Oposição ainda tem muito fôlego

A desintegração dos partidos de oposição começou a se desenhar logo após a vitória de Dilma Rousseff, em 31 de outubro de 2010, e, de lá para cá, acentuou-se severamente apesar de o adversário dela no segundo turno da eleição presidencial, José Serra, ter obtido um percentual significativo de votos.

Este texto procura entender e explicar por que, apesar de uma votação que não deixa de ser expressiva, a oposição mergulhou nesse processo autofágico. Os cerca de 44 milhões de eleitores que se opuseram à continuidade do governo Lula continuam com o mesmo espírito oposicionista em relação a Dilma?

É possível que as dezenas de milhões de eleitores que votaram em Serra não constituam mais o mesmo “mercado” potencial da oposição no Brasil? Há dados que sustentem essa possibilidade? Se não, por que a oposição se desestrutura da maneira que está se vendo?

A tese da desestruturação oposicionista tem uma base sólida: a fuga de quadros do PSDB, do DEM e do PPS (os partidos de sustentação da candidatura Serra) para partidos da base governista e para o partido que vem sendo considerado como cria do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Em primeiro lugar, apesar de o eleitorado anti-Lula e anti-Dilma em 2010 ter sido expressivo, as pessoas que adotaram essa postura eleitoral foram empurradas pela mídia para a oposição à continuidade que representaria a eleição de Dilma.  Por outro lado, quem é convencido uma vez pode ser convencido outras.

É um erro, portanto, julgar que a desestruturação do PSDB, do DEM e do PPS signifique que não há mais espaço para a oposição. Aliás, ao contrário do que muitos pensam, o partido de Kassab parece mais tentativa de reorganizar a oposição do que de aderir ao governo. Até porque, ao menos hoje persiste um imenso eleitorado conservador.

O grande drama da oposição é que a sangria de parlamentares e até de chefes do Poder Executivo rumo ao governismo que sofreu e que ainda irá sofrer a debilitará e impedirá de impor óbices ao governo. Dilma governará com mais tranqüilidade, o que, se for bem aproveitado, pode retirar da oposição boa parte do eleitorado que mobilizou ano passado.

Apesar do aumento da chance do PT de fazer um governo ainda mais popular do que fez entre 2003 e 2010, isso ainda não aconteceu e dependerá de como o país reagirá aos problemas que tem, tais como inflação, violência, criminalidade, má qualidade da saúde pública e da educação pública.

O impacto de inclusão social da era Lula tende a diminuir muito nos próximos anos. O que resta para incluir na nova classe média não representa mais um contingente tão expressivo quanto o que ascendeu de classe no governo anterior e que deu a Lula a aura de milagreiro, por assim dizer, por ter tirado o país do atoleiro econômico em que se encontrava quando ele assumiu.

As regiões e os setores da sociedade que constituem o núcleo duro do conservadorismo descontente com a inclusão social maciça da primeira década do século XXI têm primazia de uso da grande imprensa para tentarem reescrever a história e conceder aos políticos que hoje encarnam a direita possível o mérito pelo  soerguimento nacional

Tudo reside na capacidade da memória popular de reter o que era o Brasil até 2002. Tudo reside, portanto, na comunicação. O movimento na internet surgido durante o governo Lula, que enfrentou a grande mídia e conseguiu plantar o descrédito da maioria nela, também tende a crescer com a inclusão digital que vem por aí.

Os pesos de cada um desses fatores no espírito do eleitorado que elegerá o sucessor ou a sucessora de Dilma Rousseff, ainda se farão conhecer. Todavia, engana-se quem menospreza o fato de que a oposição tem ainda muito campo para atuar e recursos quase ilimitados em termos de comunicação e financiamento.

Parece que vai perdendo força a estratégia de criminalização do grupo político capitaneado pelo PT. Ao menos no caso de a economia continuar indo bem. Grupos políticos como o que se agrega em torno do partido supostamente encabeçado por Gilberto Kassab podem estar planejando estratégia menos tosca.

A eventual fusão do PSDB com o DEM e com o PPS pode significar a persistência na tática de aliança com a mídia tradicional para explorar escândalos, e o PSD, de Kassab, pode ser uma estratégia nova de oposicionismo – menos truculento, mas deixando outro grupo atuando na tática de destruição moral do governo Dilma.

Se essa estratégia será viável, só o tempo dirá. Por mais que parta de uma situação bem adversa, ao menos revela uma inovação na política brasileira.

Mas que inovação é essa? O PSD é mesmo uma tentativa de inovar no oposicionismo ou não passa de um ajuntamento de adesistas que foge de uma possível derrocada ainda maior da oposição que um governo cheio de instrumentos como o de Dilma ameaça gerar?

O que se sabe de concreto, até agora, é que quase metade do eleitorado pôde ser convencido pela mídia a votar contra um governo que promoveu uma verdadeira revolução social e econômica no Brasil. Conduzir tanta gente como gado, não é pouco. A oposição ainda tem muito fôlego.

Tags: , , , , , , , , ,

100 Comentário

  1. desculpa., mas eu duvido., se ela fizer um bom governo, não tem midia nenhuma para destrui-la., muito pelo contrario, como já vimos, as respostas que ela sempre dá, desequilibram esses”periodicos”…..essa é a minha opinião.
    reinaldo carletti

    • Reinaldo, nós que temos um pouco mais de conhecimento político (maneira delicada de dizer: tamu ficando véios!), sabemos muito bem que a mídia não descansa, ela tem vários meios de destruir algo mesmo sólido feito rocha, sem usar dinamite ou qualquer outro explosivo químico, pois possuem o maior dos maiores destruidores de verdades e fatos: a mentira e seus montes de mentirosos. Parece simples? I num é qui é mermo!!!

      • O grande problema é o brasileiro acreditar em tudo, sem nunca duvidar, nunca se esqueçam, Não existem verdades absolutas.
        Tenho 14 anos e estou orgulhoso em dizer, não assisto TV há 9 meses. Infelizmente, o lema do povo é ”Não penso.Não existo.Só assisto.”. Sei que estou levando muito para o lado da TV mas, para mim, é o maior meio de alienação.
        Não estamos vivendo uma época de liberdade de imprensa, estamos vivendo uma época de Ditadura da imprensa.

  2. É bem verdade que a oposição caiu muito. No comentário anteiror, eu chamei a oposição de “cachorro morto”, mas eu poderia fazer uma retificação, não devemos subestimar nossos inimigos. Talvez eu tenha dito aquilo pelo fato de estarmos num momento ímpar, ou seja, estamos num momento que pela primeira vez em muito tempo podemos fazer críticas construtivas ao governo, e nesta empolgação, eu tenha considerado a oposição (DEM+PSDB+PPS+PIG) como um “cachorro morto”.

    Porém, também é verdade que se Lula fosse o candidato, a surra que Serra teria sofrido seria bem maior, acho que ele só teria 20% dos votos. Conheço pessoas que votaram em Serra mas votariam em Lula caso ele tivesse sido candidato. Infelizmente, não consegui convencê-los a votar em Dilma.

    • “nossos inimigos”, quem tem inimigo é bandido ou militar em tempo de guerra.
      Depois ficam falando em moderação em oposição responsável, pacto social etcc.
      E olha Savio que lhe considero um moderado imagino como deve ser os militontos da vida.

      • Aliança, quelquer um que defenda modelos de concentração de renada, como os liberais e neoliberais representados pela elite minoritária, é um inimigo. Inimigo do seu próprio povo!!

        • Pelo visto não sabe o que e liberalismo concervadorismo soemnte sabe o que a esquerda fala sobre.

          Quem defende o estatismo sim está defendendo a concentração de renda.

          Vcs pensam que o estado é feita por pessoas virtuosas que não tem pecados, pensam que o estado é formado por pessoas que tem uma etica uma coduta ilibada.

          O que se vê e o reinado do corporativismo.

          • Eu nunca pensei que pessoas como ACM e outros fossem pessoas virtuosas.
            Mas agora já há pouco espaço para gente assim.

