Mulheres que brigam

Cheguei a uma conclusão triste, mas inescapável: devo agradecer por ter nascido homem. Em pleno século XXI, é espantoso o que ainda se aceita que seja feito contra as mulheres. Este, portanto, é um post de solidariedade e de exaltação à mulher.

Acabamos de assistir, estupefatos, à Justiça e à Polícia violarem o princípio mais elementar do que possa ser justo e decente ao só tomarem providência no caso da policial despida à força porque chegou à mídia.

É duro ser mulher. E por ser duro, a mulher briga mais. Muitas vezes, usando só a força de sua voz, de suas lágrimas, que, invariavelmente, expressam a ausência do poder que aos homens sobra, por mais inaceitável que possa ser uma coisa dessas a esta altura da odisséia humana.

Por entender isso, quero me penitenciar por não ter entendido antes e reclamado, no post anterior, de uma moça que me fez uma cobrança assertiva no Twitter para que eu escrevesse sobre o caso da policial que foi abusada pelos colegas.

Safira, é o nome dela. Foi humilde ao se desculpar. Retirei, então, o trecho do post que reclamava da cobrança veemente que fez. Ela me mostrou o tamanho daquela barbaridade da policial. Deveria agradecer o alerta, mesmo tendo sido tão assertivo. Então agradeço.

Outra mulher que age como uma leoa porque mulher que não se impõe é pisada, é a blogueira Conceição Oliveira (Maria Frô). Ela é veemente, sim. Às vezes, a gente até se chateia como me chateei com a moça que me cobrou duramente por não ter abordado o caso da policial.

Frô, minha amiga, luta para criar sozinha a filha. Sabe que mulher tem que ser mais aguerrida, provar mais. Por isso, dói ver que suas críticas persistentes à participação de Dilma na festa de 90 anos da Folha lhe valeram dúvidas sobre suas posições políticas.

A Frô tem convicções firmes e quer o sucesso do governo Dilma como todo brasileiro que tem um pingo de juízo. Está preocupada apenas com a possibilidade de a presidenta se fragilizar no futuro. Está errada? E eu, que penso como ela, também estou?

O tempo dirá. Se estivermos errados, de minha parte será um prazer reconhecer. Não tenho medo de errar.

Mas a homenagem não é a esta ou àquela mulher, mas a todas. Porque todas vocês são admiráveis por saberem compensar a falta dos poderes masculinos com um misto de doçura e ferocidade, usadas sempre na hora em que vossos corações mandam.

Quem nasceu de uma mulher deverá concordar comigo.  Então, viva as nossas mulheres. Mães, esposas, irmãs e filhas, sim, mas, também, todas as outras que não têm maiores vínculos conosco. Aquele que desrespeita uma mulher, desrespeita a todas.

Tags: , ,

83 Comentário

  1. Junto com mínimo, aprovou-se refresco a sonegador.

    Por Josias de Souza da Folha

    Aprovado na Câmara e no Senado no tempo recorde de duas semanas, o projeto do salário mínimo carrega um contrabando fiscal. A muamba foi traficada no artigo 6º da proposta, ao qual foram enganchados seis parágrafos. Nesse pedaço, a projeto enviada pelo Congresso à sanção de Dilma Rousseff institui uma espécie de “bolsa-sonagador”.

    Reza a lei 9.430, de 1996, que pessoas e empresas pilhadas sonegando tributos e contribuições previdenciárias sujeitam-se à cadeia. Uma vez apurados os débitos, a receita Federal é obrigada a informar ao Ministério Público, a quem cabe levar ao Judiciário as ações penais.

    Pois bem, o projeto do salário mínimo abriu uma janela para os infratores. Livram-se do processo penal aqueles que requererem parcelamentos ao fisco. Uma vez deferido o fatiamento do débito, a Receita fica obrigada a se abster de enviar o processo administrativo à Procuradoria.

    Mais: se a encrenca já estiver no Ministério Público, fica “suspensa a pretensão punitiva do Estado referente aos crimes” cometidos. Pior: ainda que já esquadrinhados em inquéritos e denunciados à Justiça, os crimes vão ao freezer se o juiz ainda não tiver inaugurado a ação penal.

    Hoje, para livrar-se do processo judicial, o sonegador precisa pagar a totalidade do débito, incluindo correção e multas. Nada de parcelamentos. Com a novidade, servida junto com o salário mínimo de R$ 545, o infrator ganha tempo e refresco.

    Dito de outro modo: pilhado, o sonegador pode levar a limites extremos a contestação administrativa. Se quiser, pode esticar a contenda à fase do Ministério Público. Pedindo o parcelamento antes de ser convertido em réu por um juiz, livra-se do pecado. Supondo-se que a má-fé seja levada às raias do paroxismo, o sujeito pode requerer o parcelamento e interromper os pagamentos dali a algum tempo.

    Quando o Estado decidir, finalmente, cobrar o débito na esfera judicial, talvez já não encontre patrimônio a ser penhorado.

