nosso povo com relação a essa questão.

    E como fazê-lo? Miremos no exemplo da Argentina, aqui ao lado, que tem um sólido jornal de esquerda, o Página/12, e uma TV Pública que transmite todo dia, em horário nobre, um programa de críticas e sátiras a essa mídia direitista predominante que, lá como cá, tenta dominar à força a opinião pública do seu país. A surpreendente vitória (pelos números obtidos) da presidente C.Kirchner já mostra os resultados da atuação do mencionado programa da TV Pública.

    É possível tentar convencer as pessoas a diminuir a audiência e a tiragem dessa mídia que não representa, no Brasil, a vontade popular majoritariamente expressa nas urnas, mas é preciso oferecer alternativas. E, infelizmente, nesse sentido, nada acontece. É claro que a Ley de Medios é fundamental, porém é necessário, também, com urgência, fortalecer e desenvolver a nossa TV pública. E caberia também perguntar porque a esquerda brasileira, que se encontra há tres mandatos no poder, não tem condições de criar um mísero jornal de âmbito regional e muito menos nacional.
    Com a resposta, presidente Dilma; com a resposta PT e demais partidos de esquerda; com a resposta jornalistas, trabalhadores, estudantes e intelectuais.

    Em épocas remotas, um único jornal, a heróica e brava Última Hora, foi capaz de manter acesa a luta do povo brasileiro pela defesa do seu petróleo, através da conscientização pela criação da Petrobrás.
    Andamos para trás. Hoje não temos nada.

    • Temos SIM!! Temos o ´brog do planalto´, aquela agendinha de compromissos da presidenta, coisa muito eficiente e combativa, um primor!! Temos a tv brasil que replica programas da tv tucana cultura de preferencia descendo a lenha no governo Lula e Dilma e com jornais que seguramente são o substituto natural para o sonífero de tão ágil e moderno que é. Temos a SECOM, muito competente, tão competente que com certeza recebem uma verba gordíssima para não trabalhar, não é o máximo? E temos também um povo muito participativo e cobrador não é, não esqueçamos disso, se os politicos não fazem, nós só de birra também não fazemos nada e ficamos assim, um empaca ali nós empacamos cá e o futuro fica sempre pra amanhã.
      Para não dizer que não temos nada, justiça seja feita: tem uma mulher de fibra, corajosa, honesta, combativa e inigualável lá no congressinho: a MARAVILHOSA LUIZA ERUNDINA!! Essa sim é digna de aplauso!

      • A TV Brasil é uma vergonha. Um lixo! A TV Cultura virou um tanque de guerra dos tucanos. E a TV Brasil ainda replica essa emissora. Infelizmente é isso aí…

  17. Edu,

    Todas essas “senhoras” tem problemas com o imposto de renda.

  18. a única coisa que eu sei é q que todos os políticos que a grande imprensa apoiou para o governo, foram essencialmente corruptos e levaram esse país ao buraco, vendendo o nosso patrimônio.como o governo paulista vendendo a saúde pública e a gente tendo que ler na mídia que isso é bom e vendo na realidade o oposto.

  19. Quem muito se abaixa o fundilho aparece. Entre o porrete e o canto até o rato reage.

  20. A Globo poderia aproveitar seu avião do JN no Ar para, indo a cidades distantes, mostrar os desmandos locais e, claro, os casos de corrupção.
    Mas não faz isso, geralmente a pauta do JN no Ar é a saúde, claro, botando a culpa em Dilma, mesmo que a mesma Globo tenha livrado os bilionários deste País de pagar a CPMF, um imposto que tinha como objetivo detectar a lavagem de dinheiro e ajudar no custeio da saúde
    Hipocrisia sem limite

  21. A maravilhosa Ivete foi enganada até pelos parentes, imagine por esses caras.

  22. Dilma acabar de tomar uma importante decisão para impedir os desvios de grana para Educação e Saúde nos Estados e municipios.
    Este ato é mais importante do que a demissão do qualquer ministro de Dilma
    Claro que o pig não deu o menor destaque, pois não rende votos para os tucanos, muito pelo contrário
    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/o-rigor-no-uso-de-verbas-federais

