Machões paulistanos fazem “troca-troca” na Câmara

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

Devo pegar carona em texto que considerei magnífico e altamente útil em um momento constrangedor para a cidade de São Paulo. É do colunista da Folha de São Paulo Fernando de Barros e Silva, aquele que, quando o encontrei pessoalmente num evento público, disse que minhas “posições” seriam “primárias”.

Não guardei raiva, Fernando. Pelo contrário: quando alguém diz honestamente o que pensa, como você disse sobre mim, até respeito, por mais que divirja. Isso sem falar de que andaram me dizendo que  você é um dos que, apesar de militar no Partido da Imprensa Golpista, faz isso convictamente e não por interesse.

Antes de prosseguir no norte deste post, não posso deixar de reproduzir, abaixo, o divertido, inteligente e preciso texto desse senhor do qual divirjo fortemente, mas que, com o que escreveu, ganhou-me disposição para tentar levá-lo mais a sério no futuro… No caso de ele mesmo se ajudar.

—–

FOLHA DE SÃO PAULO

5 de agosto de 2011

Ai, que machões!

FERNANDO DE BARROS E SILVA

SÃO PAULO – Em matéria de política, o vereador Carlos Apolinário é um grande adepto do troca-troca.

Já esteve no PMDB, passou por um tal PGT, frequentou o PDT e hoje se abriga no DEM. Apesar disso, Apolinário é um homem de convicções. Acaba de conseguir aprovar o Dia do Orgulho Heterossexual, que o mobiliza desde 2005.

De 55 vereadores, 31 machões votaram a favor da data comemorativa -um monumento à homofobia chancelado pela casa legislativa da maior cidade do país. Não deixa de ser um exemplo triste mas também cômico de sucupirização explícita da Câmara Municipal de São Paulo.

Cada um dos marmanjos recebe por lá R$ 15.033 mensais de salário, mais R$ 16.359 de verba de gabinete para custear despesas várias. Somando-se a bolada com a verba dos assessores, cada vereador custa aos cofres públicos R$ 115 mil por mês.

Esses senhores gravitam em torno de seus interesses, à margem da formulação de políticas públicas ou do planejamento estratégico da cidade. Operam no balcão, muitos deles especialistas em criar dificuldades para vender facilidades.

Não lhes faltou tempo nem energia para aprovar esse disparate, de fazer corar Jece Valadão. Os heterossexuais não são uma minoria, nem quantitativa nem sob o aspecto comportamental. Não existe discriminação -piadas, humilhações, ameaças e agressões, físicas ou morais- a casais ou pessoas hétero.

Mas essa não é apenas uma lei inútil. Trata-se de uma iniciativa nociva, que, a pretexto de “resguardar a moral”, atiça o preconceito, incorporando-o ao calendário oficial da cidade. Seria como inventar o Dia da Consciência Branca.

Ao reivindicar um direito que nunca esteve ameaçado, o que se visa é bombardear direitos inexistentes ou em gestação. Essa fascistada representa menos uma data a ser celebrada do que um passe livre para que nos demais 364 dias do ano o macho ameaçado pela própria homofobia possa exercitar as várias faces da sua intolerância.

—–

O mérito de Fernando está no humor que imprimiu ao texto – provavelmente a única forma de encarar uma medida como a tomada pelo legislativo paulistano em nome de toda a cidade mais rica, moderna e desenvolvida do país e que, vista de fora, mancha sua imagem internacional.

O conteúdo da coluna do jornalista da Folha já era largamente comentado nas redes sociais e até nas ruas. Criar um dia para reafirmar que um setor da sociedade não deve ter vergonha do que é, só se justifica se tal setor for discriminado. Como nunca existiu a menor discriminação a alguém por ser heterossexual, branco, rico ou do Sul e do Sudeste, essa lei é ridícula.

Quem sofre discriminação, neste país, são homossexuais, negros, pobres, nordestinos e nortistas. Esses precisam, sim, reafirmar que não têm vergonha de serem o que são e que, pelo contrário, sentem orgulho das próprias naturezas.