    Deve-se a inclusão do refrigério fiscal na proposta do mínimo a uma ideia do vice-presidente Michel Temer (PMDB). Ele aconselhou Dilma a baixar o novo salário mínimo por meio de projeto de lei, não de MP (medida provisória). Há cerca de 15 MPs tramitando no Congresso. Uma nova medida iria ao final da fila. O projeto encurtou caminho. Se tratasse apenas do salário mínimo, a proposta não poderia furar a fila na pauta de votações da Câmara e do Senado. Porém…

    Porém, ao inserir os crimes tributários no texto, o Planalto deu ao projeto um status legislativo que possibilitou a tramitação em regime de urgência. Na Câmara, o contrabando fiscal passou sem contestações. No Senado, o PSDB apresentou uma emenda que suprimia a esperteza do texto.

    Foi rejeitada liminarmente pelo relator Romero Jucá (PMDB-RR). Depois, caiu em votação simbólica. Os senadores nem precisaram nem levar as digitais ao painel eletrônico. O tucanato anuncia que tentará derrubar o artigo e seus parágrafos no STF. Vai alegar que o prêmio aos sonegadores é inconstitucional.

    1. Aguela Gago Escreveu:
    Fevereiro 24th, 2011 às 18:41

    Ladrões de Casaca ganham tratamento VIP.

    Empresário Punguista da previdência social ganha tratamento VIP, no Governo de DILMA. Vejam nas entrelinhas a diferença entre o Governo LULA e o de Dilma.

    Tiraram na MARRA os efeitos penais da LEI 9.430/96.

    “Reza a lei 9.430, de 1996, que pessoas e empresas pilhadas sonegando tributos e contribuições previdenciárias sujeitam-se à cadeia. Uma vez apurados os débitos, a receita Federal é obrigada a informar ao Ministério Público, a quem cabe levar ao Judiciário as ações penais.”

    • Eremildo,

      Essa manobra do pedido de parcelamento tributário camuflada na norma do salário mínimo explica muita coisa estranha dos últimos meses, como certas aproximações e amaciamentos.

      Basta lembrar de alguns dos maiores devedores da Previdência. Pede parcelamento, paga algumas parcelas, esquece, depois pede parcelamento do parcelamento … Há muitos créditos em bancos estatais rolados indefinidamente através dessa fórmula. Provavelmente nenhum contra micro-empresários.

      Chegamos ao ponto de ver o PSDB como paladino da correção, o que não passa de jogo para a torcida. Outra vez, quem cumpre suas obrigações no tempo certo se sentirá ultrajado. A corda, PT, a corda Dilma.

    • “Reza a lei 9.430, de 1996, que pessoas e empresas pilhadas sonegando tributos e contribuições previdenciárias sujeitam-se à cadeia. Uma vez apurados os débitos, a receita Federal é obrigada a informar ao Ministério Público, a quem cabe levar ao Judiciário as ações penais.”
      Eremildo, não entendi a preocupação do Josias, afinal, quem aqui conhece alguém que já foi preso pelos crimes tipificados nesta lei? Sinceramente, desconheço. Nunca ouvi falar.

    • Eremildo:

      O Gaspari permite que vc se utilize de uma criação dele?

  2. Blog da Cidadania. Nunca vi um nome casar tão bem com seu autor e com seus textos. Parabéns pela enésima vez meu caro Eduardo. Me orgulho de frequentar com assiduidade este espaço.
    http://easonfn.wordpress.com

  3. Querido Edu, talvez você tenha escrito esse texto para mim, afinal fui dos muitos que discordaram com veemência do que a tal de Maria Fro (ou Conceição Lemes) tem escrito em seu blog nos últimos dias – a começar por aquele texto pífio de um tal de Maurício Caleiro cheio de acusações levianas contra toda a blogosfera e afirmações que não condizem com a realidade.

    Infelizmente, a Maria Fro demonstrou que não sabe lidar com o contraditório e fez o que toda pessoa com essa dificiência faz: começou a posar de vítima e passou a ofender e fazer falsas acusações (“querem me calar!”) contra aqueles que ousaram discordar dela.

    Foi isso que escrevi no blog dela e, por isso, passei a ser atacado por ela no twitter pelas costas (se quiser comprovar basta verificar o timeline dela quando começa a ofender os “petistas fanáticos” ou algo assim – tem um link direto para o meu comentário no blog dela).

    Sinceramente, eu não ligo para esse tipo de coisa, acho patético apenas perceber mais uma vez como existem pessoas que se dizem de esquerda mas se portam como verdadeiros fascistas na hora que o caldo entorna para o lado deles. E, desculpe a minha franqueza, mas para mim não existe nada mais fascista do que ver uma pessoa que procura provocar polêmica fazendo-se de vítima quando consegue exatamente o que procurou! É como diz o ditado popular: “se não aguenta o calor, fique longe da cozinha!”.

    O fato de ser mulher, homem ou lobisomem, ser mãe solteira, caolho ou perneta não muda esse fato, infelizmente. Pelo contrário.

    Enfim, se o seu texto foi para mim não se preocupe, pois a carapuça não me serviu.

    Abraços!

    • O texto não foi para você, André. Não teve um único endereço e não se ateve a um único aspecto. Foi um texto para – e pelas – mulheres. Leia o texto inteiro.

    • André ha uma confusão em seu texto, Maria Fro é a Conceição Oliveira, a Conceição Lemes escreve o viomundo com o Luiz Carlos Azenha e também é uma excelente jornalista, tal qual o Azenha e a Conceição Oliveira.

