A exumação de FHC

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

Falando em Egito, uma das mais sombrias múmias da política brasileira deve sofrer um processo de exumação na semana que entra. Mais precisamente, será na quarta-feira à noite, durante o programa semestral do PSDB, que irá ao ar em horário “nobre” da TV e do rádio.

O PSDB finalmente deu ouvidos a Globos, Folha, Veja e Estadão: tentará reconstruir FHC, visando tirar a oposição do vazio de lideranças e da carnificina interna em que mergulhou.

A estratégia será a de dedicar o programa semestral do PSDB a tentar, em linguagem popular, fazer valer a tese tucano-midiática de que o sucesso do governo Lula se deve ao até hoje impopularíssimo antecessor.

Basta ler ou assistir aos colunistas dos veículos supracitados para perceber que essa é uma reivindicação antiga da mídia, reivindicação que o PSDB, de olho nas pesquisas de opinião sobre FHC, jamais levou em conta. Todavia, como pior do que está parece que não fica, qualquer tentativa é melhor do que se resignar com o naufrágio iminente.

A possibilidade de alguém repensar o que sente pela era FHC, devido às chibatadas que levou no lombo naquela época não é lá muito boa. São muito ruins as lembranças daquele tempo. Muitos preferem esquecer aqueles oito anos.

Mas devido ao fato de que o PT e Dilma não se darão ao trabalho de se contrapor à mais nova estratégia tucano-midiática para reconstruir a direita no Brasil, há quem ache que sem contraponto a exumação de FHC pode melhorar a imagem dos conservadores.

Por outro lado, no entanto, sempre haverá o risco de as pessoas de memória mais fraca fazerem uma associação que não faziam entre o PSDB e um político que se tornou impopular exclusivamente devido aos sofrimentos múltiplos que o seu período na Presidência impôs.

De uma forma ou de outra, o programa tucano da próxima quarta-feira pode marcar uma nova e imensa onda de odes que a mídia tecerá ao ex-presidente pelos próximos anos, caso sondagens da opinião pública revelem algum êxito na estratégia de soerguimento da oposição.

Surge a pergunta, pois: quem irá se contrapor a essa tentativa de revisionismo histórico?

Pouco importa se irá colar ou não. É racional que se permita que tal mentira seja alvo de uma campanha publicitária multimilionária envolvendo toda a grande mídia sem que a sociedade faça jus ao contraditório ao massacre retórico que vem aí?

O governo FHC foi uma tragédia. Supostas políticas que teriam “pavimentado” o caminho de Lula, tais como lei de responsabilidade fiscal, metas de inflação e câmbio fixo, foram todas imposições do FMI. E a inflação teria terminado de qualquer jeito, como terminou em todos os outros países desta região.

Quem vai dizer isso à sociedade, para impedir que vendam os erros históricos da era FHC como se fossem acertos? Duvido de que a presidente Dilma ou o PT se disporão a enfrentar esse debate em um momento em que parece que tudo o que querem é não fazer marola.

Dirão que não passa de um ataque de ansiedade da direita começar a disputar já a eleição de 2014. E, sim, há um quê de ridículo em tal açodamento já no primeiro mês de um mandato de quatro anos dos adversários. Mas deixar o adversário falar sozinho é sempre um grande erro.

Tags: , , , ,

95 Comentário

  1. Existe algo dos anos FHC que nenhum dados ou estatística é capaz de aferir: a sensação de medo e incerteza sempre presente durante este período. Não existia, pelo menos dentro do meu julgamento de então, uma prevalência do otimismo sobre o pessimismo no rumo do país. Também não existia, então, esta grande polarização política dentro do discurso cotidiano. Assim, este sentimento era construído quase que 80% de nacionalismo vs. 20% posicionamento ideológico. Não me importava tanto PT e afins, a prioridade e urgência não dava para tanto: tínhamos que sobreviver em termos de soberania, nos seus diferentes aspectos. Nenhum campo o país despontava, avançava com claridade, tomava liderança, sequer regional. Mesmo o processo de estabilização econômica, atribuído a si pelos tucanos, foi pontilhado de incertezas e tropeços. O câmbio, até hoje, é um dever de casa não cumprido. Janeiro de 1999 deveria ser erigido como mês da hipocrisia eleitoral no Brasil. Nossa área militar virou ferrugem. Nosso serviço público primeiro freou, depois estancou e, finalmente, deu macha-ré, com inúmeros suicídios de funcionários de carreira impedidos de perseguir seus anseios e de suas famílias por que um neoliberal resolvera extinguir seu chão. E isto tudo a troco de quê? Onde foram aplicados os bilhões gerados pelas privatizações? Qual foi o legado destas vendas? Infraestrutura? Saneamento de dívida? Nada. Os índices de 2002-2003 revelam um país sem alma, sem projeto, entregue e desconfiado. Antes de ser petista, lulista, dilmista ou qualquer outra -ista que o valha, somos brasileiros, e como brasileiros não tínhamos um projeto claro de nação e país em 2002, após 8 anos de choque de gestão demotucana.

