Salário mínimo em SP é pior que no Norte e Nordeste

Duas notícias divulgadas ontem colocaram lenha na fogueira da discussão do salário mínimo nacional, de R$ 545. O PT de São Paulo apresentou, na Assembléia Legislativa do Estado, emendas ao projeto de lei que reajusta o piso salarial paulista para R$ 600 e a oposição ao governo Dilma Rousseff (PSDB, DEM e PPS) irá ao STF contra o piso nacional.

Feitas bem as contas, porém, a oposição paulista tem mais motivos para reclamar do que a oposição federal. Afinal de contas, o que compra o salário mínimo nacional em Estados do Norte e do Nordeste, por exemplo, é mais do que compra o piso salarial paulista. O preço da cesta básica nas capitais brasileiras calculado recentemente pelo DIEESE explica por que.

Veja, abaixo, o valor da cesta básica em outubro de 2010 em 17 capitais brasileiras.

São Paulo: R$ 253,79

Porto Alegre: R$ 247,21

Curitiba: R$ 231,96

Vitória: R$ 231,26

Florianópolis: R$ 230,85

Rio de Janeiro: R$ 230,13

Goiânia: R$ 229,93

Belo Horizonte: R$ 229,64

Manaus: R$ 229,28

Brasília: R$ 224,24

Belém: R$ 219,57

Salvador: R$ 205,18

Natal: R$ 200,97

Recife: R$ 195,64

Fortaleza: R$ 193,38

João Pessoa: R$ 186,34

Aracaju: R$ 172,40

Como é de amplo entendimento, o preço da cesta básica afeta mais a quem ganha salário mínimo, o que torna o preço dos alimentos determinante do poder de compra de cada piso regional.

Em São Paulo, o mínimo regional de R$ 600 compra 2,36 cestas básicas. O piso nacional compra, por exemplo, 3,16 cestas básicas em Sergipe. Ou seja: 34% a mais. Para equiparar o poder de compra do mínimo paulista ao de Sergipe, seu valor teria que ser de R$ 804.

Tags: , , , , , ,

65 Comentário

  1. Edu,
    essa imagem aparece no documentário Zeitgeist – Moving Forward.
    Já assististe?
    Está disponível no YouTube, legendado.
    Para teres uma idéia estou fazendo cópias e distribuindo a alguns amigos.

    • O Zeitegeist, Zeitgeist Addendum e esse moving foward são imperdíveis, ninguém deve deixar de assistir.

    • Joelson, essa imagem me faz lembrar um comentario que escutei de uns Franceses no RJ. Ha alguns anos, nos fomos com papai pro Rio para uma conferencia que tinha lugar no Hotel Nacional em Sao Conrado, e ai’ mesmo nos hospedamos. Chegamos a noite e, Sao Conrado parecia um sonho dum Brasil perfeito. So’ que a realidade que estava ali’ ao lado veio a tona na manha seguinte, no “Brazilian breakfast” ; a favela da rocinha. No final da conferencia, num jantar de confratenizacao, os tais franceses tacaram esse lindo comentario na cara dos meus pais: “os ricos do Brasil sao uns sem-vergonha” . Meu velho meio que confuso os contestou dizendo “nao somos ricos” o que isso significa perguntou…e ai’ um dos franceses apontou pra favela dizendo: ” e’ incrivel que aqui embaixo (Sao Conrado) ninguem sente vergonha”. Eu nunca me esqueco dessa e, quando vi pela primeira vez essa emblematica foto acima na Carta Capital; eu logo pensei no sabio comentario dos Galicos. Espero que a nossa Presidenta se preocupe menos em comparecer aos coqueteis dos Baroes do PIG, e mais em continuar aprofundando a obra de seu antecessor para acabar com essa VERGONHA.