          • O senhor Aliança Liberal e o seu velho liberalismo de museu.Suas mentiras,sua falta de argumentos,seus delirios pseudo liberais já estão esgotando a minha paciencia.O senhor Aliança Liberal é apenas liberal naquilo que lhe convem.Como bom hipocrita que é(e hipocrisia é um mal congenito dos liberais)simplesmente fecha os olhos para os males acarretados pela ideologia do Estado Minimo que ele tanto defende,como tambem fecha os olhos para o periodo de oito anos de FHC que foi um periodo catastrófico para toda a sociedade brasileira e que so não culminou numa tragedia pelo fato de Lula ter sido eleito em 2002.Se a oposição que ainda tem folego é a representada por tipos como o senhor Aliança Liberal,Dilma pode dormir tranquila.Fazem muito barulho como naquele ditado:¨é muito trovão para nenhuma chuva¨ .

          • “Vcs pensam que o estado é feita por pessoas virtuosas que não tem pecados, ”
            Não, o Estado, numa democracia é feita por gente comum, que tem pecados e virtudes, mas que foi eleita pela maioria para lá estar representando-nos.
            Por exemplo, se o presidente da Petrobrás, da Caixa ou de outra estatal fizer muito besteira, o governo que os nomeou se desgasta perante os eleitores, que poderão na próxima eleição trocá-los por outro grupo político para administrar o patrimônio público.
            Agora, uma empresa privada como a Light, que é a dona da concesssão da energia elétrica aqui no Rio, pode explodir bueiros nas nossas cabeças, e o que podemos fazer? Reclamar no Procon e esperar sentado ad infinitum

          • Senhor Aliança de Sandice Neo-Liberal, o senhor faz de tudo mesmo para destruir a nossa boa e velha Língua Portuguesa! Tenho certeza que o senhor consegue se expressar muito melhor e sem os erros ortográficos na língua que vossa senhoria ama de paixão: a língua inglesa.

            “Concervadorismo” que coisa é isto! Só pode ser mesmo um ataque que vossa senhoria faz à nossa boa e velha Língua Portuguesa!

            Menos sonegação de impostos pela Iniciativa Privada, mais qualidade de vida para os trabalhadores!

        • Um (des)governo – como os de FHC – são contra o povo, são contra a maioria da classe média pra baixo. Acho engraçado qdo comentaristas falam que os psdbdemopps governariam para 30 milhões de pessoas… Um cacete! Governam para pouquíssimos, para uma casta muito seleta, onde nós, classes média-média pra baixo não teríamos nem trabalho para sobreviver. Já vimos este filme. Perdi oito anos da minha vida com FHC. E ainda não perdoei a ele e seus comparsas.

          E, SIM, eles estão vivíssimos, e em estado de excitação permanente com “a volta da inflação”, criticando o caos dos aeroportos, das estradas e pedindo privatizaçóes e Estado mínimo.

          Eles detém os meios da comunicação de massas, as rádios e tvs. Muito difícil de bate-los. E, cuidado com os jovens ignorantes e incautos que estão por aí. Tudo de direita…
          :/

      • Inimigo é modo de dizer…. força de expressão….

      • Exatamente, e depois ainda tem o desplante de posar de “tolerantes”. A história mostra bem essa “tolerância”.

  3. Perfeito Reinaldo. Olha o Pronatec lançado ontem, 8 milhões de vagas no ensino técnico federal até 2014. Com ações políticas como esta, não tem globo, FSP, estadão, veja, que segure. A Dilma vai arrebentar. O que sobrou para a grande mídia e a oposição é rezar para a inflação explodir e para a copa do mundo ser um fiasco. Como já estava programado, os preços já estam caindo no Brasil E NO MUNDO, pois todos os países estão ou estavam sofrendo com a alta dos preços. Em relação a Copa do mundo, tudo sob controle, não tenho dúvida alguma, sucesso total.

    • Para que servem atualmente SESI, SENAI e SENAC????
      Antigamente estas instituições eram grandes formadoras de mão-de-0bra qualificada, oferecendo diversos cursos gratuitos a pessoa de baixa renda, que saíam desses cursos com emprego quase garantido. E hoje em dia, o que fazem com os milhões (ou bilhões?) de reais arrecadados anualmente?
      Já sugeri ao deputado Brizola Neto, em seu blog, que discuta o assunto na Câmara.

  4. Tudo vai depender do governo Dilma!

  5. Prezado Eduardo
    Também não podemos esquecer que o “tom” da campanha da direita (ou oposição) em 2010 foi totalmente apoiado em ideias obscuras e manipulações. Aquelas “histórias” de defesa do aborto pelo PT, de ateísmo militante da Dilma, de prática de atos terroristas pela candidata na sua luta contra a ditadura, de toda sorte de desconfiança semeada em relação à presidenta tiveram um peso descomunal na votação ao PSDB, na minha mais modesta opinião. A exploração do medo assumiu uma outra forma, então, diferente daquela que havia sido empregada em 2002. É uma estratégia que sempre pode “colar”, dependendo das condições gerais do momento eleitoral. Concordo com você, neste sentido. A oposição sempre terá toda a grande mídia à disposição para desencadear campanhas difamatórias e manipuladoras sobre o eleitorado. Mesmo fora dos períodos eleitorais propriamente ditos. Como tem sido desde 2003. Criando escândalos, explorando à exaustão qualquer falha ou equívoco cometidos pelo governo. Por isso mesmo, tanto os partidos aliados quanto o governo precisam ficar bem atentos para garantir e ampliar os seus próprios espaços políticos. E nós também devemos permanecer vigilantes e combatentes em nossos debates pela rede.
    Um grande abraço.

    • Vanucy, para reforçar a sua colocação, os argumentos utilizados nesta eleição para fazer do eleitorado massa de manobra onde o candidato andou mais em igrejas do que detendo propostas, não poderão ser usadas. Terão que arranjar outros argumentos, quais!!!! E terão que encontrar não só novos argumentos mas, um novo candidato com um novo discurso.

    • “Aquelas histórias de defesa do aborto pelo PT” o pior e o uso do artifício linguístico, ninguém é há favor do aborto e sim contra ou a favor da legalização do aborto.
      E Dilma eo PT diversas vezes afirmaram e escreveram que são a favor da legalização do aborto, não julgo o mérito disso e sim o CINISMO de todos os apoiadores que por meio de contra informação tumultuaram a eleição para assim causar a desinformação do eleitor, que já não sabia quem estava falando a verdade ou não.

      Veja o vídeo e julgue por vc se Dilma é ou não a favor da legalização do aborto.
      http://www.youtube.com/watch?v=CPtb7c5aIfc

      • O Serra é a contra o aborto no Brasil. Já no Chile….

      • Quem jogou o aborto para o centro do debate eleitoral, provocando uma histeria de caça as bruxas de fundo obscurantista quase medieval foi a campanha vale tudo dos capangas truculentos do Serra.
        Tema este que esvaiu-se como nuvem assim que descobriu-se que certa senhora de candidato é adepta de “matar criançinhas” em solo chileno, embora condene-a com veemência em território nacional.
        Onde está o cinismo mesmo, dona Aliança?

      • Quem usou a questão do aborto para tumultuar as eleições de uma forma covarde, irresponsável e inescrupulosa foi a turma que você defende, Aliança. Antes disso, eles já tinham lançado mão de outras canalhices para tentar ganhar vantagem, como o tal dossiê, fruto de briga entre os próprios tucanos. Depois disso, tentaram o golpe da bolinha de papel, um dos epísódios mais vergonhosos de uma campanha eleitoral no Brasil. Além do mais, você ignora o fato de que o inescrupuloso Serra, quem levou para a campanha essa questão sobre o aborto, foi o mesmo que, quando ministro da saúde, liberou o aborto no SUS. E depois ele aparece com aquele discurso hipócrita rodeado de pastores como o Silas Malafaia e quase candidato à beatificação? Aliança, por favor, defenda com argumentos a sua posição política, mas não queira provar nada com base em acontecimentos vergonhosos como esse do aborto, iniciado pelo sujeito que é o maior responsável pela explosão da oposição no país.

  6. Sem dúvida a oposição ainda tem muito fôlego. Mas esse fôlego não provém dos partidos oposicionistas, os quais não tem uma militância efetiva, mas apenas simpatizantes – milhões deles, é verdade – passivos, que só pensam em política nas vésperas de eleição.

    Não, o fôlego da oposição e da direita provém da mídia golpista, que perde força, mas ainda tem muito poder.

    Nesse momento, o PIG está se reorganizando, sem saber se bate em Kassab ou se o apoia, se bate em Serra ou em Aécio, se critica Dilma ou a afaga. Mas isso é temporário. O PIG acabará decidindo – talvez em reuniões do Instituto Milenium – qual é a sua estratégia, seu candidato, suas metas.