    • André Lux meu caro,
      .
      Acredito que muitos blogueiros e blogueiras devem ter verdadeira crise intestinal quando o Paulo Henrique Amorim tece críticas em relação a alguns movimentos do governo não é mesmo?
      .
      O bom é isso, se o governo erra a cobrança tem que ser feita de forma racional, não aquela cobrança doente tipo Reinaldo Azevedo, Mainardi e congêneres.
      .
      Se o governo acerta palmas, se erra, evidentemente que temos que chamar a atenção.
      .
      Não acredito que Eduardo Guimarães, Maria Fro irão se posicionar contra o governo Dilma por tais movimentos. Apenas estão expondo seu descontentamento.

    • A pretensão chegou aqui e parou…

        • Desculpe Edu se não fui clara… é que usei uma expressão comum da região onde nasci, que nem todos conhecem.

          Estava me referindo à pretensão do André Lux quando ele levanta a hipótese do seu texto ter sido escrito em resposta a ele, sendo que vc deixa claro logo no primeiro parágrafo que o post se refere às mulheres…
          Deixo claro também que concordo com o ponto de vista do André a respeito da ida da Dilma no aniversário da Folha, só não agüentei quando ele mencionou que vc poderia ter se referido a ele…

          • Entendi, é que este sistema não me permite ver a quem a pessoas está respondendo. Preciso fazer um post pedindo que os leitores nomeiem aqueles aos quais respondem

  4. Maria, Maria

    Composição: Milton Nascimento e Fernando Brant

    Maria, Maria
    É um dom, uma certa magia
    Uma força que nos alerta
    Uma mulher que merece
    Viver e amar
    Como outra qualquer
    Do planeta

    Maria, Maria
    É o som, é a cor, é o suor
    É a dose mais forte e lenta
    De uma gente que rí
    Quando deve chorar
    E não vive, apenas aguenta

    Mas é preciso ter força
    É preciso ter raça
    É preciso ter gana sempre
    Quem traz no corpo a marca
    Maria, Maria
    Mistura a dor e a alegria

    Mas é preciso ter manha
    É preciso ter graça
    É preciso ter sonho sempre
    Quem traz na pele essa marca
    Possui a estranha mania
    De ter fé na vida….

    Mas é preciso ter força
    É preciso ter raça
    É preciso ter gana sempre
    Quem traz no corpo a marca
    Maria, Maria
    Mistura a dor e a alegria…

    Mas é preciso ter manha
    É preciso ter graça
    É preciso ter sonho sempre
    Quem traz na pele essa marca
    Possui a estranha mania
    De ter fé na vida….

    Mas é preciso ter força
    É preciso ter raça
    É preciso ter gana sempre
    Quem traz no corpo a marca
    Maria, Maria
    Mistura a dor e a alegria…

    Mas é preciso ter manha
    É preciso ter graça
    É preciso ter sonho, sempre
    Quem traz na pele essa marca
    Possui a estranha mania
    De ter fé na vida

  5. Já que o assunto é este, deixo aqui a minha homenagem a uma guerreira, coonfiram o blog dela:

    http://abraabocacidadao.blogspot.com/

  6. Como sempre, belos textos Edu. Apesar de comentar pouco estou firme nesta casa umas quatro vezes ao dia. Deus lhe abençoe. Abs.

  7. Edu,
    um presidente, uma presidenta é para todos. Não se governa potencializando intrigas, guardando mágoas, ou evidenciando picuinhas. Gostemos ou não da Folha, concordemos ou não com as posturas pouco honestas deste jornal, a FSP ainda é um dos principais veículos de comunicação do País.

    Temos que diferenciar bem a pessoa Dilma Roussef da Presidenta Dilma.
    Ela deixou claro que ali estava como Presidenta. Como Presidenta ela terá que apertar a mão de FHC, receber e sorrir para Obama, ser simpática com Zé Serra, etc.

    Hoje as mulheres foram mais um vez desrespeitadas. O Juiz que criticou duramente a Lei Maria da Penha teve sua punição suspensa. Isto é muito grave pois não cabe ao Poder Judiciário concordar ou não com as leis e sim aplicá-las.

    A atitude deste juiz foi uma afronta a todas as mulheres e esta afronta fois respaldada agora com a suspensão da punição dada a ele.

  8. Discordo veementemente dessa tempestade que estão fazendo certos blogueiros progressistas sobre a ida da presidenta Dilma a festa da Folha. É fato que Dilma foi atacada com virulência por toda grande mídia durante a campanha de 2010, principalmente pela Folha. Mas, Dilma não é mais a candidata de Lula, a candidata da esquerda, agora é a presidenta da república de todos os brasileiros e não só dos petistas, nada mais republicano e democrático que respeitar as instituições e cumprir o protocolo.
    O discurso da presidenta foi mais do que perfeito, foi pontual. O Marco regulatório está saindo do forno e não vai demorar muito. É providencial que a presidenta bata na tecla sempre que oportuno, que é defensora da liberdade de expressão sim. O que defendemos é a regulamentação e a democratização da mídia. Obviamente os monopólios midiáticos não toleram esse discurso e desviam a atenção do leitor para o velho discurso de censura e liberdade de expressão.
    Quem pensa que Dilma foi a esta festa para uma tentativa de paz com a velha mídia engana-se! Fosse assim, não estaria presente entre seus séquitos o ex-ministro José Dirceu que desmascara semana sim e outra também, a velha mídia, principalmente a Folha de SP em seu blog.
    Afobados, os companheiros não percebem a grandeza da nossa presidenta em ter ido dentro da casa do inimigo que mais lhe atacou na campanha, avisar que a luta continua, mas será uma luta justa e democrática, pelo menos da parte do governo.