  2. Sem contar o crescimento gigantesco da economia do Nordeste(liderada por Pernambuco), o qual leva a recordes mensais na geração de emprego, ao passo que São Paulo, em decadência econômica graças aos 20 anos do PSDB, vive uma acentuada perda de postos de trabalho(muitos paulistas estão emigrando para o Nordeste em busca dos novos postosde trabalho que lá surgem, o que não deixa de ser muito irônico!). Olhando-se por essa ótica, vemos que, além do menor poder de compra de seu salárió-mínimo, os paulistas ainda convivem com uma quantidade maior de pessoas que sequer recebem isso, tendo como única fonte de renda os programas sociais dos Governos Lula e Dilma, cuja implantação sofre enorme sabotagem dos governos estaduais tucanos.

    • Perfeito. Se nenhum político fora do PSDB/DEM fizer algo,(e rápido) SP em 15/20 anos será apenas mais um estado na Federação, com um custo alto, produzindo apenas Açucar e Etanol, recheado de pedágios e corrupção até o teto.

      Os paulistas ficarão até bem contentes se tiverem apenas viver na m*%#a; pior será ter que também comer.

  3. Depois disto, a oposição federal vem querer dar uma de boazinha dizendo ser a favor de um mínimo maior. Pura demagogia. Além de todas as barbaridades cometidas nos anos FHC.

  4. Custar mais caro, a cesta básica em São Paulo, é tão lógico quanto 2 e 2 são…..4.
    Quer morar nos Jardins e pagar o kg do pãozinho francês, a mesma coisa que se paga numa padaria na….Heliópolis?
    Quer moleza!!!, vá empuirrar bêbado na ladeira, tomar sopa de minhoca……..

    • Estou certo de que ninguém entendeu seu ponto de vista. O que é, diabo, que tem a ver o salário mínimo com Jardins, Hiliópolis e o pãozinho? Agora estou curioso pra saber o que se passa nessa cabecinha

      • Eduardo, acho que o Décio é dessas pessoas tão alienadas, mas tão alienadas, que acham que o Nordeste é uma grande favela.

        Há pessoas que ficam espantadas em saber que há bairros ricos em João Pessoa, assim como há bairros pobres em São Paulo.

        No caso do pãozinho, o preço varia pouco em São Paulo. R 6,50 o quilo em um supermercado de classe média, R 7,00 o quilo numa padaria de bairro mais rico, R$ 6,50 o quilo em pequenos mercados de bairros populares. O motivo é simples: trigo é uma commodity, com o preço variando pouquíssimo no mundo todo.

        Detalhe importante: o pãozinho é usual no café da manhã do Sul/Sudeste. No Nordeste, nem tanto. Em muitos estados, o café da manhã é à base de tapioca, muito mais barata.

        • Pra bom entendedor, pingo é letra.
          Eu só quis dizer que as coisas são mais caras, onde tem mais dinheiro rodando na economia.
          Esse é um postolado que se aplica ao Sudeste, ao Nordeste, à Libia do Khadafi e à Jamaica, também, e não só para o pão francês, mas, para qualquer produto de consumo.
          Cacilds, mas é “difici”, hein!!!

          • E o que tem isso que ver com o fato de que o mínimo de São Paulo deveria ser mais alto justamente por tudo aqui ser mais caro?

          • Mas, em algum momento, Edu, eu justifiquei ou falei em valores regionais para o salário mínimo?
            Conversa de doido, seo!
            E o dedinho escorregou: não é postolado, mas, “postulado”, sorry.

          • DÉCIO, DEIXA DE SER BÔBO, SE OS TUCANOS PENSASSEM NO TRABALHADOR DO BRASIL, COMEÇARIAM DANDO O MESMO ÍNDICE QUE PREGAM PARA O SALÁRIO MÍNIMO NACIONAL, QUE É DE 17,7% APLICADOS AOS 510 . PARA CHEGAR A 600 REAIS. APLICANDO-SE O MESMO PERCENTUAL “DEFENDIDOS” POR ESTES DEMAGOGOS, O MÍNIMO DE SÃO PAULO DEVERIAM SER DE R$ 660,00 REAIS E NÃO R$600,00…. OS TUCANOS SÃO EMBUSTEIROS, DEMAGOGOS E QUEREM MELAR O GOVERNO DA DILMA PARA TENTAR VOLTAR AO PODER…