Foi excelente, portanto, que o colunista da Folha tenha se valido do humor para tratar essa situação, porque mostrou que a decisão eleitoral do povo da capital paulista de levar ao poder bestas quadradas (não no sentido geométrico, mas no social) como esses 31 vereadores, agora nos expõe a todos como idiotas, preconceituosos e atrasados.

Tags: , , , ,

66 Comentário

  1. E sobre o casamento gay? Qual a opinião dos leitores do Blog do Vereador Carlos Apolinario?
    http://www.carlosapolinario.com.br/site/enquete_resultados.php?ID=3
    Aproveite pra votar também.
    Abraço,

  2. Caro Eduardo, saúde para vc e pros seus – especialmente Victória, que já conto como de minha família – por solidariedade e carinho de toda a blogosfera!

    Quanto ao projeto do vereador, já havia citado ao Zé Carlos: Os bolsanaros da vida terão o seu dia para proclamar aos quatro ventos a sua masculinidade. Nos outros 364, sem a culpa (cristã), poderão alegremente ‘soltar a franga’!

    Um grande abraço.

    SAROBA

  3. Já disse muitas vezes que não sou petista – ao contrário do que alguns acham que eu fonjo ser quando critico o governo federal, mas digo que votei em Dilma e virei fã do Lula, mas verdade seja dita:

    O PT (ao lado do PCdoB) foi o ÚNICO partido da cidade de São Paulo que honrou seu programa e votou em peso CONTRA essa excrescência chamada “dia do orgulho hétero”.

    Que na verdade é:

    DIA DA HOMOFOBIA OFICIAL na cidade de São Paulo.

    E digo mais: Se o Prefeito Gilberto Kassab assinar essa porcaria de lei inútil levar´[a nas mãos os sangue de cada homossexual morto e agredido na cidade de São Paulo.

    Se o Sr. Gilberto Kassab tiver um mínimo de consciência, civilidade, inteligência e sensibilidade social ele joga essa lei no LIXO que é o único destino que ela merece.

    PSDB se omitiu vergonhosamente. Quer posar de partido moderninho que defende liberação da maconha, partido dos descolados – inclusive de muitos ou quase todos homossexuais das classes altas de São Paulo e tá aí a vergonha.

    Essa noite mais um ataque homofóbico na cidade de São Paulo que só não degenerou em morte porque foi contido por seguranças do metrô.

    Que o Prefeito leve a sério a situação ou então carregue o sangue de cada gay morto e ferido na cidade da HOMOFOBIA OFICIAL.

  4. O nobre e valente e hétero e evangélico edil paulistano Carlos Apolinário deveria criar uma data importante e necessária para o nosso calendário: o dia “Todo Vereador do DEM é Honesto”, pois somente assim os edis do pefelismo tem mais algumas chances de provar o improvável, a honestidade dos seguidores do pefelismo!

  5. É cada uma…

  6. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, só podia ser em SAMPA mesmo, onde mais? kkkkkk

  7. Caro eduardo, desculpe o off-topic mas acho relevante:

    http://pragmatismopolitico.blogspot.com/2011/08/pt-continua-sendo-o-partido-mais.html

    PT continua sendo o partido mais querido do Brasil, revela pesquisa
    ======================================================

    Partido da presidente Dilma Rousseff e da maior bancada na Câmara dos Deputados, o PT realizou uma pesquisa interna na primeira metade de junho deste ano para aferir sua popularidade seis meses depois da saída de Luiz Inácio Lula da Silva do Palácio do Planalto.

    Segundo a sondagem do instituto Vox Populi, com 2.200 entrevistas, a legenda é a preferida de 32% dos brasileiros –um avanço de quatro pontos percentuais na comparação com a última medição feita pela sigla, em 2009.

    O segundo partido na aferição feita pelo PT é o PMDB, que não chega a dois dígitos da preferência

    O PT ainda não avaliou os motivos pelos quais a pesquisa qualitativa mostrou aumento nas preferências entre 2009 e 2010. Ainda de acordo com a sondagem, 72% dos entrevistados sabem o significado da legenda do Partido dos Trabalhadores –somando aí simpatizantes e antipáticos às ideias do partido.