    • Concordo em genero, numero e grau. Fiz, ainda há pouco, um comentário bem resumido do que vc acaba de fazer, no blog do Altamiro Borges, onde lá também esse assunto foi muito comentado, e as opiniões se contrapõem. Esquecem alguns que a Dilma é inteligente, corajosa e audaz. Na verdade, estamos anciosos demais pela regulação da mídia. Tenhamos paciencia, pessoal.

      • E o que dizer aos parentes das vitimas da ditadura,apoiada até mateialmente por este folhetim.Alem do mais,era uma cerimonia privada,não de uma associação,sindicato,então a presença da presidenta era absolutamente desnecessária.O ponto é que,a ida da presidente,foi mais um em uma série de atos que tem levantado desconfianças e distenções.As nomeações de Palloci e Jobim,um inicio xtremamente conservador e ortodoxo(parece pleonasmo) na condução da politica economica(ela não tem um quadro desfavoravel que o Lula tinha na 1º eleição),corte de gstos,aumento de juros,e uma suvizada na politica externa.Está de costas,muda a sociedade civil organizada.Sabe-se o embate que foi esta eleição,a mais suja ja vista,e animos ainda aflorados,Então se ela é a presidenta de todos,porque so gestos para o outro lado?Tá faltando visão de realidade,pareceu um ato de provocação,não precisava,e vem aí mais um aumentinho de juros para jogar mais lenha na fogueira.Se fala em bom senso,que ponham na cabeça da presidente.

    • Assino embaixo. Acho que nossa presidenta ainda vai surpreender muita gente. Dos dois lados.

    • Dani:
      Também acho que o comparecimento da Presidenta ao jornal algoz não significa que ela tenha capitulado aos interesses do baronato da mídia. Mas que o discurso dela deu margem a que se pense isso, deu.
      Tanto foi que ontem, nos discursos exibidos pela TV, vários senadores louvaram as palavras de Dilma. Foram interpretadas como garantia de que não virá o marco regulatório.

  9. Por falar em mulheres, lí que a D.Dilma vai se apre3sentar nos programas da hebe maluff e no programa da ana maria praga. A solidariedade da D.Dilma me comeve. A presença da D.Dilma vai alavancar os programas sem audiência das conhecidas integrantes daquele programa “cansei”. Com certeza ,não está gostando das comidinhas servidas em Palácio. Vai aprender a cozinhar ao vivo e junto à hebe uma audiência com o maluff.

  10. Temos que ser gratos ao PT por ter lutado para chegarmos até aqui.

    Temos que ser gratos a Dilma por ter enfrentado a ditadura, com risco de sua própria vida.

    No entanto, o PT abdicou de organizar a sociedade. Falo de sindicatos, movimentos e centrais sindicais. O PT escafedeu-se de todas essas instâncias.

    Agora é hora de outros tomarem a tocha em suas mãos e seguirem em frente. Em alguns momentos, poderemos, sim contar com o PT. Em outros, não.

    • Está faltando no Governo Dilma um canal de comunicação direto com quem lutou para elegê-la. Faço menção à blogosfera progressista.

      Quando se elege e se isola: deixa de ouvir. E quando deixa de ouvir: se perde.

      • Gerson ,enqto Dilma tiver Pallocci por perto ,estas coisas continuarão a acontecer.
        Na acampanha boazinha do PT para a presidencia ,Pallocci dava as orientações.Qdo Dilma bateu de frente com Serra ,sobre Paulo Preto, e sobre declarações de Monica Serra ,a campanha tomou dimensão.
        Não gostei de alguns ministros e não confio em Pallocci e Cardozo.
        Qto a postagem Edu,como sempre vc se supera.

      • Gerson:

        È isso. Me pareceu ter lido algo a respeito de vc ter blog.
        Como chego a ele?

        • Geysa,

          Não tenho blog.
          Quando penso na trabalheira que deva dá imagino que blog seja um filho pequeno que não cresce.
          Deixo isso pra quem tem paciência e sabe fazer. Tenho twitter que é menas coisa pra escrever :)
          @GersonCarneiro

  11. Moço aí de cima, me dei o direito de me referir assim ao André Lux , no momento em que li “a tal de Maria Fro (ou Conceição Lemes)”, como assim??? A tal???? Feio, muito feio, porque gostando ou não, concordando o não com a Maria Fro, sei que ela tem história nas redes e na vida. E isso é inegável.