        • Rodolfo, eu acrescento só para efeitos comparativos: a passagem de ônibus em Fortaleza custa ainda R$ 1,80 e vai subir dia 10 de março para R$2,00. Digo mais: pagando uma só passagem vc pode ir a diversos locais da cidade, vários bairros e troca de ônibus nos diversos terminais espalhados em locais estratégicos da cidade. Aos domingos a passagem custa apenas R$1,00 para os pobres passearem, ir à praia, com um custo menor. Outra: nos dias úteis entre 09 e 10 da manhã a passagem terá o preço reduzido a partir de 10 de março, para R$ 1,60.Os estudantes pagam apenas a metade de cada um desses valores. Qual é o preço da passagem de ônibus em São Paulo? Talvez seja 50% mais caro.

    • Décio, faça um favor a si mesmo, releia o texto do Edu e depois o seu comentário. Se ainda achar que faz sentido (o seu comentário), por favor, faça um favor a mim e esclareça seu ponto de vista. Obrigada.

    • Fique sossegado, caro amigo.

      Você tem acompanhado noticiários?

      Você tem visto a baixa demanda de mão de obra que tem atingido São Paulo?

      Pois bem, em pouco tempo, os salários tendem a subir. A hora em que as madames não encontrarem diaristas por 800 e tiverem de aumentar os salários pra 2000 Reais por mês, aí sim compensará viver novamente em São Paulo. E o mesmo vale pros lixeiros, pros serventes de obras, porteiros de prédio, engraxates, e toda sorte de serviço que sobravam pra todos que vinham do Nordeste, alimentar essa indústria de escravidão disfarçada de democracia.

      Indústria que vem tendo um fim tarde, mas tem tido. Graças ao Bolsa família, e ao desenvolvimento do Nordeste, que tem se equiparado e até superado o crescimento da China!

      Hoje Nordestino não vê como única chance de sobrevivência ir pra São Paulo trabalhar no pesado. Muito mais que isto, ele vê a prosperidade diante de seus olhos, a um passo do portão de casa. E sem precisar se deixar massacrar por uma classe que acha que tem o rei na barriga e que sustenta o país.

      Nunca achei que veria isto um dia: um Nordestino, feliz da vida, voltando pra sua terra. Mas não em viagem pra ver a família, mas pra ingressar em alguma das muitíssimas fábricas que estão alavancando o sucesso da região toda. Nunca achei veria isto.

      E o que tenho visto é isto, um Êxodo… mas ao contrário.

      • Complementando…. um lugar onde os clubes que se acham o supra-sumo da finesse ( Paulistano, Pinheiros e similares) , impõem que babás só usem roupa branca, sapato fechado, e não entrem no restaurante de gente grande , mesmo acompanhando os “sinhôzinhos”…. Só falta a assinatura do De Klerk ( ex presidente da África do Sul, defensor ferrenho do apartheid)…. O que me faz perguntar aos meus botões : porque esse povo não toma conta dos próprios filhos ??? O horror às “tarefas de mãe” está chegando ao ponto em que as dondocas que se acham acima deste mundo imundo, vão contratar alguém para ter seus rebentos, evitando assim todo aquele desconforto e sofrimento ( nem sei se já não tem alguém oferecendo esse “serviço”)…. Canso de ficar pasma nos shoppings da vida ao ver casais jovens, aparentando saúde perfeita andando atrás de uma moça ( de branco, da cabeça aos pés) que empurra um carrinho com o bebê DELES…. ah! e dando ordens… fulana faz assim, fulana, vê se ele quer tal coisa…. #*&%#### É “Casa Grande e Senzala”…..

    • Outra conclusão, os R$ 600,00 do Alckmin não é nada.

  5. Caro Eduardo,

    Este argumento deveria ter sido usado pelo relator da proposta do salário mínimo, Senador Romero Jucá, quando provocado pelo Senador Itamar Franco na votação da proposta. Aliás, as críticas e comparações de Itamar com sua experiência em legislaturas passadas, foi ridícula. Arrogante e esnobe, Itamar tentou desqualificar a situação se fazendo de vítima. Acho que Itamar vai ocupar a vaga ( de bobo da corte) do Mão Santa.