  2. Disse por aqui antes que dona Aliança Liberal ou era tão nova que não sabia da história ou tão velha que havia esquecido. Ela sabe das coisas. É antiga. Mas é FALSA. Pergunta apenas pra depois aparentar que o interlocutor conhece MENOS que ELA. Por que não vai logo mostrando o que sabe?!? Mania de armadilhas com CLASSE?
    Mas o dito pelo funcionário do BB é confirmado pelo pessoal da Caixa. A múmia colonizada queria “reengenherar” para vender os dois bancos. Como doou a Vale do Rio Doce. E queria fazer o que com uma tal PetrobaX? Eles só viram a extensão do estrago da “comida” servida aos mega investidores estrangeiros, uma “cagada” pros eleitores, quando o Alkimin precisou vestir aquele blusão ridiculo com logotipos das empresas que haviam escapado do entreguista anterior.
    Reconstruir o colonizado FHC? Sugiro expô-lo para visitação dos que apreciam as lições do passado. Inclusive para evitá-lo.

  3. Isso não é novidade!
    Já ando falando disso há algum tempo. Desde o início de 2010 grande parte da mídia golpista já vem reproduzindo a volta do Monstro.
    Isso através de comentários dos “ancora” sempre dizendo da tal “herança bendita” que ajudou o Lula a governar bem o país nestes últimos oito anos, nada como o plágio da propaganda nazista idealizada por Goebbels é só ficar repetindo as mentiras no rádio, na televisão e na internet que ela se transformará em verdade, é isso que eles já estão fazendo, querem agora reconstruir a história de acordo com as elites.
    Provos Brasil

  4. Quem se deu ao trabalho se assistir o filme “Múmia” e depois “Múmia 2″ sabe dos estragos que a tal múmia pretendia fazer ao mundo. E, nesses dois filme, sempre foi derrotada. Agora, nesse projeto de “exumação” da múmia brasileira, sem dúvida, haverá haverá nova derrota e de todos que ousarem aderir…

  5. Êsse tal projeto deve sonho de algum cientista louco. Não se trata de exumação e sim da criação de um novo Frankstein, Um pedaço do ex sociólogo, outro pedaço do Derrotado, mais outros pedaços de membros daquela horrorosa equipe ekonomica. O projeto deve ter apoio da CIA (caracu empreendimentos impossíveis) e cobertura nacional do PIG, Êsse projeto será novamente derrotado, agoara pela D.Dilma

  6. Por mais repetida que seja,a mentira sempre terá pernas curtas,Eduardo.Tentar “reconstruir” fhc será tarefa hercúlea,mesmo para a velha mídia.Não acredito que embarquem nessa canoa furada.
    O povo não entende a linguagem deste provecto senhor,muito menos a bem- aventurança do seu exitoso e entreguista governo.

  7. Nobre deputado Tiririca.

    Pior que esta não fica, só serve mesmo para nosso querido deputado pois para o Pharoll de Alexandria fica sim.

    Com essa múmia sem bálsamo vamos ser vendidos ao “esteites” , nosso petróleo, nossa vida, nossa familia.

    Esse nunca mais nem pintado de ouro pelo pig.