    • Essa pesquisa apenas reforça tantas outras feitas anteriormente. Primeiro o PT tem raízes nos movimentos sociais organizados (sindicatos urbanos e rurais, estudantes, igreja progressista, sem terra, sem teto e por aí vai) e é o partido que a imprensa mais golpeia e de tanto falar mal vai ficando na cabeça das pessoas, é aquela história do “fale mal mas fale de mim”. O PIG de tanto martelar palavras como: o Lula, do PT, a Dilma, do PT, tentando desqualificar, acaba fazendo o contrário, sem querer, evidentemente. Os demais partidos, para o povão, se misturam todos, é uma geléia geral generalizada. O PT não, acabou criando uma identidade nas pessoas. O PT se tornou uma coisa assim, como o Corinthians, ou as pessoas amam, ou odeiam, mas ninguém é indiferente.

  8. Eduardo, se a Folha de São Paulo se posicionou contra o projeto é melhor ficar de olho. A Folha não faz nada sem segundos propósitos. Do ponto de vista jurídico, não há nada que se possa fazer. Apesar de totalmente sem sentido, o projeto preenche os requisitos legais, foi aprovado legitimamente e deve ser sancionado.
    Diferente seria se fosse proposto o Dia da Pedofilia ou Dia do Estupro. Ser heterossexual (por equanto) não é crime no país e gostar de mulher não significa que você vá sair por aí apedrejando os homossexuais. A minoria que agride os gays deve ser tratada sob o rigor da Justiça, como todo cidadão que viole os direitos de seu semelhante.
    Porém, vejo com tristeza que boa parte da mídia progressista, inclusive este blog, gaste seu tempo discutindo esta bobagem e promovendo um vereador que é questionado inclusive pela comunidade evangélica.
    Melhor faríamos todos nós que deixássemos este projeto cair no esquecimento e buscassemos tratar de assuntos mais relevantes, como Saúde, Educação e Transportes para Todos, independente de preferêncai sexual. E que as famílias se responsabilizassem pela educação (inclusive sexual) de seus filhos, sem que para tal fosse necessária a intervenção de um vereador.

    • Discutindo bobagens???!!!
      “Primeiro foram os comunistas mas não me preocupei porque eu não era comunista, depois…..”

    • Bobagem pra vc que não apanha na rua de graça.
      Que não corre o risco de morrer na mãos de marginais “orgulhosos de sua heterossexualidade”

      Legal uma ova! PURA DISCRIMINAÇÃO isso sim!
      Vc leu o projetinho inútil?

      Dia lá às tantas que o dia do orgulho hétero servirá pra “conscientizar e estimular a população a resguardar a moral e os bons costumes”.

      Ora, o que tem a “Moral e os bons costumes a ver com “orgulho hétero”?

      Ter um monte de filhos e criá-los ao deus dará? Isso quando não os abandonam nas ruas ou os jogam nas lagoas e lixões da cidade. Ou então jogá-los pela janela de um prédio?

      Orgulho hétero é abarrotar delegacias de mulheres espancadas?
      Orgulho hétero é arrancar orelha de pai e filho porque se abraçaram?
      Matar centenas de homossexuais todo ano?

      Faça-me o favor, se vc não se importa e nem compreende o assunto ao menos não queira dizer bobagens.

      E cuidado, hein? Até pai e filho e simples suspeitos de serem gays andam apanhando pelas ruas.

      Tudo que não precisamos é de um projeto IMBECIL desses sancionando o dia OFICIAL DA HOMOFOBIA.

      • Ocator e Roberto, reforço o que estã colocado em meu texto;

        ” A minoria que agride os gays deve ser tratada sob o rigor da Justiça, como todo cidadão que viole os direitos de seu semelhante.”

        Procurar um elo entre mães miseráveis, que sequer tem o que comer, que abandonam seus filhos no mais puro desespero, com questões de natureza sexual, beira a má fé. Em outras palavras, você está dizendo que as lésbicas estão acima das mães por não cometerem tais gestos??? Isto não é preconceito de sua parte???

        Paulo Ribeiro

        • Só alguém com uma visão muito deturpada que coloca a culpa das crianças abandonadas ou criadas ao deus-dará SÓ na conta das mulheres entenderia dessa forma o que eu escrevi.