    Quanto a homenagem as mulheres, ontem foi minha vez de ficar emocionada, fiquei grata e surpresa. Surpresa, porque você não reagiu imediatamente ao fato, como acontece em outros temas. Grata, porque apesar de se esforçar bastante para melhorar, você ainda é machista. Não se ofenda. Não é crítica é só constatação. Defendo a tese que o machismo é intrínseco ao macho mamífero, logo pode ser minimisado pela racionalização do homem, mas não superado. Não confundir com “os machos selvagens” da Maitê. Abraços Ertha.

  6. Alo Décio, voce vai ter que explicar essa sua história do preço do paozinho , pois não nenhuma lógica com o texto do Edu. O texto dele, usa a cesta básica como referencia para o salário mínimo e voce está confundindo banana com laranja.

  7. O que diz a Constituição:

    Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social:
    …..

    IV – salário mínimo , fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas
    necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim;

    Segundo o DIEESE, em em julho de 1940, o salário mínimo equivalia em reais de hoje, R$ 1126,00, em janeiro de 1959, R$ 1623,00.

    rolagem da dívida pública em 2010= 587 bilhões
    rolagem da dívida pública em 2011- 678 bilhões

    A Previdência tem créditos a receber estimados em 400 bilhões

    Alta da taxa selic em janeiro de 2011, terá um impacto de R$ 3,7 bilhões nas contas públicas , e em março tem mais.

    Só pra contribuir com a análise.

    Inté

  8. Vou ao psiquiatra, pois certamente devo sofrer de uma enfermidade rara.
    A candidata indicada, e que daria continuidade ao trabalho do presidente que elegi, foi eleita com meu voto e de outros cidadãos que aceitaram a indicação do ex.
    Ocorre que a Presidente (conforme ensina o Otávio Frias) eleita, aceita para compor seu ministério figuras como Antônio Palloci, Jobim, o Tal do Cardoso e outros tantos duvidosos.
    Apesar de no período eleitoral insinuar, que em virtude de tamanha alta do PIB, poderia propor antecipação de percentuais de reajuste para que não ocorresse “uma pancada” em 2012, a Presidente(conforme ensina o Otávio Frias), resolve impor o valor de R$ 545,00 sem negociação. Bem, pelo menos segue o acordo estabelecido pelo “Torneiro Mecânico”.
    Em seguida resolve impor o aumento do salário mínimo para os próximos anos através de decreto. Nesse aspecto, podemos entender que ela estará “garantindo” a manutenção da política de recuperação salarial, ao mesmo tempo que sinaliza para a economia estabilidade e tranquilidade, i.e, pode-se planejar de forma mais clara e segura os investimentos. Porém, podemos interpretar que em caso de necessidade de aportar maiores ganhos por distintos motivos aos assalariados, não poderemos fazê-lo, pois o decreto engessa.
    Em realidade, só o futuro poderá responder quem tem razão.
    Então, a Presidente(vide Otávio Frias) resolve comparecer com seu alto escalão, para abrilhantar o convescote de 90 anos da Folha (periódico exemplar de honestidade e ética jornalística e profissional).
    Em seguida seu Ministro das Incomunicações, informa que não leu o projeto do anterior Ministro, mas que dentro tem “besteira”. A nova lei será discutida a exaustão ( como se não houvesse passado por discussões anteriores).
    Hoje, leio que a Presidente (vide Otávio Frias), aceita negociar o “Fator Previdenciário” em troca de maior tempo de trabalho. Ora, sabemos que a Previdência não é deficitária; se assim informa a Míriam Leitão, é porque ela quer esquecer que os que trabalham estão bancando os trabalhadores rurais. Os trabalhadores rurais deveriam ter suas pensões financiadas pelo agronegócio e pelas grandes fortunas (no Brasil só paga imposto quem trabalha; quem explora o trabalhador, compra iate e Ferrari e a maioria mora nos Jardins).
    Acho que vou chamar meus advogados e pedir que processem o “Torneiro Mecânico” por “propaganda enganosa”, ou será que votei na Dilma pensando que era a Dilma mas é o Serra?