    Do nosso lado, precisamos fortalecer cada vez mais a Blogosfera, para apoiar, sim, as medidas positivas do Governo Dilma, mas também para pressioná-lo a avançar mais nas políticas de desenvolvimento econômico, Educação, distribuição de renda e democratização da mídia.

  7. Tem toda razão e eu concordo plenamente que a oposição tem sim fôlego, ou melhor a direitona sempre tem muito fôlego, tenho quase certeza também que esse PSD é estratégia política da direitona, você acerta em cheio quando faz essa análise, portanto a esquerda deve aprender e ficar atenta porque a direitona conservadora está se rearticulando.

  8. Eduardo o que veremos no futuro é uma mexicanização do país, o principio da ditadura perfeita sendo aplicada no brasil.
    Veremos o fim do estado a serviço do cidadão e sim como instrumento de alienação e de dominação de massas, através da dependência cada vez maior do cidadão para com o estado.
    A separação do estado e do partido deixará de existir, o uso do aparato estatal para restringir as liberdades individuais será incrementado em níveis nunca antes visto neste país.
    Será criada uma nova constituinte para a formação de uma nova constituição ou uma reforma constitucional ampla que assegure a permanência do PT no poder.

    Não sou eu que estou afirmando e sim o próprio PT em seus textos e discursos.

    • Mexicanização do Brasil???? Escrevi certo???? Ouviremos Miguel Aceves Mejia em vez de Roberto Carlos? Nossas crianças estudarão Pancho Vila e Emiliano Zapata? É isso????

    • Copie e cole algo que confirme seu comentário.

    • Baseados em quais fontes este cidadão expõe as suas idéias?

      • Não fique chocado com os argumentos do senhor Aliança Liberal.Nos seus momentos de delirio ele diz qualquer coisa com ares de verdade,mesmo que seja a mais deslavada mentira.Já se acostumou a representar esse triste papel de ¨porta-voz¨de uma elite reacionaria,carcomida e incompetente.Parece se sentir bem nesse papel de¨bobo da corte¨¨,digo,¨porta-voz¨.Embora seja patetico,não deixa de ser divertido.Portanto,tem sua utilidade.

      • Esse cara não existe, acho que ele é própio Eduardo Guimarães.

    • Ditadura perfeita? Esta é o nome do conceito inventado pela dona Aliança, qual seja, uma “ditadura” em que o povo vota livremente em candidatos que podem ser qualquer cidadão acima de 18 anos, brasileiro, e em dia com seus deveres cívicos. E que podem se candidatar por qualquer partido que cumpra as determinações da justiça eleitoral. Partido este que pode defender qualquer idéia que não seja anti-constitucional, como pregar o racismo, o nazismo a perseguição religiosa e entre outras aberrações?
      Essa é a “ditadura perfeita” que o PT implantará no Brasil? O pessoal do PT são uns gênios, cara

    • A “mexicanização” do Brasil ocorreria se o Brasil fizesse a mesma besteira que o México fez de ter se aberto e se escancarado à ALCA! E isto é um sonho dos…dos Liberais e Neo-Liberais!!!!

      Senhor Aliança de Sandice Neo-Liberal o senhor ainda defende a “mexicanização” do Brasil?

    • Mas quanta bobagem, filho; quanta bobagem. Nunca as insitituições foram tão ativas e altivas. Desafio-o a provar essa tese estapafúrdia usando apenas fatos comprovados, verdades, e não as mentiras publicadas pela revista semanal mais corrupta do país, por exemplo. Esse seu comentário me lembrou daquele vídeo ao qual a Soninha Francine ajudou a dilvulgar e que ela chamava de “humor inadequado”, e que vaticinava o fim do mundo caso Dilma vencesse as eleições. Não se esqueça que todos esses que se plocamaram “liberais” na história política do nosso país foram os que diminuíram ou ceifaram liberdades individuais e, por meio de golpes em nome dessas mesmas liberdades, estruturaram um Estado inimigo do cidadão, terrorista, violento, autoritário; tudo em defesa das liberdades… de alguns, claro. Quer discutir o lugar respeitável que ocupa o liberalismo entre as correntes políticas? Eu topo. Mas não comporte-se como um torcedor, por favor, que assim fica difícil explorar tudo de bom que podemos apreender das nossas contradições. Um abraço pra ti.

    • Mas quanta bobagem, filho; quanta bobagem. Nunca as insitituições foram tão ativas e altivas. Desafio-o a provar essa tese estapafúrdia usando apenas fatos comprovados, verdades, e não as mentiras publicadas pela revista semanal mais corrupta do país, por exemplo. Esse seu comentário me lembrou daquele vídeo ao qual a Soninha Francine ajudou a dilvulgar e que ela chamava de “humor inadequado”, e que vaticinava o fim do mundo caso Dilma vencesse as eleições. Não se esqueça que todos esses que se proclamaram “liberais” na história política do nosso país foram os que diminuíram ou ceifaram liberdades individuais e, por meio de golpes em nome dessas mesmas liberdades, estruturaram um Estado inimigo do cidadão, terrorista, violento, autoritário; tudo em defesa das liberdades… de alguns, claro. Quer discutir o lugar respeitável que ocupa o liberalismo entre as correntes políticas? Eu topo. Mas não comporte-se como um torcedor, por favor, que assim fica difícil explorar tudo de bom que podemos apreender das nossas contradições. Um abraço pra ti.

  9. Seu texto ,como sempre, lúcido.Há várias variáveis que podem ser acrescentadas, tanto contra ou a favor da Dilma.Primeiramente, o PIG vagabundo não dá trégua, principalmente,sua líder fascista e mentirosa(Globo).Está tentando a todo custo reacender a memória inflacionária, pois sabe que esta seria uma das poucas condições para a volta de seus comparsas ideológicos ao poder.Agora, o governo não está parado e novos Programas e ideias estão sendo lançadados, assim como novas obras em maturação de médio prazo(Transposição/Rodovias,ferrovias,Universidades,Refinarias,siderúrgicas,metrôs,Trem bala,etc).A campanha de 2010 não poderá ser reeditada no ponto de vista religioso pois não caberá mais e à oposição restará o PIG com seu falso moralismo nojento bem como os setores reacionários de sempre.Essa sua análise é ótima ,mas muito preliminar ainda,e a comparo com um jogo no intervalo onde um time está ganhando por 2 a 0 e possui bom elenco e treinador.Há outra coisa que se chama PERSPECTIVA DO PODER que atrai muitos apoios e a oposição , a meu ver não está com essa bola toda para atrair muita gente, pelo menos no momento…

  10. essa legenda é pro Serra se candidatar em em 2014.

  11. Se um ET chegasse agora na Terra e lê-se os 3 últimos posts do Eduardo: A desindustrialização do Brasil, Nunca tive partido e Oposição ainda tem muito fôlego, ele diria que você está descrente no futuro do país!

    Oras, era certo que teríamos desajustes na economia por conta da mobilidade social ascendente promovida por Lula, mais consumidor, mais empregos, mais produção, o círculo virtuoso da economia está aqui no Brasil, agora, Lula entregou à Dilma um país muito melhor e também uma política muito mais dócil à ela, que poderá implementar as mudanças necessárias.

    A retomada do controle da Vale é um indício claro da política industrial que Dilma seguirá, veremos o incentivo à Siderúrgia, a petroquímica com a Petrobrás e suas refinarias premiuns que estão em ritmo acelerado de construção, o ritmo de geração de empregos está mantido, Dilma tem que incentivar a educação e qualificação profissional no Brasil.

    Que a China entraria no século 21 como um rolo compressor, era certo, opor-se à esse avanço chinês é impossível, mais aliar-se a ele é imprescindível, se querem vender aqui, tudo bem, mas agora Dilma exigiu contrapartidas, muito bem então, que se produza tablets no Brasil, mas desenvolvendo a mão de obra e criando empresas de ponta, queremos trem-bala, queremos sua tecnologia também, Dilma está certa.

    E é certo que a oposição não morreu no Brasil, estão reagrupando a tropa, juntando os cacos e pode ter certeza que o PIG estará para o que der e vier, eles são carne e unha, os interesses são os mesmos, aliás Lula já afirmou: “Oposição é que nem carrapicho!” ou seja tem muita oposição no Brasil… E isso é bom!