          E criar mal os filhos NADA tem a ver com classe social. Muitas vezes é o oposto.

          Vejo que como típico “hétero orgulhoso” você também é machista.

  9. E como disse uma colega aqui do trabalho, a Michelle: “Mas o dia do orgulho hétero também é pra uma minoria. Uma minoria que acha esse dia necessário!”

  10. Posições típicas de pessoas enrustidas, que não têm coragem de sair do armário e tomam essas atitudes para se esconderem e não serem percebidas na sua essência pelos outros.

  11. Se o vereador estiver exercendo a sua filosofia judaico-cristã “que e melhor ‘dar’ do que meter”, digo, “do que receber”, está tudo certo comigo. Que a sexualidade de cada um seja respeitada, eu também demando. Agora, o projetinho esse de lei… Pela madrugada: Pura “Masturbação Mental”. É coisa de vadio e aprendiz de Populista, mas sem o carisma que isso impõe. SdM

  12. Bela postagem, Eduardo Guimarães! Têm de ser combatidas todas as formas de discriminação. Aliás, este é um de nossos objetivos fundamentais: “promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação” (art. 3.º, Costituição do Brasil de 1988).

    A votação da referida lei vai de encontro a tal objetivo fundamental, pois não implica a promoção do bem de todos sem discriminação (como o é a luta dos atingidos…). Pelo contrário, trata-se de pedante ironia discriminatória legislativamente construída.

    Por fim, é importante que se diga: a discriminação a ser combatida é aquela em sentido forte. Discriminar em sentido fraco (estabelecer diferenciações razoáveis) é justamente o que leva ao objetivo fundamental de promoção do bem de todos sem preconceitos. Já discriminar num sentido forte (exclusão de determinado grupo) é ilegitimamente o que leva a produtos legislativos do jaez ora criticado.

  13. O que a Igreja Católica pensa disso? Acho que já sei a resposta!

    • E o que achará o preconceituoso Bispo de Guarulhos??

      • Para a Igreja Católica homofobia é pecado.

        Mas esse é um assunto que só interessa aos católicos.
        Se você é um católico, sabe disso, se não é, não lhe interessa. É só curiosidade e para tentar meter a Igreja onde não está.

        A Igreja está cheia de padres gays, que são respeitados e isso é bastante diferente de pedófilos.
        Há pedófilos sim, como em qualquer canto.
        E achar que eles são obrigatoriamente gays é o outro aspecto da homofobia.

        Cuidado para ao tentar atingir os outros, a pedra não lhe caia na cabeça.

        • Desculpa, Celina, mas algumas religiões sustetam os fundamentos da homofobia, sim. Os textos sagrados de judeus, católicos e muçulmanos promovem a homofobia em nome de Deus. Essa peneira não consegue tapar o sol, nem querendo…

  14. Vai criar em Sampa também a casa para abrigar os “Pai-Solteiros”

  15. Caro Eduardo,

    Entre os grupos discriminados que você citou, chamou atenção a ausência dos indígenas. Sobressalta como os povos indígenas são invisíveis neste país!

  16. Eduguim,

    O mais grave nisto tudo é que os caras recebem 115 mil por mês.
    É, porque não adianta dizer que tem despesa com assessor, etc, porque já sabemos que tem assessor que paga pra trabalhar, ou seja, devolve parte do que ganha para o político. Aliás, esta prática é tão velha e até hoje nada se fez pra acabar com ela.
    Enquanto isso, estes Apolinários, Wadihs Mutretas e Timóteos sobrevivem ás nossa custas.
    E tome projeto de lei absurdo…
    Se exagerei, Edu, pode me cortar.
    Abraço
    Luciano

  17. O estranho é que o “nobre” jornalista não separa joio do trigo nesta questão. Imagine se o PT, ou pelo menos um vereador do PT, votasse a favor dessa imbecilidade? Estaria cantando isso em prosa e verso aos quatro ventos. Mas como o partido votou inteiro contra, ele escreve essa gracinha:

    “De 55 vereadores, 31 machões votaram a favor da data comemorativa -um monumento à homofobia chancelado pela casa legislativa da maior cidade do país. Não deixa de ser um exemplo triste mas também cômico de sucupirização explícita da Câmara Municipal de São Paulo.”