  9. Esqueci.
    Lembram de quem abrilhantou a festinha de D. Lili Marinho ? A Presidente (vide Otávio Frias).

  10. ZEITGEIST III -…
    Á quem possa interessar :
    **********************************************************************************************

    http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/zeitgeist-o-documentario-que-eles-nao-gostariam-que-voce-visse-3281

    Zeitgeist
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Ir para: navegação, pesquisa

    Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Zeitgeist (desambiguação).

    Zeitgeist (Loudspeaker.svg? (audio); pronúncia: tzait.gaisst) é um termo alemão cuja tradução significa espírito de época, espírito do tempo ou sinal dos tempos. O Zeitgeist significa, em suma, o conjunto do clima intelectual e cultural do mundo, numa certa época, ou as características genéricas de um determinado período de tempo.

    O conceito de espírito de época remonta a Johann Gottfried Herder e outros românticos alemães, mas ficou melhor conhecido pela obra de Hegel, Filosofia da História. Em 1769, Herder escreveu uma crítica ao trabalho Genius seculi do filólogo Christian Adolph Klotz, introduzindo a palavra Zeitgeist como uma tradução de genius seculi (Latim: genius – “espírito guardião” e saeculi – “do século”).[1] Os alemães românticos, tentados normalmente à redução filosófica do passado às essências, trataram de construir o “espírito de época” como um argumento histórico de sua defesa intelectual.

    http://www.youtube.com/watch?v=vNEY-OPsJGI -1

    http://www.youtube.com/watch?v=5nMiINiKc- 2

    http://www.youtube.com/watch?v=Wu4xgrxipLc-3

    http://www.youtube.com/watch?v=Xvl23hefLvw- 4

    http://www.youtube.com/watch?v=tnl9yUCpvi8- 5

    http://www.youtube.com/watch?v=7oeCTeUUxsQ- 6

    http://www.youtube.com/watch?v=l0ODHYPHnKY- 7

    http://www.youtube.com/watch?v=zlbNdJP-UeQ- 8

    http://www.youtube.com/watch?v=3F_X5ghjPR4- 9

    http://www.youtube.com/watch?v=SCIGvudhok- 10

    http://www.youtube.com/watch?v=z_JreSBTWN4- 11

    http://www.youtube.com/watch?v=WREuFjIwjYI- 12

    Adoro o teu blog Edu,as tuas idéias!
    abraços do sul

  11. Heródoto Barbeiro e a Record News já estão com tudo acertado para o seu ingresso na emissora. Só falta assinar o contrato, o que pode acontecer ainda no decorrer desta sexta-feira. efeito pedagio e outros

  12. Boa, Edu! Grande sacada!

  13. Eduardo

    Entender a mensagem que a figura de seu post passa para análise visual de seus leitores, é tão importante quanto o texto da mensagem. Aprecio demais o que você escreve, vejo muito do que penso nelas, sinto amargura em fazer mais e, acredite, não consigo, não tenho mais o vigor da juventude, nem tampouco ânimo ao acompanhar tanta ignorância humana agindo em todos os níveis da sociedade.

    Dentro do espírito do Zeitgeist, sempre refleti demais sobre a mensagem atribuída a um pastor de uma igreja dos EUA(ver abaixo tradução como O Paradoxo do Nosso Tempo). Ela é, para mim, junto com o poema “Se”(IF) de Rudyard Kipling, quase que lemas para inspirar ações e pensamentos.

    “O Paradoxo do Nosso Tempo”

    “Nós bebemos demais, fumamos demais, gastamos sem critérios, dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e oramos raramente, esquecemos até que Deus existe.

    Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores. Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos freqüentemente.

    Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos. Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho.

    Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio. Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores. Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos. Aprendemos a nos apressar e não, a esperar.

    Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos menos. Estamos na era do ‘fast-food’ e da digestão lenta; do homem grande de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias.

    Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados. Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas ‘mágicas’. Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na despensa. Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar ‘delete’.

    Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão por aqui para sempre. Lembre-se dar um abraço carinhoso num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer. Lembre-se de dizer ‘eu te amo’ à sua companheira (o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, ame… Ame muito.

    Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro. O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas AMAR tudo que você tem!

    Por isso, valorize o que você tem e as pessoas que estão ao seu lado.”