  8. Será que vão adotar no Egito a mesma trapaça adotada em Honduras: a convocação de eleições de araque para a indicação de um fantoche

  9. Já que Dilma e o PT vão ficar na sua habitual moleza, NÓS TEMOS QUE RESPONDER A ESSAS MENTIRAS, POIS NÃO É APENAS IRRACIONAL TENTAR DEFENDER-SE FHC, UM CANALHA, É AVILTANTE, IMORAL, DESONESTO, HORRENDO, SÓRDIDO TENTAR-SE REESCREVER A HISTÓRIA, TRANSFORMANDO UMA MENTIRA EM VERDADE. O BRASIL INTEIRO, E PRINCIPALMENTE AS NOVAS GERAÇÕES TÊM QUE SABER QUE O GOVERNO FHC FOI UM TRAGÉDIA, QUE FERNANDO HENRIQUE CARDOSO É UM TRAIDOR, UM VERME QUE VENDEU O PATRIMÔNIO PÚBLICO NACIONAL, CONSTRUÍDO EM DÉCADAS PELA LUTA DE MILHÕES DE BRASILEIROS, DE DIFERENTES GERAÇÕES, A PREÇO DE BANANA(SÓ COMO EXEMPLO, A VALE DO RIO DOCE FOI VENDIDA PELO VALOR CORRESPONDENTE AO QUE OBTÉM DE LUCRO EM APENAS UM ANO, JUNTAMENTE COM RESERVAS QUE SEQUER HAVIAM TIDO SEU TAMANHO DIMENSIONADO. QUER DIZER : FHC VENDEU O PATRIMÔNIO INTEIRO DE UMA EMPRESA PELO VALOR CORRESPONDENTE AO SEU LUCRO EM UM ANO E, DENTRO DESSE PATRIMÔNIO, HAVIA VALORES SEQUER MENSURADOS, SEQUE MEDIDOS EM SEU TAMANHO. ELE VENDEU DE GRAÇAS ALGO TÃO VALIOSO QUE SEQUER FÔRA POSSÍVEL MEDIR SEU VALOR). ISSO É CRIME! PREVISTO NO CÓDIGO CIVIL E NO PENAL. SE ALGUÉM, RESPONSÁVEL PELA ADMINISTRAÇÃO DO PATRIMÔNIO DE OUTREM, DESFAZ-SE DESSE PATRIMÔNIO POR VALORES INCOMPATÍVEIS COIM O REAL VALOR DE MERCADO DOS BENS, TERÁ QUE RESPONDER POR ISSO. E O QUE TAMBÉM É O PRESIDENTE, SENÃO O ADMINISTRADOR DO PATRIMÔNIO DE OUTREM, DO POVO BARSILEIRO? ALÉM DISSO, FHC ENDIVIDOU O PAÍS, A DESPEITO DE VENDER GRANDE PARTE DE NOSSO PATRIMÔNIO. E O FEZ POR QUE A PALHAÇADA QUE O FMI E O CONSENSO DE WASHINGTON O OBRIGARAM A IMPLANTAR NO BRASIL, O PLANO REAL, NÃO ACABOU COM INFLAÇÃO NENHUMA. E NÃO O FEZ POR UM MOTIVO BEM SIMPLES : POR QUE MANTEVE INTACTAS AS REAIS CAUSAS DA INFLAÇÃO , QUE SÃO A INSERÇÃO SUBALTERNA DO BRASIL NA ECONOMIA INTERNACIONAL, A CONSEQUENTE DESIGUALDADE NOS ETRMOS DE TROCA, E O TAMBÉM CONSEQUENTE DÉFICIT NO BALANÇO DE PAGAMENTOS(QUE É A SOMA DA BALANÇA COMERCIAL, COM OUTROS “SERVIÇOS” FINANCEIROS DO PAÍS, COMO REMESSA DE LUCROS AO EXTERIOR, ROYALTES, SERVIÇOS BANCÁRIOS). ESSA RELAÇÃO CONTINUOU EXTREMAMENTE DESIGUAL COM FHC(PARA MUDÁ-LA SÓ INVESTINDO-SE NUMA REESTRUTURAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL, COMO FEZ LULA).O VERME TUCANO SÓ TRANSFERIU SEU EFEITO DIRETO, A INFLAÇÃO, PARA A TAXA DE JUROS. O QUE NA PRÁTICA DÁ NO MESMO, JÁ QUE MANTÉM OS DOIS “RESULTADOS” FUNDAMENTAIS DA INFLAÇÃO : RETIRAR OS RECURSOS DO PAÍSI, VIA RELAÇÕES CAMBIAIS DESFAVORÁVEIS, E CONCENTRAR RENDA. APENAS COM LULA COMEÇAMOS A MUDAR, AINDA QUE PARCIALMENTE, ESSA RELAÇÃO NEFASTA, UMA VEZ QUE, COM O ESTABELECIMENTO DE NOVAS PARCERIAS COMERCIAIS PARA O BRASIL(QUE PASSOU A VALORIZAR A AMÉRICA LATINA, A ÁFRICA E A ÁSIA), PAÍSES COM QUEM PODEMOS TER UMA SALDO COMERCIAL MAIS FAVORÁVEL, EXPORTANDO NÃO APENAS COMMODITTIES; COM O CRESCIMENTO DO MERCADO INTERNO(GRAÇAS ÀS POLÍTICAS DE TRANSFERÊNCIA DE RENDA E AO AUMENTO DO CRÉDITO)E COM O INÍCIO DA CONSTRUÇÃO DE UM MODELO DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL, NOSSO PAÍS COMEÇOU A MUDAR SUA INSERÇÃO NA ECONOMIA INTERNACIONAL, TORNANDO-A MAIS FAVORÁVEL E MAIS SOBERANA(POR ISSO AS TAXAS DE JUROS DO GOVERNO LULA, QUE AINDA FORAM ALTAS, SÃO INFINITAMENTE MAIS BAIXAS QUE OS ABSURDOS DO GOVERNO FHC : LULA TERMINOU SEU MANDATO COM UM POUCO MAIS DE 10% DE TAXA DE JUROS, ENQUANTO FHC CHEGOU A 25%). SÃO VERDADES COMO ESSA, COMPROVADAS CIENTÍFICA E FACTUALMENTE, QUE TEMOS QUE MOSTRAR AO PÁIS E PRINCIPALMENTE ÀS NOVAS GERAÇÕES, DENUNCIANDO OS QUE TENTAM ESCONDÊ-LAS E ESTIMULANDO A QUE PRESTEM CONTAS À SOCIEDADE POR SUA CUMPLICIDADE COM OS CRIMES DE FHC. NOVAMENTE REITERO A CAMPANHA QUE LANCEI CONTRA, NÃO APENAS OS HUMORÍSTICOS REACIONÁRIOS DA GLOBO, MAS TAMBÉM PEDINDO O BOICOTE À EMISSORA E AOS PRODUTOS NELA ANUNCIADOS.