  12. Acho muito prematuro dizer ,ou melhor,tentar medir a força da oposição,pois uma parte consideravel desta força vai depender do governo Dilma.Ainda temos as eleições minicipais,e o principal reduto da oposição,São Paulo capital e estado,há uma guerra entre Serra e Alkimim.Mas o que minha modesta opinião,baseado no que vejo,que bem mais que uma rearticulação,a oposição passa por um inferno astral,

  13. “Aquelas histórias de defesa do aborto pelo PT” o pior e o uso do artifício linguístico, ninguém é há favor do aborto e sim contra ou a favor da legalização do aborto.
    E Dilma eo PT diversas vezes afirmaram e escreveram que são a favor do aborto, não julgo o mérito disso e sim o CINISMO de todos os apoiadores que por meio de contra informação tumultuaram a eleição para assim causar a desinformação do eleitor, que já não sabia quem estava falando a verdade ou não.

    Veja o vídeo e julgue por vc se Dilma é ou não a favor da legalização do aborto.
    http://www.youtube.com/watch?v=CPtb7c5aIfc

    • “ninguém é há favor do aborto e sim contra ou a favor da legalização do aborto”:

      Sou sim. Sou a favor do aborto.

    • O que acontece é que este assunto foi usado na eleição passada pelo Sr. José Serra de forma hipócrita. Arrastando as igrejas a se meter de forma espúria na eleição com bispos e “pastores” fazendo pregação política dentro das igrejas que é a forma mais baixa de usar a fé das pessoas humildes pra proveito político.

      Essa é a questão.

      Quem “tumultuou” a eleição foi o Sr. José Serra que apelou a todos os preconceitos das pessoas conservadoras em busca de votos, mesmo que isso significasse jogar um grupo já tão perseguido e discriminado como os homossexuais ainda mais ao opróbrio.

      Serra provou ser nada mais do que um político inescrupuloso que quando no governo estadual implantou algumas medidas cosmética a favor dos gays, mas quando percebeu que poderia lhe render milhões de votos se aliou ao que de pior existe de preconceito contra os homossexuais entre os evangélicos.

      • Roberto vc esta invertendo, não foi Serra que iniciou o combate neste campo foi à própria sociedade.

        Legitimamente ela por sua cultura não aceitou uma candidata a presidência que vai contra seus princípios éticos e morais, tanto que Dilma teve que rever estes conceitos pelo menos durante a campanha a ponto de se desmentir o que ela própria disse antes.

        Concordo com o inescrupuloso e adiciono que ele foi oportunista e surfou na onda e por falta de conteúdo e capacidade de entender o que estava acontecendo não elegeu se. Eu não votei em Serra e nunca vou votar nele, e também não votei em Dilma, somente retorno a urna quando aparecer algo novo na política.

        • Vc pode até não ter votado nele….. mas seu papo é igual aos do que votaram nele…. nesta questão do aborto principalmente…. aliás o PIG usou e abusou disto contra Dilma…. e contra Serra, o maior mentiroso do país, não fizeram nada, até tornaram as mentiras dele verdadeiras, como no caso da bolinha de papel, e do próprio aborto em si…. esconderam que ele é a favor da legalização do aborto….

        • Sei que sua percepção não é igual à minha. Mas dá para ler claramente que os repórteres do vídeo postado estavam exatamente fazendo o que o PIG fez no final da campanha, fomentando o preconceito. E jogando cascas de banana para a entrevistada se esborrachar. Nada que se compare ao tratamento cortez dispensado pelo casal 45 ao seu “Me Perdoe”.

        • “Roberto vc esta invertendo, não foi Serra que iniciou o combate neste campo foi à própria sociedade.”
          Não sabia que o nome da senhora Serra era sociedade, pensei que fosse Mônica.

        • Algo novo seria a refundação da UDN? Ou do PFL?

  14. Edu,

    Olha só a discrepância entre a chamada em destaque de hoje à tarde no portal UOL e o real conteúdo da matéria.

    http://tinyurl.com/4x5p2qc

    Tomei a liberdade de fazer essa montagem antes que eles retirassem do ar.

    É ou não é exemplo claro do péssimo jornalismo feito nestas terras?

    • São vários os bônus para diminuir a desigualdade de renda familiar. De brutal para menos brutal. Erradicar a miséria para atingir a pobreza. Depois pela educação fazer a ascensão por méritos próprios. Então quanto maior o desequilíbrio mais forte é indução para diminuir. O revolucionário aqui foi que os pobres se apropriaram mais do que os ricos. Outro bônus é o menor crescimento da população. Outro bônus transcendente é que o Brasil é o país mais rico do planeta. Nossa missão não poderá ser hegemônica como a dos EUA. Dai o valor do MERCOSUL. Serra quando nomeou-o como farsa exprimiu uma oposição que está sendo fulminada. “Representa um velho ciclo apodrecido e gasto”
      Para mim um Bresser Pereira e um Claudio Lembo abandonando o PSDB e o DEM é um sinal de uma oposição aceitável. O Bresser pelo seu apoio à Telebras-banda larga.
      Todo esse cuidado com os movimentos da oposição serve para que escolhamos qual a oposição que o Brasil precisa, sem descuidar dos desvios da situação. Por exemplo algo precisa ser feito para conter a desindustrialização. Conforme o blog do Planalto, quanto a inflação hoje Dilma tenta enquadrar o etanol.
      Todo dia agora os primeiros sites que acesso são o do Planalto e o da Petrobras. Vacina para a “azia” causada pelo Pig

  15. “Em primeiro lugar, apesar de o eleitorado anti-Lula e anti-Dilma em 2010 ter sido expressivo, as pessoas que adotaram essa postura eleitoral foram empurradas pela mídia”

    Tenho certeza de que isso aconteceu, até porque foi uma campanha midiática sem precedentes.

    Mas tem uma coisa que mudou.

    Até 2010 a mídia acreditava no seu poder de “formadora de opinião”; mas a internet virou o jogo.

    Hoje a mídia sabe que tem limites.

  16. Edu,

    olha como o velho PIG continua com sua estratégia de distorção da realidade. Chamada principal e conteúdo da matéria divergem.

    http://www.brimg.info/uploads/3/96401e4f3c.jpg

  17. O Sr Aliança Liberal, o moralista mor (ou troll mor do Cidadania!), fala sobre o aborto, pois bem, fechar os olhos para o fato de que o Brasil é um dos países onde se faz mais abortos no mundo, é de uma mediocridade enorme, pois assim como as madames ricas que conseguem pagar clínicas caras para realizá-lo e bem feito, as mulheres pobres recorrem à agulhas de crochê e a gente sem nenhuma formação ou com condições adequadas para realizá-lo, colocando suas vidas em risco.

    Como você, Sr Aliança Liberal, tem todo o direito de não querer o aborto no Brasil, milhões e milhões de pessoas querem sim a legalização do aborto, trazer a discussão para o nível religioso, político e moralista, como fez seu candidato josé Serra, as Igrejas Católicas e Evangélicase o PIG, é de uma irresponsabilidade e desonestidades enorme, pois trata-se um problema social e de saúde pública, não de moralidade ou religiosidade, se os católicos e evangélicos não o querem, que não o façam, mais não impeçam os que aceitam e querem a legalização, tenham o direito de escolher…

    Autoritarismo, sr Aliança Liberal, não cabe mais nos dias de hoje…

    • André Renato, eu não fiz juizo de valor sobre a questão da legalização do aborto, mesmo pq o liberalismo prega a liberdade acima de tudo, a critica foi sobre o cinismo da campanha por parte do PT e Dilma que sempre foram a favor da legalização e na véspera da eleição, para reverter iniciaram uma campanha de desinformação, “mentindo sobre a mentira” para esconder a verdade.

      Como neste video a Marilena Chaui, “uma pessoa estava num bar e ouviu um dialogo de duas pessoas que dizeram o seguinte …….”
      http://www.youtube.com/watch?v=wcIJmxVrsNc&feature=related

      • Eita que hoje o nosso “Olavo de Carvalho de Estimação” tá virado na gota serena. Esse cabra tá retado mesmo…. Foi picado por “muriçoca” (mosquito, pernilongo…) e tá conçando…. Danou-se a postar sem parar….

      • Se você postasse com menos sofreguidão evitaria gafes como “dizeram”. Vá pescar, aliança.