    Aí os desavisados podem colocar qualquer partido dentro dos 31 a favor. Mesmo quando parecem ser honestos, a desonestidade intelectual sai pelos poros.

  18. É por essas e outras que considero a melhor definição de homofobia esta que posto abaixo, da educadora Guacira Louro:
    “Homofobia, o medo voltado contra os(as) homossexuais, pode-se expressar numa espécie de ‘terror’ em relação à perda do ‘gênero’, ou seja, no terror de não ser mais considerado como um homem ou uma mulher ‘reais’ ou ‘autênticos”.
    O que é, então, a vontade de instituir um Dia do Orgulho Heterossexual senão uma necessidade de auto-afirmação?
    É também por essas e outras que às vezes tenho vergonha de ser paulista.

  19. Agora só falta o Berlusconi se mudar pra São Paulo e virar prefeito. Essa cidade está se tornando uma piada pronta. Não bastasse as senhoras grã-finas de Higienópolis tentarem barrar estação do Metrô, agora nossos vereadores inventam essa palhaçada.

    Aliás, sempre é bom lembrar: até há poucos anos atrás, a Câmara Municipal de SP não tinha um site na internet. Por aí se vê a mentalidade dos vereadores.

  20. Macho que é macho não perde tempo com esse papinho de “orgulho hetero”. Isso é coisa de gente com medinho de sair do armário porque deve estar se coçando para mudar de vida…Eles tinham vontade de ser uma coisa, são outra e não conseguem ver uma parada LGBT que sentem aquele comixão pra se jogarem na folia…

  21. A Câmara Municipal de São Paulo (a única que tem um Tribunal de Contas onde abrigar seus veteranos, para aprovarem todas as roubalheiras, de Maluf a Pitta, de Jânio a Serra e Kassab) é o maior espaço de corrupção por metro quadrado no Brasil.
    O vereador Agnaldo Timóteo é apenas o mais recente a revelar como funciona aquela “casa de leis”: é o maior balcão de negócios do Brasil. Veja-se quantas vezes muda-se a Lei de Zoneamento na capital, por ano. Não bstam os enormes salários, verbas de Gabinete, carros, gráfica, sauna, piscina, todo tipo de mordomias: os vereadores ganham mais do que um deputado federal ou um estadual (que também recebem dinheiro por dentro e por fora, sem limites).
    Nada é votado sem prévia indenização, digamos.
    Por isso São Paulo é esta maravilha de cidade, a Educação, a Saúde e o Tránsito perfeitos.
    Vai mudar? Quem sabe quanto tiver a idade de Amsterdã, onde estou, e onde se faz metrô sob canais, sem roubalheira, porque aqui é feio ser muito rico. No Brasil é feio ter vergonha na cara.

  22. Se o prefeito da cidade “mais rica, moderna e desenvolvida do país”, com uma “imagem Internacional” a ser preservada, sancionar o “Dia do orgulho heterossexual”, só posso dar graças a Deus por haver nascido na cidade mais pobre, atrasada e subdesenvolvida de nosso país, totalmente fora do mapa – o Rio de Janeiro.

  23. Pelo menos não saem ‘assassinando’ ninguém. O Ministro a Justiça precisa começar a campanha do desarmamento dentro de ‘casa’.

  24. Edu, saca esse vídeo feito pela galera da MTV, tirando uma onda do que eles chamaram de “Dia do Homofóbico Enrustido”: http://www.youtube.com/watch?v=8PHNpwAYIEM&feature=player_embedded

    Grande abraço!

    Ian

  25. Como sempre Edu, seu texto e colocações são elegantes, impecáveis, imparciais.
    Elogia os contrários, quando se mostram coerentes e justos.
    Qualidade que só possuem os que, como você, têm coragem e grandeza.

  26. SP por ser o estado mais rico deveria dar demostrações de tolerância e servir de exemplo para o resto do país, mas faz tudo ao contrário….como faz falta um Ptista na prefeitura e governo de SP!!!!!