  12. Houveram antes; -Lula se reúne com blogueiros progressistas (depois “sujos). O caso do post do AA no Nassif “feminazi”. Foram explicitados radicais extremos, onde ficaram? E agora este do 90 anos. O Mino, a favor da extradição do Battiste (eu não); sobre o PIG escrito (jornais e revistas) disse “eles se odeiam, porem se unem quando se sentem ameaçados”
    Nada nos ameaça. Há algo que nos transcende. Sincronismo a historia está sendo postada a cada toque e nos auto cooptamos. Exagero não é dizer que nos amamos!!!Na cidadania. Haja sabedoria na diplomacia. Foi doloroso no primeiro instante, mas vamos nos calejando. Quando sonhamos juntos, já ouvimos a Anunciação de uma America Latina, berço de uma nova civilização. Foco por hora, continuar a diminuir a desigualdade, PNBL e educação. Comemorar sempre, estimulando-nos. Volúpia cidadã é digna.

  13. Concordo com a homenagem as mulheres, e faço a minha homenagem a mandatária da nação, também mulher e também muito ofendida esta semana por trolls que vieram a vários blogs progressistas se aproveitando de um momento de discordancia querer ressuscitar a Marina, outra mulher de excelente história, porém que se desviou dela.
    Edu, eu quero ir fazer arruaça la na portada folha, pode ser de sabado? Não me esqueci não.

  14. Viva as nossas mulheres! Afinal a mais importante ligação de nossas vidas é com uma mulher : nossas mães! Além disso, a Beleza, a doçura, a sensibilidade, a garra, a Leveza, o Encanto, o Charme femininos são insuperáveis. Há homens sensíveis? Sim, e muito sensíveis : considero-me um deles! Todavia, a sensibilidade da mulher é diferente, talvez tenha um tom macio como a pele feminina e dessa sensibilidade resulta uma graça inigualável. Poucos escritores ou cineastas discordarão do que eu digo, mas é muito mais interessante construir-se uma história sobre uma mulher do que sobre um homem : e falo com relação ao aspecto da riqueza do ser criado : a mulher será insuperável . Exatamente nessas qualidades devem estar os motivos da origem da milenar opressão que esses seres fantásticos sofreram em várias culturas(não em todas, há umas poucas culturas, mais sábias, que ergueram-se em cima da visão feminina, a visão de Gaia, a qual, representa a terra, o ente feminino que toda mulher carrega em si, e relaciona-se à vida!) Nossa cultura; ocidental, capitalista, cristã, violenta e machista; teria muito a aprender com essa visão e nela encontraria uma saída para o auto-estrangulamento que produz para si a cada dia. Espero que também lembre-se de sua natureza feminina uma outra mulher, nossa Presidenta, e não mais ceda aos caprichos dos barões machistas e criminosos da ditadura midiática. Com isso, entenda que não ganha nada ao ceder às conveniências e hipocrisias do mundo do poder, ainda mais num momento decisivo para a construção da liberdade de expressão no Brasil, que é a caracterítica do momento que atravessamos atualmente. Que Dilma leia e siga os conselhos femininos de Maria Frô! Por último, que todos os seres humanos juntem-se na luta para a libertação desse ser fantástico que é a mulher, entendendo que qualquer opressão é nociva parta todos, para os oprimidos principalmente, mas também para os que supostamente estão no “comando” da opressão : não comandam nada e também estão presos, impedidos de viver plenamente. Nessa caso, impedindos muitas vezes de uma união plena com a mulher!

  15. O poder, qualquer poder… Ô bincinho danado de rim!

  16. Eduardo,

    Estou feliz pela reconsideração e conciliação sua com a Safira. De verdade desde o início achei que não houve má-intenção por parte dela no sentido de ofendê-lo mas apenas indignação o que a levou agir instintivamente. Mas o ofendido não fui eu, então também não tenho o direito de tirar sua razão. Enfim, que bom.

  17. Belo e merecido texto .
    Agora por favor Dudú, chame o “Torneiro Mecânico” de volta, vai.

  18. Belo texto Edu, parabéns….Afinal tenho motivos de sobra para admirar a sua luta e não arredo pé daqui!!!!

  19. Engraçado,Edu,
    se a violência inominável àquela jovem,fosse imposta a um rapaz?(!).Seria também concebida como barbárie?No Brasil(e em outras partes)é rotina.Não há esperança para a humanidade no futuro.P.Francis,nu e cru.