  23. CANSEI DESSA MÍDIA !!! Cadê a Ley de Medios???
    Eduardo, o problema não é a direita midiática, as gangues do Dinheiro Organizado, tentarem tomar a iniciativa, a ofensiva do jogo político. O problema é a esquerda se deixar pautar por ela e ficar na defensiva.
    Quem mudou o país e GANHOU as eleições foi Lula! Foi Dilma e o povo brasileiro! Colocamos esses vendilhões da pátria no seu devido lugar. Agora eles querem “botar a cabeça de fora” com essa história de faxina (repare no marketing… só falta a vassoura do Jânio Quadros…).
    Dilma já contrapôs duas vezes: minha faxina é contra a miséria!
    Se eles querem falar em faxina, vamos aprofundar o tema!!!
    Sugestões para todos os blogs progressistas, twitter, etc, levantarem uma campanha unitária:
    – FAXINA NOS LATIFÚNDIOS IMPRODUTIVOS JÁ! Avançar na reforma agrária.
    – FAXINA NOS MONOPÓLIOS JÁ! Democratizar a mídia e o acesso à informação.
    – FAXINA NOS JUROS ALTOS JÁ! A economia produtiva precisa crescer, não o banqueiro enriquecer!
    – FAXINA NAS PRIVATIZAÇÕES DO FHC JÁ! Auditoria nos processos de entrega do patrimônio nacional.

    Edu, no Rio a manifestação do “novo Cansei” está marcada para 20 de setembro. Dá tempo de nos organizarmos para “engrandecermos” a manifestação com temas mais relevantes e profundos como estes acima. Temos militância e disposição para isso. Só precisamos sair da defensiva, do acanhamento. Vamos ajudar a presidenta Dilma a poder avançar nesses outros temas também.
    Que tal?

  24. Grande, Eduardo!

    É um erro pensar que toda ação contra a corrupção é uma reedição do “cansei”. Nosso país precisa sim de um aculturamento geral para que TODOS aprendam a respeitar as leis. Violência no trânsito, o crescimento desordenado das nossas cidades e a corrupção, são doenças de uma mesma espécie: falta de cultura de respeito às leis. Vamos nos engajar nisso! Vamos, sim, exigir uma reforma política que defina melhor a separação de poderes, combata o fisiologismo, amplamente praticado por PMDBs, PTBs, e PPs da vida. Esses são os grande inimigos dos brasileiros, que oprimem os governos, exigem cargos e cargos em troca de uma atuação legislativa normal e sem avacalhações com CPIs absurdas e fantasiosas. A blogosfera de esquerda tem todas as condições de tornar-se uma vanguarda na construção de pontos importantes, por exemplo, a limitação de reeleições no legislativo e a mobilização popular em defesa dessa reforma. Sejamos pró-ativos, Dudu! Abraço.

  25. Os cansados possuem uma indignação seletiva.

  26. Eduardo, acredito verdadeiramente em um trecho do seu artigo: “Há deputados paulistas e mineiros com calhamaços de denúncias contra os governos Alckmin e Anastasia. Eles dizem que suas denúncias têm muito mais indícios do que as que estão derrubando ministros de Dilma Rousseff”. O que não entendo é que o governo não use esse material como contra-ataque. Defendo que, a cada ataque sofrido pela Dilma, o seu governo reaja contra-atacando com uma ou mais denúncias concretas contra essa gente.

    Alguém do governo Dilma (em alguns casos, a própria Dilma) tem que usar os recursos de comunicação e os espaços que tem na mídia para dizer, por exemplo: “a Dilma está fazendo sua parte na limpeza. Pena que, em SP, o PSDB use de hipocrisia e, enquanto critica corrupção, deixa que o Paulo Preto continue dando as cartas” (óbvio que sempre munido de documentos para comprovar o que está dizendo). E isso tem que ser constante: na tribuna da Câmara e do Senado, nas aparições na mídia, nas entrevistas etc. Em qualquer lugar que for possível, tem-se que aproveitar para contra-atacar o PIG e o PSDB/DEM com a verdade sobre a corrupção deles!

    Abs, Fábio Faiad.

  27. Você definiu com maestria a estratégia da velha mídia. Esta estratégia se resume a minar ao máximo os aliados da presidente Dilma para que ela perca o apoio do congresso e não consiga mais governar. Com tantas denúncias, os aliados podem se sentir acuados e deixar aos poucos o governo, como o PR já fez e isolar a Dilma.

  28. Enquanto o governo baixar a cabeça para essa mídia fascista e corrupta é isso que teremos se não for pior.
    Mas, parece que uma lei para a mídia está fora de questão neste governo.