  27. Dizem que os anos vão passando e a gente não fica velho,ganha experiência. Eu acrescento, e conhecimento em sentido amplo.
    Numa cidade de aproximadamente 25 mil habitantes na época,um político metido a machão foi flagrado pela esposa e filho que vieram à minha cidade fazer compras. Regressaram “antes da hora prevista”, e ao abrirem a porta deram de cara com uma cena que creio,nunca imaginariam, pudessse ocorrer. O tal machão que perseguia homosexuais,estava devidamente paramentado como uma “belle de jour” servindo de dama a um rapagão.
    Foi a vez dele vir à minha cidade,mas numa ambulância porque o filho revoltado,pegou uma cartucheira e mandou chumbo no trazeiro do até então querido “paiizão”.

  28. Pior é que gastaram impostos na negociação, apreciação e votação de um projeto que não vai mudar nada na vida dos que se dizem heteros. Porque homem que é homem em toda acepção da palavra não vai sair pela rua para festejar o referido dia. Homem que é homem, na data, vai estar se ocupando com a namorada ou companheira, fazendo aquilo que naturalmente faz e não vai nem se lembrar que um dia um bando de desocupados enrustidos votaram um dia esta data comemorativa.

  29. Eduardo,
    Apolinário tem um objetivo que nunca vai admitir: Ele quer ser o Bolsonaro de São Paulo. Quando centenas de jovens saíram na Avenida Paulista para clamar em prol de Bolsonaro alguns meses atrás, Apolinário ficou com dor de cotovelo.
    Apolinário enxerga este eleitorado fascista aqui em São Paulo. Uma juventude facista que rende votos. Se rende votos para alçar Bolsonaro a Deputado Federal, por que não haveria de existir em São Paulo votos para levar Bolsonaro a Assembléia Legislativa (Dep. estadual) ou a Câmara dos deputados?
    Ano que vem ele terá uma bandeira para garantir votos para Câmara dos vereadores. Será um teste para 2014.
    Mesmo que este projeto venha a ser vetado, já há exposição na mídia.
    Apolinário pouco se importa se Kassab vetará ou não, ele já está angariando simpatias de jovens facistas em São paulo.

  30. Eduardo
    .
    Apolinário tem um objetivo que nunca vai admitir: Ele quer ser o Bolsonaro de São Paulo. Quando centenas de jovens saíram na Avenida Paulista para clamar em prol de Bolsonaro alguns meses atrás, Apolinário ficou com dor de cotovelo.
    Apolinário enxerga este eleitorado fascista aqui em São Paulo. Uma juventude facista que rende votos. Se rende votos para alçar Bolsonaro a Deputado Federal, por que não haveria de existir em São Paulo votos para levar Apolinário a Assembléia Legislativa (Dep. estadual) ou a Câmara dos deputados?
    Ano que vem ele terá uma bandeira para garantir votos para Câmara dos vereadores. Será um teste para 2014.
    Mesmo que este projeto venha a ser vetado, já há exposição na mídia.
    Apolinário pouco se importa se Kassab vetará ou não, ele já está angariando simpatias de jovens facistas em São paulo.
    .
    Chico mendes
    texto retificado.

  31. Prezado Edu:

    Sou teu leitor há muito tempo e não vejo a hora de ler um texto teu abordando os motivos pelos quais a maioria da sociedade paulista manifesta-se de forma tão reacionária.

    Um abraço

  32. Haja insanidade, Edu !

  33. É como criar o dia internacional do homem, para antagonizar o 08 de março, do respeito aos direitos da mulher.

  34. O Dia Daqueles Que São Mas Não Têm Coragem De Dizer Que São cai melhor.

  35. SUCUPIRIZAÇÃO é que foi a melhor! hahahahahah
    Finalmente um certo alívio num assunto tão irritante!

  36. A cada dia me assombro cada vez mais com o que vem acontecendo a São Paulo, cidade em que já vivi e amei! Essa cidade vem passando por um crescente processo de “facistização” inimaginável até alguns anos atrás. Inacreditável e revoltante o que vem ocorrendo. Só falta agora aparecer um führer dos arrabaldes em alguma cervejaria da cidade. Será SP a Nuremberg brasileira? E quem seria o líder? Serra não dá porque já está no fim da vida. Kassab? Sei não! Mas fiquemos atentos!