  20. O Luiz Monteiro de Barros matou a pau. Parabéns amigão.

  21. “A Visita da Velha Senhora”
    Escrita por Friedrich Dürrenmatt, essa peça teatral – um libelo contundente sobre a hipocrisia e a falência dos valores humanos – já foi encenada em todo o mundo.
    É a estória de Clara Zahanassían, a senhora que volta a sua cidade natal com sede de vingança e justiça contra aquele a quem se entregou por amor e que não cumpriu sua promessa de casamento. Grávida, Clara foi desprezada pela família e, menosprezada por todos, foi expulsa da cidade.
    Clara volta à cidade com poder e muito dinheiro para expor a mesquinhez do caráter humano.
    A peça virou filme com Ingrid Bergman e foi encenada no Brasil com Tônia Carrero no papel principal.
    Jorge Amado se inspirou na peça para escrever Tieta do Agreste, abordando o caráter humano e sua falta de integridade moral com personagens cômicos, trágicos e absurdos ambientados no nordeste brasileiro. Na TV Globo, virou telenovela da qual faz parte o diálogo reproduzido a seguir entre Tieta e sua irmã Perpétua. Outra telenovela da Globo inspirada na peça foi Fera Radical, escrita por Walter Negrão.
    Lembrei da peça quando vi Dilma Rousseff discursando e muito aplaudida no evento comemorativo dos 90 anos da Folha de São Paulo.
    A mesma Folha que tanto a combateu e publicou uma ficha falsa dela na primeira página do jornal rendeu-lhe homenagem, recebendo-a como uma rainha.
    Os hipócritas jornalistas que tanto a ofenderam e menosprezaram, qualificando-a como um “poste” e terrorista assassina, aplaudiram-na com entusiasmo. Tietaram-na. Nada a ver com a Tieta, mas sim com tiete.
    Os blogs e sites de esquerda que eu sempre leio, porém, indignaram-se. Viram o ato de forma diferente. Afirmaram que a presidenta rendeu-se a um jornal criminoso, prestando homenagem à Folha de São Paulo com a sua presença. “Esta mesma Folha que, ainda na campanha de 2010, escalou um colunista para, imbuído de sutileza cavalar, chamá-la, e à atual senadora Marta Suplicy, de vadia e vagabunda” – disse um blogueiro.
    Eu apenas vi a visita da velha senhora aos seu algozes. E que em seu discurso fez questão de lembrar que estava ali como presidenta da república, reafirmando o que sempre disse: “…todos nós devemos preferir um milhão de vezes os sons das vozes críticas de uma imprensa livre ao silêncio das ditaduras”.
    E quero vê-la no dia 7 de setembro sendo reverenciada com continência pelas tropas militares. Entre elas, espero que esteja pelo menos um daqueles que a torturaram.
    Ou será que a Dilma Rousseff não deve comparecer ao desfile do Dia da Independência?

    • Valeu, Lacerda.
      Na mosca.
      No pampa se diz que: “Mais sabe o diabo por ser velho, do que por ser diabo!”.
      Com tempo e com a ajuda dos mais experientes a gurizada vai pegando o jeito.
      Grande abraço.

  22. Eduardoo ainda não entendeu a importancia que ele e seu Blog têm para aqueles que não têm voz nem vez, enfim para a consolidação da democracia no Brasil. Muitas vezes so temos esse Blog para nos socorrer. Ainda bem, temos muito.

  23. Ô Edu, como quem nasceu de uma mulher sabe………? Eu desconheço outra forma de nascer que não seja de uma mulher!

  24. Ontem o Edu postou no twitter que não era ruim ver a esquerda se estapeando pois poderia provocar um debate rico coisa que a direita não tem interesse. O debate nos blogs foi contundente mas foi no twitter que percebi algo mais. Não foram poucas as pessoas que partiram com agressividade para a desclassificação de um ou outro companheiro e isso se deu de lado a lado.

    Um lado dizia: “deslumbrados”, “cegos”, “analfabetos políticos”. Do outro: “despreparados”, “traidores”, “vacilões”.

    Assim qualquer debate vira briga de rua.

    Concordo em boa parte com o André Lux. Mas isso de se referir a um companheiro de luta como “esse tal…”, não dá. Não dá mesmo. E isso acontece muito na globosfera. Também não vale dizer que não conhece, nunca ouviu falar. Blogueiros que hoje estão em trincheiras opostas no caso Dilma/folha estiverão de mãos dadas, eu vi, na frente dessa mesma folha de SP no famigerado caso “ditabranda”.

    Então, quem é o inimigo?

  25. Oi, Edu,

    Devo dizer que, desde aquelas cenas deprimentes, eu e minha esposa que estávamos assistindo o Jornal da Record tivemos um mal-estar enorme, pois, vimos mais uma vez do que o ser humano é capaz contra seu próximo. Temos também a mesma preocupação de todo mundo, e lembrei-me de um post anterior seu em que relatava que a violência estava presente nos lugares mais improváveis, e o outro é uma icógnita, ninguém sabe o que se passa pela sua cabeça.

  26. Caro Edu
    A citação à Dilma está me fazendo pensar em algo que me aterroriza. Pessoas que participaram de forma contumaz contra a Ditadura vem assumindo posições que poderiamos classificar de conservadora a mais à direita. Refiro-me ao atual senador Aloisio Nunes, que da luta armada hoje milita nas hostes do PSDB. Ao ministro Eros Grau que de vítima da perseguição política sofrida nos tempos do autoritarismo militar, hoje anistia a Lei de Anistia.
    Será que com o beija mão na Folha Dilma estaria trilhando o mesmo caminho?????? Espero que a tendência não se comprove.
    Abraço

    • Edu:

      Observaste bem. Do senador-surpresa, Aloysio, posso falar de cátedra. Se fosse do PSDB estilo Alckmin eu respeitaria, mas é ele quem patrocina as prefeituras coronelistas com métodos autoritários e arbitrários que chamo de DEMOCRADURA.

      Relutei muito a votar em Dilma pelo autoritarismo de Aloysio e outros guerrilheiros. Mas acabei deduzindo que nossa Presidenta não é igual a esses hipócritas. Não lhes interessava um projeto popular, mas a tomada do poder.