  18. Edu, concordo com seu escrito. Sugiro, Salvo Melhor Juizo Vosso, conferir no http://www.cartacapital.com.br , artigos de Marcos Coimbra e Maurício Dias com os títulos: PARTIDOS EM CRISE e O DECLÍNIO DA OPOSIÇÃO. Sugiro reproduzí-los, ou comentá-los. Vai na linha de seu pensamento argumentivo. Vale conferir. Parabéns, pela Lucidez! de Belo Horizonte.

  19. Estão perdendo tempo. O PT com Martha, com Hadad ou com Mercadante, em São Paulo(igual em outros estados), já deveriam estar com a campanha na rua. Ocupar espaços. Aproveitar, principalmente, quando os “flancos” do inimigo estão caidos, ou em fuga. Avançar e ousar sempre. As tais chapas “puro sangue” da direita serrista, vingou. Sangue deles, esta por todo canto. A globo entra em decomposição(muita munição ainda) na credibilidade. Menor audiencia da história. Nossa amada Pátria, nossa amada democracia agradece. Essa direita FACINORA não pode ter espaço. Tem que ser sufocada. Desta forma, a velha, a arcaica e FACINORA direita que infesta, que adoece a sociedade, dará lugar a uma outra oposição mais honesta e decente. Tão necessária a todos também.

  20. Do Observatorio da Imprensa :

    IMBRÓGLIO POLÍTICO
    O desmanche da oposição

    Por Luciano Martins Costa em 29/4/2011

    Comentário para o programa radiofônico do OI, 29/4/2011

    A imprensa brasileira, ou aquela facção dominante que nos últimos anos assumiu um protagonismo central nas disputas políticas, tem dificuldades para lidar com a inflação de egos que ameaça implodir a oposição partidária.

    São muitos os sinais, desde 2006, de rancores acumulados entre próceres oposicionistas nas frustradas tentativas de derrubar do governo federal a aliança liderada pelo Partido dos Trabalhadores.

    Os principais jornais esconderam a crise enquanto ela fermentava e agora parecem desnorteados diante do fato consumado.

    A criação, pelo prefeito paulistano Gilberto Kassab, de mais um partido híbrido com vocação para a adesão é apenas o elemento mais ruidoso dessa enorme confusão.

    Por trás das defecções mais ou menos importantes no principal partido oposicionista se desenrola um drama ainda mais interessante, que a imprensa, com raras exceções, ainda não relatou devidamente.

    Trata-se do esvaziamento formal de um projeto de social-democracia nos moldes europeus, conforme foi sonhado pelo sociólogo e ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

    Cardoso, cuja carreira política foi lançada pelo falecido senador Orestes Quércia, que tinha como principal operador no antigo MDB o advogado Antônio Roque Citadini, vê desmoronar o sonho de um grande partido capaz de conduzir o Brasil à modernidade.

    Tijolos em queda

    O Brasil avança, mas parte das bandeiras da social-democracia mudou de mãos e o intelectual que migrou para a política tem a lamentar grandes perdas nos dois capítulos de sua biografia.

    O PSDB se esvazia na quantidade e demonstra que não tem quadros de qualidade capazes de reverter o processo de desmanche.

    Alguns analistas investem em tentativas de explicar o fenômeno.

    Nenhum deles ainda se arriscou a investigar, como causa, o fato de que o PSDB abandonou seu ideário assim que chegou ao poder.

    Aqui e ali apenas pontuam citações.

    Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, e Gilberto Kassab, eleito sob as asas dos tucanos para a prefeitura da capital, são a antítese da liderança sonhada por Fernando Henrique.

    Quem testemunhou o brilho da corte tucana em Brasília, nos oito anos entre 1994 e 2002, sabe o que é decadência.

    A imprensa está ocupada em contar os tijolos que caem, mas não explica a demolição.

    O Brasil perde com a falta de um debate ideológico mais qualificado e não se fala no papel da imprensa em todo esse imbroglio.

  21. Eduardo, concordo com você. Tem outra coisa também, daqui a quatro anos teremos toda uma geração de novos eleitores que não lembrarão o que foi o governo entreguista do PSDB. O esquecimento é o maior trunfo da oposião. além da mídia.
    Por favor leia o novo post em meu blog, tenho certeza que é do seu interesse:

    Entenda o que foi o Atentado do Riocentro

    http://www.comunistas.spruz.com/pt/Entenda-o-que-foi-o-Atentado-do-Riocentro/blog.htm

  22. Ola nobre Edu. Concordo com você meu caro. É necessário cuidado, pois não ha como negar que não temos força suficiente. Sendo assim, os acontecimentos externos, econômicos e políticos vão sim refletir no Brasil. Vamos olhar um pouquinho com mais cuidado, do ponto de vista político, o que se passa nos Estados Unidos e na Europa. A situação preocupa e dia após dia o tom sem subido. Acho que não podemos perder os seguintes dizeres de vista: “Palavras podem ser como minúsculas doses de arsênico; são engolidas de maneira despercebida e aparentam ser inofensivas; passado um tempo, o efeito do veneno se faz notar” (Victor Klemperer – Linguagem do Terceiro Reich). Sendo assim, posso estar enganado, mas a oposição golpista mais a midia fascista, estão arrumando a casa e vão chegar, juntos, em 2014 babando. Abraços nobre Edu.

  23. Esse partido do Kassab, o PSD, é um partido barriga de aluguel que está sendo criado para servir de “plano B” para o José Serra disputar a presidencia em 2014.

    Kassab já falou que se Serra for candidato a prefeito em 2012 ele apóia; se Serra for candidato a governador de SP ou presidente em 2014 o Kassab também apóia.

    O prefeito Kassab foi alçado ao primeiro time da política nacional pelo Serra, é sua criatura e unha e carne com ele. Kassab não dá um passo sem ouvir o mentor Serra.

    A prefeitura ainda está cheia de tucanos serristas em cargos de confiança de Kassab, que inclusive acolheu os secretários serristas defenestrados pelo Alckmin.

    A maioria dos 6 vereadores da capital que deixaram o PSDB semana passada, são todos do grupo serrista. O ex-deputado Walter Feldman, que também saiu do PSDB é do grupo do Serra.

    Além disso, quem observa atentamente o cenário político nacional, sabe que Kassab não está com essa bola toda, sua gestão na prefeitura paulistana tem 47% de reprovação do povo e ele não tem o cacife político que suas movimentações a frente do PSD poderiam indicar, Kassab sózinho não tem poder de atração para causar tanto estrago no DEM e no PSDB como está provocando.

    Acredito que quem move os cordéis nos bastidores politicos, avaliza e dita os movimentos do Kassab é o Serra, o articulador das sombras, que gosta de fazer politica usando a ” mão do gato”, papél que parece estar sendo executado com louvor pelo ex-demo Kassab.

    Como tudo indica que a vaga a presidente em 2014 no PSDB deve ficar com Aécio ou Alckmin, salvo monumental acidente de percurso, Serra tem que viabilizar outra alternativa para disputar a presidencia, basta lembrar do seu ” discurso da derrota ” após o segundo turno de 2010, quando Serra disse que não se retirava da politica, que era apenas um ” até breve “, ele não jogou a toalha na sua obsessão pelo cargo de presidente.

    Esse PSD na verdade é o Partido Serrista Disfarçado, que vai embalar e gestar a candidatura do Serra a presidente em 2014, verdadeira barriga de aluguel eleitoral.

  24. O PSD é apenas o DEM de Roupa nova. É a arena travestida de novo. Logo os grandes caciques do antigo novo PFL estarão todos alí. Cuidado com esse PSD com cara de novo e com figuras velhissimas da direita ao seu lado.

  25. Maior problema do PT não é a oposição mas a própria base e o próprio partido, vide Nelson Jobim, Ana de Hollanda, Vaccarezza (o vendido da Monsanto), o tucano Mercadante…

    Base aliada com PP de Bolsonaro e Maluf, PR/PRB da Universal e evangelicada ou mesmo o PMDB, o partido da boquinha original. E segura que lá vem o Partido Sem Decência do Kassab pra compor!