  37. O paulistano deve ter orgulho de seus governantes , pois paga caro para ver vereadores discutirem projetos de lei inuteis , secretários que despacham em terras estrangeiras e conselheiros que moram em outros estados .

  38. Outra coisa , pelo que entendí teremos um dia para exercitar a homofobia , e nos outros 374 poderemos soltar a franga ? Será como a sexta feira santa , em que abstemos de comer carne para redimir os pecados de todo o ano ?

  39. Eduardo,suas ideias não são primárias,absolutamente,você é um importante contraponto contra esse jornalismo imundo exercido pela chamada grande mídia,se entendi bem ideias profundas são as deles, inspiradas em KLU KUX KHAN,GOEBELS,ARENA-PDS-PFL-DEM,marcha da família com deus…,IBAD.E outras mazelas reacionárias que a humanidade já enfrentou.Continue firme e forte e estamos juntos pela cidadania.

  40. Morro e não vejo tudo.Ainda mais tratando-se de projetos dos mui bem pagos edis.Aqui no RS não é diferente.Tem deputado com projeto de lei do Dia do Churrasco,Dia do Chimarrão e Dia da Torcida Gremista.Durma-se com um barulho desses.Elegemos uns seres patéticos,despreparados,preconceituosos,que em nada retratam o perfil de grande parte da população…mas que ingênua,ainda acredita naquele papinho rançoso e demagógico.E daí,fico pensando como seria comemorado tal dia: O DIA DO ORGULHO HETERO!!! Desfilando de terno e gravata,fazendo cara de modelo de lâmina de barbear,com 2 mulheres penduradas? Sem brincadeira,em uma cidade da proporção de SP,com tantos problemas,esse camarada deveria ser preso por ressaltar diferenças.

  41. Eduardo não entendo nada desse negócio de twitte e facebookr, mas precisamos espalhar:
    “Globo vai pra cima de Celso Amorim”, informação que o Jornalista Rodrigo Vianna recebeu de fonte de dentro da emissora dos Marinho.
    Urgentemente, é preciso alertar a opinião pública sobre isso.

    • Roberto, leia o post anterior, publicado anteontem

      • Eduardo:
        Tenho mais de 60 anos e vivi a Ditadura, época em que se dizia “que todo civil era desonesto” e que “honestos só os militares”!
        Por isso, não gostei do fato de Dilma indicar um general para sanear o DNIT. Dá a impressão de que não há civis para isso.

        Mas, por outro lado, neste contexto propício a um golpe – onde se somam
        1.as ações do x-9 Jobim (cavalo de Tróia),
        2.as acusações de corrupção,
        3.as ofensas aos conservadores machistas com as nomeações das “Primeiras”Ministras ,
        4.a nomeação de Amorim
        5.e a situação de dificuldade econômica americana,

        essa nomeação, feita com consulta ao Comandante do Exército, é uma jogada política de mestre, digna de um Maquiavel, na melhor estratégia política.
        Além de prestigiar o Comandante, alvo de manchetes do PIG, como corrupto, por causa da Engenharia, prestigia, também, as forças armadas, tornando-as partícipes no processo de “faxina” (palavra horrorosa).

        Só resta torcer para elas entenderem isso.

  42. Orgulho norueguês, orgulho europeu, disse o terrorista de olho azul. Agora, orgulho hétero, diz o evangélico fundamentalista
    Orgulho, engraçado (ou trágico) isso. Essa palavra que a princípio significaria um sentimento bom de se ter, vira álibi para atitudes estranhas . Que eu me lembre quando era criança e aprendi o significado de orgulho, não era para senti-lo “contra” os outros. Viver em sociedade não significa evitar que o orgulho vire autoafirmação baseado na negação do outro? E no caso do norueguês, da elimnação do outro? A bárbarie não seria um monte de animais orgulhosos, se “orgulhando” uns contra os outros?
    E o tal orgulho hétero? O terrorista nórdico apontou, o outro são os islâmicos. O vereador paulista não é tão explícito, mas está lá sim. É para se sentir orgulho contra o gay, o “viado”, a “sapatão”. É isso o que esse tal dia signifca e mais nada