  27. O chamado regabofe dos 90 anos da Folha, foi na verdade, um velório. Ninguém viu, mas a Presidenta estava com o nariz tapado. Deu os pêsames e foi embora.

  28. Eduardo, seu texto é tão acertadamente belo que me lembrou o Pepeu Gomes cantando:
    “Ser um homem feminino não altera o meu lado masculino”.
    Com você em nossa luta, somos mais fortes.

    N.B – nosso pior inimigo é a falta de corporativismo. Mulheres que fazem gol contra – como a corregedora Valente (só no nome) – só fazem perpetuar a supremacia dos Bolinhas. De fato, o mundo ainda é dos homens.

  29. Salve Edu,

    Sei que dizer é um prazer freqüentar o Cidadania é chover no molhado, mas parabéns pelo texto.
    O que entristece-me um pouco é ver a esquerda que militou unida na eleição brigar por picuinhas.
    Lembra-me e muito a cena do filme do Monty Pyton, A Vida de Brian.
    Lembrando que não podemos esquecer-nos de que os romanos ainda são o inimigo que temos em comum.

    Abraço

    • é tudo um processo. a gente chega lá, se alguns ajudarem. é a isso que me dedicarei. há momentos para incendiar e momentos para ser bombeiro.

    • Desculpe, companheiro, mas chamar de “picuinha” a indignação dos que sofreram com a repressão da ditadura contra o elogio ao Otávio Frias pai é demais.
      Que o STF, o Jobim, os milicos queiram enterrar a história é compreensível, aida que imoral. Mas não dá para as vítimas esquecerem.

  30. Mas é preciso ter manha
    É preciso ter graça
    É preciso ter sonho, sempre
    Quem traz na pele essa marca
    Possui a estranha mania
    De ter fé na vida

    a contradiçoes se dissolvera, era preciso

  31. fora de pauta… Paulo Bernardo e o alvo… Ley de medio ja

  32. fora de pauta… Katia abreu acordou….rainha do agronegocio esta perdendo a coroa no DEM…Chama a Ameliaaaa.

  33. Pelo que sei na prática já é assim, ao parcelar a dívida e mantendo os pagamentos em dia, cessa a disputa judiciária.

  34. Sinceramente, torço para as mulheres tomarem conta de tudo nesse planetinha de Deus. Assim passarei o tempo pescando no rio Verde… que beleza!!

  35. Alto lá, pela-saco Lux… pega leve!… Como assim, “TAL” Maria Frô?… “TAL” Maria Frôr, é o C@r#lh*… Você, a sua RIDÍCULA prepotência e PATÉTICA arrogância, eu não faço a MENOR ideia DO QUE sejam ou de que buraco saíram -e olha que eu frequento a Blogosfera desde o tempo em que o nobre e honrado Edu ainda era um assíduo e indignado missivista da Folha e que a Internet era só uma promessa movida à vapor- quanto à corajosa e honrada Conceição Oliveira (digníssima “Maria Frô”) é uma das mais atuantes e admiráveis personalidades da maravilhosamente “suja” blogo-esquerda. Até mesmo lavar com creolina as fossas dentadas que para alguns zé-buçanhas inutilmente servem de boca, ainda é pouco para sem risco de infectá-lo pronunciar o seu egrégio nome. Quanto ao seu/dela posicionamento radical e legitimamente indignado em relação á presença constrangedora, injustificável e absolutamente desnecessária da equivocada Dilma ao convescote mediocre da execrável Ditabranda, tem o meu mais veemente apoio e a minha mais absoluta solidariedade. E que cretino pela-saco nenhum, ex-revolucionário que se tornou pelego ou tecnocrata engravatado; muito menos qualquer militante-profissional, zé-boquinha-partidário, cabo-eleitoral “atendidinho”, tenha a ousadia de criticar essa legítima indignação por parte dos que ralaram ao longo de toda essa campanha podre, de graça, sem qualquer forma de remuneração ou promessa de futuro emprego ou “boquinha” onde quer que fosse; movidos tão só e exclusivamente pelo ideal, dia e noite, na Rede, nas ruas, nos botecos -muitas vezes, como aconteceu com ESTE casca-grossa-radical-convicto aqui, saindo na porrada, chamando na baiana, fazendo chão, justamente com essa cambada de zé-buçanhas, de midiotas fascistinhas, que justamente a dona Folha Ditabranda iludia e inflamava; essa vigarice noticiosa para a qual a Dilma humilhantemente prestou arrego e rendeu loas e cenas de pela-saquismo e baba-ovice explícitas…
    P.S. INFELIZMENTE não tenho o privilégio de conhecer a intrépida Conceição Oliveira/Maria Frô pessoalmente, mas tenho por ela e o seu relevante e precioso ativismo, o mais nobre respeito e a mais profunda admiração…

  36. Boa Tarde Eduardo,

    Belíssimo texto.

    Em nossa criação, a família nos ensina a ter doçura e a vida nos ensina a ter dureza. Temos que ser fortes mesmo! Que bom que já está “de bem” com a Safira hehe!! Eu achei até engraçado a tua “bronca” inicial com ela, mas foi o resultado de duas pessoas indignadas, cada uma defendendo seu direito.