  26. Direita sem midia não existe .
    Esquerda sem povo não existe .
    assim esquerda tem que ter partido ,filiados que esteja junto ao povo em sindicato ,associações,faculdades e movimentos sociais.
    Direita tem que promover caciques e este tem que estar ligados e apoiados pelo PIG .
    agora tem esquerdistas que teima em promover nomes sem pontuar partido ,projetos e programas de partido .
    ao cairmos neste campo ,estamos fazendo o jogo da direita o jogo do PIG,e sem a reforma politica e nome em lista obrigamos a candidatos do mesmo partido ou projeto ter que impor seus nomes e assim competindo todos dentro do mesmo partido e fazendo o jogo da direita .
    Sem filiados ,sem base so resta a direita a midia E DIVISÃO da esquerda.
    quem conhece alguem no trabalho ,faculdade ,classe media ,sindicato ou movimentos sociais que se apresente como membro da direita ou do PSDB ou DEM..
    esquerda perde por falta de informação ,perde por não informar melhor os seus ,perde por não direcionar informação de classe media .
    Afinal que le a Folha ,Veja ,Estado ,assiste a globo ,Sabe tudo ,mas tudo que eles querem e como eles querem .
    Tem opinião ,mas opinião que eles querem.
    Em porcentagem ,quantos estão fora do PIG?
    quantos podem comparar ,pesquisar ,escolher sem interferencia do PIG.

  27. Por acaso(acaso intencional), estou ouvindo o trio Los Panchos. “Rayito de luna”.
    “Como un rayito de luna
    Entre la selva dormida
    asi la luz de tus ojos
    ha iluminado mi pobre vida…”.

    Êta ferro!! Quem não conhece esse bolero, que procure conhecer. Maravilhoso!! É do Alfredo Gil. Um dos integrantes dos Panchos.

  28. Prezado Eduardo, leste isto?

    Mauricio Dias: O declínio da oposição
    por Mauricio Dias, em CartaCapital

    Com a vitória do sociólogo Fernando Henrique Cardoso, em 1994, a embriaguês provocada pelo sucesso do Plano Real levou Sergio Motta, então ministro das Comunicações, a prever que o PSDB ficaria no poder por 20 anos (para isso não poupou forças e atropelou limites éticos). Preparou a emenda da reeleição de FHC e passou como um trator sobre a oposição ao catar votos a qualquer preço.

    Elogiado como operador político e financeiro das campanhas eleitorais tucanas, Motta falhou no papel de oráculo. O planejado império tucano durou oito anos. Empurrado para o papel de principal opositor do governo petista o PSDB e, mais ainda, seus aliados sofreram um impacto ameaçador ao longo dos oito anos do operário Lula no governo. A vitória de Dilma acelerou o processo e o DEM (ex-PFL), por exemplo, vive um perigoso minguante.

    O que explica a erosão político-partidária da oposição?

    Reflexões mais profundas levariam à conclusão de que, sem enraizamento social, ela perdeu-se ao deixar o poder. Mas há circunstâncias contingenciais.

    Os adversários do PT ficaram sem o norte, dizem em coro. É mais grave, porém, do que isso. Eles se desnortearam ao se apresentarem nas eleições tentando esconder o que fizeram: as privatizações que pressupunham a destruição das bases do “Estado brasileiro” para soerguimento de um “Estado mínimo”, globalizado e sem soberania.

    O retrato desse amedrontado comportamento foi exibido no decorrer das três últimas campanhas presidenciais.

    Como opositores, são muitas as quimeras dos tucanos. Eles agora prenunciam uma “ditadura partidária” do PT que pode levar à situação ocorrida no México. Ou seja, o domínio, por 70 anos, do Partido Revolucionário Institucional (PRI).

    Essa nova tentativa de aterrorizar a sociedade entra, no entanto, em contradição com o devaneio de que são da oposição, ou ainda melhor, significam rejeição a Dilma, 43 milhões, 711 mil e 388 votos obtidos pelo candidato José Serra no 2º turno. Isso equivale a 43,95% dos votos válidos. Eis a tese:

    “O papel da oposição, em larga medida, foi representado pela mídia”, escreveu com precisão, recentemente (em O Globo), o embaixador aposentado Rubens Barbosa, presidente do Conselho de Comércio Exterior da Fiesp, ao lamentar que a oposição tenha perdido o discurso. Mas foi impreciso o formulador tucano ao deduzir que “… 43 milhões rejeitaram o que o PT representa…”

    Essa teoria trava uma briga de morte com os fatos. A teoria morre no fim.

    Os eleitores não são cativos dos candidatos. Nem dos que ganham nem dos que perdem. Aqueles 43 milhões ainda estão colados no candidato derrotado?

    Números inéditos da pesquisa Ibope, de março de 2011, respondem que não. Ao se manifestarem pela aprovação do governo e pela confiança que depositam em Dilma eles dão sinais de que se desgarram dos tucanos. Isso não significa, entretanto, que tenham trocado de lado. Dilma parece ter cooptado uma parte substancial dos eleitores que declararam ter votado em Serra no 2º turno (quadro ao lado). Ou seja, parece estar se esvaindo aquele estoque de votos que os tucanos acreditam cativo.

    Eleitores e quimeras se esfumam como “a brancura da espuma que se desmancha na areia”, tal como ensina o samba Risque, clássico de Ari Barroso.

  29. AH! Mas que tem jeito de funeral, não resta a menor dúvida!

  30. a esperança da oposição e do PIG é a grande capacidade dos “petistas petralhas” de fazerem cocô nas calças
    por duas vezes eles quase derrubaram o Lula
    engolindo anzol, linha e chumbada pelas iscas que os demotucanos jogaram
    no redemoinbho da corrupção e
    no mensalão (criado e engordado pelo psdb do azeredo e repetido pelo arruda)
    e no episódio dos aloprados idiotas
    o deluvio volta ao pt
    o ruimfalcão foi alçado à presidência do pt
    a martasuplício tem enorme possibilidade de ser candidata à prefeitura de São Paulo

    mas porém todavia contudo
    a dupla Dilma/Lula
    será sempre muito maior que o pt
    este é o grande medo da oposição e do PIG

  31. A grande verdade dita neste comentário é a referente aos 44 milhões de votos que Cerra teve.

    Sempre disse, parte destes votos pertecem ao PIG e não a Cerra.

  32. Não há dúvida de que o conservadorismo, apesar do desmanche da oposição clássica, ainda tem muita força e poder… A votação no espúrio candidato conservador, no segundo turno da última eleição, apesar de não ter solidez e ser reflexo do perfil cultural e psicológico do eleitorado brasileiro, é um fato inegável a dar consistência, representatividade e, em última análise, poder ao conservadorismo. Isso sem falar da mídia, que sempre apoiou, apóia e apoiará qualquer força que se anteponha à idéia de que é preciso mudar radicalmente o Brasil, integrando a massa de excluídos que sempre existiu e, apesar de menor, ainda existe por aqui. O partideco do KasSabão, com todo seu imediatismo e oportunismo, tem chances consideráveis de se impor como a força imperante da oposição, graças à absoluta inépcia do PSDB, à rinha de caciques ali reinante e, principalmente, graças à falta de um projeto alternativo de país por parte daquela agremiação, que lhe dê unidade, coesão e firmeza. O PSDB sempre pecou por ser um partido só de caciques, não tendo nem sombra de militância genuína a lhe dar sustentação. As metas do PSDB sempre foram eminentemente eleitorais; nunca houve ali um interesse real em propor mudanças concretas para o país; mas apenas avidez eleitoral, obsessão em ganhar eleições pela mera vitória e pelas benesses do poder… Isso está custanto a esse partido sua própria existência, pois para continuar no plano político, terá de se fundir com outras alas políticas e se desfigurar, ficando bem diferente do que era em sua origem. Portanto, adeus PSDB! Já vai tarde!

  33. É evidente que a oposição não está morta. Mas é evidente que se enfraqueceu sobremaneira nesse racha interno que por ora causou essa revoada de tucanos em novos rumos. Isso vai causar uma divisão ,e em tese, dividir esses 44% de eleitores que votaram contra Dilma. A fusão do PSDB com DEM e PPS não deve agregar votos pois já tinham seu teto estabelecido antes pela coligação desses três partidos. A revoada de tucanos, contudo, deve enfraquecer o PSDB e o DEM. Nomes como Kátia Abreu e Gilberto Kassab principalmente, e outros de menor expressão, foram os responsáveis por um bom naco desses 44% de eleitores que votaram em Serra. Some-se à isso um congresso grandemente favorável ao governo Dilma, torna-se tudo muito difícil para a oposição.

    É difícil fazer uma análise do que se desenha no futuro porque o novo partido criado pelos dissidentes ainda é uma incógnita sobre vários aspectos. Não se sabe ao certo que agenda irá defender. Em seja qual for o cenário, porém, nesses conflitos internos na oposição, Dilma ganhou um presente dos céus.