    Quando sento com a esposa ou mesmo com amigos, estes cada vez mais raros, gostamos de discutir muito sobre valores e outros temas do nosso tempo. Dividimos experiências, cervejas(não as artesanais do Christoph), pedaços de Kuchen ou Apfelstrudel, músicas que apreciamos em nossas juventudes, etc.; buscamos entender um pouco além daquilo que adquirimos com a idade e, por incrível que pareça, sempre vem a nós as seguintes conclusões:

    “O mundo de hoje está cheio de regras escritas, leis a serem seguidas, valores que são vendidos na forma de produto em anúncios de TV e encartes mil de vendas que chegam às nossas caixas de correio. Porém, se verificarmos atentamente, veremos que no final, acabamos sim de abrir mão de muitos valores que deveriam sim estar em nossos corações, nos nossos modos de agir e viver, nos nossos exemplos. Pior de tudo é que, no fundo, no final, serão somente estes os valores que deixaremos de real a filhos e netos; tudo o resto, a sociedade acabará por reciclar ao seu modo.”

    Abraços

  14. Uma pergunta que não quer calar: Os paulistas irão morrer abraçados aos tucanos?

  15. Entao vc quer dizer que todo mundo que ganha salario minimo deveria se mudar pra sergipe? Fala serio… alem do mais qual a perspectiva de quem mora em sergipe? Aqui ao menos se o camarada for esforcado no sudeste, ele pode se fazer na vida, tem uma situacao mais confortavel, ate abrir um negocio. Em sergipe o que deve pagar salario minimo é trabalhar pras prefeituras petistas ou receber bolsa familia. Alem disso nada muito mais.

      • Desulpe Edu.
        Depois da hecatompe pro posse tenho paricipado pouco dos blogs “sujos” ( dos quais continuo me orgulhando em participar, é claro, claríssimo), mas não resisto.
        Peço a Abel:
        Opção A: meter a cabeça do forno, por os pés no gelo, e medir a temperatura média da barriga (caso tenha tomado um chops e comido dois pastel, talvez tenha uma temperatura que lhe dê tranquilidade para ver o Faustão todos os domingos sem qualquer problema pro resto da vida).
        Opção B: medir o tamanho do cérebro do Abel: se passar do tamanho de um grão de feijão, ele pode ir ver os aviões decolarem do aeroporto. Outra grande opção de diversão aos domingos.

        Terceiro: continuo puto com as opções do governo Dilma.
        “Dilmais..Dilmais…Dilmais”. Eu, o otário.
        Desulpe o emocional: não consigo ver a foto manipulada de Dilma sem sentimentos negativos.

        De repente eu vou fazer prá mim mesmo, a sugestões A e B, acima, que fiz pro Abel.

        • Edu.
          Onde escrevi Abel (ato falho Caim x Abel?) ouva-se Adam Smith, o ‘ALIANÇA LIBERAL PRÓ MERCADO”.
          Tudo “buena gente”.

          • Ou o mercado ou a Gosplan .

            Os esquerdistas que acreditam idealisticamente na beleza do socialismo , governo popular ou o sistema que for, quando se desiludem, eles se tornam os piores inimigos do governo eleito.
            ………..
            Isto é o que os “companheiros do partido” frisavam especificamente: “Nunca ligue pros esquerdistas. Esqueça essas prostitutas políticas. Mire mais alto”.(a elite).
            ……..
            Depois da eleição quando o serviço deles está completo, eles não são mais necessários.

      • Análise perfeita do comentário. Devo dizer que esse senhor ficaria impressionado com a quantidade de Land Rovers aqui em Natal. Impressiona todo mundo.

        Coisa mais comum é ver Freelander, Discover, Ranger Rover…

        Não que isso seja garantia de nada, mas já tira aquela visão estereotipada que no NE só tem seca e pobreza.

    • Isso aí é a síntese do pensamento tucano sobre o Nordeste. Pura ignorância.

      Aracaju em termos de qualidade de vida afoga São Paulo no Tietê.

      Da orla de Aracaju é possível ver a pobreza de Sergipe: contei ao menos 16 platafomas da Petrobrás a cerca de 5km da praia.