  43. O texto é bom de ler e definitivamente risível. Mas o assunto é sério. Para além da questão da orientação sexual das pessoas e o que isso desencadeia em algumas subjetividades inseguras com sua própria sexualidade, a escolha dos vereadores foi uma escolha política: trataram de afirmar uma posição de absoluta negação da cidadania e do direitro à diversidade. Fazem isso, hipocritamente, em nome da ‘liberdade’ de todos, contra a ‘ditadura das minorias’, e tem muita gente que repete isso sem reflexão, como um mantra decorado entre um e outro ‘plim plim’… É esse o Brasil que o DEM et caterva, tão associados ao PIG e aos ninhos tucanos, tentam nos fazer engolir.

  44. Supreendente a postura do jornalista Fernando de Barros Silva (como o Lula); um texto direto, curto e grosso para cima dos parasitas da câmara de S.P. Se eles lessem e tomassem vergonha na cara…

  45. Ao sancionar e se sancionar essa lei Kassab assina seu atestado de óbito politico.

  46. “Rica”, Moderna”, “Desenvolvida”, aonde, cará pálida!!!!!!?????Só se for nos delírios megalômanos de vocês, que assaltam até pessoas legais como você (cujo único defeito é ser paulista/sulista, mas ninguém é perfeito!). A APROVAÇÃO DESSA PALHAÇADA DO “DIA DO ORGULHO HETEROSSEXUAL”(DEVERIA CHAMAR-SE DIA DOS SEXUALMENTE MAL RESOLVIDOS, POIS SÓ ALGUÉM COM EVIDENTES PROBLEMAS SEXUAIS PODERIA DESENVOLVER TANTO ÓDIO), POIS BEM, O FATO DESSE ABSURDO TER SIDO APROVADO É UMA PROVA INEQUÍVOCA DO ATRASO, DO PRIMITIVISMO, DO SUBDESENVOLVIMENTO, DA ESTUPIDEZ, DA IGNORÂNCIA POLÍTICA DOS PAULISTAS(E NÃO ME PEÇA PARA USAR O TERMO “PAULISTANOS”, POIS ACHO ESSA DIFERENCIAÇÃO UMA BABAQUICE!). AFINAL, QUEM ELEGEU ESSES ENERGÚMENOS? OU SERÁ QUE ELES ESTÃO NA CÂMARA POR MÁGICA! Em Recife, cidade onde vivo, isso jamais aconteceria. Temos uma Câmara de Verteadores de perfil progressista(na qual o PT é o partido que tem de longe o maior número de representantes eleitos), onde discutem-se assuntos sérios, acompanhados de perto pela população, como o novo Plano Diretor da Cidade, aprovado mediante galerias lotadas, compostas por membros de associações populares que vigiavam a ameça, não concretizada, de alteração no Plano devido à pressão do lobby das construtoras; ou o aumento do percentual destinado à educação municipal, que já é uma das melhores do Brasil, no Orçamento de 2012. Infelizmente, sua cidade vem estabelecendo outros “marcos” para o que existe de pior neste país; como as inúmeras medidas sociais desumanas do governo estadual ou a postura nazista de alguns loucos da INTERNET; o que evidencia que, como já o faz ao menos desde 1932(quando levou uma surra do Brasil ao tentar separar-se do país : adoraria que o tivesse conseguido! Ao menos não teríamos essa ilha de fascismo a tentar contaminar a Nação inteira)São paulo posiciona-se contra o Brasil, atrasando-o e sabotando-o em nome de seus interesses mesquinhos, atitude doentia que precisa ser combatida pelos poucos de boa vontade que existem em sua terra, do contrário vocês assistirão impotentes ao aprofundamento da espiral de decadência e atraso em que vêm merguilhando há vários anos.

Trackbacks

  1. Machões paulistanos fazem “troca-troca” na Câmara « Blog do EASON

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.