  10. Quem fez o Plano Real foi o Itamar Franco mesmo. Se ele não nomeia, como Presidente da República, o FHC, e não determina que ele fizesse o Plano, quem era FHC hoje? Coisíssima nenhuma. Foi Itamar Franco, como Presidente, que determinou e comandou o processo. A grande tragédia de tudo isso foi o fato de FHC ter destruído o país. Como exemplo, vejam o que Mauro Santayana mostra no blog dele: Estão metendo o pau no Lula por causa do deficit no balanço de pagamentos com o exterior, mas o de FHC foi muito maior:

    http://maurosantayana.blogspot.com/2011/01/no-deficit-de-transacoes-externas-de.html

  11. Quem fez o Plano Real foi o Itamar Franco mesmo. Se ele não nomeia, como Presidente da República, o FHC, e não determina que ele fizesse o Plano, quem era FHC hoje? Coisíssima nenhuma. Foi Itamar Franco, como Presidente, que determinou e comandou o processo. A grande tragédia de tudo isso foi o fato de FHC ter destruído o país. Como exemplo, vejam o que Mauro Santayana mostra no blog dele: Estão metendo o pau no Lula por causa do deficit no balanço de pagamentos com o exterior, mas o de FHC foi muito maior:

    http://maurosantayana.blogspot.com/2011/01/no-deficit-de-transacoes-externas-de.html

  12. Passei parte de minha adolescência e maturidade nessa época. Quem foi jovem nessa época, sabe como era difícil conseguir emprego – eu mesmo fiquei dois anos desempregado. Comecei então a prestar concursos públicos e hoje trabalho em um ministério. FHC decepcionou-me porque abandonou tudo o que havia escrito, dito , afirmado durante anos. É um homem culto e inteligente? Sim. Mas nunca se utilizou dessas qualidades quando era PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Trackbacks

  1. Tweets that mention A exumação de FHC | Blog da Cidadania -- Topsy.com
  2. A exumação de FHC | Blog da Cidadania | Info Brasil
  3. Querem ressuscitar FHC | ESTADO ANARQUISTA
  4. A exumação de FHC « Blog do EASON

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.