      Um pião da Petrobrás em Aracaju com certeza tem salário maior que esse miserável aí que revelou nada conhecer sobre Sergipe.

  16. São Paulo é tão ruim assim de viver pq da emigração ,pela lógica do texto não faz sentido algum a grande emigração que São Paulo tem , qual o sentido de alguem sair de onde tem melhor alimentação e emigrar para outro estado para sofrer.
    ………
    Pelas criticas dos sites progressistas,São Paulo deve estar com uma redução drástica de habitantes.

    • A diminuição da migração dos nordestinos para São Paulo e o aumento da migração no sentido inverso tem ocorrido sim, Informe-se Dona Aliança

  17. E isso sem falar no gasto com transporte,que alem de carissimo é necessario pegar varias conduçoes por dia!!

  18. A análise é parcial e, por isso, viciada.

    É fato que em Sergipe o poder de compra do s.m. nacional em Sergipe é 34% maior. Mas se for pra ser parcial, compare, por exemplo, posso chegar a uma conclusão diversa da sua manipulando os números.

    Vamos a Porto Alegre, onde, ao que se sabe, vigorará o s.m. de R$ 545,00. Com a cesta básica custando R$ 247,21, se compra 2,19 cestas, ou seja, menos do que as 2,36 de São Paulo, com s.m. de R$ 600,00.

    Portanto, sua análise é falaciosa, com o perdão do termo.

    A análise mais honesta seria pegar a média do valor da cesta básica no país (aprox. R$ 217) e aplicar a comparação com o s.m. de R$ 545,00, o que daria aprox. 2,51, que, por seu turno representa apenas 6% a mais do que em SP (2,36).

  19. Como são as coisas: pelo twitter soube que na manhã de hoje o José Serra deu entrevista na Jovem Pan (certamente para fãs do Justin Bieber) afirmando que “o salário mínimo do PT prejudica o Nordeste”.

    Por meu Padim Ciço: o que o José Serra entende sobre o Nordeste?

  20. Engraçado, levando em conta que o Mínimo de são Paulo é MAIOR do que o que o PT aceitou arrumar pro resto do Brasil, não entendo a crítica. Criticado deveria ser o PT, que aprovou esse salário de fome e não quem propôs um salário maior!

  21. EDUARDO GUIMARÃES, QUANDO É QUE VÔCE VAI COMEÇAR ALERTAR SEUS LEITORES SOBRE NIBIRU?

  22. Pedágio sobre tudo: Numa cidade em torno da refinaria de paulinia(sp), uma concessionária instalou um pedágio dentro de uma zona urbana, Resultado: A guarda metropolitana tem que pagar do próprio bolso valor referente ao pedágio para poder atender a um chamado da população em ocorrencias.Muitas vezes, quando não dispóem e/ou não têm o valor aludido, os guardas metropolitanos não atendem a ocorrencia.Isso tudo é resultado da VISAO DE MUNDO TUCANA: Educação, saúde, transporte e segurança são BENS que devam ser COMPRADOS, ou seja , disponíveis ,apenas para quem recursos tiver.A cobrança de pedágios para essa corja é extremamente sagrado…. aí tem …

    • E porque então os paulistas continuam votando no PSDB?
      Parece que eles gostam de enriquecer os riquinhos empresários, não? Se fossem pedágios estatizados já estariam reclamando. Êta ADN desgraçado esse!

  23. O José Dirceu está chamando a atenção em seu blog para o que está acontecendo na Libia.
    Tem dente de coelho aí!

  24. Eduardo o que vou postar aqui não tem relevancia com o post,eu tenho por hábito dar uma “circulada’ na blogosfera,ja participei de discussões acaloradas,como voçe,mas tem um blog que eu frequentava,pois não farei mais,que “enfezadinho” com as criticas a presidente no episódio da folha,me solta esta pérolada inteligencia e o quanto ele respeita a discordancia de sua opinião :

    Do “esquerdopata”

    sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

    Os blogueiros “progressistas” e o futuro da burrice

    Para quem ficou assustado com a escandalização do nada feita por meia dúzia de blogueiros devido ao comparecimento da presidenta Dilma a uma festa, lembro as palavras imortais de Bob Fields “A burrice no Brasil tem um passado de glórias e um futuro promissor”.