  34. Para começar a raciocinar-se sobre a existência ou não de potencial para a extrema-direita, deve-se compreender que os 44 milhões de brasileiros que votaram em Serra, não votaram contra Lula(do contrário, ele não terminaria seu Governo com 83% de aprovação), votaram de certa forma contra Dilma. E por que de certa forma? Porque a maior parte dessas pessoas não votou contra as propostas de Dilma(no sentido clássico que conhecemos, isto é, votar com o projeto político dela), mas votaram movidos por preconceitos reacionários e obtusos, oriundos do que existe de mais atrasado neste país, porque foram convencidos de que Dilma representaria uma “ameaça” aos dogmas em que acreditam. Essas pessoas submeteram a sua escolha de Presidente da República(uma decisão que deveria ser referente a que modelo sócio-econômico desejam para o país)a questões pessoais; como aborto, união civil entre homossexuais; as quais são sorrateiramente alimentadas pelos conservadores em todo o mundo também como forma de alavancar o que de fato os interessa, a implantação de sua “ordem” econômica, baseada na exclusão, na miséria e no individualismo. Se a constatação dos verdadeiros “motivos” eleitorais dessas pessoas tem um lado bom( mostra que não são, ao menos no compo político-econômico, reacionárias, o que indica que podem aderir à proposta das forças progressitas, já que essa não vai realmente ao encontro de seus projetos sócios-econômicos. Por sinal, pesquisa do Datafolha, feita há alguns dias atrás, mostrou que o PT é disparado o partido mais popular nesse grupo); por outro revela um profundo conservadorismo comportamental(o qual atrapalhará muito a evolução dos costumes em nosso país), como também uma controle muito forte da oligarquia midiática sobre milhões de pessoas, já que esses eleitores foram convencidos de que Dilma opunha-se às suas crenças(que considero absurdas e atávicas)sem que de fato existisse qualquer prova concreta de que ela assim pensava. Foram direcionados a enxergar posições que Dilma jamais manifestou, apenas devido ao “poder” de convencimento que os barões da comunicação, e seus “jornalistas” amestrados, ainda possuem sobre elas. Dessas constatações, podemos retirar uma conclusão importante, que está no cerne das causas de nossas preocupações : É URGENTÍSSIMO QUE O GOVERNO DILMA DEMOCRATIZE AS COMUNICAÇÕES NESTE PAÍS. E NÃO ADIANTA APENAS EXPANDIR A BANDA LARGA, POR MAIS QUE A INTERNET DEIXE DE SER COISA DE “ELITE”, O QUE AINDA É, E SE POPULARIZE, SEU “IMPACTO” CULTURA AINDA É PEQUENO. OU SEJA, NÃO SERÁ APENAS O FATO DE TEREM INTERNET EM SUAS CASAS QUE VAI MUDAR O HÁBITO DE MILHÕES DE PESSOAS, PERTENCENTES A ESSA NOVA CLASSE MÉDIA, DE INFORMAREM-SE PELA TELEVISÃO, AO MENOS NO CURTO PRAZO(E LEMBREMOS QUE ESTAMOS FALANDO EM CURTO PRAZO : O GOVERNO PRECISA SER BEM SUCEDIDO NAS ELEIÇÕES DO ANO QUE VEM, PARA ASSIM GARANTIR A REELEIÇÃO DE DILMA EM 2012). É CLARO QUE A CHEGADA DA INTERNET AOS POUCOS IMPACTARÁ A FORMA COMO ESSAS PESSOAS SE INFORMAM, MAS ISSO NÃO SERÁ “DA NOITE PARA O DIA”, E GARANTIR A IMPLANTAÇÃO DE REFORMAS IMPORTANTES PARA A DEMOCRATIZAÇÃO DOS OUTROS MEIOS DE COMUNICAÇÃO(PRINCIPALMENTE A TELEVISÃO), COMO A VOLTA DO DIREITO DE RESPOSTA(QUE DEVERÁ SER ÁGIL E DE AÇÃO EFICAZ); O FIM DA PROPRIEDADE CRUZADA; A CONSTITUIÇÃO DE NOVAS EMISSORAS DE RÁDIO E TV NÃO COMERCIAIS(LEMBREMOS O IMPACTO ELEITORAL QUE REPRESENTARAM A TV BRASIL E AS POSTURAS MAIS “INDEPENDENTES” DO SBT E DA RECORD) SÃO MEDIDAS IMPORTANTÍSSIMAS, NÃO APENAS PARA GARANTIR QUE O NOSSO LADO POSSA DISPUTAR COM IGUALDADE AS ELEIÇÕES DE 2012, MAS PARA CONSTRUIR A PLURALIDADE INFORMATIVA, A CONSCIENTIZAÇÃO E A MELHORIA NO NÍVEL INTELECTUAL DE NOSSSOS CIDADÃOS. Só discordo que você quanto a um ponto : Dilma tem muito a realizar no campo social, temos 28 milhões de pessoas ainda vivendo na miséria(um contigente maior do que os 24 milhões que Lula, de forma fantástica, retirou da miséria e colocou na classe média), o que mostra um grande espaço para ações impactantes, sem contar as mais que necessárias mudanças nas causas estruturais de nosso atraso, ou seja, a reforma agrária e a alteração de nossa inserção ainda subalterna no Sistema Econômico Mundial, o que passa por industrializar o país e extinguir de vez essas duas palhaçadas : “câmbio flutuante e juros altos”. Mas também essas ações terão seu êxito muito mais garantido se contarem com a adesão consciente da opinião pública, que não poderá ocorrer sem a existência de uma mídia plural, onde aqueles que defendem essas medidas não sejam censurados e possam explicar à população a importância delas para construirmos um país justo. Assim, cainda num das máximas de PHA “sem o PIG, esses tucanos não passavam de Resende”, afirmo com convicção que a existência da extrema-direita no país(não falo do conceito de oposição em si, há várias formas de ser-se oposição ao modelo capitaneado pelo PT, sem ser-se de direita)está diretamente atrelada à concentração midiática, sem ela, com a garantia da pluralidade de opinião, poderemos mostrar(a uma população cada vez mais concientizada pelo debate político plural e pelo surgimento de uma programação de boa qualidade, diferente da “imbecilização” geral que vemos atualmente)que a ordem econômico-social que os conservadores defendem destina-se à satisfação apenas de seus privilégios; isto é, de 0,5% da população; e ao enriquecimento dos exploradores estrangeiros(notadamente o Sistema Financeiro Internacional e os EUA), o que evidentemente levará ao repúdio desse projeto pela maioria esmagadora dos barsileiros(tirando-se um ou outro psicopata incorrigível)pelo evidente fato de que poderão constatar o quanto ele é danoso às suas vidas e ao futuro que almejam, o qual só poderá concretizar-se dentro de uma ordem baseada na Justição, na Igualdade e na Inclusão.

  35. Pesquisa IBOPE eleitores de Serra aprovam gov. Dilma.
    Parece que os 44 milhões não são mais 44 milhões.
    Vamos ver agora o que oPIG pode fazer!!!!!
    Inclisão digital URGENTE

    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2011/04/29/dias-na-carta-eleitor-do-cerra-aprova-dilma/

    • “Ley de Medios” já!

      Banda Larga e Universal para manter e ampliar as conquistas do povo brasileiro!