  29. Temos que reagir imediatamente a essa palhaçada que ganhou fôlego graças à burrice do Governo Dilma, o qual corroborou passivamente o calhamaço de acusações sem provas(na maioria das vezes, até mesmo sem lógica)desferidas pela ditadura midiática com o único objetivo de atingir um Governo progressista, uma vez que se abandonar o golpe do moralismo seltivo(o mesmo que censura quaisquer denúncias de corrupção contra os Governos do PSDB) e partir para a comparação de projetos, a oligarquia das comunicações(e a direita a quem ela representa)serão flagorosamente derrotadas diante da incomparável superioridade entre os êxitos dos Governos Lula e Dilma e os fracassaos do desgoverno FHC. Assim, à extrema-direita só resta o patético denuncismo; o mesmo com que atacou todos os Governos populares na História deste país; desde Getúlio Vargas; para tentar derrotar, eleitoralmente ou através do golpe(sonho recorrente dos nazistas de nossa classe dominante), as forças progressistas que visam transformar o Brasil em uma Nação independente e justa. Infelizmente a fraqueza de Dilma exponenciou bastante o impacto dessa tática caduca; que vinha definhando no Governo Lula devido às incontáveis vitórias do ex-Presidente contra a os barões da comunicação e seus asnos de gravata. Ao demitir Ministros e assessores a partir de acusações levianas e infundadas , veiculadas pelos coronéis eletrônicos; desrespeitando princípios elementares de qualquer Estado de Direito do mundo(como o direito de defesa, a presunção de inocência e a necessidade de provas para fundamentar qualquer acusação)Dilma Rousseff foi a grande responsável pelo incremento da onda “denuncista”, que intensificou-se por demais em seu governo(só um cego não perceberia que isso iria acontecer a partir do momento em que a Presidenta demitiu seu primeiro colaborador, o ex-Ministro Pallocci, sem que houvesse sequer um acusação concreta contra ele), a qual agora tenta reverter, só que de forma ainda branda. Apenas indicar que não mais demitirá colaboradores devido a ataques sem provas é pouco, diante do quadro atual, cuja formação ocorreu por culpa da fraqueza da Presidenta. O clima pseudomoralista construído pelo golpismo da mídia e pela covardia do governo, exige que Dilma haja com firmeza : seria imprescindível que a Presidenta falasse à Nação em rede nacional, num pronunciamento dedicado a “fazer um Balanço” dos primeiros meses de seu governo, mas no qual houvesse um espaço importante para a análise do momento denuncista que vigora no país. Nessa análises, Dilma destacaria as instituições públicas dedicas à fiscalização e controle, lembraria que um dos ponos principais da ação dessas instituições(que estão no governo, mas também incluem o MP e a Justiça)é a garantia do direito de defesa e a presunção de inocência, possibilitando que todos sejam ser investigados, se atingidos por acusações lastreadas por um mínimo de comprovação probatória. Mas também que todos serão considerados inocentes até que seja de fato comprovada a existência de culpa. Além disso, a Presidenta aproveitaria a oportunidade para questionar a imprensa sobre o porquê de acusações muito maiores que as feitas contra o Governo Federal e aliados, as quais atingem partidos, administrações e políticos da oposição, não serem divulgadas pela “grande” mídia, ressaltando que esse questionamento perpassa vários setores da Sociedade brasileira, afirmação que poderia comprovar através das inúmeras matérias da mídia alternativa(blogs, revistas)que revelam os intereses políticos da oligarquia midiática. Pode parecer extremo? Não é. Extremo é um Governo eleito por quase 60% dos brasileiros ser colocado nas cordas por 13 famílais oligarcas que controlam os meios de comunicação. Quanto aos “cansados” : está na hora da Sociedade Civil organizada começar a fazer a sua parte, lembrando que não defenderemos o Governo ou um partido, mas um projeto político democrático-includente)e organizar, antes dos conservadores, inúmeras passeatas em todo o Brasil, denunciando à população o partidarismo e o golpismo dos donos da mídia. Comprometo-me a ser o primeiro em qualquer passeata realizada em Recife.

  30. Temos bons governantes. Tudo será resolvido.

  31. O problema é que a corrupção em nosso país é institucionalizada e generalizada.

Trackbacks

  1. A reação do PT e o novo Cansei | Blog da Cidadania

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.