    Para quem acha que exagero sugiro a leitura dessa obra-prima da cegueira “progressista” publicada na Folha (onde mais?) em 14 de dezembro de 2003. Nela o sociólogo Francisco de Oliveira anuncia sua saída do PT, motivada principalmente pelo desastroso governo Lula.
    Afasto-me porque não votei nas últimas eleições presidencial e proporcional no Partido dos Trabalhadores, reiterando um voto que se confirma desde 1982, para vê-lo governando com um programa que não foi apresentado aos eleitores. Nem o presidente nem muitos dos que estão nos ministérios nem outros que se elegeram para a Câmara dos Deputados e para o Senado da República pediram meu voto para conduzir uma política econômica desastrosa, uma reforma da Previdência anti-trabalhador e pró-sistema financeiro, uma reforma tributária mofina e oligarquizada, uma campanha de descrédito e desmoralização do funcionalismo público, uma inversão de valores republicanos em benefício do ideal liberal do êxito a qualquer preço –o “triunfo da razão cínica”, no dizer de César Benjamin–, uma política de alianças descaracterizadora, uma “caça às bruxas” anacrônica e ressuscitadora das piores práticas stalinistas, um conjunto de políticas que fingem ser sociais quando são apenas funcionalização da pobreza –enfim, para não me alongar mais, um governo que é o terceiro mandato de FHC.

  25. A direitalha está toda ouriçada por aqui, hoje.
    Ô cambada! Vocês são perdedores. Já morreram e não sabem. Esse PIG de vocês está nos extertores, ninguém assiste mais. A audiência minguando dia a dia. Os 4% estão falando sozinhos (falam pra eles mesmos).

  26. Só para lembrar: a foto que ilustra o post é do Edifício Paço dos Reis, no Morumbi, que tem UMA PISCINA POR APARTAMENTO. Na foto vê-se o prédio, a quadra de tênis e, do lado esquerdo, a favela de Paraisópolis. Só um muro separa os dois mundos.

  27. Edu, apenas estou avisando que estou reproduzindo o seu texto na integra no meu blog. Caso tenha algo contra se manifeste, se não, muito obrigado pela liberdade de utilização.

  28. este caso do video da policial despida, esta ficando serio,aguardar…fato, junho de 2009.

  29. Eduguim, esta matéria só mostra o quanto os demotucanos são hípócritas. Na época deles, no poder, o salário era uma vergonha, e agora querem jogar para a platéia (como muitos sindicalistas pelegos como o Paulinho da Força). A recuperação do mínimo é histórica e este acordo dará uma tranquilidade pois será real o PODER DE COMPRA do salário mínimo, coisa que esta oposição ridícula (que não merece respeito) quer acabar porque sabe que ficará mais uma eleição na berlinda.

  30. No interior do Pernambuco compra-se cinco pães por um (1) real. Dessa forma, considerando que se o pão pesa 50 gramas o quilo sairá por míseros R$ 4,00, ou seja: R$ 3,00 mais barato do que em Higienópolis. E não venham os preconceituosos dizerem que é pão de rapadura ou coisa que o valha. Os produtos são os mesmos que fabricam os pães da Chuiça brasileira, só que com um toque genuinamente nordestino, e muito mais barato.

  31. debate de loucos, salario minimo e uma vergonha absoluta, tem que aumentar sim. PRA ONTEM…

Trackbacks

  1. Tweets that mention Salário mínimo em SP é pior que no Norte e Nordeste | Blog da Cidadania -- Topsy.com
  2. Salário mínimo em SP é pior que no Norte e Nordeste « Blog do EASON
  3. Salário Mínimo De SP é Uma Vergonha! Em São Paulo, O Mínimo Regional De R$ 600 Compra 2,36 Cestas Básicas. O Piso Nacional Compra, Por Exemplo, 3,16 Cestas Básicas Em Sergipe. Ou Seja: 34% A Mais. Para Equiparar O Poder De Compra Do Mínimo Paulist

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.