  36. Concordo com você Edu,
    Todo cuidado é pouco, primeiro que o inimigo é externo, e este conta sempre com o serviço sujo dos seus lacaios infiltrados na casa. O povo, de um modo geral não consegue perceber contra quem estamos lutando quantas forças lá do norte querem que a direita retorne ao poder.
    Acho que Dilma tem tudo a seu favor, além de ser extremamente competente tem uma força humana incansável, contudo o Governo Federal não pode fazer tudo sozinho, estados e municipios devem fazer a sua parte.Os trabalhadores devem fazer o resgate desses entes federados para seu proprio bem, isso me incomoda desde sempre e acho que os partidos de esquerda estão conscientes desse desafio.
    Dilma, assim como Lula dará prioridade para o desenvolvimento regional assim com fez com o Nordeste ela também seguirá esse rumo , olhando para os bolsões de pobreza. Nós como cidadão mais conscientes devemos lembrar nossos governadores e prefeitos que esse deve ser também suas prioridades e como você bem colocou os menos favorecidos devem ter o estado do seu lado tanto na educação de qualidade quanto na assistencia médica.
    Outra questão importante é o desenvolvimento municipal associado ao estadual, há muita discrepancia nesse terreno. Assim como a União tem que ter uma politica nacional de desenvolvimentos regionais induzidos, os estados tem que caminhar nesse sentido, devolver cada muncipio de maneira integrada. A coisa não caminha assim. Olha esse dado do IPEA…
    http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=1&id_noticia=153102
    …Ele fala justamente de excessos de mão-de-obra em um estado e carencia em outro. Como resolver tais questões? Eu não vejo outra saida que não pensar de maneira coletiva e muitos prefeitos e governadores sofrem desse mal e o pior não querem dele se curar, Não só não pensam de maneira coletiva com não tem visão estratégica. No caso da mão-de-obra não é exportar trabalhador mas saber a quantidade de curso que devem ser ministrados e quando devem ser freados uns e ampliados outros. Isso é uma questão federal secundária e municipal primária.
    Edu, quando você falou lá atrás sobre o problema da invasão chinesa, sem querer você lançou esse alerta, a incompetencia de muito prefeitos e governadores em não pensar seus estados como Nação-estado. Olhar SP capital, como uma simples capital é não pensar grande, ter Kassab como prefeito da mais importante capital do Brasil é não perceber a vocação desse estado.
    Enfim, temos a todo momento de lembrar aos candidatos que ao querer gerenciar municipios de qualquer parte desse país abençoado por Deus, bonito por natureza e que a paz reina soberanamente é um privilégio que muitos Iraquianos, Afegãos e agora Libios dariam um braço para ter. Não é pouca coisa, então terão que dar muito mais que falsas promessas.
    2012 é momento de cobrar promessas não cumpridas, o primeiro da lista é o senhor KASSAB. O descaramento desse senhor ao imaginar ser governador do estado mais rico, mas infelizamente por anos de má-gestão perde posto, é algo inacreditáve. Nunca esquecendo de MG, GO e tantos estados que são tratados como casa-da-mãe-joana.

  37. Não deixem de ouvir e ler a entrevista da ANINHA lá no Viomundo.
    Ganhei o meu dia.
    Que Deus continue iluminando essa menininha.

  38. A oposição anda um tanto errática, procurando reabilitar-se da derrota na eleição presidencial. O cientista político Carlos Novaes, no terceiro bloco do Jornal da Cultura de ontem (http://www.tvcultura.com.br/jornal-da-cultura/programa/jc20110429), disse que o PT assumiu a bandeira do PSDB de partido social democrata, deixando os tucanos sem discurso. Isso porque o PT tem lastro sindical, procura firmar-se junto ao povão, etc. Segundo o cientista o PSDB não poderá seguir o intelectual FHC e afastar-se do povão. Os tucanos, com o racha forçado por Alckmin, que levou muitos deles ao novo PSD de Kassab, buscam seu rumo. O PV de Marina pode também rachar, já que seu grupo não aceita mais a liderança de Pena.

    • Esse papo de que o PT “assumiu” as bandeiras tucanas é uma imensa bobagem.

      Os neo-liberais e os tucanos não aceitam os méritos do Pt e querem, por qualquer meio, dizer que eles fizeram tudo e o PT “capitulou” e assumiu a roupagem tucana.

      É o mesmo que dizer que o PT apenas continuou a obra de FHC, e não fez nada além disso. É se apropriar dos louros de Lula.

  39. Que adianta a oposição ter folego se não tem projeto para o pais?Alias projeto tem,o que não tem é coragem de mostra-lo à luz do dia pois imediatamente seria rechaçada de forma veemente.

  40. De fato, não dá para subestimar o poder das oposições: psdb/demos/pps/psol quando julgam necessário unem-se e partem para o ataque, ajudados pela mídia decadente, mas ainda viva.

  41. Texto ponderado e bem raciocinado como sempre, Edu, mas… a imagem que ilustra, hahaha, essa sim, é impagável. Ilustra perfeitamente a infantilidade da oposição. Genial escolha.

  42. Resumindo, a Sra. Judith Brito tinha mesmo razão: o grande partido oposicionista no Brasil é a imprensa.

  43. Ah, Eduardo, peço licença para divulgar este documentário e dois endereços onde tive acesso a eles. Recomendo a todos leitores deste Blog, mas principalmente aos discipulos de Friedman e Hayec.

    http://vimeo.com/21049802

    • Excelente, excelente e excelente.

      É interessante notar que a manutenção da população em um estado de completa miséria é exatamente o mesmo apontado no documentário. Deixando-os tão ocupados com a própria sobrevivência que deixam de cuidar dos próprios interesses – uma das mais clássicas “táticas” da direita, a razão pela qual ela não existe sem miséria.

      Aposto que o nosso papagaio de plantão terá grande dificuldade em aceitar que tantas ditaduras foram estabelecidas pra implantar seus ideais libertários. O mais irônico é que na mesma Rússia, onde ele afirma que a revolução comunista foi sangrenta, a revolução “libertária” de Yéltsin criou quase um Brasil inteiro de miseráveis – mais de um terço da população – e matou anta gente, seja diretamente, seja indiretamente, de fome.

      Friedman foi um imenso canalha, assim como seus comparsas e seu mentor. É o tipo de gente que me faz desejar que exista um inferno, pra queimá-los pela eternidade.

      Valeu, e muito, pelo clipe!

  44. Preocupações muito pertinentes. No entanto a matéria de capa da Carta Capital dessa semana me deixou bem otimista em relação a essa chamada “nova classe média”, que é quem de fato decidirá as eleições daqui para frente.
    Mesmo ela não sendo monolítica, sabe muito bem que foi o Lula e o PT que os criaram. Isso foi dito com todas as letra por uma moça de 20 anos, representante típica dessa nova classe social.
    Será muito difícil a oposição voltar ao poder só com as jogadas piguentas do pig

  45. Eduardo, a extrema direita e a extrema esquerda aqui no Rio estão organizando uma paralisação de veículos para o dia 03/05/2011, às 18:15min. Acusam o governo federal de ser o culpado pelo aumento do preço do etanol e da gasoliná e de cobrar 52% em impostos. Aliás, é bom frisar que em 2009 a gasolina teve uma redução de 4,5% e o diesel de 15%. Este movimento está mandando e-mail para milhões de pessoas. Eu recebi. E o pior é que estão espalhando: “se você se mantiver calado, em breve estará pagando R$ 5,00 o litro da gasolina”.O deputado Brizola Neto escreveu duas matérias esclarecedoras sobre o assunto, datadas de 28 e 30 de abril. É bom conferir.

  46. “Oposição ainda tem muito fôlego”
    concordo.
    tem mesmo.
    só que a oposição não tem nada a ver com essas siglas,
    psdb, dem, pps, udn são partidos nanicos, em vias de extinção.
    a verdadeira oposição chama-se pig.
    com todas as letras:
    partido da imprensa golpista.
    (boa tarde dona judith brito )

  47. E o pt precisa de alguma oposicão? Acabam de aceitar o Delúbio antes de julgamento e com toda a midia no seu cangote! O PT se incumbe de se auto destruir . A bomba caseira está em casa e ainda dizer que não há punicao eterna…podemos usar essa frase para deixar os entreguistas do país voltarem ao governo já que foram punidos o suficiente pois não?

  48. Seu artigo é muito bom, Dudú.
    Mas creio que a criação do partido do Kassab é “balão de ensaio” do Serra. Creio que foi ele que articulou a idéia e que daqui a mais um tempo irá pra junto do Kassab.
    O PSDB afundou e o DEM praticamente desapareceu; assim o Serra vai arrumar uma nova roupagem pra ter o mesmo, a Presidência da República.

  49. Quais são os princípios adotados pelo PSD? Qual é o projeto desse partido? Quais seus objetivos?

    Ninguém sabe, nem eles. A formação dessa legenda de aluguel é tão oportunista e movida por interesses tão mesquinhos, que nem se deram ao trabalho de criar um discurso para pelo menos dar um verniz de autenticidade.

    Os demotucanos que ficam no PSDB e DEM então, não encontram mesmo rumo nem projeto. Estão batendo cabeça discutindo a fusão dos partidos apenas como manobra com fins eleitorais, sem se preocupar com princípios nem projeto.

    Parece que eles nem sabem o que são essas coisas. Tratam os partidos como currais eleitorais sem o menor pudor, pela mais absoluta falta de interesse nos problemas do País.

Trackbacks

  1. Oposição ainda tem muito fôlego | Blog da Cidadania | Follow News

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.