    Com relação ao que representa o comparecimento da Presidente Dilma à FSP e futuramente nos programas Hebe e Ana Maria Braga, eu acredito que ela não está se fragilizando perante aos que não a queriam e não a querem no cargo. Ela está dando o seu recado e com endereços certos.

    Você se lembra quando ela foi ao Programa SuperPop fazer uma omelete? Muitas vezes, para chegarmos aos nossos objetivos não é preciso somente determinação. É preciso muita sutileza! Para muitas pessoas é desta forma que um Presidente se torna mais próximo do “povo”.

    Fiz questão de lembrar a “omelete” porque na época eu conversei com pessoas que eram politizadas e também torceram o nariz. As pessoas simples entenderam como uma atitude além de simpática, de uma mulher comum a tantas outras. De lá pra cá, não acredito que a Presidente tenha perdido o foco porque teve esta aproximação. Um político para ser aceito pela grande massa tem que dar condições básicas a ele e principalmente comida na mesa.

    Esta continuidade do que fez o governo Lula é a determinação dela. Torço muito por isto e acredito que ela está tentando fazer as duas coisas. Um abraço!

  37. Edu, obrigada pela parte que me cabe, você tem inteira razão, nós mulheres sofremos pra caramba nesta sociedade preconceituosa e magista.

  38. Gerson seu último parágrafo diz tudo:

    Quando se elege e se isola: deixa de ouvir. E quando deixa de ouvir: se perde.

    Espero estar errado

  39. Eu gostei foi da foto da moça vestida de superman. :)

  40. Aqui percebo liberdade de expressão, manifestações a favor e contra discurso do Eduardo. Penso que este é ambiente saudavel para passar ler e trocar ideias com cordialidade.
    Obrigada Eduardo pelo espaço e pelo livre pensar.

  41. Olá, Eduardo! Olha, também fiquei feliz por essa reconciliação com a Safira.
    Abraço!

  42. Concordo que nossa sociedade é imensamente injusta com as mulheres. No entanto, penso que o episódio da escrivã está muito mais relacionado com a endêmica brutalidade policial do que com o fato de ela ser mulher. Poderia ser homem, mulher, homosexual, vampiro ou lobisomem…

    Não importa, eles iriam tirar a roupa do indivíduo por bem ou por mal. São os resquícios da ditadura. Métodos herdados da SS nazista que chegaram até aqui através da CIA e da Escola das Américas. Inaceitável, portanto, esta auto anistia que ainda vige no país. No dia que torturador ganhar cana dura, isso para.

    Agora tem um fato estanho acontecendo em todas as manifestações a respeito do assunto que tenho visto. Ela estava sim com quatro notas falas de cinquenta reais. Uma policial! Isso é tão ou mais grave que tirar a roupa dela a força. De repente todo mundo faz de conta que não viu, ou que não sabe.

    Justificar, não justifica, mas é importantíssimo e grave! Grave porque um crime não acoberta outro. Punam-se todos, mas não se esqueça de investigar porque ela estava com duzentos reais em notas falsas escondidas nas roupas íntimas. E pior, sendo uma autoridade policial, usava as brechas da lei para evitar que a mesma fosse cumprida.

    E isso passou a ser secundário…

  43. Putz grilla!!! Demoramos tanto para chegar onde/aonde chegamos para isso? Na CF/88 é consagrado o direito ao contraditório e a ampla defesa, a livre expressão do pensamento e a fazer tudo o que a lei não nos proiba. Portanto, quanto a esse negócio da presidenta ir a FSP e ser recriminada por alguns é pura falta do que fazer (É MINHA OPINIÃO). Muitos morreram para que chegassemos aqui, pelo amor de Deus, não vamos voltar ao tempo em que se dizia que a esquerda só se unia na cadeia. Para julgarmos um ato simbolico de alguém (quaisquer pessoas), devemos analisar tudo a sua volta, não apenas o que nos achamos. Chega de achismos.

  44. Belo texto e tema.
    O que mais me assusta, nesta questão, é o porque da humanidade ter tanta raiva das mulheres. Em todas as sociedades e nações, as mulheres são perseguidas, humilhadas, oprimidas. a violência que se pratica contras as mulheres, em qualquer lugar do globo, é sempre, primeiro, sexual.

  45. E a FSP desrespeitou a Dilma e ela endossou, minha filha e minha esposa não aceitam isto, se sentiram agredidas e tenho que respeitar a opinião delas.

  46. por que alem de ter essa pessoas que sao ma informadas e gostam de ficar assim nao dizem que o povo brasileiro e o mais feliz e mais otimista do mundo como meu professor diz otimista e desenfreado e o residentes ganham mal infelizmente por uma coisa chamada SUS ja que em paises onde os medicos ganham quantias altissimas de dinheiro n tem um sistema publico de saude apesar de isso nao justificar pois o SUS e a mesma coisa que nada nos grande centros metropolitanos e em diversos lugares do Brasil mas infelizmente a ideia teorica do SUS inibe maiores salarios devido a existencia de uma maquina publica Ineficiente existente que suposta mente oferece saude e a lei da oferta e da procura…

Trackbacks

  1. Tweets that mention Mulheres que brigam | Blog da Cidadania -- Topsy.com

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.